Busca

Categoria: Elétricos


12:16 · 18.09.2018 / atualizado às 12:16 · 18.09.2018 por

3,5 milhões de novos pontos de recarga para veículos elétricos e meta de emissões zero assumidas por 26 estados, cidades, regiões e empresas foram anunciados hoje na Califórnia

Infra estrutura de pontos de recarga vão crescer muito nos próximos anos

De olho nos 37 milhões de veículos elétricos que deverão estar rodando em todo o mundo até 2025, duas líderes globais em infraestrutura e tecnologia de carregamento elétrico anunciaram metas ambiciosas de expansão de suas redes nos próximos sete anos. A ChargePoint, que administra mais de 50 mil pontos de recarga elétrica para veículos em sua rede global, comprometeu-se a entregar mais 2,5 milhões de pontos de recarga até 2025. Outra líder global, a EVBox, que já gere mais de 60 mil pontos de recarga em mais de 45 países, anunciou uma expansão da ordem de 1 milhão de novos pontos de carga até 2025. Juntos, estes anúncios equivalem a mais de 3,5 milhões de pontos de carga no exíguo prazo de sete anos até 2025.


Além das empresas de recarga, os veículos elétricos também receberam o apoio de 26 estados, cidades, regiões e empresas, que anunciaram simultaneamente as metas de 100% de emissão zero de veículos. Esses programas, desenvolvidos e administrados pelo The Climate Group e pelo C40 Cities, abrangem desde frotas corporativas e carros elétricos, para funcionários, até cidades que planejam adquirir apenas ônibus elétricos até 2025. Áreas de emissão zero nas cidades devem se tornar um fenômeno verdadeiramente global, já que mais 12 cidades confirmam seu compromisso, incluindo as megacidades asiáticas de Tóquio e Seul.
Coletivamente, as metas para as quais esses governos e empresas estão se inscrevendo aumentarão enormemente o número de veículos com emissões zero na estrada, elevando os números para os níveis necessários até 2030 para cumprir a ambição do Acordo de Paris.


Outro importante anúncio foi feito pelo Conselho de Hidrogênio, que assumiu o compromisso de garantir que 100% do hidrogênio usado como combustível no transporte seja descarbonizado até 2030. Essa coalizão global de CEOs reúne mais de 50 líderes dos setores de energia, transporte e indústria. O Conselho do Hidrogênio também está pedindo aos governos que construam uma aliança global que permita criar as estruturas regulatórias necessárias para ajudar a tornar esse compromisso uma realidade. O transporte é o primeiro foco do Conselho de Hidrogênio, com o objetivo de apoiar os efeitos positivos em muitos setores.
Os anúncios feitos hoje resultarão em um aumento significativo no nível de infraestrutura para os veículos de emissão zero e dão mais segurança para os consumidores que querem comprar veículos elétricos. Para veículos movidos a hidrogênio, a meta anunciada hoje apenas aumenta a contribuição que essas tecnologias podem trazer para a consecução dos objetivos do Acordo de Paris.
Atualmente, existem aproximadamente 500.000 pontos públicos de carga nos EUA, Europa e China. Os novos 3,5 milhões pontos anunciados hoje deverão apoiar os previstos 37 milhões de veículos elétricos que deverão estar rodando em todo o mundo até 2025, impulsionando uma combinação de 384 bilhões de milhas elétricas por ano.

15:47 · 13.09.2018 / atualizado às 15:47 · 13.09.2018 por

A Audi vai celebrar uma estreia mundial histórica na Califórnia: a marca apresentará o Audi e-tron – seu primeiro modelo de propulsão totalmente elétricadurante o evento “The Charge”. A empresa também mostrará sua iniciativa de mobilidade nos Estados Unidos.


A estreia mundial será realizada no dia 18 de setembro de 2018, às 5h30 (9h30 no horário de Brasília) – a Audi vai transmitir o evento para todo o mundo por satélite, na internet e via Smart TV. Detalhe é que o Audi media é acessível pela internet e quem quiser pode assistir também na concessionária Audi center Fortaleza.


Vejam os detalhes:
The Charge – estreia mundial do Audi e-tron em São Francisco, EUA
Terça-feira, 18 de setembro de 2018
Início: 5h30 horário local (9h30 no horário de Brasília)


No Audi MediaTV: www.audiamedia.tv (Em alemão e inglês, incluindo link para compartilhar a transmissão em outros sites)
Via Smart TV: usando o aplicativo Audi MediaTV
Via satélite: (Chinês e inglês)
Via mídias sociais: na página do Facebook de Audi AG e no canal do Youtube Audi MediaTV
Via website: www.e-tron.audi

13:09 · 03.09.2018 / atualizado às 13:09 · 03.09.2018 por

· Primeiro SUV totalmente elétrico da marca será fabricado em Bruxelas
· Modelo fará sua estréia mundial em São Francisco, no próximo dia 17
· Peter Kössler, membro do Conselho de Administração para Produção e Logística: “O carro apresenta tecnologias inovadoras e combina as qualidades tradicionais da marca em dirigibilidade e dinâmica”

 

Ingosltadt, 3 de setembro de 2018 – A Audi dá seu primeiro passo em direção ao futuro: nesta segunda-feira, a planta de Bruxelas, na Bélgica, inicia a produção em escala do e-tron. O primeiro SUV totalmente elétrico da marca tem uma autonomia adequada para o uso diário. Com uma capacidade de recarga de até 150 kW em estações de carregamento rápido, o modelo está pronto para rodagens de longa distância em cerca de 30 minutos. A Audi fará a estreia mundial do carro elétrico em São Francisco, no dia 17 de setembro.
Na cor Vermelho Misano e pronto para a estrada: o membro do Conselho de Administração para Produção e Logística da Audi AG, Peter Kössler, e Patrick Danau, diretor executivo da Audi Bruxelas, não resistiram em ver as primeiras unidades do e-tron saírem da linha de montagem. “O Audi e-tron é um pioneiro genuíno”, afirmou Kössler. “Ele apresenta tecnologias inovadoras, como espelhos retrovisores virtuais, e combina as qualidades tradicionais da marca em dirigibilidade e dinâmica, com o avanço técnico que vai muito além do veículo. Nossa fábrica de Bruxelas foi amplamente modernizada para a fabricação do carro elétrico. Essa é a primeira produção mundial em massa com certificação de CO2 neutro no segmento premium.” A Audi Bruxelas compensa todas as emissões produzidas no local, principalmente usando energia de fontes renováveis, mas também por meio de projetos ambientais.
“A Audi desenvolveu inúmeras competências internas para o e-tron, como a tecnologia da bateria e o próprio sistema de propulsão. E os funcionários repensaram, planejaram e implementaram muitas etapas de produção”, disse Danau. Desde meados de 2016, a fábrica reconstruiu extensivamente sua oficina e as linhas de pintura e de montagem, passo a passo, e montou sua própria produção de baterias. Sistemas de transporte autônomos trazem as baterias dos carros elétricos para a linha de montagem em sequência. Os funcionários em Bruxelas receberam mais de 200 mil horas de treinamento para o primeiro Audi totalmente elétrico e, portanto, estão perfeitamente preparados para o início da produção.
A Audi vai transmitir a estreia mundial do e-tron em São Francisco, no dia 17 às 20h30 (horário local, 0h30 de 18 de setembro no horário de Brasília) pelo site em www.e-tron.audi.

11:15 · 28.08.2018 / atualizado às 11:15 · 28.08.2018 por

· Protótipo com design e tecnologia
· Desenvolvido como um monoposto para a pista de corrida


Pela primeira vez, a Audi apresenta um conceito tecnológico e de design na Semana Automotiva de Pebble Beach, em Monterey, Califórnia. O modelo totalmente elétrico Audi PB18 e-tron traz uma visão radical do superesportivo de alta performance de amanhã. Amplo e plano, visivelmente inspirado em túneis de vento e nas pistas de corrida, sua presença sinaliza que o carro está destinado a ultrapassar limites. Seu conceito e linhas excitantes foram criados no novo estúdio de design da Audi em Malibu, na Califórnia – onde o estilo da marca está sendo constantemente atualizado para o futuro. As características técnicas do PB18 e-tron se beneficiaram dos muitos anos em que a Audi venceu a série de corridas de Le Mans. Os especialistas da Audi Sport GmbH foram responsáveis pela implementação. O nome PB18 e-tron se refere tanto ao local de Pebble Beach, escolhido para a estreia, quanto ao DNA tecnológico compartilhado com o bem-sucedido protótipo LPM1 R18 e-tron.
Conceitos consistentemente focados para o uso
À primeira vista, o PB18 e-tron mostra seu parentesco com outro carro-conceito espetacular da marca – o Aicon, de 2017. Isso é mostrado não apenas pelos elementos de design característicos, como as janelas laterais que se inclinam para dentro e os aros de roda extremamente estendidos. Os dois carros-conceito de 2017 e de 2018 compartilham ainda o sistema de condução elétrico com bateria em estado sólido para armazenamento de energia.
Mas seus respectivos conceitos focados para o uso os colocam em extremos opostos. Enquanto o Aicon foi projetado como um veículo de luxo totalmente autônomo para longas distâncias – um jato comercial para a estrada – os criadores do PB18 e-tron o projetaram como uma máquina automotiva radical para a pista de corrida e para a estrada. Dinamismo e emoção estão no topo da lista de especificações. Parâmetros como potência, aceleração lateral e ergonomia perfeita determinam cada detalhe. E a orientação ao motorista fica em uma dimensão totalmente nova.
O nome provisório para o projeto piloto era “Level Zero” – em uma forma explícita de diferenciá-lo dos Níveis 3, 4 e 5 de condução autônoma atualmente em foco na Audi. No PB18 e-tron, o motorista é quem conduz e pisa no acelerador e no freio. Dessa forma, não há sistemas complexos de direção pilotada a bordo ou equipamentos de conforto para deixar o carro mais pesado. Em vez disso, há um banco e um cockpit que estão integrados a um chassi monocoque interno que desliza lateralmente. Quando pilotado sozinho, o monocoque pode ser posicionado no centro do interior como em um monoposto – posição perfeita para uma pista de corrida. Isso foi possível graças ao design da direção e dos pedais, sem a necessidade de uma conexão mecânica entre os elementos de controle.
Gael Buzyn é o diretor do Audi Design Loft em Malibu – onde o PB18 e-tron nasceu. Ele descreve o item mais importante nas especificações: “Queríamos oferecer ao condutor uma experiência que seria possível apenas em um carro de corrida como no R18. Por isso desenvolvemos o interior em torno da posição de dirigir ideal no centro. Além disso, nosso objetivo também foi dar ao PB18 e-tron um alto grau de usabilidade diária, não apenas para o condutor, mas também para um eventual passageiro”.
Quando o monocoque do condutor desliza para a lateral, de onde o PB18 e-tron pode ser dirigido como um veículo convencional, há espaço para um passageiro. Um assento adicional pode ser acessado do outro lado, integrado bem próximo do piso e equipado com um cinto de segurança de três pontos. O condutor também se beneficia ao entrar e sair do veículo pela posição facilmente acessível do monocoque, que pode ser deslocada quando a porta estiver aberta até o limite.


Inspiração no automobilismo
O PB18 e-tron segue a arquitetura tradicional de um carro esportivo de motor central com uma cabine posicionada para frente. O centro de gravidade é localizado atrás dos assentos e na frente do eixo traseiro – o que auxilia na dinâmica de direção. Isso não envolve a unidade de transmissão do motor, como em um carro com sistema convencional, mas sim o conjunto de baterias.
Uma combinação de alumínio, carbono e compostos multimateriais garante que a carroceria do PB18 e-tron tenha um baixo peso. Não menos importante é a inovadora e leve bateria em estado sólido, que faz com que um peso de menos de 1.550 kg seja esperado.
O PB18 e-tron tem 4,53 metros de comprimento, 2m de largura e apenas 1,15m de altura. Apenas essas dimensões já configuram em um carro esportivo clássico. A distância entre eixos é de 2,7m e os balanços dianteiro e traseiro são compactos. Visto de lado, o olhar é atraído para a linha do teto levemente inclinada, que é puxada para trás, e para as colunas C robustas. Junto com a larga e quase vertical janela traseira, esse design lembra um conceito de shooting brake – a síntese de um cupê com a traseira de uma station wagon. O resultado é não apenas uma silhueta distinta, mas com seus 470 litros, um ótimo bônus em termos de espaço de porta-malas – quase sempre um problema em carros esportivos. Um conjunto exclusivo de malas personalizado para ser acomodado no espaço de carga ajuda a otimizar o uso do porta-malas – mesmo quando a bagagem deste carro seja apenas um capacete e um macacão de corrida.

Emoção sem emissões: três motores elétricos e tração quattro
O conceito usa três potentes motores elétricos – um na dianteira e dois na traseira. Os últimos estão localizados centralmente entre as juntas de direção, cada um acionando diretamente uma roda por meio de semieixos. Eles entregam potência de até 150 kW para o eixo dianteiro e 350 kW para o eixo traseiro – o PB18 e-tron é um legítimo quattro. A potência máxima é de 500 kW, mas com o overboost, o motorista pode ter à disposição até 570 kW temporariamente. O torque combinado de até 830 Nm permite uma aceleração de 0 a 100 km/h em pouco mais de dois segundos – uma velocidade extremamente próxima à de um protótipo atual da série LMP1.
No tráfego rodoviário, o motorista pode limitar a velocidade máxima em favor da autonomia. Essa limitação é fácil de desativar na pista e pode ser adaptada às condições locais.
O foco não está apenas no desempenho poderoso, mas também na eficiência máxima. Ao ser conduzido, o PB18 e-tron recupera grandes quantidades de energia: em uma frenagem moderada, os motores elétricos são os únicos responsáveis pela desaceleração do veículo. Os freios hidráulicos só entram em ação para frenagens pesadas.
O conceito de motores elétricos separados no eixo traseiro oferece grandes vantagens quando se fala de dirigibilidade esportiva. O Gerenciador de Controle de Torque, que trabalha em conjunto com o Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC), distribui ativamente a potência para as rodas dos eixos dianteiro e traseiro conforme a necessidade. Esse controle de torque fornece máxima dinâmica e estabilidade. Graças à resposta praticamente instantânea dos motores elétricos, as ações de controle são extremamente rápidas. O conceito de direção do PB18 e-tron se adapta perfeitamente a todas as situações, envolvendo dinâmicas transversais ou longitudinais.
A bateria em estado sólido com refrigeração líquida tem uma capacidade de energia de 95 kWh. Uma carga completa fornece uma autonomia de mais de 500 km no ciclo WLTP. O PB18 e-tron foi desenvolvido para ser carregado com uma tensão de 800 volts. Isso significa que a bateria pode ser totalmente recarregada em cerca de 15 minutos.
O PB18 e-tron também pode ser carregado sem fio via indução com o Audi Wireless Charging (AWC). Isso é feito colocando-se uma estação de carga com bobina integral no chão, onde o carro deve ser estacionado, e conectando-o à fonte de alimentação. O campo magnético alternado induz uma tensão alternada na bobina secundária instalada no piso do carro, por meio da saída de ar.
Alta tecnologia do esportivo LMP1: a suspensão
A dianteira e a traseira são equipadas com suspensões independentes nos braços transversais inferiores e superiores e, como comumente encontrado em carros de corrida, um sistema de haste no eixo dianteiro e um sistema de tração na traseira – em ambos os casos com amortecedores magnéticos adaptativos. A suspensão do R18 e-tron quattro serviu de modelo para a arquitetura básica.
As rodas medem 22 polegadas de diâmetro e são calçadas com pneus 275/35 na frente e 315/30 na traseira. Grandes discos de freio de carbono com 19 polegadas, em conjunto com o freio elétrico, desaceleram de forma firme e segura o PB18 e-tron até mesmo em condições de pista desafiadoras.

18:22 · 17.06.2018 / atualizado às 18:22 · 17.06.2018 por

· Audi e-tron integrado discretamente à casa conectada
· Recarga econômica via energia fotovoltaica
· Parceria com SMA Solar Tecnhnology e Hager Group
Marca alemã dá um passo além na mobilidade elétrica ao oferecer aos seus consumidores um sistema personalizado. A marca está se juntando a dois novos parceiros para conectar o modelo elétrico Audi e-tron à infraestrutura das casas de seus clientes. Interação inteligente com o sistema de gerenciamento de energia residencial da SMA Solar Technology e do Hager Group possibilita uma recarga econômica – utilizando energia sustentável fotovoltáica, quando desejado.


A Audi oferece várias soluções de recarga em casa, onde a maior parte das recargas é feita: O Sistema Convencional de Recarga Compacta possibilita o processo com uma potência de até 11kW. O Sistema Opcional de Conexão dobra a potência para 22 kW. Por esta razão, o Audi e-tron vem acompanhado de um segundo carregador opcional. O Sitema de Recarga de Conexão também conecta com a infraestrutura residencial via Wi-Fi e, em conjunto com o Sistema de Gerenciamento de Energia Residencial (HEMS), possibilita funções inteligentes de recarga.
“Para manter nossos pradões de qualidade premium, queremos que o carro elétrico se conecte discretamente à casa conectada, para oferecer um valor agregado genuíno ao consumidor. Por isso, nos juntamos a dois fornecedores líderes na área de Sistemas de Gerenciamento de Energia Residencial, o Hager Group e SMA Solar Technology. Essa parceria nos traz o melhor da conveniência no processo de recarga”, afirma Fermin Soneira, Chefe de Marketing do Produto da Audi.
Recarga otimizada
Com o Sistema de Recarga de Conexão e equipamento HEMS, o consumidor poderá usufruir de tarifas elétricas variáveis para recarregar o Audi e-tron. O sistema pode carregar a bateria quando a eletricidade é mais barata enquanto considera simultaneamente os requisitos de mobilidade do consumidor, como horário de partida e nível de bateria atual.
O Sistema de Recarga de Conexão recebe a quantia necessária de informação do HEMS ou da informação fornecida pelo consumidor via portal myAudi. Se a casa estiver equipada com um sistema fotovoltáico, o consumidor pode aperfeiçoar o processo de recarga ao escolher a eletricidade gerada pelo Sistema para recarregar o Audi e-tron. O SUV elétrico faz esse processo ao considerar a previsão de dias de sol e o fluxo momentâneo de energia entre a rede elétrica pública e a casa do cliente.
Proteção contra Blackout
A função de recarga inteligente também protege o consumidor contra eventuais blackouts. O Sistema de Recarga sempre considera os requisitos de energia de outros consumidores da região para evitar a sobrecarga do sistema elétrico das casas. O consumidor pode verificar as estatísticas individuais de recarga e o progresso do processo no portal myAudi e no aplicativo myAudi. Além do período de recarga e da quantia de eletricidade recarregada, o sistema também oferece informações detalhadas sobre os custos correspondentes. Esses dados são armazenados em um servidor seguro e o portal oferece a análise e exportação das funções.
O e-tron marca o amanhecer de uma nova era para a Audi. A empresa de manufatura clássica de automóveis está se transformando em um fornecedor de sistema de mobilidade. Graças ao leque compreensivo de opções de recarga com soluções inteligentes para casa e ‘na estrada’, clientes poderão aproveitar da direção elétrica sem preocupações.

13:49 · 08.05.2018 / atualizado às 13:49 · 08.05.2018 por

O tempo de carregamento para um alcance de 200 km é de apenas oito minutos; a pioneira e líder de tecnologia ABB lança o novo carregador rápido de alta potência Terra HP na Hannover Messe, aumentando seu alcance global

Com o número de veículos elétricos em circulação em ascensão, a demanda global por estações de carregamento de veículos com eficiência energética cresce ainda mais. Na Hannover Messe (na Alemanha), a ABB lançou o Terra HP, sua mais recente solução de carregamento de VE e primeiro produto de 350 kW do mercado. O tempo de carregamento para um alcance de 200 km é de apenas oito minutos.
Projetado para ser usado em paradas de estrada e postos de combustível, a corrente ultra-alta do Terra HP tem capacidade de recarregar tanto os carros de 400 V quanto os de 800 V na potência máxima.
O emprego da tecnologia de compartilhamento de energia Dynamic DC permite que um sistema de carregamento com dois gabinetes carregue dois VEs simultaneamente com até 350 kW, otimizando dinamicamente a conexão disponível com a rede elétrica e o fornecimento de energia para os dois veículos.
Ao fazer um comentário sobre o lançamento, Frank Muehlon, chefe da divisão global de carregamento de veículos elétricos da ABB, disse: “Estamos empenhados em contribuir para a expansão dos sistemas de carregamento de veículos elétricos em todo o mundo para possibilitar ambientes mais limpos. A criação de soluções inovadoras de última geração com eficiência energética, que sejam escalonáveis, flexíveis e possam se expandir para acompanhar as necessidades de nossos clientes está no cerne da filosofia da ABB”.

Inovação
Postos de carregamento e gabinetes de alimentação adicionais podem ser acrescentados após a instalação, proporcionando uma solução econômica e pronta para o futuro, envolvendo pontos de recarga expansíveis que aumentam à medida que cresce a base de VEs.
Para aprimorar mais ainda o desempenho, o Terra HP oferece o mais alto tempo de atividade, devido à redundância de alimentação e comunicação e aos cabos de carregamento refrigerados individualmente. Tendo comprovado seu ritmo em várias instalações de campo para ônibus elétricos comerciais, o gabinete de alimentação é extremamente confiável.
Para os operadores de recarga, o Terra HP oferece a vantagem adicional de poderem contar com os serviços conectados do ABB Ability™ e sua funcionalidade aprimorada, inclusive a capacidade de conectar facilmente os carregadores ao escritório, a plataformas de pagamento e a sistemas de rede inteligente. Mais importantes ainda são os diagnósticos remotos, reparos e atualizações de software “over-the-air”, a minimização do tempo sem atividade e o custo baixo de manutenção.
O Terra HP oferece aos consumidores diversas vantagens adicionais, inclusive uma interface sensível ao toque, intuitiva e fácil de usar, além de múltiplas opções de pagamento.
A ABB oferece suas soluções de carregamento como parte do esforço da empresa para promover a mobilidade sustentável desde 2010, tendo vendido mais de 6.500 carregadores DC rápidos conectados à nuvem em todo o mundo, tanto para carros de passeio quanto veículos comerciais.
ABB (ABBN: SIX Swiss Ex) é um líder tecnológico pioneiro em produtos de eletrificação, robótica e movimento, automação industrial e redes energéticas, com clientes globais de serviços públicos, indústria, transportes e infraestruturas. Continuando uma história de inovação com mais de 130 anos, a ABB está a escrever hoje o futuro da digitalização industrial com duas proposições de valor claro: transportar energia desde qualquer central para qualquer tomada e automatizar indústrias desde a gestão de recursos naturais até à entrega do produto final. Como patrocinadora oficial da fórmula E, a competição internacional de automobilismo FIA totalmente elétrica, a ABB está a desafiar os limites da mobilidade elétrica contribuindo para um futuro sustentável. A ABB opera em mais de 100 países com cerca de 135.000 empregados.

02:58 · 29.04.2018 / atualizado às 17:01 · 27.04.2018 por

Nissan anunciou hoje que planeja lançar três novos veículos elétricos e cinco modelos equipados com e-POWER no Japão até o final do ano-fiscal 2022. A empresa espera que veículos com essas duas tecnologias representem 40% das vendas no país nesse prazo e que, no ano-fiscal 2025, metade dos veículos que a marca vende seja de elétricos ou e-POWERJ.


Falando em Yokohama, Daniele Schillaci, vice-presidente executivo de marketing e vendas globais da Nissan, veículos de emissões zero e negócios de baterias e presidente do Comitê de Gestão para Japão, Ásia e Oceania, disse: “Estamos orgulhosos que o Japão, nossa casa, está liderando o caminho quando se trata da Nissan Intelligent Mobility. Essa visão está mudando a experiência do cliente, fornecendo tecnologias e serviços que estão melhorando sua vida e também possibilitando um crescimento lucrativo constante por meio da Nissan M.O.V.E. to 2022.”
A visão da Nissan Intelligent Mobility também terá uma presença ampliada em todas as concessionárias da empresa. A Nissan desenvolverá um novo formato de loja, centrado em torno da área de compras do cliente, que terão experiências de marca para proporcionar aos clientes a Nissan Intelligent Mobility.


Cada etapa do processo de compra de carros será cada vez mais digitalizada: da consideração inicial até o pós-venda. Afastando-se de um modelo de serviço convencional e fragmentado, a Nissan criará um formato que forneçerá aos clientes o serviço que precisam, quando precisarem.
“Os novos formatos de lojas e digitalização irão personalizar as comunicações da Nissan com os clientes”, disse Asako Hoshino, vice-presidente sênior da Nissan e chefe do Comitê de Operações para o Japão. “Melhoraremos a satisfação do cliente ao fornecer serviços de qualidade ininterruptos”.


A Nissan também está expandindo também os serviços de compartilhamento de carros, com base no sucesso de seu programa de e-share mobi. “O compartilhamento de carros será fundamental para abordar a oportunidade de longo prazo em novos serviços de mobilidade no Japão”, acrescentou Hoshino. “Vamos expandir os serviços de compartilhamento de carros de 30 para 500 locais no Japão até o final do ano-fiscal de 2018”.
Sob o amplo plano de médio-prazo “Nissan M.O.V.E to 2022”, a empresa está visando uma margem operacional de 8% e buscando elevar a receita anual de 12,8 trilhões de para 16,5 trilhões de ienes. Junto com o investimento na Nissan Intelligent Mobility, a empresa está priorizando sólidos lucros e crescimento no Japão, na China, nos EUA e no México; assegurando o retorno de investimentos recentes no Brasil, Rússia, Índia e Argentina, bem como nas marcas INFINITI e Datsun; e capturar todo o potencial de suas marcas na Europa, Oriente Médio, Ásia e Oceania.
O plano de negócios também visa tornar a Nissan líder em serviços de eletrificação, condução autônoma e mobilidade. A empresa espera vender 1 milhão de veículos eletrificados (e-POWER e EVs) globalmente por ano até o final do plano.

05:50 · 21.12.2017 / atualizado às 11:52 · 20.12.2017 por

O BMW Group acaba de superar a marca de 100 mil veículos eletrificados vendidos em 2017, conforme prometido no início deste ano. E esta conquista ressalta a liderança da empresa quando o assunto é mobilidade eletrificada. Para celebrar este marco importante, o ‘Quatro Cilindros’, icônico edifício-sede do BMW Group em Munique, na Alemanha, exibirá uma iluminação especial com a imagem de quatro pilhas, tipo AA, em posição vertical, e que representa o pensamento avançado da empresa e que é parte fundamental de seu DNA. A iluminação comemorativa poderá ser vista projetada no prédio, das 17h (horário de Brasília) à meia-noite desta segunda-feira (18/dez). Ela integra um projeto implementado em colaboração com a organização cultural Speilmotor Muenchen, por meio de uma parceria público-privada firmada em 1979, entre a Cidade de Munique e o BMW Group.
“Cumprimos nossas promessas”, declara Harald Krüger, presidente do Conselho Administrativo da BMW AG. “Este símbolo de 99 metros de altura está iluminando o caminho da era da eletro-mobilidade. Entregar 100 mil carros eletrificados em um ano é um marco importante, mas isto é apenas o começo para nós. Desde o lançamento do BMW i3, em 2013, nós comercializamos mais de 200 mil automóveis eletrificados globalmente e, até 2025, disponibilizaremos 25 modelos eletrificados aos nossos clientes. Nossa antevisão na eletro-mobilidade tornou este sucesso possível – e a eletro-mobilidade continuará sendo minha referência para o nosso futuro sucesso”.

Icônico prédio da BMW em formato de 4 cilindros

Eletrificação flexível em todos os modelos
A eletro-mobilidade é um elemento essencial da estratégia corporativa Number One> NEXT, que segue contribuindo na consolidação do BMW Group como o principal fornecedor de mobilidade premium individual e serviços de mobilidade. Em 2025, a empresa disponibilizará 25 modelos totalmente elétricos e híbridos plug-in em todo o mundo. A quinta geração de motores elétricos e tecnologias de bateria, disponível a partir de 2021, utilizará kits modulares de eletrificação, de uso escalonado, e que permitirão que todos os modelos BMW sejam equipados com quaisquer tipos de conjunto motriz. A BMW i, submarca fundada em 2011, por sua vez já garantiu os direitos de nomenclatura BMW i1 a i9, bem como BMW iX1 para iX9. No ano que vem, a divisão fará o lançamento do BMW i8 Roadster, seguido, em 2019, por um MINI elétrico; em 2020, pela versão elétrica do BMW X3 e, em 2021, pela nova referência em tecnologia da marca, o BMW iNext, que combinará eletro-mobilidade com dirigibilidade autônoma e novas opções de conectividade vistas pela primeira vez em um modelo de produção em série.
O BMW Group adotou uma abordagem abrangente da eletro-mobilidade no início, quando lançou o projeto i, que deu origem à marca BMW i, em 2007. No ano seguinte, frotas de protótipos de automóveis elétricos ganharam as estradas mundiais no maior teste de campo jamais visto para este tipo de veículo. A produção em série do BMW i3, totalmente elétrico, um dos veículos-conceito mais premiados do mundo, começou em 2013. Desde então, as vendas aumentaram a cada ano, nos quatro últimos anos consecutivos.
BMW Group, fornecedor de eletro-mobilidade
Graças ao seu foco pioneiro na eletro-mobilidade, o BMW Group já alcançou uma posição de liderança no mercado de veículos eletrificados. De acordo com o relatório independente POLK / IHS – publicado em 7 de dezembro de 2017 –, o BMW Group detém uma liderança clara sobre seus concorrentes quando se trata de licenciamentos de veículos novos totalmente elétricos e híbridos plug-in na Europa, com uma participação de 21%. Isso significa que a participação do BMW Group no segmento de veículos eletrificados é três vezes maior que no mercado de modelos convencionais. Enquanto os veículos eletrificados representam, atualmente, 2% dos licenciamentos de veículos novos na Europa, o BMW Group já detém 6%. Em outras palavras, o BMW Group possui uma proporção consideravelmente grande do crescente mercado de eletro-mobilidade na Europa. A posição da empresa é igualmente forte quando se trata do mercado mundial – ela possui uma participação de 10% no mercado global de veículos eletrificados.
Os modelos eletrificados possuem alta demanda, em especial, no oeste europeu e nos EUA, onde representam 7% das vendas totais da marca BMW, em ambos os mercados. Na região da Escandinávia, onde o i3 é o modelo BMW mais vendido, um em cada quatro veículos vendidos da marca é eletrificado. Na Alemanha, novos licenciamentos de veículos totalmente elétricos e híbridos plug-in, do BMW Group, alcançarão mais de 10 mil unidades este ano. A motorização eletrificada também desempenha um papel cada vez mais importante no mix de motores para modelos tradicionais: em 2017, um em cada 10 exemplares do bem-sucedido sedã BMW Série 3, entregue a clientes em todo o mundo, foi uma versão eletrificada. No caso do BMW Série 2 Active Tourer, 13% das unidades vendidas neste ano foram versões híbridas plug-in. Desde o seu lançamento, em junho de 2017, o MINI Cooper S E Countryman ALL4 já representa uma em cada dez unidades vendidas do MINI Countryman globalmente. As vendas do elétrico BMW i3 também aumentaram cerca de 25%.
Complementando os nove modelos eletrificados oferecidos pelo BMW Group, a empresa também fabrica um produto, de duas rodas, voltado para a eletro-mobilidade urbana premium: o BMW C Evolution. Após o lançamento de uma nova bateria, que amplia a autonomia da scooter eletrificada para 160 quilômetros, as vendas dela cresceram 80% em relação aos primeiros 11 meses do ano passado. Suas 1.500 unidades vendidas em todo o mundo integram os 100 mil veículos eletrificados que a empresa comercializou em 2017.
Modelo elétrico de número 100.000 é entregue no BMW Welt
Um dos muitos clientes do BMW Group em todo o mundo experimentou uma sensação especial nesta segunda-feira (18/dez). Trata-se de um motorista de 80 anos de idade, residente da região da Renânia do Norte-Vestefália, na Alemanha, que adquiriu um BMW i3, na cor Protonic Blue, tornando-se o dono do 100.000º veículo elétrico vendido pela empresa neste ano. A cerimônia de entrega das chaves do veículo foi realizada no BMW Welt, em Munique, e contou com a presença do presidente do Conselho Administrativo da BMW AG, Harald Krüger. “A emoção ligada à eletro-mobilidade é sentida por todas as gerações e a entrega do 100.000º carro eletrificado, que produzimos este ano, é um momento muito especial para mim.”

16:53 · 20.09.2017 / atualizado às 16:53 · 20.09.2017 por

* Evento acontece entre os dias 21 e ‪23 de setembro‬ no pavilhão amarelo do Expo Center Norte com a presença de autoridades políticas e órgãos governamentais

* Público poderá testar carros, motos, skates, bicicletas e hoverboards elétricos, além de experimentar a emoção de pilotar um carro de corrida em simulador da Fórmula E
* Visitantes também terão oportunidade de interagir com hoverboard transformado em robô

Zero emissão de poluentes para os elétricos 

Começa nesta quinta-feira (21) o 13º Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos-Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias, evento que, até o dia 23, propõe ao público uma imersão completa no universo da mobilidade sustentável. Com a proposta de aproximar o publico ao tema, a expectativa é reunir cerca de 8 mil visitantes no pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, na capital paulista.
Entre as autoridades confirmadas para debater o tema estarão representantes do MDIC (Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), o secretário de Mobilidade e Transportes de São Paulo Sérgio Avelleda, o vereador Gilberto Natallini, a secretária do Meio Ambiente de Sorocaba Karen Castelli e os vereadores Caio Miranda e José Pólice Neto.

Com um design agressivo, o Quartz tem motor híbrido e entrega até 500 cv de potência, sendo 270 cv do motor a combustão e 115 cv de dois motores elétricos): crossover não será vendido, por enquanto

Principais atrações
O Salão abriga, em seus três dias de realização, o Congresso “Empreendedorismo, Design e Inovação em mobilidade a favor do clima”, que possui o objetivo de debater as tendências mundiais relacionadas à Mobilidade Elétrica. A programação visa unir as autoridades e empresas envolvidas para informar e discutir, junto aos participantes, questões pertinentes que possam auxiliar a viabilização de um avanço estrutural para a implantação do modal no país.
Um dos destaques da programação é a presença de Ricardo Amorim, considerado o economista mais influente do Brasil, segundo a Forbes Internacional, que, além de parte do time do programa Manhattan Connection da Globo News, desde 2003, é colunista na Revista IstoÉ. Sua palestra foca nas oportunidades em Mobilidade Sustentável para o desenvolvimento de Cidades inteligentes, abordando o aspecto inovador da economia sob o conceito de mobilidade sustentável, aplicativos e modais e o potencial do mercado brasileiro em investir neste segmento.

 

A aposta da Chevrolet no segmento de carros elétricos

O evento também promove o 2º Encontro de Empreendedores da Eletromobilidade (2º EEE), que reunirá tomadores de decisão (como prefeitos, secretarias, representantes de ministérios, entre outros) e fornecedores de produtos e serviços destinados à mobilidade sustentável, para o debate sobre como o transporte se insere no conceito de SmartCities. A ideia é que, juntos, possam criar novas soluções para a implantação não só de infraestrutura, mas de acessibilidade dos veículos elétricos para o brasileiro em termos de custos.
O salão ainda propõe o Matchmaking, rodadas de negócios guiadas por temas específicos que possibilitarão o encontro de empresários, start ups e tomadores de decisão em prol de uma busca mais efetiva na realização de parcerias que beneficiem a população e o mercado de mobilidade sustentável.
Para aprender e se divertir
Os visitantes poderão contar com três pistas de test drive.  A principal delas conta com a gestão da TSO, empresa especializada em ações automotivas, e traz os veículos Renault Twizy, BMW i3, Volvo XC90 T8 Hybride e-Tech. O público encontra ainda a “Brinquedoteca”, pista de motos, bicicletas, skates, e hoverboards, todos elétricos, para o deleite dos visitantes, sobretudo para as famílias se divertirem juntas.
Em uma terceira área, a Segway, maior fabricante do mundo de hoverboards, propõe uma brincadeira com o público, ao transformar um de seus veículos em um robô para interação com os visitantes.
Já no estande da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) será possível pilotar um simulador de Fórmula E, equivalente a Formula 1 dos veículos elétricos. Como a cabine possui tamanho real, o visitante poderá se sentir dentro de uma competição de verdade, promovido pela entidade. Enquanto isso, no VE Experience, o público terá a oportunidade de interação com proprietários de veículos elétricos.
Na área intitulada VE Experience, proprietários de veículos elétricos e híbridos contarão as suas experiências como motoristas de vanguarda, explicando as dificuldades, os benefícios e suas histórias com seus carros movidos à energia sustentável.
Serviço
13º Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos-Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias
Expo Center Norte – Pavilhão Amarelo
‪Rua José Bernardo Pinto, 333‬ – Vila Guilherme / São Paulo
Exposição: 21 a ‪23 de setembro‬ das 12h ‪às 20h‬
Congresso: 21 e ‪22 de setembro‬ das 8h ‪às 20h‬
2º EEE: ‪21 de setembro‬ das 8h ‪às 11h‬
Informações http://www.velatinoamericano.com.

Sobre o Salão dos Veículos Elétricos
O Salão Latino Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias é uma realização da MES Eventos, que está à frente do projeto ‪há 13‬ edições, em parceria com a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE). O objetivo é reunir empresas, membros do governo, consultores, acadêmicos e público em geral para debater e construir novos caminhos para o futuro da mobilidade urbana sustentável. O Salão possibilita, além da realização do networking com tomadores de decisão, conhecer as principais novidades do segmento, que estarão expostas na feira. Para o aprofundamento de temas relevantes aos avanços à implantação dos veículos elétricos no País, o visitante conta ainda com um Congresso, com foco na expansão do conhecimento e dos debates acerca do tema.

 

15:43 · 25.05.2017 / atualizado às 15:43 · 25.05.2017 por

Com foco cada vez maior na eletrificação e mobilidade urbana, a Porsche participará, no próximo sábado (27), de uma grande campanha de veículos verdes: o “Dia da Mobilidade Elétrica”. O objetivo da ação é promover conhecimento e incentivar a ampliação de uma frota sustentável nos grandes centros urbanos


O modelo que participará do evento será o Porsche Cayenne S E-Hybrid, o primeiro híbrido plug-in no segmento dos SUV premium. Ele possui um motor a combustão e um elétrico, que permite a condução sem o consumo de combustível numa extensão de até 36 quilômetros, além de carregar a bateria durante a aceleração e frenagem. Outro fator interessante deste modelo é que permite ao cliente carregar o seu veículo em casa em uma de suas tomadas convencionais. O consumo combinado aqui no Brasil, segundo os padrões do Inmetro, é de 12 km/l e as emissões de CO2 ficam na casa de 109 g/km. O modelo foi recentemente considerado o carro mais eficiente em sua categoria com o selo CONPET no ano passado.


“A Porsche, tem investido cada vez mais no futuro híbrido e elétrico, porem sem perder o nosso viés esportivo. Nossos carros híbridos unem baixo consumo e alto desempenho, mostrando que eletrificação e esportividade podem, sim, andar lado a lado. No futuro, a médio prazo, nosso objetivo é ter uma versão híbrida para cada um dos modelos de nosso line up. Por exemplo nós lançaremos no país este ano ainda a versão híbrida do novo Panamera plug-in.


Além disso, os híbridos tem um enorme custo benefício para o consumidor Brasileiro, como por exemplo, a isenção do rodizio em algumas cidades do país”, comenta Matthias Brück, Diretor-Presidente da Porsche Brasil.
“Somos pioneiros nas tecnologias híbridas, em 1900 Ferdinand Porsche já desenvolvia o primeiro carro híbrido, o famoso Lohner Porsche. Não poderíamos ficar fora de um evento com tamanha relevância para disseminar a informação sobre os híbridos e elétricos no país como este desfile fará.” completa Werner Schaal, Diretor de Vendas da Porsche Brasil.


O evento irá promover uma carreata de veículos híbridos e elétricos que percorrerá o coração de São Paulo. Ele acontece no dia 27 de maio de 2017, das 10h às 13h, com concentração às 9h30 na Praça Amadeu Amaral. Depois, os carros seguirão até a Praça Charles Miller, no Pacaembu.