Andarilho

Categoria: Oceanário de Lisboa


12:53 · 20.04.2015 / atualizado às 12:53 · 20.04.2015 por
10:26 · 29.05.2013 / atualizado às 10:30 · 29.05.2013 por

Por onde andei, aquários costumam exercer fascínio sobre milhares de turistas que formam extensas filas para desvendar os mistérios do fundo do mar.Um dos mais incríveis que já fui fica em Portugal. Falo do Oceanário de Lisboa, localizado no Parque das Nações, inaugurado em 1998, para abrigar a última exposição mundial do século 20, cujo tema foi “Os Oceanos, um Patrimônio para o Futuro”.

O Oceanário de Lisboa fica localizado no Parque das Nações Foto: Divulgação

De lá para cá, o Oceanário eternizou a ligação da Capital portuguesa com o mar e hoje se configura, a meu ver, como uma dos maiores atrativos da cidade. Estima-se que um milhão de pessoas passa por lá todos os anos. Percorrer o ambiente é um programa e tanto. Vá por mim!

Surpreendente é a palavra que o define. Sua grandiosidade, seu comprometimento com a natureza e sua dinâmica de funcionamento deslumbra tanto quanto o choque da primeira visão, quando nos deparamos com aquele gigantesco aquário interior reproduzindo a sensação de se estar diante de uma tela de cinema. E no fundo do mar, é claro!

Diante do gigantesco aquário interior, a sensação de se estar diante de uma tela de cinema Foto: Divulgação

Este reservatório, em formato circular, com 1.000 m², 5.000 m³ de água e sete metros de profundidade, cuja dimensão pode ser observada por imponentes janelas de acrílico, abriga mais de 100 espécies diferentes, de vários recantos do oceano.

Nele, você vai encontrar arraias, tubarões e uma infinidade de peixes, inclusive o até então desconhecido – pelo menos para mim, obviamente – peixe-lua, enorme e bem estranho, mas o sucesso do lugar.

O famoso peixe-lua Foto: Anchieta Dantas Jr.
O famoso peixe-lua Foto: Anchieta Dantas Jr.

Há ainda aquários menores com polvos, cavalos-marinhos e corais. Eu nunca me senti tão dentro de “Procurando Nemo”. Tem, inclusive, espaços onde vivem peixes-palhaços e suas anêmonas, mostrando a simbiose perfeita entre as duas espécies. Maravilhoso!
E, além dos aquários, existem também outros ambientes, nos quais habitam pinguins e lontras, assim como aves que fazem parte dos ecossistemas ali criados. Tem até uma floresta tropical!

Além dos aquários, existem também outros ambientes, nos quais habitam pinguins e lontras Foto: Divulgação

A experiência é mesmo encantadora e enriquecedora. Visitar o Oceanário é voltar à escola, ter uma aula divertida, obter conhecimento in loco. Se você tiver filhos, então, se divertirá ainda mais ao ver a empolgação das crianças.

Vasquinho, o mascote do Oceanário de Lisboa Foto: Anchieta Dantas Jr.

Assim, em uma viagem a Lisboa, reserve pelo menos um turno do seu dia para passear pela atração. A entrada custa 13 euros, mas os pequenos pagam apenas 9 euros. Exposições temporárias são cobradas a parte. Para chegar, a melhor opção é o metrô (Linha Vermelha/Estação do Oriente).

* Este texto foi publicado na coluna do blog na Revista Siará – edição de 08 de abril de 2012.

Pesquisar

Andarilho

Viagens e estilo de vida.
Posts Recentes

01h09mDescubra 12 motivos pelos quais o seu cérebro precisa tirar férias

11h09mConfira seis cidades brasileiras para quem quer conhecer as culinárias regionais

02h09mWi-Fi: conecte-se de graça em qualquer lugar do mundo

02h08mPromoção: confira passagens aéreas para a Europa por menos de R$ 1.600

03h08mVacina contra febre amarela tem nova regra

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs
Redes Sociais
Instagram Siga o