Blog do Automóvel

Categoria: Memória automotiva


14:55 · 03.10.2018 / atualizado às 14:55 · 03.10.2018 por

O Ford T, carro que simboliza o nascimento da era do automóvel, comemorou 110 anos de lançamento. Apresentado oficialmente por Henry Ford em outubro de 1908, ele ganhou rapidamente a fama de produto seguro, simples, confiável e barato, dando início à revolução que colocou o mundo sobre rodas.

Para se ter uma ideia, naquela época os Estados Unidos contavam com menos de 30.000 km de estradas pavimentadas, o que tornava dirigir um desafio tanto para os veículos como para os motoristas. Feitos artesanalmente, os carros então eram vistos mais como um brinquedo de luxo – perigoso, barulhento e caro.

A partir de 1913, Henry Ford desenvolveu o processo de produção em série do Modelo T, que abriu as portas do mercado de massa para o automóvel. Com mecânica simples, robusto e fácil de manter, ele logo caiu no gosto popular. As várias melhorias introduzidas ao longo do tempo o deixaram mais confortável, rápido e econômico. O constante aperfeiçoamento do processo produtivo também trouxe a redução dos custos: lançado por 850 dólares, ele chegou ao último ano de produção, em 1927, custando 290 dólares.

Com essas qualidades, o Modelo T conquistou o público americano e de vários países. Entre seus primeiros proprietários estavam o cientista Thomas Edison e os astros de Hollywood Will Rogers, May Pickford e Douglas Fairbanks. Em 1919, a Ford foi a primeira fabricante de automóveis a se instalar no Brasil, com a produção desse veículo e do caminhão da linha.

Henry Ford e um dos exemplares do Ford T

Seu sucesso gerou também mudanças na estrutura da empresa, com a criação dos primeiros departamentos de cor e design. Em 1920, ele representava mais da metade dos veículos em circulação no mundo e somou mais de 15 milhões de unidades nos seus 19 anos de produção.

Como reconhecimento ao seu um impacto sem igual na história, o Modelo T foi eleito o “Carro do Século” pela Global Automotive Elections Foundation no ano 2000, por um júri de 132 jornalistas de 33 países. Ao quebrar a barreira das distâncias entre as pessoas que viviam isoladas nas comunidades, ele ajudou a transformar os hábitos e estabeleceu novos parâmetros para os sistemas de transporte em todo o mundo.

15:31 · 27.08.2018 / atualizado às 15:31 · 27.08.2018 por

Luxuosos de décadas do automobilismo são opções para coleção ou investimento

Alfa Romeo Spider

Um espetáculo de gerações sobre rodas. O encontro Brazil Classics Show deste ano, além de reunir uma série de automóveis antigos, também vai possibilitar o casamento entre os amantes dos carros de época com as máquinas que atravessaram décadas. Está aberto o leilão com as unidades elegantes que serão disputadas no evento que começa no próximo dia 5 de setembro na cidade de Araxá, em Minas Gerais. Na internet os lotes já estão disponíveis para lances no site da BRbid.
Dentre os lotes estão desde um Alfa Romeo Spider com lance inicial a partir de R$ 10 mil, um Rolls Royce com lance inicial em R$ 50 mil e até um De Soto Six de 1930 com lance inicial de R$ 35 mil. São quase 100 carros antigos em ótimo estado, com venda de ingressos limitados para o leilão presencial da noite do dia 7 de setembro.

Cadilac Eldorado
Fusca conversível

Os carros disponíveis para leilão não têm débitos e o novo dono terá apenas que transferir o veículo para o próprio nome. O catálogo também inclui Fusca de 1967 com primeiro valor em R$ 5,5 mil, Fusca Beeatle Conversível 1979 em R$ 11 mil, Cadilac Eldorado Custom Biarritz Classic 1971 em lance de R$ 11 mil, Kombi STD 1968 em R$ 21,5 mil e uma Mercedes Benz dos anos 90 em R$ 10,7 mil.

Fusca 1967

”O leilão de carros antigos ainda é uma novidade no Brasil, sendo uma prática mais comum no Estados Unidos. Alguns estudos de mercado apontam que os modelos antigos valorizam de ano em ano e são excelentes opções para colecionadores, investidores e entusiastas aplicarem dinheiro”, destaca o responsável pelo leilão José Paulo Parra, responsável pela organização do Circuito de Leilões de Veículos Antigos e Clássicos.

Kombi 1968
Rolls Royce

O leilão faz parte da programação do Brazil Classics Show que vai até o dia 9 de setembro. O evento tradicional está na 23ª edição e faz parte do calendário nacional do antigomobilismo. “É a oportunidade de aproximar as pessoas a esse universo incrível de automóveis antigos que foram ícones de suas épocas, marcaram gerações e carregam histórias únicas”, convida o CEO da BRbid, Acir Costa Filho.

15:15 · 08.08.2018 / atualizado às 15:15 · 08.08.2018 por
O Ford Escort, carro que foi objeto de desejo dos jovens nos anos 80, completou 35 anos de lançamento no Brasil. Além da carroceria inovadora de “dois volumes e meio”, com frente em cunha, faróis retangulares, janelas amplas e traseira curta, ele se destacava pela agilidade e economia. E ficou famoso principalmente pela versão esportiva XR3, que oferecia a opção conversível.
Lançado no Brasil em 1983, o Escort foi o primeiro carro mundial da Ford e marcou o surgimento dessa tendência, que buscava o compartilhamento de projetos e componentes para reduzir custos. Durante os 20 anos em que foi produzido, ele trouxe seguidas inovações para o mercado.
Quando chegou ao Brasil, o Escort já estava na terceira geração na Europa, onde fez grande sucesso. Equipado com motor transversal, tração dianteira e suspensão independente nas quatro rodas, calibrada para mercado brasileiro, tinha tamanho compacto (3,97 m) e o menor coeficiente aerodinâmico do país (0,385 Cx).
Numa época em que ainda não havia motores flex,Escort oferecia versões a álcool ou a gasolina dos modelos 1.3 e 1.6. O desempenho econômico, a direção leve e agradável, a ampla visibilidade, o baixo nível de ruído e o acabamento interno eram outros pontos elogiados do carro. A embreagem com ajuste automático de folga e a garantia de três anos contra corrosão eram outras novidades.
O Escort foi o primeiro carro brasileiro a oferecer simultaneamente a opção de duas ou quatro portas e tinha três versões de acabamento: básica, L e GL. A versão Ghia, de luxo, chegou depois com vidros e travas elétricos, vidros com efeito dourado, limpador de pára-brisa ajustável e indicadores de desgaste do freio, nível de combustível, óleo e líquido de arrefecimento. Os bancos de veludo e o relógio azul no teto eram itens adicionais de requinte.
Escort 1993
A versão esportiva XR3 (de Experimental Research 3) surgiu no mesmo ano e se tornou o ícone da linha, com quatro faróis auxiliares, aerofólio traseiro, teto solar, rodas de 14 polegadas no estilo “trevo de quatro folhas” e pneus de perfil baixo – outra novidade em carros nacionais. O motor 1.6 com calibração especial oferecia 10 cv a mais de potência. A versão Escort XR3 Conversível chegou em 1985 e tornou-se o sonho de consumo da época.
Em 1986 o Escort foi reestilizado, com mudanças no capô, grade, faróis, piscas e para-choques envolventes e passou a ser equipado somente com motor 1.6 e duas portas. Com a formação da Autolatina, em 1989 as versões XR3 e Ghia receberam o motor AP 1.8 e a família foi ampliada com um sedã de duas portas, o Verona.
Escort 1997
Em 1991 a linha ganhou um sedã de quatro portas, chamado Guarujá, produzido na Argentina, e a série especial Fórmula, com amortecedor eletrônico e bancos Recaro.
Novas gerações
Em 1993, o Escort chegou à segunda geração, com uma carroceria maior totalmente nova e interior modernizado. O XR3 recebeu motor 2.0 com injeção eletrônica e a carroceria antiga continuou a ser produzida na versão Hobby para o segmento de carros populares, com motor 1.6, depois trocado pelo 1.0.
Em 1996, com a criação do Mercosul, o Escort passou a ser produzido na Argentina com nova frente, motor 1.8 Zetec e o fim das versões XR3, Ghia e Hobby. No chamado modelo 1996 e meio, o hatch voltou a ter quatro portas e o nome Verona foi trocado por Escort Sedan. Foram introduzidos também a perua Escort Station Wagon e o esportivo hatch RS, com duas portas. Em 2000 o Escort ganhou a opção do motor Zetec Rocam 1.6 nacional, até o encerramento da produção em 2003.
Atualmente, a Ford usa o nome Escort em um sedã médio produzido na China, que não guarda nenhum parentesco com o antigo modelo mas também faz muito sucesso.
 
15:26 · 02.07.2018 / atualizado às 15:26 · 02.07.2018 por

O Ford Corcel, lançado há 50 anos, é um daqueles carros que marcaram época e entrou para a história como um dos maiores sucessos da marca no Brasil. Durante seus 18 anos de vida (de 1968 a 1986), ele somou 1,4 milhão de unidades produzidas e criou um novo padrão no segmento de carros médios, dando origem a uma família completa que incluiu a perua Belina, a picape Pampa, o sedan de luxo Del Rey e a perua Del Rey Scala.


O Corcel teve como base o chamado projeto “M”, que a Willys-Overland do Brasil desenvolvia em parceria com a Renault quando foi adquirida pela Ford em 1967. A versão final incluiu várias adaptações no motor, câmbio e suspensão para atender o mercado brasileiro e cumpriu a missão de ser o carro de volume da marca, emplacando 4.500 unidades logo no primeiro mês de vendas.


O nome Corcel, escolhido entre 400 opções, foi inspirado no sucesso do Mustang. Com linhas simples e equilibradas, o sedan familiar de quatro portas e tração dianteira surpreendia pelo espaço interno, pela visibilidade e pelo conforto dos bancos. A direção, mesmo sem ter assistência hidráulica, era leve de manobrar. Seu motor 1.3 foi o primeiro a trazer radiador selado, que dispensava a reposição de água.
Em 1969, a linha ganhou a versão de duas portas e a esportiva GT com teto de vinil, rodas especiais, faixas pretas no capô e nas laterais. No ano seguinte, foi lançada a perua Belina. A linha passou por duas reestilizações, em 1973 e 1975, e passou a oferecer a versão de luxo LDO, com teto de vinil.


Corcel II
Após 10 anos de sucesso, a grande remodelação da linha veio no final de 1977, com o Corcel II, trazendo uma carroceria totalmente nova de duas portas – a preferência na época –, nas versões L básica, LDO de luxo e esportiva GT. Por ser mais larga e mais baixa ela fazia o carro parecer maior, apesar de ter praticamente o mesmo comprimento.
A suspensão macia e resistente, a estabilidade, o nível de ruído e o interior confortável e elegante eram destaques. Suas inovações incluiam a ventilação dinâmica de grande vazão e o primeiro para-brisa laminado de série. Já nos primeiros dez meses de lançamento, o novo modelo atingiu o recorde de 100.000 unidades.

Perua derivada do Corcel, a Belina

Lançado com motor 1.4, o Corcel II passou a ser equipado em 1979 com um propulsor 1.6, mais potente. Em 1980, ele introduziu o 1.6 a álcool, considerado por muitos o melhor da indústria e um marco no desenvolvimento de motores com esse combustível no Brasil.
A versão Corcel II Hobby, com acabamento despojado e apelo jovem, foi lançada em 1980. No mesmo ano, a linha atingiu a marca de um milhão de unidades produzidas, inédita no Brasil para um carro médio. No ano seguinte, trouxe cintos dianteiros de três pontos e a opção de teto solar. Nessa época, foi oferecida também uma versão furgão da Belina, o Corcel II Van.

Picape Pampa, também derivada do Corcel

O Del Rey, sedan de luxo com quatro portas, foi outro membro de sucesso da família Corcel. Lançado em 1981, marcou época pelos itens de conforto e teve depois uma versão de duas portas. Em 1982 a linha gerou a picape Pampa, que também teve o nome inspirado em cavalos e fez muito sucesso. No ano seguinte, surgiu outra perua derivada da família: a Del Rey Scala.
Em 1984, o Corcel II passou a contar com o motor 1.6 CHT, nas versões a gasolina e a álcool. Outra grande inovação era a garantia de três anos contra corrosão, então a maior do mercado. Toda a linha foi reestilizada em 1985 e perdeu o “II” do nome, até o encerramento da produção em 1986.

Corcel 2
18:34 · 26.06.2018 / atualizado às 15:36 · 26.06.2018 por

Lançado pela Editora Alaúde, o livro Corcel é mais um volume da coleção Clássicos do Brasil e conta as características e a importância desse veículo que fez sucesso em nosso país. A coleção, composta por mais de 15 títulos, como Brasília, Fusca, Opala, entre outros, retrata a origem e o desenvolvimento de importantes veículos brasileiros, a evolução de seus modelos ano a ano e dados técnicos, como, por exemplo, tabelas de produção e vendas


Desta vez, os autores Rogério de Simone e Fábio Pagotto contam a história completa do Corcel, veículo que foi lançado no fim da década de 1960 no Brasil e se tornou um dos carros mais importantes da história automobilística brasileira. Fabricado entre 1968 a 1986, o Corcel conta ainda hoje com exemplares conservados que rodam por todo o país e muitos entusiastas apaixonados.
O livro é dividido em quatro capítulos que vão desde a origem do veículo, com detalhes do surgimento das fábricas da Willys e da Ford, até o desenvolvimento do projeto inicial, passando pela evolução dos modelos, curiosidades e dados técnicos. E o que não falta para o Corcel é história: ao longo de quase duas décadas ganhou versões mais simples, mais luxuosas (Corcel LDO), esportivas (Corcel GT), icônicas (Corcel Cobra, apresentado no Salão Automóvel de 1971), além das carrocerias picape e perua Belina, de grande sucesso.
Além disso, o livro é ricamente ilustrado com fotografias de época e atuais de veículos conservados até os dias de hoje, que prometem encantar os fãs deste grande clássico da indústria automobilística brasileira.

Na imagem Ford Corcel 1973, original

Sobre os autores:
José Rogério Lopes de Simone é apaixonado por automóveis desde criança. Criou e editou a revista Automóveis Históricos. Fábio de Cillo Pagotto publicava a revista Collector’s Magazine e foi sócio fundador do Clube do Dodge, do Dodge’s Club e posteriormente do Chrysler Clube do Brasil. Juntos, os autores já escreveram diversos livros sobre o assunto, como os volumes da Coleção Clássicos do Brasil dedicados aos automóveis Alfa Romeo, Dodge e Monza, além do livro Picapes Chevrolet: Robustez que conquistou o Brasil.
Sobre a editora:
Com mais de 10 anos de tradição no mercado editorial, a Alaúde vem desenvolvendo um catálogo sólido e diversificado, com títulos de destaque na área de gastronomia, saúde, filosofia prática, espiritualidade, automobilismo, desenvolvimento pessoal e profissional. Para mais informações, visite o site www.alaude.com.br.

12:35 · 09.05.2018 / atualizado às 13:49 · 09.05.2018 por

O Volkswagen Fusca com chassi Nº 003 foi totalmente restaurado este ano e agora tem valor estimado em 300 mil euros, aproximadamente R$ 1.270.000. A façanha foi realizada por um Museu na cidade de Hamburgo, na Alemanha, o Prototyp Automuseum, após quase dois anos de trabalho.

Existem alguns fuscas pré 2ª Guerra Mundial, pré séries VW 30, VW 38 e VW 39, mas todos fora de atividade e guardados em museus ou coleções particulares. Esse exemplar é um dos Fuscas mais antigos existentes, o pré série VW 39 de chassi 1-0003, ou o que restou dele após um trágico incêndio na coleção Raffay, em 2011.

Entre os automóveis destruídos pelas chamas, havia ainda um raríssimo Lohner-Porsche, modelo híbrido (a gasolina/elétrico) costruído por Ferdinand Porsche, em 1901.

 


Arraste para ver a transformação

Em 1948, foi encontrado, sem motor, em um galpão – e adquirido pela família Raffay, dona de uma das primeiras concessionárias da Volkswagen na Alemanha.

Sabe-se apenas de três Fuscas mais antigos do que esse: todos da série de protótipos VW38 (anterior aos VW39): dois pertencem à Volkswagen e um está nas mãos de um colecionador particular.

Quer saber qual o Fusca mais antigo?

É o VW 30 pré serie de 1938, achado na Lituânia e restaurado pela família Grundmann. Ele é considerado o mais antigo do mundo.

 

Restauração do Fusca com chassi nº 003

A restauração incluiu a instalação de um motor idêntico ao original e produzido antes da Segunda Guerra. A julgar pelas fotos do 0003 queimado, a tarefa foi bem difícil, mas os alemães já fizeram uma reconstrução bem mais complicada em um Fusca ainda mais antigo, da série VW38, encontrado em 2011 – do carro original haviam sobrado apenas partes da carroceria, montada sobre um chassi com motor dianteiro

 

Valor dos raros

No mercado dos carros raros, Fuscas sempre têm um preço elevado, dependendo do ano, e é um dos veículos mais procurados pelos colecionadores. O astro da série “Se Meu Fusca Falasse”, o Herbie, por exemplo, foi leiloado pelo valor de US$ 126.500, em leilão na Flórida, nos Estados Unidos.

E o valor estimado da raridade restaurada? Estima-se que 300 mil euros, mais de 1,2 milhão de reais. Mas o carro não será vendido, vai permanecer no Museu, em Hamburgo, em exposição permanente.


Lançado oficialmente em 1935, pelo então projetista Ferdinand Porsche, o Volkswagen Fusca podia ser comprado na época ao preço de 990 marcos e era equipado com motor refrigerado a ar, sistema elétrico de seis volts, câmbio seco de quatro marchas, que até então só se fabricavam carros com caixa de câmbio inferiores a 3 marchas.

02:54 · 28.04.2018 / atualizado às 16:56 · 27.04.2018 por

A comemoração dos 70 anos do Porsche fará parte do 5º Encontro Brasileiro de Autos Antigos de Águas de Lindóia, que acontece de 28 de abril a 10 de maio, com entrada gratuita


Estarão expostos porsches de vários anos de colecionadores renomados. O destaque do evento é o mais antigo em funcionamento no Brasil, de 1951, o Cabriolet, além do 911 de vários modelos, 914, 944 e 928.
O apoio para a exposição é do colecionador Maurício Marx que levará três modelos da marca alemã para participarem também da exposição. Todos os modelos da porshe até 1992 ficarão numa mesma área reservada.
A história da marca Porsche começa em 1948. No entanto, a base do construtor de veículos desportivos assenta na vida de trabalho do professor Ferdinand Porsche – trabalho que o seu filho, Ferry, continuou.
Ferdinand Porsche já tinha projetado inovações pioneiras para a indústria automóvel no início do último século. Em 1900, construiu um veículo elétrico com uma unidade de cubo de roda conhecido como Lohner-Porsche, um veículo que serviu de base para o primeiro automóvel de passageiros com tração integral do mundo.
Serviço
Exposição 70 anos do Porsche
Local – 5º Encontro Brasileiros de Autos Antigos de Águas de Lindóia
De 28 de abril a 1º de maio
Entrada Gratuita

16:49 · 27.04.2018 / atualizado às 16:49 · 27.04.2018 por

Um dos maiores eventos de carros antigos do Brasil, o Encontro Brasileiro de Autos Antigos, na cidade paulista de Águas de Lindoia, entra na sua 5ª edição e acontece de 28 de abril a 01 de maio de 2018


Com inscrições de automóveis para exposição e também para a venda, a expectativa é superar os 500 mil visitantes do ano passado. “A cidade de Águas de Lindóia é sinônimo de carros antigos no Brasil e recebe a mais de 18 anos os maiores colecionadores e amantes de veículos antigos da América Latina e oferece 80 mil m² de área para exposição”, diz Junior Abonante, um dos organizadores.
Durante os cinco dias do evento serão mais de 800 veículos expostos, 700 carros à venda e o concurso de elegância e a feira de peças para carros antigos também são destaques. “São carros clássicos, originais, restaurados e até caminhões gigantes antigos expostos para visitação”, explica Junior.


Ao todo, 400 estandes com grande variedade de peças para restauração de carros antigos, móveis, brinquedos e antiguidades também fazem parte da exposição. Uma praça de alimentação, com mais de 1500 m² e grande variedade atende os visitantes.
O evento é uma iniciativa de dois aficionados por veículos antigos: Mingo Abonante e Junior Abonante, pai e filho, proprietários da Relicário Autos Antigos, que se uniram com a BJ Eventos e idealizaram o Encontro Brasileiro de Autos Antigos de Águas de Lindóia.

Serviço
5º Encontro Brasileiro de Autos Antigos de Águas de Lindóia
Data: 28 de abril a 01 de maio
Local: Praça Adhemar de Barros/Águas de Lindoia-SP
Informações: www.encontroaguasdelindoia.com.br
Realização: Relicário Autos Antigos e BJ Eventos.

11:18 · 02.04.2018 / atualizado às 11:18 · 02.04.2018 por

5º Encontro Brasileiro de Autos Antigos acontece de 28 de abril a 01 de maio em Águas de Lindoia


Um dos maiores eventos de carros antigos do Brasil, o Encontro Brasileiro de Autos Antigos, na cidade paulista de Águas de Lindoia, entra na sua 5ª edição e acontece de 28 de abril a 01 de maio de 2018.
Com inscrições de automóveis para exposição e também para a venda, a expectativa é superar os 500 mil visitantes do ano passado. “A cidade de Águas de Lindoia é sinônimo de carros antigos no Brasil e recebe a mais de 18 anos os maiores colecionadores e amantes de veículos antigos da América Latina e oferece 80 mil m² de área para exposição”, diz Junior Abonante, um dos organizadores.


Durante os cinco dias do evento serão mais de 800 veículos expostos, 700 carros à venda e o concurso de elegância e a feira de peças para carros antigos também são destaques. “São carros clássicos, originais, restaurados e até caminhões gigantes antigos expostos para visitação”, explica Junior.
Ao todo, 400 estandes com grande variedade de peças para restauração de carros antigos, móveis, brinquedos e antiguidades também fazem parte da exposição. Uma praça de alimentação, com mais de 1500 m² e grande variedade atende os visitantes.


O evento é uma iniciativa de dois aficionados por veículos antigos: Mingo Abonante e Junior Abonante, pai e filho, proprietários da Relicário Autos Antigos, que se uniram com a BJ Eventos e idealizaram o Encontro Brasileiro de Autos Antigos de Águas de Lindóia.


Serviço:
5º Encontro Brasileiro de Autos Antigos de Águas de Lindóia
Data: 28 de abril a 01 de maio
Local: Praça Adhemar de Barros/Águas de Lindoia-SP
Informações: www.encontroaguasdelindoia.com.br
Realização: Relicário Autos Antigos e BJ Eventos

14:21 · 17.01.2018 / atualizado às 14:21 · 17.01.2018 por

Modelos exclusivos, emblemáticos e com poucas unidades no Brasil, como Impala e Ford Modelo A 1929, são destaques

Ford T 1929, um dos que estarão no leilão pela Internet

A VIP Direto promove, no dia 27 de janeiro a partir das 9h, leilão de carros clássicos com modelos fabricados desde os anos 1929. Carros que com muitas histórias de sucesso na indústria automobilística estarão disponíveis com os lances iniciais de R$10.500.
Os admiradores de carros clássicos podem acompanhar o leilão ao vivo ou por uma transmissão online no site da empresa. Os apaixonados podem arrematar estas raridades, para isso, basta se inscrever no site da VIP Direto (www.vipdireto.com), ou baixar o aplicativo disponível na Play Store. Já os interessados em vender pelo site da empresa, conseguem gratuitamente cadastrar seu veículo e acompanhar os lances dos possíveis compradores.
Com carros exclusivos, a empresa disponibiliza para seus clientes e parceiros o Ford Modelo A 1929, segundo maior sucesso da Ford na década de 20. Desde sua produção em 1928, este carro tem apenas quatro padrões de cores que são cinza, verde e preto, sendo que estará disponível para o leilão um modelo restaurado na cor amarela, com câmbio manual. Os lances mínimos estão por volta de R$ 55 mil.
Outro destaque do evento é o Impala, que foi criado em 1958 pela Chevrolet e até 1969 a marca lançou diferentes modelos anualmente. Com três Impalas para serem leiloados, todos com capota elétrica, motor V8 e um deles foi capa da Revista Vogue Noivas em 2017. Este modelo traz comodidades como ar condicionado e câmbio automático, e tem lances que variam de R$ 112 mil à R$ 175 mil.
Para acompanhar em tempo real a lista de clássicos disponíveis no site, acesse o link: https://vipdireto.com/Veiculos/ListarVeiculos/3c7ce236-7912-4556-9b78-e1f9713ab0be
Além do leilão de clássicos, a empresa já tem agendados outros leilões nos dias 12, 17, e 24 de janeiro. Os lances inicias são a partir de R$ 4 mil.
Sobre a VIP Direto
A VIP Direto é uma empresa inovadora que trouxe para o mercado de pessoas físicas as vantagens de comprar e vender um carro totalmente online, sem intermediação, pelo melhor preço do mercado em leilões. Integra o grupo VIP Leilões, que atua há mais de 20 anos no mercado de leilões judiciais e extrajudiciais, proporcionando aos seus clientes e parceiros bons negócios com credibilidade, honestidade e excelência. Para mais informações, acesse: www.vipdireto.com.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs