Blog do Automóvel

Categoria: Kawasaki


11:36 · 14.08.2018 / atualizado às 11:36 · 14.08.2018 por

– Inspirada em conquistas nas pistas e no que há de melhor na Família Ninja, novo modelo se destaca pela relação peso x potência, já que ficou 8 kg mais leve e 9 cv mais potente
– Esportiva estará disponível na rede de concessionárias a partir da segunda quinzena de setembro com Preço Público Sugerido de R$ 23.990

Ninja 400 ABS KRT

Há 10 anos a Kawasaki dava vida a um produto que criaria um novo segmento de mercado. O ícone Ninja passaria a estar disponível para um número maior de consumidores com o lançamento de uma versão de entrada. Na época, a Ninja 250R não era apenas a única de seu tipo, mas oferecia um interessante pacote para pilotos iniciantes e até aos mais experientes: esportividade no estilo e na performance advinda de uma linhagem mais que consagrada, com uma pegada divertida e amigável. Estava então lançado um movimento mundial que, mais uma vez, reforçava a atitude inovadora da marca.
Nesta última década, o número de motos esportivas carenadas concorrentes cresceu consideravelmente, fazendo com que fosse uma das categorias mais disputadas do mercado de duas rodas no mundo. Nesse período, a Kawasaki impulsionou novamente a evolução do segmento, primeiro com o lançamento da versão de 300 cm3 em 2012, que trouxe à época várias novidades, entre elas a embreagem deslizante disponível apenas em motos de alta cilindrada, e, agora, em 2018, com mais um novo capítulo chamado Ninja 400.
Como não poderia ser diferente, a 400 cc mantém o estilo esportivo que é assinatura da Família Ninja com uma pilotagem fácil e ao mesmo tempo emocionante, características importantes para uma motocicleta dessa categoria. O desempenho é superior graças aos novos motor e chassi, trazendo mais potência com menos peso, elevando o nível da categoria. Afinal, agora são 8 kg a menos do que na Ninja 300 (similar ao peso de uma monocilíndrica) com 9 cv a mais.
O bicilíndrico de 399 cm3 é totalmente novo e foi projetado visando evolução na performance, otimização de tamanho e peso e eficiência de consumo. Houve mudanças no design, incluindo nova admissão de ar, e inúmeros outros esforços para redução de peso, apesar da capacidade cúbica maior. O resultado é um motor compacto e leve (equivalente a um 250cc) que apresenta equilíbrio entre performance e controle, oferecendo maior desempenho em todas as faixas de rotações em comparação à Ninja 300, com uma entrega de potência linear e suave e bom torque desde baixas rotações.
DETALHES TÉCNICOS
MOTOR
• O deslocamento de 399 cm³ da Ninja 400 vem de um diâmetro de 70,0 mm e curso de 51,8 mm.
• Coletor de admissão fornece um caminho mais curto e mais direto para a entrada de ar no cilindro, melhorando a eficiência de enchimento e contribuindo para o aumento da potência do motor, especialmente em altas rotações. Ajuda também no layout do chassi, liberando espaço sob o assento, o que resulta num design que oferece fácil acesso ao solo.
Uma caixa de ar maior (5,8 litros conta 4,7 litros da antecessora) e mais alta garante espaço suficiente para o sistema de admissão. Os funis possuem alturas diferentes, contribuindo para a resposta suave do motor, permitindo melhor refinamento da entrega de torque. Esse novo design melhora a eficiência na admissão e elimina ruídos indesejados, permitindo que piloto e passageiro ouçam com mais nitidez a nota de admissão do motor durante a aceleração.
• Válvula do corpo de borboleta maior (32 mm) ajuda a fluir mais volume de ar, contribuindo para um forte desempenho em altas rotações.
• Graças ao potencial de uma moderna injeção e à experiência da Kawasaki, os sub-aceleradores usados na antecessora da Ninja 400 puderam ser eliminados, economizando peso na nova versão.
• Injetores de atomização fina contribuem para a eficiência da combustão. Foram posicionados mais próximos dos dutos de admissão para permitir que borrifem combustível diretamente na câmara de combustão, contribuindo para o aumento da eficiência da queima e uma resposta linear do acelerador.
• Árvore do comando de válvulas forjada – normalmente vista apenas em motos de maior cilindrada – contribui para a redução de peso, economizando outros 200g.
• Jatos de óleo arrefecem a parte inferior dos pistões, permitindo um design compacto.
O volante do motor mais leve permite uma resposta mais imediata e direta do acelerador. Isso também contribui para a economia de peso.
• Um sistema de escape simplificado, que traça agora uma linha mais reta e que possui espessura de apenas 0,8 mm, contribui ainda mais para a redução de peso.
• A nova capa da ventoinha localizada atrás do radiador direciona o ar quente para os lados, ajudando a afastá-lo do piloto, reduzindo assim o desconforto em tráfego pesado. Redirecionar o ar também ajuda a manter o tanque, o chassi e outras partes que entram em contato com o motociclista mais resfriadas.
Design Compacto
• A realocação de componentes como a corrente de comando ajudou a manter o propulsor mais baixo e a deslocar volume para a frente.
• O cilindro é inclinado para frente em um ângulo de 20 graus, resultando em um motor mais curto.
• O projeto revisado do cárter permite um direcionamento mais direto dos tubos de escape, também contribuindo para a economia de peso.
• O layout do sistema de arrefecimento foi completamente revisado realocando components para economizar peso e reduzir a tubulação externa.
As mudanças que contribuem para a redução de peso do motor incluem:
– Eliminação dos sub-throttles
– Rota mais simples para o sistema de arrefecimento, com menos líquido
– Embreagem mais compacta
– Paredes mais finas do sistema de escape
– Redução de conexões do escapamento
– Volante mais leve e virabrequim revisado
– Comando de válvulas forjado
TRANSMISSÃO E EMBREAGEM
• As relações de marcha mais próximas promovem trocas suaves.
• Embreagem assistida deslizante mais compacta (de 139 mm para 125 mm) oferece uma alavanca 20% mais leve.
• Quando o motor está acelerando normalmente a embreagem funciona com assistência; já quando ocorrer freio-motor excessivo como resultado de reduções de marcha rápidas o efeito deslizante entra em ação, evitando que o pneu traseiro derrape.

CHASSI
• Com novos motor e chassi, o posicionamento do propulsor pode ser otimizado. O chassi da Ninja 400 agora tem um estilo supersport com entreeixos curto e um braço oscilante longo.
• Entreeixos mais curto (de 1.405 mm para 1.370 mm) contribui para uma pilotagem leve e fácil.
• A posição otimizada do pivô do braço oscilante contribui para uma condução realmente derivada de uma superesportiva.
• Além de contribuir para a redução de peso, o uso do motor como parte estrutural ajuda a obter a rigidez ideal para estabilidade.
• O design mais leve dos novos motor e chassi, além de grandes esforços para minimizar o peso, resultam em uma Ninja 400 de apenas 164 kg (8 kg a menos que a Ninja 300), ou seja, na mesma faixa de peso de modelos monocilíndricos.
• Além dos novos motor e quadro, outras mudanças que contribuem para a redução de peso do chassi incluem:
– Fixação do motor
– Entreeixos mais curto
– Novo design de roda
– Pneus radiais
SUSPENSÃO
• Garfo de suspensão de 41 mm mais rígido (antes 37 mm) proporciona uma ação mais eficiente e precisa. A roda dianteira parece realmente “plantada” na trajetória, as mudanças de direção são feitas facilmente.
• O ângulo de inclinação mais acentuado do cáster contribui para o manuseio leve.
• Os links revistos e os ajustes da suspensão traseira contribuem para a sensação de condução de alta qualidade.
• 5 ajustes de pré-carga permitem que o piloto regule a rigidez e o deslocamento para adequar a configuração ao peso corporal ou quando estiver com garupa.
FREIO, RODAS E PNEUS
• O disco dianteiro semi-flutuante maior (310 mm) tem o mesmo tamanho do utilizado na Ninja ZX-14R.
• Recém-projetado, o cilindro mestre do freio dianteiro ajuda a eliminar o curso morto, contribuindo para o controle.
• Na traseira, o disco de 220 mm é acionado por uma pinça com dois pistões maiores (de 25,4 mm para 27 mm).
• As dimensões e o material da mangueira de freio foram cuidadosamente selecionados para oferecer precisão e uma sensação mais direta.
• Rodas de cinco pontas semelhantes às da Ninja 650 contribuem para o baixo peso, enquanto a rigidez lateral otimizada beneficia o manuseio, aumentando a estabilidade nas curvas.
• Pneus radiais oferecem leveza, excelente aderência e colaboram para o manejo ágil e o conforto na pilotagem. Além disso, o pneu traseiro de 150 mm contribui para o design mais imponente.
ERGONOMIA
• A carenagem de maior volume da Ninja 400 oferece excelente proteção contra o vento, contribuindo ainda mais para o conforto na estrada. Mas em vez de bloquear completamente o vento, a carenagem promove um fluxo de ar constante em torno do piloto. O design também ajuda a extrair ar quente para fora do compartimento do motor.
• Os comandos do guidão estão posicionados mais próximos do que na Ninja 300, contribuindo para o conforto.
• O tanque de combustível é mais estreito onde ficam posicionadas as pernas do piloto, proporcionando bom contato com a moto.
• A altura do assento é a mesma da Ninja 300, mas graças ao design estreito está mais fácil para os pés do motociclista alcançarem o solo.
• As pedaleiras estão posicionadas ligeiramente mais à frente, colaborando para uma posição de pilotagem confortável, e estão fora do caminho quando o motociclista quiser colocar os pés no chão.
ESTILO
• O corpo mais volumoso da Ninja 400 a faz ter a aparência de uma moto de maior cilindrada, enquanto o design da nova carenagem frontal reflete o aspecto de desempenho esportivo da moto e a identifica instantaneamente como autêntica Kawasaki.
• Spoilers na parte inferior da carenagem dianteira foram inspirados na Ninja H2 e na Ninja ZX-10R.
• Os espelhos com novos suportes estão posicionados mais afastados, oferecendo maior campo de visão.
• As luzes de direção dianteiras são embutidas, para uma aparência elegante e unificada.
• O compacto design do pára-lama dianteiro, assim como o tanque de combustível mais inclinado à frente, adicionam esportividade ao visual da Ninja 400.
• A rabeta apresenta o mesmo estilo da Ninja H2, com luzes de direção mais afiladas. O design da lanterna em LED vem da Ninja ZX-10R.
PAINEL
• O painel conta com tela de LCD em display negativo que, além do velocímetro digital e do indicador de marcha, inclui as seguintes funções: hodômetros total e dois parciais, autonomia restante, consumos médio e instantâneo, temperatura externa, temperatura do líquido de arrefecimento, relógio e indicador de pilotagem econômica.
• O cuidado no cabeamento dos fios resulta em uma área de painel clean e sem interferências.
ALGUNS RECURSOS DE CONVENIÊNCIA
• O assento dianteiro pode ser facilmente removido puxando um cabo localizado sob o banco traseiro, facilitando o acesso à bateria.
• O espaço de armazenamento sob o banco tem dois níveis para um uso mais eficiente do local, suficientemente grande para acomodar uma trava de segurança em “U”.
• Pontos de fixação nos suportes de pedaleira traseiros e na parte de baixo da rabeta facilitam a amarração da bagagem.

10:08 · 17.06.2015 / atualizado às 10:08 · 17.06.2015 por

z300_2-1024x769

Para os fãs da Ninja, aí vai uma boa notícia: a Kawasaki finalmente anunciou hoje o preço público sugerido da naked de 300cc: R$ 17.990 para a versão standard e R$ 19.990 para o modelo equipado com freios ABS.

Mas quem se apressar para ir à concessionária tem que ter calma, pois A Z 300 estará disponível somente a partir de julho nas cores verde, laranja e cinza. A z 300 ABS será vendida apenas na roupagem verde, tradicional da marca. Vale ressaltar que esses são preços públicos sugeridos pela fabricante japonesa e não incluem o valor do frete e seguro. O preço final certamente será maior do que o anunciado.

Apresentada ao público no final do ano passado durante o Salão de Milão 2014, o design da Z 300 segue as mesmas linhas agressivas e modernas da Z 800, que inclui a rabeta minimalista, um conjunto óptico dianteiro compacto e estiloso coberto por uma pequena carenagem. A naked traz também um painel de instrumentos esportivo, que mescla informações digitais com analógicas.
z300_laranja-1024x769
Com um desempenho esportivo, mas ao mesmo tempo urbano – principal característica das motos naked – a Z 300 é equipada com o mesmo chassi e motor da Ninja 300, mas conta com guidão mais largo. A alteração, combinada com o motor de dois cilindros paralelos de 296 cm³, promete deixar rivais para trás, mas sem abrir mão da posição de pilotagem ereta e relaxada.

Fonte: Uol

 

10:09 · 27.02.2015 / atualizado às 10:09 · 27.02.2015 por

kawasaki-w800-black-620x400

A montadora japonesa Kawasaki foi uma das primeiras marcas que mergulharam na nova onda de motocicletas de estilo retrô, com a Kawasaki W800, um modelo que em 2015, além de receber novos grafismos e cor Candy Diamond Red/Pearl Alpine White na Europa, ganhou a versão especial W800 Black Edition.

Para quem gosta de saber sobre valores, o modelo custa 8.799 euros. Arredondando para a nossa realidade,  cerca de R$ 28 mil. Como o próprio nome sugere, esta é uma versão especial na qual a cor preta é o principal protagonista. A moto conta ainda com emblema específico sobre o tanque, acabamento em preto no motor, painéis laterais com logos Black Edition, escape em preto fosco e rodas anodizadas também na cor preta.

A Kawasaki W800 Black Edition mantém as especificações técnicas do modelo padrão, ou seja, vem equipada com motor refrigerado a ar de dois cilindros capaz de gerar 48 cavalos de potência a 6.500 rpm e 6,12 kgfm de torque a 2.500 rpm, chassis berço duplo de aço, amortecedor traseiro duplo com ajuste de pré-carga, disco de freio de 300 mm na roda dianteira e tambor na traseira. Para quem é fã, espere, pois se lançou lá, já já o modelo aporta por aqui!

08:49 · 22.09.2014 / atualizado às 08:59 · 22.09.2014 por

Jota Pompílio

Repórter

A montadora japonesa criou edições especiais para comemorar três décadas de seu modelo mais emblemático, a Ninja. Duas delas são novidades e já estão á venda no Brasil. A primeira, ZX-14R foi lançada em julho, e segundo a marca, é a moto mais potente do mundo. Ela tem motor de 1.441 cm³ de 210 cavalos e é vendida por R$ 60.990 com ABS. Sem, sai por R$ 56.990.

Ninja-ZX-10R
A versão mais “mansa” da Ninja comemorativa é a ZX-6R 636, que conta com alterações visuais alusivas aos 30 anos e motor ligeiramente maior do que a ZX-6R. Os quatro cilindros tiveram capacidade (de 599 cm³ para 636 cm³) e potência (de 128 cv para 131 cv) aumentados, e a moto conta com controle de tração com três estágios. Ela custa R$ 51.990 sem freios ABS e R$ 54.990 com os freios ABS.
Em Fortaleza, de acordo com a Nikkei Motos – revendedora autorizada da marca – duas Ninjas ZX-636 virão daqui a 30 dias para a capital cearense, na cor verde e branca. Uma já foi vendida e a outra estará exposta no hall da empresa. Seu preço é de R$ 56.000
Na versão ZX-10R, as alterações visuais incluem pintura da moto, mola do amortecedor e garfo da suspensão na mesma tonalidade de verde do modelo de competição e grafismos comemorativos. O controle de tração ajustável também está presente no modelo. Nesse caso, o motor de quatro cilindros tem 998 cilindradas e 147 cv. Ela também é oferecida com opção sem ABS por R$ 63.990 ou com ABS, de R$ 67.990.

09:02 · 18.12.2011 / atualizado às 09:24 · 18.12.2011 por

Na manhã de sábado (17/12) a primeira revenda Kawasaki no Ceará abriu suas portas para o público de Fortaleza: a Nikkei Motos. Com cerca de 600 metros quadrados, show room para 15 motos, estacionamento próprio e espaço para expor mais motos externamente, a revenda tem expectativa de vender 25 a 30 motos da marca por mês. É a terceira loja Kawasaki no Nordeste. Antes quem queria comprar esses produtos teria de ir a Recife ou Salvador.

Loja fica na Rua Tibúrcio Cavalcante, 986, na Aldeota, esquina com a Rua Costa Barros

Com a abertura a rede de concessionárias da marca no País chega ao seu número 51. Um salto, tendo em vista que, segundo o gerente comercial da Kawasaki, Márcio Massani, no início deste ano eram apenas 35. “Vamos abrir ainda neste mês em Belém (Pará), em janeiro João Pessoa (Paraíba), e em fevereiro Campo Grande (Mato Grosso do Sul) e a segunda loja em Belo Horizonte (Minas Gerais)”, adiantou.

Família Fontenelle: Ubirajara, Marcus Viniciús e Bira estão na direção da Nikkei Motos

Algumas novidades já estão na revenda. Além das famosas “Ninjas”, chamou atenção do público a Versys 1000 cilindradas, uma big trail com 4 cilindros, bem como a nova ZX14. Outra foi a Concours 14, 1.400 cilindros, feita no Japão e que custa R$ 74.900. Os preços da linha de motos Kawasaki variam de R$ 15 mil a R$ 75 mil.

Representantes da Kawasaki nacional entregam placa aos diretores da Nikkei
Detalhe da placa
Fantástica Ninja
Moto ZX-6R

Serviço: Nikkei Motos. Rua Tibúrcio Cavalcante, 986 – Aldeota. Fone: 0xx85-3244-2535. www.nikkeimotos.com.br

11:24 · 16.12.2011 / atualizado às 11:25 · 16.12.2011 por

Fortaleza tem mercado para motos grandes e imponentes. Não é sem razão que neste sábado inaugura uma revenda da marca Kawasaki na capital cearense, a Nikkei. Famosa pela desejada Ninja, a marca japonesa tem também motos feitas no Brasil. A concessionária fica na Rua Tiburcio Cavalcante , 986 Aldeota, esquina com Av. Costa Barros. Show room terá espaço para 25 motos, com preços variando de R$ 15 mil a R$ 60 mil. O Grupo Brava Motos está no comando da operação.

Fantástica Ninja será vendida na concessionária
11:56 · 18.10.2011 / atualizado às 11:57 · 18.10.2011 por

Confirmado! Na segunda quinzena de novembro será inaugurada uma concessionária autorizada da marca Kawasaki Motos em Fortaleza. Seu nome: Nikkei. Endereço: Av. Costa Barros, esquina com rua Tibúrcio Cavalcante. Show room terá espaço para 25 motos, com preços variando de R$ 15 mil a R$ 60 mil. O Grupo Brava Motos está no comando da operação.

10:47 · 05.08.2011 / atualizado às 10:47 · 05.08.2011 por
Sonho dos motociclistas

A Kawasaki Motores do Brasil apresenta ao mercado nacional a versão 2011 da superesportiva ZX-14. A grande novidade é a nova cor – Candy Lime Green. A motocicleta segue com a arrebatadora combinação entre potência, velocidade e alta tecnologia, que já pode ser encontrada em todas concessionárias autorizadas com o preço promocional sugerido de R$ 49.990 00 (preço sem frete. Para saber o preço público sugerido com o frete de sua região, consulte o site www.kawasakibrasil.com), já com sistema de freios ABS como item de série.

Potência, velocidade e alta tecnologia

A Ninja ZX-14 possui um motor de 1352 cc, com mais de 200 cavalos de potência máxima. Apesar desta sua vocação para altas velocidades, a motocicleta apresenta uma pilotagem bastante confortável e aerodinâmica, para um bom desempenho tanto nas retas como nas curvas mais exigentes.
Considerada uma das máquinas mais rápidas em duas rodas do mundo, capaz de atingir 300 km/h, a Kawasaki Ninja ZX-14 é reconhecida internacionalmente como um dos modelos preferidos por aqueles que buscam o que há de mais sofisticado e inovador em uma motocicleta.
Características de Potência

Marca não tem concessionária no Ceará, e para trazê-la é preciso pagar frete

Domar 200 cavalos de potência é um desafio que os engenheiros da Kawasaki sentiram muito prazer em assumir. Uma injeção de combustível com alta precisão trabalha juntamente com uma planta motriz refinada para um desempenho e prazer definitivos na pilotagem.

Ergonomia
O motor estreito, o chassi monobloco e o tanque de combustível afunilado fazem com que o encaixe dos joelhos durante a pilotagem seja confortável.

Aerodinâmica
Como uma empresa líder no setor aeroespacial, a Kawasaki desenvolveu um projeto preciso de aerodinâmica, sempre um fator chave na performance arrebatadora da Ninja ZX-14. As luzes de farol ultra-eficientes combinam perfeitamente com a parte frontal de baixo arrasto aerodinâmico.

Poder de Frenagem fenomenal
Os incríveis discos de freio flutuantes de grande diâmetro da Ninja ZX-14, as pinças frontais montada radialmente e um cilindro mestre permitem uma performance e sensibilidade incrível de frenagem. O sistema ABS instalado de fábrica oferece ainda maior segurança.

Instrumentação
O painel de instrumentos possui velocímetro e conta-giros dual analógico de fácil leitura. Um display digital de LCD multifunções inclui um marcador de combustível, indicador de posição de marchas, dois hodômetros parciais, hodômetro total e relógio. O uso da interface CAN (Controller Area Network) entre o painel e a ECU reduz o número de cabos e permite que um grande volume de informações (como por exemplo, o consumo de combustível) seja trocado.

Escape
O sistema de exaustão da Ninja ZX-14 melhora a personalidade e a performance dominantes da motocicleta ao mesmo tempo em que estão de acordo com as rigorosas leis de emissões Promot 3.

12:50 · 21.07.2011 / atualizado às 12:51 · 21.07.2011 por

Peço licença aos internautas de carros e motos para revelar o novo jet ski Kawasaki Ultra 300X, o mais potente do mundo, uma versão adiante do Ultra 260X, com 40 HP a mais de potência no novo motor, que tem impressionantes 300 HP.

Jet chega a mais de 100 km/h: impressionante!

Para uma comparação com as agressivas motos esportivas da marca, seu desempenho é semelhante ao de uma Kawasaki Ninja ZX-10R. Navegando a 10 mph, ao acelerar o Ultra 300X atinge 67 milhas em menos de 4 segundos, equivalentes a 108 Km/h, limitados eletronicamente. Desligado o sistema de controle de velocidade, o que só pode ser feito por técnicos, ele vai muito além. Usado assim em competições o Ultra é, desde suas versões anteriores, o grande campeão em corridas de todas as categorias mundo afora, principalmente em endurance, categoria que exige mais do equipamento.

Diversão e ação ao mesmo tempo

Ele é um projeto totalmente novo da Kawasaki, da proa à popa. O poderoso motor de quatro cilindros em linha e 1.498 cc é derivado dos modelos de competição da linha Team Green Ninja Motores de Alta Performance Sportbikes. Um quatro cilindros de um litro e meio, refrigerado a água, que além de muito mais potência nesta versão, tem novidades tecnológicas como pistões mais leves e fortes para reduzir perdas mecânicas, virabrequim mais forte com bielas mais eficientes, comando de válvulas com orificios de lubrificação adicionados e outras melhorias que vão até ao sistema de escapamento, para reduzir ruidos e diminuir a entrada de água quando em prolongado uso em marcha lenta.
Ainda no motor, a maior novidade é o Super Charger, um autêntico compressor Eaton da série Eaton Vortices, com um redesenhado sistema de indução Twin, o mais recente que existe. É o mesmo Super Charger que equipa o Corvettte ZR1, com 638 cavalos, e outros notáveis carros esportivos. Com ele, e operando a 17.3 psi, o motor alcança os 300 cavalos a 7.750 rpm, ou seja mais de 200 cavalos por litro, uma potência específica desconhecida entre os demais jet skis. E agora com três linhas de refrigeração para melhorar o rendimento, o intercooler se mantém mais frio e melhora a eficiência do sistema.
A eletrônica embarcada no motor também tem novidades, como o sistema eletrônico de acelerador de resposta mais precisa no gatilho, e que também controla o limitador de velocidade a 67 mph. Nos testes da equipe Pica Pau Racing na enseada do Guarujá, no litoral paulista, com ele desativado por breve momento o Ultra 300X andou a mais de 70 milhas no GPS e não foi adiante porque o técnico da Kawasaki Japão limitou novamente a função.

Esse é o motor que gera tanta potência

O Kawasaki Ultra 300 X já está à venda a partir de R$ 67 mil. Agora testados no litoral brasileiro por uma equipe de pilotos campeões, o profissionais Sergio Luisi (Pica Pau), Célio Vinicios, Tiago Geitens, Henrique Serra, Gildo Gonçalves e também o japonês Minoru Kanamori, campeão mundial e membro do staff da divisão internacional de competições da Kawasaki. Eles avaliaram duas unidades em mais de 80 horas de uso direto, em várias condições de mar, com o apoio logístico da Pica Pau Racing, o braço de competições da Concessionária Kawasaki Pica Pau. O objetivo, segundo o campeão Minoru Kanamori que participou do projeto Kawasaki Ultra 300X desde o seu início, foi avaliar o desempenho e durabilidade nas diversas condições locais, para dispor o Ultra 300 X aos aficcionados brasileiros.

Preço da diversão para poucos: R$ 67 mil

O casco do Ultra 300 X é leve. Foi melhorado o que já era muito bom na familia Ultra, detentora da maior quantidade de títulos nas principais categorias do Campeonato Mundial de Jet ski. Foi reduzida a espessura da fibra de vidro e a estrutura reforçada em vários pontos, para compensar a maior potência do motor. Os sponsors (quilhas) foram estrategicamente reposicionados para melhorar a estabilidade, uma vez que o Ultra 300 X está muito mais rápido em aceleração.

Detalhes

Visualmente a mudança parece pouca em relação ao modelo Ultra 260 X. Mas o 300 X tem um capô mais agressivo e com melhor aerodinâmica na proa, mantido o design futurista da versão anterior. Tem um painel completo em LCD e o guidão mais aberto, agora ajustável em cinco posições, com o GPS instalado bem no centro (este item somente na versão Ultra 300LX ) . No campo da segurança, a poderosa embarcação vem equipada, ainda, com chaves codificadas com duas opções de desempenho. Uma delas, na cor amarela, oferecendo um desempenho moderado, só até 4000 RPM no poderoso motor, a mesma opção que deve ser usada na primeira hora de uso do Ultra 300 X, para amaciamento.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs