Blog do Automóvel

Categoria: Híbrido


11:35 · 30.05.2018 / atualizado às 11:36 · 30.05.2018 por

Motorização “EcoDynamics+ mild-hybrid” completa a aceleração por meio de um motor elétrico de 48V
Compacta e acessível, tecnologia pode ser integrada à arquitetura automotiva já existente
Kia Sportage híbrido leve a Diesel entrará em venda em 2018; outros modelos e um novo híbrido leve a gasolina vêm na sequência


A Kia Motors apresentará seu primeiro motor híbrido leve a Diesel de 48 V no segundo semestre de 2018. A nova motorização “EcoDynamics+ mild-hybrid ” reduz as emissões de CO2, complementando a aceleração com energia elétrica de uma bateria adicional de 48 volts e prolongando o “tempo inativo” do motor a combustão, por meio de uma nova unidade geradora e de partida híbrida MHSG (Mild-Hybrid Start-Generator).
Alinhada ao objetivo da Kia de criar carros inovadores que sejam acessíveis a uma ampla gama de compradores, a tecnologia de híbridos leves “EcoDynamics+ mild-hybrid” oferece uma excelente relação custo-benefício em comparação com as motorizações híbridas completas. A natureza compacta dos componentes indica que a tecnologia pode ser integrada a arquiteturas de veículos já existentes. A nova motorização “mild-hybrid” da Kia foi projetada para se adequar perfeitamente à vida dos consumidores, sem necessidade de recarga externa (PHEV plug-in).
O Kia Sportage será o primeiro modelo a oferecer o novo motor “EcoDynamics+ mild-hybrid” diesel, ainda em 2018. A terceira e nova geração do Kia Ceed será a segunda a ser equipada com a nova motorização, a partir de 2019.
Estratégia de eletrificação para 2025

A motorização “mild-hybrid” de 48 V é a primeira nova tecnologia a ser lançada como parte da estratégia mais ampla de eletrificação dos motores da Kia. A introdução da nova motorização indica que a Kia é a primeira fabricante a oferecer aos consumidores tecnologia híbrida (HEV), plug-in híbrida (PHEV), elétricos a bateria (EV) e tecnologia “mild-hybrid” de 48 volts em sua linha de modelos. A Kia planeja lançar 16 veículos com avançadas motorizações até 2025, incluindo cinco novos híbridos (HEV), cinco híbridos plug-in (PHEV), cinco veículos elétricos a bateria (EV) e – em 2020 – um novo veículo elétrico com célula de combustível (FCEV).
O motor “EcoDynamics+ mild-hybrid” diesel permitirá que a marca ofereça motores a diesel mais limpos. O sistema está emparelhado com a tecnologia da Kia de controle de emissões ativas de Redução Catalítica Seletiva (SCR), reduzindo as emissões de CO2 em até 4% no novo Worldwide harmonized Light vehicles Test Procedure (WLTP) e até 7% no New European Driving Cycle (NEDC). A implantação da tecnologia “mild-hybrid” a diesel contribuirá para os esforços globais da marca para melhorar a eficiência de combustível de toda a frota.
Modos “motor” e “gerador” – A tecnologia “mild-hybrid” da Kia possui uma compacta bateria de íons de lítio de 48 volts, 0,46 kWh e uma nova unidade geradora e de partida híbrida (MHSG). Ao controlar eletronicamente a MHSG usando o inversor, o sistema alterna perfeitamente entre dois modos: “motor” e “gerador”. Conectado por uma correia ao virabrequim do motor a diesel, sob aceleração, a MHSG fornece até 10 kW de assistência elétrica ao trem de força no modo “motor”, reduzindo a carga do motor e as emissões. No modo “gerador”, o sistema utiliza a energia cinética do veículo durante a desaceleração e a frenagem em marcha para recarregar as baterias.
Como “EcoDynamics+ mild-hybrid” funciona na estrada – A tecnologia foi projetada para oferecer maior eficiência dos motores a combustão interna na estrada, usando energia elétrica fornecida e recuperada sem interrupções.
No modo “motor”, a bateria é descarregada sob aceleração, proporcionando torque adicional ao motor para um leve aumento no desempenho sob forte aceleração, ou para reduzir a carga do motor durante leve aceleração. Em desaceleração, ou ao dirigir em declive ou em direção a um cruzamento, a MHSG muda para o modo “gerador”, recuperando energia cinética por meio do virabrequim para recarregar a bateria em movimento.

Detalhes 
O sistema é controlado por uma avançada Unidade de Controle Eletrônico (ECU), que calcula o uso mais eficiente da energia disponível e a ajusta adequadamente, levando em conta a quantidade de carga restante nas baterias do carro.
A energia da bateria também pode ser usada para fornecer uma nova função “Moving Stop & Start”. Se a bateria tiver carga suficiente, o motor a combustão desligará automaticamente durante a desaceleração em marcha e na frenagem. A MHSG pode, então, ativar novamente o motor – em qualquer situação – se o motorista pressionar o pedal do acelerador.
Acondicionamento à arquitetura existente – A natureza compacta da tecnologia significa que a integração do sistema “EcoDynamics+ mild-hybrid” híbrido à arquitetura já existente de veículos é relativamente simples. Dependendo do veículo, a bateria de 48 V será alocada abaixo do porta-malas.
O conversor DC/DC da bateria de 48 V permite que a nova bateria se conecte à fonte de alimentação interna do veículo, levando a uma redução significativa no tamanho da bateria de 12 V necessária para alimentar os componentes eletrônicos auxiliares do carro. A adoção da MHSG também significa que o motor de partida convencional pode ser reduzido e usado principalmente para partidas a frio em baixas temperaturas. A carga da bateria de 48 V ajuda a ligar o motor na maioria das condições.
A motorização “EcoDynamics+ mild-hybrid” diesel da Kia é compatível com transmissões manuais e automáticas e pode ser adaptada para tecnologias de tração dianteira, traseira e integral. A tecnologia também será adaptada para uso em motores à gasolina. A Kia Motors irá comunicar planos mais detalhados para o lançamento de sua nova tecnologia híbrida leve nos próximos meses.

16:53 · 20.09.2017 / atualizado às 16:53 · 20.09.2017 por

* Evento acontece entre os dias 21 e ‪23 de setembro‬ no pavilhão amarelo do Expo Center Norte com a presença de autoridades políticas e órgãos governamentais

* Público poderá testar carros, motos, skates, bicicletas e hoverboards elétricos, além de experimentar a emoção de pilotar um carro de corrida em simulador da Fórmula E
* Visitantes também terão oportunidade de interagir com hoverboard transformado em robô

Zero emissão de poluentes para os elétricos 

Começa nesta quinta-feira (21) o 13º Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos-Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias, evento que, até o dia 23, propõe ao público uma imersão completa no universo da mobilidade sustentável. Com a proposta de aproximar o publico ao tema, a expectativa é reunir cerca de 8 mil visitantes no pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, na capital paulista.
Entre as autoridades confirmadas para debater o tema estarão representantes do MDIC (Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior), o secretário de Mobilidade e Transportes de São Paulo Sérgio Avelleda, o vereador Gilberto Natallini, a secretária do Meio Ambiente de Sorocaba Karen Castelli e os vereadores Caio Miranda e José Pólice Neto.

Com um design agressivo, o Quartz tem motor híbrido e entrega até 500 cv de potência, sendo 270 cv do motor a combustão e 115 cv de dois motores elétricos): crossover não será vendido, por enquanto

Principais atrações
O Salão abriga, em seus três dias de realização, o Congresso “Empreendedorismo, Design e Inovação em mobilidade a favor do clima”, que possui o objetivo de debater as tendências mundiais relacionadas à Mobilidade Elétrica. A programação visa unir as autoridades e empresas envolvidas para informar e discutir, junto aos participantes, questões pertinentes que possam auxiliar a viabilização de um avanço estrutural para a implantação do modal no país.
Um dos destaques da programação é a presença de Ricardo Amorim, considerado o economista mais influente do Brasil, segundo a Forbes Internacional, que, além de parte do time do programa Manhattan Connection da Globo News, desde 2003, é colunista na Revista IstoÉ. Sua palestra foca nas oportunidades em Mobilidade Sustentável para o desenvolvimento de Cidades inteligentes, abordando o aspecto inovador da economia sob o conceito de mobilidade sustentável, aplicativos e modais e o potencial do mercado brasileiro em investir neste segmento.

 

A aposta da Chevrolet no segmento de carros elétricos

O evento também promove o 2º Encontro de Empreendedores da Eletromobilidade (2º EEE), que reunirá tomadores de decisão (como prefeitos, secretarias, representantes de ministérios, entre outros) e fornecedores de produtos e serviços destinados à mobilidade sustentável, para o debate sobre como o transporte se insere no conceito de SmartCities. A ideia é que, juntos, possam criar novas soluções para a implantação não só de infraestrutura, mas de acessibilidade dos veículos elétricos para o brasileiro em termos de custos.
O salão ainda propõe o Matchmaking, rodadas de negócios guiadas por temas específicos que possibilitarão o encontro de empresários, start ups e tomadores de decisão em prol de uma busca mais efetiva na realização de parcerias que beneficiem a população e o mercado de mobilidade sustentável.
Para aprender e se divertir
Os visitantes poderão contar com três pistas de test drive.  A principal delas conta com a gestão da TSO, empresa especializada em ações automotivas, e traz os veículos Renault Twizy, BMW i3, Volvo XC90 T8 Hybride e-Tech. O público encontra ainda a “Brinquedoteca”, pista de motos, bicicletas, skates, e hoverboards, todos elétricos, para o deleite dos visitantes, sobretudo para as famílias se divertirem juntas.
Em uma terceira área, a Segway, maior fabricante do mundo de hoverboards, propõe uma brincadeira com o público, ao transformar um de seus veículos em um robô para interação com os visitantes.
Já no estande da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) será possível pilotar um simulador de Fórmula E, equivalente a Formula 1 dos veículos elétricos. Como a cabine possui tamanho real, o visitante poderá se sentir dentro de uma competição de verdade, promovido pela entidade. Enquanto isso, no VE Experience, o público terá a oportunidade de interação com proprietários de veículos elétricos.
Na área intitulada VE Experience, proprietários de veículos elétricos e híbridos contarão as suas experiências como motoristas de vanguarda, explicando as dificuldades, os benefícios e suas histórias com seus carros movidos à energia sustentável.
Serviço
13º Salão Latino-Americano de Veículos Híbridos-Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias
Expo Center Norte – Pavilhão Amarelo
‪Rua José Bernardo Pinto, 333‬ – Vila Guilherme / São Paulo
Exposição: 21 a ‪23 de setembro‬ das 12h ‪às 20h‬
Congresso: 21 e ‪22 de setembro‬ das 8h ‪às 20h‬
2º EEE: ‪21 de setembro‬ das 8h ‪às 11h‬
Informações http://www.velatinoamericano.com.

Sobre o Salão dos Veículos Elétricos
O Salão Latino Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias é uma realização da MES Eventos, que está à frente do projeto ‪há 13‬ edições, em parceria com a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE). O objetivo é reunir empresas, membros do governo, consultores, acadêmicos e público em geral para debater e construir novos caminhos para o futuro da mobilidade urbana sustentável. O Salão possibilita, além da realização do networking com tomadores de decisão, conhecer as principais novidades do segmento, que estarão expostas na feira. Para o aprofundamento de temas relevantes aos avanços à implantação dos veículos elétricos no País, o visitante conta ainda com um Congresso, com foco na expansão do conhecimento e dos debates acerca do tema.

 

09:43 · 12.09.2017 / atualizado às 09:44 · 12.09.2017 por

Que tal um supercarro de 1000 cv de potência, com tecnologia herdade da Fórmula 1, com velocidade máxima de 350 km/h e que vai de 0-200 km/h em seis segundos? É o Project One da Mercedes AMG).

Carro tem motor híbrido e vai custar mais de dois milhões de Euros

O supercarro de dois lugares incorpora uma versão modificada do sistema propulsor utilizado no carro de Fórmula 1, formado por um 1.6 V6 turbo (com quatro válvulas por cilindro) com mais de 680 cv às 11000 rpm, a funcionar em conjunto com quatro motores elétricos, além de uma nova caixa sequencial de oito velocidades AMG Speedshift (dotada de um sistema hidráulico e com patilhas no volante). Debitando mais de 1000 cv, este modelo com chassis e carroçaria em fibra de carbono anuncia uma aceleração de 0 a 200 km/h em seis segundos e uma velocidade máxima superior a 350 km/h. Tudo funciona através de um sistema elétrico de 800 volt.
O Project One conta com quatro motores elétricos (com 163 cv cada às 50 000 rpm) posicionados nas rodas dianteiras, o que lhe permite ter tração integral, outro ligado ao turbo e outro ao veio de transmissão. A produção deste Project One será limitada a 275 unidades, sendo que o preço deverá rondar os 2,27 milhões de euros. Detalhe: Mercedes disse que tem um brasileiro interessado e na lista de espera! Quem será ele?

15:43 · 25.05.2017 / atualizado às 15:43 · 25.05.2017 por

Com foco cada vez maior na eletrificação e mobilidade urbana, a Porsche participará, no próximo sábado (27), de uma grande campanha de veículos verdes: o “Dia da Mobilidade Elétrica”. O objetivo da ação é promover conhecimento e incentivar a ampliação de uma frota sustentável nos grandes centros urbanos


O modelo que participará do evento será o Porsche Cayenne S E-Hybrid, o primeiro híbrido plug-in no segmento dos SUV premium. Ele possui um motor a combustão e um elétrico, que permite a condução sem o consumo de combustível numa extensão de até 36 quilômetros, além de carregar a bateria durante a aceleração e frenagem. Outro fator interessante deste modelo é que permite ao cliente carregar o seu veículo em casa em uma de suas tomadas convencionais. O consumo combinado aqui no Brasil, segundo os padrões do Inmetro, é de 12 km/l e as emissões de CO2 ficam na casa de 109 g/km. O modelo foi recentemente considerado o carro mais eficiente em sua categoria com o selo CONPET no ano passado.


“A Porsche, tem investido cada vez mais no futuro híbrido e elétrico, porem sem perder o nosso viés esportivo. Nossos carros híbridos unem baixo consumo e alto desempenho, mostrando que eletrificação e esportividade podem, sim, andar lado a lado. No futuro, a médio prazo, nosso objetivo é ter uma versão híbrida para cada um dos modelos de nosso line up. Por exemplo nós lançaremos no país este ano ainda a versão híbrida do novo Panamera plug-in.


Além disso, os híbridos tem um enorme custo benefício para o consumidor Brasileiro, como por exemplo, a isenção do rodizio em algumas cidades do país”, comenta Matthias Brück, Diretor-Presidente da Porsche Brasil.
“Somos pioneiros nas tecnologias híbridas, em 1900 Ferdinand Porsche já desenvolvia o primeiro carro híbrido, o famoso Lohner Porsche. Não poderíamos ficar fora de um evento com tamanha relevância para disseminar a informação sobre os híbridos e elétricos no país como este desfile fará.” completa Werner Schaal, Diretor de Vendas da Porsche Brasil.


O evento irá promover uma carreata de veículos híbridos e elétricos que percorrerá o coração de São Paulo. Ele acontece no dia 27 de maio de 2017, das 10h às 13h, com concentração às 9h30 na Praça Amadeu Amaral. Depois, os carros seguirão até a Praça Charles Miller, no Pacaembu.

15:33 · 25.05.2017 / atualizado às 15:33 · 25.05.2017 por

A Honda Motor Co. fará uma exposição com foco no conceito de “Ecossistema de Mobilidade Cooperativa” em sua participação na CES Asia 2017, feira de tecnologia e eletrônicos, que acontece em Xangai, China, de 7 a 9 de junho

 

Com isso, a Honda irá acelerar ainda mais os seus esforços de inovação aberta que utilizam inteligência artificial, big data e tecnologias robóticas para melhorar a qualidade de vida das pessoas.
A variedade de itens em exibição no estande da Honda incluirá:
– Honda NeuV: um conceito de miniveículo elétrico automatizado, equipado com um mecanismo de inteligência artificial denominado “motor emocional”, que permite as máquinas gerarem artificialmente suas próprias emoções;
– Honda Riding Assist: uma motocicleta conceito autoequilibrável, que aplica uma tecnologia de controle de equilíbrio desenvolvida pela Honda por meio de pesquisas em robótica;
– UNI-CUBß: dispositivo de mobilidade pessoal equipado com um API (Interface de Programação de Aplicativos) compatível com ROS (sistema operacional de robô) que possibilita a operação remota do dispositivo;
– Conceito Safe Swarm: proposta da Honda para promover um fluxo de tráfego suave usando tecnologias de conectividade;
– LiB-AID E500: protótipo de um gerador de energia portátil equipado com uma bateria.
Em sua coletiva de imprensa, programada para o dia 7 de junho, a Honda ainda fará uma apresentação sobre como está imaginando o futuro e o direcionamento de seus esforços em inovação aberta nesse cenário.

05:26 · 08.06.2016 / atualizado às 20:28 · 05.06.2016 por

O novo Fusion Energi 2017, lançado pela Ford nos Estados Unidos, é o carro híbrido “plug-in” – que pode ser abastecido com combustível ou recarregado na rede elétrica – com a maior autonomia combinada do mercado norte-americano. Capaz de rodar mais de 980 km com um tanque de combustível e carga completa da bateria, ele supera todos os modelos da categoria no mercado norte-americano, incorporando uma nova tecnologia no software do motor e na frenagem regenerativa, que recupera a energia dos freios para recarregar a bateria.

FordFusionEnergi2017
A Ford desenvolve um trabalho intenso para conscientizar os consumidores sobre as vantagens da tecnologia plug-in. Atualmente, a maioria dos norte-americanos acredita que os carros híbridos têm uma autonomia de apenas 420 km, menos da metade da oferecida pelo Fusion Energi, revelou uma pesquisa encomendada pela Ford junto a diversos grupos de pessoas.
Híbridos plug-in usam um motor elétrico alimentado a bateria e um motor a combustão. Normalmente, o motorista roda no modo totalmente elétrico até esgotar a bateria – cerca de 34 km –, quando o motor se liga automaticamente. O Fusion Energi tem um consumo combinado equivalente a 17,85 km/l, com tanque de 53 litros.
“Na realidade, os híbridos plug-in são veículos elétricos até que termine a carga da bateria. A partir daí, funcionam exatamente como um híbrido convencional”, diz Wade Jackson, gerente de marketing do Ford Fusion.
Vantagens dos híbridos
Líder de vendas de híbridos plug-in nos Estados Unidos, a Ford também está na linha de frente na divulgação das vantagens desses veículos. Segundo Kevin Layden, diretor de engenharia de carros elétricos da Ford, o Fusion Energi é uma ótima opção para pessoas que rodam em percursos sem estações de recarga próximas. “Ele usa o modo elétrico para viagens curtas e o motor a gasolina para viagens mais longas”, diz.
A autonomia do Fusion Energi é quase o triplo do futuro Tesla Model 3, que segundo o fabricante tem um alcance estimado de 346 km e, por não funcionar com combustível, precisa ser recarregado imediatamente quando a bateria acaba.
O Fusion Energi foi lançado em 2013 e já vendeu quase 30.000 unidades nos Estados Unidos. Ele é um dos seis veículos elétricos da Ford, ao lado do Fusion Hybrid, C-MAX Hybrid, C-MAX Energi, Focus Electric e Lincoln MKZ Hybrid. Até 2020, a marca vai investir US$ 4,5 bilhões em veículos elétricos, acrescentando 13 novos modelos à sua linha. Até o final da década, mais de 40% das linhas globais de veículos da Ford serão eletrificadas.

980 milhões de km rodados
A Ford já registrou mais de 980 milhões de km rodados pelos proprietários de seus veículos híbridos e elétricos. Na média, verificou-se que esses motoristas rodam em média 21.700 km por ano – similar aos dos carros a gasolina –, metade deles em modo elétrico. Isso representa um trajeto médio diário de 67,5 km.
Com a autonomia elétrica ampliada, o usuário médio do Fusion Energi poderá rodar o dia todo sem combustível – se o carro for totalmente carregado antes de sair de casa e antes de voltar do trabalho. As pesquisas mostram que a maioria dos clientes costuma carregar seus veículos só em casa, abrindo uma grande oportunidade de crescimento para estações de recarga nos locais de trabalho.

16:01 · 20.05.2016 / atualizado às 16:01 · 20.05.2016 por

A Toyota atingiu nova marca histórica ao vender mais de 9 milhões de veículos híbridos em todo o mundo até 30 de abril deste ano. A conquista aconteceu apenas nove meses após a companhia ter celebrado o registro de 8 milhões de automóveis híbridos comercializados, em julho de 2015

Prius, o veículo que popularizou o híbrido no  mundo
Prius, o veículo que popularizou o híbrido no mundo

Do total de veículos com propulsão híbrida emplacados pela marca, a família Prius obteve o maior índice de participação, com cerca de 5,7 milhões de automóveis, algo em torno de 63% de todos os modelos movidos com esta tecnologia negociados pela fabricante.
O suporte na redução dos efeitos do automóvel no meio ambiente é uma prioridade para a Toyota. Baseada na premissa de que veículos ecológicos só podem realmente ter um impacto significativo se forem utilizados em larga escala, a Toyota tem se esforçado para incentivar cada vez mais a utilização massiva da tecnologia híbrida no mercado global.
A Toyota adotou um posicionamento embasado no Desafio Ambiental 2050, anunciado em outubro do ano passado, e que define desafios que irá incorporar, a fim de reduzir os impactos negativos causados pelos automóveis sobre a saúde do meio ambiente global para o mais próximo possível ao nível zero de emissão. Com isso, a companhia busca contribuir para a criação de uma sociedade sustentável. Para cumprir estes desafios, a marca está trabalhando para expandir o portfólio de veículos híbridos, de forma a atingir vendas anuais de 1,5 milhão de carros, chegando à marca de 15 milhões de unidades emplacadas até 2020.

A Toyota calcula que, até 30 de abril deste ano, o uso de veículos híbridos resultou na redução de cerca de 67 milhões de toneladas a menos de CO2 que seriam emitidas na atmosfera. A empresa também estima que seus modelos híbridos economizaram aproximadamente 25 bilhões de litros de gasolina em comparação com a quantidade utilizada por veículos convencionais.
A Toyota tem posicionado seu portfólio de veículos híbridos como tecnologias ambientais centrais para o século XXI. A montadora planeja continuar trabalhando para melhorar ainda mais o desempenho, reduzir custos, e expandir seu portfólio de produtos sustentáveis — incluindo carros não híbridos mais favoráveis ao meio ambiente – com a intenção de criar veículos de alcance popular entre os consumidores.

Novo Prius será lançado no Brasil dias 6 e 7 de junho, em Brasília
Novo Prius será lançado no Brasil dias 6 e 7 de junho, em Brasília

História
A Toyota lançou o “Coaster Hybrid EV” em agosto de 1997 e, em dezembro do mesmo ano, foi a vez do “Prius”, primeiro veículo híbrido para passageiro do mundo a ser produzido em massa. Desde então, os veículos híbridos da Toyota receberam um grande apoio por parte dos consumidores em todas as regiões. No Brasil, a Toyota passou a vender o modelo Prius em janeiro de 2013, e, desde então, 783 unidades foram vendidas.

 

Terceira e novíssima geração do Prius
Terceira e novíssima geração do Prius
Com interior renovado, Novo Prius privilegia interatividade com tecnologias avançadas e funcionais
Com interior renovado, Novo Prius privilegia interatividade com tecnologias avançadas e funcionais
22:38 · 13.09.2015 / atualizado às 22:38 · 13.09.2015 por

Devido ao pioneirismo de modelos como o Prius, hoje, clientes em todo o mundo consideram a eficiência energética de um automóvel como fundamental. Em resposta a esta tendência, a Toyota trabalhou para garantir que a quarta geração do Prius fosse marcada, não só por ser mais favorável ao meio ambiente, mas também por possuir um design elegante e em conformidade com o prazer que o motorista tem ao dirigi-lo. Além disso, como primeiro carro da marca a ser montado sobre a Nova Arquitetura Global da Toyota (TNGA, em inglês), o novo Prius conta com uma nova e mais rígida plataforma, combinada a um baixo centro de gravidade e novas suspensões, dando um toque mais refinado à sua condução.

Nova Geração do Prius virá ao Brasil a partir de 2016
Nova Geração do Prius virá ao Brasil a partir de 2016

Design
Além dos predicados que o tornam um carro amigo do meio ambiente, ao manter propulsão elétrica como alternativa à combustão, o Novo Prius desfila novíssimo design, com linhas que remetem à elegância, garantindo uma presença marcante.
O modelo herda a silhueta com assinatura triangular, que, combinada ao baixo centro de gravidade, resulta em um veículo com aspectos angulares de linhas acentuadas. Suas curvas fluem e se misturam aos cortes agressivos nas laterais, refletindo de forma viva seu estilo sob qualquer ângulo de visão.

Novo Prius, apresentado em Las Vegas, foi construído sobre a Nova Arquitetura Global da Toyota (TNGA)
Novo Prius, apresentado em Las Vegas, foi construído sobre a Nova Arquitetura Global da Toyota (TNGA)

O teto foi reduzido em 20 mm e foi movido um pouco mais para a frente, enquanto o capô também foi rebaixado, deixando o Prius ainda mais elegante. As mudanças foram realizadas sem que o modelo perdesse espaço interno.
Os novos faróis minimizam a área frontal do Prius e garantem, ao mesmo tempo, uma potente iluminação, dando contornos e caráter distinto ao veículo. Na traseira, as lanternas combinam formas ousadas e originais, enaltecendo a personalidade do Prius, desde o spoiler traseiro, até as linhas laterais.
“O novo Prius é muito mais do que apenas um veículo híbrido amigo do meio ambiente. Seu visual é muito atraente, devido, principalmente, à sua nova plataforma, que confere um aspecto esportivo ao carro”, afirma Kouji Toyoshima, engenheiro chefe do modelo.

 

Com interior renovado, Novo Prius privilegia interatividade com tecnologias avançadas e funcionais
Com interior renovado, Novo Prius privilegia interatividade com tecnologias avançadas e funcionais

Interior
O Novo Prius adota tecnologia avançada em seu interior, complementada por características funcionais em sua utilização, além de ser mais interativo, sem deixar de considerar, no entanto, um impacto visual agradável e transmitir total conforto aos ocupantes.
O painel de instrumentos proporciona a sensação de qualidade e espaço amplo por deter camadas que definem de maneira clara sua zona de exibição, separando-a da zona de controle, localizada mais próxima ao motorista. Ornamentação em branco, utilizadas nas partes mais baixas da cabine, evoca a sensação de porcelana fina.

Novo Prius é 60 mm mais longo, 15 mm mais largo e 20 mm mais baixo em comparação à geração anterior
Novo Prius é 60 mm mais longo, 15 mm mais largo e 20 mm mais baixo em comparação à geração anterior

TNGA
A fim de promover melhorias significativas em performance e design, a Toyota está implementando a Nova Arquitetura Global da Toyota (TNGA), programa integrado criado pela empresa para desenvolvimento de componentes de motor e plataformas de veículos a ser utilizado pela marca em todo o mundo, com objetivo e compromisso de construir, cada vez mais, automóveis melhores para os consumidores.
A nova geração do Prius é fruto deste novo modelo de construção da Toyota, ao receber uma plataforma inteiramente nova. O resultado foi uma melhora significativa na condução, segurança e prazer ao dirigir.
O chassi do Novo Prius é 60% mais rígido, enquanto o posicionamento mais baixo do motor, aliado ao centro de gravidade baixo, concederam ao carro maior estabilidade e conforto.

PRIUSDINA
Avanços no sistema híbrido
Praticamente todos os componentes internos do motor do Prius foram renovados ou revistos de forma substancial, a fim de que o modelo atingisse os mais elevados índices de qualidade.
O Prius teve reduções de peso nos principais componentes, conseguindo maior desempenho de seu sistema híbrido. Como resultado, estabeleceu nova marca ao atingir mais de 40% de eficiência térmica e uma fantástica economia de combustível.

PRIUSDINA2

Dinâmica de condução e segurança
O Novo Prius é 60 mm mais longo, 15 mm mais largo e 20 mm mais baixo em comparação à geração anterior. Com essas medidas, apresenta-se de forma ainda mais marcante nas ruas, além de entregar mais espaços para ocupantes e acomodação de bagagem.
Com baixo centro de gravidade, nova frente e pacote de suspensão, o veículo passa a oferecer uma experiência de direção aprimorada. A altura do emblema na parte frontal do Prius é exatamente a mesma do modelo 86, carro esportivo da Toyota, o que indica um posicionamento acertado de altura e de massa.
Nova suspensão dianteira e introdução de sistema double wishbone na suspensão traseira garantem o controle perfeito da posição da roda por todo o curso da suspensão, transmitindo maior conexão com a estrada e proporcionando melhor dirigibilidade em qualquer estilo de condução.
A melhoria no chassi, com ganhos em rigidez, torna o Prius ainda mais ágil nas curvas. Mesmo em estradas sinuosas ou terreno urbano, a dirigibilidade do carro oferece total conforto aos ocupantes.
Além de criar uma experiência dinâmica de condução, a plataforma TNGA oferece uma estrutura de quadro de alta resistência, que aumenta a segurança dos ocupantes em caso de colisão. A carroceria mais rígida é projetada para distribuir energia no caso de colisão frontal. Além disso, reforços adicionais foram adotados, a fim de distribuir a energia no caso de uma colisão lateral.
O Novo Prius começará a ser vendido no Japão no fim de 2015 e, posteriormente, chegará a outros mercados ao redor do mundo.

Detalhe do farol
Detalhe do farol

História
O Prius chegou ao mercado em 1997 como o primeiro veículo híbrido de produção em larga escala do mundo. Ao oferecer excelente desempenho ambiental em um pacote acessível, mudou percepções e o status dos carros movidos a energia alternativa de coadjuvantes a protagonistas em um mercado em constante evolução.

12:05 · 22.07.2015 / atualizado às 12:05 · 22.07.2015 por

Dois modelos, três opções de motores, preços de R$ 15 mil, R$ 18 mil ou R$ 21 mil. O Nanico, micro carro que tem concepção de um inventor brasileiro, terá motor elétrico, flex, gás natural e até mesmo com placa para bateria solar!

Carrinho surpreende quem vê na rua
Carrinho surpreende quem vê na rua

Isso mesmo! A informação foi concedida a este repórter com exclusividade pelo empresário Henrique Santana, que fez a mediação da fábrica paulista com o governo cearense. O lançamento oficial será entre os dias 10 e 20 de agosto, no Centro de Eventos do Ceará.
A linha de montagem ficará no município de São Gonçalo do Amarante, município distante 65 km de Fortaleza (1h 10 min de viagem). Segundo Santana, a fábrica terá capacidade de entregar 300 unidades por mês, 100 para cada versão, dependendo, claro, do mercado. Cerca de 100 carros já foram encomendados. Ceará dessa vez ganhou a disputa por essa mini montadora – Bahia e Pernambuco também estavam na disputa.

Nanico, o Tata Nano brasileiro
Nanico, o Tata Nano brasileiro

A Nani Car Indústria Automobilística vai produzir dois modelos de micro automóveis: o Nanico Car e o Nanico FS e vai gerar cerca de 800 empregos para a região. De acordo com o físico e diretor do projeto de produção dos veículos da marca, Paulo Roberto da Conceição, como incentivo para a montadora, o Governo do Ceará ofereceu redução de ICMS que pode chegar a 75%, enquanto a prefeitura de São Gonçalo do Amarante doou terreno de 3 hectares para instalação da fábrica, com um incentivo fiscal via redução do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS).
“Em um primeiro momento, o Governo do Ceará deve investir cerca de R$ 8 milhões por meio de um financiamento cedido por algum banco que ainda não foi definido”, conta Paulo Roberto. Com esta fábrica, agora serão duas montadoras no Ceará. A  linha de montagem da Troller, que pertence a Ford, está instalada em Horizonte, município a 42 km de Fortaleza.

No primeiro momento a linha de montagem terá capacidade para 300 unidades por mês
No primeiro momento a linha de montagem terá capacidade para 300 unidades por mês

Ficha técnica do Tata Nano brasileiro
O Nanico tem 1,90 metro de comprimento e foi criado pelo designer autodidata Caio Strumiello. Um motor de 125cc, herdado de um scooter, rende de 12 cavalos a 16 cavalos de potência e empurra o carrinho de 242 kg até 80 km/h, mas obviamente velocidade não é seu forte.

nanico4
Além de ser pequeno, ele é econômico, com consumo médio de 30 km/l. O tanque guarda até 4 litros de gasolina, o que permite uma autonomia de cerca de 120 km. Atualmente, versões a gasolina ou a gás natural (GNV) são produzidas artesanalmente em São Paulo, por um preço de R$ 15 mil e R$ 18 mil, respectivamente.

Carro pesa mil quilos
Carro pesa mil quilos

O Nanico Car chamou a atenção do físico Paulo Roberto, que se tornou sócio de Strumiello para desenvolver uma versão elétrica. Os dois esperam parceiros para produção em grande escala. Segundo Roberto, a empresa já tem cerca de 100 encomendas pelo veículo, que será movido inicialmente por motor de 7,5 kW e bateria importados da China. O motor elétrico tem autonomia de 300 km, com velocidade entre 70 km e 80 km.

Fácil para estacionar
Fácil para estacionar

Micro carros são comuns na Ásia. Países como Japão, China, Tailândia e India tem vários modelos. O mais famoso é o Tata Nano, o carro mais barato do mundo, com preço equivalente a menos de R$ 7 mil. Mas não tem itens de segurança como freios ABS ou airbags, o que torna o veículo proibido em mercados como os Estados Unidos, Alemanha ou Brasil. Vamos aguardar para ver os detalhes dos carros na linha de produção no Ceará, para conferir a segurança, estabilidade e desempenho do carrinho.

Diferença entre um carro normal e o micro
Diferença entre um carro normal e o micro

 

Tata Nano, o micro carro indiano mais barato do mundo
Tata Nano, o micro carro indiano mais barato do mundo
10:49 · 13.04.2015 / atualizado às 09:53 · 13.04.2015 por

Próximo mês a Nissan começa a vender, no Japão, a versão híbrida do utilitário esportivo X-Trail. Equipado com o motor híbrido MR20DD, de 2 litros, segundo a montadora o modelo traz ao mercado uma experiência de dirigir muito agradável, além de uma poderosa aceleração e grande silêncio interno

Nissan-X-Trail-Hybrid-6
A geração atual do Nissan X-Trail foi muito bem aceita pelos consumidores em diversos países por conta da sua excelente dirigibilidade, garantida por meio de equipamentos como o sistema 4X4-i e avançadas tecnologias de controle de chassis adotadas pioneiramente no modelo. Outras novidades são os freios de emergência, o monitor Around View e o sistema de estacionamento Intelligent Park Assist.

Nissan-X-Trail-Hybrid-13
O sistema de dupla embreagem inteligente desenvolvido pela Nissan impulsiona as rodas regenerando eletricidade por meio de um motor. No modo EV (veículo elétrico), em situações de velocidade mais alta, o sistema tem o máximo da eficiência em regeneração. Dessa forma, o novo X-Trail híbrido tem um consumo de combustível de 20,6 km/l.

Nissan-X-Trail-Hybrid-1
O motor de 2 litros MR20DD melhora seu desempenho com a remoção da correia auxiliar e adotando óleo de baixa fricção. O câmbio XTRONIC CVT combinado a esse propulsor adota o mesmo controle de mudança de marchas dos veículos a gasolina, o que contribui para a eficiência de consumo de combustível e forte aceleração.
A bateria de ion-lítio de alta potência é capaz de recarregar rapidamente, o que contribui para a velocidade, controle preciso do motor elétrico e da transmissão, o que garante partidas suaves e rápidas mudanças de marcha. Além disso, graças ao tamanho compacto da bateria, o novo Nissan X-Trail híbrido tem capacidade de carga superior a 400 litros (método VDA), equivalente à dos veículos equipados apenas com motor a explosão.

Nissan-X-Trail-Hybrid-17

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs