Blog do Automóvel

Categoria: Global


10:25 · 25.02.2016 / atualizado às 10:27 · 25.02.2016 por

Com o emplacamento de 2.476.981 unidades, entre automóveis e comerciais leves, o Brasil encerrou 2015 com o 2º pior desempenho no ranking dos 20 maiores mercados internos do mundo. A queda foi de 25,59% em relação ao total de 3.328.981 unidades em 2014

Mesmo com a crise Brasil ainda é um dos maiores produtores e vendedores de veículos do mundo
Mesmo com a crise Brasil ainda é um dos maiores produtores e vendedores de veículos do mundo

O Brasil só perdeu para a Rússia, que amargou queda de 35,68%, passando de 2.491.721 unidades emplacadas em 2014 para 1.602.771 unidades no ano passado. Os dados são da JATO Dynamics do Brasil, especialista em informações automotivas.
Esses resultados mostram que o Brasil perdeu três posições. De 4º mais importante mercado interno em 2014, encerrou o ano passado em 7º; enquanto a Rússia, de 8º para 12ª colocação. Sem novidades para os primeiros colocados, a China segue na liderança com alta acumulada de 6,44%. Os EUA mantiveram-se na segunda colocação, também com alta de 5,75%. O Japão, por sua vez, mesmo diante da queda de 9,46%, continua na terceira posição.
É importante destacar que os dados chineses incluem apenas veículos de passeio. Para o restante dos países os números englobam automóveis e comerciais leves.
Com os pífios resultados do Brasil e da Rússia, houve alterações nas posições de Alemanha, Índia, Grã-Bretanha, França, Canadá, Coreia do Sul e Itália, países que conquistaram, em 2015, uma posição ante 2014.

* Os números incluem comerciais leves e carros de passeio, com exceção da China – apenas carros
** A pesquisa contempla os seguintes países: África do Sul, Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Croácia, Espanha, EUA, França, Grã Bretanha, Grécia, Holanda, Índia, Indonésia, Itália, Japão, Malásia, Portugal, Rússia, Suécia, Suíça, Taiwan e Turquia.

09:40 · 01.09.2015 / atualizado às 09:40 · 01.09.2015 por

Diante de uma queda de 3,3% ante o mesmo mês do ano anterior, a China ainda é líder no acumulado, mas caiu uma posição na apuração mensal e perdeu a liderança para os EUA, que apresentaram crescimento de 5,2% em relação a igual período do ano passado

China perdeu liderança em julho, mas segue em primeiro no acumulado do ano
China perdeu liderança em julho, mas segue em primeiro no acumulado do ano

Com queda de 7,8% no mês, o Japão ainda ocupa a 3ª colocação nas apurações mensal e acumulada. Os EUA não ultrapassavam a China desde agosto 2013. No entanto, é importante destacar que os dados chineses incluem apenas veículos de passeio. Para o restante dos países os números englobam carros e comerciais leves.
A Alemanha apresentou alta de 6,6% na apuração mensal e 5,5% no acumulado, o que consolida o país como o 4º maior mercado em ambos os rankings. Em seguida, a Índia apresentou um crescimento de 9,7% em relação a julho 2014 e ocupou a 5ª colocação no ranking, lugar ocupado pelo Brasil um ano atrás.
Entre os 15 maiores mercados do mundo, a Turquia se destaca na comparação mensal. O país, que subiu 2 posições, garantiu a 15ª colocação com um crescimento de 40% se comparado ao mesmo mês no ano passado.
O desempenho mensal do Brasil, que ocupa a 6ª colocação, foi 21,6% inferior a julho de 2014, o que mostra grande influência da situação econômica atual. Não é diferente na apuração acumulada, uma queda de 2 posições e retração de 20% coloca o País na 7ª colocação.
* Os números incluem comerciais leves e carros de passeio, com exceção da China – apenas carros
** a pesquisa contempla os seguintes países: África do Sul, Alemanha, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Croácia, França, Espanha, EUA, Grã Bretanha, Grécia, Holanda, Índia, Itália, Japão, Malásia, México, Portugal, Rússia, Suécia, Suíça, Tailândia, Taiwan e Turquia

Volkswagen líder no mundo
Não houve mudanças substanciais em relação ao mês passado, sete entre os dez primeiros colocados do ranking dos grupos automotivos apresentaram retração nas vendas em julho deste ano em relação ao mesmo período do ano anterior. Fugindo do comportamento na comparação mensal, apenas Honda, PSA e Suzuki apresentaram crescimentos de 8,1%, 1,7% e 2,5% respectivamente.
Mesmo com índices negativos, o grupo Volkswagen lidera o ranking seguido de Toyota e GM Company.

13:13 · 15.07.2015 / atualizado às 13:13 · 15.07.2015 por

Jeep-Renegade-Trailhawk-1

A nova rodada de crash-testes do instituto Latin NCAP, órgão independente de segurança viária, revelou o abismo entre alguns modelos vendidos no Brasil. Foram avaliados dois lançamentos recentes, o Jeep Renegade e o Chery New QQ, além da volta do Palio com modificações. SUV é o primeiro veículo nacional a receber nota máxima em proteção infantil.

Enquanto o SUV nacional obteve um dos melhores resultados desde o início dos testes da versão latina do NCAP, o QQ chinês, mesmo sendo um projeto novo, obteve nota zero em todos os quesitos – a observar que o modelo estava sem airbags, recurso exigido nas versões vendidas no Brasil.

Cinco estrelas

O Renegade é o segundo SUV avaliado pelo Latin NCAP – o primeiro foi o rival Ecosport -, e só não superou o Golf VII com sete airbags. Foram cinco estrelas em proteção a adultos e crianças, com 16,12 pontos de 17 possíveis no primeiro caso, e 43,54 pontos de 49 possíveis no segundo.

No choque frontal a 64 km/h, houve perfeita proteção dos ocupantes, sejam os adultos ou crianças, de 18 meses em assento voltado de costas, e três anos, de frente. No impacto lateral, houve um leve contato da cabeça do motorista com o vidro, mas dentro do esperado, de acordo com o instituto.

O Renegade também traz informações importantes sobre a instalação dos assentos infantis, exigidos pelo Latin NCAP. Chamou a atenção do órgão a resistência da carroceria do SUV, que é mais pesada que a de concorrentes. Foi a primeira vez que um modelo nacional obteve as cinco estrelas para crianças.

Fonte: IG

14:36 · 07.07.2015 / atualizado às 14:36 · 07.07.2015 por

evoquedois

A Land Rover anunciou o lançamento de mais uma edição especial do Evoque, batizada de London Edition. Limitada a 77 unidades, a série começa a ser vendida no próximo dia 11 de julho, sábado que vem. Como é baseado na versão mais cara Dynamique, o preço é elevado, R$ 244.200, e a motorização é a dupla já conhecida de motor 2.0 turbo de 240 cv e câmbio automático de nove marchas. O senão é que a série chega próxima do facelift, que desembarcará até outubro no mercado brasileiro.

Como o nome indica, a série tem inspiração londrina. A edição traz as cores da Inglaterra e faz referência a um dos símbolos máximos, a Abbey Road, onde foi gravado o famoso álbum dos Beatles de mesmo nome, em 1969. O detalhe está nas chaves e nas soleiras da porta em alumínio, que traz o desenho da faixa de pedestre mais famosa do mundo.

Afora isso, a cor da carroceria é em Branco Fuji, com teto e retrovisores pintados em Vermelho Firenze. A grade pintada em preto e faróis e lanternas escurecidas, que fazem par com as rodas aro 20 com acabamento em preto.

Há duas opções de acabamento interno, uma em preto e outra em uma mistura desse tom com o vermelho. Em ambas opções, há encostos de cabeça com o nome Evoque bordado, afora detalhes vermelhos nos tapetes, nas borboletas do volante e, até mesmo, no seletor rotativo do câmbio – não há alavanca tradicional nos carros da Jaguar Land Rover.

evoque
A Land Rover afirma que a London Edition traz alguns itens de série a mais, tais como a câmera de ré e a tampa do porta-malas com abertura e fechamento elétricos, embora alguns desses itens já façam parte do pacote da Dynamique.

Fonte: Auto Esporte

 

11:36 · 03.07.2015 / atualizado às 11:36 · 03.07.2015 por

15_zf_trw_higway_driving_assist

Você já pensou em responder um e-mail ou ler um livro enquanto dirige? Parece coisa surrealista, não é? Porém, no futuro, cenas assim têm grandes chances de serem normais no futuro próximo. É pensando nisso que o grupo ZF, um dos três maiores fornecedores automotivos do mundo, apresentou nesta semana, em Potsdam, na Alemanha, o Highway Driving Assist – um sistema que esterça, freia e acelera automaticamente acima de 40 km/h.

Para “dar vida a novidade”, basta entrar em uma estrada, apertar o botão que aciona a tecnologia e pré-definir uma velocidade, que será mantida até que o carro encontre um veículo mais lento à sua frente, ou se outro automóvel atravessar a faixa. O motorista também pode determinar a distância que deseja estar do carro da frente. Pronto, aí é só abandonar o volante.

Acertando o caminho

Ainda há outras duas funções para o sistema. O Highway Driving Assist faz uma espécie de varredura das marcações da pista. O objetivo é manter o carro no centro da faixa, já que o motorista não estará segurando o volante, que pode ser assumido a qualquer momento. Caso o condutor queira mudar de faixa, é preciso verificar se a pista está livre e acionar a alavanca da seta – o carro mudará de pista sozinho.

ZF salienta que a tecnologia deve estar pronta para ser comercializada em apenas dois anos, mas que a viabilização do sistema dependerá das montadoras e da legislação de cada país. O veículo de demonstração utilizado era equipado com um radar AC1000 e uma câmera de vídeo S-Cam 3 da ZF TRW. “A fusão dos dados entre câmeras e radares a cada 30-40 milissegundos ajuda a confirmar se determinada situação requer uma intervenção dos sistemas de bordo, como, por exemplo, da função de frenagem rápida pelo programa eletrônico de controle de estabilidade para a função de frenagem automática de emergência”, afirmou durante o evento Ken Kaiser, vice-presidente de engenharia da unidade global de eletrônica da ZF TRW.

De acordo com a marca, a câmera de vídeo S-Cam 3 começará a ser montada em uma série de sedãs do segmento compacto e crossovers na Europa, América do Norte e Ásia até o final de 2015. A próxima geração, a S-Cam4.x, terá lente tripla, que inclui uma lente telefoto para melhor capacidade sensorial de longa distância e uma lente fisheye (olho de peixe) para perto.

Fonte: Auto Esporte

12:59 · 01.07.2015 / atualizado às 12:59 · 01.07.2015 por
RR-Ghost_SeriesII
O Ghost serie II tem como público alvo jovens bem-sucedidos

 

Mesmo com a crise, para os pessimistas de plantão, o Brasil é um dos principais mercados de automóveis do planeta, e, como tal, marcas de maior prestígio do mundo aportam por aqui. Este é o caso da lendária montadora britânica Rolls Royce que, pela primeira vez, conta com todas as famílias de automóveis fabricadas em Goodwood, na Inglaterra, através da Rolls-Royce Motor Cars São Paulo.

São três modelos principais de veículos, todos com venda à pronta entrega ou sob encomenda. A gama de produtos da marca começa com o recém-chegado ao país, Ghost Series II. Dotado do tradicional motor V12, neste caso com 563 cavalos de potência, o carro segue a tendência mundial da marca de mirar seu público em jovens super bem-sucedidos – e que tem prazer em dirigir seus próprios carros.

Jovens e bem-sucedidos também são atraídos pelo coupé Wraith, cujo motor V12 oferece 624 cavalos de potência capazes de fazer frente a qualquer superesportivo. Sem deixar de lado a elegância e a sofisticação que caracterizam a marca, o Wraith é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 4,4 segundos.

RR-Wraith
Dos três, o Wraith é o que tem mais potência

O modelo mais tradicional da marca, o Phantom, também pode ser visto na Rolls-Royce Motor Cars São Paulo, inclusive em uma exclusivíssima versão cabriolet: o Phantom Drophead Coupé. Além dela, estão disponíveis também as versões Sedan e Coupé da família.

RR-Phantom_Drophead_Coupe
Dos modelos, o Phantom é o mais tradicional da fabricante e vem na versão Coupé

Além dos modelos disponíveis para pronta entrega, a Rolls-Royce Motor Cars São Paulo também oferece modelos “sob-medida”. Graças ao amplo programa de customização oferecido pela Rolls-Royce, é possível dizer que não existem dois modelos exatamente iguais em todo o planeta. São mais de quatro mil opções de personalização que deixam cada veículo com a expressão de seus proprietários.

“No showroom da Rolls-Royce Motor Cars em São Paulo, o cliente da marca encontra exatamente os mesmos produtos de qualquer outro showroom no mundo. Se o veículo escolhido não está disponível à pronta entrega, é possível encomendar um carro através do exclusivo programa Bespoke da marca. São inúmeras possibilidades de customização, que tornam cada carro único no mundo”, destaca Paulo Ferreira, Gerente Geral da marca no país.

Fichas técnicas:

Ghost Series II
Motor: V12 de 6,6 litros
Potência: 563 cv a 5.250 rpm
Torque: 780 Nm a 1.500 rpm
Câmbio: Automático de 8 velocidades
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada eletronicamente)
Aceleração de 0 a 100 km/h: 4,7 segundos
Pneus e rodas: 255/40 R21 (dianteira) / 285/35 R21 (traseira)
Peso (DIN): 2.360 kg
Comprimento: 5.399 mm
Largura: 1.948 mm
Entre-eixos: 3.295 mm

Wraith
Motor: V12 de 6,6 litros
Potência: 624 cv a 5.600 rpm
Torque: 800 Nm entre 1.500 e 5.500 rpm
Câmbio: Automático de 8 velocidades
Velocidade máxima: 250 km/h (limitada eletronicamente)
Aceleração de 0 a 100 km/h: 4,4 segundos
Pneus e rodas: 255/40 R21 (dianteira) / 285/35 R21 (traseira)
Peso (DIN): 2.360 kg
Comprimento: 5.269 mm
Largura: 1.947 mm
Entre-eixos: 3.112 mm

Phantom
Motor: V12 de 6,7 litros
Potência: 453 cv a 5.350 rpm
Torque: 720 Nm a 3.500 rpm
Câmbio: Automático de 8 velocidades
Velocidade máxima: 240 km/h (limitada eletronicamente)
Aceleração de 0 a 100 km/h: 5,7 segundos
Pneus e rodas: 255/50 R21 (dianteira) / 285/45 R21 na traseira
Peso (DIN): 2.560 kg
Comprimento: 5.842 mm
Largura: 1.990 mm
Entre-eixos: 3.570 mm

08:39 · 22.06.2015 / atualizado às 08:39 · 22.06.2015 por

jeep-renegade-police_1-21-620x426

Sinônimo de off-road, conforto e tecnologia, a marca Jeep nem sempre é associada com os órgãos da lei. Porém, graças a parceria de uma concessionária Jeep e o departamento de polícia de Wiltshire, no Reino Unido, o Renegade vestiu o traje característico para se tornar carro de polícia.

Assim como no Brasil, os crossovers compactos estão virando uma febre na Europa. Todavia, as polícias europeias têm preferido modelos como Astra, Passat ou Golf para compor suas frotas.

Entretanto,  regressando ao caso do Renegade, após um período de teste de 6 meses, a polícia de Wiltshire está empenhada em adquirir o SUV, que recebeu todo o aparato policial, incluindo luzes especiais e sirenes. “Estamos muito satisfeitos em incorporar o Jeep Renegade à nossa frota de veículos”, diz Andrew Carr, superintendente da polícia de Swindon.

jeep-renegade-police_1-1-620x426

Mecanicamente, a viatura Renegade possui um motor 1.6 litro diesel de 120 cv e 32,5 kgfm de torque associado ao câmbio manual de seis marchas. Também está disponível com um propulsor 2.0 litros de 140 cv ou 170 cv.

O SUV compacto destinado ao continente europeu é produzido ao lado do Fiat 500X na fábrica da FCA em Melfi, Itália.

Fonte: Carplace

 

15:08 · 17.06.2015 / atualizado às 15:08 · 17.06.2015 por

Nova imagem.10A montadora inglesa Land Rover, cujo o dono é indiana, a Tata, reuniu as quatro gerações do SUV Range Rover para comemorar os 45 anos da linha. De volta ao tempo, foi em 1970 que o primeiro modelo de luxo foi revelado. Ele tinha apenas duas portas e um motor V8. O veículo também era equipado com quatro discos de freios e tração integral.

Onze anos depois,  a empresa britânica lançou um modelo de quatro portas, enquanto a primeira versão diesel foi introduzida em 1986. Três anos mais tarde, a Range Rover se tornou o primeiro SUV a oferecer freios ABS e, em 1992, a marca voltou a inovar e apresentou o primeiro utilitário urbano com controle eletrônico de tração e suspensão pneumática automática.

A segunda geração foi revelada em 1994, com motor diesel de 2.5 litros, além de dois blocos V8 a gasolina, um de 3.9 litros e outro de 4.6 litros. Em 1999, a Land Rover revelou a edição especial Linley, com pintura preta e estofamento de couro preto.

Já na terceira geração da Range Rover chegou bem maior e mais espaçosa em 2001. A gama recebeu uma série de motores novos durante os anos que ficou no mercado, incluindo um motor V8 sobrealimentado de 4.2 litros em 2005, o motor diesel TDV8 em 2006 e um bloco a gasolina de 5.0 litros em 2008.

Nova imagem.11
As quatro gerações juntas

Última geração

A quarta e atual geração da Range Rover foi lançada em 2012 como o “primeiro SUV todo em alumínio do mundo”. Em março deste ano, a empresa revelou a versão Range Rover SV Autobiography, projetada para ser a mais luxuosa Range Rover já criada.

 

 

15:10 · 01.06.2015 / atualizado às 15:10 · 01.06.2015 por

volkswagen-beetle-1600-1

Você teria coragem de pagar R$ 3,4 milhões por um Fusca da Volkswagen? Bem, um funcionário da marca que está em Wolfsburg, na Alemanha, acredita que sim e acabou de anunciar um exemplar deste ícone da marca por esse valor.

Com 120 quilômetros originais, o modelo é de um funcionário da Volkswagen, Maik Patzwaldt, que trabalhava na planta de Puebla, na época. Na cor bege, tem interior preto e nenhum acessório, como era de se esperar. Para quem curte detalhes, o trem de força do modelo é formado pelo motor 1.6 de 46 cv e câmbio manual.

De acordo com o anúncio da venda, o exemplar foi o último fabricado no segundo dia de produção da “Última Edición” – série especial do Fusca que celebrava o adeus do modelo original, que deixaria de ser produzido em todo o mundo com o fim da montagem no México, último lugar que ainda produzia o popular VW. Quem se habilita é melhor correr, pois pode haver um milionário interessado!

20:12 · 12.04.2015 / atualizado às 20:12 · 12.04.2015 por

A China permanece como líder em vendas de carros no mundo. O Brasil cai para a sexta colocação em fevereiro. Os dados são da Jato Dynamics do Brasil

Mercado chinês de veículos deve bater mais um recorde de vendas neste ano
Mercado chinês de veículos deve bater mais um recorde de vendas neste ano

A China inicia o ano já na liderança apresentando crescimento de 13,8% no acumulado de janeiro a fevereiro de 2015 se comparado a igual período de 2014. Os EUA ocuparam o 2º lugar com alta nas vendas de 9,1% em relação ao ano anterior. O Japão inicia o ano com significativa queda de 16,9% no acumulado do ano, na 3ª colocação.
Os dados chineses incluem apenas veículos de passeio. Para o restante dos países os números englobam carros e comerciais leves.
A Índia subiu para a 4ª posição, apresentando aumento nas vendas de 4% se comparado a 2014. A Alemanha segue na 5ª colocação, com alta de 4,7% quando comparado ao ano anterior.

CHINA
O Brasil caiu para 6º lugar e com retração de 22,5% nas vendas de carros e comerciais leves. Na 7ª colocação ficou a França com crescimento de 3,5% em 2015 se comparado a 2014. Em 8º lugar ficou a Itália com alta de 11,3% no período de referência. Nas duas últimas posições ficaram a Grã-Bretanha e a Coreia do Sul, ambos apresentando aumento de 9,7% e 4,1% nas vendas de veículos em comparação ao mesmo período do ano passado, respectivamente.
* Os números incluem comerciais leves e carros de passeio, com exceção da China – apenas carros
** a pesquisa contempla os seguintes países: África do Sul, Alemanha, Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Coreia do Sul, Croácia, França, Espanha, EUA, Grã Bretanha, Grécia, Holanda, Índia, Indonésia, Itália, Japão, Malásia, México, Portugal, Rússia Suécia, Suíça, Tailândia, Taiwan e Turquia.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs