Busca

Tag: adolescente


14:48 · 18.08.2017 / atualizado às 14:48 · 18.08.2017 por

Alunos do Instituto Federal do Ceará (IFCE), em Maracanaú, decidiram arregaçar as mangas e fazer uma ação de caridade.

Para ajudar o Lar Amigos de Jesus, em Fortaleza, estudantes do curso de Licenciatura em Química iniciaram uma campanha de arrecadação de doações de roupinhas infantis, brinquedos e livros infanto-juvenis e didáticos do primeiro ao quinto ano do fundamental.

A ideia, segundo Joy Aparecida Ramos, uma das participantes, visa dar apoio não só às crianças e adolescentes que são atendido pelo lar, mas aos voluntários que atuam no local. “A maioria daquelas crianças não tem acesso ao colégio, por conta do tratamento, e no Lar Amigos de Jesus existem voluntários que exercem papel de educadores”, explica a estudante.

Na sexta-feira (11) passada, o grupo de alunos do IFCE foi ao Lar para entregar tudo o que foi arrecadado. “Nos fantasiamos para brincarmos e orarmos com aquelas crianças, nossa programação foi pensada com carinho, existia uma equipe para atender aos adolescentes e outra para as crianças, já que são necessidades diferentes”, lembra Joy.

“A sensação depois do dever cumprido é a melhor possível, estamos todos satisfeitos e felizes por termos conseguido fazer tudo o que planejamos”, conclui.

Participaram da ação:

– Raissa Sousa Barbosa;
– Joy Aparecida Barbosa Ramos;
– Augusto César;
– Julio Cesar;
– Tryfena Faustino;
– Rayara Martins;
– Clarissa Maria;
– Rodrigo Matos;
– Izabella Letícia;
– Leonardo Carneiro;
– Suzanne Silva;
– Gustavo Gomes.

Para quem quiser colaborar com o Lar Amigos de Jesus, a entidade fica na rua Ildefonso Albano, 3052 – bairro Joaquim Távora, em Fortaleza. Telefone: (85) 3067-6565.

14:31 · 21.02.2017 / atualizado às 14:31 · 21.02.2017 por

Pablo Júnior Oliveira de Paula, um adolescente de 16 anos, de Goiânia (GO), virou destaque no noticiário local, após achar um celular e devolvê-lo ao dono.

O simples gesto ganhou repercussão porque o jovem, quando foi devolver o aparelho, recusou receber uma recompensa de R$ 200 que lhe foi oferecida. Em troca, Pablo pediu apenas que o dono do iPhone 6 achado, o analista de redes Nikolas Soares Valério, divulgasse seu currículo.

Em entrevita ao sites de notícias G1, o garoto detalhou o ocorrido. “Eu achei o aparelho no chão. Minutos depois, apareceu uma mensagem na tela de bloqueio informando a perda do celular com um número. Eu liguei de volta, encontrei com ele dois dias depois, porque ele estava viajando, e queria apenas devolver, o que pra mim seria a coisa mais normal. Como ele insistiu muito, recusei o dinheiro e depois mandei meu currículo”, disse o adolescente.

Pablo encontrou o celular no último sábado (20), na porta de uma festa. Ao pegar o aparelho, viu que havia uma notificação e imaginou que o dono teria deixado cair ao ir embora do local.

O adolescente ligou para Nikolas e descobriu que ele estava viajando e só voltaria nessa segunda-feira (20). Na hora da entrega, Níkolas ficou surpreso com a atitude de Pablo, recebeu o currículo e postou nas redes sociais.

Depois da postagem de Nikolas no Facebook, Pablo – que é menor de 18 anos – garante que recebeu dezenas de propostas para participar de programas de aprendizagem de empresas.

Confira a postagem original de Nikolas:

13:26 · 17.01.2017 / atualizado às 13:26 · 17.01.2017 por

Amelia Hall, de 18 anos, sofre de depressão há vários anos. Mas recentemente, quando teve um dia especialmente ruim, ao invés de “punir-se” ou “culpar-se” pelo momento difícil, ela recorreu a algo brilhante e inspirador.

“Hoje foi o pior dia, como há muito tempo eu não tinha; mas eu recriei uma bela pintura na minha pele, em vez de me machucar”, escreveu Amelia no Twitter recentemente.

A pintura que ela escolheu foi “Terraço do Café à Noite”, de Vincent van Gogh, um de seus artistas favoritos. A estudante de Arqueologia da Universidade de Manchester levou em torno de três horas para concluir o trabalho.

“Lembro-me de sentar e pensar em desistir, querendo lavar meu braço e simplesmente voltar para a cama”, disse ela. “Mas eu estou tão feliz que eu continuei trabalhando nisso, porque eu tenho algo maravilhoso para mostrar de um dia particularmente ruim. Não importa o quão difícil tudo pode ser, não vale a pena machucar-se”.

Amelia Hall

Pintura de Amelia Hall

Resultado da pintura de Amelia Hall