Busca

05:02 · 19.07.2017 / atualizado às 11:05 · 17.07.2017 por

A Jaguar Land Rover confirma que o seu mais novo modelo da família PACE de SUVs, o compacto E-PACE, será fabricado exclusivamente em dois continentes para atender à demanda que se espera para este produto


A partir do final de 2017, o Jaguar E-PACE será o primeiro modelo a ser produzido como resultado do acordo entre a Jaguar Land Rover e a Magna Steyr, unidade operacional da Magna Inc., na Áustria. Em 2018, a marca anuncia que este também será o local de produção do elétrico I-PACE.
O Jaguar E-PACE também será manufaturado na unidade de tecnologia avançada de Changshu, na China, uma joint-venture entre a Chery e a Jaguar Land Rover. A produção naquele país será para atender exclusivamente à demanda local, quando iniciarem as suas vendas em 2018. Não há previsão de ampliar a produção deste modelo para outras unidades fabris da Jaguar Land Rover.
Wolfgang Stadler, diretor-executivo de Manufatura, disse: “O Reino Unido está no centro das nossas unidades de manufatura, design e engenharia. Contudo, com nossas unidades britânicas operando perto de sua capacidade total, nosso contrato de manufatura em parceria com Magna Steyr a com a joint-venture com a Chery, na China, proporcionam volume, agilidade e flexibilidade adicionais para entregar o novo Jaguar E-PACE e todos os demais produtos da nossa linha.”
Projetado e desenhado no Reino Unido, o Jaguar E-PACE é um SUV compacto de cinco lugares que reúne design e performance típicos de um esportivo da Jaguar. Ele é SUV de tração integral nas quatro rodas espaçoso, prático e conectado. Este modelo se unirá ao conceito totalmente elétrico I-PACE e ao vencedor de Carro do Ano, o F-PACE, nessa família de utilitários esportivos da Jaguar. Com cerca de 80 mil unidades vendidas desde 2016, o F-PACE é o modelo que vendeu mais rápido na história da Jaguar, o que reforçou a demanda por um SUV compacto da marca.

06:06 · 18.07.2017 / atualizado às 12:08 · 17.07.2017 por

A Ford apresentou nos Estados Unidos o novo Lincoln Navigator 2018, o maior SUV da divisão de luxo do grupo, incluindo uma versão com carroceria estendida e mais uma opção de interior da série de topo “Black Label”

 

O utilitário esportivo oferece o que a marca tem de mais avançado em termos de tecnologia e conforto, como carroceria leve em liga de alumínio, assistência de frenagem com detecção de pedestre e os premiados bancos “Perfect Position Seats”.
Equipado com motor V6 biturbo de mais de 450 cv e transmissão automática de 10 velocidades, o veículo combina alto desempenho e silêncio interno para uma experiência de rodagem de primeira classe. A iluminação sequencial nas três fileiras de bancos e luzes nos retrovisores que projetam o logotipo da Lincoln no chão são alguns de seus requintes.


Cerca de 30 cm mais longo que o modelo regular, o novo Navigator estendido tem porta-malas maior com um compartimento extra sob o assoalho. As portas traseiras também ficaram maiores, facilitando a movimentação dos passageiros. O espaço nos bancos da segunda fila é o maior da categoria, dentro da proposta de oferecer o máximo de conforto para viagens com a família e os amigos.


O novo acabamento interno da série “Black Label”, chamado “Destination”, celebra a arte de viajar. Inspirado em malas antigas de luxo, de tom monocromático, tem bancos de couro com textura especial, apliques de mogno africano cortados a laser e riqueza de detalhes que realçam o refinamento.


O SUV de luxo começa a ser vendido na América do Norte no final do ano e também vem de série com o atendimento personalizado da Lincoln, que oferece serviços como retirada e entrega do veículo em casa, carro reserva, lavagem grátis por toda a vida, recepção especial nas revendas e convites para eventos exclusivos.

12:13 · 17.07.2017 / atualizado às 12:13 · 17.07.2017 por

Ainda mais diferenciados, esportivos e rápidos: os novos componentes da Audi Sport levam controle dinâmico a um nível totalmente novo para o Audi R8 e o Audi TT. A linha modernizada estará disponível nas concessionárias européias neste último trimestre e inclui diversas peças


“Com o Audi Sport Performance Parts estamos explorando um novo segmento de negócios”, disse Stephan Winkelmann, diretor Administrativo da Audi Sport GmbH. “Nossa experiência, acumulada durante anos de fabricação de carros esportivos, é incorporada a cada componente que oferecemos, além da expertise obtida em competições automobilísticas, que ainda é a melhor forma de teste para produção em larga escala”, completa.
A linha de produtos estará disponível inicialmente na Alemanha e em outros mercados apenas para os atuais modelos R8 e TT (TT, TTS). As séries de modelos adicionais serão lançadas gradualmente.


O Audi Sport Performance Parts cobre quatro partes dos automóveis atualmente: suspensão, sistema de escapamento, exterior e interior. Para suspensão, a linha inclui pastilhas de freio esportivas, que são mais potentes e menos suscetíveis a desgaste do que as pastilhas de freio padrão. Elas estão disponíveis para discos de aço e para os freios cerâmicos opcionais. Suas placas de suporte são pintadas de vermelho fluorescente e são feitas de titânio ultraleve no R8, tornando esse modelo em geral 1 Kg mais leve.
Discos de freio frontais de aço com vários parafusos de montagem estão disponíveis para o Audi TT RS. Vários kits para refrigeração dos freios podem ser obtidos para os modelos Audi TT, TTS e TT RS. Eles ajudam o modelo compacto a alcançar um desempenho de frenagem ainda melhor.


Uma suspensão com molas helicoidais de duas ou três vias está disponível para os modelos Audi TT e para ambas as versões do Audi R8. As rodas negras, totalmente polidas e de 20 polegadas, disponíveis para todos os modelos R8 e TT, também vêm das competições automobilísticas. Elas reduzem o peso em até 7,2 Kg no Audi TT e em até 8 Kg no R8. Os pneus vêm nos tamanhos 245/30 R20 (R8, frontais) e 305/30 R20 (R8, traseiros); os pneus 255/30 R20 são instalados em todas as quatro rodas no TT. Para os cupês com tração quattro, a linha modernizada inclui uma barra de reforço com travessas no eixo traseiro. Isso melhora a rigidez e torna a condução ainda mais precisa. Os proprietários do TT RS também poderão aumentar a velocidade máxima dos carros para 280 km/h.

Silêncio a bordo
A Akrapovic d.d., fornecedora especializada do sistema de escapamentos, projetou um silenciador sonoro e ultraleve feito de titânio, incluindo guarnições especificamente para o TTS e o TT RS.
As ofertas mais significativas do Audi Sport Performance Parts são os Aero kits, que foram desenvolvidos no túnel de vento da Audi. Para o R8 e TT eles acrescentam realces evidentes nas entradas de ar frontais, nas soleiras laterais e no difusor. Também melhoram substancialmente o downforce: no R8, a força descendente é de 250 kg a 330 km/h, um aumento de mais de 100 kg. O efeito a 150 km/h é ainda mais pronunciado – a força descendente é dobrada a essa velocidade para 52 kg graças ao Aero kit. Também há um separador e defletores de ar na parte frontal, assim como uma ampla asa traseira fixa. Um capô do motor com uma larga saída de ar também está disponível para o Audi TT. Todos os componentes são feitos de polímero reforçado com fibras de carbono (CFRP) para o R8; já para o TT eles são feitos de CFRP e plástico. Todos eles trazem o logo da Audi Sport.
Os componentes para o interior dão o toque final à linha. Um volante de contornos esportivos com controles multifuncionais está disponível para o R8 e para o TT; revestido em Alcântara e incluindo um relógio vermelho. Alavancas de mudança de marcha feitas de CFRP estão disponíveis para os modelos equipados com o sistema S tronic de sete velocidades. A Audi Sport desenvolveu uma barra de suporte transversal especificamente para o TT – também feita de CFRP. Ela substitui os assentos traseiros, reduz o peso em cerca de 20 kg e incrementa a rigidez de torsão. A barra de suporte melhora a condução particularmente ao fazer curvas em altas velocidades.

11:00 · 17.07.2017 / atualizado às 11:00 · 17.07.2017 por

O Ford Escort XR3, versão esportiva do compacto que foi um dos maiores sucessos da indústria automotiva mundial, completou 35 anos de lançamento na Europa. No Brasil, o modelo chegou um ano depois, em 1983 – com a mesma aparência do europeu, mas sem injeção eletrônica – e logo se tornou o sonho de consumo de uma geração. Recentemente, o Escort ganhou destaque na mídia mundial com o lançamento de uma nova versão na China


Com nome derivado de “Experimental Research 3”, o XR3 era equipado com motor 1.6 a álcool de 82,9 cv. Externamente, trazia defletor dianteiro, aerofólio traseiro, teto solar de vidro com persiana interna, faróis de longo alcance com lavadores e de neblina. O interior tinha bancos esportivos e painel bem equipado. Seu visual arrojado também garantia o melhor coeficiente aerodinâmico do mercado na época (Cx 0,385).
Em 1985 o hatch ganhou a versão conversível, um ícone da linha, com sistema de acionamento manual que facilitava a movimentação da capota e vidro vigia traseiro com desembaçador elétrico.


No modelo 1987, o XR3 foi reestilizado com linhas mais suaves e para-choques de plástico envolventes que melhoraram a aerodinâmica, novas rodas de alumínio, aerofólio, painel com iluminação indireta e volante com revestimento imitando couro perfurado.
Em 1989, o Escort XR3 passou a ter motor 1.8 de 99 cv. Na linha 1990, além de aerofólio redesenhado e para-choques e saias na cor da carroceria, o conversível introduziu a capota com acionamento eletro-hidráulico. Em 1991, a série limitada XR3 Fórmula trouxe amortecedores ajustáveis com controle eletrônico, variando a carga conforme a velocidade. No fim da série, esses amortecedores passaram a ser oferecidos como opcionais no XR3 1992.
Segunda geração
A segunda geração do Escort nacional foi apresentada em 1992, com distância entre-eixos aumentada de 2,40 m para 2,52 m, que melhorou o espaço interno, e carroceria mais aerodinâmica (Cx 0,35). O XR3 ganhou motor 2.0 de 115,5 cv, com injeção multiponto LE-Jetronic – mais tarde trocada pela EEC-IV –, freio a disco nas quatro rodas e suspensão mais firme, além de faróis de duplo refletor e faróis de neblina no para-choque. Outra novidade da linha foi o lançamento da versão de entrada Escort Hobby, com a carroceria antiga e motor 1.6.


Em 1996, a produção do Escort saiu de São Bernardo do Campo, abrindo espaço para o Fiesta brasileiro, e foi concentrada em Pacheco, na Argentina. A versão esportiva deixou o nome XR3 e passou a se chamar “Racer”. Em 1997, a família teve o esportivo Escort RS, hatch 3 portas com motor Zetec 1.8.
O Escort despediu-se do mercado em 2003, deixando um legado de muitos fãs e inovações durante seus 20 anos de produção.

11:39 · 06.06.2017 / atualizado às 11:59 · 06.06.2017 por

A Extrema Jaguar Land Rover realizará nesta quinta-feira (08 de junho), a partir das 19h, o lançamento do Novo Discovery, o super SUV. O evento ocorrerá em sua nova loja conceito localizada no Shopping RioMar Fortaleza, contará com profissionais renomados e grandes novidades. A principal será a exibição em primeira mão do Novo Discovery, com seu interior versátil e a sua tecnologia. Possui um design inteligente, com sete lugares para adultos; carroceria de alumínio e uma nova linha de motores Ingenium capaz de proporcionar uma redução de peso de até 480kg em comparação com o Discovery 4. A loja está localizada no Shopping RioMar Fortaleza, piso L2. O Super SUV custa a partir de R$ 370 mil.

 

19:30 · 04.06.2017 / atualizado às 19:30 · 04.06.2017 por

O Extra, maior vendedor de pneus há seis anos apontado pela Nielsen, realiza a primeira edição do Festival Automotivo do ano. Do dia 01 a 18/06, a rede preparou descontos em diversos produtos da categoria, como pneus, acessórios, ferramentas, baterias e itens de limpeza

A rede tem como expectativa um crescimento de 17,5% em comparação ao mesmo período do ano passado. Durante os 15 dias do Festival, a novidade são os descontos de 20% que acontecerão em determinadas categorias em alguns dias da semana para clientes que utilizarem o cartão Extra. Às segundas-feiras (05 e 12/06), os consumidores poderão desfrutar do benefício em serviços de limpeza e embelezamento automotivo. Às terças-feiras (06 e 13/06), a dinâmica passa a valer para todas as baterias e lubrificantes. Às quartas-feiras (07 e 14/06) é a vez dos acessórios internos ou externos para carros. Nas duas quintas-feiras do período, todas as ferramentas manuais contarão com o desconto e, de sexta-feira a domingo os clientes poderão parcelar todos os pneus e baterias em até 20x sem juros no cartão Extra ou em até 10 vezes sem juros nos demais cartões.
Dentre as ofertas, as apostas são os pneus, que são sucesso de vendas nacional:
· Pneus aro 13: a partir de R$ 159,90;
· Pirelli aro 14 de R$ 289,90 por R$ 246,42 cada na compra de três unidades;
· Pneus Altimax aro 15: de R$ 299,90 por R$ 254,92 cada na compra de três unidades;
· Pneus aro 16 e 17: Na compra de quatro unidades, ganhe um conjunto com três malas Paris.
Para os clientes que buscam trocar a bateria de seus veículos, o Extra disponibiliza desde o ano passado um aplicativo que auxilia a identificar qual o modelo mais adequado para o automóvel, bem como qual a loja Hiper mais próxima de sua localização para realizar a compra.

19:21 · 04.06.2017 / atualizado às 19:21 · 04.06.2017 por

A Ford tem um grande legado na Fórmula 1, com 13 títulos de pilotos e 10 de construtores antes de deixar a categoria para dedicar-se às competições mundiais de rali, endurance e provas de Turismo nos Estados Unidos. Esta semana, a marca relembra que há exatamente 50 anos o piloto Jim Clark guiou seu Lotus 49 para a primeira vitória, na Holanda, e revolucionou as corridas de Fórmula 1 para sempre

 

Jim Clark em sua Lotus 1967

Sob o capô do carro de Clark estava o propulsor Ford Cosworth de 3 litros que, a partir de então e nos 17 anos seguintes, tornou-se o motor de F1 mais bem-sucedido de todos os tempos.
Projetado por Keith Duckworth, o DFV (“Double Four Valve”) era um V8 de 3 litros que, na época, custou 100.000 libras para ser desenvolvido. Quando fez sua estreia, em 1967, o motor gerava 415 cv de potência, chegando posteriormente a mais de 500 cv.
O DFV então era usado exclusivamente pela Lotus, mas no ano seguinte a Ford disponibilizou o motor para outras equipes e dominou o esporte. Em 1969 e 1973, todas as provas do Campeonato Mundial foram vencidas por carros com o motor Ford. No período de 1967 a 1985, ele somou 155 vitórias em 262 corridas.

Da esq. à dir: Bill Brown (gerente geral), Keith Duckworth (engenheiro-chefe), Mike Costin (engenheiro-chefe adjunto) e Ben Rood (engenheiro de produção) da Cosworth

Com esse motor, a bordo de um Lotus, Emerson Fittipaldi foi bicampeão mundial em 1972 e 1974. A última vitória com o motor foi conquistada por Michele Alboreto em um Tyrrell, no Grande Prêmio de Detroit de 1983. O último piloto a correr na F1 com o propulsor foi Martin Brundle, também em um Tyrrell, no Grande Prêmio da Áustria de 1985.
Legenda da foto (da esq. à dir.): Bill Brown (gerente geral), Keith Duckworth (engenheiro-chefe), Mike Costin (engenheiro-chefe adjunto) e Ben Rood (engenheiro de produção) da Cosworth

19:11 · 04.06.2017 / atualizado às 19:11 · 04.06.2017 por

Com 252 veículos vendidos em maio, a equipe da Concessionária Newland da Av. Washington Soares, em Fortaleza, conseguiu um grande feito: primeiro lugar em vendas do Brasil. Destaque para os resultados em vendas do Corolla, Hilux, SW4 e Etios. Focada a equipe já prepara ofensiva para tentar ser a primeira também em junho.

18:47 · 04.06.2017 / atualizado às 18:47 · 04.06.2017 por

Sair do lugar comum pode surpreender namoradas e namorados no próximo 12 de junho. A Pósitron, marca da PST Electronics, oferece dicas de presentes acessíveis e de muito valor agregado para agradar apaixonados por carro, música e tecnologia. Uma opção é a nova linha de alarmes automotivo Cyber 360 que incorpora o que há de mais avançado em tecnologia automotiva. A versão top, por exemplo, pode ser acionada por meio de aplicativo de celular e até mesmo pela linha de relógios smartwatch da Samsung


As outras duas opções são para aqueles e aquelas que adoram curtir um som de primeira enquanto estão dirigindo: as centrais multimídia SP8920 NAV e SP8520 BT. Ambas têm conexão Bluetooth, que permite ao motorista atender suas ligações utilizando a função viva-voz, sem desviar sua atenção no trânsito, proporcionando mais segurança e praticidade durante as chamadas telefônicas.
Segurança
Lançada recentemente, a nova linha de alarmes Cyber 360 traz o que há de mais inovador no que se refere à segurança automotiva. A versão top, o modelo PX360BT, pode ser acionada por um aplicativo de celular, via Bluetooth. É o primeiro dispositivo no Brasil que oferece essa facilidade, sendo compatível com os sistemas iOS e Android. Quem tem um smartwatch da Samsung, modelos Gear S2, Gear S3 e Gear Fit2, também pode acessar os comandos na tela do aparelho.
Há ainda outros três modelos: Exact 360, Cyber FX 360 e Keyless 360. De série, todos contam com recursos tecnológicos avançados que proporcionam e garantem o funcionamento sem interferência eletromagnética. Os controles remotos contam com o circuito integrado acelerômetro, que garante a vida útil da bateria em até seis vezes mais do que outros similares.
Os produtos podem ser adquiridos e instalados em concessionárias de veículos e lojas de acessórios. Os preços sugeridos partem de R$ 230,00 para a versão Exact 360; R$ 280,00 para o Cyber FX 360; R$ 380,00 para o Cyber PX 360 BT e R$ 280,00 para o Keyless 360.

 

Conforto ao dirigir
A central multimídia SP8920 NAV possui a tecnologia Mirror Connect, que espelha 100% do conteúdo do celular no display do aparelho sem exigir a instalação de um dispositivo à parte no veículo, como roteadores ou receptores. A conexão é feita apenas por um cabo. Os smartphones que possuem Android podem utilizar o original, enquanto os que têm tecnologia IOS necessitam de um adaptador para HDMI. A conexão permite acesso total ao telefone e aos seus aplicativos, como redes sociais, conteúdos de áudio e vídeo, agenda, navegadores, mapas, entre outros.
A central multimídia SP8520 BT conta com a função áudio streaming, que permite a reprodução de músicas armazenadas em dispositivos móveis sem a necessidade de fios, sistema anti-impacto que garante reprodução sem interrupções e entrada auxiliar traseira RCA (para áudio e vídeo), entre outros itens.
Os dois aparelhos possuem tela LCD de 6.2 polegadas, touch screen, entrada para câmera de ré, conexão SWC (que permite comandar o equipamento por meio de controle remoto integrado ao volante) e sintonizador de TV Digital. Os produtos podem ser adquiridos em lojas físicas ou virtuais. Para ter a acesso aos pontos de vendas, vá até o site http://www.positron.com.br, no menu “Onde Comprar”. O primeiro tem preço sugerido de R$ 1.345 e o outro, R$ 645.

12:06 · 01.06.2017 / atualizado às 12:06 · 01.06.2017 por

Junho de 2017 representa dois grandes momentos para os clientes e fãs da Mercedes-Benz no Brasil. A partir desta data, a marca expande seu portfólio de superesportivos por meio das vendas do Mercedes-AMG GT C Roadster e do recém-lançado Mercedes-AMG GT R Coupé


Unindo características puras de veículos de competição à sensação de liberdade dos “dream cars”, o AMG GT é o segundo veículo da história 100% desenvolvido em casa pela Mercedes-AMG. Ambas as versões desse automóvel icônico chegam ao mercado brasileiro na data que representa um grande marco na história da empresa comemorado no mundo todo: o aniversário de 50 anos da AMG, divisão criada em 1967 e que, desde então, se especializou em desenvolver projetos que aplicam tecnologias de automóveis de corrida nos modelos de rua.


Cinco décadas de alta performance
A história da AMG começa com dois engenheiros da Daimler-Benz. Hans Werner Aufrecht e Erhard Melcher trabalhavam na companhia nos anos 60 e foram responsáveis por preparar o motor de competição para o emblemático 300 SE – até a companhia suspender as atividades de automobilismo. Com isso, os jovens decidiram tornar-se independentes, fundando seu próprio Centro de Engenharia. Enquanto Aufrecht era um apaixonado por automobilismo, Melcher era conhecido pela sua genialidade na área do desenvolvimento de motores.
No dia 1 de junho de 1967 a AMG iniciou suas atividades em uma garagem em Burgstall, permanecendo até 1976, quando se mudou para Affalterbach. A sigla que dá nome à marca é composta pelas iniciais dos fundadores, sendo o “G” para Großaspach – local de nascimento de Aufrecht.


Durante seus 50 anos de atuação, a AMG foi responsável por uma série de momentos marcantes na história da indústria automotiva mundial. Entre eles está o desenvolvimento do Mercedes 300 SEL 6.8, veículo mais potente dos anos 70, com motor V8 de 428 cv, algo incomparável para a época.
Na década seguinte, o AMG 450 SLC Racing Coupé venceu Grande Prêmio de Nürburgring. Essa vitória impulsionou os negócios da AMG, uma vez que diversos proprietários de coupés de rua passaram a buscar mais potência por meio dos projetos oferecidos pela preparadora alemã.
Desde então, a AMG cresceu de forma impressionante, equipando cada vez mais modelos Mercedes-Benz, tornando a personalização um novo campo de negócios. Assim, em 1990, a Mercedes-Benz AG se interessou pela preparadora, assinando um contrato de cooperação nos projetos superesportivos. Mais tarde, em 1999, a Daimler Chrysler AG se tornou a proprietária majoritária e, em 2005, a acionista única da AMG.


Nos anos seguintes, a fusão da Mercedes-Benz e da AMG proporcionou conquistas ainda maiores. O AMG C 36, por exemplo, foi o primeiro best-seller da marca, com 5 mil unidades vendidas. Entre vários outros veículos produzidos em larga escala, destacou-se também o Mercedes-Benz SLS AMG, primeiro automóvel inteiramente fabricado pela Mercedes-AMG. Sua performance, aliada ao design inovador, que inclui as portas “asas de gaivota”, são lembrados pelos fãs da marca até os dias atuais.
Em 2016, já com o nome Mercedes-AMG, a divisão de superesportivos celebrou a marca de 100 mil automóveis vendidos no mundo desde sua criação. Esse resultado deve-se ao amplo portfólio oferecido atualmente, incluindo hatchbacks, sedãs, coupés, SUVs e conversíveis. Certamente a fórmula para mais 50 anos de sucesso.


A família mais potente do portfólio
O AMG GT foi lançado em 2014 segundo o princípio ‘Handcrafted By Racers’ (feito à mão por corredores), reforçando o compromisso da companhia em investir em tecnologia e inovação. O modelo é o segundo inteiramente desenvolvido pelos engenheiros da AMG e entre suas principais características estão comportamento dinâmico aliado a desempenho de primeira classe nas pistas de corrida com praticidade para o uso diário.
Dois anos mais tarde, a família GT ganhou novos integrantes, com variações no visual e ainda mais potência em seu V8 biturbo de 4,0 litros. Assim, o topo da linha que contava com o GT S e seus 510 cv, agora oferece o Mercedes-AMG GT R de 585 cv e 700 Nm de torque.
Desenvolvido a partir de testes realizados no autódromo de Nürburgring, o modelo apresenta uma série de melhorias para um superesportivo que desde sua criação é reconhecido por excelente desempenho e design. Considerado um dos circuitos mais desafiadores do mundo, o traçado alemão também serviu como referência para a exclusiva cor “AMG green hell magno”.
Novos desenhos de asas dianteiras e traseiras permitem maior aderência e a realização de curvas em velocidades ainda mais elevadas. Para-choques dianteiro e traseiro renovados, assim como novo aerofólio melhoram a eficiência aerodinâmica e ajudam a garantir uma excelente estabilidade. A grade frontal Panamericana com aletas verticais remete ao modelo utilizado na categoria GT3 e enfatiza ainda mais o DNA de competição. Pela primeira vez, características puras de um automóvel de corrida passam a fazer parte da produção de um AMG de rua.
Seu conjunto mecânico conta ainda com transmissão AMG SPEEDSHIFT DCT de sete velocidades, proporcionando respostas rápidas e precisas, e controle de tração com 9 estágios, tecnologia cuja origem também provém da GT3.
Além da versão mais potente da família AMG GT, os consumidores brasileiros terão à disposição também o Mercedes-AMG GT C Roadster. Com o objetivo de ampliar o público da família de superesportivos, a proposta do roadster consiste em oferecer o desempenho de um veículo de competição em uma carroceria que preza também pela liberdade e pela diversão de um cliente que possui estilo de vida arrojado e aposta em exclusividade e propostas inovadoras.
Equipado com o motor V8 de 4.0 litros e transmissão AMG SPEEDSHIFT DCT de sete velocidades, tradicional na família mais potente de todo o portfólio, o Mercedes-AMG GT C Roadster oferece 557 cv e 680 Nm de torque.
Tanto o Mercedes-AMG GT C Roadster quanto o Mercedes-AMG GT R Coupé já podem ser encomendados em toda a rede de concessionários Mercedes-Benz, com preço público sugerido de R$ 1.064.900 e R$ 1.199.900, respectivamente.