andarilho

Busca


Igrejas parisienses: templos de riqueza e poder

Publicado em 21/06/2011 - 9:23 por | 5 Comentários

Categorias: Europa, França, Igrejas, Roteiros

  • Enviar para o Kindle

Crenças à parte, visitar templos religiosos é um programa que não pode faltar na lista do que fazer em minhas viagens. Mais do que belas construções, as igrejas guardam tesouros em seus interiores. E nesse quesito, acredite, Paris não fica atrás! São esculturas, obras, lustres, telas, pinturas e vitrais com muitas cores e brilho de cair o queixo!

Ademais, as igrejas parisienses apresentam ainda um interesse arquitetônico representado por todos os estilos que se possa imaginar: romano, barroco, gótico, renascentista, clássico e neoclássico. Verdadeiros templos de riqueza e poder.

Encabeçam o rol, que facilmente chega a pelo menos duas dezenas, dois grandes marcos da Cidade. Notadamente, a Catedral Notre-Dame de Paris e a Basílica do Sacré-Coeur de Montmartre. Elas dispensam muitos comentários, dado a fama que já possuem. Afinal, estão incluídas em qualquer roteiro turístico que se preze pela Capital francesa. Mas tirando essas duas, quero chamar a atenção ainda para outras três que adoro e que merecem a visita: La Madeleine, Sainte Chapelle e Saint-Germain-des-Prés.

Catedral de Notre-Dame

Notre-Dame, impera, majestosa, bem no coração de Paris, exatamente onde a Cidade nasceu, na Ile de La Cité. Obra-prima gótica, cuja construção levou 170 anos, esta Catedral ficou conhecida por suas famosas gárgulas, rosáceas e a torre-agulha. Em frente estão, ainda, as estátuas de Carlos Magno e Joana D’Arc. Nela, Napoleão foi coroado em 1804. A entrada é gratuita. Você só paga (em torno de 8 euros) se decidir subir os 384 degraus até a torre e ver de perto as assustadoras gárgulas, porém ganhará de presente uma bela vista de Paris. Chegue até lá pela linha 4 do metrô até a estação Cité. Abre das 7h45 às 18h45.

Catedral de Notre-Dame de Paris

Detalhe das famosas gárgulas. Ao fundo uma bela vista da Cidade

Basílica do Sacré-Coeur

Do alto da colina de Montmartre, guardando toda a Cidade outra grande jóia: a Basílica de Sacré-Coeur, dedicada ao Sagrado Coração de Jesus. É um lugar belíssimo, em minha opinião mais por fora que por dentro. Além da imponência, do seu terraço tem-se ainda uma magnífica vista panorâmica de Paris. Sobre o altar, não deixe de observar o imenso mosaico de Cristo. Esta igreja é facilmente acessada pela linha 12 do metrô, descendo na estação Abesses. Não cobra entrada e o horário de funcionamento é das 6h às 23h.

Basílica do Sacré-Coeur, no alto da colina de Montmartre

A Igreja foi edificada em honra ao Sagrado Coração de Jesus

La Madeleine

Muita gente nem sabe, mas La Madeleine é uma das igrejas mais bonitas e conhecidas de Paris. Ela foi inaugurada em 1845, depois de 80 anos de construção. Sua arquitetura foi inspirada nos templos gregos. Em frente um jardim bem charmoso. Já atrás do altar principal fica uma linda escultura de Maria Madalena subindo ao céu. Inesquecível! Próxima à Place de La Concorde A entrada é franca e você pode chegar lá pela estação de metrô Madeleine. Aberta das 7h às 19h.

La Madeleine

Arquitetura inspirada nos templos gregos

Atrás do altar principal há uma linda escultura de Maria Madalena

Sainte Chapelle

Esta é considerada uma das maiores obras-primas arquitetônicas do mundo. De fato, uma preciosidade. Seus vitrais retratam mais de mil cenas religiosas em um caleidoscópio colorido. É tudo fabuloso! Foi construída em 1248 por Luis IX para abrigar a suposta coroa de espinhos de Cristo e o que seria um fragmento da cruz. Na capela do primeiro andar ficavam os servos e as pessoas comuns. A família real ficava na capela superior. Não perca! Também na Ile de la Cite, próximo a Notre-Dame, o local é aberto de 9h30 às 18h, porém paga-se para entrar (cerca de 7 euros).

Sainte Chapelle

Os vitrais retratam mais de mil cenas religiosas em um caleidoscópio colorido

Saint-Germain-des-Prés

É a igreja mais antiga de Paris, data do século XI. É o ultimo vestígio da arquitetura romana da Cidade. A primeira construção é do ano de 542, quando foi feita para abrigar relíquias sagradas. Na Revolução Francesa, foi incendiada e destruída quase totalmente e 318 padres foram cruelmente assassinados. A atual foi construída no século XI e depois restaurada no século XIX. Uma das três torres originais ainda existe. Seu interior é uma mistura de estilos arquitetônicos (colunas de mármore do século VI, abóbadas góticas e arcos romanos). Guarda ainda os túmulos de René Descartes, dentre outros. Fica na Praça St Germain de Pres, no bairro de mesmo nome. Para visitar, tome o metrô até a estação St. Germain de Prés.

Saint-Germain-des-Prés

A Igreja é o último vestígio da arquitetura romana da Cidade

Tags: , , , ,

Comentários

Carlos

em 21 de junho de 2011

A Igreja Católico tem uma arquitetura belíssima…

Cléia

em 21 de junho de 2011

Quando estive na França visitei estas maravilhas arquitetônicas. Há toda uma emoção quando nos encontramos dentro destes lindos templos.Gostaria de voltar um dia.

Leandro

em 22 de junho de 2011

Verdadeiros templos, somente grandes construtores conhecedores da essência e do ocultismo, capazes de tão majestosas obras…

Marçal

em 22 de junho de 2011

Uma linda cidade com muitos lugares agradáveis e belíssimos. Pena que o francês não sabe receber os turistas.

Sônia Bouissou

em 28 de julho de 2011

Muito interessante seus textos. Faço somente um comentário, Paris é linda, emana energia, cultura….não sei. A vida deixa de ser necessária para ser extraordinária.
Falar que francês não sabe receber turistas, é uma heresia. Povo educado, hospitaleiro….fui tão bem recebida e bem tratada! Adorei.


Páginas

Facebook

Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999