Blog do Automóvel

Categoria: Esportivos


12:24 · 21.03.2010 / atualizado às 12:24 · 21.03.2010 por
O fantástico esportivo da marca Koenigsegg, da Suécia, estará no Brasil em junho

A importação oficial da marca Koenigsegg está confirmada. O Koenigsegg CCXR E100 Platinuss Special  chega ao Brasil em junho, ao preço de R$ 6 milhões. Não está errado não! O preço é esse mesmo. A importadora será a Platinuss, do empresário Natalino Bertin Jr, de São Paulo. Há pouco mais de seis meses, Bertin Jr. iniciou as negociações para representar a marca sueca no País. Ao final do acordo comercial, a Platinuss encomendou a primeira unidade, mas com o desafio de desenvolver um motor 100% movido a etanol (E100). A versão original do Koenigsegg CCXR E85 já trabalha com 85% de etanol e 15% de gasolina. Além da mudança na alimentação, o motor do superesportivo, 4.8 litros V8, ganhou 82 cavalos a mais, passando de 1.018 para 1.100 cavalos de potência, que podem entregar velocidade final de 415 km/h e de 0-100 km/h em apenas 2,9 segundos. “Vale ressaltar que todas as especificações técnicas, do design à motorização, foram desenvolvidas integralmente pela Koenigsegg”, afirma Natalino Bertin Jr., presidente da Platinuss, “inclusive a tecnologia da dupla embreagem e da abertura de portas”.

Ficha Técnica

Motor: 4.8 litros V8

Potência: 1.100 cv

Velocidade Final: 415 km/h

Preço: R$ 6 milhões

10:41 · 03.03.2010 / atualizado às 12:50 · 28.08.2010 por

Quando surgiu pela primeira vez, em 1986, já causou um certo rebuliço. Criada para rivalizar com a Yamaha FZ 750, a Suzuki GSX-R 750 tinha o estilo totalmente de corrida e a promessa de muita pegada. Confira o vídeo da máquina clicando no LINK abaixo!

SUZUKI

Com as fábricas de olho nos seus investimentos na categoria 600cc e acima de 900cc, a Suzuki resolveu apostar praticamente sozinha na categoria 750cc. Foi o golpe fatal na concorrência quando apresentou a nova GSX-R 750, em 1996, na versão mais radical de todas versões. De lá para cá, o modelo 2010 não está muito diferente. Primeiro, pelo motor. Ele desenvolve exagerados 150 cv, isto é, bem próximo das 1000 cilindradas. As cores disponíveis vêm em forma mista: branco com azul, preto com laranja e preto.

A máquina faz de 0-100 km-h em cerca de 4 segundos! Um foguete!

Analisando modelos esportivos do mercado brasileiro, pode-se dizer que ela é a que tem a medida certa. Querem uma prova? As de 600 oferecem um conjunto perfeito, entretanto, falta um pouco de velocidade nas retas. Já as de 1000 cc hoje também têm um conjunto perfeito, só quem, ao contrário das 600, sofre com excesso de motor. Na pista elas cansam muito, sendo que a potência supera o conjunto nas curvas, com escorregadas de traseira que fazem com que o piloto apresente fadiga mais cedo e não faça o traçado perfeito. “A 750cc caiu sob medida. O motor ´fala´ mesmo depois dos 9.000 rpm e abaixo disso não decepciona como as 600cc. Assim pode entrar nas curvas e encher a mão que o conjunto de suspensões e pneus estarão aproveitando muito melhor dando mais aderência”, diz Israel Lisboa, gerente da Moto Shop (Av. Barão de Studart, 2330/ Fone: 3105-8222/ www.motoshop.com.br), revendedora da marca em Fortaleza, e a que mais vende esse modelo no Estado.

Detalhe da frente da moto, objeto de desejo de 10 entre 10 motociclistas

A Suzuki 750 tem a precisão de um míssil. Nas retas, o velocímetro ultrapassa facilmente os 280 km/h (real de 272 km/h), e basta sentar a mão no freio, para reduzir absurdamente a velocidade “e se jogar de uma vez para dentro da curva, respondendo de forma precisa com uma estabilidade invejável. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 3,8 segundos”, detalha.
Peso
Segundo engenheiros da marca japonesa, o baixo peso também contribui para a grande agilidade da moto. Na prática, são apenas 163 kg. Essa cilindrada é tão boa que cogitaram na mudança da Moto GP, de baixar de 990 para 750 cc, porém no final ficaram no meio termo e passou para 800 cilindradas.

Velocímetro e detalhes que só o piloto vê

FICHA TÉCNICA

Motor: 4 cilindros, 16 V
Potência:150 cv
Cilindrada: 750
Transmissão: 6 velocidades
Tanque: 16,5 litros
Ignição: eletrônica digital
Comprimento: 2.140mm
Pneus: 120/70 dianteira 190/50 traseira
Preço: R$ 59.000

(Fonte: Concessionária Moto Shop)

Moto na cor prata, também belíssima!
09:59 · 23.02.2010 / atualizado às 09:59 · 23.02.2010 por
O fantástico Chevrolet Camaro chega ao Brasil ainda neste semestre

Confirmada pela General Motors a importação oficial de um dos ícones quando se fala em carros esportivos: o Camaro! Em sua primeira reunião de negócios no Brasil como presidente da GMIO – Operações Internacionais da General Motors Company, Tim Lee, confirmou a importação para o Brasil do ícone esportivo da marca Chevrolet, o Camaro. “O Chevrolet Camaro deverá ser um dos destaques do Salão Internacional de São Paulo 2010. O volume importado será pequeno e ainda analisamos qual versão será mais adequada ao mercado brasileiro”, destacou Jaime Ardila, presidente da GM do Brasil e Mercosul.

Visto do alto, o Camaro tem linhas agressivas e empolgantes

“É quase impossível não se impressionar e se apaixonar pelo Camaro, um dos modelos que certamente faz brilhar ainda mais a marca Chevrolet”, completou José Carlos Pinheiro Neto, vice-presidente da GM do Brasil.
Com um design que é muito próximo ao conceito original, o Camaro 2010 retrata a herança de sua primeira geração, produzida de 1967 a 1969.

Interior do Camaro: convite para pisar fundo no acelerador!

O cupê esportivo combina desempenho e tecnologia avançada nos Estados Unidos. É oferecido em duas versões de motorização: o avançado 3.6 litros V-6 e o 6.2 litros V-8 de elevada performance. Resta saber seu preço, que ainda não foi definido, mas será mais de R$ 100 mil, infelizmente. Detalhe: vi um circulando em Fortaleza na Av. Santos Dumont, semana passada…

11:47 · 21.02.2010 / atualizado às 11:47 · 21.02.2010 por
Esportividade por todos os lados em 200 cv de potência

A marca francesa acaba de apresentar no Salão Internacional de Genebra um carro veloz em seu DNA: o DS3 Racing. Os   engenheiros da Citroën Racing apropriaram-se do DS3 e o transformaram à imagem do departamento de competição da Marca. O  conceito  destaca  atributos  100  %  Racing, como a integração de elementos  em  carbono  e  de equipamentos específicos oriundos do mundo da competição  automobilística. Preparado pela Citroën Racing, sua motorização 1,6  litro  desenvolve  200 CV. Seu chassi e seus eixos foram objetos de um trabalho  de  ajuste de alta precisão. Os engenheiros tiveram como objetivo favorecer  sensações intensas e um diálogo permanente entre o motorista e a estrada. Serão vendidas mil unidades do veículos, a partir do segundo semestre deste ano.

Se a intenção foi chamar atenção a marca acertou em cheio!
Por dentro a sensação de virar piloto, com um design laranja de gosto duvidoso: é amar ou odiar!
19:43 · 24.01.2010 / atualizado às 19:43 · 24.01.2010 por
Este está no topo da lista: Bugatti Veyron, ao preço de R$ 7,5 milhões

Quem apostou que o mais caro é uma Ferrari perdeu. O importado mais bem
cotado é um Bugatti Veyron, que custa R$ 7,5 milhões. Está reclamando do preço do seu IPVA? Sabe qual é o preço do IPVA do Bugatti? R$ 300 mil, valor que dá para comprar 13 Fiat Mille, o mais barato produzido no Brasil. Mas se você é mais  “humilde”, há opções mais em conta, como as Ferraris, vendidas ao preço de R$ 1,38 milhão e R$ 1,9 milhão. Ano passado foram vendidas 38 unidades da marca italiana, das quais 23 delas pela representante oficial da marca, a Via Itália, e as demais por importadores independentes.

Único

Outra alternativa é a Lamborguini. A Platinuss também importa de forma independente modelos Lamborghini e colocou à venda neste mês, por R$ 2,7 milhões, uma unidade do Murciélago LP-670-4 SuperVeloce. O veículo é o único disponível no Brasil de uma série limitada de 350 unidades feitas pela marca.

Uma opção mais em conta: Lamborghini, por R$ 2,7 milhões

A presença dos superesportivos de preços exorbitantes aumenta este ano com o início das operações no País de representantes das marcas Spyker (holandesa), Aston Martin (inglesa), Bentley (inglesa) e Bugatti (francesa), que vão juntar-se às recém-chegadas em 2009 Lamborghini e Pagani, e Ferrari e Maserati, no País há mais tempo, todas de origem italiana.

A oferta de veículos com preços acima de R$ 1 milhão nunca foi tão farta. Neste ano o mercado prevê venda recorde de 530 mil veículos estrangeiros, 41 mil a mais que em 2009. Os importados devem responder por 15% das vendas totais de 3,4 milhões de veículos projetadas para 2010.

20:16 · 01.12.2009 / atualizado às 20:16 · 01.12.2009 por
Design do A8 tem esportividade que fascina os apaixonados por velocidade
Design do A8 tem esportividade que fascina os apaixonados por velocidade
Traseira com LEDS e ênfase na exclusividade
Traseira com LEDS e ênfase na exclusividade
Na lateral do Audi A8, as rodas grandes - de 17 a 21 polegadas de diâmetro - ressaltam a beleza do modelo
Na lateral do Audi A8, as rodas grandes - de 17 a 21 polegadas de diâmetro - ressaltam a beleza do modelo
O túnel central no novo Audi A8 é uniformemente inclinado e contém o painel de controle para o ar condicionado automático
O túnel central no novo Audi A8 é uniformemente inclinado e contém o painel de controle para o ar condicionado automático
O motor a diesel 4.2 tem 350 cv de potência e 800 Nm de torque máximo, já disponível entre 1.750 e 2.750 rpm; a aceleração de 0 a 100 km/h é em 5,5 segundos
O motor a diesel 4.2 tem 350 cv de potência e 800 Nm de torque máximo, já disponível entre 1.750 e 2.750 rpm; a aceleração de 0 a 100 km/h é em 5,5 segundos

A marca alemã Audi tem carros desejados por todo apaixonado por velocidade. É pena que em Fortaleza não existam representantes, mas ano que vem tudo indica que esse vácuo acabará com uma bonita concessionária. O A8 renovado é a grande novidade da Audi. Esportividade fascinante, tecnologia estão presentes no modelo que a Audi está lançando em Miami, nos Estados Unidos. O sedan esportivo de alto luxo será apresentado no Miami Design 2009, que acontece de 1 a 5 de dezembro.

Detalhes

 O design do novo Audi A8 é fascinante e homogêneo, como se tivesse sido esculpido em uma peça única. A linha de teto, com acentuado estilo cupê, realça a fluidez da silhueta. Precursor de muitas tecnologias inovadoras, o modelo ganhou desenho ainda mais atual e dimensões generosas: são 5.137 mm de comprimento, 2.992 mm de entre-eixo, 1.949 mm de largura e 1.460 mm de altura. 

Olhos

Os faróis xenon plus, com novo desenho e tecnologia de LEDs, foram introduzidos primeiramente no Audi R8 e agora equipam o novo Audi A8. O sistema de luzes adaptativas, que acompanham o traçado das curvas e proporcionam melhor iluminação da pista, também está disponível. O novo sistema de luz para todos os climas substitui os faróis de neblina. No lugar deles foram montados sensores de radar do sistema opcional de piloto automático adaptativo, com controle de função Stop & Go.

 Alcance maior

A Audi oferece como diferencial a regulagem do alcance dos fachos de luz. Uma câmera de vídeo na frente do espelho retrovisor interno reconhece outros veículos pela sua iluminação. Um computador adapta a iluminação do Audi A8 para proporcionar a todo instante a máxima iluminação possível.

De lado 

Na lateral do Audi A8, as rodas grandes – de 17 a 21 polegadas de diâmetro – ressaltam a beleza do modelo. Na traseira, um friso cromado realça a largura do sedã. As luzes traseiras também produzem uma aparência tridimensional e marcante, com tecnologia LED com 72 diodos emissores de luz por unidade, que graças ao sistema LED Chip on Board, podem ser colocados com grande precisão e muito juntos. As luzes traseiras, que consomem apenas 9 watts por unidade, formam um contorno trapezoidal e homogêneo.

 Dois propulsores

O novo Audi A8 pode vir equipado com dois potentes e eficientes motores V8, um a gasolina e outro a diesel. Os propulsores possuem injeção direta e consomem até 22% menos combustível do que seus respectivos antecessores. A engenharia da montadora incluiu elementos inteligentes nos motores, como o sistema que transforma a energia cinética durante a desaceleração em energia elétrica, armazenada na bateria. Já na gestão térmica, um computador monitora a distribuição ideal dos fluxos de calor entre o motor, transmissão e habitáculo, em qualquer situação.

 Aceleração

O motor a gasolina V8 FSI 4.2 de 372 cv de potência, com 4.163 cm³, gera torque máximo de 445 Nm a 3.500 rpm. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 5,7 segundos, e a velocidade máxima (controlada eletronicamente) é de 250 km/h. O consumo é de 9,5 litros/100 km – uma redução de 1,4 litros ou 13% em comparação com o antecessor, com um aumento de potência de 22 cv. A taxa de emissão de CO2 é de apenas 219 g/km.

 Potência

A razão mais importante para esse ganho de potência é a redução do atrito interno, especialmente na unidade de comando de válvulas e auxiliares. A bomba de óleo controla a passagem em dois estágios de pressão com alta eficiência. Como todos os motores a gasolina da Audi, o V8 tem sistema FSI de injeção direta de combustível que permite uma alta compressão de 12.5:1, que aumenta tanto a potência quanto a eficiência.

 Foguete sobre rodas

O motor a diesel 4.2 tem 350 cv de potência e 800 Nm de torque máximo, já disponível entre 1.750 e 2.750 rpm. A aceleração de 0 a 100 km/h é em 5,5 segundos.

22:14 · 11.10.2009 / atualizado às 22:14 · 11.10.2009 por
Desempenho da Outlander é de um esportivo, apesar do carro ter espaço de SUV
Desempenho da Outlander é de um esportivo, apesar do carro ter espaço de SUV
Traseira da nova versão ficou bonita
Traseira da nova versão ficou bonitaAí está a frente do carro 2010: bocona, hein? Abaixo a geração anterior. E aí, qual sua opinião?
Frente da Mitsubishi Outlander anterior, ainda moderna e com linhas harmônicas
Frente da Mitsubishi Outlander anterior, ainda moderna e com linhas harmônicas

A Mitsubishi Motors apresenta o Outlander GT, crossover esportivo de luxo, com visual inspirado no desenho do Lancer X. Moderno, futurista e com diversas tecnologias embarcadas, o modelo foi idealizado dentro de um conceito inovador de veículo e reúne a comodidade e o rodar confortável dos automóveis de passeio com a segurança e a versatilidade dos SUVs. O motor é um V6 a gasolina, de 3,0 litros de capacidade, e passou a ter 240 cv de potência a 6250 rpm e 31 kgf.m de torque a 3750 rpm, resultado de apurado trabalho de desenvolvimento de engenharia, que envolveu recalibragem, alívio da massa interna do motor e a redução do atrito entre suas partes móveis. Montado transversalmente, o motor tem bloco, cabeçote e cárter de alumínio, e além do grande desempenho, o motor é um dos responsáveis pela boa relação peso/potência do Outlander GT 2010. O sofisticado sistema MIVEC, desenvolvido pela Mitsubishi, atua nos tempos de abertura e fechamento das válvulas de admissão para aperfeiçoar seu desempenho nos mais diferentes regimes de rotação. Assegura ganho de torque e economia de combustível nas baixas rotações e gera maior potência e desempenho nas altas. Em Fortaleza, a concessionária Mito está vendendo a versão anterior por R$ 109.900,00. O preço do modelo 2010 ainda não foi divulgado, mas deve ficar de R$ 125 mil a R$ 135 mil. Olhando o design da frente e comparando com o modelo 2009, sinceramente prefiro a versão antiga. Mas gosto é gosto…

09:45 · 10.09.2009 / atualizado às 09:45 · 10.09.2009 por
E aí? Está disposto a pagar R$ 481 mil pelo foguete?
E aí? Está disposto a pagar R$ 481 mil pelo foguete?
Interior envolvente, com luxo e esportividade
Interior envolvente, com luxo e esportividade
Dupla ponteira de escapamento e design agressivo também na traseira
Dupla ponteira de escapamento e design agressivo também na traseira

Desde que foi adquirida pela indiana Tata, a tradicional marca Jaguar não havia ainda surpreendido o público. Mas isso acabou com a chegada do XKR, o mais rápido Jaguar da história É a versão mais potente e esportiva de sua linha de cupês e conversíveis XK. A carroceria, totalmente em alumínio, dá ao veículo um peso abaixo de duas toneladas. O propulsor é um V8 de 5.0 litros, com quatro válvulas por cilindro, chegando a 510 cavalos. De 0 a 100 km/h, o XKR leva 4,8 segundos, menos que o tempo que você levou para ler esta notícia. A velocidade máxima? 250 km/h, isso porque é limitada eletronicamente. O preço da máquina: R$ 481 mil e já está a venda no Brasil. O XKR prima pela desempenho e segurança. A carroceria é toda feita em alumínio. Sua transmissão é sequencial de seis velocidades, com a opção de troca por meio de comandos borboleta na parte de trás do volante. Poucos brasileiros podem ter um na garagem…

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs