Blog do Automóvel

Autor: admin


12:35 · 16.10.2018 / atualizado às 12:35 · 16.10.2018 por

Mostra acontece no Expo São Paulo e abre ao público de 8 a 18 de novembro


A contagem regressiva para o Salão do Automóvel de São Paulo entrou na fase final. A partir de agora, faltam três semanas para a abertura dos portões ao público, dia 8 de novembro.

Os superesportivos icônicos são sempre uma atração à parte. Para a edição deste ano, uma das estrelas do estande da Chevrolet será o Novo Camaro. O modelo 2019 faz sua primeira aparição em solo sul-americano.

Além do novo design, o Novo Camaro traz um pacote inovador de tecnologias de performance, segurança e conforto para o mercado brasileiro que serão reveladas somente no Salão.

O Camaro é o superesportivo de maior sucesso do mercado brasileiro, com mais de 6 mil unidades emplacadas no país desde 2010.

11:34 · 16.10.2018 / atualizado às 11:34 · 16.10.2018 por

A Audi do Brasil lançou nesta semana uma campanha especial para sua família de SUVs. Ambientada na Chapada dos Veadeiros, no centro-oeste de Goiás, o conteúdo inédito, chamado de Território Q, engloba os quatro elementos da natureza e coloca os carros Q3, Q5 e Q7 em performance para demonstrar a versatilidade dos modelos em vários tipos de terrenos.

 

A ideia criativa do conteúdo foi do produtor Lucas Pinhel e a campanha já está disponível nas redes sociais da Audi do Brasil no Instagram, Instagram TV, Facebook e Youtube. São quatro vídeos de um minuto cada um, 30 imagens e 10 Stories.

 

“Queremos expor de maneira diferente para nossos consumidores os features e detalhes do nosso portfólio. Atrelar os carros à Chapada dos Veadeiros revela a polivalência dos nossos SUVs”, explica o diretor de Comunicação da Audi do Brasil, Cláudio Rawicz.

 

O Território Q é a segunda ação de uma plataforma de conteúdo digital da marca que apresenta a experiência de dirigir um Audi, chamada de Audi Experience 2018. A primeira foi o Audi Driving Experience, onde convidados puderam dirigir os modelos R8, TT RS e RS 6, no Autódromo Velo Città, em Mogi-Guaçú em agosto. Já a última fase do projeto será realizada no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro.

 

Linha de Produtos

O Audi Q3 é o segundo carro da marca com tecnologia bicombustível produzido localmente, disponível nas versões Attraction, Ambiente e Ambition. O motor 1,4 litro turboalimentado e com injeção direta de combustível desenvolve potência máxima de 150 cv de potência entre 4.000 e 6.000 rpm e torque de 250 Nm, disponível entre 1.500 e 3.500 giros, tanto com etanol quanto com gasolina.

 

O Audi Q5 combina a esportividade dos sedãs da marca com versatilidade e um interior altamente flexível. Em todas as versões, o modelo é equipado como motor 2.0 TFSI a gasolina com 1.984 cm³ de cilindrada. O propulsor desenvolve 252 cv de potência e 370 Nm de torque, disponíveis entre 1.600 e 4.500 rpm. Em termos de desempenho, o SUV chega aos 100 km/h em 6,3 segundos e sua velocidade máxima é de 237 km/h.

 

Já o Audi Q7 é o topo de linha da gama de utilitários da marca, em versão única, Ambition. Com tração quattro, associada à eficiente transmissão automática Triptronic de oito marchas e ao motor V6 3.0 TFSI com compressor e injeção direta de combustível, o maior SUV da Audi acelera até 100 km/h em apenas 6,1 segundos. A velocidade máxima é de 250 km/h. O sistema star-stop inteligente é de série: quando o motorista deixa o carro rolar ao chegar a um sinal vermelho, por exemplo, ele desliga o motor antecipadamente antes que a parada seja completa. O veículo tem 2.995 cm³ de cilindrada, potência de 333 cv e torque máximo de 440 Nm, disponível entre 1.250 e 5.000 rpm.

14:18 · 15.10.2018 / atualizado às 11:20 · 15.10.2018 por

A Startup Mobilis, de Santa Catarina, criada por três engenheiros, que têm como missão encontrar soluções inteligentes para os problemas de mobilidade urbana, ousou a lançar o “Li” no final de 2017. Trata-se do primeiro veículo elétrico 100% brasileiro e movido por baterias de íons de lítio


O projeto, modelado em 3D com a ferramenta Autodesk Fusion 360, pode ser acessado de qualquer computador a qualquer hora. O Fusion 360 é uma plataforma de desenvolvimento de produtos baseada em nuvem que combina design, engenharia e fabricação em um único ambiente conectado. Permite que equipes diversas e distribuídas colaborem em projetos complexos. Com isso, os projetos podem ser compartilhados por equipes diversas de maneira flexível. A escolha da ferramenta teve a consultoria da revenda Platinun Mapdata.
Segundo os fundadores Paulo Bosquieiro Zanetti, Mahatma Marostica e Thiago Hoeltgebaum, a adoção do software se deu por dois motivos essenciais. “O Autodesk Fusion 360 é muito fácil de ser manuseado, é um programa revolucionário, pois permite que a gente desenhe o que for preciso para o projeto. Além disso, o trabalho em nuvem facilitou muito o desenvolvimento, uma vez que a integração dos arquivos é muito mais fácil e rápida”, afirma Zanetti.
O Fusion 360 é uma ferramenta ágil de desenvolvimento de produtos. As suas ofertas de assinatura flexíveis tornam acessível a empresas empresariais como a Mobilis que estão desenvolvendo produtos cada vez mais complexos e conectados. “Anteriormente teríamos utilizado diferentes pacotes de software para design, engenharia e fabricação. Ser capaz de usar uma única ferramenta foi extremamente benéfico para nós como, que somos uma empresa jovem e que precisa manter a sobrecarga ao mínimo. “diz o engenheiro.
“A Autodesk tem por objetivo incentivar que as pessoas usem suas ferramentas para criar qualquer coisa. Desde uma complexa construção de infraestrutura, até uma plataforma de mobilidade. A nossa missão é ser um meio para que seja possível a realização de uma ideia, independentemente do tamanho do projeto”, afirma Claudio Pinto, diretor de vendas da Autodesk.
Atualmente, a Mobilis desenvolve veículos elétricos de plataforma modular, para ser utilizado tanto em resorts, condomínios, indústrias e serviços públicos. A expectativa é que, em breve, um modelo de automóvel urbano seja lançado e disponibilizado para o mercado consumidor brasileiro.

10:19 · 15.10.2018 / atualizado às 10:19 · 15.10.2018 por

O quarto lote de ingressos para o Salão do Automóvel já está disponível para compra no site www.salaodoautomovel.com.br. Para o primeiro dia do evento o ingresso custa R$ 50,00 (meia R$ 25,00). Para dias de semana o valor é de R$ 72,00 (meia R$ 36,00). Os ingressos para fim de semana, feriado e emenda de feriado custam R$ 90,00 (meia R$ 45,00). O maior evento do segmento será realizado entre os dias 8 e 18 de novembro no São Paulo EXPO

 

Estande da marca italiana Fiat: um dos maiores do Salão 2016

O público também pode comprar ingressos especiais separados pelas categorias: Nitro, Passaport, Kit fã, Box Super Fã, Vip e Premium Experience.
Ingresso diário (lote 4) – Para o primeiro dia do evento o ingresso custa R$ 50,00 (meia R$ 25,00). Para dias de semana o valor é de R$ 72,00 (meia R$ 36,00). Os ingressos para fim de semana, feriado e emenda de feriado custam R$ 90,00 (meia R$ 45,00).
Nitro – Flexibilidade para escolher o melhor dia para a visita – 1 acesso (R$ 130,00).
Passaporte – Ingresso que dá direito a visitar o evento todos os dias (R$ 350,00).
Kit fã – Kit com camiseta exclusiva (7 tipos de camisetas para escolha- R$ 180,00).
Box Super Fã –kit com flexibilidade de data, brindes da Chevrolet ou Salão do Automóvel ou Volkswagen, estacionamento e entrada exclusiva – 1 acesso (R$ 400,00).
Vip – Acesso vip ao evento em qualquer dia, com entrada exclusiva, serviço de valet, acesso ao Lounge Vip e pulseira para o Espaço dos Sonhos – 1 acesso (R$ 370,00).
Premium Experience – Ingresso que dá direito a entrada de duas pessoas, estada de uma noite em hotel de luxo, traslado para o Salão em carro de luxo com motorista, acesso ao Lounge Vip e Espaço dos Sonhos (R$ 3.500,00).
Assim como em suas 29 edições anteriores, o evento apresentará ao público tudo o que há de novidade no setor e reforçará sua importância para o segmento.
Serviço:
Evento: Salão Internacional do Automóvel de São Paulo
Data: 08 a 18 de novembro de 2018
Horário: das 13h às 22h / das 11h às 19h (último domingo 18/11/2018)
Local: São Paulo Expo Exhibition & Convention Center
Endereço: Rodovia dos Imigrantes, km 1,5 – Vila Água Funda
Informações e ingressos: http://www.salaodoautomovel.com.br/

10:08 · 15.10.2018 / atualizado às 10:11 · 15.10.2018 por

Apenas no primeiro semestre de 2018, a Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (ABLA) registrou 242.709 unidades emplacadas entre as empresas do setor de locação. Isso significa que a cada quatro veículos licenciados em todo o país foram para o setor, uma vez que, de acordo com Anfavea, houve no total 986.804 emplacamentos no período.
Esse crescimento já é 67,5% do volume total emplacado em 2017, 359.702 unidades. “A projeção da ABLA era aumentar 12% neste ano, mas o número será menor devido à paralisação dos caminhoneiros”, declara Paulo Miguel Jr, presidente da entidade. A greve, ocorrida em maio de 2018, também afetou o crescimento do PIB, previsto para 2,3%,anteriormente, que agora está previsto em 1,4%.

Gol, um dos campeões em locação no Brasil
11:40 · 11.10.2018 / atualizado às 11:41 · 11.10.2018 por

O Mercedes Classe C recebeu uma série de mudanças na linha 2019. Montado em Iracemápolis (SP), o sedan estará nas concessionárias em novembro em quatro versões, com preços entre R$ 187,9 mil e R$ 259,9 mil. A maior novidade é o C200 EQ Boost, de R$ 228,9 mil. Ele é equipado com um motor 1.5 turbo a gasolina que produz até 197 cavalos. Destes, 14 cv são fornecidos pelo alternador

Chamado BSG (do inglês Belt-driven Start Generator), esse sistema engenhoso faz com que o alternador armazene energia na bateria convencional de 12 volts (como fazem os alternadores comuns) e também em outro acumulador de 48 V durante desacelerações e frenagens. Quando é preciso ele devolve essa eletricidade em forma de força extra durante acelerações ou para ajudar a manter o carro em movimento. A tecnologia resulta em redução de consumo até 10%, segundo a montadora.

Essa característica fez com que o C200 EQ Boost fosse classificado como híbrido pelo governo, o que elevou seu IPI de 13% para 19% e resultou em um preço final cerca de R$ 10 mil mais alto. As versões C 180 Avantgarde e Exclusive mantiveram o motor flex 1.6 turbo, que produz 156 cavalos. No C 300 Sport, o 2.0 turbo passou de 245 para 258 cavalos. A linha 2019 é uma atualização da quinta geração do Classe C, que no Brasil representa 39% das vendas de automóveis Mercedes-Benz

Desde a versão C 180 Avantgarde, de entrada, o Classe C 2019 traz sistema ativo de frenagem, que ajuda a evitar impactos e acidentes em caso de distração do motorista. O câmbio automático tem nove velocidades e aletas para troca de marcha atrás do volante. Controles eletrônicos de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, volante multifuncional com novos comandos sensíveis ao toque e novo sistema multimídia com integração para Waze também estão no Avantgarde 2019.

A versão C180 Exclusive custa R$ 188,9 mil, apenas R$ 1 mil a mais que a Avantgarde. As principais diferenças estão na grade dianteira, que também oculta o radar, mas é inteiriça e substitui a grande estrela central por outa menor sobre sua moldura. Por dentro, o acabamento interno preto brilhante dá lugar à madeira. No C 300, além do motor mais potente, a Mercedes adotou novas rodas de cinco raios com fundo preto. O console central usa madeira preta e a grade tem acabamento com detalhes cromados.

 

Do lado de fora é fácil perceber a troca dos faróis, agora totalmente por LEDs. Em vez de canhões de luz ou parábolas há oito pequenos projetores, que direcionam a iluminação somente para onde ela realmente deve chegar.

O para-choque dianteiro também mudou. Outra alteração ocorreu na estrela do centro da grade. Ela era vazada, mas teve as aberturas fechadas para proteger o radar utilizado em conjunto com uma câmera no para-brisa em sistemas de segurança.

Desde a versão C 180 Avantgarde, de entrada, o Classe C 2019 traz sistema ativo de frenagem, que ajuda a evitar impactos e acidentes em caso de distração do motorista. O câmbio automático tem nove velocidades e aletas para troca de marcha atrás do volante. Controles eletrônicos de estabilidade e tração, assistente de partida em rampa, volante multifuncional com novos comandos sensíveis ao toque e novo sistema multimídia com integração para Waze também estão no Avantgarde 2019.

A versão C180 Exclusive custa R$ 188,9 mil, apenas R$ 1 mil a mais que a Avantgarde. As principais diferenças estão na grade dianteira, que também oculta o radar, mas é inteiriça e substitui a grande estrela central por outa menor sobre sua moldura. Por dentro, o acabamento interno preto brilhante dá lugar à madeira. No C 300, além do motor mais potente, a Mercedes adotou novas rodas de cinco raios com fundo preto. O console central usa madeira preta e a grade tem acabamento com detalhes cromados.

A Mercedes ainda não revela quando, mas é certo que o novo motor 1.5 será estendido a outros modelos em pouco tempo. É provável que algum anúncio desse tipo ocorra no Salão do Automóvel (de 8 a 18 de novembro no São Paulo Expo). A introdução da tecnologia flex no novo propulsor também é aguardada. A fábrica de Iracemápolis trabalha em um turno e monta tanto o Classe C como o GLA (utilitário esportivo). Os dois são fabricados no interior paulista, cada um em quatro versões. A unidade abastece apenas o mercado interno. O gerente senior de vendas da Mercedes, Dirlei Dias, afirma que não há planos atuais de exportar a partir dali, mas garante que a fábrica é moderna e flexível o bastante para atender eventuais demandas desse tipo.

 

11:24 · 11.10.2018 / atualizado às 11:24 · 11.10.2018 por

Segundo especialista, falta de conhecimento e negligência do condutor são algumas das principais causas para este tipo de infração; no feriado da Independência, a Polícia Rodoviária Federal registrou um aumento de 41% de infrações em transporte de crianças sem uso de cadeirinha – em comparação com o mesmo período de 2017. As rodovias brasileiras devem receber novamente um grande fluxo de veículos no Dia das Crianças e, mais uma vez, as atenções se voltam para o alerta sobre o uso desse equipamento, que tem um único objetivo: proteger a vida dos pequenos em caso de acidente

 


De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as cadeirinhas e dispositivos de segurança reduzem 70% das mortes entre bebês e entre 54% e 80% das mortes de crianças. Ano a ano, ações de conscientização são criadas para contribuir com um trânsito mais seguro. Uma delas é o Selo Laço Amarelo, aderida pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, que visa chamar a atenção para a importância de manter as crianças mais seguras dentro do veículo.
Segundo a especialista em educação digital e diretora de Produtos da Procondutor, Claudia de Moraes, a falta de conhecimento do condutor e a negligência são algumas das principais causas para este tipo de infração. “Muitos deles desconsideram que acidentes podem acontecer com qualquer pessoa. Deste modo, além de colocarem a própria vida em risco, colocam também a vida das crianças, sendo que o transporte delas é de responsabilidade destes condutores”, afirma.


A especialista acredita que é possível mudar o comportamento de muitos motoristas, com ações de educação e conscientização como as melhores alternativas. “O condutor brasileiro tem a crença de que a educação no trânsito não é importante, talvez porque ele tenha contato com o tema somente quando vai tirar a CNH. Por ser tão relevante, o tema deveria ser discutido em diferentes momentos da formação educacional do cidadão, ou seja, desde o ensino fundamental, passando pelo ensino médio e, também, no momento da emissão da habilitação. O Brasil é o quinto país que mais mata pessoas no trânsito, com mais de 47 mil mortes por ano, portanto, este assunto não deveria ser transversal nas escolas e, sim, obrigatório, para que assim tenhamos condutores mais conscientes do impacto de suas atitudes no trânsito”, conclui a diretora.
Somente no Brasil, os motoristas flagrados com crianças no banco de trás, mesmo usando o cinto, mas sem o equipamento adequado, respondem a infração gravíssima, com 7 pontos na carteira e multa de R$ 293,47.
Regras para cada idade (Fonte: Ministério das Cidades)
– Bebês de até 1 ano devem ser transportados no banco de trás do carro no bebê conforto, de costas.
– Crianças entre 1 e 4 anos devem ficar na cadeirinha presa com o cinto e no banco traseiro.
– Crianças com idade entre 4 e 7 anos e meio, deve ser utilizado um assento de elevação no banco de trás.
– Crianças com idades entre 7 anos e meio e 10 anos devem utilizar apenas cinto de segurança no banco de trás.
Sobre o Grupo Tecnowise

12:41 · 05.10.2018 / atualizado às 12:41 · 05.10.2018 por

T-Cross já está em fase final de testes e avaliações no Brasil. O modelo vai redesenhar o mundo dos SUVs no mercado brasileiro, com dimensões compactas e construção inteligente. A estreia mundial oficial do T-Cross ocorrerá ainda no segundo semestre deste ano. Enquanto esperamos até lá, a Volkswagen revela os primeiros detalhes deste SUV, que está quase pronto para a produção em série; será um dos destaques do estande da marca no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro


O T-Cross será produzido em São José dos Pinhais (PR) – para isso, a fábrica recebeu R$ 2 bilhões em investimentos – e faz parte dos cinco SUVs completamente novos a serem lançados na região até 2020.
Fabricado sobre a Estratégia Modular MQB, o T-Cross se destacará por seu comportamento dinâmico, pela cabine espaçosa e confortável, eficiente gama de motores e avançados recursos de tecnologia, conectividade e segurança, com muitos sistemas de auxílio à condução.
“Prático, descolado, intuitivo e seguro”. Essas são as quatro principais características do T-Cross: “Prático” – mais espaço e flexibilidade; “Descolado” – design marcante e personalização; “Intuitivo” – digital e conectado; “Seguro” – um dos automóveis mais seguros do seu segmento.
O T-Cross mede 4.199 mm de comprimento e 1.568 mm de altura (10 mm mais alto que o T-Cross europeu). A distância entre os eixos do modelo que será produzido no Brasil é a maior do segmento: 2.651 mm (88 mm a mais do que a distância entre-eixos do T-Cross europeu). Sendo assim, o T-Cross é consideravelmente maior do que o Polo, cujas dimensões são: 4.057 mm de comprimento, 1.468 mm de altura e 2.565 mm de entre-eixos.
O T-Cross terá duas opções de motores TSI, que combinam injeção direta de combustível e turbocompressor para entregar alta eficiência energética e prazer ao dirigir.
O motor 200 TSI Total Flex desenvolve potência de até 128 cv (94 kW) com etanol. Já o motor 250 TSI Total Flex gera potência de até 150 cv (110 kW).
“Prático”: O novo SUV oferece espaço surpreendente na cabine. Um dos elementos responsáveis por isso é a Estratégia Modular MQB – que permite grande flexibilidade de construção graças aos parâmetros variáveis (entre eles, a distância entre-eixos e as bitolas).


A Estratégia Modular MQB também inverte a tendência de “ganho de peso” que pode ocorrer com os veículos conforme são adicionados novos recursos de assistência ou conforto: quase todas as peças são otimizadas em sua construção, ou feitas de diferentes composições de materiais, e, portanto, são significativamente mais leves.
Os veículos produzidos na Estratégia Modular MQB apresentam grandes reduções de peso – sem comprometer a segurança ou o conforto de condução. Powertrain perde peso graças ao uso de alumínio. Os componentes do sistema elétrico do veículo também pesam menos. A seleção de material inteligente e a construção melhorada colaboram para economizar peso na área do chassi.
A capacidade do porta-malas é variável entre 373 e 420 litros. O encosto dobrável do banco do passageiro dianteiro oferece ainda mais flexibilidade. Típica de um SUV é a posição elevada dos assentos no T-Cross. O ângulo de visão elevado do T-Cross é obtido graças a uma maior altura livre do solo e ao sistema de bancos.
“Descolado”: O design é marcante. A parte dianteira destaca-se por sua altura; o design é carismático, com uma grade ampla e faróis de LED integrados. Também responsável por esta altura acentuada é a tampa do compartimento do motor. A região inferior da parte dianteira distingue-se por detalhes como os faróis de neblina inseridos de modo marcante.
Nas versões do T-Cross com faróis halógenos, a luz de condução diurna é integrada no módulo dos faróis de neblina; já no caso de faróis full-LED, a luz de condução diurna encontra-se acima, na carcaça do farol.
Nas laterais, uma linha característica acentuada divide os espaços. Atrás, ela forma uma seção dos ombros impactante, e assinala na traseira um novo elemento de design da Volkswagen: a faixa de refletores estendida transversalmente na parte traseira e emoldurada por um painel preto.
Coberturas para o painel integram o estilo jovial e as oito cores do exterior (opcionalmente também bicolor) combinadas ao interior do veículo projetado de forma explicitamente generosa para esta classe.
A música do smartphone ou dos serviços de streaming pode ser reproduzida pelo sistema de som “Beats”, com sete alto-falantes e qualidade de som premium.
“Intuitivo”: Ainda é cedo demais para revelar todos os novos detalhes técnicos do interior. Porém, já é claro: o T-Cross inclui, opcionalmente, um sistema de Infotainment com tela sensível ao toque (touchscreen) de 8 polegadas e o quadro de instrumentos totalmente digital “Active Info Display” de última geração.
Quatro entradas USB (duas na frente, duas atrás) garantem a conexão ideal e energia suficiente para os smartphones. O sistema opcional de travamento e partida “Kessy” torna o acesso ao T-Cross mais confortável, enquanto os faróis full-LED proporcionam mais eficiência luminosa e conforto ao motorista.
“Seguro”: A influência positiva da Estratégia Modular MQB revela-se em todas as áreas do T-Cross. Graças à MQB, o SUV já entrará na concorrência como um dos veículos mais seguros de sua classe – o que é garantido pela utilização de aços de ultra-alta resistência e conformados a quente, pelos seis airbags (dianteiros, laterais e do tipo “cortina”) e uma gama especialmente ampla de sistemas de assistência.
Além de sensores dianteiro e traseiro para estacionamento, o T-Cross também poderá ser equipado com o sistema “Park Assist 3.0”, que permite o estacionamento autônomo em vagas paralelas e transversais – e agora com a função de freio de manobra.
Entre os outros sistemas de assistência estão o sistema de “Frenagem Automática Pós-Colisão” (aciona automaticamente os freios do veículo em caso de acidente) e o “Detector de fadiga” (detecta a perda de concentração do motorista e o sistema recomenda uma pausa para descanso).
Além disso, o T-Cross poderá ser equipado com “Seletor do perfil de condução”, para o motorista ajustar a experiência de direção entre os modos normal, ecológico, esportivo ou individual.
Todas as versões serão equipadas de série com ESC – Controle eletrônico de estabilidade. Esse sistema reconhece um estágio inicial de que uma situação de rodagem crítica está para acontecer. Compara os comandos do motorista com as reações do veículo a esse comando. Se necessário, o sistema reduz o torque do motor e freia uma ou várias rodas até atingir a condição de estabilidade.

14:55 · 03.10.2018 / atualizado às 14:55 · 03.10.2018 por

O Ford T, carro que simboliza o nascimento da era do automóvel, comemorou 110 anos de lançamento. Apresentado oficialmente por Henry Ford em outubro de 1908, ele ganhou rapidamente a fama de produto seguro, simples, confiável e barato, dando início à revolução que colocou o mundo sobre rodas.

Para se ter uma ideia, naquela época os Estados Unidos contavam com menos de 30.000 km de estradas pavimentadas, o que tornava dirigir um desafio tanto para os veículos como para os motoristas. Feitos artesanalmente, os carros então eram vistos mais como um brinquedo de luxo – perigoso, barulhento e caro.

A partir de 1913, Henry Ford desenvolveu o processo de produção em série do Modelo T, que abriu as portas do mercado de massa para o automóvel. Com mecânica simples, robusto e fácil de manter, ele logo caiu no gosto popular. As várias melhorias introduzidas ao longo do tempo o deixaram mais confortável, rápido e econômico. O constante aperfeiçoamento do processo produtivo também trouxe a redução dos custos: lançado por 850 dólares, ele chegou ao último ano de produção, em 1927, custando 290 dólares.

Com essas qualidades, o Modelo T conquistou o público americano e de vários países. Entre seus primeiros proprietários estavam o cientista Thomas Edison e os astros de Hollywood Will Rogers, May Pickford e Douglas Fairbanks. Em 1919, a Ford foi a primeira fabricante de automóveis a se instalar no Brasil, com a produção desse veículo e do caminhão da linha.

Henry Ford e um dos exemplares do Ford T

Seu sucesso gerou também mudanças na estrutura da empresa, com a criação dos primeiros departamentos de cor e design. Em 1920, ele representava mais da metade dos veículos em circulação no mundo e somou mais de 15 milhões de unidades nos seus 19 anos de produção.

Como reconhecimento ao seu um impacto sem igual na história, o Modelo T foi eleito o “Carro do Século” pela Global Automotive Elections Foundation no ano 2000, por um júri de 132 jornalistas de 33 países. Ao quebrar a barreira das distâncias entre as pessoas que viviam isoladas nas comunidades, ele ajudou a transformar os hábitos e estabeleceu novos parâmetros para os sistemas de transporte em todo o mundo.

15:50 · 02.10.2018 / atualizado às 15:50 · 02.10.2018 por

Modelo da Chevrolet celebra recorde fabril no momento em que completa seis anos no mercado brasileiro

Onix continua líder de vendas no Brasil

A Chevrolet está celebrando a marca de 1 milhão de unidades produzidas do Onix, o carro mais vendido da América Latina.

O marco fabril acontece no aniversário de seis anos de lançamento do Onix no mercado brasileiro e simboliza um recorde histórico, já que nenhum outro modelo da marca havia alcançado este volume produtivo em tão curto espaço de tempo.

O veículo é produzido nas fábricas da GM de Gravataí (RS) e São Caetano do Sul (SP) em seis diferentes versões de acabamento (Joy, Advantage, LT, LTZ, Effect e Activ), duas opções de motorização (1.0 ou 1.4) e duas de transmissão (manual ou automática).

Além do mercado brasileiro, onde é líder de vendas desde agosto de 2015, o Onix é comercializado atualmente na Argentina, Paraguai, Colômbia, Uruguai, Paraguai, Bolívia e Peru.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs