Busca

Categoria: Campanha


14:48 · 18.08.2017 / atualizado às 14:48 · 18.08.2017 por

Alunos do Instituto Federal do Ceará (IFCE), em Maracanaú, decidiram arregaçar as mangas e fazer uma ação de caridade.

Para ajudar o Lar Amigos de Jesus, em Fortaleza, estudantes do curso de Licenciatura em Química iniciaram uma campanha de arrecadação de doações de roupinhas infantis, brinquedos e livros infanto-juvenis e didáticos do primeiro ao quinto ano do fundamental.

A ideia, segundo Joy Aparecida Ramos, uma das participantes, visa dar apoio não só às crianças e adolescentes que são atendido pelo lar, mas aos voluntários que atuam no local. “A maioria daquelas crianças não tem acesso ao colégio, por conta do tratamento, e no Lar Amigos de Jesus existem voluntários que exercem papel de educadores”, explica a estudante.

Na sexta-feira (11) passada, o grupo de alunos do IFCE foi ao Lar para entregar tudo o que foi arrecadado. “Nos fantasiamos para brincarmos e orarmos com aquelas crianças, nossa programação foi pensada com carinho, existia uma equipe para atender aos adolescentes e outra para as crianças, já que são necessidades diferentes”, lembra Joy.

“A sensação depois do dever cumprido é a melhor possível, estamos todos satisfeitos e felizes por termos conseguido fazer tudo o que planejamos”, conclui.

Participaram da ação:

– Raissa Sousa Barbosa;
– Joy Aparecida Barbosa Ramos;
– Augusto César;
– Julio Cesar;
– Tryfena Faustino;
– Rayara Martins;
– Clarissa Maria;
– Rodrigo Matos;
– Izabella Letícia;
– Leonardo Carneiro;
– Suzanne Silva;
– Gustavo Gomes.

Para quem quiser colaborar com o Lar Amigos de Jesus, a entidade fica na rua Ildefonso Albano, 3052 – bairro Joaquim Távora, em Fortaleza. Telefone: (85) 3067-6565.

16:30 · 05.07.2017 / atualizado às 08:38 · 06.07.2017 por
Gerardo foi diagnosticado com TCG (Tumores de Células Germinativas, Coriocarcinoma)

José Gerardo Soares Filho é um jovem de 18 anos, morador de Fortaleza e estudante do curso Técnico de Enfermagem da Escola Estadual de Educação Profissional Professor Onélio Porto, no bairro José Walter.

Gerardinho, como é mais conhecido entre os amigos, tinha uma vida comum até fevereiro de 2017, quando descobriu ter um câncer raro, após fazer um teste de gravidez – por brincadeira – que deu positivo.

“Estava sentindo dores nas costas, mas achavam que era por causa da academia. Comecei a sentir dores no peito e os médicos disseram que era para deixar de treinar e tomar analgésicos”, explica o estudante.

O problema é que os remédios já não faziam mais efeito e Gerardo começou a expelir sangue. “Achavam que era tuberculose. Depois disso, por brincadeira, peguei um teste de gravidez e urinei nele, mas só que deu positivo. Acharam muito estranho e as enfermeiras do meu curso pediram para fazer outros exames mais detalhados”, lembra o jovem.

Campanha solidária

Gerardo foi diagnosticado com TCG (Tumores de Células Germinativas, Coriocarcinoma). Desde então, ele foi submetido a sessões de quimioterapia no hospital Albert Sabin, em Fortaleza, mas familiares e amigos vêm realizando campanhas nas redes sociais para levantar recursos. O objetivo é financiar o tratamento em São Paulo, onde Gerardo encontrou um oncologista que é especializado no seu tipo de câncer, o que pode aumentar a probabilidade de cura.

“Não esperava e agradeço aos amigos e familiares por essa campanha ter chegado onde chegou”, reconhece.

Para quem quiser fazer doações, os dados da conta de José Gerardo:

José Gerardo Soares Filho
CPF: 608.294.463-11
AGÊNCIA: 3253-0
CONTA POUPANÇA: 38823-8
Variação: 51
Banco do Brasil 001

Ou

Pelo site Vakinha.com.br.

14:08 · 05.07.2017 / atualizado às 14:11 · 05.07.2017 por
Dia do Voluntário Social é celebrado em 07 de julho – Foto: Joel Vargas/PMPA

Nesta sexta-feira (7), é celebrado o Dia do Voluntário Social. Para marcar a data, as 60 unidades de vendas da seguradora Mongeral Aegon estarão abertas, em todo o Brasil, para receber doações.

A ideia é arrecadar cobertores, agasalhos, além de alimentos não perecíveis que serão doados a instituições de caridade. Em Fortaleza, a beneficiada será o Instituto Moreira de Sousa, que atua na reabilitação de crianças a partir de 5 anos com déficit no nível de desenvolvimento de aprendizagem.

As doações serão recebidas até o dia 17 de julho, das 9h às 17h.

Serviço

Dia do Voluntário Social
Local de doação: seguradora Mongeral Aegon, Av. Santos Dumont, 1.028, bairro Aldeota
Horário: de 9h às 17h
Telefone: (85) 3464-3922

22:39 · 09.05.2017 / atualizado às 22:43 · 09.05.2017 por
Jovem realiza campanha para ajudar na luta contra o câncer

Após ter feito tratamento contra o câncer por 6 meses e um transplante de medula em dezembro de 2016, Bárbara Moglie Martinez descobriu, no último sábado (6), que sua doença voltou. A jovem de apenas 26 anos foi diagnosticada com a enfermidade em julho do ano passado e, com o retorno da doença, ela deve retomar o tratamento. A consultora de vendas que, no ano passado, movimentou a internet com uma campanha para doação de sangue e plaquetas, feita por amigos e familiares, volta a pedir ajuda dos internautas, mas dessa vez para ajudar a pagar o seu tratamento através de financiamento coletivo.

Como a doença ressurgiu, os médicos agora querem usar um novo método de ataque à Leucemia Linfoblástica de Célula T de Bárbara. O objetivo é testar uma nova droga contra a patologia, ainda não vendida no Brasil. Como a jovem e a família não tem condições de arcar com a importação e o valor do medicamento, eles lançaram uma campanha de financiamento coletivo para pagar o custo. A vakinha criada pretende fazer arrecadação de R$ 150 mil para pagar a compra do fármaco Nelarabrine, princípio ativo do medicamento Atriance da companhia farmacêutica suíça Novartis.

De acordo com o Centro de Pesquisa do Câncer do Reino Unido, o Nelarabrine é indicado para pessoas que já passaram por tratamento de quimioterapia e a doença voltou. A substância é conhecida como uma das drogas de um grupo de fármacos conhecidos como antimetabólitos. Eles são semelhantes às moléculas do corpo normal, mas têm uma estrutura ligeiramente diferente. Eles param células de leucemia e linfoma criando e reparando o DNA das células, para que elas não consigam crescer e nem se multiplicar.

Doação

A doença de Bárbara mobilizou muitas pessoas a fazerem o cadastro para a doação de medula no ano passado. Assim como a jovem, José Mateus Pinheiro de Menezes, aluno do 8º ano do ensino fundamental, busca um doador. Ele é portador de Leucemia LLA tipo B, que afeta principalmente crianças e adolescentes e necessita de transplante de medula óssea.

A doação é um procedimento seguro, que não causa nenhum risco ao doador e o processo é simples. Chegando ao Hemoce, o candidato à doação preenche um formulário com seus dados e é feita a coleta de uma pequena amostra de sangue para testes. O exame determina as características genéticas que são necessárias para a compatibilidade entre doador e paciente. Caso seja compatível, o doador é chamado para exames complementares, para então realizar a doação. Qualquer pessoa que tenha entre 18 e 55 anos e com boa saúde (não ter doença infecciosa ou incapacitante) pode ser um doador.

Hemoce – Av. José Bastos, 3390, Rodolfo Teófilo
Horários de coleta:
De segunda à sexta-feira: 7h30min às 18h30min
Aos sábados: 8h às 16h
Domingos: 8h às 13h
Telefone: 3101-2296

Vakinha juntos pela cura da Babi: veja como ajudar

 

12:56 · 14.03.2017 / atualizado às 13:04 · 14.03.2017 por
‘Seu Luciano’ precisava apenas de um carrinho de reciclagem para poder trabalhar. (FOTO: Divulgação)
‘Seu Luciano’ precisava apenas de um carrinho de reciclagem para poder trabalhar. (FOTO: Divulgação)

A campanha online para arrecadação de R$ 500 para fabricação de uma carroça de reciclagem para o morador de rua identificado por “Seu Luciano” ultrapassou a meta em menos de 24 horas. Com isso, além de doar o dinheiro para o “veículo”, o estudante karlos Aires, responsável pela movimentação, deve criar uma poupança para o beneficiado.

“É um sentimento de extrema alegria. Por dois motivos. Por saber que agora o Seu Luciano vai poder parar de pedir dinheiro e vai ganhar a própria grana para sustentar a família. E também por ver um engajamento tão forte das pessoas. Isso mostra que quando nos unimos por uma boa causa, podemos mudar aquela situação. E de pequenas e pequenas mudanças, a gente muda o mundo”, comenta o universitário.

Até o início da tarde desta terça-feira (14), o valor arrecadado era de R$ 1.065, além de mais R$ 690 em boletos pendentes. O montante representa 213% a mais da meta. A priori, a campanha iria até o dia 1º de abril, mas Karlos já pensa em encerrar para dar entrada no recebimento do dinheiro, que pode durar até 14 dias.

Inspiração bíblica

Esta foi a primeira vez que o estudante de Jornalismo fez uma campanha do tipo. Segundo ele, a inspiração vem da bíblia.

“Eu realmente acredito nisso. Que nós podemos mudar a situação da nossa cidade. Do nosso estado, do nosso país. O sucesso da campanha foi a confirmação de algo que sempre me influenciou muito. O exemplo de um homem que se disponibilizou para fazer boas coisas, Isaias. Deus disse a ele: ‘A quem enviarei, e quem há de ir por nós?’ Isaias respondeu: “Eis-me aqui, envia-me a mim” (Isaías 6:8)”, explica.

Karlos Aires, que acreditava no sucesso da campanha, agora quer dar um novo salto. “De primeiro, pensei em criar uma conta poupança e depositar o excedente lá e entregar pra ele. E para aproveitar, queria mediar uma conversa com ele e um profissional da economia pra que ele pudesse receber dicas de como investir bem esse dinheiro. Como morador de rua, ele não tem um ambiente seguro pra guardar esse dinheiro e nem pra administrar ele. Por isso, pensei na poupança”, diz o estudante e lembra ainda que a sugestão foi de uma das primeiras pessoas a fazer uma doação.

Próximos passos

Esta foi a primeira vez que Karlos Aires fez uma campanha na internet. (FOTO: ARQUIVO PESSOAL)
Esta foi a primeira vez que Karlos Aires fez uma campanha na internet. (FOTO: ARQUIVO PESSOAL)

O responsável pela campanha “uma carroça para seu Luciano” ainda não sabe como vai fazer para criar conta poupança, já que deseja que seja no nome dele. “Eu prometi que iria deixar todos os doadores à par de cada passo do processo. Então, eles também podem contribuir com sugestões. Como ele [Seu Luciano] é quem me liga, eu estou esperando ele me ligar. Mas, hoje mesmo vou retornar as ligações que ele me fez. Ele pede celular emprestado de outras pessoas pra ligar”.

O universitário ainda não sabe como Seu Luciano vai receber a notícia, mas imagina que ele receberá com grande felicidade. “Nossa, só de falar que eu iria fazer a campanha o olho dele brilhou. Deu pra ver uma nascente de esperança botando no rosto dele. Quando ele souber que a campanha deu certo, eu acredito que ele vai explodir em felicidade”, finaliza.

19:56 · 13.03.2017 / atualizado às 19:56 · 13.03.2017 por
'Seu Luciano' precisa de um carrinho de reciclagem para poder trabalhar. (FOTO: Divulgação)
‘Seu Luciano’ precisa de um carrinho de reciclagem para poder trabalhar. (FOTO: Divulgação)

O jovem estudante de jornalismo Karlos Aires, 24 anos, estava lanchando com um amigo em um estabelecimento na avenida Pontes Vieira, no bairro Dionísio Torres, em Fortaleza, no meio de um dia comum qualquer, quando o surgimento de um pedinte com duas sacolas na mãos (uma com fraldas e outra com leite em pó) o sensibilizou. Ele pedia por comida, não dinheiro.

O morador de rua tratava-se de “Seu Luciano”, de 50 anos. Conforme o estudante, ele passa o dia vagando pela cidade pedindo ajuda de outras pessoas para sustentar a esposa e a filha bebê. O homem veio do interior do Ceará em meados de 2010 para tentar uma vida melhor na capital, mas, por falta de oportunidades, foi mais um que se somou à multidão de invisíveis nas ruas de Fortaleza. Atualmente, seu “lar” é a Praça do Ferreira.

Tocado pela história, Karlos resolveu não apenas comprar o sanduíche pedido por Seu Luciano, mas não parou por ai. “Perguntei porque ele não trabalhava, e ele me respondeu afirmando que sua única opção era trabalhar com reciclagem, mas que não tinha dinheiro para comprar o carro, que custa mais ou menos R$ 400. Foi então que propus dar-lhe o equipamento para que ele pudesse ter uma ocupação e um meio para sustentar a si e a sua família”, disse.

Vaquinha online

A partir desta iniciativa, Karlos criou uma vaquinha online para juntar o dinheiro necessário para comprar a carroça de Seu Luciano. O objetivo é acumular R$ 500 (R$ 400 do equipamento e R$ 100 de ajuda extra) e ir junto com ele realizar a compra. Até o momento, no entanto, as doações estão bastante aquém do esperado.

“Infelizmente, não estou tendo muito resultado. Hoje uma amiga doou R$ 10, mas ainda é pouco. Eu tava planejando, para essa semana, fazer vídeos curtos pra chamar o pessoal pra doar, citar exemplos dos EUA, onde esse tipo de campanha é muito comum e sempre passa da meta. Acho que poderia incentivar as pessoas”, argumenta, reforçando que vai postergar a data-limite para doações, atualmente marcada para ser encerrada no dia 1° de abril.

Segundo Karlos, o objetivo não é oferecer “esmola”, mas sim uma oportunidade de vida. “Deu pra notar nos olhos dele a felicidade quando falei que ia ajudá-lo. Ele quer parar de pedir, ele quer trabalhar. No final das contas, ele vai continuar a passar o dia andando, mas agora com dignidade e o próprio dinheiro, por menor que seja”, defende.

As doações podem ser feitas por meio do endereço da campanha e não possuem limite mínimo. Até o momento, a iniciativa de Karlos bateu somente 10% do total da meta estabelecida.

11:41 · 10.02.2017 / atualizado às 12:49 · 10.02.2017 por

Depois de dias de terror em Vitória, no Espírito Santo, uma atitude vem chamando a atenção nas redes sociais. Um carro que circulou pelas ruas desertas da cidade, tocando a música “Imagine” de John Lennon e projetando nas paredes dos prédios a mensagem #SemMedo.

A iniciativa foi do produtor Rike Soares e dois amigos, que desejavam passar uma mensagem de esperança à população. “A gente não vai recuar. Não adianta ficar com medo. A ideia é bem simples. É só poder dar uma sensaçãozinha de segurança. A gente ficando trancado em casa não vai adiantar muita coisa”, explicou o produtor em uma transmissão ao vivo, em sua conta no Facebook.

Acompanhado do produtor cultural Bruno Lima e de Wanderson Belo, Rike começou a circular com seu veículo pela Praia do Canto e pelo Jardim da Penha.

O Espírito Santo vive uma séria crise na segurança pública, por conta da falta de policiamento nas ruas. A situação começou no último sábado (3), quando policiais militares não trabalharam em protesto aos baixos salários da categoria.

Confira como foi a projeção:

17:01 · 25.07.2016 / atualizado às 17:02 · 25.07.2016 por

foto1

O McDia Feliz deste ano ocorrerá no próximo 27 de agosto e beneficiará a expansão do Centro Pediátrico do Câncer (CPC) nas cidades de Fortaleza, Sobral e Juazeiro do Norte.

Toda a renda obtida com a venda de tíquetes antecipados, produtos promocionais com a marca McDia Feliz e o sanduíche BigMac (menos os impostos federais) será revertida para a Associação Peter Pan (APP).

Meta: ampliar número de leitos e de atendimentos

A expansão do Centro Pediátrico do Câncer (CPC) garante o acesso à rede de atenção oncológica, através da ampliação do número de leitos (enfermaria, UTI e isolamento), ambulatórios, centro cirúrgico e leitos para cuidados paliativos.

A ideia é atender o aumento da demanda no Estado, gerada pelo fechamento de outros serviços de oncologia pediátrica e pelo sucesso do Programa de Diagnóstico Precoce. Com a expansão, assegura-se o tratamento especializado e humanizado de crianças e adolescentes com câncer e seus familiares, reduzindo a diferença atual entre demanda e número de leitos.

Como adquirir os tíquetes antecipados

A Associação Peter Pan disponibiliza tíquetes para venda antecipada ao preço de R$ 15,50 a unidade. Cada tíquete poderá ser trocado pelo sanduíche Big Mac na data do McDia Feliz. Os moradores de Fortaleza interessados na compra de tíquetes antecipados podem entrar em contato direto na Rua Alberto Montezuma, 350, no bairro Vila União, ou pelo telefone (85) 4008.4109.

foto2
Crédito: Divulgação