Blog do Automóvel

Categoria: Salão de Detroit


09:10 · 18.01.2015 / atualizado às 09:55 · 15.01.2015 por

size_810_16_9_sonata-hybrid-1A Hyundai aproveitou o Salão de Detroit para apresentar o seu primeiro veículo híbrido: é o Sonata Plug-in. Utilizando um banco de baterias de polímero de lítio com 9,8 kWh, ele tem uma autonomia totalmente elétrica de até 34 quilômetros. Suas baterias podem ser recarregadas em apenas duas horas e meia. Para completar, ele dispõe de uma transmissão automática de seis velocidades com um motor elétrico de 50 kW no lugar do conversor de torque.

Quando a bateria está descarregada, o motorista pode fazer uso do motor a gasolina Nu de quatro cilindros e 2.0 litros. Ele gera 154 cv e 19,3 kgm de torque. A expectativa é que o Sonata PHEV híbrido atinja 39,8 km/l na cidade, 38,9 km/l na estrada e um consumo combinado de 39,4 km/l em modo elétrico. Andando no modo de manutenção de carga, o novo modelo deverá alcançar 16 km/l na cidade, 18,2 km/l na estrada e um consumo combinado de 16,9 km/l.

my documentsAlterações na estrutura frontal e traseira foram feitas para diminuir o coeficiente de atrito do modelo híbrido. Além disso, para diferenciar-se dos convencionais Sonatas, houve mudanças visuais no exterior e no interior.  Entram na lista:  uma tomada de carga no para-lama dianteiro do lado do motorista, versões diferentes da grade, para-choques dianteiro e traseiro, para-lamas dianteiros, lanternas dianteiras e traseiras, saias laterais cromadas, logotipos Hybrid e novas rodas. No interior, um indicador de carga no alto do painel permite fácil verificação do nível de carga do lado de fora do veículo.

Como itens de série estão sete airbags, controle eletrônico de estabilidade, gerenciamento de estabilidade do veículo, controle de tração e ABS. Sistema de monitoramento da pressão dos pneus com mostrador individual para cada uma das rodas e faróis com projetores também são alguns dos equipamentos inclusos.

my documents1O modelo também oferece abertura do porta-malas sem as mãos,  freio de estacionamento com parada automática do veículo, banco do motorista com memória, bancos dianteiros ventilados, regulagem elétrica dos bancos dianteiros com apoio lombar ajustável em quatro direções para o motorista e piloto automático inteligente, dentre outros.

Mercados selecionados

O Sonata Plug-in Hybrid será produzido na fábrica de Asan, na Coreia do Sul, e começará a ser vendido no final deste ano apenas em alguns estados norte-americanos: Califórnia, Connecticut, Maine, Maryland, Massachusetts, Nova Jersey, Nova York, Oregon, Rhode Island e Vermont.

size_810_16_9_sonata-hybrid-8

17:00 · 15.01.2015 / atualizado às 12:02 · 15.01.2015 por

Captura de tela inteira 1512015 114203Se já é curioso saber da existência de um carro produzido em uma impressora 3D, imagina saber que você pode andar em um. Sim, isso mesmo. Segundo a empresa americana Local Motors, como ele atende às regulamentações de um veículo comum, a ideia é começar a vê-lo circular nas ruas neste ano. Quem estiver presente no Salão de Detroit, poderá ver de perto o modelo. O Strati, como foi chamado, é um projeto feito em parceria com em parceria com a Cincinnati Inc. e o Laboratório Nacional de Oak Ridge.

Captura de tela inteira 1512015 114139-001O processo leva 44 horas para imprimir. O próximo passo da atual pesquisa é aumentar a velocidade e reduzir o tempo para 24h. Dos elementos do carro, o que poderia ser integrado em uma única peça foi feito pela impressora, como o chassi, a carroceria e algumas partes do interior. O material da estrutura impressa é feito de plástico ABS e reforçado com fibra de carbono. Já os elementos mecânicos, como bateria, motores, fiação e suspensão foram pegues emprestados do elétrico Renault Twizy.

