Busca

Categoria: Fenabrave


03:28 · 02.06.2018 / atualizado às 15:29 · 01.06.2018 por

O maior evento anual do Setor da Distribuição de Veículos da América Latina, realizado pela FENABRAVE, acontece nos dias 7 e 8 de agosto, no Transamerica Expo Center, em São Paulo. O 28º Congresso & ExpoFenabrave traz, como tema central, “RESILIÊNCIA. O mundo é digital e o relacionamento é humano”, e deve reunir mais de 3 mil pessoas, entre congressistas e visitantes na área de exposições

Evento vai reunir principais “atores” do segmento

Pelo 11º ano consecutivo, o Banco Itaú é o Patrocinador Máster do evento, que conta com palestras totalmente focadas no Setor da Distribuição de Veículos, trazendo, aos empresários e colaboradores das concessionárias, as novidades em gestão, troca de experiências, além de atualizações tecnológicas, processos inovadores e panoramas econômicos setoriais.
Tendo, como ponto de partida, o conceito da resiliência emocional, ou seja, encontrar soluções para os desafios, aderindo às transformações resultantes desse processo, o conteúdo do 28º Congresso Fenabrave foi planejado sob alguns pilares primordiais para o desenvolvimento do negócio da Distribuição de Veículos, tais como: projeções econômicas gerais e para cada um dos segmentos automotivos, as oportunidades geradas pelo novo modelo de negócio do setor, conceitos da neurociência e da inteligência emocional aplicados às vendas e aos resultados das concessionárias, a relevância do marketing digital e das mídias digitais, além de pontos estratégicos de cada segmento.
Além dos workshops temáticos, o 28º Congresso & ExpoFenabrave também contará com mais uma edição do Encontro dos Vendedores, Consultores Técnicos e gestores de Concessionárias. Realizado em parceria com o Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos no Estado de São Paulo- SINCODIV-SP, o Encontro deve repetir o sucesso dos dois anos anteriores, com centenas de participantes.
Ao todo serão 26 palestras, sendo: 5 internacionais, 2 sobre economia, Palestra Magna, Mesa redonda de Encerramento, 6 Encontros do Vendedor e 11 Palestras Tema.
Organizado pela Reed Exhibitions Alcântara Machado, o 28º Congresso &ExpoFenabrave acontece, pelo segundo ano consecutivo, no Transamerica Expo Center, permitindo o fácil deslocamento dos participantes entre as áreas do congresso e de exposições. “Essa escolha se mostrou muito acertada no ano passado. Além do espaço estar muito bem localizado na cidade, temos a possibilidade de realizar as palestras e a feira num mesmo pavimento, o que é favorável para Congressistas e para Expositores”, comentou Alarico Assumpção Júnior, Presidente da FENABRAVE.
Durante o evento, serão revelados os vencedores dos Prêmios “Marca do Ano” e “Associação de Marca do Ano”, eleitos pela 23ª Pesquisa FENABRAVE de Relacionamento com as Marcas, que vem sendo realizada, desde abril, entre as Concessionárias de todo o Brasil.
ExpoFenabrave
A ExpoFenabrave acontece simultaneamente ao Congresso e representa a maior e melhor oportunidade de conhecer empresas fornecedoras de produtos e serviços para o Setor da Distribuição de Veículos. “É neste momento em que as novidades são apresentadas ao nosso Setor e novas parcerias são negociadas. Sem contar que para o expositor, representa estar no local certo, na hora certa e junto ao seu público-alvo”, explica Leandro Lara, Diretor da Reed Exhibitions Alcântara Machado. Para mais informações sobre o evento e efetuar seu credenciamento, basta acessar o site do evento: www.congresso-fenabrave.com.br.
Sobre a FENABRAVE

15:34 · 01.06.2018 / atualizado às 15:34 · 01.06.2018 por

Com a greve dos caminhoneiros, as vendas diárias de veículos, considerando todos os segmentos somados, foi 15% menor, entre os dias 21 e 30 de maio

Fabrica da Nissan e o Versa, sedan médio

A FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores divulgou hoje, 1º de junho, o desempenho do setor automotivo no mês de maio e do acumulado de 2018.
Para o Setor da Distribuição de Veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros), o mês de maio apresentou queda de 5,21% em relação a abril. Foram emplacadas 294.957 unidades no quinto mês do ano, contra 311.165 no mês anterior. Na comparação entre os meses de maio 2018 e o mesmo mês de 2017 (285.775 unidades), o setor automotivo registrou avanço de 3,21% no período.
Já no acumulado do ano, houve alta de 14,29% para todos os setores somados. Nos primeiros cinco meses deste ano, foram emplacadas 1.403.863 unidades, contra 1.228.312 entre janeiro e maio de 2017.
Os segmentos de automóveis e comerciais leves, somados, apresentaram queda de 7,17% em maio, em relação ao mês anterior. Foram emplacadas 194.922 unidades, contra 209.970 em abril de 2018. Se comparado com maio do ano passado (190.115 unidades), o resultado aponta aumento de 2,53%. No acumulado do ano, esses segmentos também cresceram, registrando alta de 16,2%. Foram comercializadas 932.173 unidades neste ano, contra 802.232 no mesmo período de 2017.
Segundo o Presidente da FENABRAVE, Alarico Assumpção Júnior, o mês de maio acompanhava a tendência positiva dos últimos meses, até o impacto causado pelas paralisações dos caminhoneiros. “Apuramos que, a partir do dia 25 de maio, o número de veículos emplacados começou a retrair. Este cenário ocorreu, entre outras razões, pela dificuldade de abastecimento de combustível, que fez com que os veículos, já prontos para entrega, não fossem conduzidos aos pátios dos Detrans para emplacamento”, explicou o Presidente da entidade.
Assumpção Júnior comentou, ainda, sobre o efeito da paralisação no setor de transportes rodoviários para o Setor da Distribuição de Veículos: “Considerando que o espaço de tempo, entre a venda do veículo e o seu emplacamento, é de até 7 dias, essa redução no volume ainda não pode ser apurada em sua totalidade, e os reflexos da greve dos caminhoneiros devem se estender nos resultados domês de junho. Com a greve dos caminhoneiros/cegonheiros, os veículos não estavam sendo transportados até as Concessionárias e muitos não foram fabricados, dada à falta de componentes. Isso sem mencionar o desabastecimento de peças e a perda de serviços que seriam realizados nas oficinas de nossas Redes já que, sem combustível, os clientes não se deslocavam até as Concessionárias, seja para comprar novos veículos ou mesmo para realizar serviços nos que já possuem”, disse Assumpção Júnior.
Acompanhe, na tabela a seguir, os dados de emplacamentos de veículos NOVOS para cada segmento automotivo.

10:27 · 03.05.2018 / atualizado às 10:27 · 03.05.2018 por

O mercado de veículos, segundo dados apurados pela FENABRAVE – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, considerando automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros, somou, de janeiro a abril, 1.108.913 unidades, o que representa aumento de 17,65% ante as 942.537 unidades licenciadas no mesmo período do ano passado

Apenas em abril, foram emplacados 311.181 veículos, 34,80% acima do volume registrado no mesmo mês do ano passado, com 230.848 licenciamentos. Na comparação com março, quando foram licenciadas 298.626 unidades, houve um acréscimo de 4,20%.
Do total comercializado no quadrimestre, 737.282 unidades são dos segmentos de automóveis e comerciais leves, que registraram forte crescimento de 20,45% perante igual período do ano passado, quando foram licenciadas 612.117 unidades. Em abril, esses dois segmentos, juntos, somaram 209.995 unidades, o que representa 37,83% de alta sobre o mesmo mês de 2017. Na comparação com março, que totalizou 200.085 veículos emplacados, esse volume é 4,95% maior.


Para o Presidente da FENABRAVE, Alarico Assumpção Júnior, o mercado se mantém firme em sua rota de recuperação, seguindo a perspectiva de crescimento projetado pela entidade. “A queda na inadimplência aliada à queda da taxa de juros, vem favorecendo o setor como um todo. Atualmente, a inadimplência da carteira de crédito, com recursos livres para pessoas físicas, é de 2,5%, e para pessoas jurídicas é de 3,6%. Estes resultados são os menores desde do mês de abril de 2011, fatores que favorecem a oferta de crédito pelas instituições financeiras”, declara o Presidente da entidade.
Outros segmentos
O segmento de motocicletas também comemora, em abril, resultados bastante positivos. As 82.152 motocicletas emplacadas no mês representaram 26,47% de avanço perante as vendas de abril do ano passado, e 3,52% acima do volume de março. No acumulado do quadrimestre, o segmento de duas rodas somou 301.542 emplacamentos, mostrando importante retomada de 9,27% ante os mesmos meses de 2017.
Em ritmo acelerado, o mercado de caminhões segue sua trajetória de recuperação. De janeiro a abril, foram licenciados 20.891 caminhões, o que representa 58,76% a mais do que em igual intervalo do ano passado. As vendas de abril somaram 6.223 unidades, 78,41% acima do volume de idêntico mês de 2017 e 4,27% na comparação com março de 2018.
Acompanhe, na tabela a seguir, os dados de emplacamentos de veículos NOVOS para cada segmento automotivo.

13:28 · 04.09.2017 / atualizado às 13:28 · 04.09.2017 por

Agosto não foi o mês do desgosto para o setor automotivo. Melhor resultado em vendas desde dezembro de 2015, com alta de 14,76% em relação a julho de 2017


De acordo com o levantamento realizado pela entidade, que representa mais de 7.400 concessionários de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros), o total de emplacamentos no mês de agosto foi 14,76% maior que o registrado em julho. Ao todo, foram comercializadas 305.221 unidades em agosto, contra 265.967 em julho deste ano. Em relação a agosto do ano passado (275.994unidades), ocorreu alta de 10,59% e, no acumulado de janeiro a agosto 2016/2017, houve retração de2,99% para todos os segmentos somados. Foram emplacadas, de janeiro a agosto deste ano, 2.076.562 unidades, contra 2.140.532 no mesmo período do ano passado.
Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, o resultado apurado em agosto é reflexo da percepção, por parte de consumidores e investidores, na melhora da economia. “A queda nas taxas de juros e as boas notícias na retração do desemprego, fizeram com que a confiança do consumidor aumentasse. Isso fez com que as vendas em dias úteis, agosto (23 dias) comparado a julho (21 dias), fossem positivas em 4,8% na soma de todos os segmentos”, comentou Assumpção Júnior.

Mesmo com a crise Brasil ainda é um dos maiores produtores e vendedores de veículos do mundo

Os segmentos de automóveis e comerciais leves também apresentaram alta de 17,36% nos emplacamentos em agosto. Foram emplacadas 209.871 unidades, contra 178.821 em julho. Se comparado com agosto de 2016 (178.088 unidades), o resultado aponta alta de 17,85%. No acumulado do ano, esses segmentos cresceram5,84%. Foram comercializadas 1.380.088 unidades nos primeiros oito meses de 2017, contra 1.303.956 no mesmo período de 2016.”Além dos demais fatores positivos já citados, a influência na melhora da inadimplência começou a refletir, diretamente, na aprovação de crédito para compra destes veículos. As vendas diárias registraram um crescimento de 7,1% em agosto, com relação ao mês anterior, o que reforça a confiança da entidade no crescimento destes segmentos para o ano de 2017″, explicou o presidente da Fenabrave..

12:24 · 03.05.2017 / atualizado às 12:25 · 03.05.2017 por

Apesar do resultado do quadrimestre apontar para uma queda que chegou a 11,45% entre janeiro e abril de 2017 sobre o mesmo período de 2016 (dias corridos), se consideradas as vendas diárias de todos os segmentos (dias úteis), houve aumento de 4,3% no volume de emplacamentos, o que demonstra sinais de recuperação do setor.
Segundo dados apurados pela Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, os emplacamentos de veículos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros) apresentaram queda de 18,31% em relação a março, se considerados os dias corridos. Foram emplacadas 230.854 unidades em abril, contra 282.613 no mês anterior. Na comparação entre os meses de abril 2017 e o mesmo mês de 2016 (266.478 unidades), o setor automotivo registrou retração de 13,37% este ano. “Além da lenta recuperação da economia, os feriados também impactaram no volume de dias úteis, o que repercutiu, diretamente, na queda registrada nos emplacamentos.
Se considerarmos as vendas diárias, notaremos aumento de 4,23% nos emplacamentos”, declara Alarico Assumpção Júnior, Presidente da Fenabrave.
Considerados os dias corridos, no acumulado do ano, a queda chegou a 11,45% para todos os setores somados. Nos primeiros quatro meses deste ano, foram emplacadas 942.530 unidades, contra 1.064.446 no mesmo período de 2016.
Vendas diárias de automóveis e comerciais leves crescem
Mesmo com queda de 17,11% em abril sobre março de 2017, e de 3,25% na comparação com abril de 2016 (considerando dias corridos), os segmentos de automóveis e comerciais leves apresentaram recuperação no volume de vendas diárias. Foram emplacadas 8.466 unidades por dia em abril deste ano, contra 7.993 unidades em março, num crescimento de 5,92%. Se comparadas às vendas diárias de abril de 2016, quando foram emplacadas 7.875 unidades, a evolução chega a 7,5%. “Tivemos cinco dias a menos em abril se comparado ao mês anterior (23 em março contra 18 em abril). Esse aumento no volume de vendas diárias nos faz acreditar que estamos interrompendo a curva de queda e iniciando uma recuperação, ainda que moderada.
No acumulado desses segmentos, ainda temos retração de 1,67%, mas estamos confiantes que teremos melhores resultados nos próximos meses, se os índices de confiança forem retomados e a economia voltar a girar”, comentou Assumpção Júnior.
Acompanhe, na tabela a seguir, os dados de emplacamentos de veículos NOVOS para cada segmento automotivo.

Transações de Usados crescem 6,7% no acumulado
As transações de veículos usados, considerando todos os segmentos automotivos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros veículos), apresentaram retração de 14,53% em abril, na comparação com o mês anterior. Ao todo, foram transacionadas 1.020.115 unidades em abril de 2017, contra 1.193.544 em março. Na comparação com o mês de abril/2016, o resultado geral de transações de usados apresentou queda de 0,95%, chegando a 1.029.870 unidades transacionadas no período.
Já no acumulado do quadrimestre, o mercado de usados apresentou alta de 6,17% no comparativo com o mesmo período do ano passado. Ao todo, foram transacionadas 4.245.307 unidades em 2017, contra 3.998.447 unidades em 2016.
Para os segmentos de automóveis e comerciais leves, as transações apresentaram baixa de 14,13% em abril sobre março. Ao todo, foram negociadas 765.602 unidades no quarto mês deste ano, contra 891.554 em março. Em relação a abril/2016 (760.385 unidades), houve crescimento de 0,69% nas transações destes veículos.
Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, apesar de o mês de abril ter apresentado uma queda de 14,53% em dias corridos, o resultado, em dias úteis, apontou crescimento de 9,21%. “Este mercado se manterá aquecido ao longo de 2017, motivado pelas oportunidades que surgem no momento da “troca com troco” dos veículos”, declara Assumpção Júnior.
Do total de automóveis e comerciais leves negociados, os usados (de até 3 anos de fabricação) representaram 14,16% do total transacionado em abril, e 13,45% do acumulado do ano.
Acompanhe, na tabela a seguir, os dados de emplacamentos de veículos USADOS para cada segmento automotivo:

20:52 · 11.09.2016 / atualizado às 20:52 · 11.09.2016 por

No total, foram transferidas mais de 1,2 milhão de unidades no mês. De janeiro a agosto, o volume ultrapassou 8,6 milhões de unidades, representando 4,6 usados vendidos para cada novo

Quarta geração do Gol é um dos usados mais vendidos
Quarta geração do Gol é um dos usados mais vendidos

Segundo dados apurados pela Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, entidade que representa mais de 7 mil concessionários de veículos no Brasil, a transferência de veículos seminovos e usados, em todos os segmentos automotivos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas e implementos rodoviários), cresceram 5,3% no comparativo entre julho e agosto deste ano. No total, foram transferidas 1.261.007 unidades, contra 1.197.562 de julho. No acumulado deste ano, as transferências já somam 8.653.973 unidades, com pequena queda de 1,8% em comparação com o mesmo período de 2015.

Uno é bem cotado no mercado de usados
Uno é bem cotado no mercado de usados

Para os segmentos de automóveis e comerciais leves, somados, o total transferido registrou aumento de 5,29% ante o mês de julho e quase 10% em relação a agosto de 2015. No total, foram negociadas 950.460 unidades no oitavo mês do ano, contra 906.799 em julho. No comparativo dos oito primeiros meses de 2015 e 2016, foi registrada queda de pouco mais de 2%, totalizando 6.609.042 no ano passado, contra 6.471.250 neste ano.
De acordo com o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, o mercado de seminovos, composto por veículos de até 3 anos, se mantém aquecido. Isso ocorre, pois, o distanciamento de preços entre alguns modelos novos e seminovos é pequeno. “Dessa forma, alguns consumidores optam por comprar um seminovo mais completo em detrimento de um novo mais simples”, explicou Assumpção Júnior.
Esta tendência é refletida na diferença da venda e usados para cada novo. Segundo a Fenabrave, a cada automóvel e comercial leve novo, vendido nas concessionárias autorizadas, são realizadas 5,6 transferências de usados. “Esta proporção é ainda maior no segmento de caminhões, que chegou a 7,2 usados para cada novo vendido”, disse o presidente da Fenabrave.

15:17 · 09.11.2015 / atualizado às 15:17 · 09.11.2015 por

A 20ª edição da Fenatran começa nesta segunda-feira, 9 de novembro, em São Paulo, com o desafio de ditar um novo ritmo para o mercado nacional do transporte rodoviário de carga. Já na cerimônia de abertura, a ANFAVEA declarou que conseguiu junto ao Governo a reabertura da linha Finame PSI nas mesmas condições anteriores, especialmente com relação aos custos financeiros

 

fenatran-2015

Com a decisão, o PSI volta a operar normalmente, ou seja, aprovará – de acordo com a análise do BNDES – os pedidos já protocolados e receberá novos pedidos de financiamento até os prazos já determinados.
Para o presidente da ANFAVEA, Luiz Moan Yabiku Junior, a reabertura do PSI é fundamental para o desenrolar do mercado neste ano: “É de aplaudir a forma muito rápida de ação do Governo ao decidir pela reabertura do PSI, que permitirá ao mercado prosseguir com as atividades neste ano com as regras já definidas. Ao considerar a conjuntura atual do segmento e também a realização da Fenatran, tenho a certeza de que a decisão foi extremamente acertada e poderá dar uma injeção de confiança nos consumidores e investidores”.
Com 320 empresas expositoras, o evento mostra a união e a força deste mercado, que busca maior interatividade com todas as esferas do governo. A partir das 13h, as empresas mostram ao público seus lançamentos para fazer essa economia continuar em locomoção. O evento vai até sexta-feira, 13, no Anhembi, em São Paulo.
Acompanhe alguns destaques dessa segunda-feira na Fenatran:
Acompanhe a grade de hoje:
15h às 15h45: Como a adoção de práticas sustentáveis no setor de transporte, impulsiona novos negócios – Adriana Prestes, Fundadora – CO2 Neutro
16h às 16h45: Motor e Embreagens Remanufaturados – Edivaldo Portugal & Fábio Angonilha, Consultores – ANRAP
17h às 17h45: Relevância do planejamento de rotas na cadeia logística – Maximiliano Fernandes, Diretor de Marketing e Produtos – Ticket Car
18h às 18h45: Espaço TranspoData: Redes de Concessionárias e Fabricantes, como sobreviver em tempos de crise – Orlando Merluzzi, Presidente – MA 8
19h às 19h45: Como o sistema de RFID auxilia no controle dos custos com pneus de caminhões – Richard Suarez, Consultor – Tech International

14:16 · 02.10.2015 / atualizado às 14:16 · 02.10.2015 por
Onix e o modelo Chevrolet mais vendido do pais
Onix é o modelo mais vendido do País em setembro

Pelo segundo mês consecutivo, Chevrolet Onix conseguiu desbancar o Fiat Palio e assumir o primeiro lugar dos mais emplacados. Em setembro, superou a marca de 10,2 mil unidades emplacadas. Ele tem atualmente nove combinações diferentes entre acabamento (LS, LT, LTZ ou Effect), motorizações (1.0 ou 1.4) e transmissão (manual ou automática de seis velocidades).

Dos equipamentos, destacam-se painel com velocímetro digital, ar-condicionado, direção hidráulica, aviso sonoro em caso de esquecimento do afivelamento do cinto de segurança, rodas aro 14, airbag duplo e freios ABS com EBD (Electronic Brake Force Distribution). O sistema multimídia Chevrolet MyLink é item de série nas versões LTZ e Effect e opcional na versão LT. O aparelho possui tela LCD sensível ao toque de 7 polegadas, rádio AM/FM com entradas USB e auxiliar, função áudio streaming, além de conexão Bluetooth e aplicativos para celular.

novo palioAo seu lado, na segunda posição, está o HB20 com 8.889 unidades no último mês. Completando o pódio, está o Fiat Palio, com 8.761 unidades emplacadas. Esses mesmos modelos também estão no top 3 do acumulado, sendo que em outras posições:

 1º Palio – 92.087
2º Onix – 87.725
3º HB20 – 78.867
4º Ka – 69.564
5º Gol – 63.240

Cenário

No geral, lembrando que o quadro mantém-se em queda. Com 166.361 em setembro, houve redução de 3,63% com relação a agosto e 26,07% comparado ao mesmo período do ano passado. Já com 1.601.928 no acumulado, a baixa foi de 20,49% no segmento de autos. Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores.

 

17:17 · 01.10.2015 / atualizado às 17:17 · 01.10.2015 por

O desempenho dos emplacamentos de veículos automotores, no mês de setembro e acumulado do ano, foi divulgado hoje (01), pela Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, entidade que representa cerca de 8 mil Concessionárias no Brasil

 

RODOVIA
As vendas de todos os segmentos somados (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros, como carretinhas para transporte) apresentaram queda de 2,93% em setembro na comparação com o mês anterior. Foram emplacadas 313.990 unidades em setembro, contra 323.476 em agosto.
Em relação ao mesmo mês do ano passado (436.931), a queda foi de 28,14%. No acumulado, a retração foi de 19,28% para todos os setores somados. Foram emplacadas, de janeiro a setembro deste ano, 3.042.984 unidades, contra 3.770.026 no mesmo período de 2014.
Os segmentos de automóveis e comerciais leves também, apresentaram queda em setembro, com uma redução de 3,62% sobre agosto. Foram emplacadas 192.610 unidades, contra 199.845 em agosto. Se comparado com setembro do ano passado (282.487 unidades), o resultado aponta uma baixa de 31,82%. No acumulado do ano, esses segmentos caíram 21,73% sobre o mesmo período de 2014, com 1.881.671 unidades comercializadas de janeiro a setembro de 2015, contra 2.403.955 no mesmo período do ano passado.
Segundo o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, o resultado acumulado está próximo das projeções já anunciadas pela Fenabrave para o setor, mas, em sua opinião, pode haver uma leve recuperação até o final do ano para alguns segmentos. “Algumas marcas estão realizando lançamentos que poderão estimular o consumo, principalmente, para automóveis e comerciais leves”, avalia Assumpção Júnior.
Confira a seguir o desempenho de todos os segmentos:

RES

14:57 · 27.08.2015 / atualizado às 15:10 · 27.08.2015 por

O maior evento do setor automotivo deste ano começa próximo dia 15 de setembro. Com o tema “Faça a diferença. #Inove para vencer!”, o 25º Congresso & ExpoFenabrave deverá reunir 5 mil pessoas e a programação contará com 30 palestras nacionais e internacionais na Expo Center Norte, em São Paulo; jornal Diário do Nordeste, programa Guia Automotivo da TV Diário e este Blog farão cobertura completa

Os maiores nomes do setor estarão presentes no evento, que também terá espaço para exposições
Maiores nomes do setor estarão no evento, que terá espaço para exposições

Enquanto as vendas de automóveis e comerciais leves novos apresentam forte retração, o mercado de usados vem demonstrando um crescimento consistente. Segundo dados da Fenabrave, foram comercializadas 5.733.974 unidades nos primeiros sete meses de 2015, numa alta de 4,44%, na comparação com o mesmo período de 2014. E, para falar sobre este importante segmento para a rentabilidade das Redes de Concessionárias, a Programação Temática do 25º Congresso & ExpoFenabrave, que acontece nos dias 15 e 16 de setembro de 2015, no Pavilhão Azul do Expo Center Norte, em São Paulo/SP, contempla a  Mesa Redonda “Melhores Práticas em Carros Usados”.

Participam da Mesa Redonda “Melhores Práticas em Carros Usados” concessionários que já possuem grande eficiência nesta operação e especialistas no segmento, como o empresário Luiz Reze, do Grupo Abrão Reze, e Sylvio de Barros, CEO do iCarros. Na ocasião, serão discutidas quais as bases, processos, ferramentas e estratégias que constroem esta nova alternativa para minimizar os impactos gerados nas redes em função da retração econômica.
“Estamos atentos aos rumos da economia e a todas as oportunidades que resultem na geração de negócios para as redes. A Programação Temática do 25º Congresso & ExpoFenabrave foi desenvolvida para atender todos os segmentos da Distribuição Automotiva, com o objetivo de que os concessionários absorvam o máximo de conteúdo para que possam fazer a diferença no seu dia a dia e, assim, se sobressaiam aos dias mais difíceis e se preparem para as demandas futuras”, comenta o Presidente da Fenabrave Alarico Assumpção Júnior.

Presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior
Presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior

Na Mesa Redonda também serão apresentadas as novas tecnologias para o segmento e a forte participação da internet na comercialização de usados, além da importância da avaliação, dos gastos de reparação e da precificação.
Paralelamente ao 25º Congresso, acontece a ExpoFenabrave, feira de negócios que reunirá 70 marcas de expositores, em uma área de 15 mil m².

Veja site do evento

Saiba mais sobre a Fenabrave
A Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores, entidade com 50 anos de atuação, reúne 51 Associações de Marcas de automóveis, veículos comerciais leves, caminhões, ônibus, implementos rodoviários, máquinas agrícolas e motocicletas.

logofenabrave
A Federação representa mais de 8 mil concessionários de veículos no Brasil que, juntos, são responsáveis pela geração de 400 mil empregos diretos, correspondendo a 5,2% do Produto Interno Bruto – PIB do País.
Realizado anualmente pela entidade, o Congresso Fenabrave & Expofenabrave está em sua 25º edição, sendo considerado o segundo maior evento da Distribuição Automotiva no mundo e o primeiro da América Latina.