Blog do Automóvel

Categoria: Fórmula 1


14:44 · 21.03.2018 / atualizado às 14:44 · 21.03.2018 por

No próximo domingo (25) será dada a largada da primeira corrida da temporada 2018 da Fórmula 1, no circuito de Albert Park, Austrália. Em busca do pentacampeonato entre construtores, a equipe Mercedes-AMG Petronas Motorsport terá a estreia do recém-apresentado F1 W09 EQ Power+, modelo responsável por manter a tradição dos consagrados “Flechas de Prata” da marca. Com a característica cor prateada e detalhes em azul esverdeado nas laterais, ele traz como principal novidade o “halo”, proteção de cabeça obrigatória a partir deste ano.


Além da expectativa de continuar dominando a categoria como equipe, 2018 pode ser histórico para o tetracampeão Lewis Hamilton. Se vencer o campeonato entre pilotos mais uma vez, o inglês ultrapassará as conquistas de Juan Manuel Fangio, primeiro corredor da Mercedes-Benz na história.
Outro destaque da Mercedes-AMG Petronas Motorsports na temporada é o finlandês Valtteri Bottas. A bordo do “Flecha de Prata” #77, o piloto de 28 anos busca seu primeiro título na categoria, consolidando de vez seu nome na história dos corredores da marca.


Segurança com alta performance
Adicionalmente ao lançamento do F1 W09 EQ Power+, a temporada 2018 da Fórmula 1 terá a estreia de outro modelo AMG nas pistas. O Mercedes-AMG GT R, equipado com motor V8 biturbo de 4,0 litros, será o Safety Car oficial da categoria durante as 20 corridas do calendário. Com 585 cv e 700 Nm de torque, o modelo é o mais potente da marca segundo o princípio ‘Handcrafted By Racers’ (feito à mão por corredores).


Com isso, os veículos fabricados em Affalterbach completam mais de 20 anos como automóveis oficiais da categoria mais famosa do automobilismo mundial. Confira todos os modelos:
C 36 AMG (1996/97)
CLK 55 AMG (1997/98)
CL 55 AMG (1999/2000)
SL 55 AMG (2001/02)
CLK 55 AMG (2003)
SLK 55 AMG (2004/05)
CLK 63 AMG (2006/07)
SL 63 AMG (2008/09)
SLS AMG (2010 to 2014)
AMG GT S (2015-2017)
AMG GT R (a partir de 2018)

19:21 · 04.06.2017 / atualizado às 19:21 · 04.06.2017 por

A Ford tem um grande legado na Fórmula 1, com 13 títulos de pilotos e 10 de construtores antes de deixar a categoria para dedicar-se às competições mundiais de rali, endurance e provas de Turismo nos Estados Unidos. Esta semana, a marca relembra que há exatamente 50 anos o piloto Jim Clark guiou seu Lotus 49 para a primeira vitória, na Holanda, e revolucionou as corridas de Fórmula 1 para sempre

 

Jim Clark em sua Lotus 1967

Sob o capô do carro de Clark estava o propulsor Ford Cosworth de 3 litros que, a partir de então e nos 17 anos seguintes, tornou-se o motor de F1 mais bem-sucedido de todos os tempos.
Projetado por Keith Duckworth, o DFV (“Double Four Valve”) era um V8 de 3 litros que, na época, custou 100.000 libras para ser desenvolvido. Quando fez sua estreia, em 1967, o motor gerava 415 cv de potência, chegando posteriormente a mais de 500 cv.
O DFV então era usado exclusivamente pela Lotus, mas no ano seguinte a Ford disponibilizou o motor para outras equipes e dominou o esporte. Em 1969 e 1973, todas as provas do Campeonato Mundial foram vencidas por carros com o motor Ford. No período de 1967 a 1985, ele somou 155 vitórias em 262 corridas.

Da esq. à dir: Bill Brown (gerente geral), Keith Duckworth (engenheiro-chefe), Mike Costin (engenheiro-chefe adjunto) e Ben Rood (engenheiro de produção) da Cosworth

Com esse motor, a bordo de um Lotus, Emerson Fittipaldi foi bicampeão mundial em 1972 e 1974. A última vitória com o motor foi conquistada por Michele Alboreto em um Tyrrell, no Grande Prêmio de Detroit de 1983. O último piloto a correr na F1 com o propulsor foi Martin Brundle, também em um Tyrrell, no Grande Prêmio da Áustria de 1985.
Legenda da foto (da esq. à dir.): Bill Brown (gerente geral), Keith Duckworth (engenheiro-chefe), Mike Costin (engenheiro-chefe adjunto) e Ben Rood (engenheiro de produção) da Cosworth

16:01 · 27.03.2017 / atualizado às 16:01 · 27.03.2017 por

Apaixonados por Fórmula 1 podem começar a planejar as viagens de 2017 para acompanhar de perto os Grandes Prêmios ao redor do mundo. O AlugueTemporada – marca da HomeAway no Brasil – selecionou imóveis nas paradas do calendário de corridas, para os fãs da alta velocidade conferirem de perto a adrenalina do esporte

O site traz opções com os pit-stops ideais para curtir uma viagem inesquecível, com o conforto de casa, pertinho das melhores competições.
Austrália (26 de março)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p9182908
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6811346

China (9 de abril)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6033315
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p904588vb

Bahrein (16 de abril) (casa em Abu Dhabi)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6820174

Rússia (30 de abril)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6039814
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p4270706

Espanha (14 de maio)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p1703896
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6890498

 

Mônaco (28 de maio)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6705355
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6736426

Canadá (11 de junho)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p3987144
https://www.aluguetemporada.com.br/ferias/ontario/lake-muskoka/r67308

Europa – Baku (25 de junho)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p1657189
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p4301456

Áustria (9 de julho)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p2576448

Grã-Bretanha (16 de julho)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6504306
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6506604

Hungria (30 de julho)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6059005
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p4254208

Bélgica (27 de agosto)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6716940
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p1588502

Itália (3 de setembro)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p1748359
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6873572

Malásia (17 de setembro)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p6038976
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p4246001

Singapura (1 de outubro)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p4273471
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p3860846

Japão (8 de outubro)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p4275063
(kyoto)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p4332741
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p4108994

Estados Unidos (22 de outubro)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p3685676
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p808786vb

México (29 de outubro)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p356366
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p126586

Brasil (12 novembro)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p4198215
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p3997850

Abu Dhabi (26 de novembro)
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p1879106
https://www.aluguetemporada.com.br/imovel/p1879105

09:06 · 08.01.2015 / atualizado às 10:23 · 08.01.2015 por
1973_mun_0926
Para o diretor de comunicação, Caique Ferreira, participar de competições dão mais visibilidade para a empresa

A Renault está de volta ao automobilismo brasileiro. O retorno será no dia 22 de março, no Autódromo de Goiânia, quando será realizada a primeira etapa da temporada 2015 da Copa Petrobras de Marcas. Nas pistas estará o Novo Fluence 2015, sedã médio da marca, o qual foi transformado para a competição. Serão duas equipes, com dois carros cada, que terão o desafio de defender as cores da Renault à frente de outras marcas que também disputam o Campeonato. O Fluence já marca presença no grid de outras importantes competições na América do Sul: como os Campeonatos TC 2000, disputados na Argentina e Colômbia.

“A competição está no DNA da marca. A presença da Renault nas pistas, especialmente no Campeonato Brasileiro de Marcas, é mais uma importante oportunidade de visibilidade e relacionamento da marca com os seus atuais clientes e futuros clientes”, afirma Caique Ferreira, Diretor de Comunicação da Renault do Brasil.

O começo foi em 1898, quando Louis Renault percebeu que as competições automobilísticas eram uma ótima vitrine para exposição de seus veículos e competiu em algumas provas, juntamente seu irmão Marcel, com um carro que construiu na época. Mas, foi na Fórmula 1 que a marca alcançou as mais importantes conquistas. A Renault fez sua estreia na categoria em 1977 e nesses 37 anos, foram 12 títulos mundiais de Construtores e 11 de Pilotos.

A Renault também organiza o World Series, realizado na Europa. O evento reúne três categorias, são elas: a Fórmula Renault 3.5 Series e a Fórmula Renault 2.0, onde 60% dos pilotos que passam por estas categorias chegam até a Fórmula 1. É o caso do Nico Rosberg, Kimi Haikkonen, Pastor Maldonado, Romain Grosjean, Felipe Massa, entre outros. Outra categoria é a Clio Cup. Como o nome bem antecipa, é utilizado o modelo Clio, sendo uma versão europeia semelhante aos utilizados nas ruas. O World Series também serve para a Renault promover ações com clientes da marca, como Track Days, gincanas e voltas rápidas em carros de competições.

“Para nós da Renault, as pistas sempre foram um laboratório de inovações que um dia podem chegar às ruas. Voltamos às pistas para reforçar um conceito de competição e esportividade que sempre acompanhou a marca”, afirmou Bruno Hohmann, Diretor de Marketing da Renault do Brasil.

11:28 · 17.05.2013 / atualizado às 11:28 · 17.05.2013 por

A Honda Motor Co., Ltd. anunciou hoje a decisão de retornar à FIA (Federação Internacional de Automobilismo) Campeonato Mundial de Fórmula 1 a partir de 2015 em parceria com a equipe britânica McLaren

Honda-F1


A Honda estará encarregada do desenvolvimento e fornecimento do motor, incluindo o sistema de recuperação de energia, enquanto a McLaren será responsável pelo desenvolvimento e produção do chassi, assim como pelo gerenciamento da nova equipe McLaren Honda.
A partir de 2014, as novas regulamentações da F1 demandarão a introdução de motor V6 1.6 litros com sistema turbo alimentado, injeção direta de combustível e sistema de recuperação de energia.

Metas
O objetivo principal da Honda ao retornar à F1 é buscar, através da experiência e desafios nas pistas, aprimorar o desenvolvimento de novas tecnologias. No decorrer de sua história, a empresa tem vigorosamente buscado melhorias na eficiência da combustão interna de seus motores e, mais recentemente, investido em tecnologias pioneiras no gerenciamento de energias, como os sistemas híbridos. A participação na Formula 1 proporcionará ainda maior progresso tecnológico nestas áreas. Além disso, uma nova geração de engenheiros da Honda terá a oportunidade de vivenciar e aprender com os desafios e emoções de operar em uma categoria ícone dos esportes motorizados.
“Desde sua fundação, a Honda tem crescido a partir dos desafios vivenciados em competições motorizadas. A empresa tem uma longa trajetória de avanços no desenvolvimento de tecnologias e engajamento de suas equipes a partir da participação nas competições automobilísticas de maior prestígio no mundo. As novas regulamentações da Fórmula 1, com foco em questões ambientais, proporcionarão avanços importantes no desenvolvimento de nossas tecnologias e este é o objetivo central da participação da Honda no campeonato. Admiramos a decisão da FIA em introduzir tais regulamentações, que são bastante desafiadoras mas também estimulantes para os fabricantes empenhados no desenvolvimento de tecnologias amigáveis ao meio ambiente, como a Honda. Gostaríamos de expressar nossa sincera gratidão ao Sr. Jean Todt, presidente da FIA e ao Sr. Bernie Ecclestone, CEO do Grupo Fórmula 1, que ofereceu todo o apoio necessário para o nosso retorno à competição. O slogan corporativo da Honda é “The Power of Dreams”. Este slogan representa o forte desejo de perseguir e realizar nossos sonhos ao lado de clientes e fãs. Em parceria com a McLaren, uma das mais ilustres fabricantes da história da categoria a Honda marcará o seu retorno aos desafios da F1″, declarou o

Presidente e CEO da Honda Motor Co., Ltd., Takanobu Ito.
Martin Whitmarsh, CEO do Grupo McLaren, disse:
“Os nomes McLaren e Honda são sinônimo de sucesso na Fórmula 1 e, para todos que trabalham para ambas as empresas, o peso das nossas conquistas do passado está sobre os nossos ombros. Queremos compartilhar, mais uma vez, nosso desejo e determinação em levar a McLaren Honda ao topo da Fórmula 1. Unidas, temos um legado e estamos inteiramente empenhadas em mantê-lo”.

Jean Todt, presidente da FIA, declarou:
“Estou muito feliz com a importante decisão da Honda em retornar à F1, ao lado da Mc Laren, a partir de 2015. A apresentação de um novo motor de 1,6 litros, com 6 cilindros, injeção direta de combustível e sistema de recuperação de energia, é um desafio muito interessante e demonstra uma nova visão para o futuro do esporte. Tenho certeza de que a Honda voltará a ser um forte concorrente nos próximos anos”.
Bernie Ecclestone, CEO do Grupo Fórmula 1, comentou:
“É um grande prazer ver a Honda de volta à Fórmula 1. Sua tecnologia e paixão pelo esporte faz da marca uma competidora natural da categoria”.

Histórico de participação da Honda Racing na F1
1964 – 1968: Participou como uma equipe própria, desenvolvendo motor e chassis;
1983 – 1992: Participou como fornecedora de motores (Venceu os campeonatos de pilotos e construtores por quatro anos consecutivos, de 1988 a 1991);
2000 – 2005: Participou como fornecedora de motores e no desenvolvimento do conjunto de chassis;
2006 – 2008: Participou como uma equipe própria, desenvolvendo motor e chassis.

10:11 · 15.04.2013 / atualizado às 10:11 · 15.04.2013 por

Mercedes-Benz e Michael Schumacher anunciaram uma parceria de longo prazo que vai muito além do automobilismo e da Fórmula 1. Michael Schumacher será ativamente envolvido com temas relacionados ao futuro, em especial, o desenvolvimento adicional dos sistemas Mercedes-Benz de segurança e conforto “Intelligent Drive”, e representá-los como um embaixador. Há muitos anos que o sete vezes campeão mundial de Fórmula 1 tem trabalhado com segurança rodoviária; como um parceiro, ele vai a partir de agora apoiar o envolvimento da Mercedes-Benz nessa área.
Como piloto, o lema de Schumacher era “Se você não vai para frente, então você vai para trás”. Por inúmeras vezes ele se auto-motivou e, a sua equipe, ao longo de sua carreira incomparável para alcançar novos desenvolvimentos e alta performance. Agora ele está ativamente colocando sua experiência a serviço dos motoristas e passageiros, procurando as melhores soluções para a segurança nas estradas, juntamente com a Mercedes-Benz.

Besuch Mercedes AMG-Fahrer bei DFB Fussball-Nationalmannschaft im Trainingslager, Tourrettes, 23.05.2012
“O futuro me interessa muito mais do que o presente e o passado. Durante o meu tempo de Fórmula 1 eu sempre acreditei que você não deve se permitir descansar sobre os louros, mas que você deve continuamente tentar melhorar. Ao fazê-lo, muitas vezes eu podia contar com a ajuda de todas as tecnologias disponíveis para mim em meu veículo e usá-los ao meu favor. É por isso que eu sou um defensor declarado de sistemas de assistência de condução, tanto nos carros de corrida, como nos de passeio “, disse Schumacher sobre a nova parceria.
Dr. Joachim Schmidt, vice-presidente executivo da Mercedes-Benz Automóveis, Vendas e Marketing, acrescentou: “Estamos orgulhosos que Michael Schumacher, o piloto mais bem sucedido e mais conhecido no mundo, está novamente conosco como nosso parceiro. Desde o tempo em que ele era um júnior da Mercedes-Benz e, claro, nos últimos três anos como piloto em nossa equipe de Fórmula 1, Michael Schumacher sempre foi comprometido com os projetos de nossa empresa. É por isso que é lógico para os dois lados unir os seus conhecimentos e know-how e usá-los, por exemplo, para aprimorar sistemas de assistência ao motorista e, assim, melhorar a segurança nas estradas”.
Michael Schumacher fará sua primeira aparição como um parceiro da Mercedes-Benz juntamente com o Dr. Dieter Zetsche em 1 de maio de 2013, na “Handelsblatt PATHFINDER – O futuro começa hoje”. “Eu queria ter uma missão claramente definida dentro da nova parceria e acho que é muito emocionante ser capaz de contribuir para um maior desenvolvimento e otimização de segurança juntamente com a empresa inventora do automóvel”, disse o recordista campeão mundial de Fórmula 1.

15:55 · 06.02.2012 / atualizado às 15:55 · 06.02.2012 por

Dois exemplares especialmente preparados do novo Jeep  Grand Cherokee SRT8® 2012 – o veículo mais potente e estável já feito pela Jeep – foram entregues a Fernando Alonso e Felipe Massa, pilotos da Ferrari na Fórmula 1, no circuito de Fiorano.em Maranello, na Itália.


Os veículos idênticos foram entregues aos dois pilotos por Beth Paretta, diretora de Marketing e Operações da Marca SRT e Esportes a Motor do Chrysler Group LLC.
Cada um dos Jeep Grand Cherokee SRT8 dos astros da Scuderia Ferrari conta com uma aparência externa agressiva com design exclusivo SRT, complementados por itens de estilo clássicos da marca Ferrari, como a incomparável cor característica Rosso Corsa.
A grade frontal icônica de sete barras do Jeep é pintada em preto fosco e conta com inserções vermelhas customizadas. Inspirada em corridas, uma faixa negra com um traço branco personaliza os pára-choques dianteiro e traseiro, o capô, toda a superfície do teto e o defletor traseiro. Outros detalhes exclusivos incluem teto solar duplo em preto fosco, capas dos espelhos retrovisores externos em fibra de carbono e uma barra preta brilhantes na tampa traseira com toques em vermelho no logotipo Jeep.

Para completar o visual externo exclusivo desses dois SRT8 customizados, a bandeira italiana foi pintada no defletor traseiro – um tributo ao carro Ferrari F150º da Fórmula 1.
A suspensão foi rebaixada em 3,8 cm e as rodas de aro 20″ são exclusivas: de alumínio forjado pintadas de preto, dando uma aparência ainda mais agressiva.
Em linha com o exterior customizado do veículo, a cabine é aprimorada por detalhes exclusivos de couro Vermelho Ferrari nos assentos esportivos. Além disso, os painéis das portas, o apóia-braços central e o painel de instrumentos são de couro vermelho. O volante de couro do SRT8 com comandos da transmissão tem costuras vermelhas. Os instrumentos têm fundo exclusivo, em amarelo, outro toque que remete aos superesportivos produzidos em Maranello.

Alonso pilotando a máquina

O Jeep Grand Cherokee SRT8 conta com o novo motor HEMI® V8 de 6,4 litros com tecnologia Fuel Saver que desliga quatro dos oito cilindros quando a potência total não é necessária, para garantir maior economia de combustível. Graças ao potente HEMI V8 com 477 cv e 630 Nm de torque, o modelo SRT8 acelera de 0 a 100 km/h em 5 segundos, atinge a velocidade máxima de 257 km/h e freia de 100 a 0 km/h em 35 metros.
“Estamos empolgados e orgulhosos de poder compartilhar versões customizadas ao ‘estilo Ferrari’ do Jeep Grand Cherokee SRT8 mais potente e estável já feito com dois dos pilotos mais talentosos do mundo”, diz Beth Paretta. “Sabemos que Fernando e Felipe se sentirão em casa em nossos SUVs de máximo desempenho montados identicamente com itens de estilo clássico Ferrari e pintados na exclusiva cor Rosso Corsa. O Jeep Grand Cherokee SRT8 traz uma combinação de capacidade de classe mundial da Jeep para a estrada ou a pista de corrida, bem como luxo e refinamento inigualáveis e tecnologias avançadas inovadoras para todos os que amam dirigir.”
Os dois Jeep Grand Cherokee SRT8 exclusivamente customizados para Alonso e Massa se baseiam na versão de alto desempenho do principal modelo da Jeep, que estará disponível nas concessionárias Jeep da Europa a partir de maio.

Sobre a SRT
A marca Street and Racing Technology (SRT) do Grupo Chrysler desenvolve os veículos de alto desempenho das linhas Chrysler, Dodge e Jeep®. Todos os modelos com o emblema SRT compartilham as cinco características da marca SRT: trens de força impressionantes, estilo funcional voltado ao desempenho, rodagem e estabilidade de classe mundial, frenagem referencial e interiores com toques inspirados em

09:32 · 14.09.2010 / atualizado às 09:32 · 14.09.2010 por
Piloto Ayrton Senna será homenageado no ano em que faria 50 anos

A Universal Pictures, distribuída no Brasil pela Paramount Pictures Brasil, confirmou para 12 de novembro o lançamento do documentário sobre a vida de Ayrton Senna no país. SENNA é uma produção Working Title em associação com Midfield Films. A direção é de Asif Kapadia, o roteiro escrito por Manish Pandey e a produção de James Gay-Rees, Tim Bevan e Eric Fellner.

O documentário mostra a notável história de Senna, pontuando suas realizações nas pistas e fora delas, sua busca por perfeição e o status de mito que ele alcançou. SENNA abrange os anos da lenda do automobilismo como piloto de F1, desde sua temporada de estreia em 1984 até sua morte precoce uma década depois. Muito mais que um filme para fãs da F1, a produção expõe uma história extraordinária de maneira inigualável, evitando o uso de muitas técnicas padrões de documentários e favorecendo uma abordagem mais cinematográfica, que faz uso total de filmagens espetaculares, boa parte inédita, tirada dos arquivos da F1.

SENNA foi realizado com completa cooperação da família de Ayrton Senna, que concedeu permissão para que esse fosse o primeiro filme-documentário sobre a vida do piloto; e com apoio tanto da Fórmula Um, que deu permissão à equipe para usar filmagens inéditas, quanto do Instituto Ayrton Senna, organização não-governamental criada em 1994, que oferece educação de qualidade a milhões de crianças e jovens brasileiros.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs