Blog do Automóvel

Categoria: marcas


14:48 · 29.05.2018 / atualizado às 14:48 · 29.05.2018 por

As marcas asiáticas são as líderes em satisfação do consumidor com o processo de compra de veículos. A conclusão é do Sales Satisfaction Index (SSI), levantamento realizado pela J.D. Power pelo sexto ano no Brasil. A Toyota voltou a ocupar a liderança do ranking, como a montadora com clientes mais satisfeitos. No ano passado esta posição foi perdida para a Hyundai Caoa, que caiu para a segunda colocação no levantamento atual


Em geral, as marcas asiáticas lideraram o SSI. Na terceira colocação aparece a Hyundai Brasil, seguida por Nissan e Honda. “As empresas japonesas têm tradição em processos mais robustos no atendimento ao cliente. As montadoras coreanas estão indo pelo mesmo caminho”, avalia Fabio Braga, diretor de operações da J.D. Power no Brasil.
Para construir o SSI, a consultoria analisa a experiência do consumidor na compra de carros novos. O levantamento considera cinco aspectos: processo de entrega, negociação, test drive, instalações e vendedor.


Satisfação
Independentemente das marcas que ocuparam as primeiras colocações do ranking, Braga reforça que o índice de satisfação do consumidor brasileiro com a compra de veículos alcançou recorde, com média de 805 pontos (a nota máxima é 1.000), 14 acima do registrado em 2017. Houve melhora em todas as empresas pesquisadas, com exceção da Ford, que registrou queda de 9 pontos em sua nota. Apesar de não ter ficado nas primeiras posições do ranking, a Peugeot teve o crescimento mais impressionante na satisfação de seus clientes, elevando a nota em 30 pontos para 816. “O nível médio de satisfação no Brasil cresce desde 2014 e já se compara ao que verificamos em países maduros, como Canadá, Estados Unidos e Japão”, diz Braga. Segundo ele, o resultado reflete a evolução da indústria local que, com a crise dos últimos anos, investiu para se aproximar dos clientes e potencializar resultados nas concessionárias.


Negociação, entrega e test-drive
Segundo o consultor, aspectos como o processo de entrega do automóvel, a negociação e o test drive apresentaram as melhorias mais expressivas. “O tempo de duração do test drive tem grande impacto na satisfação do consumidor. Quanto demora menos de 10 minutos, a satisfação fica perto de 743 pontos. Nas empresas em que este período é superior a 30 minutos, a satisfação pode chegar a 871 pontos”, conta, destacando a necessidade de realizar o test drive mais completo possível.
Braga lembra também que o profissional que acompanha o teste faz toda a diferença, com clara vantagem para as marcas que oferecem um especialista para mostrar o veículo ao cliente no lugar de um vendedor. A avaliação do carro usado é outro ponto sensível e que tem melhorado bastante. Segundo o estudo, 87% dos clientes disseram que acharam justa a análise de preço feita pela concessionária – um ótimo resultado em relação aos anos anteriores.
Entre os desafios das empresas para melhorar a satisfação, Braga destaca o posicionamento e atendimento na internet. Por causa da importância deste aspecto, a companhia já prepara um novo estudo, focado na performance das marcas on-line, o Digital Shopper Study. Os resultados do levantamento serão divulgados no segundo semestre deste ano.

20:39 · 15.01.2017 / atualizado às 20:39 · 15.01.2017 por

A Toyota do Brasil alcançou em 2016 sua melhor colocação no ranking nacional de vendas e a maior participação de mercado em toda a sua história de 59 anos no País. Com 180.406 unidades comercializadas e 8,8% de market share, a fabricante terminou o ano na 5ª posição do mercado e registrou crescimento de 2,6% nas vendas em comparação a 2015

 

Vendas do utilitário SW4 cresceram cerca de 40% em relação a 2015, com uma participação de mercado de quase 53% no segmento
Vendas do utilitário SW4 cresceram cerca de 40% em relação a 2015, com uma participação de mercado de quase 53% no segmento

