Blog do Automóvel

Categoria: consórcio


16:37 · 22.02.2018 / atualizado às 16:37 · 22.02.2018 por

Os negócios do Sistema de Consórcios movimentou R$ 101,47 Bilhões em créditos comercializados no ano de 2017, um aumento de 21% frente aos R$ 81,87 Bilhões registrados em 2016, segundo dados da ABAC – Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios. Ao longo do ano, 1,21 milhão de pessoas tiveram a oportunidade de comprar veículo, imóveis ou contratar serviços por meio do Sistema de Consórcios. O volume de créditos disponibilizados em 2017 atingiu o valor de R$ 39,9 Bilhões. Ao final de 2017, o Brasil contava com 6,87 milhões de consorciados ativos.

O número de adesões atingiu o patamar de 2,48 milhões de novas cotas de consórcio, o que representa um aumento de 4,4%. Os segmentos com maior participação foram o de Veículos Leves, com cerca de 1,13 milhão de novas cotas (crescimento de 2,7%), seguido pelo de motos, com 854,6 mil novas cotas (queda de -2,4%), Imóveis, com 284,7 mil novas cotas (crescimento de 26,4%) e veículos pesados (caminhões, máquinas e implementos agrícolas etc), com 57,15 mil novas cotas (crescimento de 11,9%). Os consórcios de Serviços e de Eletroeletrônicos e outros Bens Móveis Duráveis, somaram 53,7 mil novas cotas.

 

Crescimento Contínuo

O bom desempenho em 2017 segue o histórico de crescimento do Sistema de Consórcios, que registrou um crescimento de 42,5% entre 2009 e 2016, conforme indica o levantamento Panorama do Sistema de Consórcio, divulgado pelo Banco Central. O documento apresenta uma análise das operações de consórcio em bases comparativas anuais e mostra que essa modalidade tem sido, cada vez mais utilizada pelos brasileiros como ferramenta para viabilizar a compra de bens móveis ou imóveis, como carros, motos, caminhões, tratores, casa própria, de veraneio ou imóveis comerciais, por exemplo.

Alguns dos dados apontados indicam que:

·         Entre 2009 e 2016, o sistema de consórcios registrou um crescimento de 42,5%;

·         No acumulado dos últimos sete anos, a expansão dos consórcios de automóveis foi de 198,1%. Nesse período, a participação desse ramo no sistema de consórcios passou de 23,2% para 48,5%;

·         O crescimento do segmento de bens imóveis entre 2009 e 2016 foi de 10,8%.

·         Cinco Estados (SP, MG, PR, BA e RS) respondem por mais da metade (52%) dos consorciados ativos do sistema de consórcios. São Paulo e Minas Gerais ocupam, o primeiro e segundo lugar em quantidade de consorciados ativos desde 2009;

16:04 · 05.02.2018 / atualizado às 16:04 · 05.02.2018 por

A expectativa é que sejam criados mais 500 postos de trabalho em 2018
A filial de Recife, Pernambuco, do Consórcio Realiza, empresa com 25 anos de atuação no mercado de consórcios, abriu, neste mês, 70 vagas de emprego para a área comercial. Os novos postos de trabalho fazem parte dos planos de expansão da Realiza no estado de Pernambuco, conforme explica o coordenador regional Igor Oliveira. “Esta é a terceira seleção que abrimos, desde o ano passado, quando começamos a atender em Pernambuco. Estamos aumentando nossas representações por outras regiões do estado e esperamos abrir, ainda este ano, mais 500 vagas de emprego”, comenta Igor.


A Realiza estima, para este ano, um crescimento de 60% nas vendas consorciais e a abertura da segunda unidade em Pernambuco. “Nós estamos otimistas, esperamos faturar 30 milhões de reais apenas nos três primeiros meses de 2018. Um crescimento não só da marca, mas das oportunidades no estado”, acredita Igor.
Os interessados nas vagas devem entregar o currículo com foto até dia 5 de fevereiro. Para concorrer, os candidatos devem ter concluído o ensino fundamental ou médio e não precisam ter experiência. “O diferencial da seleção é que todo candidato irá passar por uma capacitação para aprender a desenvolver a função”, destaca o coordenador.
Serviço
Os currículos com foto devem ser entregues até o dia 5 de fevereiro, na sede administrativa, na Avenida Conselho Aguiar, n° 642, bairro do Pina, das 8h às 17h. Mais informações: (81) 3204-5641.
Sobre a Realiza:
Empresa especializada em consórcio com 25 anos de atuação em comercialização de cotas de imóveis, motos, carros e caminhões. Com sede em São Paulo, atualmente a companhia conta com 5 filiais, distribuídas em diversas regiões do Brasil, com mais de 300 profissionais internos e externos, e mais de 30.000 clientes ativos. Está entre as principais empresas de comercialização de consórcio, com alto índice de fidelização de clientes e total credibilidade. A Realiza é autorizada e fiscalizada pelo Banco Central do Brasil e associada à ABAC (Associação Brasileira das Administradoras de Consórcios). Visite o site: http://www.consorciorealiza.com.br

12:23 · 11.10.2017 / atualizado às 12:23 · 11.10.2017 por

No primeiro semestre de 2017, a venda de cotas de consórcio bateu recorde de 20% crescimento, segundo a ABAC (Associação Brasileira de Administradoras de Consórcio), devido às vantagens que apresenta aos brasileiros que buscam comprar bens ou serviços e, ao mesmo tempo, enfrentam as dificuldades provenientes da instabilidade econômica. No entanto, mesmo com o aumento da procura por consórcio, ainda há muitas dúvidas com relação a esta modalidade.
Para esclarecer alguns dos principais questionamentos, confira abaixo mitos e verdades sobre esta modalidade que vem conquistando cada vez mais os brasileiros:
MITOS & VERDADES
1) Para ser contemplado é preciso ter sorte >mito. O consórcio também permite que o cliente dê lances e concorra com outros consorciados que escolheram a mesma categoria de lance: livre, fixo ou embutido. Já os consorciados que não derem lance continuam a participar do sorteio que acontece mensalmente. Outro fator relevante a ser considerado é: quanto mais saudável forem os grupos formados pela administradora maior o índice de contemplações. A Porto Seguro Consórcio, por exemplo, tem uma das maiores taxas de contemplação do mercado.

Consórcio é modalidade muito vendida também nas cidades do interior, na imagem, Juazeiro do Norte, Ceará

2) Financiamento é mais vantajoso que consórcio >nem sempre. Para definir qual a melhor opção é preciso ter em mente o objetivo a ser atingido e o tempo. O consórcio muitas vezes pode ser mais vantajoso, uma vez que dilui as taxas cobradas pelas administradoras nas parcelas mensais.

3) O consorciado é prejudicado se houver reajuste anual do consórcio >na verdade, não. Caso o valor do consórcio seja reajustado durante a vigência do grupo, o valor do crédito aumenta na mesma proporção. Ou seja, se a pessoa comprou uma carta de R$ 10.000,00 e, depois de 3 anos pagar com reajuste de 0,5%, quando for contemplada ela irá retirar R$ 10.500,00.

4) Consórcio é um tipo de investimento >sim. Essa modalidade permite que o cliente aumente seu patrimônio caso ele já tenha o dinheiro, podendo fazer um consórcio de mesmo valor e usar metade para dar um lance e ser contemplado mais rápido para comprar um imóvel, alugar e quitar as parcelas mensais com o valor do aluguel. A metade que sobrou pode ser aplicada para render. Outra possibilidade é comprar uma casa com a carta de crédito, utilizar até 10% dela para reformar o imóvel e vender por um valor maior. Além disso, caso o contemplado não retire a carta de crédito após a contemplação, as administradoras aplicam o valor em fundos de investimento, fazendo o montante render.

5) É possível quitar financiamento com consórcio >sim, ao ser contemplado o cliente pode optar por usar a carta de crédito para quitar o financiamento. Por ser uma modalidade que não cobra juros e dilui as taxas de administração ao longo do tempo, o consórcio pode ser uma boa opção para acabar com as parcelas de financiamento imobiliário ou automotivo, diminuindo o valor total a ser pago.

 

15:52 · 28.07.2015 / atualizado às 15:54 · 28.07.2015 por

Diretoria da Honda está em Juazeiro do Norte e comemora 5 milhões de motos entregues

Espaço onde está sendo realizada coletiva na tarde desta terça-feira
Espaço onde está sendo realizada coletiva na tarde desta terça-feira

Em evento que celebra os 5 milhões de motos entregues no consórcio Honda, a marca japonesa escolheu poucas cidades para fazer um mega evento. Juazeiro do Norte, na região sul do Ceará, foi uma delas. Acontece na tarde desta terça entrevista coletiva com o presidente da Honda Serviços Financeiros, Ricardo Tomoyose. Além dele, o presidente do Grupo Linhares, Fernando Linhares, um dos maiores concessionários Honda do Brasil, está presente. O Grupo Linhares detém o controle da Ares Motos, uma das autorizadas Honda que mais vende motos, localizada no Cariri.

presidente da Honda Serviços Financeiros, Ricardo Tomoyose, visita estátua do Padre Cícero, em Juazeiro do Norte
presidente da Honda Serviços Financeiros, Ricardo Tomoyose, visita estátua do Padre Cícero, em Juazeiro do Norte

 

Na tarde desta quarta acontece também show com a equipe Força e Ação, que faz manobras radicais em duas rodas. A Ares Motos é líder em vendas de motocicletas, e também em cotas de consórcios. A média mensal já chegou a 943 no primeiro mês deste ano. E entregas de motos chegam a 500 ou 600 por mês. Isso torna a empresa líder no Ceará e uma das dez que mais vendem no País. Além da matriz em Juazeiro, empresa tem três filiais, localizadas no Crato, Brejo Santo e Várzea Alegre. O gerente regional Josemir Nicolau explica que o resultado se deve ao trabalho focado da equipe e a confiança do Grupo Linhares nos colaboradores. Na última Expocrato a Ares Motos foi um das principais patrocinadoras.

 

Blitz da Ares Motos nas ruas de Juazeiro em função dos 5 milhões de motos entregues em consórcio da Honda nacional
Blitz da Ares Motos nas ruas de Juazeiro em função dos 5 milhões de motos entregues em consórcio da Honda nacional

O jornal Diário do Nordeste está com seu correspondente em Juazeiro do Norte, André Costa, fazendo a cobertura completa do evento. Aguardem para ver mais detalhes, imagens e vídeos do mega evento.

 

18:49 · 22.01.2015 / atualizado às 18:49 · 22.01.2015 por

concessionaria-nissan-1

Há quem adore comprar um veículo com parcelas pequenas e sem pressa de receber o carro. E tem mais: se no meio do caminho você não ter mais condições de pagar, o dinheiro será devolvido. Assim damos o nome de consórcio. Se não fossem os consórcios, as vendas de carros provavelmente cairiam mais do que os – 6,9% registrados no balanço de 2014 (veja matéria), pois essa modalidade de compra cresceu 8,5% no ano.

Em 2013 os consórcios representavam 13,5% do total comercializado e no ano passado passaram a representar 17,1% (aumento de 27% na participação), segundo os números da Abac (Associação Brasileira de Administradores de Consórcios).

O número de contemplados (consorciados que tiveram possibilidade de comprar bens) foi de 468,5 mil no ano passado, contra 397 mil em 2013. Esse foi o grande fator de aumento da participação dos consórcios no mercado.

“O consórcio ajuda as pessoas que se programam para comprar um bem com valor alto e ajudam a aumentar as vendas totais do mercado brasileiro”, afirma o presidente executivo da Abac, Paulo Roberto Rossi.

Mas as vendas de novas cotas sofreram queda de 3,5%, foram 898,5 mil ano passado, contra 931,5 mil em 2013. Quer dizer, um número menor de consumidores se interessou no sistema de consórcios no ano passado, o que, a propósito, não afetou o crescimento do sistema, pois o número de contemplações cresceu e ampliou as vendas.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs