Blog do Automóvel

Categoria: International


15:17 · 23.09.2015 / atualizado às 16:44 · 23.09.2015 por

Martin-Winterkorn-VW

Depois do escândalo que abalou a imagem da Volkswagen no mundo, o CEO da montadora, Martin Winterkorn, anunciou sua renúncia do cargo, hoje, quarta-feira (23). A medida foi divulgada após uma reunião em que o CEO prestou esclarecimentos ao conselho de supervisão da marca.

Motivo

O anúncio ocorre três dias após a empresa ter assumido que fraudou resultados na emissão de testes antipoluição nos Estados Unidos, fato que teria afetado cerca de 11 milhões de veículos no mundo. Na prática, o dispositivo alterou resultados de dados de poluentes em veículos a diesel, ou seja, eles poluíam mais do que estava registrado.

O escândalo surgiu nos EUA, mas agora abrange outros países. “Nós ferramos tudo”, disse o presidente da montadora nos Estados Unidos, Michael Horn, durante o lançamento do Passat, na noite da última segunda-feira, ainda em Nova York.

Multa bilionária

Ontem, a montadora anunciou ainda que reservou 6,5 bilhões de euros (cerca de R$ 29 bilhões) para solucionar o problema e enfrentar as consequências do escândalo como as inevitáveis multas. Este valor corresponde a cerca de metade do lucro global previsto para este ano. E as multas ainda podem ser mais pesadas se for comprovadas em outros países. O governo norte americano falou que pode cobrar US$ 18 bilhões de multas pela fraude.

Do outro lado do oceano Atlântico, a descoberta fez com que o Governo Alemão abrisse uma investigação sobre a empresa, para apurar o que de fato aconteceu e punir os responsáveis pelo escândalo em uma das marcas-símbolo da Alemanha.

Ainda hoje, a porta-voz da União Europeia para o Mercado Interno, Lucia Caudet, encorajou “todos os Estados-membros a realizar as investigações necessárias e informar a Comissão Europeia” sobre as descobertas. A dúvida é que a fraude possa ter ocorrido também em carros produzidos no continente.

Perdas

É bom salientar que o bloco econômico tem “tolerância zero” para casos desse tipo. Apesar desta quarta-feira ter marcado uma retomada positiva nas ações da Volks, que fechou em alta de 7,92% na Bolsa de Frankfurt, a empresa acumulou perdas de 24 bilhões de euros nos últimos dois dias.

No Brasil, a Amarok, que também é vendida a diesel por aqui, por enquanto,  não está sob investigação. Porém, do jeito que o escândalo se alastra em outros países, é bem capaz de haver uma investigação mais criteriosa por parte das autoridades.

10:07 · 07.08.2015 / atualizado às 10:07 · 07.08.2015 por

Nova imagem.11

Alguns meses após a Strasse, importadora oficial da Brabus trazer para o Brasil o SUV mais potente visto por aqui – o G63 BRABUS 700 com 7000hp, a empresa agora irá trazer o primeir S63 Brabus 760. O modelo a circular no país tem entrega prevista em agosto de 2015 e parte de US$ 640 mil dólares. Sim, é isso mesmo que você leu!

Se o valor do G63 Brabus 700 começava na casa dos US$565.000 mil, o patamar do S63 Brabus 760 está um pouco mais acima. Partindo dos US$640 mil, o modelo é equipado com motor V8 biturbo 760hp e 1100Nm de torque, limitados eletronicamente – o torque real do motor passa dos 1200Nm, fazendo assim este “monstro” ir de 0 a 100km/h em 3,7 segundos. A velocidade máxima é 325Km/h, limitada eletronicamente, pois existe potência de sobra para passar dos 350km/h , diz Julico Simões, que representa a Brabus no Brasil.

Nova imagem.13
O carro vem de série com suspensão regulável, rodas 20″ ou 21” forjadas e mais resistentes, pneus mais largos, de perfil mais baixo, para melhorar a dirigibilidade, sistema de exaustão valve-controled que faz com que, ao toque de um botão, seja possível abrir ou fechar válvulas internas no duto do escapamento, deixando o ronco do motor mais esportivo ou mais discreto.

Spoiler dianteiro, entradas de ar, difusor traseiro, aerofólio, saias laterais, tudo feito com fibra de carbono, nobre e leve material são de série e fazem parte do pacote aerodinâmico conferindo belíssimo e exclusivo visual do exterior. No interior, detalhes que vão desde os pinos de porta Brabus até os pedais de alumínio, soleiras iluminadas, tapetes e paddle shifts Brabus Race completam o pacote.

Nova imagem.12
Tudo fica muito mais interessante quando se abre o capô. Imediatamente são visíveis os dutos banhados a ouro no motor, os dutos de fibra de carbono e a capa do motor toda em carbono. O ouro, que ja foi utilizado pela Mc Laren em um carro de rua do inicio da década de 90, e hoje é utilizado em linha somente pela Brabus em seus motores, não é mera extravagância. Apesar de seu altíssimo custo, nenhum outro material dissipa melhor o calor. Portanto, o uso do ouro passa a ser de extrema funcionalidade, considerando a alta potência do motor. Os dutos e outras partes de carbono, por sua vez, completam o pacote dando mais leveza ao conjunto.

O primeiro modelo a circular por aqui, com entrega prevista para agosto de 2015 é preto. Todos os componentes são manufaturados em OEM Quality, enquanto os motores têm garantia de dois anos ou 100.000 km. Clientes que já tenham um Mercedes de até 12 meses também pode levar para a Brabus fazer conversão.

09:47 · 13.07.2015 / atualizado às 09:47 · 13.07.2015 por

Fiat500Jolly-01

O Fiat 500 acabou de passar por uma reestilização e, além dos diversos equipamentos lançados pela Mopar – divisão esportiva e de acessórios do grupo FCA (Fiat Chrysler Automobiles) – a empresa Jollycar está aceitando encomendas bem peculiares. Trata-se do 500 Jolly.
Fiat500Jolly-04

O modelo é inspirado na versão feita pelo famoso estúdio de designer automotivo Carrozzeria Ghia, entre os anos de 1957 e 1964. O modelo era dedicado a clientes ricos, uma vez que o preço era muito alto para seu tamanho e finalidade. Mas não espere que essa versão seja barata, uma vez que as encomendas partem de US$ 89 mil, ou cerca de R$ 288 mil.
Fiat500Jolly-05
O Fiat 500 Jolly não tem telhado, sendo substituído por uma espécie de toldo. As portas também foram retiradas e um acabamento em madeira ocupou seu lugar. O interior é feito de bambu ou com materiais que o proprietário preferir. A empresa garante a entrega em qualquer lugar do mundo. E aí, você está disposto?

Fonte: Carsale

09:20 · 25.06.2015 / atualizado às 09:20 · 25.06.2015 por

32846

Depois do teaser da semana passada, a Mini mostra mais imagens e informações da segunda geração do Clubman. O maior Mini já fabricado possui, ao todo, seis portas, contando as do porta-malas. O design não surpreende, pois a Mini já havia declarado que o modelo seria muito parecido com o protótipo mostrado em Genebra (Suíça).

Especificações técnicas ainda não foram reveladas, mas o Clubman deve manter as mesmas proporções do conceito: 4,2 m de comprimento, 1,8 m de largura e 1,4 m de altura. Comparado ao modelo anterior, o Clubman é 26 cm mais longo, 16 cm mais largo e 2,4 cm mais alto.

32857
Para quem tem curiosidade, o modelo utilizará os mesmos motores dos Mini recentes, 2.0 turbo de 192 cv de potência e 28,5 mkgf de torque. Depois de um certo tempo no mercado, haverá uma versão John Cooper Works com 231 cv e 32,6 mkgf. As vendas na Europa começam pouco depois de sua apresentação em Frankfurt (Alemanha), em setembro. A Mini afirma que ainda não tem informações sobre a importação do modelo para o Brasil.

Fonte: UOl

 

32844

16:10 · 11.06.2015 / atualizado às 15:01 · 11.06.2015 por

linkpress_strip_29135_0_webCom preço sugerido de US$ 184 mil ou R$ 607.200 (convertendo com dólar a R$3,30), este é o preço do modelo mais exclusivo do line-up da Honda. Trata-se da RC213V-S, uma versão de rua da RC213V utilizada pelos pilotos oficiais da HRC (Honda Racing Corporation), Marc Marquez e Dani Pedrosa, na MotoGP. Para os amantes das competições em duas rodas, esse é um verdadeiro marco.

Está previsto para outubro deste ano a sua comercialização, porém somente no mercado europeu, Estados Unidos, Japão e Austrália. A partir do próximo dia 13 de julho, os interessados poderão manifestar interesse em adquirir o modelo. Para isso, basta acessar www.rc213v-s.com e conferir todos os detalhes.

Por se tratar de modelo histórico, a RC213V-S terá sua produção praticamente artesanal e realizada apenas na unidade Honda em Kumamoto, Japão. A fabricação será restrita a uma unidade diária, sob a responsabilidade de equipe exclusiva.

Divulgação

A Honda anunciou nesta quinta-feira (11/06) a chegada da RC213V-S. O evento foi realizado no circuito da Catalunha, Espanha, palco da próxima etapa da categoria mais importante do motociclismo mundial, previsto para o final de semana.

A primeira exibição pública da RC213V-S aconteceu em 2014, durante o Salão de Milão (EICMA). Apesar de protótipo, o projeto despertou muito a atenção do público por seu design e atributos exclusivos de competição. O desenvolvimento contou com a colaboração do ex-piloto japonês da MotoGP, Tohru Ukawa, e representa o resultado do trabalho conjunto entre o Centro de Desenvolvimento e Pesquisa de novos produtos da Honda no Japão (Motorcycle R&D Center of Honda R&D Co., Ltd.) e a HRC, divisão esportiva da marca.

Das pistas para a rua

linkpress_strip_29135_2_webCom 56 anos de tradição em competições, iniciada em 1959 na Ilha de Man (Inglaterra) onde a Honda marcou sua estreia em uma corrida oficial, o projeto da RC213V-S traz toda experiência da marca adquirida nas pistas. Seu conceito foi idealizado para oferecer um produto exclusivo, versátil e com facilidade de adequação às ruas e estradas. Nesse sentido, uma das preocupações da empresa no desenvolvimento do projeto foi trazer ao público uma opção com espirito e DNA das competições, mas que fosse fácil de pilotar por motociclistas comuns, sem qualquer experiência em corridas.

As linhas e visual esportivo da RC213V-S foram inspirados na versão de pista utilizada na MotoGP. Alguns componentes são exatamente os mesmos em ambas as versões. É o caso do quadro tipo diamante, idêntico ao utilizado pela RC213V de Marc Marquez. O motor DOHC V4 de 999 cm³, com arrefecimento a líquido, segue o mesmo conceito nos dois modelos, porém com menor potência, adequada para a utilização em ruas. Na RC213V-S são 159 hp a 11.000 rpm, com torque de 10,4kgf.m a 10.500rpm. O câmbio tem seis velocidades, com transmissão final feita por correntes.

Com foco na facilidade de pilotagem, segurança, centralização de massas e baixo centro de gravidade, a RC213V-S traz em boa parte de sua estrutura materiais leves e extremamente resistentes, como alumínio e fibra de carbono.

O resultado contribui não apenas para um visual exclusivo, como também para uma redução do peso total (170 kg), garantindo excelente desempenho.

Os sistemas de amortecimento e freios também são provenientes das competições. Na dianteira, garfo telescópico com freios de disco duplo. Na traseira, suspensão do tipo Pro-Link, com disco simples. As demais alterações foram realizadas com o objetivo de adequar o uso do modelo às ruas.

Design 

linkpress_strip_29135_1_webO design representa um capitulo a parte. Com visual imponente e esportivo, a nova RC213V-S teve grande inspiração em sua versão exclusiva para as pistas. As diferenças são mínimas e praticamente imperceptíveis. A carenagem frontal manteve o farol praticamente camuflado em uma pequena abertura que, na MotoGP, é utilizada como entrada de ar.

As laterais ganharam carenagens imponentes, com saídas de ar para refrigeração do motor, bem visíveis. Assim como no modelo do espanhol Marc Marquez, parte do quadro está totalmente à mostra na versão de rua, ressaltando a beleza e imponência, com forte apelo racing. O assento acomoda apenas o piloto, tem altura de 830 mm e está perfeitamente integrado à rabeta.

A RC213V-S será disponível em opção única tricolor, composta por três tonalidades: vermelha, branca e azul. Uma das novidades é a possibilidade da motocicleta poder ser adquirida também sem pintura para posterior customização do cliente. Haverá ainda um kit esportivo especial que aproxima o modelo ainda mais da versão das pistas e viabiliza o seu uso em circuitos fechados e competições. Com ele o desempenho do modelo atinge 215 hp a 13.000 rpm, com torque de 12,1kgf.m a 10.500rpm.

13:48 · 10.04.2015 / atualizado às 13:48 · 10.04.2015 por

2016-Range-Rover-Evoque-XL

A Land Rover terá a versão alongada, de sete lugares, do Evoque, que já que o modelo está na fase de teste no Reino Unido e deve ser apresentado para o público no final de 2016. Pelo menos é o que se cogita!

O modelo foi visto nas ruas britânicas nesta última semana. Para quem tem curiosidade em termos de preço, no Reino Unido, novo modelo deve custar entre £ 40 mil (em torno de R$ 130 mil numa conversão simples) e £ 65 mil (R$ 212 mil), dependendo da configuração. O modelo de entrada receberá motor quatro cilindros turbodiesel, enquanto que o topo de linha terá um V6.

Hoje o Range Rover foca no luxo, o Sport na aerodinâmica e o Evoque na praticidade urbana. O entre-eixos alongado será crucial para aprimorar o espaço para as pernas, dando a possibilidade de colocar crianças na terceira coluna de assentos.

Uma das versões do SUV deve se tornar o primeiro veículo 100% elétrico da Land Rover, utilizando a mesma bateria de lítio-ionizado do Jaguar F-Pace EV. O modelo deve ter autonomia de 482 km. A versão elétrica terá foco em centros urbanos, como o sul da Califórnia (EUA), Hong Kong, Xangai (China) e Pequim. Custando, na Inglaterra, algo próximo de £ 85 mil (equivalente a cerca de R$ 277 mil).

08:38 · 05.03.2015 / atualizado às 08:38 · 05.03.2015 por

29860

Uma das atrações expostas pela Land Rover no Salão de Genebra (Suíça) é o Range Rover Evoque conversível que será vendido no Brasil a partir do início do ano que vem, segundo informações apuradas no próprio evento.

A versão com capota removível do Evoque foi mostrada primeiramente como protótipo, em março de 2012, também em Genebra. Poucos achavam que o conceito iria ser fabricado em série. Acredita-se que a Land Rover não deu sinal verde para o modelo na época por motivos de análise de mercado, bem como avaliar se a estrutura do veículo permitiria tal adaptação. Mas, no mês passado, o carro foi flagrado em testes, indicando que o Evoque perderia seu teto.

No “Velho Continente”, o carro custará em torno de 45 mil libras, o equivalente a cerca de R$ 143 mil, numa conversão simples, sem impostos e taxas. No Brasil, porém, ainda não há uma estimativa de quanto irá custar, nem do volume que será importado. De acordo com a  marca, o modelo será produzido na fábrica de Halewood (Inglaterra), mesmo lugar onde a versão “tradicional” é feita.

10:09 · 27.02.2015 / atualizado às 10:09 · 27.02.2015 por

kawasaki-w800-black-620x400

A montadora japonesa Kawasaki foi uma das primeiras marcas que mergulharam na nova onda de motocicletas de estilo retrô, com a Kawasaki W800, um modelo que em 2015, além de receber novos grafismos e cor Candy Diamond Red/Pearl Alpine White na Europa, ganhou a versão especial W800 Black Edition.

Para quem gosta de saber sobre valores, o modelo custa 8.799 euros. Arredondando para a nossa realidade,  cerca de R$ 28 mil. Como o próprio nome sugere, esta é uma versão especial na qual a cor preta é o principal protagonista. A moto conta ainda com emblema específico sobre o tanque, acabamento em preto no motor, painéis laterais com logos Black Edition, escape em preto fosco e rodas anodizadas também na cor preta.

A Kawasaki W800 Black Edition mantém as especificações técnicas do modelo padrão, ou seja, vem equipada com motor refrigerado a ar de dois cilindros capaz de gerar 48 cavalos de potência a 6.500 rpm e 6,12 kgfm de torque a 2.500 rpm, chassis berço duplo de aço, amortecedor traseiro duplo com ajuste de pré-carga, disco de freio de 300 mm na roda dianteira e tambor na traseira. Para quem é fã, espere, pois se lançou lá, já já o modelo aporta por aqui!

09:50 · 02.02.2015 / atualizado às 09:50 · 02.02.2015 por

peugeot_1

Realmente, as coisas não andam nada bem para as marcas irmãs Peugeot e Citroën. Querem uma prova? Em dezembro, o grupo PSA Peugeot Citroën compartilhou pela primeira vez com a imprensa mundial o plano de abandonar a localização da sede em Paris (França) para uma mais distante. A sede das montadoras deixará sua base histórica a dois quarteirões do famoso Arco do Triunfo, iniciando um novo ciclo em um lugar mais distante.

A informação veio do diretor da PSA França, Xavier Duchermin, de forma não oficial, no entanto, temos uma melhor confirmação da notícia após um dos donos da sede, a empresa Ivanhoe Cambridge, colocar o lugar à venda. Atualmente, a sede social da PSA conta com cerca de 1.300 empregados.

A direção da empresa, cerca de 700 pessoas, irá para a nova sede a oeste da capital francesa, o resto dos trabalhadores serão alocados na fábrica de Poissy, onde há um vasto espaço para escritórios. Essa mudança afeta todas as marcas relacionadas ao grupo. Com essa mudança que será efetivada em 2017, o grupo movimentará entre 45 e 50 milhões de euros anuais.

18:56 · 15.01.2015 / atualizado às 18:56 · 15.01.2015 por

googleandroidcarros

Não, não é ficção. É a mais pura realidade. O Google iniciou discussões com a maioria das principais montadoras do mundo e criou uma equipe de fornecedores para acelerar esforços para levar carros autônomos ao mercado em 2020, disse nesta quarta-feira um alto executivo. Na “lista das conversas”, estão a General Motors, Ford, Toyota, Daimler e Volkswagen.

“Para nós, chegar e dizer que podemos fazer melhor, seria arrogante”, revelou  Chris Urmson, diretor do projeto de carro autônomo do Google. O Google não determinou se vai construir seus próprios veículos autônomos ou atuar mais como fornecedora de sistemas e software para as montadoras.

Menos que uma década

A expectativa de Urmson é que os primeiros veículos totalmente autônomos estejam prontos para produção em cinco anos, refletindo o ponto de vista expresso no dia anterior por outro empresário do Vale do Silício, Elon Musk, presidente-executivo da Tesla.

O Google tem conversado com a agência reguladora rodoviária norte-americana desde o início do projeto, disse Urmson. “A pior coisa que poderíamos fazer é surpreendê-los.” Urmson disse que o Google está desenvolvendo e refinando sistemas e componentes com fornecedores de autopeças como Continental, Robert Bosch, ZF e LG Electronics. Os protótipos dos carros do Google usam microprocessadores feitos por Nvidia, fabricante de chips que também é fornecedora da Mercedes-Benz e de outras montadoras.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs