Busca

Categoria: Compacto


13:07 · 16.02.2018 / atualizado às 13:07 · 16.02.2018 por

A procura por carros equipados com câmbio automático aumenta a cada ano no Brasil, inclusive entre os modelos compactos. O emplacamento de veículos nesta configuração quadruplicou nos últimos cinco anos, impulsionada principalmente pela venda de modelos mais acessíveis; para atender esse perfil ascendente de consumidores que a Chevrolet está lançando mais uma opção do Onix com transmissão automática: a versão Advantage, inédita para o hatch e que chega para ser o modelo AT mais acessível da marca

É uma configuração para quem procura um veículo ágil, econômico e com a conveniência de uma legítima transmissão automática de última geração. “Depois da direção elétrica e do ar-condicionado se tornarem equipamentos comuns até entre os carros de entrada, o brasileiro agora sonha com o conforto da transmissão automática”, observa Hermann Mahnke, diretor de Marketing da GM.
“O fato de o carro automático eliminar o pedal da embreagem facilita muito a vida do motorista, que também não necessita ficar trocando as marchas no trânsito. É uma praticidade que coloca a experiência de dirigir em outro patamar de conveniência. Algo restrito a modelos de luxo até pouco tempo”, completa o executivo.


Automático acessível
O Onix Advantage traz os itens de conforto e segurança mais valorizados pelo consumidor da categoria, como ar-condicionado, direção elétrica progressiva, sistema de áudio com Bluetooth, travas, retrovisores externos e vidros dianteiros com acionamento elétrico, além de painel com velocímetro digital e regulagens de altura do banco, volante e do cinto.
Sistema Ixofix e Top Tether para fixação de cadeirinha infantil, alerta de baixa pressão dos pneus, alerta de esquecimento dos faróis acesos, alerta de não utilização do cinto de segurança, duplo airbag e freios ABS com EBD também fazem parte do pacote – não há opcionais.


O Onix Advantage é visualmente caracterizado pelas calotas escurecidas aro 15, pelos adesivos de coluna e capas dos retrovisores externos em preto brilhante, além do emblema com nome da versão nas portas dianteiras.
O interior, predominantemente escuro, replica o mesmo acabamento contemporâneo presente no exterior. O modelo é ofertado nas seguintes cores de carroceria: cinza, branco, preto ou prata.
O Onix Advantage vem equipado com o motor flex 1.4 ECO de até 106 cv e a transmissão automática de seis velocidades com tecnologia Activ Select – mesmo conjunto mecânico das versões mais sofisticadas do modelo.
De acordo com os dados do Inmetro, o Onix é nota máxima em eficiência energética (AA). Com etanol, o veículo percorre média de 7,9 km/l na cidade e de 9,6 km/l na estrada. Com gasolina, os números são 11,7 km/l e 13,9 km/l, respectivamente.
Em relação aos principais concorrentes, o Onix Advantage se destaca pelo amplo espaço interno, elevada eficiência energética e pelo consagrado serviço de pós-venda da marca Chevrolet, que colaboram para que o modelo seja reconhecido por ter o maior valor de revenda em sua faixa.


Expectativa de crescimento
A Chevrolet tem uma larga tradição no segmento de compactos automáticos, desde o Chevette, em meados dos anos 80. Mas foi o Onix, em 2013, o primeiro a oferecer uma caixa de seis marchas com opção de trocas sequenciais, até hoje referência no mercado. O sistema passou recentemente por atualizações na calibração para maior conforto e eficiência.
Carro mais vendido do mercado brasileiro há três anos consecutivos, o Onix também é o hatch compacto automático preferido do consumidor, conforme apontam os emplacamentos. Foram aproximadamente 32 mil unidades do modelo 1.4 AT ao longo de 2017 entre as versões LT, LTZ e Activ.


“Nossa expectativa é que as vendas do Onix automático cresçam acima do ritmo do mercado em 2018 com a adição da versão Advantage, que estreia como o AT mais acessível do portfólio Chevrolet”, diz o diretor de Marketing da GM.
Na linha Chevrolet, a versão Advantage é conhecida por sua relação custo-benefício e está atualmente disponível também para o Spin e em breve para o Prisma.

15:57 · 29.02.2016 / atualizado às 15:59 · 29.02.2016 por

Com 9.459 unidades financiadas em janeiro, o Onix, da Chevrolet, iniciou 2016 como o modelo de carro leve zero quilômetro mais financiado no Brasil. O Palio, da Fiat, com 4.840 financiamentos, e o HB20, da Hyundai, com 4.835, fecham as três primeiras posições entre os autos leves novos mais financiados do País. Os três modelos também mantiveram as mesmas posições no ranking de financiamentos do ano de 2015.

Onix ficou no topo do pódio em vendas no País em 2015, lidera vendas em janeiro e também entre os mais financiados
Onix ficou no topo do pódio em vendas no País em 2015, lidera vendas em janeiro e também entre os mais financiados

O levantamento é da Unidade de Financiamentos da Cetip, que opera o maior banco de dados privado de informações sobre financiamentos de veículos do país, o Sistema Nacional de Gravames (SNG). Os números contemplam os veículos comercializados por crédito direto ao consumidor (CDC), leasing e consórcio.

Palio ficou em segundo lugar entre os mais financiados
Palio ficou em segundo lugar entre os mais financiados

O Jeep Renegade destacou-se em janeiro, saindo da décima posição ocupada no acumulado de 2015 para a nona colocação no primeiro mês do ano, com 2.423 unidades vendidas a crédito. Ainda entre as SUVs, a HR-V, da Honda, marcou presença na 15ª colocação, com 1.711 financiamentos efetuados.

Jeep Renegade é o nono mais financiado do País
Jeep Renegade foi o nono mais financiado do País

A Chevrolet foi a marca mais financiada na categoria de autos leves novos no País, atingindo 18.186 unidades. Fiat, com 13.080 vendas a crédito, e Volkswagen, com 12.069, completam o top 3. As montadoras encerraram o ano de 2015 nas mesmas posições do

17:19 · 30.12.2015 / atualizado às 17:20 · 30.12.2015 por

A marca italiana não vai brincar no ano que começa. De uma tacada só vai lançar três novos carros: uma picape, um compacto com preço abaixo de R$ 30 mil e um sedan médio de luxo

 

Projeção do novo Fiat Mobi, em imagem criada pela revista Car and Driver
Projeção do novo Fiat Mobi, em imagem criada pela revista Car and Driver
Nova picape da Fiat, a Toro
Nova picape da Fiat, a Toro

Tudo começa com a picape Toro, depois do Carnaval, em fevereiro. Tal qual o Jeep Renegade, com quem compartilha a plataforma, tem pra todos os gostos: motor flex (139 cv), diesel (170 cv), tração 4×4 e 4×2, câmbio manual de seis marchas, automático de seis marchas e automático de nove marchas. E ainda carrega 1 tonelada.

Visão lateral do novo compacto da Fiat
Visão lateral do novo compacto da Fiat

O novo compacto da marca, com preço abaixo do Uno, tem nome de quatro letras também, Mobi e será o maior lançamento em termos de volume em 2016. Em abril chega nas lojas. E o Linea vai ser aposentado e chega um novo sedan médio, o Tipo, que vai querer brigar com Toyota Corolla e nova geração do Honda Civic. A informação foi divulgada pela revista Car and Driver.

Novo sedan médio aposentará o Linea e vai brigar com o Toyota Corolla e o Honda Civic
Novo sedan aposenta o Linea e brigará com o Toyota Corolla e o Honda Civic

E o Blog Auto, do jornalista Fabiano Mazzeo revela que o Fiat Mobi deverá substituir o Palio Fire, mas em um segundo momento – inicialmente os dois conviverão algum tempo juntos. Seu visual deverá remeter a um mini Fiat Uno. O Mobi, para cortar custos, terá alguns elementos emprestados do irmão mais velho, inclusive o estilo quadrado da carroceria. Pelo menos até as portas dianteiras, grande parte da arquitetura é a mesma do Uno, com as principais novidades surgindo do meio para trás do carro.

Carro deve ter preço abaixo de R$ 30 mil
Carro deve ter preço abaixo de R$ 30 mil

De acordo com o Blog, o Mobi não deverá estrear com o novo motor 1.0 tricilíndrico da Fiat, algo que deverá ficar para 2017. Pelo menos na época do lançamento, o Mobi ainda será equipado com o mesmo 1.0 Fire da gama atual da marca.

Motor do Mobi
Segundo o Automotive Business, o novo Fiat Mobi trará sob o capô o velho motor 1.0 litro Fire, que já equipa o Palio e também o Uno. Este bloco já soma mais 20 anos de projeto, apesar de ter recebido melhorias ao longo do tempo, e é capaz de desenvolver 75 cavalos de potência máxima a 6.250 rpm e 9,9 kgfm de torque a 3.850 rpm. O destaque, contudo, seria o câmbio manual de 6 marchas.

Preço
A expectativa da Fiat era anunciar a chegada do Mobi com um novo motor de três cilindros, tratado como GSE (Global Small Engine), que deverá ter cerca de 80 cavalos. Este bloco foi desenvolvido para contar com estrutura toda de alumínio. No entanto, a marca vai começar a produzir a unidade somente em agosto de 2016. Com isso, o motor poderá ser oferecido primeiro em outros carros da empresa, como o Uno e o Palio atual. Quanto ao preço básico do Fiat Mobi não deve ultrapassar a faixa dos R$ 30.000.

12:05 · 22.07.2015 / atualizado às 12:05 · 22.07.2015 por

Dois modelos, três opções de motores, preços de R$ 15 mil, R$ 18 mil ou R$ 21 mil. O Nanico, micro carro que tem concepção de um inventor brasileiro, terá motor elétrico, flex, gás natural e até mesmo com placa para bateria solar!

Carrinho surpreende quem vê na rua
Carrinho surpreende quem vê na rua

Isso mesmo! A informação foi concedida a este repórter com exclusividade pelo empresário Henrique Santana, que fez a mediação da fábrica paulista com o governo cearense. O lançamento oficial será entre os dias 10 e 20 de agosto, no Centro de Eventos do Ceará.
A linha de montagem ficará no município de São Gonçalo do Amarante, município distante 65 km de Fortaleza (1h 10 min de viagem). Segundo Santana, a fábrica terá capacidade de entregar 300 unidades por mês, 100 para cada versão, dependendo, claro, do mercado. Cerca de 100 carros já foram encomendados. Ceará dessa vez ganhou a disputa por essa mini montadora – Bahia e Pernambuco também estavam na disputa.

Nanico, o Tata Nano brasileiro
Nanico, o Tata Nano brasileiro

A Nani Car Indústria Automobilística vai produzir dois modelos de micro automóveis: o Nanico Car e o Nanico FS e vai gerar cerca de 800 empregos para a região. De acordo com o físico e diretor do projeto de produção dos veículos da marca, Paulo Roberto da Conceição, como incentivo para a montadora, o Governo do Ceará ofereceu redução de ICMS que pode chegar a 75%, enquanto a prefeitura de São Gonçalo do Amarante doou terreno de 3 hectares para instalação da fábrica, com um incentivo fiscal via redução do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).
“Em um primeiro momento, o Governo do Ceará deve investir cerca de R$ 8 milhões por meio de um financiamento cedido por algum banco que ainda não foi definido”, conta Paulo Roberto. Com esta fábrica, agora serão duas montadoras no Ceará. A  linha de montagem da Troller, que pertence a Ford, está instalada em Horizonte, município a 42 km de Fortaleza.

No primeiro momento a linha de montagem terá capacidade para 300 unidades por mês
No primeiro momento a linha de montagem terá capacidade para 300 unidades por mês

Ficha técnica do Tata Nano brasileiro
O Nanico tem 1,90 metro de comprimento e foi criado pelo designer autodidata Caio Strumiello. Um motor de 125cc, herdado de um scooter, rende de 12 cavalos a 16 cavalos de potência e empurra o carrinho de 242 kg até 80 km/h, mas obviamente velocidade não é seu forte.

nanico4
Além de ser pequeno, ele é econômico, com consumo médio de 30 km/l. O tanque guarda até 4 litros de gasolina, o que permite uma autonomia de cerca de 120 km. Atualmente, versões a gasolina ou a gás natural (GNV) são produzidas artesanalmente em São Paulo, por um preço de R$ 15 mil e R$ 18 mil, respectivamente.

Carro pesa mil quilos
Carro pesa mil quilos

O Nanico Car chamou a atenção do físico Paulo Roberto, que se tornou sócio de Strumiello para desenvolver uma versão elétrica. Os dois esperam parceiros para produção em grande escala. Segundo Roberto, a empresa já tem cerca de 100 encomendas pelo veículo, que será movido inicialmente por motor de 7,5 kW e bateria importados da China. O motor elétrico tem autonomia de 300 km, com velocidade entre 70 km e 80 km.

Fácil para estacionar
Fácil para estacionar

Micro carros são comuns na Ásia. Países como Japão, China, Tailândia e India tem vários modelos. O mais famoso é o Tata Nano, o carro mais barato do mundo, com preço equivalente a menos de R$ 7 mil. Mas não tem itens de segurança como freios ABS ou airbags, o que torna o veículo proibido em mercados como os Estados Unidos, Alemanha ou Brasil. Vamos aguardar para ver os detalhes dos carros na linha de produção no Ceará, para conferir a segurança, estabilidade e desempenho do carrinho.

Diferença entre um carro normal e o micro
Diferença entre um carro normal e o micro

 

Tata Nano, o micro carro indiano mais barato do mundo
Tata Nano, o micro carro indiano mais barato do mundo
09:47 · 13.07.2015 / atualizado às 09:47 · 13.07.2015 por

Fiat500Jolly-01

O Fiat 500 acabou de passar por uma reestilização e, além dos diversos equipamentos lançados pela Mopar – divisão esportiva e de acessórios do grupo FCA (Fiat Chrysler Automobiles) – a empresa Jollycar está aceitando encomendas bem peculiares. Trata-se do 500 Jolly.
Fiat500Jolly-04

O modelo é inspirado na versão feita pelo famoso estúdio de designer automotivo Carrozzeria Ghia, entre os anos de 1957 e 1964. O modelo era dedicado a clientes ricos, uma vez que o preço era muito alto para seu tamanho e finalidade. Mas não espere que essa versão seja barata, uma vez que as encomendas partem de US$ 89 mil, ou cerca de R$ 288 mil.
Fiat500Jolly-05
O Fiat 500 Jolly não tem telhado, sendo substituído por uma espécie de toldo. As portas também foram retiradas e um acabamento em madeira ocupou seu lugar. O interior é feito de bambu ou com materiais que o proprietário preferir. A empresa garante a entrega em qualquer lugar do mundo. E aí, você está disposto?

Fonte: Carsale

12:27 · 25.06.2015 / atualizado às 12:27 · 25.06.2015 por

up-tsi-1

Para quem gosta de motor com força extra, vem aí o up! TSI, mas pode chamar de up! turbo mesmo. O grande destaque do modelo é a sua versão turbinada e com injeção direta do motor 1.0 EA211 de 3-cilindros, que passa a entregar até 105 cavalos de potência e torque máximo de 16,8 kgfm quando abastecido com etanol.

A montadora alemã confirmou que o novo up! TSI será apenas o primeiro modelo nacional a receber o motor 1.0 TSI Flex. O que isso significa?  Que outros veículos também receberão. Diferente do esperado, o up! turbo não recebeu visual mais esportivo, mantendo a mesma configuração do red up! aspirado – apenas o para-choque dianteiro é um pouco mais pronunciado. O propulsor turbo será oferecido como opcional para qualquer versão do up!, menos a Take up! de entrada, ainda com preço indefinido.
up-tsi-2

O novo investimento para uma linha de produção de motores EA211, o que inclui uma linha específica de montagem de componentes necessários para a fabricação dos motores TSI, preparação para aumento de capacidade e também para a implantação de uma inédita linha de virabrequim na unidade, e assim, deixará de importar parte do volume de tal item de outras fábricas, inclusive da Alemanha.

A única alteração no visual está na parte traseira, a qual recebe a tampa do porta-malas com pintura preta simulando a extensão do vidro (no modelo europeu toda a tampa é de vidro). Há também o emblema TSI indicando o motor. A Volkswagen ainda não divulgou os preços do up! turbo, mas confirmou que o lançamento acontece no mês de julho.

09:23 · 23.06.2015 / atualizado às 09:23 · 23.06.2015 por

palio_fire_0001Considerado um dos carros mais baratos do mercado brasileiro, com preços a partir de R$ 27.590 para a opção de duas portas, o Palio Fire chega à linha 2016 com algumas modificações estéticas e a mesma ficha técnica: motor 1.0 flex de 75 cv de potência e 9,9 kgfm de torque e câmbio manual de cinco marchas.

O que ganhou

A partir de agora, o hatch de entrada da Fiat passa a trazer canhões dos faróis pretos, enquanto a versão aventureira “Way” mantém máscara negra no conjunto ótico. Além disso, o painel ganhou acabamento cinza chumbo, enquanto o espelho de cortesia no parassol está presente tanto no lado do passageiro quanto no lado do motorista.
655_palio_02

De resto, a lista de equipamentos de fábrica inclui, como na linha 2015, indicador digital do nível de combustível, retrovisores externos com comando interno, para-choques na cor do veículo, relógio digital, vidros verdes e luz de leitura dianteira. Opcionalmente, o modelo pode ser equipado com vidros e travas elétricos, ar-condicionado e direção hidráulica, dentre outros equipamentos.

Fiat-Palio-Fire-2016 (4)
Considerando todas as versões, inclusive a Fire, o Palio é o carro de passeio mais vendido do Brasil, com 52.178 unidades emplacadas de janeiro a maio de 2015.

 

10:20 · 18.06.2015 / atualizado às 10:20 · 18.06.2015 por

novo-corolla-2016-5-1024x614

Olha só, a crise no segmento de veículos no Brasil tem causado mudanças radicais dos modelos mais vendidos aqui no País. Uma das surpresas de cara foi notada no balanço da primeira quinzena de junho. De acordo com os números divulgados pela Fenabrave, o sedan médio Toyota Corolla ultrapassou o Fiat Uno em vendas, com uma vantagem de 507 carros (3.333 ante 2.826).

De fato, estamos lidando com um fato inédito. O compacto, que tem preço sugerido a partir de R$ 28.670 ter mais procura que o sedan médio que não sai por menos de R$ 69.690. Algo parecido foi visto apenas em meados dos anos 80, entre 1984 e 1986, quando o Chevrolet Monza chegou à liderança de vendas depois de superar hatches populares, como Gol e a primeira geração do Uno.

Na ponta dos mais vendidos nos primeiros 15 dias de junho ficou com o Palio, com 5.861 unidades, seguido de perto por Chevrolet Onix (5.281) e Hyundai HB20 (5.069). Em quarto lugar, aparece Volkswagen Gol (3.933), que esboça alguma reação diante dos rivais.

Confira abaixo a lista dos dez primeiros colocados.

1 – Fiat Palio: 5.861
2 – Chevrolet Onix: 5.281
3 – Hyundai HB20: 5.069
4- Volkswagen Gol; 3.933
5- Toyota Corolla: 3.333
6- Ford Ka: 3.169
7- VW Fox: 3.168
8 – Fiat Uno: 2.826
9 – Fiat Siena: 2.700
10- Chevrolet Prisma: 2.619

14:56 · 03.06.2015 / atualizado às 14:56 · 03.06.2015 por

ViewImage

Após perceber que o seu adversário Onix, da Chevrolet, está a léguas de distância por conta do MyLink, a Volkswagen responde na linha Fox 2016 com a estreia no Brasil do sistema de conectividade da Apple, o CarPlay, e já deixa em ponto de bala o Android Auto do Google. Os dois sistemas, que dominam os smartphones, já estão presentes na nova central multimídia batizada de Volkswagen App Connect.

fox-multimidia-app-connect-8-620x434

Para quem não tem familiaridade, trata-se do mais avançado sistema de infotainment disponível no país. O sistema da Apple já é 100% funcional e o do Google, que já está inserido na central, aguarda a liberação da empresa americana para ser ativado aqui no Brasil.

O que significa isso?

Segundo a montadora, donos de smartphones Android podem utilizar as funcionalidades do aparelho através do sistema MirrorLink. Com este sistema, também é possível espelhar na tela da central o que está sendo exibido na tela do celular e assim comandar o sistema pelo celular ou pelos botões na central e volante. Segundo a Volkswagen, este é o sistema de “espelhamento” mais avançado disponível no mundo.

fox-multimidia-app-connect-7-620x413
O grande diferencial da central App Connect é justamente o fato de oferecer, no mesmo aparelho, as três formas de conectividade: Apple CarPlay, Google Android Auto e MirroLink. Assim, o dono do veículo, ou os passageiros, passam a ter a flexibilidade de conectar ambos os sistemas.

O modelo em si

Enquanto ao carro, todos os modelos 1.0 do Novo Fox 2016 passam a utilizar o novo motor 1.0 de três cilindros, da família EA211. Outras novidades são o ar-condicionado e o novo volante global da Volkswagen, que passam a ser de série em todas as versões do modelo. Fabricado em São José dos Pinhais (PR), o Novo Fox 2016 será oferecido em quatro novas cores: três metálicas (Prata Tungstênio, Cinza Platinum e Azul Silk – tonalidades disponíveis até então em modelos de segmento superior) e uma perolizada (Preto Mystic). Ao todo, a linha Fox (incluindo o CrossFox) conta com 14 opções de cores e oferece garantia de três anos.

ViewImage.1
Para quem gosta de detalhes, a potência é de 82 cv quando abastecido com 100% de etanol e de 75 cv com 100% de gasolina no tanque. O torque máximo é de 10,4 kgfm a 3.000 rpm com etanol e de 9,7 kgfm à mesma rotação, quando abastecido com gasolina. Já a partir de apenas 2.000 rpm 85% do torque máximo está disponível, o que lhe segundo a fabricante confere grande agilidade no uso urbano e retomadas de velocidade seguras na estrada.

09:59 · 04.05.2015 / atualizado às 09:59 · 04.05.2015 por

fox_rock_in_riom_2015_(1)

Para quem é fan de rock e adora comprar carro de coleção, a Volkswagen relança por R$ 50.190 a edição Rock in Rio do Fox, que marca o patrocínio da empresa ao festival de música. Com produção limitada até agosto, a série vem com rodas de alumínio de 15 pol, faixas adesivas com as silhuetas de instrumentos musicais, retrovisores cromados, grade preta, lanternas traseiras escurecidas e defletor de teto.

Na parte interior do modelo, há soleiras das portas com aplique, pedais com capa de alumínio, detalhes em vermelho nas saídas de ar e na alavanca de câmbio e bancos com tecido exclusivo e costuras vermelhas.
volkswagen-fox-rock-rio-2015-04
O Fox Rock in Rio, que deriva da versão Comfortline, usa o motor de 1,6 litro e oito válvulas com potência de 101/104 cv e torque de 15,4/15,6 m.kgf, na ordem gasolina/álcool. Vem de série com ar-condicionado, volante com ajuste de altura e distância, áudio com CD/MP3 e entradas USB e auxiliar, conjunto elétrico, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, faróis e lanternas de neblina, alarme, regulagem de altura do banco do motorista, computador de bordo e direção com assistência elétrica. O câmbio automatizado I-Motion não está disponível.