Andarilho

Categoria: Jet lag


11:48 · 26.08.2013 / atualizado às 11:52 · 26.08.2013 por

Este pode não ter sido ainda o seu caso, mas quem já enfrentou voos muito longos, e com mudança de fuso horário entre o ponto de partida e o de destino, sabe bem do que estou falando. O corpo sente a diferença e o relógio biológico entra em descompasso. Mal-estar, sonolência, irritação, alterações no organismo, sobretudo nos hábitos intestinais, e dificuldade de concentração são os sintomas mais comuns. É o que se chama de jet lag.

Comigo é certo! Claro que não todos eles ao mesmo tempo, mas irritação e dor de cabeça insistem em dar o ar da graça, o que pode deixar qualquer um sem disposição nos primeiros dias de viagem. E você, com certeza, não quer que isso aconteça, não é? Fazer com que esses desconfortos sumam de vez da vida de quem viaja, infelizmente, não é possível, mas atenuá-los, isto sim pode ser alcançado. Algumas dicas ajudam a diminuir as sensações indesejáveis e podem fazer toda a diferença.

O ideal é começar a adaptação antes do embarque. Os dias que antecedem a viagem geralmente são muito estressantes e com uma série de detalhes por resolver. Assim, tente se programar para dormir o tempo necessário. Nesse período, comece também a mudar o seu horário de dormir. Se você for para o oriente, procure se deitar mais cedo e acordar mais cedo. Se for para o ocidente, durma mais tarde e acorde mais tarde.

Na véspera de viajar, devem-se evitar refeições pesadas, bebidas com cafeína e exercícios físicos extenuantes. No dia da viagem, é legal também que você coma algo antes de sair de casa para o aeroporto e outra refeição antes de entrar no avião. Afinal, atrasos ocorrem e fome enfraquece.

Já durante o voo, a primeira coisa a fazer é ajustar o relógio à hora do lugar para onde vai. Dessa forma, você já vai se acostumando com o novo horário. Porém, atente para o caso de ter que fazer conexões em cidades que possuam o fuso horário diferente daquele do seu ponto final.

Como a cabine do avião é pressurizada e o ar se torna bastante seco, é aconselhável beber muita água para evitar desidratação, assim como não ingerir álcool. Este último tem um efeito a bordo superior ao que tem em terra, desidrata o corpo e retarda o processo de adaptação do organismo ao fuso horário de destino. De vez em quando, saia um pouco da poltrona, caminhe pelos corredores da aeronave e alongue-se para evitar problemas com a circulação sanguínea e inchaços nos pés e nas pernas.

Se o voo for noturno, tente dormir o máximo que conseguir, para não chegar com o sono atrasado. Porém, se você tem dificuldade para tal, preferira as viagens diurnas. Nesse caso, procure apenas repousar, nada de sono profundo, deixando para dormir somente à noite, para não desorganizar o seu relógio biológico.

Por fim, tente chegar ao seu destino durante o dia, para poder expor-se a luz natural que irá contribuir para a sua adaptação. Além do que, fazer as refeições à hora local e evitar ir para cama antes do pôr do sol também vai auxiliar para que entre no ritmo do lugar.

Ah, e durante a primeira noite após a chegada é importante dormir bastante e evitar a ingestão de comprimidos para dormir, pois estes vão é confundir ainda mais o seu organismo. No mais é só aproveitar!

Pesquisar

Andarilho

Viagens e estilo de vida.
Posts Recentes

01h09mDescubra 12 motivos pelos quais o seu cérebro precisa tirar férias

11h09mConfira seis cidades brasileiras para quem quer conhecer as culinárias regionais

02h09mWi-Fi: conecte-se de graça em qualquer lugar do mundo

02h08mPromoção: confira passagens aéreas para a Europa por menos de R$ 1.600

03h08mVacina contra febre amarela tem nova regra

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs
Redes Sociais
Instagram Siga o