Andarilho

Categoria: Rio Grande do Norte


11:30 · 26.03.2015 / atualizado às 10:52 · 26.03.2015 por

Levantamento do Trivago, um dos maiores sites comparadores de preços de hotéis da atualidade, revela quais são os destinos preferidos dos brasileiros para o feriado da páscoa deste ano. Encabeçam a lista as cidades do Rio de Janeiro, Natal e Fortaleza, nessa ordem.

Foto: Embratur/Divulgação
Orla de Fortaleza Foto: Embratur/Divulgação

Além dos destinos domésticos, cinco cidades internacionais completam a lista, nos Estados Unidos: Orlando, Miami Beach e Nova York. Paris e Buenos Aires aparecem como as únicas citadas na Europa e na América do Sul, respectivamente.

Confira o ranking:

Posição Cidade País
1 Rio de Janeiro Brasil
2 Natal Brasil
3 Fortaleza Brasil
4 Armação dos Búzios Brasil
5 Porto Seguro Brasil
6 Orlando Estados Unidos
7 Nova York Estados Unidos
8 Gramado Brasil
9 Porto de Galinhas Brasil
10 Florianópolis Brasil
11 Maceió Brasil
12 Buenos Aires Argentina
13 Foz do Iguaçu Brasil
14 Paris França
15 São Paulo Brasil
16 Paraty Brasil
17 Balneário Camboriú Brasil
18 Miami Beach Estados Unidos
19 Cabo Frio Brasil
20 Salvador Brasil
10:27 · 22.12.2014 / atualizado às 10:27 · 22.12.2014 por

Encontrar o bom velhinho é uma emoção que as crianças – e muitos adultos também – não desprezam. Ainda mais agora que estamos em contagem regressiva para o Natal.

E se você é daqueles que não abrem mão desse encontro e está a fim de ter uma experiência com direito a cenários daqueles que só se vê em filmes – sobretudo para nós brasileiros que moramos nos trópicos – o blog traz uma sugestão de cinco lugares para encontrar e abraçar esta figura tão querida e icônica do Natal.

Santas Resort – Finlândia

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Considerada a “lar” do bom velhinho, a Finlândia é considerada o reino absoluto do Papai Noel. Em Kakslauttanen, por exemplo, foi construído o Santa’s Resort. O hotel e a vila do iglu, que você pode escolher para se hospedar, ficam na região de Saariselkä e estão imersos na beleza característica da Lapônia finlandesa e do parque nacional Urho Kekkonen, praticamente dentro do Círculo Polar Ártico, em uma paisagem de neve autêntica.

Rovaniemi – Filândia

Correio do Papai Noel em Rovaniemi Foto: Divulgação
Correio do Papai Noel em Rovaniemi Foto: Divulgação

Ainda em território finlandês, em Rovaniemi, há outra célebre vila povoada por elfos e duendes. É nesta localidade quee fica a fábrica e o “correio oficial” do bom velhinho, de onde é possível enviar saudações a todos os cantos do mundo, com o selo do Papai Noel.Já no Santa Park pode-se fazer um safári em um trenó puxado por cachorros da raça Husky ou por renas. Quem tiver mais tempo, pode e deve também organizar a observação da aurora boreal.

Santa World – Suécia

Foto: Ansa/Divulgação
Foto: Ansa/Divulgação

Há uma sugestiva casa do Papai Noel também na Suécia, que fica na região de Dalarna, a cerca de três horas de Estocolmo. Para chegar no chamado Santa World, pode-se usar tanto um carro como um trem que segue para a região. O parque, que fica aberto até o dia 6 de janeiro.

Copenhague – Dinamarca

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Na Dinamarca, não há um local específico para o Noel. Não há casa, nem fábrica de brinquedos e muito menos correio oficial. Mas é lá, na capital, Copenhague, que ocorre o retiro dos Papais Noéis, só que em julho. O evento acontece no parque de diversões Bakken e reúne centenas de “Noéis” de todas as partes do globo, sendo uma oportunidade única na vida.

Rívoli – Itália

Foto: Ansa/Divulgação
Foto: Ansa/Divulgação

Os eventos de Natal italianos também reservam boas surpresas. Um dos mais interessantes é a vila projetada, em 2003, pelo cenógrafo Carmelo Giamello. Todos os anos, o local atrai centenas de visitantes no centro histórico de Rívoli, em Turim.Foi concebida no mesmo estilo daquela existente na Lapônia, com casas de madeira nas quais são realizadas mercados natalinos. O Papai Noel está presente no local e recebe crianças do mundo todo.

Estes são apenas alguns exemplos e claro que podem existir mais opções. Se você conhece alguma e quer nos indicar, agradecemos a participação!

 

09:58 · 08.04.2014 / atualizado às 09:58 · 08.04.2014 por

Sabe aquele tipo de lugar que faz a gente se sentir bem? É essa a sensação que tenho quando retorno a Natal, capital do nosso vizinho Rio Grande do Norte. Outra coisa que sempre me chama a atenção é que, embora ela cresça, as coisas parecem estar no mesmo lugar, do jeitinho que as deixamos.

Depois de um longo tempo, a última vez que lá estive foi no feriado de Carnaval deste ano. Cheguei numa sexta-feira à tarde e a Cidade do Sol como também é conhecida parecia brilhar ainda mais. Limpa, bem sinalizada e ainda relativamente tranquila é um convite para uns dias de descanso. Sabe o lema carpe diem? Não foi criado lá, mas bem que poderia.

Ponta Negra, localizada no sul da cidade permanece a melhor opção em se tratando de onde ficar. A praia abriga os mais variados tipos de hotéis, pousadas, resorts, restaurantes e bares. Hospedar-se logo no início da Via Costeira, o que garante a proximidade do agito, também deve ser considerado. E foi a minha opção. Perto o suficiente do movimento, mas também a uma distância capaz de me deixar ter um pouco de paz. Escolhi o Natal Mar Hotel. Não é dos mais luxuosos, mas só a área da piscina e a vista que a gente tem já vale a estada.

A vista do Morro do Careca é a que mais impressiona Foto: Anchieta Dantas Jr.
A vista do Morro do Careca é a que mais impressiona Foto: Anchieta Dantas Jr.
A área de lazer do Natal Mar Hotel Foto: Anchieta Dantas Jr.
A área de lazer do Natal Mar Hotel Foto: Anchieta Dantas Jr.
A piscina com hidromassagem com vista para o mar é outro atrativo Foto: Anchieta Dantas Jr.
A piscina com hidromassagem com vista para o mar é outro atrativo Foto: Anchieta Dantas Jr.

A capital do Rio Grande do Norte também merece atenção quando o assunto é gastronomia. Quem nasce no estado é chamado Potiguar, que significa “comedor de camarão”. Não é à toa, já que os melhores estão por lá. Criados em cativeiro, eles são diferentes na coloração e no sabor. Não é por acaso também que um dos restaurantes mais tradicionais chama-se, é claro, Camarões. É impossível ir a Natal e não saborear os bichinhos. Tem de tudo que é jeito: com azeite de dendê, com leite de coco, flambado no uísque, à milanesa, feito com abacaxi ou na castanha de caju.

Esse da foto é um refogado na manteiga da terra, tomate, salsa, com molho cremoso de jerimum e gratinado com queijo.

Foto: Camarões/Divulgação
Foto: Camarões/Divulgação

Mas não desanime se o crustáceo não é a sua praia. Também existe peixe, carne do sol, paçoca, tapioca, queijo coalho e muitas delícias regionais que não podem ficar de fora do cardápio de quem visita a cidade. Entre os resturantes que frequentei sugiro o self-service Pinga Fogo.

Para um café e saborear uns churros deliciosos a pedida deve ser o Franz Café, aberto 24h. Era sempre minha parada depois de algum passeio.

Assim como Fortaleza e outras capitais, Natal tem dunas. Porém, há um diferencial. A impressão que se tem é que elas, juntas com o mar, parecem que vão engolir a cidade. Uma brisa gostosa e constante refresca o ano inteiro e vai mudando a posição e também o tamanho dessas montanhas de areia. O Morro do Careca, com 107 metros de altura, margeada dos dois lados por vegetação, é uma vista de postal que muitos queriam ter da janela.

Dada a posição privilegiada, geograficamente localizada no meio do Estado, a um raio de uma a duas horas, belas praias e lagoas estão à disposição do viajante. Ao sul, ao longo da Rota do Sol, está Cotovelo, Búzios e Tabatinga. Tem ainda a famosa Praia da Pipa. Um belo percurso para fazer de carro.

As piscinas naturais da Maracajaú Foto: Divulgação
As piscinas naturais da Maracajaú Foto: Divulgação

Ao Norte, fica Genipabu, com seus dromedários e bugres que levam a um passeio sobre as dunas; e Maracajaú e suas piscinas naturais, que segundo soube são excelentes para mergulho. Em meio a uma grande barreira de corais, dá para nadar com peixinhos num mar de um verde de impressionar. Ainda não deu para conhecer. Portanto, mais um motivo para me fazer voltar à Cidade do Sol.

11:51 · 12.09.2011 / atualizado às 11:51 · 12.09.2011 por

Fiquei sabendo de uma novidade interessante e hoje quero compartilhar com você: o famoso hotel Thermas, em Mossoró, no vizinho estado do Rio Grande do Norte, deu uma repaginada e está e cara nova! Confesso que a última vez que lá estive já faz alguns anos, e adorei! Mas a dica é de uma amiga, Liduina Figueiredo, que recentemente visitou o local e resolveu colaborar com o Andarilho.

Como o Thermas fica a apenas 245 quilômetros de Fortaleza, menos de três horas de estrada, acho que se encaixa perfeitamente na listinha do que fazer no fim-de-semana. Vamos lá?!

Segundo ela apurou, o lugar detém cinco conceitos de hospedagem: resort, destino termal; com 12 piscinas termo minerais; hotel fazenda; hotel executivo e voltado para eventos.

O hotel possui 12 piscinas termos-minerais, cujas águas vêm de uma profundidade de 1.000 metros Foto: Divulgação

Nossa colaboradora conta que, recentemente, a administração apostou num banho de loja, adequando o hotel às exigências atuais. Assim, os quartos ganharam nova roupagem com algumas facilidades e confortos modernos, como TV de LCD e ar-condicionado do tipo split. Além do que já oferecia: frigobar, telefone, roupa de cama, toalhas e banho de água quente.

Quanto às atividades, a modernização inclui programação semanal de lazer e entretenimento. No fim de semana, o hotel investe em atrações de artistas locais e nacionais, movimentando a agenda cultural de Mossoró.

Chama a atenção ainda, a dimensão do hotel, detalha Liduina. São 200 mil metros quadrados de área com estrutura de lazer, restaurante, bar, lago artificial, campo de futebol, quadras poliesportivas, salão de jogos, toboágua gigante, rampa molhada, quadra de voleibol de areia, pista de cooper, fazendinha com mini-animais, horta, pomar, passeio de charrete e pesque-pag.

O local conta com ampla estrutura de lazer como toboáguas gingantes e fazendinha com mini-animais Foto: Divulgação

Além disso, o Thermas também possui quatro salões para eventos e uma gastronomia peculiar – quando lá estive adorei o café-da-manhã regional: farto e delicioso. Espero que continue assim! Para este ano, deverá entrar em funcionamento a sauna a vapor e a estrutura para aulas de montaria a cavalo.

Lago artificial , om direito a passeio de caiaque, também está entre as atrações Foto: Divulgação

Para deixar você com mais vontade de conhecer o Thermas, se é que ainda já não esteve por lá, seguem algumas curiosidades:

– Quando foram construir o hotel, há 30 anos, durante as escavações, encontraram petróleo. Hoje, o espaço tem uma extração regular do ouro preto brasileiro completamente sustentável, movido a energia solar.

– As águas das piscinas termos-minerais vem de uma profundidade de 1000 metros. Primeiro, a água vai para um reservatório de aproximadamente 58º. Quando esse reservatório enche, a água cai para a segunda piscina, que com a queda da água a esfria. Quando a segunda enche, derrama água para a terceira e assim sucessivamente. O que faz a água de uma piscina ser mais fria que a de outra é a queda da água.

– As 12 piscinas são lavadas a cada dois dias e nelas não há adição de produtos químicos.

Caso queira conferir, as reservas podem ser feitas pelo telefone: (84) 3422.1200.

Pesquisar

Andarilho

Viagens e estilo de vida.
Posts Recentes

01h09mDescubra 12 motivos pelos quais o seu cérebro precisa tirar férias

11h09mConfira seis cidades brasileiras para quem quer conhecer as culinárias regionais

02h09mWi-Fi: conecte-se de graça em qualquer lugar do mundo

02h08mPromoção: confira passagens aéreas para a Europa por menos de R$ 1.600

03h08mVacina contra febre amarela tem nova regra

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs
Redes Sociais
Instagram Siga o