Andarilho

Categoria: Artes


13:10 · 14.12.2015 / atualizado às 13:10 · 14.12.2015 por
O edifício que atualmente alberga o museu era originalmente uma estação ferroviária Foto: Divulgação
O edifício que atualmente alberga o museu era originalmente uma estação ferroviária Foto: Divulgação

Embora o Louvre seja o museu mais emblemático de Paris, a cidade reserva outros estabelecimentos que merecem a atenção de quem visita a cidade. Um bom exemplo é o Museu d’Orsay que, neste mês, comemora 29 anos. No dia 9 de dezembro de 1986, a casa abria as suas portas ao público (a inauguração oficial foi no dia 1º de dezembro daquele ano).

Situado na margem esquerda do rio Sena no VII arrondissement bem próximo ao Louvre, as coleções do museu apresentam principalmente pinturas e esculturas da arte ocidental do período compreendido entre 1848 e 1914.Entre outras, estão presentes obras de Van Gogh, Susana, Degas, Maurice Denis, Odilon Redon. Existem também exposições temporárias que ocorrem paralelamente à exposição permanente.

Mas o que chama a atenção dos visitantes é a arquitetura. O belíssimo edifício, que atualmente alberga o museu, era originalmente uma estação ferroviária, a Gare de Orsay.

Para você saber mais sobre este, que é considerado por muitos como o melhor e mais charmoso museu de Paris, disponibilizamos um link (em português) para você fazer um fantástico passeio virtual e conhecer toda a sua história. Imperdível!

Inicie o passeio clicando aqui.

10:00 · 21.05.2015 / atualizado às 10:53 · 21.05.2015 por
Com visitas guiadas, o Theatro José de Alencar é um dos equipamentos turísticos e culturais participantes da iniciativa Foto: Alex Costa/Agência Diário
Com visitas guiadas, o Theatro José de Alencar é um dos equipamentos turísticos e culturais participantes da iniciativa Foto: Alex Costa/Agência Diário

Turistar em sua própria cidade não é comum para quem nela vive. Por causa disso, muita coisa legal passa despercebida, fora que muitos pontos de interesse são por muita gente desconhecidos.

Assim, uma boa oportunidade para os fortalezenses mergulharem um pouco mais na história e na cultura do Ceará é participar do projeto “Viva o Centro Fortaleza”, que está promovendo uma maratona cultural neste sábado, dia 23, e o que é melhor: com entrada franca e programação em diversos espaços.

A inicitiva começa às 8h da manhã, horário de abertura da Biblioteca Pública do Estado do Ceará – Espaço Estação, e seguindo até as 22h, quando acontece a festa Me Gusta, promovida pela Casa Fora do Eixo Nordeste, na Praça dos Leões.

Além disso, tem piquenique no Passeio Público, exposições no Museu da Indústria, no Museu do Ceará, no Sobrado José Lourenço, na Casa de Juvenal Galeno e no Espaço Estação, almoço grego no Salão das Ilusões, visitas guiadas no Theatro José de Alencar (TJA), concerto com a Orquestra Sinfônica da Uece (no Museu da Indústria), shows e muito mais.

Piquenique no Passeio Público é outra atração Foto: Divulgação
Piquenique no Passeio Público é outra atração Foto: Divulgação

Veja alguns itens da programação que selecionamos pra você:

– 8h às 17h – Exposição permanente sobre o compositor cearense Paurilo Barroso. Consulta ao acervo de mais de 50 mil livros da Biblioteca. Local: Espaço Estação – Biblioteca Pública do Estado, Rua 24 de Maio, 60, Centro, ao lado da Praça da Estação.

– 09h às 12h – 2ª Feira de Cordel e Cantoria. Responsável: Prodisc – Livraria FT Livros.Local: Praça dos Leões, Rua Conde d’Êu, snº.

– 09h30 às 10h30 – Piquenique Edição especial. Atração: Projeto Pé de Livros com Janete Barros. Responsável: Secultfor. Local: Passeio Público, Rua Dr. José Moreira snº.

– 09h às 12h e das 13h às 16h – Exposição permanente sobre Literatura de Cordel, no Auditório Nenzinha Galeno. Responsável: Casa de Juvenal Galeno. Local: Casa de Juvenal Galeno, Rua General Sampaio, 1128, Centro.

– 9h às 17h – Exposição “Impressões do Sertão Cearense. Responsável: Museu do Ceará.Local: Museu do Ceará, Rua São Paulo, 51, Centro.

– 9h às 19h – exposição “História da Industrialização do Ceará. Responsável: Museu da Indústria. Local: Museu da Indústria, Rua Dr. João Moreira, 143, Centro.

– 10h – Programa “Música no Museu” com o Concerto da Orquestra Sinfônica da UECE. Responsável: Museu da Indústria. Local: Museu da Indústria, Rua Dr. João Moreira, 143, Centro.

– 13h – História Passo a Passo – Caminhada cultural pelo centro histórico. Responsável: CCBN. Local: Centro Cultural Banco do Nordeste- Rua Conde D´Eu, 560.

– 13h – Caminhada Cultural História Passo a Passo. Responsável: CCBN. Local: Praça General Tibúrcio – dos Leões, seguindo pelo entorno do Centro.

– 13h – Exposição fotográfica com painéis coloridos do Centro Histórico de Fortaleza. Responsável: CCBN. Local: Centro Histórico de Fortaleza Local: Centro

– 14h – Visita Guiada ao TJA. Responsável: Theatro José de Alencar. Local: Theatro José de Alencar – R. Liberato Barroso, 525.

– 15h – Visita Guiada ao TJA. Responsável: Theatro José de Alencar. Local: Theatro José de Alencar – R. Liberato Barroso, 525.

– 16h – Visita Guiada ao TJA. Responsável: Theatro José de Alencar. Local: Theatro José de Alencar – R. Liberato Barroso, 525.

– 17h – Visita Guiada ao TJA. Responsável: Theatro José de Alencar. Local: Theatro José de Alencar – R. Liberato Barroso, 525.

Para ter acesso à programação completa contate programacaovivaocentro@gmail.com.

11:28 · 15.04.2015 / atualizado às 12:15 · 15.04.2015 por

 

Praia de Flecheiras Foto: Divulgação
Praia de Flecheiras Foto: Divulgação

Duas localidades no Ceará recebem este mês apresentações de dança e podem ser um motivo para você agendar um giro por elas. Estou falando da 2ª etapa do Festival de Dança do Litoral Oeste, que acontece entre 17 e 23 de abril em Itapipoca e 24 e 25 de abril na Praia de Flecheiras.

Esta é a sétima edição do Festival, que na primeira etapa, no fim de janeiro deste ano, teve Paracuru como cidade sede principal.

No palco estarão companhias, coletivos e grupos de dança do Ceará, Bahia, Minas Gerais e Paraíba.

A iniciativa é da Associação de Artes Cênicas de Itapipoca (AARTI), com o incentivo da Coelce, apoio cultural do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura (Secult) e tem proudção da WM Cultural. Vale ressaltar que o acesso é gratuito.

Para saber mais:

Itapipoca

Espetáculos e projeções de videodança nos dias 17 e 18 de abril
Oficina de Benjamim Abras (MG) de 20 a 23 de abril
Local: Ponto de Cultura Galpão da Cena – Rua Raimundo Lopes de Sousa, 331.
Interessados em participar da oficina devem entrar em contato com Gerson Moreno pelo fone (88)9215-6569 ou por e-mail: gersonballetbaiao@yahoo.com.br.

Praia de Flecheiras (Trairi)

Espetáculos nos dias 24 e 25de abril
Local: Praça Jonas Henrique de Azevedo
Informações: (85)3046-2744.
Facebook: Festival de Dança do Litoral Oeste Ceará

08:44 · 23.01.2015 / atualizado às 08:44 · 23.01.2015 por

Uma dica interessante para quem pretende viajar no último fim-de-semana deste mês é dar um pulo em Paracuru. Além das belas praias e um pôr do sol que é um dos mais bonitos do Ceará, no sábado (31.01) e domingo (01.02) tem o Festival de Dança do Litoral Oeste 2015, com apresentações de quatro companhias do Cabo Verde, a partir das 20 horas, na Praça de Eventos da cidade.

Paracuru é uma das mais belas praias do Litoral Oeste do Ceará Foto: Divulgação
Paracuru é uma das mais belas praias do Litoral Oeste do Ceará Foto: Divulgação

No sábado, a atração é o Cabo Verde Ballet. No domingo, Djam Projects, Balé de Tarrafal (Fidjus di Bibinha Cabral) e Raiz di Polon. Porém, na sexta-feira à noite (30.01), quem quiser já sentir um gostinho do que vai rolar em Paracuru, o Djam Projects e Balé de Tarrafal (Fidjus di Bibinha Cabral) se apresentam em Trairí, às 19h no CPTA, também como parte da programação. E o melhor de tudo: a entrada é gratuita!

Raiz di Polon_Ballet é uma das atrações de domingo, no Festival Foto: Pedro Marta
Raiz di Polon_Ballet é uma das atrações de domingo, no Festival Foto: Pedro Marta

Em sua sétima edição o Festival de Dança do Litoral Oeste, que tem o incentivo da Coelce, apoio cultural do Governo do Ceará, por meio da Secretaria de Cultura, apoio institucional do Ministério da Cultura de Cano verde, parceria institucional da Prefeitura de Paracuru. A cooprodução da WM CULTURAL e o evento é uma realização da Associação de Artes Cênicas de Itapipoca.

08:50 · 19.01.2015 / atualizado às 08:50 · 19.01.2015 por

Uma boa pedida para quem está em Fortaleza é dar uma passada na edição de férias da Mundial Art, Feira Internacional de Artesanato e Cultura– Caminhos do Oriente. Em um único espaço você poderá dar a volta ao mundo conhecendo a arte e a cultura de países de quatro continentes e ainda de 12 estados brasileiros. A feira vai da próxima sexta-feira, 23 de janeiro, ao dia 8 de fevereiro.

A feira traz o artesanato e cultura de países de quatro continentes Foto: Divulgação
A feira traz o artesanato e cultura de países de quatro continentes Foto: Divulgação

As peças de artesanato vêm de países como: Brasil, Índia, Turquia, Paquistão, Egito, China, Japão, Emirados Árabes, Síria, Líbano, Polinésia Francesa, Chile, Rússia, França, Austrália, Peru, Equador, República Tcheca, Indonésia, Bali, Tunísia, Quênia, Coréia, Tailândia, África do Sul e Senegal.Do Brasil, estarão presentes produtos do Ceará, Alagoas, Piauí, Amazonas, Bahia, Goiás, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, São Paulo, Tocantins e Distrito Federal, juntamente com a comunidade indígena Pataxó. Ao todo, serão mais de 20 mil itens distribuídos em 85 estandes.

Cerca de 20 mil itens estarão expostos Foto: Divulgação
Cerca de 20 mil itens estarão expostos Foto: Divulgação
Entre as peças, joias e bijuterias Foto: Divulgação
Entre as peças, joias e bijuterias Foto: Divulgação

Um detalhe bem legal é que Os países serão representados pelos próprios artesãos das peças, uma oportunidade única, sem sair da cidade, de manter contato com gente dos quatro cantos do mundo.

Além da programação cultural e dos estandes, a feira vai ter também um espaço gastronômico. Nessa área uma grande novidade é a fruta Goji Berry, importada do Tibet, que vem desidratada.

Junto com os objetos expostos, quem for por lá vai encontrar ainda oficinas com várias técnicas de artesanato e apresentações folclóricas e de dança do ventre com uma jiboia de mais de dois metros.

Ficou interessado. Saiba mais a seguir!

Serviço:

Local: Centro de Negócios do Sebrae – Av. Monsenhor Tabosa, 777.
Data: de 23 de janeiro a 8 de fevereiro
Hora: 15 horas às 22 horas
Entrada: R$ 8 inteira e R$ 4 meia-entrada para estudantes e idosos. Crianças até dez anos não pagam.
Informações: (85) 9645.2244

09:16 · 06.01.2015 / atualizado às 13:25 · 06.01.2015 por

Vários cômodos e ambientes diferentes, com toques artísticos bem debaixo da terra? Você já pensou em conhecer ou até mesmo passar uma temporada em um lugar assim? Pois foi o que fez um artista norte-americano.

Cansado da sua rotina diária, ele resolveu fazer um retiro espiritual e morar em uma caverna de arenito que descobriu no deserto no Novo México.

Caverna no deserto do Novo México, onde a obra foi construída Foto: Divulgação
Caverna no deserto do Novo México, onde a obra foi construída Foto: Divulgação

Os anos foram passando e Ra Paulette, como ele se chama, acabou construindo a sua obra, sem ajuda nenhuma, apenas com ferramentas manuais e a companhia do seu cachorro.

Mas como ele chegou até aqui? Hoje, com 67 anos de idade, Ra já foi um andarilho, abandonou a faculdade, fez uma série de bicos, até aprender a arte de cavar no verão de 1985, quando trabalhou em uma escavadeira em Dixon. A atividade consistia em cavar latrinas e construir poços, mas pouco a pouco ele foi despertado para o dom artístico das artes manuais. Enfim, uma coisa levou a outra…

Um dos ambientes esculpidos no interior da caverna Foto: Divulgação
Um dos ambientes esculpidos no interior da caverna Foto: Divulgação

Agora, depois de tantos anos o artista voltou a viver em sociedade e sua caverna servirá como local de exposição e eventos artísticos. Dá até mesmo para passar uns dias de descanso, visto que há energia elétrica , água corrente, camas, cadeiras e até banheiro. Para completar, Ra pensa, inclusive, em construir uma piscina. Bacana, não?

Ra Paulette no “palácio” que construiu debaixo da terra Foto: Divulgação
Mais ambientes do artista chamam a atenção de quem visita a caverna Foto: Divulgação
Mais ambientes do artista chamam a atenção de quem visita a caverna Foto: Divulgação

Aliás, percebi uma grande influência do artista catalão Antoní Gaudi. Portanto, tem tudo se tornar uma grande atração turística. Assista o vídeo e veja que incrível esta obra de arte!

YouTube Preview Image
Pesquisar

Andarilho

Viagens e estilo de vida.
Posts Recentes

01h09mDescubra 12 motivos pelos quais o seu cérebro precisa tirar férias

11h09mConfira seis cidades brasileiras para quem quer conhecer as culinárias regionais

02h09mWi-Fi: conecte-se de graça em qualquer lugar do mundo

02h08mPromoção: confira passagens aéreas para a Europa por menos de R$ 1.600

03h08mVacina contra febre amarela tem nova regra

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs
Redes Sociais
Instagram Siga o