Quanto às informações técnicas, segundo o site da empresa, o propulsor gera potência de 17 cv e o torque de 42 lb-ft, ou seja, 5,8 kgfm. A transmissão é automática com velocidade única. Quanto ao limite máximo na pista, é de aproximadamente 50 milhas por hora, ou seja, 80 km/h. Já a bateria tem autonomia para até 100 km e o tempo de recarga é de 3,5 horas. A intenção é vender este ano nos Estados Unidos com preços entre US$ 18 mil e US$ 30 mil

09:05 · 15.01.2015 / atualizado às 09:06 · 15.01.2015 por

42740_santa_cruz_crossover_truck_concept_1Dois em um, a começar pelo nome: Santa Cruz. Esse é o nome do conceito de picape esportiva que foi apresentado pela Hyundai no Salão de Detroit. O batismo uniu Santa Fé com Veracruz. O espírito de combinar não para por aí. A intenção é combinar um pouco de tudo para agradar aos chamados “Millennials” ou, então, os aventureiros urbanos. Um exemplo: o espaço interno com capacidade para cinco pessoas e abertura com quatro portas, remete a uma carroceria grande, no entanto, a proposta é ser compacto. Segundo a empresa, a área que ocupa é aproximadamente a mesma de um utilitário esportivo compacto e permite estacionar em locais apertados para a maioria das picapes.

Em seu estilo, logo de frente, ele exibe uma grade dianteira em cascata que lembra um ventilador. Além disso, combina ainda elementos como a inclinação agressiva no perfil lateral, rodas superdimensionadas com cubos rápidos e uma plataforma de carga com laterais elevadas. Os arcos das rodas, teto e trilhos da caçamba contam com argolas de amarração para fácil fixação de objetos de todos os formatos e tamanhos. Para facilitar o acesso aos bancos traseiros, o conceito tem portas que abrem para a frente, que se integram harmoniosamente ao design das portas dianteiras.

42736_santa_cruz_crossover_truck_conceptO propulsor é um motor turbodiesel 2.0 litros que gera 190 cv e 41,5 kgfm de torque e, ao mesmo tempo, proporcionando excelentes níveis de economia de combustível. A Santa Cruz também conta com o sistema de tração integral HTRAC da Hyundai. Outro atrativo é a extensão da tampa traseira. Quando totalmente estendida, a plataforma de carga da Santa Cruz tem comprimento similar ao de uma picape média, permitindo carregar muito mais do que sua área compacta total poderia sugerir.

A capacidade de reboque, carga e altura livre do solo não foram os principais objetivos dos designers da Hyundai. A intenção é atrair compradores de utilitários esportivos compactos e de sedans que procuram por maior funcionalidade sem as limitações que as picapes tradicionais frequentemente apresentam. Assim, o seu público é aquele que deseja todos os atributos de um utilitário pequeno, mas precisa da versatilidade de uma plataforma aberta para o dia-a-dia.

15:27 · 14.01.2015 / atualizado às 15:27 · 14.01.2015 por

hrv4

Neste Salão de Detroit o que não falta são lançamentos. Um deles é o HR-V, que chega por aqui em março para “encarar” o Ford EcoSport, a partir de R$ 68 mil. Para atiçar mais a concorrência e deixá-la de orelha em pé,  a montadora japonesa revelou o interior do modelo nacional, ainda não visto até então.

De acordo com a marca, o visual lembra um pouco os novos Fit e City, tanto que o volante será igual ao do último. Isso porque os três modelos derivam da mesma plataforma. Além disso, o ar-condicionado será comandado pela tela sensível ao toque, presente nas versões mais completas. O freio de mão elétrico será padrão em toda a linha do crossover compacto. Em termos de preço, vale lembrar que os valores máximos do modelo devem ficar próximos aos do CR-V, na casa dos R$ 90 mil.

Patamar maior

Em versões mais sofisticadas, o HR-V será equipado com o mesmo câmbio CVT visto hoje no Fit e no City, enquanto as variantes de entrada terão transmissão manual de cinco marchas. Para ambos, o motor será um 1.8 flex de 140 cv e a direção será elétrica.

15:03 · 14.01.2015 / atualizado às 15:03 · 14.01.2015 por

Entre as muitas atrações do estande da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) no Salão de Detroit, há destaques que contemplam as quatro marcas norte-americanas que fazem parte da FCA US: Chrysler, Jeep, Dodge e Ram, além da Mopar, que representa o braço de peças, acessórios e serviços

 

 T

Jeep Renegade ‘moparizado’ em dose dupla

Para marcar a primeira aparição do Jeep Renegade na mostra da capital do automóvel, a Mopar montou dois exemplares bem diferentes entre si. Um deles recebeu itens off-road, que só reforçam a capacidade 4×4 do modelo, a maior dentro da categoria. A exemplo de placas especiais que protegem a parte de baixo da carroceria. O visual, já bem chamativo graças à pintura verde Commando, foi ressaltado com adesivos grandes reproduzindo o “X” das lanternas traseiras que, por sua vez, remetem ao desenho na lata de combustível presente na traseira do primeiro Jeep, o MB.

T

Já o segundo Jeep Renegade preparado pela Mopar teve como base a configuração Limited (no Brasil teremos as versões Sport, Longitude e Trailhawk) e traz estilo mais urbano. A carroceria cinza Anvil é mais sóbria, mas as inserções em laranja, como nas rodas, grade e capas dos espelhos, entre outros itens, garantem audácia e vivacidade ao SUV compacto.

Chrysler 300 renovado

A reestilização do Chrysler 300 deixou o sedã de linhas icônicas ainda mais atraente, com novos traços mais esculpidos na dianteira e na traseira, mesclando arrojo e sofisticação como nunca. Por dentro, o quadro de instrumentos é todo novo, com tela multifuncional de TFT de 7 polegadas, mas mantendo a belíssima iluminação azul. Com o moderno e eficiente trem de força formado pelo motor Pentastar V6 3.6 e o câmbio automático de oito marchas (com novo seletor giratório), a versão 300C do topo de linha da Chrysler deve chegar ao Brasil com esse novo design no meio do ano.

 Chrysler_300C

Dodge Challenger T/A

Depois de surgir no final de 2014 no SEMA Show, em Las Vegas, o Dodge Challenger T/A é exibido pela primeira vez em um salão aberto ao público. Apesar de esse conceito homenagear uma versão homônima da primeira geração do muscle car, dos anos 1970, ele também traz modificações de olho no futuro. Inspirada no Dodge Viper, a entrada de ar central do capô é funcional, para alimentar o motor 392 HEMI® V8 de 6,4 litros e 492 cv. Na hora de parar esse ímpeto, os freios Brembo com pinças de seis pistões falam alto.

 D

Ram 1500 Rebel

O Salão de Detroit está sendo o palco para o lançamento da Ram 1500 Rebel, uma versão muito especial da menor das picapes da FCA US. A começar pela grade ousada, que marca uma nova fase para a marca Ram. Também são novos o para-choque dianteiro, as rodas de 17 polegadas e o acabamento preto que contorna a carroceria. Tudo para dar uma aparência mais robusta, combinando com todos os itens voltados para o uso off-road, como a suspensão a ar, que permite maior distância do solo e os pneus de 33 polegadas.

 Ram_1500_Rebel

13:03 · 14.01.2015 / atualizado às 13:03 · 14.01.2015 por

Downloads1A nova geração de esportivos foi o destaque da Ford no Salão de Detroit. A marca revelou três dos doze futuros modelos que lançará até 2020. O primeiro é o Ford GT que tem sua produção iniciada em 2016. Ele chega para celebrar os 50 anos do célebre dia, em 1966, em que um Ford desbancou a Ferrari e ficou nas primeiras colocações do 24 horas de Le mans. O modelo era o GT40: as letras formam a sigla de Grand Turismo e 40 é uma referência a altura total do carro, apenas 40 polegadas.

All-NewFordGT_05_HRO modelo chega equipado por um motor central V6 EcoBoost com duplo turbo, de mais de 600 cv de potência, e carroceria leve de fibra de carbono e alumínio. No design, ele exibe portas tipo gaivota, aerofólio traseiro ativo, rodas de 20 polegadas e discos de freio de carbono-cerâmica. Na cabine, uma célula de fibra de carbono com bancos integrados protege os ocupantes. O volante estilo Fórmula 1 reúne todos os comandos para o motorista, incluindo as teclas do câmbio de 7 marchas com dupla embreagem. O painel é totalmente digital e configurável, para diferentes ambientes e modos de direção.

Downloads3O próximo da lista é o Mustang Shelby GT350R, com produção limitada. Ele será lançado na América do Norte e no Canadá no final deste ano. Dentro do capô está o motor V8 5.2 litros de mais de 500 cv. Dentre os seus destaques estão: rodas de fibra de carbono, suspensão tunada e carroceria mais leve. Ele é mais de 59 quilos mais leve que o modelo GT350 Track Pack.  Esse é o Mustang homologado para as ruas mais próximo de um veículo de competição já feito pela Ford.

Downloads6 ShelbyGT350R_12_HRO último da lista é o F-150 Raptor. Ele é a versão off-road de alto desempenho da nova F-150. Com carroceria em liga de alumínio de nível militar poderia-se pensar que ela é mais pesada. Porém, é o contrário. A sua estrutura ajuda a reduzir cerca de 226 quilos do seu peso para melhorar a performance.

Downloads5Além de ser 15 centímetros mais larga, ela usa pela primeira vez saída dupla de escape e rodas de 17 polegadas. Quanto ao motor, o seu 3.5 litros EcoBoost é mais potente e tem mais torque que o anterior 6.2 litros V8, o qual exibia 411 cv e 60,02 kgf.m de torque.  Ele traz ainda um novo câmbio de 10 velocidades.

Downloads4

14:59 · 13.01.2015 / atualizado às 14:59 · 13.01.2015 por

A GM exibiu no Salão do Automóvel de Detroit a nova geração do Volt, veículo elétrico de autonomia estendida da Chevrolet. O modelo 2016 caracteriza-se pelo novo design, mais elegante e esportivo, e pelo novo conjunto propulsor mais eficiente e com maior desempenho e autonomia

VOLTCARREG
Com isso, passa a ser capaz de percorrer mais de 80 quilômetros em modo exclusivamente elétrico –distância superior a percorrida no dia a dia pela grande maioria dos motoristas. Ou seja, os consumidores que aproveitarem o período em que o carro está estacionado para efetuar as recargas na tomada quase não precisarão levar o carro ao posto de gasolina.
Desde a primeira geração, o Volt pode ser abastecido também com o combustível fóssil. No modo combinado, a autonomia do novo modelo pode superar 640 quilômetros.

VOLT
Apesar desses diferenciais tecnológicos, o Volt oferece a mesma conveniência de uso de um carro comum, garante Alan Batey, presidente da GM América do Norte. “Sem dúvida é o melhor veículo plug-in do mundo. Isso porque utiliza nossos mais modernos conceitos construtivos e porque foi aprimorado com base em informações colhidas junto a consumidores com as mais diferentes necessidades”.
As mudanças estéticas promovidas na carroceria do Volt também serviram para aprimorar sua eficiência aerodinâmica. O interior também foi revisto. Visando oferecer mais comodidade, criou-se um assento extra no banco traseiro para receber o quinto ocupante.
Já o painel redesenhado está mais intuitivo para facilitar a consulta dos dados pelo motorista, principalmente os referentes à disponibilidade de energia das baterias que movimentam o veículo no modo elétrico.
“Pesquisas independentes apontam que, entre os proprietários de automóveis, os do Volt são os mais satisfeitos”, lembra Batey. Mesmo assim, no desenvolvimento da nova geração do carro, a Chevrolet não poupou esforços para torna-lo ainda mais funcional.
“Motoristas que utilizam o Volt atual no dia a dia e o recarregam regularmente na tomada conseguem transitar cerca de 1.500 quilômetros com um tanque de gasolina. No novo modelo, essa média deverá subir para próximo dos 1.650 quilômetros”, calcula o executivo.
A previsão é que a versão 2016 do Chevrolet chegue às concessionárias americanas a partir do segundo semestre deste ano.