Ao longo de 2016, a Toyota do Brasil também obteve resultados recordes em produção e exportação.
“Estou muito satisfeito com o desempenho da Toyota do Brasil, apesar da queda significativa de todo o mercado nacional. Nossa inédita participação de mercado e o aumento no volume ano a ano foram conquistados devido ao trabalho duro e desempenho do nosso time brasileiro de fornecedores e concessionárias. Eu agradeço aos clientes pela preferência e lealdade. Eu quero destacar também as melhorias que atingimos em qualidade, produtividade, gerenciamento de custos e cadeia de valor, o que contribuiu para os níveis recordes de produção, exportações e de serviços ao cliente. Continuamos comprometidos com o crescimento sustentável da operação da Toyota no Brasil, como demonstrado pelo anúncio recente de investimentos para a expansão da nossa nova fábrica de motores em Por to Feliz e a atualização contínua de nossa linha de produtos”, diz Steve St.Angelo, CEO da Toyota para América Latina e Caribe e Chairman da Toyota do Brasil.

 

Hilux fechou o ano como líder no segmento de picapes médias com 33.969 unidades vendidas
Hilux fechou o ano como líder no segmento de picapes médias com 33.969 unidades vendidas

Vendas no mercado nacional
O utilitário SW4 consolidou sua liderança na categoria de SUVs médios crescendo cerca de 40% em vendas em relação a 2015. Foram 12.175 unidades comercializadas, fechando uma participação de mercado de quase 53% no segmento.
Pela primeira vez, desde o início das vendas do modelo no Brasil, a Hilux tornou-se líder em todo o segmento de picapes médias, totalizando 33.969 unidades vendidas, cerca de 3,2% a mais que o total vendido em 2015.
O Etios manteve um bom desempenho e atingiu números recordes de produção desde que começou a ser fabricado e vendido no País, em 2012. Ao mercado nacional, foram destinadas 67.768 unidades. A evolução positiva da família Etios pode ser observada pelo aumento de market share deste produto. O modelo foi responsável por 5,8% de todas as vendas no segmento de hatches compactos (aumento de 1,6 pontos percentuais em relação a 2015). Já as vendas do Etios Sedã representaram 10,3% do total vendido na categoria de sedãs compactos (aumento de 1,1 pontos percentuais se comparado ao ano anterior).
O Corolla manteve liderança absoluta no segmento de sedãs médios. O modelo foi responsável por 48% das vendas totais na categoria. Foram 64.737 unidades comercializadas.

Corolla manteve liderança e encerrou 2016 com 48% das vendas totais no segmento de sedãs médios, com 64.737 unidades vendidas
Corolla manteve liderança e encerrou 2016 com 48% das vendas totais no segmento de sedãs médios, com 64.737 unidades vendidas

A Toyota foi uma das únicas fabricantes a atingir crescimento em 2016, um ano em que o mercado nacional recuou mais de 20%.
“A Toyota vem se consolidando, ao longo dos últimos seis anos, como um dos principais players do mercado brasileiro devido à sua competência tanto na força de vendas, como na produção e no atendimento diferenciado de pós-venda, resultando em um crescimento sustentável, mesmo em meio às dificuldades econômicas que o País atravessa”, diz Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil.

Compacto Etios atingiu números recordes de produção no País e mantém boa evolução com aumento de participação de mercado
Compacto Etios atingiu números recordes de produção no País e mantém boa evolução com aumento de participação de mercado

Híbridos
O híbrido Prius, que teve sua 4ª geração lançada no Brasil em junho de 2016, chegou à liderança do segmento de híbridos no País ao atingir 485 unidades vendidas no ano. Este total representa um aumento de aproximadamente 128% em relação a 2015. Desde que o modelo começou a ser vendido em território nacional, no início de 2013, foram vendidas 1.139 unidades.

 

Prius tornou-se líder na categoria de híbridos e, após o lançamento de sua 4ª geração no País, obteve crescimento de 128% em relação às vendas de 2015
Prius tornou-se líder na categoria de híbridos e, após o lançamento de sua 4ª geração no País, obteve crescimento de 128% em relação às vendas de 2015

Produção
A Toyota do Brasil encerrou o ano de 2016 com produção recorde de 175.901 unidades, um aumento de 1,1% em relação ao ano anterior.
O compacto Etios, fabricado na planta da Toyota em Sorocaba (SP), teve 93.598 unidades produzidas. O sedã médio Corolla registrou 82.303 veículos produzidos no período.

Exportação
Em 2016, a Toyota do Brasil exportou 43.561 de seus veículos produzidos no Brasil para outros mercados da América Latina, desempenho 16% superior ao total registrado em 2015, com 37.496 unidades.
O grande destaque para a operação brasileira da Toyota no comércio internacional ao longo de 2016 foi o compacto Etios, nas carrocerias sedã e hatchback, que confirmou a boa aceitação nos seus mercados de destino (Argentina, Paraguai, Uruguai e Peru) e fechou o ano com aumento de 17,5% no total exportado, atingindo 26.424 unidades comercializadas entre os países vizinhos, contra 22.480 em 2015.

10:03 · 15.07.2015 / atualizado às 10:03 · 15.07.2015 por

468RPM_HusqFE450-1024x684

Alguém lembra da marca Hurqvarna? Tradicional na Europa, de origem sueca, a fabricante de motos está de volta ao Brasil. A fábrica, que hoje pertence ao grupo Pierer Industries AG, de Stepahn Pierer CEO da KTM, será representada oficialmente pelo Triple Power Group (grupo que reúne concessionárias das marcas Triumph e BMW Motorrad).

As motos serão importadas e o primeiro lote de 100 motos off-road está praticamente vendido. Segundo o Triple Power Group, comandado por Maurício Fernandes e Fabio Ozi, era a hora de se consolidar também no universo off-road. “A oportunidade de trabalhar como importadores oficiais da Husqvarna caiu como uma luva para nós.”, afirmou Fernandes. O line-up conta com oito modelos de enduro e motocross com motores de dois e quatro tempos que custam entre R$ 43.900 e R$ 46.900. Já há uma lista com doze revendas credenciadas.

Fonte: Uol

10:33 · 10.07.2015 / atualizado às 10:33 · 10.07.2015 por
suzuki-gsxr30th-anniversary5-1024x683
A edição comemorativa não terá mudanças técnicas, só mesmo o esquema de cores

Para marcar as celebrações de 30 anos da lendária GSX-R 750, a Suzuki apresentou hoje, na pista de Sachsenring, na Alemanha, uma edição especial da GSX-R 1000 batizada de “30th Anniversary Edition“. A roupagem é um releitura da combinação de azul e branco do primeiro modelo, lançado em 1985. De acordo com a fábrica japonesa, a edição especial de 30 anos da GSX-R 1000 será vendida em todo o mundo em breve. Porém, não há informações de alterações técnicas no modelo, que aparenta ser especial somente nas cores.

468RPM_Suzuki_GSXR-1024x683
Equipe Suzuki Ecstar da MotoGP também usará a roupagem comemorativa nas motos, nos macacões dos pilotos e uniformes

Como parte das comemorações, a equipe Suzuki Ecstar irá utilizar a mesma roupagem nas próximas duas etapas da MotoGP. As motos GSX-RR dos pilotos Maverick Viñales e Aleix Espargarò irão vestir o tradicional esquema de cores azul e branca do modelo original e que também ganhou fama nos anos de 1980 com o americano Kevin Schwantz. Os macacões de Viñales e Espargarò também usaram o mesmo esquema de cores. A equipe utilizará a roupagem comemorativa na etapa alemã da MotoGP, que será disputada em Sachsenring neste final de semana, e também em Indianápolis, nos Estados Unidos, em 9 de agosto.

14:51 · 11.06.2015 / atualizado às 14:51 · 11.06.2015 por

Para alavancar mais as vendas e fortalecer o segmento de veículos no Ceará, começa amanhã o Feirão Veículos Classificados, no Estacionamento da Arena Castelão. Na ocasião, o cliente poderá levar para a casa, tanto um carro zero-quilômetro (direto das concessionárias) como um seminovo (das revendedoras de usados) de sua preferência, marca, modelo e ano.

Se preferir, o cliente poderá levar seu carro como entrada para trocar por um “novo bala” ou mesmo um outro usado de maior valor. No Feirão, onde estarão 30 empresas automotivas, o consumidor poderá financiar o veículos em até 48 vezes, com taxa de 0,99%.

Everton Fernandes, vice-presidente do Sindicato dos Revendedores Automotores do Estado do Ceará (Sindivel) e um dos parceiros do evento pela Via Verde, calcula que nos três dias deverão passar cerca de 20 mil pessoas. Segundo ele, no estacionamento serão ofertados carros de diversos tipos, ano, modelo e várias formas de pagamento. Na prática, incentivo é o que não vai faltar para você colocar mais um veículo na sua garagem.

Mais informações:

Local: estacionamento do Arena Castelão

Dias: 12, 13 e 14 de junho

Horário: sexta e sábado ( 8 às 18 horas) e domingo (8 às 17horas)

 

 

11:47 · 24.04.2015 / atualizado às 11:47 · 24.04.2015 por

peugeot-rcz-r-(13)

No Salão de Xangai, o chefão da Peugeot, Maxime Picat, anunciou que o RCZ não terá substituto. Ano passado, Picat havia anunciado que alguns modelos seriam descontinuados, mas o RCZ receberia uma segunda geração baseada na plataforma EMP2. Entretanto, o projeto está, por fim, descartado.

“O RCZ é encantador, mas é melhor focarmos em modelos mais importantes de nossa gama. Sair do senso-comum é algo para as marcas Premium. Para nós, é uma distração” disse Picat em uma entrevista a revista británica Autocar. Como parte do programa “Back in the Race”, que começou após o Grupo PSA chegar à beira da crise, Peugeot e Citroën se comprometeram a reduzir o número de veículos em linha de 26 para 12 até 2022.

O RCZ chegou na plataforma do 308 em 2009, com design ligeiramente inspirado no Audi TT. O modelo recebeu sua primeira reestilização em 2013. No mercado argentino, o RCZ vendeu mais que o modelo da Audi, mas isso não se repetiu na Europa. O modelo teve superioridade ao rival da Audi apenas na França e Espanha. Um levantamento do mercado argentino mostra que, desde o inicio do ano, o RCZ vendeu apenas três unidades.

A Peugeot chegou a cogitar a venda do RCZ R no país vizinho, mas voltou atrás por causa das altas taxas tributárias. O modelo é oferecido com opções de 163 cv e 200 cv, sempre com motor 1.6 turbo.

09:58 · 24.04.2015 / atualizado às 09:58 · 24.04.2015 por

Mitsubishi-Lancer-2015 (6)

Para quem é fã da marca japonesa, o Lancer deve uma reestilização há certo tempo. Mas uma declaração recente revela que a Mitsubishi apresentará o sedan ainda em 2015. Em uma entrevista para o site australiano Motoring, o chefão de marketing da Mitsubishi, Tony Principe, confirma a chegada do sedan renovado.

O profissional se recusou a oferecer detalhes, mas afirma que a renovação trará mudanças significativas. Pouco se sabe sobre o que o modelo poderá oferecer, mas estima-se que a nova identidade visual da marca, apresentada no novo Outlander, deve ser integrada ao sedan.

É bom salientar que apenas que o sedan será renovado, mas não na versão esportiva Evo, que já teve até a edição de despedida apresentada pela Mitsubishi e cujas vendas começaram no Japão.

A atual geração do sedan foi revelada em 2007, durante o Salão Internacional de Detroit, chegando ao mercado pouco depois. No Brasil, o Lancer foi nacionalizado em 2014, e está sendo fabricado no Complexo Industrial de Catalão (GO). Consultada, a Mitsubishi do Brasil disse apenas que não tem nenhuma informação sobre o Lancer reestilizado.

10:08 · 22.04.2015 / atualizado às 10:08 · 22.04.2015 por

Honda_CG_150

Diante da crise, não é novidade que o mercado de motos zero-quilômetro busca recuperação após alguns meses de queda nas vendas, afetadas principalmente pela má fase da economia e a limitação de crédito por parte dos bancos. Mas enquanto as facilidades não vêm, o mercado de motos usadas acaba sendo uma boa alternativa para quem não tem dinheiro para comprar uma OK à vista.

Entretanto, se as pequenas dominam o mercado de novas, no de usadas este mercado é promissor e está a léguas de distância. Querem uma prova? Na lista, não há nenhuma moto grande entre as mais vendidas no mercado de usadas. A maior delas é a CBR300R, que não chega a ser nem média. A CBR 300 é a sexta moto mais vendida entre as usadas, segmento que tem a liderança absoluta das pequenas.

As quatro mais vendidas são da Honda, que domina também o segmento de motos novas de baixa cilindrada. A líder é a CG 150 (foto acima), que vendeu 57.638 unidades em março, seguida pela sua irmã menor, a CG 125, que comercializou 47.274 motos no mês e a Biz, que vendeu 25.656 unidades.

A quarta moto usada mais vendida no Brasil é a NXR 150,com 21.928 unidades em março; em quinto aparece a YBR 125, da Yamaha, mas com um volume bem menor, foram 10.720 motos comercializadas no mês passado.

Na sexta colocação temos outra moto da Honda, a CB 300R, que vendeu 8.311 unidades e a sétima posição também é da Honda, com a CBX 250 Twister, que teve 7.787 motos vendidas. Portanto, quem está na dúvida se a hora é de compra ou não, para a usadas, a hora é esta!

14:37 · 05.02.2015 / atualizado às 14:37 · 05.02.2015 por

 

Renault Sandero RS

Para quem gosta de “hatches bombados”, fabricados no Brasil, eles irão chegar às concessionárias em 2015. Um desses carros será o Renault Sandero RS, que começa a ser vendido até o fim do primeiro semestre com o motor 2.0, de 142 cv, com câmbio manual de seis marchas.

Para a montadora, o Sandero RS terá aparência condizente com o desempenho. Para-choques alargados, dupla saída de escapamento, rodas exclusivas montadas em pneus de perfil baixo, grade dianteira do tipo colmeia,  defletor de ar em cima da tampa do porta-malas, além de faróis e lanternas com lentes escurecidas fazem parte do pacote de itens feitos especialmente para essa versão com algum apelo realmente esportivo. Por dentro, o carro também deverá contar com uma série de novidades, mas não espere por nada muito caprichado, como legítimos bancos Recaro, por uma questão de custo, que deverá ficar por volta dos R$ 50 mil.
GAZ_86095b83653d499fbff8165762218536

Francês invocado

Outro hatch que promete andar como um verdadeiro esportivo é o Peugeot 208 GTI. O carro chega dentro dos próximos dois meses. O GTI terá dupla saída de escapamento, faróis com lentes escurecidas, rodas de 17 polegadas, teto panorâmico, bancos com abas laterais largas, além de um novo ajuste de suspensão e freios redimensionados. Além disso, GTI será o primeiro modelo da marca a contar com câmbio manual de seis marchas e relações mais curtas. O motor será o novo THP Flex, com 173 cv apenas com etanol no tanque. Com exceção das duas portas traseiras, o 208 GTI será visualmente idêntico ao 208 GTI europeu. A estratégia da Peugeot é que o esportivo chegue às lojas com preços entre R$ 67 mil e R$ 70 mil.

Sotaque alemão

E o terceiro esportivo que vestirá a camisa  verde-amarela  chegará às lojas em 2015 será o Volkswagen Up! TSI, com motor 1.0, de três cilindros, turbo flex, capaz de gerar em torno de 100 cv, aquele que foi mostrado no Salão do Automóvel, em São Paulo, entre os dias 30 de outubro e 9 de novembro de 2014. Receberá reforços estruturais na carroceria , entre outros ajustes. A ideia é lançá-lo no primeiro semestre desse ano como a versão de produção do protótipo GT Up!

09:50 · 05.02.2015 / atualizado às 10:27 · 05.02.2015 por

 

honda honda2

 

Um dos principais  trunfos da Honda para este ano chega ao Brasil neste primeiro trimestre, já com fabricação nacional, para disputar mercado com as versões mais caras do Ford Ecosport, além de modelos como o Chevrolet Tracker.

O HR-V foi exibido no Salão do Automóvel de São Paulo no fim do ano passado, mas a unidade estava fechada e o público não podia conferir de perto como o veículo é por dentro. A história mudou agora, pois a montadora divulgou as primeiras imagens internas do utilitário, que indicam um acabamento de qualidade e toques como o console central elevado, trazendo a alavanca de câmbio para bem perto do motorista e freio de estacionamento elétrico, acionado por botão. Central multimídia e ar-condicionado digital semelhante ao do City são outros pontos altos do novo SUV. A Honda também adianta que o HR-V terá um sistema de adaptação dos bancos para acomodar diferentes tipos de carga, ao estilo do Fit.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs