Busca

12:14 · 19.07.2017 / atualizado às 12:14 · 19.07.2017 por

Uma mãe da cidade de Ibaté, em São Paulo, garante que seu cachorro, um rottweiler, alertou quando o filho de 6 anos começou ter uma convulsão.

“Ele salvou a vida do meu filho”, disse a técnica de enfermagem e pedagoga Rhozana Diniz Menzani.

Ela dormia quando o filho começou a passar mal. Foi então que o cachorro da família, chamado Quiron, de 5 anos, começou a latir desesperadamente e arranhar a janela do quarto onde Rhozana estava.

O menino Enzo tem autismo e sofre de adrenoleucodistrofia, uma doença rara e degenerativa, mas nunca tinha tido uma crise convulsiva.

10:44 · 13.07.2017 / atualizado às 10:44 · 13.07.2017 por
Youtuber Lorena Reginato, diagnosticado em 2015 com câncer no cérebro, quando tinha apenas 11 anos.

Seis meses após anunciar que estava curada de um câncer no cérebro, a famosa youtuber Lorena Reginato, de 13 anos, do canal CarecaTV, comemora nova fase, já com cabelo curto: “fico muito feliz em saber que posso ajudar mais pessoas com a minha história de vida”, diz.

Apesar da cura, a nova rotina da youtuber inclui aulas de natação, sessões de fonoaudiologia e fisioterapia que amenizam as sequelas deixadas pelo tumor. Rotina essa sempre dividida com hoje mais de 1,7 milhões de seguidores.

CabeludaTV?

“Vamos ter novos quadros, um quadro musical, outro de de culinária com a minha mãe”, revela Lorena, após retomar a gravação dos vídeos semanais.

A adolescente paulista comoveu milhões de internautas ao criar o canal de vídeos há pouco mais de um ano, revelando sempre com bom humor e otimismo o passo-a-passo do tratamento, que a fez perder movimentos do corpo e prejudicou a fala.

1º vídeo em março de 2016

 

11:30 · 11.07.2017 / atualizado às 11:32 · 11.07.2017 por
Cerca de 80 pessoas se envolveram na corrente humana para possibilitar o resgate. Das nove pessoas que se afogavam, seis eram da mesma família. (Foto: reprodução/Facebook)

Uma corrente humana foi responsável pelo resgate de nove pessoas no último sábado (08) na praia de Panama City, na Flórida, nos Estados Unidos. Aproximadamente 80 pessoas se juntaram para salvar as pessoas, seis da mesma família, que se afogavam em uma área muito afastada da costa.

A situação teria se iniciado quando uma mulher viu os dois filhos pedirem socorro dentro do mar. Logo, ela entrou na água junto do pai das crianças, um primo, a avó e outras três pessoas, entretanto, eles acabaram também com dificuldade de retornar. Assim, ficaram todos submersos a 4,5 metros da superfície.

Ao perceber o desespero, diversas pessoas que estavam na praia montaram uma corrente humana, que ia da faixa de areia até o local onde os banhistas estavam. De braços dados, eles ajudaram a salvar o grupo. “Eu automaticamente pensei que eles tivessem visto um tubarão”, afirmou Jessica Simons, que participou do resgate. Quando notou que se tratava de um afogamento, ela resolveu pedir ajuda.

Durante o ocorrido, uma mulher sofreu um infarto e teve que ser hospitalizada. Mesmo assim, o resgate foi concluído.

15:19 · 06.07.2017 / atualizado às 15:26 · 06.07.2017 por
A nota foi deixada por alguém que estava em um relacionamento abusivo e que afirmou não conseguir embarcar com o animal

Um cachorro de apenas três meses foi abandonado no aeroporto internacional de Las Vegas com uma triste nota e comoveu a cidade norte-americana. O pet, que é da raça chihuahua miniatura foi encontrado em um banheiro do aeroporto por um turista, que tirou uma foto da nota e levou o cachorro até um abrigo para animais.

A nota, deixada por alguém que estava em um relacionamento abusivo, dizia o seguinte: “Oi! Eu sou o Chewy! Minha dona estava em um relacionamento abusivo e não conseguiu embarcar comigo. Ela não queria mesmo me deixar aqui, mas ela não tinha outra opção. Meu ex-namorado chutou meu cachorro na cabeça enquanto estávamos brigando e o deixou com um galo enorme na cabeça. Ele provavelmente precisa de um veterinário. Eu amo muito o Chewy, por favor cuidem dele e o amem”.

O abrigo que o pegou, o Connor & Millie’s Dog Rescue, compartilhou a história de Chewy no Facebook, e ele logo se tornou atração na cidade. Centenas de pessoas se disponibilizaram a adotá-lo, o que fez com que o abrigo fizesse uma pausa nos pedidos de adoção.

“Lembrem-se que existem milhares de Chewy por aí esperando uma nova casa, mesmo que você não fique com ele, dê uma olhada em outros cachorros nos abrigos”, publicou.

Fonte: Estadão Conteúdo

16:30 · 05.07.2017 / atualizado às 08:38 · 06.07.2017 por
Gerardo foi diagnosticado com TCG (Tumores de Células Germinativas, Coriocarcinoma)

José Gerardo Soares Filho é um jovem de 18 anos, morador de Fortaleza e estudante do curso Técnico de Enfermagem da Escola Estadual de Educação Profissional Professor Onélio Porto, no bairro José Walter.

Gerardinho, como é mais conhecido entre os amigos, tinha uma vida comum até fevereiro de 2017, quando descobriu ter um câncer raro, após fazer um teste de gravidez – por brincadeira – que deu positivo.

“Estava sentindo dores nas costas, mas achavam que era por causa da academia. Comecei a sentir dores no peito e os médicos disseram que era para deixar de treinar e tomar analgésicos”, explica o estudante.

O problema é que os remédios já não faziam mais efeito e Gerardo começou a expelir sangue. “Achavam que era tuberculose. Depois disso, por brincadeira, peguei um teste de gravidez e urinei nele, mas só que deu positivo. Acharam muito estranho e as enfermeiras do meu curso pediram para fazer outros exames mais detalhados”, lembra o jovem.

Campanha solidária

Gerardo foi diagnosticado com TCG (Tumores de Células Germinativas, Coriocarcinoma). Desde então, ele foi submetido a sessões de quimioterapia no hospital Albert Sabin, em Fortaleza, mas familiares e amigos vêm realizando campanhas nas redes sociais para levantar recursos. O objetivo é financiar o tratamento em São Paulo, onde Gerardo encontrou um oncologista que é especializado no seu tipo de câncer, o que pode aumentar a probabilidade de cura.

“Não esperava e agradeço aos amigos e familiares por essa campanha ter chegado onde chegou”, reconhece.

Para quem quiser fazer doações, os dados da conta de José Gerardo:

José Gerardo Soares Filho
CPF: 608.294.463-11
AGÊNCIA: 3253-0
CONTA POUPANÇA: 38823-8
Variação: 51
Banco do Brasil 001

Ou

Pelo site Vakinha.com.br.

14:08 · 05.07.2017 / atualizado às 14:11 · 05.07.2017 por
Dia do Voluntário Social é celebrado em 07 de julho – Foto: Joel Vargas/PMPA

Nesta sexta-feira (7), é celebrado o Dia do Voluntário Social. Para marcar a data, as 60 unidades de vendas da seguradora Mongeral Aegon estarão abertas, em todo o Brasil, para receber doações.

A ideia é arrecadar cobertores, agasalhos, além de alimentos não perecíveis que serão doados a instituições de caridade. Em Fortaleza, a beneficiada será o Instituto Moreira de Sousa, que atua na reabilitação de crianças a partir de 5 anos com déficit no nível de desenvolvimento de aprendizagem.

As doações serão recebidas até o dia 17 de julho, das 9h às 17h.

Serviço

Dia do Voluntário Social
Local de doação: seguradora Mongeral Aegon, Av. Santos Dumont, 1.028, bairro Aldeota
Horário: de 9h às 17h
Telefone: (85) 3464-3922

15:23 · 30.05.2017 / atualizado às 15:23 · 30.05.2017 por

O vídeo de um professor cantando e tocando violão no corredor de uma escola, na tentativa de acalmar crianças, enquanto acontecia um tiroteio na rua, vem comovendo internautas nas redes sociais.

As imagens foram gravadas dentro de uma escola pública, na comunidade de Três Pontes, em Paciência (RJ), e publicada pelo secretário de Educação do Rio de Janeiro, Cesar Benjamin.

No vídeo é possível ver dezenas de crianças sentadas no corredor, entre as salas de aula do Centro Integrado de Educação Pública (Ciep), sendo comandadas pelo professor  Roberto Ferreira, responsável pelas aulas de música. Com seu violão, Ferreira toca uma música que exalta o “sonho de um mundo melhor”.

Em sua rede social, o secretário de Educação do Rio de Janeiro disse que “são esses os heróis que seguram a rede. São eles que me inspiram e me dão força para prosseguir”.

 

12:44 · 23.05.2017 / atualizado às 12:44 · 23.05.2017 por

Uma mãe na Tailândia ganhou repercussão nas redes sociais, após publicar um vídeo em que limpa o nariz entupido da filha. A publicação viralizou pela simplicidade na técnica usada. Para isso, ela fez uma lavagem com soro fisiológico aplicado com uma seringa.

Segundo pediatras, algumas mães têm medo de afogar a criança com o soro, pois algumas acabam chorando, outras tossem ou engasgam.

Na realidade, isso é um reflexo do corpo para impedir que o líquido vá para o pulmão. O ideal é virar o bebê de lado, deixando que ele tussa e engula sozinho o soro.  Antes de aplicar na criança, é preciso deixar o líquido em temperatura ambiente.

Qualquer dúvida ou insegurança, o ideal é procurar um médico especialista.

14:24 · 22.05.2017 / atualizado às 14:24 · 22.05.2017 por

Com apenas 9 meses de vida, a pequena Lara Batalha dos Santos já sabe o que é enfrentar as dificuldades da vida; ela passou os últimos 4 meses internada. Isso porque ela sofre de Atrofia Muscular Espinhal (AME) tipo 1, não mexe as pernas, não movimenta a cabeça e tem dificuldade para deglutir e respirar.

Para tentar minimizar o sofrimento da bebê, sua mãe, Mônica Batalha, vem fazendo uma campanha pelas redes sociais. A ideia é arrecadar dinheiro suficiente para bancar o medicamento Spinraza, que pode auxiliar a estabilizar a doença de Lara, que é degenerativa.

“Essa vacina não é a cura, mas é um tratamento e melhora a qualidade de vida. Com ele, a criança sai do respirador, pode voltar a comer pela boca e a ter movimentos”, explica Mônica. Atualmente internada no Hospital Geral Dr Waldemar Alcântara, Lara alimenta-se por sonda e respira com ajuda de traqueostomia.

Mônica Batalha vem buscando ajuda dos órgãos competentes para autorizar a importação do medicamento Spinraza, que ainda precisa de aprovação da Anvisa no Brasil. Ela também já recorreu à Defensoria Pública para tentar garantir um suporte do governo.

Lara deve ter sair do Hospital Geral Dr Waldemar Alcântara no final do mês, mas ainda precisa ter o básico assegurado. “Por enquanto, o pedido seria para arcar com as despesas em casa, fraudas, produtos hospitalares e atendimento médico”, esclarece a mãe.

Quem quiser contribuir com a campanha de Lara, basta doar qualquer quantia nas contas abaixo relacionadas.

Doações:

Lara Batalha dos Santos
Caixa Econômica
Agência: 4420
Operação: 013
Conta poupança: 5563-4
CPF: 086.242.813-00

Maria Lourdes Alves Batalha (Avó de Lara)
Caixa Econômica
Agência: 2183
Operação: 013
Conta poupança: 4227-0
CPF: 234.518.663-15

Maria Lourdes Alves Batalha (Avó de Lara)
Banco do Brasil
Agência: 4985-9
Conta Corrente: 5.248-5

12:43 · 16.05.2017 / atualizado às 12:43 · 16.05.2017 por

Para se preparar para dar à luz, uma paciente em São Paulo dançou a música “Você Partiu Meu Coração”, hit nas vozes de Nego do Borel, Anitta e Wesley Safadão. O que parece ser apenas uma gravação que se tornou viral por ser fofinha tem um nome científico: fisioterapia pélvica.

No vídeo, a fisioterapeuta Thalita Freitas acompanhou o parto da paciente Marcela, que naquele momento estava com 7 cm de dilatação. Os exercícios são propostos de acordo com a evolução do parto descrito no partograma.

“A mobilidade materna durante o trabalho de parto contribui de forma positiva para a descida do bebê e a dilatação do colo uterino”, explica a descrição do vídeo, que já conta com mais de 30 mil visualizações.