Andarilho

Categoria: Roteiros


11:36 · 28.10.2015 / atualizado às 11:36 · 28.10.2015 por
O Top 10 Países é liderado por Botsuana Foto: Divulgação
O Top 10 Países é liderado por Botsuana Foto: Divulgação

A tão aguardada relação dos melhores países, cidades e regiões para se conhecer neste ano acaba de ser divulgada pelo renomado site de viagens Lonely Planet.

E em ano de Olimpíadas, o Brasil não poderia ficar de fora. Feitas pelos autores dos guias Lonely Planet, as listas reúnem lugares que atraem milhares de pessoas e também opções pouco conhecidas. A relação das dez melhores regiões a serem exploradas vai da Transilvânia, na Romênia, à Costa Verde, no litoral Fluminense. Entre o mar e a Mata Atlântica, a região abriga a Ilha Grande, Paraty, Penedo e Itatiaia. De praias maravilhosas que podem ser visitadas em passeios de barco à trilhas na floresta, a Costa Verde surpreende e cativa seus visitantes.

A Costa Verde, no litoral do Rio de Janeiro, que abriga a Ilha Grande (foto), Paraty, Penedo e Itatiaia, está entre as dez melhores regiões a serem exploradas Foto: Divulgação
A Costa Verde, no litoral do Rio de Janeiro, que abriga a Ilha Grande (foto), Paraty, Penedo e Itatiaia, está entre as dez melhores regiões a serem exploradas Foto: Divulgação

O Top 10 Países é liderado por Botsuana e inclui o Uruguai como um destino que deve ser explorado na América do Sul. As dez melhores cidades para conhecer em 2016 estão espalhadas por diversos pontos do planeta. A número 1 é Kotor, banhada pela Baía de Cátaro, em Montenegro.

Kotor, em Montenegro, lidera a lista das dez melhores cidades para conhecer em 2016 Foto: Divulgação
Kotor, em Montenegro, lidera a lista das dez melhores cidades para conhecer em 2016 Foto: Divulgação

 

Confira abaixo as listas e saiba mais sobre os lugares acesse o site do Lonely Planet Brasil.

Top 10 Países

1. Botsuana

2. Japão

3. EUA

4. Palau

5. Letônia

6. Austrália

7. Polônia

8. Uruguai

9. Groenlândia

10. Fiji

Top 10 Cidades

1. Kotor, Montenegro

2. Quito, Equador

3. Dublin, Irlanda

4. George Town, Malásia

5. Roterdã, Holanda

6. Mumbai, Índia

7. Fremantle, Austrália

8. Manchester, Reino Unido

9. Nashville, EUA

10. Roma, Itália

Top 10 Regiões

1. Transilvânia, Romênia

2. Oeste da Islândia

3. Vale de Viñales, Cuba

4.Região de vinhos Friuli, Itália

5. Ilha Waiheke, Nova Zelândia

6. Auvérnia, França

7. Havaí, EUA

8. Baviera, Alemanha

9. Costa Verde, Brasil

10. Santa Helena, Territórios Britânicos

16:30 · 19.06.2015 / atualizado às 14:37 · 19.06.2015 por
13:00 · 09.01.2015 / atualizado às 11:31 · 09.01.2015 por

Seis roteiros mostram os mais belos cartões postais da cidade 

O Morro da Urca é um dos atrativos do projeto Foto: Alexandre Macieira
O Morro da Urca é um dos atrativos do projeto Foto: Alexandre Macieira

Como toda iniciativa bacana merece o nosso compartilhamento, fiquem atentos a esta boa nova, se estão programando uma viagem para o Rio neste período.

Até o próximo dia 1º de março, data em que a cidade completa 450 anos de fundação, os turistas terão a oportunidade de desfrutar de um presente: conhecer a Cidade Maravilhosa em visitas guiadas gratuitas à pé por pontos históricos e turísticos.

Batizado de Rio Walking Tour, o projeto, promovido pela Riotur e organizado pela agência de receptivo Triple M, oferece, gratuitamente, de terça-feira a domingo, passeios por seis pontos da capital fluminense.

Roteiros

Para se ter uma ideia, em visita à Floresta da Tijuca, é possível apreciar lugares como a Cachoeira das Almas e Cascatinha Taunay, uma queda d’água de aproximadamente 35 metros. Já no Horto, o passeio pelas cachoeiras do Quebra e do Chuveiro oferece a oportunidade de se refrescar nas águas que caem desses belos atrativos, com direito à vista do Pão de Açúcar e Corcovado.

Um passeio pela Cachoeira do Horto inclui um dos roteiros Foto: Riotur/Divulgação
Um passeio pelas cachoeiras do Horto inclui um dos roteiros Foto: Riotur/Divulgação

Já no Morro da Urca, o visitante pode contemplar uma das mais belas vistas da cidade, que inclui a Baia de Guanabara, o Centro do Rio, a Enseada de Botafogo, o Aterro do Flamengo e a Ponte Rio-Niterói. E no passeio pelo Centro Histórico, pode-se conhecer um pouco da história do município, a partir do reconhecimento de prédios antigos, igrejas e tours em museus.

Dica: os passeios serão limitados a 30 pessoas por vez para os atrativos culturais e 20 para os atrativos naturais. Então, quem quiser participar vale se apressar. As inscrições podem ser feitas clicando aqui.

14:00 · 14.11.2014 / atualizado às 13:23 · 14.11.2014 por

Para os viajantes que são fãs de “Sex and The City”, o Row NYC, um dos mais badalados hotéis de Manhattan, vai receber os hóspedes no mais perfeito estilo da série com o pacote “Maratona de Compras na Bloomingdale’s”.

Fachada da badalada loja de departamentos Bloomingdale’s Foto: Divulgação
Fachada da badalada loja de departamentos Bloomingdale’s Foto: Divulgação

A proposta dá direito a um personal shopper, que acompanha o hóspede à badalada loja de departamentos, prestando consultoria de compras e estilo. Também inclui um passe de 15% de desconto no total das compras e, claro, um chocolate quente coberto com delicioso chantilly na famosa Magnolia Bakery, para fazer jus à atitude Sex and The City.

Ao fim das compras, a proposta é voltar ao Row para saborear um Cosmopolitan, preferido da protagonista Carrie Bradshaw, ou outro drink no charmoso bar District M.

O charmoso bar District M, no mais puro estilo novaiorquino Foto: Divulgação
O charmoso bar District M, no mais puro estilo novaiorquino Foto: Divulgação

As diárias saem a partir de US$: 170 para o casal, em apartamento superior. O pacote está disponível até o dia 5 de janeiro de 2015.

Se alguém aí se interessar, para saber mais ou fazer uma reserva, basta clicar aqui.

17:47 · 31.10.2014 / atualizado às 18:45 · 31.10.2014 por

Não é de hoje que cinema e turismo caminham juntos. Quantas vezes você já não viu um filme e ficou encantando com as paisagens ali mostradas? Ou curioso para saber onde aquela cena incrível foi filmada? Com os filmes de terror não é diferente: os fãs do gênero ficam de olho nas locações de suas produções preferidas e procuram os lugares reais onde elas foram rodadas.

Para celebrar o Halloween, comemorado no mundo todo no dia 31 de outubro, o Andarilho contou com a colaboração do Hostelworld, site especializado em hospedagem barata pelo mundo, e selecionou alguns dos filmes de terror mais marcantes das últimas décadas, e que usaram locações reais como cenários.

Algumas, inclusive, tornaram-se verdadeiros pontos turísticos, atraindo visitantes do mundo inteiro: do acampamento do maníaco Jason ao hotel de O Iluminado, passando pela praia de Tubarão e a mansão assombrada de Os Outros. Confira:

Sexta-Feira 13 (Friday the 13th, 1980) – Locação: Camp NoBeBoSco, New Jersey, EUA

Foto: David Stinner/Flickr
Sexta-Feira 13_Camp Nobebosco Foto: David Stinner/Flickr

Um acampamento de verão de escoteiros no estado americano de New Jersey foi usado como o famoso Camp Crystal Lake no primeiro fime da série estrelada por Jason Voorhess. O Camp NoBeBoSco, em Hardwick Township, funciona até hoje, embora a visitação para o público só seja possível mediante autorização prévia. O local mantém algumas das estruturas originais e vai arrepiar os que se lembram dos primeiros assassinatos do maníaco da máscara, que depois rendeu tantos outros filmes. Onde ficar: veja hostels em New Jersey.

Os Outros (The Others, 2001) – Locação: Palácio de los Hornillos, Cantabria, Espanha

8.Os Outros_Palacio de los Hornillos Foto: Daniel Muñoz/Flickr
8. Os Outros_Palacio de los Hornillos Foto: Daniel Muñoz/Flickr

O filme espanhol estrelado por Nicole Kidman em 2001 é lembrado até hoje. Parte dos efeitos dos sustos do filme deve-se à locação da mansão onde a personagem mora com os filhos. Trata-se, na verdade, do Palacio de los Hornillos, localizado em Las Fraguas, na província da Cantábria, norte da Espanha. A área de 60 hectares, com jardins e bosques centenários são de uma beleza inigualável. O palácio hoje é utilizado para banquetes e eventos variados. Onde ficar: veja hostels em Satander (a 30min de Cantabria).

O Iluminado (The Shining, 1980) – Locação: Timberline Lodge, Oregon, EUA

O Iluminado /Timberline Lodge Foto: Fal Chong/Flickr
O Iluminado /Timberline Lodge Foto: Fal Chong/Flickr

Um dos filmes de terror mais assustadores de todos os tempos, o clássico O Iluminado, dirigido por Stanley Kubrick e baseado no livro de Stephen King, é lembrado até hoje pela atuação de Jack Nicholson e, claro, pelo hotel onde se passa o filme. A maioria das cenas de interior do Overlook Hotel foram filmadas em estúdio, mas as fachadas são do Timberline Lodge, em Hood River, estado de Oregon, aberto até hoje e que atrai turistas do mundo todo, especialmente na época de neve e esqui. Este vídeo do Vimeo mostra um pouco do interior do hotel. Onde ficar: Para hospedar-se no próprio hotel, visite o site oficial. Como alternativa, veja opções de hostels em Portland (a 1h20 de distância).

Psicose (Psycho, 1960) – Locação: Universal Studios, Los Angeles, EUA / Carrie, a Estranha (Carrie, 1976) – Locação: Palisades Charter High School, Los Angeles, EUA /A Hora do Pesadelo (A Nightmare on Elm Street, 1984) – Locação: John Marshall Hugh School, Los Angeles, EUA

Psicose_Bates Motel 1Foto: Greg Dunlap/Flickr
Psicose_Bates Motel 1Foto: Greg Dunlap/Flickr

Los Angeles, claro, é a meca do cinema americano, e em Hollywood estão alguns dos principais estúdios. No parque temático da Universal Studios, por exemplo, pode-se encontrar os sets de Psicose, um dos filmes mais famosos do mestre do suspense Alfred Hitchcock. Ver de perto o Bates Motel e a casa de Norman Bates faz a alegria de qualquer fã do gênero. Ainda em Los Angeles, é possível ver de perto as escolas utilizadas em filmes clássicos do terror adolescente dos anos 70 e 80, como Carrie, a Estranha e o primeiro da série A Hora do Pesadelo. Onde ficar: veja hostels em Los Angeles.

O Exorcista (The Exorcist, 1971) – Locação: M Street, Georgetown, Washington, EUA

Exorcista_Washington stairs Foto: Daniel Lobo/Flickr
Exorcista_Washington stairs Foto: Daniel Lobo/Flickr

No finalzinho da rua M, no bairro de Georgetown em Washington D.C., é comum ver pessoas jogadas à beira de uma escadaria. Calma, não é nenhuma onda de violência na capital norte-americana. São fãs do clássico de terror O Exorcista, tentando refazer uma das famosas cenas do filme – quando o Padre Karras, possuído pelo demônio enquanto tenta exorcizar a menina Regan, é jogado escada abaixo. Onde ficar: veja hostels em Washington.

A Bruxa de Blair (The Blair Witch Project, 1999) – Locação: Burkitsville, Maryland, EUA

A Bruxa de Blair_Burkittsville Foto: Gray Lensman/Flickr
A Bruxa de Blair_Burkittsville Foto: Gray Lensman/Flickr

O precursor dos filmes de terror independentes, com a utilização de câmeras amadoras, já tem 15 anos. A história dos três estudantes perdidos em uma floresta sinistra a fim de atrair a tal bruxa tirou (e ainda tira) o sono de muita gente. A cidade do título existe (e tem lendas sinistras sobre ela), mas as cenas de floresta foram gravadas no Seneca Creek State Park, na minúscula cidade de Burkitsville, no estado americano de Maryland. Onde ficar: veja hostels em Baltimore (a 1h20 de Burkittsville).

Extermínio (28 Days Later, 2002) / A Profecia (The Omen, 1976) – Locação: Londres, Inglaterra

Extermínio_Westminster Bridge, London Foto: Josh Hallett/Flickr
Extermínio_Westminster Bridge, London Foto: Josh Hallett/Flickr

A icônica imagem da famosa Westminster Bridge (junto ao Big Ben) de Londres totalmente deserta é uma das mais marcantes do apocalíptico O Extermínio, de Danny Boyle. Só será um tanto difícil recriar a cena, visto que é um dos pontos turísticos mais visitados da capital britânica. Outros famosos locais usados como cenários são a estação de metrô de Canary Wharf e as escadas do Duke of York’s Steps, no The Mall, que desemboca no Palácio de Buckingham.

Outro filme que usou Londres magistralmente para assustar os espectadores foi o clássico A Profecia. Dá pra fazer um verdadeiro “tour do horror” pelas locações usadas no filme, do Bishop´s Park (onde o Padre Brennan alerta o pai que seu novo filho é o demônio) à igreja All Saints Fulham (onde o padre é atingido por um raio durante uma tempestade). Onde ficar: veja hostels em Londres.

Tubarão (Jaws, 1975) – Locação: Martha´s Vineyard, Massachusetts, EUA

Tubarão_Marthas Vineyward Foto: 6SN7/Flickr
Tubarão_Marthas Vineyward Foto: 6SN7/Flickr

A fictícia Amity Island, onde passa-se a ação do clássico de Steven Spielberg, na verdade é a badalada ilha de Martha´s Vineyard, em Cape Cod, costa leste dos EUA. Conhecida como reduto de férias de verão de ricos e famosos (de Bill Murray ao presidente Obama), a área é de preservação e mantém-se relativamente inalterada em comparação aos anos 70, época do filme. Pode-se avistar por exemplo, a balsa de Chappaquiddick, a American Legion Memorial Bridge e o pequeno porto pesqueiro de Menemsha, todos mostrados em cenas do filme. Onde ficar: veja hostels em Martha´s Vineyard.

Wolf Creek – Viagem ao Inferno (Wolf Creek, 2005) – Locação: Wolfe Creek Meteorite Crater, Austrália

Wolf Creek Crater Foto: Harclade/Flickr
Wolf Creek Crater Foto: Harclade/Flickr

Sim, o Parque Nacional da Cratera de Wolfe Creek, na Austrália Ocidental, é lindo e merece uma visita. E sim, fica um pouco distante das principais cidades (6h de Perth). Isto tudo pode ser extremamente convidativo ao espírito de aventura, mas talvez não seja a melhor ideia sair pedindo carona para chegar até lá… pelo menos para quem viu o terror Wolf Creek, de 2005, inspirado em fatos reais, de casos de mochileiros mortos por um serial killer. Onde ficar: veja hostels na Austrália Ocidental.

REC (2007) – Locação: Barcelona, Espanha

REC_Barcelona Foto: Jorapa/Flickr
REC_Barcelona Foto: Jorapa/Flickr

Um endereço em Barcelona tem sido parada obrigatória de fãs do gênero de terror desde 2007. Na Rambla Catalunya 34 fica o edifício Cedimatexsa, onde foi todo filmado o espanhol REC, que virou hit e gerou três continuações. Basta descer da estação de metrô Passeig de Gracia e andar uma quadra até a tal rua. E sim o interior do edifício (datado do fim do século 19) é tão arrepiante quanto o exibido no filme (como mostra esse vídeo). Onde ficar: veja hostels em Barcelona.

Entrevista com o Vampiro (Interview with the Vampire, 1994) – Locação: Oak Valley Plantation, New Orleans, EUA

Entrevista com o Vampiro_Oak Alley Plantation, New Orleans  Foto: Karen Vale/Flickr
Entrevista com o Vampiro_Oak Alley Plantation, New Orleans Foto: Karen Vale/Flickr

Baseado no best-seller de Anne Rice, o filme de 1994 conta a história do vampiro Lestat (Tom Cruise) que transforma o mortal Louis (Brad Pitt) em vampiro. Quando Lestat encontra Louis pela primeira vez, em Louisiana, ele está morando em uma belíssima mansão, que ganhou destaque no filme. O casarão usado fica na Oak Alley Plantation, no Rio Mississippi em Vacherie, New Orleans. O que um dia foi uma plantação de cana de açúcar, hoje é uma propriedade aberta ao público e tombada pelo patrimônio histórico. Onde ficar: veja hostels em New Orleans.

O Bebê de Rosemary (Rosemary´s Baby, 1968) – Locação: Nova York, EUA

Bebê de Rosemary_The Dakota NYC Foto: Ted Simpson/Flickr
Bebê de Rosemary_The Dakota NYC Foto: Ted Simpson/Flickr

Não deve ser fácil para os atuais moradores do Edifício Dakota (ou Dakota Apartments em inglês), em Nova York, superarem a aura sombria que ele carrega. O prédio art-noveau do século 18 – na esquina da 72nd Street com Central Park West, em Manhattan – não só foi o lugar onde o ex-Beatle John Lennon morava e foi assassinado (em 1980), como é o prédio que aparece em todas as filmagens externas do megaclássico de terror O Bebê de Rosemary, de Roman Polanski. Onde ficar: veja hostels em Nova York.

Hannibal (2001) – Locação: Florença, Itália

Hannibal_Palazzo Vecchio_Florenca  Foto: Andy Hay/Flickr
Hannibal_Palazzo Vecchio_Florenca Foto: Andy Hay/Flickr

A continuação de O Silêncio dos Inocentes pode não ser tão boa quanto o original, mas as locações em Florença, na Itália, esbanjaram requinte e mistério. Dentre os locais mostrados no filme, aparecem o PalazzoVecchio (onde Hannibal Lecter ministra conferências de arte e comete um de seus terríveis crimes); o Palazzo Capponi (a biblioteca onde Lecter toca para Clarice); a Igreja de Santa Croce (onde Lecter estuda as capelas da igreja); e a Fonte Porcellino (onde Hannibal esfaqueia o cigano Enrico). Onde ficar: veja hostels em Florença.

 

09:32 · 27.10.2014 / atualizado às 09:32 · 27.10.2014 por

Após semanas de intensos debates entre os autores-viajantes da Lonely Planet, marca famosa por seus guias de viagem, além de editores e membros da sua comunidade on-line de viajantes, foram garimpadas entre centenas de sugestões as melhores cidades para visitar em 2015.

Concordem ou não, seguem a lista do que deve ser tendência no turismo mundial no ano que vem segundo a marca:

1. Washington (DC), Estados Unidos

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

De acordo com a Lonely Planet, a capital dos Estados Unidos é uma das melhores cidades do mundo para visitar museus e monumentos, e a Smithsonian Institution, uma rede de 19 museus, um zoológico e vários centros de pesquisa, está lá no topo dessas atrações. O ano de 2015 também marca os 150 anos do assassinato do presidente Abraham Lincoln, e a cidade deverá lembrar a morte do 16º mandatário do país com a pompa esperada. Some a tudo isso animados bares alternativos, restaurantes étnicos incríveis e uma venerável tradição de artes performáticas em teatros como o Kennedy Center.

2. El Chaltén, Argentina

Foto: George Clerk / E+ / Getty Images
Foto: George Clerk / E+ / Getty Images

Vigiada lá de cima pelo Monte Fitz Roy, de 3.405 metros (m) de altura, e pelo enigmático e nevado Cerro Torre (3.102 m), uma das mais jovens cidades da Argentina (em 2015, ela comemorará o seu 30º aniversário) tem 726.927 hectares de glaciares, picos, lagos, florestas e cachoeiras declarados Patrimônio Mundial, no Parque Nacional Los Glaciares. Junte a tudo isso a segunda maior porção de gelo fora das regiões polares, o selvagem e misterioso Hielos Sur (Campo de Gelo do Sul da Patagônia), e não é de surpreender que rapidamente tenha se tornado a capital das trilhas no nosso vixinho sul-americano. Outras opções da região são andar a cavalo, mountain bike, pesca ou se agarrar a uma boa cerveja artesanal.

3. Milão, Itália

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Considerado um lugar de luxo e elegância, no ano que vem, a segunda maior cidade da Itália abrirá os braços para todo tipo de viajante. Isto porque, a Expo 2015 – uma feira mundial realizada desde meados do século 19 – receberá visitantes entre maio e outubro, com ênfase em comida e, especificamente, na agricultura sustentável e na nutrição global. Em um espaço de 1,1 milhão de metros quadrados, será organizada uma clássica cidade romana, com avenidas simétricas, um canal e um imenso lago artificial cercado de pavilhões. A recomendação é que se explore o “distrito da comida do futuro”, assista a demonstrações de culinária, passeie por uma praça lotada de músicos de rua e dançarinos ou entregue-se às degustações de vinho noturnas.

4. Zermatt, Suíça

Foto: George Clerk / E+ / Getty Images
Foto: George Clerk / E+ / Getty Images

Desde o fim do século 19, trilheiros, montanhistas e esquiadores têm se esbaldado na montanha-mãe, a Matterhorn, que vigia a cidade lá de cima. E continuarão babando, porque em 2015 suas estações celebrarão o 150º aniversário da primeira subida rumo à magia de seu topo.

5. Valletta, Malta

Foto: Nicholas Pitt / Getty Images
Foto: Nicholas Pitt / Getty Images

Ao longo dos últimos anos, houve ali uma virada arquitetônica. A injeção de traços contemporâneos inclui o novo portal da cidade, assinado por Renzo Piano, assim como o edifício do parlamento também assinado por ele, com trabalho em pedra cortada a laser na fachada. Já o teatro de arena é um esqueleto de metal sobre as ruínas da antiga ópera. Mas não se preocupe: as construções intocadas de Valletta, do século 17, continuam se enfileirando lindamente em um emaranhado de ruas, dos quais você avista, no fundo, o mar cor de cobalto. O contraste entre o velho e o novo é o que torna as novas adições tão interessantes. Neste ano, a cidade também vai comemorar os seus 450 anos desde o Grande Cerco.

6. Plovdiv, Bulgária

Foto: Klearchos Kapoutsis/Wikimedia Commons
Foto: Klearchos Kapoutsis/Wikimedia Commons

Uma das mais lindas cidades antigas da Europa, emoldurada pela majestosa cordilheira Ródope, na Bulgária, tem tesouros históricos que não acabam mais. Além de uma vida noturna animada. E há muitas razões para explorar a segunda maior cidade búlgara, mas, ainda assim, Plovdiv sempre se manteve discreta. As últimas décadas a transformaram em uma cidade de espírito moderno: suas belas ruínas (entre elas, a de um anfiteatro, bem no meio do centro comercial) foram escavadas nos anos 1970 e 80. E, ao longo dos anos 2000, edifícios históricos, antes largados e empoeirados, foram transformados em museus, restaurantes e hotéis. Alamedas de paralelepípedo, casas pintadas com cores delicadas, mercados de artesanato, museus e compras tentadoramente baratas também encantam os visitantes.

7. Salisbury, Inglaterra

 

Foto: Patrícia Cabelo/Divulgação
Foto: Patrícia Cabelo/Divulgação

Há muito tempo viajantes veem Salisbury apenas como uma parada a caminho de Stonehenge. Mas, em 2015, talvez fiquem mais tempo nessa cidade essencialmente inglesa, pois Salisbury comemorará o 800º aniversário de seu maior tesouro, nada mais, nada menos do que a Magna Carta. Assinada e selada às margens do Tâmisa em 1215, a Magna Carta limitava o poder real e estabelecia os direitos de todos os cidadãos comuns; inspirou manifestações pela justiça e a liberdade no mundo todo. Como lar da mais bem preservada cópia original (as outras estão na Biblioteca Britânica, em Londres, e no Lincoln Castle), a Catedral de Salisbury será o palco central das celebrações. Haverá uma nova exposição, além de palestras, eventos noturnos e um festival de flores, entre outras atrações.

8. Viena, Áustria

Foto: Matthew Dixon/Getty Images
Foto: Matthew Dixon/Getty Images

Em 1865, o último monarca importante da dinastia Habsburgo coroou as suas ambições arquitetônicas com a Ringstrasse, uma rua-anel, literalmente, na capital austríaca. Esse belo bulevar, feito para brilhar, deu um toque luxuoso ao centro histórico de Viena, ligando monumentos de destaque como a Rathaus de estilo neogótico e Staatsoper, com seu jeitão neorrenascentista de bolo de casamento. Em 2015, diversos eventos especiais e exposições de arte celebrarão os 150 anos dessa via – lembrando, claro, que Viena também será o palco da concorrida competição musical Eurovision Song Contest.

9. Chennai, Índia

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A capital do sul da Índia tem sido há muito tempo o portal de entrada para outras partes do país, e não propriamente um lugar com atrativos próprios. Os habitantes locais esperam mudar isso em 2015. Com a abertura da linha de metrô Chennai Metro Rail, a cidade quer dar um up no papel que desempenha no palco internacional. No mínimo, o trem rápido e com ar-condicionado geladinho transformará a experiência de conhecer essa metrópole quente e úmida. E não faltam coisas para ver: templos dravidianos, institutos de dança clássica indiana, museus fascinantes, fortalezas e igrejas da era britânica, uma praia de três quilômetros de extensão que fica lotada de gente dia e noite e o segundo maior centro cinematográfico da Índia, concentrado em “Kollywood”, a oeste do subúrbio de Kodambakkam.

10. Toronto, Canadá

Foto: Alan Copson / AWL Images / Getty Images
Foto: Alan Copson / AWL Images / Getty Images

A cidade mais multicultural do mundo, uma megalópole fervilhante onde mais de 140 línguas são faladas, promete uma vibração extra no ano que vem, quando cerca de 250 mil pessoas chegarão para os Jogos Pan-Americanos. Muitos projetos públicos estão avançados na preparação para esse evento esportivo internacional, que custará 1,5 bilhão de dólares canadenses. Entre as novidades está o há muito esperado trem Union Pearson Express, que levará passageiros do aeroporto de Toronto ao centro da cidade em 25 minutos, tornando mais fácil do que nunca o mergulho nas delícias culturais e culinárias dos enclaves diversos da cidade.

 

08:00 · 23.10.2014 / atualizado às 11:22 · 23.10.2014 por

Que o brasileiro adora a Flórida isso não é novidade. Porém, mais do que compras e parques, os principais motivos que o levam para lá, há também as praias, pouco exploradas por quem visita este estado norte-americano.

Para quem foi e ainda não curtiu e para quem pretende ir e quer aproveitar mais este atrativo do lugar, veja essa seleção que o Skyscanner – um dos maiores buscadores de passagens, hospedagem e aluguel de carros – elaborou para ajudar a planejar a sua viagem.

South Beach

A mais famosa praia de Miami está também entre as mais conhecidas do mundo. Suas águas azuis são contornadas pelo branco da areia e por prédios luxuosos, por onde é possível passear, se hospedar e fazer deliciosas refeições.

Foto: Skyscanner/Divulgação
Foto: Skyscanner/Divulgação

Hollywood Beach

O nome já diz tudo: Hollywood Beach é a predileta dos famosos. Ao caminhar por seu extenso calçadão, é fácil se deparar com celebridades hollywoodianas. O cenário não poderia ser mais encantador: a água colorida por diferentes tonalidades de verde, a areia branca e as palmeiras fascinam turistas, famosos ou anônimos.

Foto: Skyscanner/Divulgação
Foto: Skyscanner/Divulgação

Haulover Beach

Muito bonita, ela é indicada apenas para os mais ousados ou desprendidos, que não se importam em andar por uma área nudista. O nudismo não é obrigatório, mas a maioria adere ao estilo de vida e passa o dia todo diante da beleza do mar sem usar uma única peça de roupa. Quem quiser curtir uma manhã ou tarde sol no local deve ir preparado com lanche e água, pois é difícil encontrar vendedores e quiosques por ali.

Foto: Skyscanner/Divulgação
Foto: Skyscanner/Divulgação

Key West

A três horas de distância de Miami, a ilha de Key West e suas praias ganharam o coração dos turistas a pouco tempo. É um dos lugares mais paradisíacos de toda a Flórida, fascinante com a água azul turquesa, a areia branca e o verde das árvores que lhe servem de moldura. Para chegar até lá, a viagem de carro é feita sobre pontes e mais pontes que ligam as ilhas pertencentes à Flórida.

Foto: Skyscanner/Divulgação
Foto: Skyscanner/Divulgação

Clearwater

O que mais chama a atenção por lá é a quantidade de piers que parecem ter sido estrategicamente montados para admirar a beleza do pôr do sol. O clima agradável, com sol o ano todo, é outro fator que atrai um número cada vez maior de turistas.

Foto: Skyscanner/Divulgação
Foto: Skyscanner/Divulgação

Daytona Beach

Um pouco mais afastada de Miami, a quatro horas de distância, Daytona Beach é uma das cidades turísticas mais movimentadas da Flórida. Seu litoral é formado por praias paradisíacas e extensas faixas de areia que desparecem durante a maré alta.

Foto: Skyscanner/Divulgação
Foto: Skyscanner/Divulgação

Cocoa Beach

Seu grande destaque fica por conta da infraestrutura. Campings, estacionamento com banheiro e chuveiro fazem parte das possibilidades que oferecem dias agradáveis por lá. É possível ainda alugar cadeiras e guarda-sol.

Foto: Skyscanner/Divulgação
Foto: Skyscanner/Divulgação

E você, tem outras sugestões? Se sim, conta pra gente!

07:30 · 12.09.2014 / atualizado às 23:07 · 11.09.2014 por

Barcelona, na região da Catalunha, Espanha, encanta quem a visita por diversos motivos, seja por conta do clima agradável, da noite movimentada, pela riqueza arquitetônica ou por todas essas características juntas.

O responsável pelas obras mais emblemáticas da cidade é Antoní Gaudí, arquiteto e maior expoente do que ficou conhecido como modernismo catalão. Para um roteiro pelos principais trabalhos do artista, o caderno Tur do Diário do Nordeste, trouxe na edição desta quinta-feira, 11, interessante matéria sobre o tema  – Barcelona: a cidade desenhada por Gaudí.

Mas também quero chamar a sua atenção para um outro lado da capital catalã. Em meio às cores e formas de Gaudí e outros modernistas, despontam, na atualidade, traços mais contemporâneos como os de Enric Miralles ou Fermín Vázquez, e que também merecem uma visita.

Um bom exemplo é a Torre Agbar, inaugurada em 2005, e que fica localizada entre a Avinguda Diagonal and Carrer Badajoz, perto da Plaça de les Glòries Catalanes .

É impossível caminhar por Barcelona e não notar este que é um dos mais conhecidos edifícios da cidade. Com 142 metros de altura, é referência em arquitetura e design, sendo o terceiro prédio mais alto da cidade. Com projeto assinado pelos arquitetos Jean Nouvel e Fermín Vázquez, a torre foi desenvolvida em formato cilíndrico.

Com a superfície à base de concreto, vidro e placas de alumínio colorido, o layout possibilita uma transposição de cores durante o dia e uma iluminação eletrônica durante a noite. Super legal!

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Outro trabalho bem bacana de Fermín Vázquez é a revitalização do Mercado dos Encantos. Este que é o mercado popular mais antigo da Espanha, datadodo século XIII, recebeu novas instalações sob os cuidados do escritório espanhol b720 Fermín Vázquez Arquitetos.

Localizado na Praça das Glórias, no cruzamento da Avenida Meridiana com a Castillejos, próximo ao Teatro Nacional e ao Auditório de Barcelona, conta agora com 247 lojas. Caminhando entre as barracas, o visitante encontra móveis, discos de vinil, filmes, livros, entre outros itens.

O projeto se destaca por uma rampa contínua,que se concilia com as diferentes alturas da rua, dando ao lugar a aparência de uma grande praça coberta. A cobertura, formada por chapas de aço na cor dourada, é polida como um espelho, refletindo a luz que recebe para o interior do Mercado.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
07:30 · 08.09.2014 / atualizado às 23:00 · 07.09.2014 por

Quem não gosta de lugares incríveis? Eu simplemente adoro e estou sempre a pesquisar novos destinos, que certamente acabam entrando na minha lista de desejos de viagens.

Muitos deles estão nessa relação que recebi do TripAdvisor, com 22 lugares espetaculares ao redor do mundo. Há, inclusive um no Brasil, nossas belíssimas Cataratas do Iguaçu.

A relação foi elaborada com base naqueles mais bem avaliados segundo os usuários do site. Vamos às imagens?

Ilha Phi Phi, Província de Krabi – Tailândia

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Riomaggiore, Cinque Terre – Itália

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Cataratas do Iguaçu, Foz do Iguaçu – Brasil

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Monte Kelimutu, Flores – Indonésia

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Salar de Uyuni, Uyuni – Bolívia

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Kawachi Fujien, Prefeitura de Fukuoka – Japão

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Salto Angel, Parque Nacional de Canaima – Venezuela

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Trolltunga, Odda – Noruega

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Grand Canal, Veneza – Itália

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Ahu Tongariki, Ilha de Páscoa – Chile

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Catedral de São Basílio, Moscou – Rússia

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Strokkur, Geysir – Islândia

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Petra Wadi Musa – Jordânia

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Gruta da Flauta (Ludi Yan), Guilin, Guangxi Zhuang – China

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Moraine Lake, Alberta – Canadá

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Kyaikto (Pedra Dourada), Yangon – Mianmar

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Antelope Canyon, Arizona – Estados Unidos

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Geleira Perito Moreno, Patagônia – Argentina

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Hill Inlet, Queensland – Austrália

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Angkor Wat, Siem Reap – Camboja

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Avenida dos Baobás, Morondava – Madagascar

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

Parque Florestal Nacional de Zhangjiajie, Zhangjiajie – China

Foto: TripAdvisor/Divulgação
Foto: TripAdvisor/Divulgação

E aí, o que acharam?

10:44 · 29.08.2014 / atualizado às 10:44 · 29.08.2014 por

Recentemente, publiquei uma lista com 15 piscinas naturais que você precisa conhecer. Os lugares são realmente incríveis e a repercussão não poderia ter sido a melhor. Mas e no Brasil? Questionaram logo alguns leitores.

Assim, atendendo a pedidos, o Andarilho selecionou dez exemplares nacionais igualmente belos, e o que é melhor, a maioria aqui pertinho,  no nosso Ceará e demais estados do Nordeste.

Nem que seja pelas imagens vale à pena embarcar nessa viagem. Depois me diga se não dá vontade de fugir para esses cenários paradisíacos. Confira!

Picãozinho – João Pessoa (PB)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Fica a cerca de 1.500 metros da praia de Tambaú. Suas águas claras e fauna e flora marinhas chamam a atenção de muitos mergulhadores.

Gruta Azul – Bonito (MS)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Gruta Azul é uma caverna que possui em seu interior um enorme lago azul de águas cristalinas. Não se sabe ao certo de onde vêm suas águas. Acredita-se na existência de um rio subterrâneo que alimenta o lago.

Maragogi – Alagoas

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O município tem águas tranquilas, areias claras e muitos coqueiros. Suas piscinas naturais ficam a aproximadamente seis quilômetros da costa.

Maracajaú – Maxaranguape (RN)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A comunidade costeira tem apenas cerca de dois mil habitantes. Suas piscinas naturais fazem parte da Área de Proteção Ambiental dos Recifes de Corais do Rio Grande do Norte.

Lençóis Maranhenses – Barreirinhas (MA)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O parque nacional dos Lençóis Maranhenses é um dos destinos mais procurados do Brasil. Os passeios pelas dunas de areia e os mergulhos nas lagoas encantam qualquer turista.

Porto de Galinhas – Ipojuca (PE)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Corais e coqueirais são as marcas registradas da praia que foi eleita uma das mais belas do Brasil.

Chapada Diamantina – Bahia

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A região de serras, onde nascem diversos rios, conta com dezenas de cachoeiras e piscinas naturais. A vegetação rica e diferenciada também chama a atenção de muitos turistas.

Enseada dos Abreus – Fernando de Noronha (PE)

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A trilha que leva até a concentração de piscinas naturais começa na praia do Sueste. O trajeto é curto e fácil de ser percorrido.

Flecheiras – Trairi (CE)

Foto: Embratur/Divulgação
Foto: Embratur/Divulgação

Localizada no litoral Oeste do Ceará, a praia de Flecheiras é conhecida pela atmosfera de paz e tranquilidade e tem como principais atrativos piscinas naturais formadas em maré baixa e lagoas entre dunas.

Praia da Pedra Rachada – Paracuru (CE)

Foto: Alex Uchoa
Foto: Alex Uchoa

Uma das praias mais movimentadas do município, é considerada um belo recanto, sendo lugar ideal para os que desejam descansar. Com uma boa faixa de areia, tem barreira de corais que formam piscinas naturais na maré baixa, geralmente pela manhã.

Leia mais sobre o tema:

15 piscinas naturais que você precisa conhecer

Pesquisar

Andarilho

Viagens e estilo de vida.
Posts Recentes

01h09mDescubra 12 motivos pelos quais o seu cérebro precisa tirar férias

11h09mConfira seis cidades brasileiras para quem quer conhecer as culinárias regionais

02h09mWi-Fi: conecte-se de graça em qualquer lugar do mundo

02h08mPromoção: confira passagens aéreas para a Europa por menos de R$ 1.600

03h08mVacina contra febre amarela tem nova regra

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs
Redes Sociais
Instagram Siga o