VOLTDENT

Principais novidades do modelo
Novo conjunto propulsor, 5% mais eficiente e 45 kg mais leve que o de primeira geração; a unidade movida a gasolina passa a ser de 1.5 litro
Disponibilidade de 20% extra de força nas acelerações de 0 a 50 km/h
Maior capacidade de carga das baterias, que se tornaram mais compactas e quase 10 kg mais leves
Nova função permite ao motorista configurar o sistema de energia regenerativa por meio de teclas atrás do volante
Estrutura de carroceria e sistema de isolamento acústico reforçados, além de capacidade de frenagem melhorada
Banco traseiro foi reestruturado, abrindo espaço para um quinto ocupante e oferecendo opção de assentos aquecidos
Recarga programável para ser iniciada em horários específicos, como quando a energia elétrica é mais barata, aplicável nos EUA
Cabo de carregamento mais extenso, prático e robusto
Conector de carga iluminado

VOLTTRTAS

08:54 · 13.01.2015 / atualizado às 08:54 · 13.01.2015 por

image001A nova picape da Nissan, a Titan XD, foi apresentada aos jornalistas no Salão Internacional de Detroit 2015. Criada para consumidores norte-americanos, ela é a primeira de uma nova geração de modelos da família Titan e abre um novo segmento para o mercado local. O planejamento, design e engenharia foram conduzidos nos estados do Tennessee, California, Michigan e Arizona. Já a produção, ele será montado no Mississippi, com motores do Tennessee e Indiana.

Localizada entre os veículos pesados e leves, ela oferece a capacidade de carga e reboque das picapes grandes com a eficiência de consumo de combustível, sendo acessível como as picapes de meia tonelada. A projeção é que as vendas comecem até o fim de 2015.

Equipada com um novo motor Cummins 5.0L V8 Turbo Diesel de 310 cavalos e 76,6 kgfm de torque, a TITAN XD 2016 vai oferecer uma capacidade máxima de reboque de 5 toneladas (quando propriamente equipada), além de equipamentos de reboque, como por exemplo um dispositivo “gooseneck” já acoplado à carroceria do modelo.

A nova Titan foi desenvolvida pelos departamentos de planejamento, design, engenharia e manufatura da Nissan dos estados americanos do Tennessee, California, Michigan, Arizona e Mississippi
A nova Titan foi desenvolvida pelos departamentos de planejamento, design, engenharia e manufatura da Nissan dos estados americanos do Tennessee, California, Michigan, Arizona e Mississippi

Funcionalidades adicionais da Titan XD 2016 disponíveis incluem o retrovisor inteligente RearView Monitor com guias de trailer, o monitor Around View Monitor (AVM) com Moving Object Detection (MOD) e sistema de checagem de luzes que permite que uma pessoa ligue todas as operações, incluindo a checagem de setas, luzes de freio e demais luzes do lado de fora do veículo. Também estão disponíveis o Blind Spot Warning (BSW), que ajuda a visualizar pontos cegos e o sistema de som Front and Rear Sonar System. A longa lista de equipamentos para o compartimento interno inclui os assentos dianteiros e traseiros Zero Gravity, inspirados em tecnologia da NASA.

“Além de configurações de cabine, a gama da Titan vai contemplar múltiplas escolhas que incluem o totalmente novo motor a gasolina V8 e nosso primeiro V6 oferecido na categoria”, pontua o presidente mundial e Chief Executive Officer da Nissan, Carlos Ghosn.

A nova Titan XD Crew Cab é a primeira de três configurações de cabine, dois tamanhos de chassis, três ofertas de motorização e cinco modelos que ficarão disponíveis futuramente na gama de produtos da Nissan. Mais detalhes sobre toda a gama serão anunciadas brevemente.

Nissan Titan "Truckumentary" chapter 2: The Quarterback
Quem quiser acompanhar o passo-a-passo da picape, a Nissan criou o “Nissan Titan Truckumentary”

Divulgação prévia

Ansiosa com o Salão do Automóvel de Detroit, a Nissan lançou ao final do ano passado uma série de pequenos vídeos que contam o passo-a-passo do desenvolvimento do Titan. O segundo episódio explora a história de mais de vinte anos do diretor de planejamento do produto, Rich Miller, além de detalhar as origens rurais das primeiras picapes.

12:51 · 12.01.2015 / atualizado às 12:51 · 12.01.2015 por

Chevrolet apresenta no Salão de Detroit conceito de carro elétrico acessível e com ampla autonomia
Bolt EV sinaliza a estratégia da marca para veículos elétricos

2015 Chevrolet Bolt EV Concept all electric vehicle – front ex
Dessa vez não é o Volt, é o Bolt! A marca norte americana Chevrolet revelou hoje o Bolt EV no Salão de Detroit. O modelo é um conceito de carro 100% elétrico acessível e com ampla autonomia. Foi desenvolvido para custar na faixa dos US$ 30 mil e percorrer mais de 320 quilômetros com uma recarga das baterias. “O conceito do Bolt EV quebra paradigmas no mercado de veículos elétricos pois foi feito para as massas, não para milionários”, argumenta Mary Barra, CEO da General Motors. “A Chevrolet acredita que a eletrificação é um pilar para o futuro dos transportes e precisa estar disponível a um grupo maior de consumidores”.

2015 Chevrolet Bolt EV Concept all electric vehicle – rear ext
Aproveitando-se dos mais modernos conceitos tecnológicos estabelecidos pelo Volt e pelo Spark EV, o Bolt EV foi projetado para ser uma referência em desempenho neste segmento, tanto nos Estados Unidos como em outros mercados globais.
O motorista pode configurar o veículo conforme a sua utilização: urbana, rodoviária ou fim de semana. Os diferentes modos ajustam, por exemplo, a velocidade de resposta ao comando do pedal do acelerador, a altura do veículo em relação ao solo e o nível de rigidez da suspensão.
O conceito da Chevrolet EV também foi pensado para suportar recargas rápidas. Em menos de 45 minutos na tomada, o carro pode completar até 80% da carga das baterias, dependendo de variáveis, como o clima.

2015 Chevrolet Bolt EV Concept all electric vehicle – glass ro
“São grandes avanços, o que tornam um veículo totalmente elétrico mais prático e funcional ao uso cotidiano”, acrescenta Barra. “O Bolt EV demonstra o compromisso da General Motors com a eletrificação do automóvel e a grande capacidade de engenhosidade da marca.”
Com características de um crossover, o modelo também inova na estética. A sua proporção única, com praticamente nenhuma saliência na parte frontal ou traseira, otimiza o espaço interior e cria um clima acolhedor para até quatro ocupantes. Materiais leves, incluindo alumínio, magnésio, fibra de carbono e até tecido enriquecem o design e, ao mesmo tempo, ajudam a reduzir o peso do carro.
A otimização da eficiência energética também vem com as soluções aerodinâmicas, como os para-lamas traseiros com aberturas para a melhor passagem do ar.

2015 Chevrolet Bolt EV Concept all electric vehicle – Exterior
“Forma e função nunca foram combinadas tão bem”, diz Ed Welburn, vice-presidente global de design da GM. “Nenhuma concessão foi feita no que diz respeito à estética e a elementos que contribuem para a maior autonomia do Bolt EV, resultando em uma proporção única entre elegância, eficiência e, obviamente, a identidade Chevrolet”.
O conceito possui interior arejado, reforçado pela grande área envidraçada que se estende até a cobertura. Aliás, teto e aerofólio são integrados, formando um conjunto charmoso e atlético. Já o estilo da traseira lembra a de um hatch e usa material acrílico para ajudar a transpassar mais luz natural no interior.
O farol de LED de alta intensidade e os elementos das lanternas estão alojados em lentes cuidadosamente facetadas como joias para proporcionar uma aparência de plasma quando iluminadas, criando uma assinatura visual por meio do efeito da luz.

2015 Chevrolet Bolt EV Interior

Interior
Por dentro, o Bolt EV passa a sensação de ser grande e espaçoso, reforçada pelo assoalho plano, por dimensões generosas para a cabeça e as pernas dos ocupantes e pela escolha das cores dos revestimentos, além da ampla área envidraçada.
O ambiente arejado e high-tech da cabine é reforçado pela arquitetura leve de assentos montada em pedestais de alumínio exposto, gerando um efeito de flutuação. O console minimalista também parece suspenso.
O layout interior de cockpit duplo, característico da Chevrolet, foi interpretado exclusivamente para o Bolt EV para tornar a experiência de condução mais fácil e agradável. Os painéis das portas possuem uma aparência única com efeitos que se destacam à noite.

2015 Chevrolet Bolt EV Interior – Bolt EV Connect

Algumas das tecnologias do carro podem ser acessadas via smartphone por meio de um aplicativo específico, que permite:
Travar e destravar as portas do veículo à distância;
Usar o automóvel de forma compartilhada;
Incorporar a função de estacionamento autônomo. No pátio de um shopping,
por exemplo, o motorista pode desembarcar e ordenar ao veículo que procure uma vaga livre, sem a necessidade de ninguém a bordo e com total segurança.
Uma tela de 10 polegadas sensível ao toque com interface inovadora complementa o aplicativo. Ela permite a projeção de todas as funções de comando e de consulta em relação ao sistema.

10:08 · 12.01.2015 / atualizado às 10:08 · 12.01.2015 por

img_8632

Durante evento realizado na véspera da abertura do Salão de Detroit, a fabricante alemã apresentou pela primeira vez o GLE Coupe, nas versões 63S Coupe e 450 AMG Coupe. Ambas desembarcarão no País ainda em 2015 e as configurações com motor a diesel também são estudadas para a realidade brasileira, ou sejam o nosso mercado.

Segundo a multinacional, o GLE Coupe foi projetado inicialmente como um cupê. Segundo a empresa, foi adicionada a experiência offroad da marca, tornando-o mais “parrudo”. Assim, a alemã chegaria ao resultado que foi definido como um “cupê esportivo com gene SUV”. Todas essas características podem ser resumidas a concorrência forte ao BMW X6. E isso não é somente graças ao posicionamento de mercado e de marketing que a Mercedes deve adotar no Brasil e no mundo, mas a aspectos de design que lembram o rival conterrâneo. “Olhando para a concorrência, esse carro é um predador, uma fera”, disse Ola Källenius, diretor de Marketing e Vendas da Mercedes-Benz durante a apresentação – e sem citar nomes, claro.

Versões

O modelo será projetado para o mercado em quatro configurações: a 350d conta com um motor a diesel que rende 258 cv e 63, 2 de torque a 1.600 rpm; a GLE 400 leva um bloco V6 biturbo com injeção direta de gasolina, responsável por 333 cv e 48,9 kgfm a 1.400 rpm; a GLE 450 AMG também conta com um V6 biturbo, mas que gera 367 cv e 53 kgfm a 1.400 rpm; por fim, a apimentada Mercedes-AMG GLE 63s Coupe leva debaixo do capô um motor 5.5 V8 biturbo de nada menos que 577 cv a 5.500 rpm e 561 lb-ft entre 1.750 rpm e 5.250 rpm. Segundo a alemã, esta versão chega a 100 km/h em em 4,2 segundos.
img_8609_2
A Mercedes-AMG GLE 63s Coupe ainda conta com a nova transmissão automática de nove velocidades 9G-Tronic, a não ser pela versão mais apimentada, desenvolvida em parceria com a AMG, que será a única a contar com o câmbio automático de sete velocidades 7G-Tronic. O GLE Coupe feito com a AMG ainda terá como diferenciais cinco opções de modos de condução: Individual, Comfort, Slippery (para pisos escorregadios), Sport e Sport+. Estas configurações alteram as respostas do motor, suspensões e volante, assim como as luzes internas e o som do conjunto mecânico. Segundo a Mercedes, o GLE Coupe acomoda até 1.650 litros de bagagem, o que representa um recorde entre os cupês.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs