Blog do Automóvel

Categoria: Peças


06:22 · 05.03.2018 / atualizado às 20:24 · 04.03.2018 por

O Instituto da Qualidade Automotiva (IQA) alerta fabricantes e importadores de vidros automotivos para a publicação da Portaria Inmetro nº 41, de 19 de janeiro de 2018, que trouxe mudanças referentes à certificação compulsória do produto no Brasil, com foco em atualizar as Portarias Inmetro n° 156 e n° 157 e aprimorar o processo de certificação, seguindo os Requisitos Gerais de Certificação de Produtos (RGCP) e visando reduzir os riscos de lesões aos usuários de veículos em vias públicas em caso de colisões e acidentes.
Uma das principais alterações é a obrigatoriedade de marcação do selo de identificação de conformidade no produto com o número de registro de objeto, como já ocorre em outros produtos de certificação compulsória.


Segundo Sergio Kina, gerente técnico do IQA, a nova regulamentação era esperada pela indústria de vidros automotivos. “A revisão foi realizada pelo Comitê Brasileiro de Vidros Planos, da Associação Brasileira de Normas Técnicas (CB-37/ABNT), que é presidido pela Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos (Abravidro)”, conta.
Destinado a vidros laminados e temperados de veículos rodoviários do mercado de reposição nacional, o novo documento aprova o Regulamento Técnico da Qualidade para Vidros de Segurança Automotivos, que aperfeiçoa os requisitos referentes à segurança do produto, estabelecidos pelas Portarias Inmetro nº 156 e 157, ambas de 4 de junho de 2009.
Requisitos gerais – Conforme a nova Portaria, os vidros devem ser projetados e fabricados de modo a não oferecer danos ao consumidor; devem estar permanentemente marcados com dados que permitam a sua rastreabilidade, em local de fácil visualização após instalados; devem ser apenas laminados quando aplicados em para-brisas e podem ser tanto temperados como laminados quando aplicados em áreas envidraçadas laterais e traseiras do veículo.
A partir de janeiro de 2023, os fabricantes e importadores deverão fabricar ou importar produtos adequados conforme a nova Portaria para o mercado nacional. A partir de janeiro de 2025 os fabricantes e importadores deverão comercializar no mercado nacional apenas produtos adequados à nova Portaria. A partir de janeiro de 2033, o comércio varejista poderá apenas comercializar produtos em conformidade com a nova Portaria.
O IQA é acreditado pela Coordenação Geral de Acreditação (CGCRE) do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (INMETRO), para certificação de produtos e serviços automotivos sob a identificação OCP 0009. Mais informações sobre processos de certificação podem ser obtidas por meio do telefone (11) 5091-4545.

15:10 · 31.01.2018 / atualizado às 15:10 · 31.01.2018 por

Coordenador dos Centros Automotivos Porto Seguro ressalta principais itens de segurança


Os meses de janeiro e fevereiro, no Ceará, são acompanhados de uma mudança climática. A pré-estação é caracterizada por chuvas ocasionais em diversas regiões do Estado. Assim, é necessário que os condutores fiquem atentos à manutenção do carro, em busca de aumentar a segurança e evitar transtornos no caminho. Com o objetivo de auxiliar os condutores em seus trajetos diários, o coordenador dos centros Automotivos Porto Seguro, Ronaldo Espindola, destaca algumas dicas para uma condução segura.


Fique atento aos limpadores
Ter uma boa visibilidade é essencial para manter a segurança na época de chuvas, por isso, o limpador de para-brisa deve estar em perfeito estado. Riscos de borracha no vidro e o som emitido pela peça são indícios de que está na hora de mudar a peça.
Verifique os faróis e lanternas
Dias chuvosos requerem o farol aceso, porque tendem ser naturalmente mais escuros. Por isso e por uma questão de segurança, o motorista deve estar atento na revisão das luzes dos faróis e lanternas.


Os pneus devem estar em perfeito estado
A aquaplanagem é um fenômeno conhecido por muitos motoristas, que praticamente perdem o controle do carro devido à falta de contato entre o pneu e o chão. Assim, é essencial que o condutor confira sempre o estado dos pneus, medindo a profundidade dos sulcos dos pneus (ranhuras na borracha) do veículo, pois são eles que apontam a condição atual da borracha.


A manutenção dos freios deve estar em dia
Manter o sistema de freios, que inclui discos, cilindros, etc, em boas condições é essencial para o bom funcionamento do veículo e para garantir a segurança do motorista. Por isso, é importante que o motorista se atente a ruídos ou demora ao frear, pois são alguns indícios da necessidade de manutenção.
Verifique o sistema de circulação de ar
É necessário realizar manutenção das entradas de ar e do sistema de ventilação, independente do veículo possuir ou não ar condicionado, já que, em casos de opacidade do vidro, eles resolvem o problema de maneira mais rápida, evitando que o motorista corra riscos.


E se entrar água no veículo? Em casos de enchentes, não é recomendável que o motorista ligue o carro. Isso porque, a invasão da água pode causar a paralisação e até a perda do motor. O recomendável é que o motorista mantenha a calma e acione o guincho. Após a retirada do veículo com segurança, o motorista deve levá-lo para uma revisão geral.

13:00 · 06.11.2017 / atualizado às 13:00 · 06.11.2017 por

A escolha entre carros automáticos e manuais é uma dúvida entre muitos motoristas. Ambos possuem características diferentes tanto no momento de dirigir, quanto na manutenção e revisão e, para escolher qual é a melhor opção para cada perfil, é importante entender cada uma delas


Por não precisar trocar de marcha, o automóvel que possui câmbio automático oferece maior conforto em congestionamentos, entretanto, em muitas vezes, a atenção em relação a manutenção precisa ser maior. Já o câmbio manual apresenta um gasto pouco menor de combustível, mas exige mais do condutor nas trocas de marchas. Para esclarecer todas as dúvidas sobre o funcionamento de ambas opções, o coordenador dos Centros Automotivos Porto Seguro, Cláudio Cardoso, dá dicas dos cuidados necessários ao levar o automóvel para conserto e manutenção.
O cuidado do câmbio automático deve ser maior?
A atenção do nível de óleo de câmbio é essencial para o bom desempenho e também durabilidade da peça. A falta de cuidado pode resultar em falhas ou em danos maiores como quebra de alguns componentes. Nível baixo pode significar vazamentos, fique atento.

Carro com câmbio automático

Pesa no bolso ter um carro com câmbio automático?
Depende, se as verificações quanto à sua utilização e manutenção forem respeitadas, o dono do carro não terá problemas. Contudo, se o condutor negligenciar esses cuidados, o custo de manutenção será significativo, iniciando, em média, a partir de R$ 4.000,00.
Pensando na utilização do combustível, a opção automática, quando bem utilizada, consome quase que a mesma quantidade de combustível de um veículo manual.
Como saber quais cuidados deve-se ter com o câmbio de um automóvel?
Todas as informações sobre o câmbio de um automóvel encontram-se no Manual do Proprietário, informa Cláudio. É ali que o motorista verifica com quantos quilômetros o carro deve ter para realizar a revisão e manutenção e para fazer uma possível substituição do lubrificante, por exemplo. Dessa forma, é essencial utilizar o material para consulta, evitando o risco de prejudicar a atuação da peça.

Câmbio manual

Além da manutenção do câmbio, que é diferente entre os modelos automáticos e manuais, existem outras diferenças na manutenção das demais peças do automóvel?
Apesar de terem diferenças por conta do mecanismo, a atenção em relação a revisão e a manutenção do carro é igual para ambos. “Ambos devem ser tratados da mesma forma no momento da manutenção ou revisão”, afirma Cláudio.
Outro ponto de atenção é o local onde seu carro passará pela manutenção. “É essencial levar seu veículo em oficinas especializadas, com profissionais qualificados, dessa forma o motorista garante um trabalho de qualidade e tranquilidade na condução”, finaliza.

11:58 · 19.10.2017 / atualizado às 11:58 · 19.10.2017 por

CESVI Brasil alerta para os danos invisíveis após pequenas colisões
Apesar do impacto leve, a batida pode trazer problemas à estrutura e funcionamento do veículo


No trânsito das grandes cidades é comum se deparar com pequenas colisões entre carros, principalmente quando o veículo da frente freia bruscamente ou quando o próprio condutor é obrigado a parar de repente podendo provocar um choque.
Apesar de aparentemente a batida não causar grandes estragos no carro, ela pode esconder alguns danos que aumentam o custo de reparo e até colocam em risco a segurança dos passageiros. Por esse motivo, o CESVI BRASIL/MAPFRE (Centro de Experimentação e Segurança Viária), reforça que após qualquer colisão no trânsito, o motorista deve levar o veículo até um centro automotivo.

Impactos
De modo geral, o para-choque dos carros de passeio são fabricados para suportar impactos de até 9 km/h, velocidade reproduzida em testes de montadoras. Contudo, no dia a dia, algumas batidas podem ser mais fortes e chegar até 15 km/h. Diante disso, em impactos de baixa velocidade, é comum que o dano fique ocultado pela capa plástica do para-choque, impedindo a visualização do estrago na travessa, por exemplo.
Segundo Alessandro Rubio, coordenador técnico do CESVI/MAPFRE, qualquer colisão pode trazer problemas ao veículo. “Em acidentes em que a parte dianteira é danificada é comum que o para-choque seja o principal item atingido, além do radiador, eletro-ventilador e até o condensador do ar-condicionado. Já eventos que atingem a parte traseira podem danificar a capa e fixações do para-choques, travessas internas crash-box), fixações de lanternas, refletores e até o porta-malas”, comenta.
Por fim, o especialista ressalta que é de extrema importância a realização de um check-up na região batida em um centro automotivo ou na oficina mecânica de confiança. “Pode não haver nenhum problema ou dano visual. No entanto, as colisões de danos invisíveis podem surpreender até os mecânicos na hora do conserto”, finaliza.

12:50 · 08.08.2017 / atualizado às 12:50 · 08.08.2017 por

O Caripeças 2017 – Feira do Setor Automotivo do Cariri promete esquentar os negócios no setor de autopeças, motopeças, acessórios, refrigeração, serviços e reparação automotiva na região;
Promovida pelo Sistema Sincopeças/Assopeças (CE), o evento acontece pela sétima vez, em Juazeiro do Norte, reunindo a cadeia produtiva do setor para o lançamento de produtos, serviços e tecnologias. A expectativa é reunir 4 mil pessoas, a partir desta quarta (9) até sexta (11 de agosto), das 18h às 22h, no Pavilhão de Eventos do Sebrae/Juazeiro

 


O objetivo é estabelecer e aprimorar o mercado, promover o relacionamento, formalizar parcerias e gerar negócios, além de promover atualização e conhecimento para os participantes, empresários, comerciantes e demais profissionais do setor.
Consolidando-se no calendário de eventos da região do Cariri, o Caripeças proporciona maior integração entre as empresas varejistas e a rede distribuidora de peças, para levar conhecimento, atualização e potencializar negócios em uma das principais áreas do Nordeste.


Dentre as empresas expositoras: Auto Norte, Bezerra Oliveira/Nosso Estoque, Cacique Lubrificantes/Ipiranga, Columbia, Eletroparts, Gerardo Bastos, Jota Motos, Lubnorte, Mobensani, Padre Cícero, Pellegrino, Pneus Canteiros, Primos Motos, SD Pneus e SK Automotive.
Centro Técnico Modelo
Um dos destaques da programação é o Centro Técnico Modelo, espaço direcionado ao conhecimento onde a indústria tem a oportunidade de repassar aos profissionais do setor automotivo as aplicações, tecnologias e novas informações.
Com mini palestras técnicas e demonstrações práticas, o CTM promove a reciclagem do conhecimento e capacitação da mão de obra da região. Serão montadas também neste espaço, salas de aulas onde deverão ser ministrados minicursos durante os dias de evento.
No espaço, a Pellegrino promove no dia 10/08 palestra sobre “Sistema de Arrefecimento”, abordando os tipos de suspensão e seus componentes e os problemas no campo. No dia 11/08, a empresa abordará outros dois temas: “Sistema de Suspensão” e “Sistema de Transmissão Componentes de Cardan. Todas serão ministradas por Eduardo Pereira, da Nakata.


Também na sexta, 11/8, a Lubnorte promove palestra sobre “Combustíveis e Lubrificantes” mostrando como aumentar a vida útil do motor, intervalo de troca e economia de combustível, dentre outros. O palestrante é Robson Montenegro, da Texaco.
As inscrições já estão abertas. Para participar, basta efetuar sua inscrição online pelo site www.ssa-ce.com.br/caripecas.


Mais informações: 85 3206-6191 ou no site www.ssa-ce.com.br
I

11:57 · 10.02.2017 / atualizado às 11:57 · 10.02.2017 por

Para oferecer melhor atendimento e facilitar o acesso aos mais de 70 mil profissionais e visitantes esperados para a 13ª AUTOMEC – Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços, a organização do evento disponibilizou um sistema para pré-credenciamento online, restrito a profissionais do setor. Para os credenciamentos feitos no local do evento será cobrado R$ 65,00.
O pré-credenciamento antecipado pode ser feito pelo site www.automecfeira.com.br/Contato/Credenciamento-de-Visitantes/ da AUTOMEC. Após completar o preenchimento do cadastro, o visitante deve imprimir a sua credencial numa folha A4 e levá-la impressa, dobrada, até um dos guichês instalados na entrada do São Paulo Expo (antigo Centro de Exposições Imigrantes), novo local de realização do evento. É necessário apresentar documento com foto para ter acesso à exposição.
A AUTOMEC 2017, um dos maiores eventos desse segmento da indústria de autopeças, equipamentos e serviços em toda América Latina, organizada pela Reed Exhibitions Alcantara Machado, com apoio do Sindipeças – Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores e co-apoio da Andap – Associação Nacional dos Distribuidores de Autopeças; Sicap – Sindicato do Comércio Atacadista, Importador, Exportador e Distribuidor de Peças, Rolamentos, Acessórios e Componentes para a Indústria e para Veículos no Estado de São Paulo; Sincopeças – Sindicato do Comércio Varejista de Peças e Acessórios para Veículos no Estado de São Paulo e Sindirepa – Sindicato da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do Estado de São Paulo.
A expectativa é reunir mais de 1.500 marcas nacionais e internacionais e 62 países, e atrair mais de 70 mil visitantes entre os dias 25 e 29 de abril, em São Paulo.
Serviço
Automec 2017 – 13ª Feira Internacional de Autopeças, Equipamentos e Serviços
Data: 25 a 29 de abril
Horário: das 11h às 20h (terça à sexta-feira) / das 9h às 17h (sábado)
Local: São Paulo Expo Exhibition&Convention Center.
Rodovia dos Imigrantes, Km 1,5 – Vila Água Funda
Mais informações: www.automecfeira.com.br

10:05 · 02.07.2015 / atualizado às 10:05 · 02.07.2015 por

26-03_banner
As férias do meio do ano chegaram e nunca é demais lembrar que na hora de planejar os roteiros e despesas para aproveitar os momentos de lazer, a revisão do carro não deve passar desapercebida.

Para você, através de especialistas, listamos o que deve ser revistos: filtros de ar, óleo e combustível. As trocas destes itens devem seguir as orientações do manual do proprietário que indicam o tempo ou a quilometragem para a substituição. Para Carlos Alberto, mecânico há mais de 15 anos, a trocar de óleo, por exemplo, sem a troca do filtro, diminui a vida útil do lubrificante. A água e o óleo são componentes fundamentais para um bom funcionamento do motor.

“O óleo lubrifica o motor, não deixa as peças se desgastarem muito cedo, além de evitar corrosão, graças às substâncias anticorrosivas, detergentes e uma série de outros elementos. Enquanto isso, a água faz parte do sistema de arrefecimento do motor, evitando que ele superaqueça. A água pode ser trocada por líquido de arrefecimento”, salienta.

Para facilitar, colocamos os detalhes nos cuidados com cada um dos filtros que compõem o sistema do seu carro:

filtrooleo1
Filtro de cabine
A falta de manutenção dos filtros de cabine pode causar acúmulo de micro-organismos e partículas que podem atrapalhar o fluxo de ar no interior do veículo e potencializar doenças respiratórias aos seus ocupantes. Sua principal função é reter grandes concentrações de fuligem, poeiras e gases tóxicos. Caso não seja feito o acompanhamento, o ar respirado pode estar contaminado.
Filtro de ar
O filtro de ar tem a função de reter as partículas, garantindo que apenas ar limpo entre na câmara de combustão. A perda de potência, o desgaste excessivo nas partes móveis do motor, como pistão e anéis, pode ser ocasionada pelo acumulo ou a passagem de grãos de areia, pó e fuligem.
Filtro de óleo
Com a função de impedir a entrada de impurezas no sistema de lubrificação do motor, é recomendado realizar a troca do filtro sempre que trocar. Caso a manutenção não seja feita, o novo óleo colocado tem sua durabilidade reduzida, já que há uma mistura com o velho contido no filtro não trocado.
Filtro de combustível
A recomendação para troca do filtro do combustível é de que seja feita de acordo com as instruções do fabricante do veículo, e se isto não for respeitado pelo motorista, pode ocasionar problemas nos bicos injetores e a queima da bomba de combustível. Outro problema que pode ocorrer pela falta de manutenção no filtro é a perda de potência do veículo, devido à mistura irregular de ar com o combustível.

Outros itens que devem ser verificados:

Nível do óleo do motor;
Nível da água do limpador e do radiador;
Bateria, velas e cabos;
Lâmpadas e faróis;
Limpadores de para-brisa e traseiro;
Desgaste e calibragem dos pneus;
Sistema de suspensão e freios;
Extintor de incêndio e kit de emergência (chave, triângulo e lanterna).

O valor das revisões básicas, incluindo troca de aditivos e fluidos, pode variar dependendo da oficina. O tempo para que se realize o serviço varia entre 40 e 90 minutos.

09:51 · 17.04.2015 / atualizado às 09:51 · 17.04.2015 por

bC-2048x1229

Dirigindo seu carro, você, por acaso, sentiu  que o volante tem um problema de trepidação. Nesse caso específico, amigo, a solução é balanceá-lo. Isso é o que explica o diretor da SAE Brasil, Francisco Satkunas. “Em velocidades acima de 50 km/h, o volante começa a vibrar e isso vai aumentando se o motorista acelerar mais. Este pode ser um sinal que é preciso fazer um balanceamento”. O profissional acrescenta que esse problema também pode acontecer nas rodas traseiras. Neste caso, o motorista irá escutar um barulho vindo da carroceria.

Entretanto, para saber se o veículo precisa de um alinhamento, Francisco sugere um teste. “Se em uma rua vazia, com uma velocidade de aproximadamente 20 km/h ou 30 km/h, o condutor soltar rapidamente o volante do carro e sentir que ele está puxando para algum lado, é sinal de um problema”. Neste caso, é preciso levar o carro para uma verificação de alinhamento.

Segundo o engenheiro é recomendado fazer uma verificação de alinhamento e balanceamento a cada 10 ou 15 mil km. Mas se o carro estiver se comportando bem, sem vibração ou sem sair da linha reta, não é necessário fazer a avaliação.

14:30 · 02.03.2015 / atualizado às 14:30 · 02.03.2015 por

Volkswagen_CrossFox_frentlat_2015

CrossFox  2015 e Fox 2015 estão com falhas no volante e há possibilidades do condutor perder o controle numa estrada, causando acidentes sérios, já que elas podem se soltar. Por isso, a montadora anunciou o recall dos dois carros com ano/modelo 2015, fabricados entre 3 de fevereiro de 2014 a 21 de janeiro de 2015.

No total são 3.785 unidades que devem comparecer a uma concessionária para verificar o problema e se necessário, fazer a substituição do volante. O agendamento deve ser feito pelo telefone 0800 019 8866. Vale destacar que a versão antiga e a nova (lançada em agosto do ano passado) estão envolvidas.

12:00 · 23.02.2015 / atualizado às 08:44 · 23.02.2015 por

1O 8º Salão Itinerante das Motopeças, após dez anos, retorna ao Nordeste. Ele é organizado pela Associação Nacional dos Fabricantes e Atacadistas de Motopeças (Anfamoto). Do dia 5 a 7 de março deste ano, o evento acontece no Centro de Eventos, em Fortaleza. Serão 40 expositores, representando mais de cem marcas ligadas ao mercado de motopeças e acessórios. O cadastro para participar do salão já está disponível no site.

“O evento certamente vai gerar bons negócios para a região, temos grandes empresas do setor participando. Após mais de 10 anos da realização do primeiro Salão, estamos de volta à Fortaleza. Nesses 12 anos de estrada, o Salão reforça sua vocação para negócios, aproximando compradores de vendedores. Esperamos vocês lá”, convida Orlando Leone, presidente da Anfamoto.

Mais informações:
8º Salão Itinerante das Motopeças
Data: 5 a 7 de março de 2015 (5ª-feira a Sábado)
Horário: 5 e 6/03 – Das 15:00 às 21:00 horas e no dia 7/03 – Das 15:00 às 20:00 horas.
Local: Centro de Eventos do Ceará – Pavilhão Oeste – Salão Jericoacoara. Av. Washington Soares, 999 – Fortaleza – CE
Entrada gratuita – não aberto ao consumidor final

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs