Blog do Automóvel

Categoria: Salão de Genebra


10:56 · 03.03.2015 / atualizado às 10:56 · 03.03.2015 por
29672
Astor Martin Vulcan

Hoje o Salão de Genebra abre de vez suas portas. Historicamente, é um dos salões mais empolgantes do universo automotivo e esta edição promete ser inesquecível. Para esta fórmula dar certo, o visitante encontrará uma mistura explosiva de supercarros irados, insanos, protótipos belíssimos e algumas novidades que devem desembarcar em breve no Brasil.

Na lista, o público encontrará o Aston Martin Vulcan, um superesportivo que conta com motor V12 de 800 cv e terá apenas 24 unidades produzidas. Na mesma linha está o Koegnisegg Regera,  que terá pelo menos 1.359 cv. E ele não estará sozinho no estande da marca sueca: o monstruoso Agera RS também dará as caras em Genebra.

E por falar em carrões, a McLaren, por sua vez, irá apresentar o 675LT, uma versão mais rápida, leve e insana do recém-lançado 650S, além do P1 GTR, a versão de pista do superesportivo com 1.000 cv e que deve dar trabalho para a Ferrari FXX K.

Já a montadora alemã, a Mercedes, “tira da manga” a estreia do AMG GT3, a versão do esportivo homologada para competir no campeonato homônimo da FIA. A Audi terá a nova geração do R8. Mas não espere uma mudança avassaladora no design: as maiores novidades estão no desempenho, como o corte de 50 kg em relação ao seu antecessor.

Peruas

Dando mais uma olhada na lista, dos protótipos, um dos grandes destaques pré-evento é a belíssima perua esportiva Sportspace. Com contornos que chamam a atenção, ela exemplifica a nossa insistência na campanha “Salvem as Peruas”. Também no ramo das peruas conceituais está o Prologue Avant, que dará origem ao futuro Audi A6 Avant. Já a Volkswagen irá apresentar o conceito da nova geração do CC, que deve virar realidade no fim de 2016, enquanto a Mercedes terá o G500 4×4² (sim, ao quadrado), um protótipo de jipão com motor V8 de 422 cv e câmbio com reduzida.

“De olho no lance”

O mercado automotivo brasileiro também deve ficar de olho no que acontece em Genebra. A Land Rover irá apresentar a reestilização do Range Rover Evoque, queridinho de 9 em cada 10 jogadores de futebol no Brasil. A marca também vai aproveitar para apresentar a versão conversível do modelo. Mas a sua aparição no Brasil ainda é incerta.

A Nissan terá o protótipo Sway, que deve inspirar a nova geração do hatch compacto March. Já a Citroën vai mostrar o DS5 renovado, que será vendido por aqui em breve, enquanto a Peugeot terá o 208 reestilizado. Por último, depois de muita expectativa a Hyundai irá apresentar a nova geração do ix35, que passa a seguir o novo padrão de estilo da marca e fica bem parecido com o novo Santa Fe.

11:06 · 05.03.2014 / atualizado às 11:06 · 05.03.2014 por

A Jaguar confirmou que produzirá o novíssimo sedan esportivo médio: o Jaguar XE.  O CEO global da Jaguar Land Rover, Dr. Ralph Speth, declarou durante coletiva de imprensa no Salão de Genebra: “Nós anunciamos que nosso novo centro de fabricação de motores iria produzir uma nova família de propulsores de 4 cilindros a diesel e a gasolina, todos eles com altíssima tecnologia, baixo peso e baixa fricção. Esse novo motor, chamado Ingenium equipará esse nosso sedan esportivo médio que a Jaguar passará a produzir.

JAGUAR

 

O XE será o primeiro veículo produzido pela Jaguar com base na tecnologia de arquitetura avançada que foi apresentada pela marca britânica de veículos de luxo com o conceito C-X17, exibido durante o último Salão de Frankfurt, em 2013.

O modelo, que será apresentado ao mercado em 2015, será o primeiro do segmento a ter estrutura em monobloco inteiramente produzida em alumínio, o que resulta em um veículo extremamente leve, mais rígido, com dirigibilidade e desempenho incomparável além de consumo otimizado de combustível. Seus níveis de acabamento, luxo e sofisticação também serão dignos de um legítimo Jaguar.

Com menor peso em comparação a outros sedãs de seu segmento, a alta performance do motor e a proposta esportiva de condução ficam ainda mais evidentes, ao mesmo tempo em que o consumo de combustível e as emissões de CO2 são otimizadas.

Utilizando a mais flexível engenharia para a produção de motores, a nova família de propulsores será dotada da mais alta tecnologia disponível, oferecendo economia de combustível e design avançado. Os propulsores poderão levar os modelos Jaguar à velocidade de 300 km/h, ao mesmo tempo em que os índices de emissões ficarão abaixo dos 100 g/km.

“O Jaguar XE foi concebido para proporcionar aos clientes o mais moderno, eficiente e refinado veículo dentro do segmento de sedãs esportivos médios. Todos nós estamos trabalhando duro para, muito em breve, mostrar a todos esse impressionante modelo”, afirma Kevin Stride, diretor de veículos da Jaguar.

O designer da Jaguar, Ian Callum, afirma que “o novo XE terá uma aparência extremamente moderna. Apesar de compacto, ele será visualmente impactante. Nossos clientes esperarão um modelo prático, mas sem deixar de ser Premium. Quando falamos em um Jaguar, nós não podemos nos esquecer que o veículo deverá atair olhares e proporcionar um imenso prazer ao condutor. Acredito que nós conseguimos entregar isso com o novo XE”.

O nome dado ao Jaguar XE segue uma progressão lógica, posicionado juntamente com o XF e XJ, outros sedans da gama.  Todas as especificações técnicas e detalhes do novo Jaguar XE serão anunciadas ainda em 2014. O modelo deverá ser apresentado pela primeira vez ao público no começo de 2015.

11:38 · 20.03.2013 / atualizado às 11:42 · 20.03.2013 por

O Salão de Genebra, na Suíça, tem sempre espaço para os super carros. Confira em fotos exclusivas para o Blog do fotógrafo Edmilton Melo Filho
GENEBRA1

 

Esportivo irado
Esportivo irado
Pagani: esse é pra lá de US$ 1,5 milhão
Pagani: esse é pra lá de US$ 1,5 milhão
Bugatti
Bugatti
Audi R8
Audi R8
Adivinhou qual é esse carro?
Adivinhou qual é esse carro?

 

Ferrari
Ferrari

 

Formula 1 da RDB
Formula 1 da RDB

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

14:30 · 13.03.2012 / atualizado às 14:32 · 13.03.2012 por
Nova Classe A chega ao Brasil no início de 2013

O centro das atenções da presença da Mercedes-Benz no Salão Internacional de Genebra (de 8 até 18 de março) é a apresentação mundial do novo Classe A. A empresa está iniciando um capítulo completamente novo no segmento dos compactos: design emocionante e poderosos motores que vão de 80 kW (109 hp) a 155 kW (211 hp), extremamente eficientes, com emissões de apenas 99 g/CO2 por quilômetro. Ao mesmo tempo, o novo modelo reforça que, para a Mercedes-Benz, segurança não é uma questão de preço. As especificações de série incluem, entre outras tecnologias, o sistema COLLISION PREVENTION ASSIST (assistência de prevenção de colisões), baseado em radar.

Por dentro da Classe A

O novo Classe A é um claro posicionamento do novo dinamismo da marca Mercedes-Benz”, explica o Dr. Dieter Zetsche, presidente do Conselho de Direção da Daimler AG e CEO da Mercedes-Benz Cars. “Ele é completamente novo, até o último detalhe. Não é sempre que, na área do desenvolvimento automotivo, você tem a oportunidade de começar com uma folha de papel em branco. Nossos engenheiros e designers aproveitaram ao máximo esta oportunidade.”
Design e dinamismo são características evidentes do novo Classe A, mesmo à primeira vista, começando por ele ficar até 18 centímetros mais próximo da pista do que o seu antecessor. A radical nova linguagem de design que foi recebida entusiasticamente em sua primeira aparição, com o “Concept A-CLASS”, foi aplicada rigorosamente no modelo para produção em série. Com sua original interpretação do clássico formato de dois volumes, os designers da Mercedes criaram um exterior pleno de emoção, com claro ar esportivo. “Aplicar a nova dinâmica de estilo da Mercedes-Benz à categoria dos compactos foi um desafio que nós realmente curtimos”, conta Gorden Wagener, chefe de Design da Mercedes-Benz. “As linhas quase esculturais do Classe A são típicas da Mercedes. As linhas de definição, em especial nas laterais do carro, dão ao Classe A estrutura e tensão.”

Traseira também carrega na esportividade

Quanto ao design interior, o objetivo foi complementar o visual esportivo do exterior. O resultado é que o carro transmite uma sensação de qualidade única nesta categoria, obtida tanto por meio da linguagem do design como pela escolha e combinação dos materiais de alta qualidade empregados. Como foi visto no Concept A-CLASS, existe a opção de integrar um smartphone ao sistema de operação e display. Um aplicativo especial torna possível usar toda a funcionalidade do iPhone e, brevemente, também outros modelos de smartphones no carro.
Todas as superfícies de acabamento têm acabamento em cromo prateado feito por eletrodeposição, o que cria um aspecto de uma superfície metálica real, inclusive com o “toque frio” característico. “Este é apenas um exemplo de como a qualidade do interior do Classe A não é definida pelos elementos clássicos de acabamento, mas pela consistência do projeto e pelos materiais empregados”, esclarece Hartmut Sinkwitz, chefe de Design Interior. “O mote que usamos para criar o interior foi ‘esportividade pura, com nova interpretação’.”

Mercedes ainda não divulgou preço do carro na Europa

Os destaques visuais mais marcantes incluem, por exemplo, as entradas de ar, que sobressaem como “jóias brilhantes”, segundo Sinkwitz, ressaltando assim a excepcional qualidade do interior. O caráter esportivo do veículo é reforçado ainda mais pelos assentos integrais (opcionais) na dianteira. O banco traseiro é igualmente esportivo na aparência e pode levar até três passageiros.
Assim como o modelo básico, que pode ser individualizado com uma ampla gama de opcionais, há algumas linhas de design e equipamento que foram reunidas com os desejos do consumidor em mente: “Urban”, “Style” e “AMG Sport”.
A apresentação mundial do novo Classe A (comprimento / largura / altura: 4.292/1.780/ 1.433 milímetros) teve lugar no Geneva Motor Show (de 8 a 18 de março). O carro chegará às concessionárias europeias em setembro deste ano e no Brasil em 2013.

Classe A já foi fabricada no Brasil, em Juiz de Fora (MG), mas sua segunda e terceira gerações são importadas da Alemanha

Exclusividade esportiva

o Classe A Sport cria uma nova definição de dinamismo
Pela primeira vez, os especialistas em performance da AMG foram envolvidos em um desenvolvimento da categoria dos compactos desde o início. O resultado é a versão mais dinâmica da nova série – o Classe A Sport ‘engineered by AMG’, no qual a afinidade visual com o Classe A Concept é mais evidenciada, especialmente quanto à nova grade com desenho de diamante. O Classe A Sport apresenta rodas AMG exclusivas de liga leve com 18 polegadas, com cinco raios e pneus 235/40 R18, pintadas em preto com alto brilho, juntamente com pinças de freios vermelhas. Isto dá uma ideia das qualidades dinâmicas especiais do A 250 Sport e do A 220 CDI Sport, que se diferenciam, entre outros fatores, pelo eixo dianteiro especialmente desenvolvido pela AMG e pela suspensão, configurada para acompanhá-lo.
Toques de vermelho no acabamento AMG exclusivo da dianteira e traseira do carro também ajudam a enfatizar o posicionamento do novo modelo. O contraste entre o acabamento em preto e os toques adicionais em vermelho continua no interior: as costuras contrastantes no volante e nos bancos são no mesmo tom brilhante, assim como os cintos de segurança. A iluminação ambiente dos instrumentos e os anéis que emolduram as aberturas de ventilação também são vermelhos.
Propulsão: novos motores a gasolina e diesel
Uma ampla gama de motores tanto a gasolina como a diesel é capaz de atender a várias necessidades de desempenho, ao mesmo tempo em que apontam o estado da arte em relação à eficiência: pela primeira vez, um carro da Mercedes-Benz irá gerar apenas 99 gramas de CO2 por quilômetro rodado.
A amplitude da nova geração de motores a gasolina, com deslocamento de 1,6 e 2 litros, vai de 90 kW (115 hp) no A 180 e 115 kW (156 hp) no A 200 até 155 kW (211 hp) no A 250. Em todos eles, está presente a combinação de injeção direta e turbocompressão pelos gases de escapamento, um processo de combustão mais eficiente e um espectro de estratificação ampliado para operação com queima “magra”, utilizando injetores de ação rápida para múltipla injeção do combustível, além da ignição multi-faíscas sob demanda.
O sistema CAMTRONIC é uma inovação que também terá sua apresentação mundial no motor 1,6 litro: o ajuste da elevação da válvula no lado da admissão restringe a quantidade de mistura utilizada em regime de carga parcial, reduzindo desta forma o consumo.
Os motores diesel também oferecem um impressionante nível de eficiência e compatibilidade ambiental, graças à sofisticada tecnologia de injeção e turbocompressão. O A 180 CDI tem potência de 80 kW (109 hp) e torque máximo de 250 Nm, enquanto o A 200 CDI oferece um máximo de 100 kW (136 hp) e torque atingindo 300 Nm. O A 220 CDI tem 2,2 litros de cilindrada e 125 kW (170 hp), com torque de 350 Nm, proporcionando desempenho absolutamente excepcional na Classe A.
Todos os motores do novo Classe A tem função ECO start/stop de série. Os motores podem ser combinados tanto com a nova transmissão manual de seis marchas como, opcionalmente, com a transmissão automática 7G-DCT com dupla embreagem. No Brasil chega apenas a versão a gasolina.

Mais destaques: suspensão, aerodinâmica, segurança
O dinamismo prometido pelo design e pelo sistema de propulsão é complementado pelo trabalho da suspensão. Um centro de gravidade perceptivelmente mais baixo e um novo eixo traseiro 4-link são a base do comportamento do carro, além de permitirem a instalação do sistema 4MATIC de tração integral. Os usuários podem escolher entre várias opções de suspensão, entre eles a suspensão esportiva opcional, com sistema de direção Direct-Steer. A direção eletromecânica do Classe A foi completamente reprojetada e agora o motor elétrico fica posicionado diretamente sobre a caixa de direção, que utiliza um sistema de duplo pinhão, compacto e extremamente preciso.

Geração antiga do Classe A: quanta diferença...

O desempenho aerodinâmico excepcional, com o CD recorde de 0,26, coloca o Classe A no alto de sua categoria. O comportamento é ajudado ainda mais pelo defletor de teto de série.
O Classe A é o único veículo no segmento a trazer de série um sistema de alarme de colisão por radar com assistência de frenagem adaptativa (Adaptative Brake Assist), que reduz o risco de colisões traseiras. O sistema COLLISION PREVENTION ASSIST (assistência da prevenção de colisões) alerta visual e sonoramente motoristas potencialmente distraídos ao identificar obstáculos, preparando o Brake Assist para dar maior precisão de resposta possível na frenagem. O processo é iniciado assim que o motorista pisa firmemente no pedal do freio.
O sistema PRE-SAFE de proteção preventiva aos ocupantes está disponível pela primeira vez no Classe A. A inovação, lançada no Classe S em 2002, faz desta forma sua estreia na categoria dos compactos. Os principais dispositivos do PRE-SAFE são o tensionador reversível dos cintos de segurança, fechamento das janelas e do teto solar deslizante em caso de movimentação lateral crítica e ajuste elétrico do banco dos passageiros da frente com função de memória para a posição ideal para máxima eficiência dos sistemas de retenção. O PRE-SAFE é ativado sempre que são verificadas alterações dinâmicas críticas, longitudinais ou laterais, e pode ser também disparado pela intervenção de algumas funções de assistência.

16:35 · 08.03.2012 / atualizado às 16:42 · 08.03.2012 por

Um dos três maiores salões de Automóvel da Europa, depois de Frankfurt e Paris, Genebra (na Suíça) é o palco para que os europeus revelem as novidades do primeiro semestre. Modelos de rua e carros-conceitos, com os veículos que ditam as linhas e as novas tecnologia da indústria automotiva mundial

Range Rover Evoque conversível, um dos destaques do Salão

 Alguns modelos que estão nos estandes entre os dias 8 e 18 de março – os dias de imprensa são terça e quarta – chegarão rapidamente às ruas na Europa. Entre as novidades, estarão em destaque o Opel Astra OPC, Chevrolet Cruze SW, Fiat 500L, o Cinquecento mais alongado, Ford B-MAx, BMW M6, Kia Cee´D e a nova Ferrari, a F12 Berlinetta.

Ferrari-F12 Berlinetta: novo ícone da marca

Entre os modelos de passeio, destaque para o 500 alongado. Inspirado no 600 Multipla da década de 50, o Cinquecento alongado tem opção de motor 1.4 Twinair e 1.3 Multijet movido a diesel. Há até a intenção de oferecer uma versão de sete lugares para o Fiat 500 na Europa.
Mas, a grande vedete em Genebra é a nova Ferrari F12 Berlinetta, a mais rápida já produzida pela marca. Sua velocidade é controlada eletronicamente em 340 km/hora e, segundo o fabricante, o bólido atinge a distância do zero a 100 km/hora em apenas 3,1 segundos. A F12 Berlinetta traz um motor de 12 cilindros em V que gera 740 cavalos de potência na faixa dos 8.500 rpm. De linhas sinuosas que lembram o vento, a nova Ferrari vem com transmissão de dupla embreagem da Fórmula 1.

Cruze Station Wagon: essa não virá ao Brasil

 Land Rover

Além de toda sua linha de veículos nas versões 2012, a marca britânica preparou três grandes atrações para o evento: a estreia do conceito Range Rover Evoque Conversível, o milionésimo Land Rover Discovery já produzido e o conceito DC100, agora em uma versão completamente equipada para o tráfego em situações de inverno rigoroso.

 

Carro Conceito DC100 é exposto com equipamentos para tráfegar na neve

 Um dos mais comentados veículos deste Salão de Genebra, o conceito Range Rover Evoque Conversível, é o primeiro SUV do mundo que traz opção sem teto. Seu design foi baseado no já renomado Evoque e reflete toda a capacidade da Land Rover em identificar novos segmentos de mercado.

Volkswagen

 Está apresentando no Salão de Genebra o revolucionário Cross Coupé, um utilitário esportivo conceitual plug-in com propulsão TDI híbrida, com consumo de apenas 1,8 litro por 100 quilômetros (55,5 km/l). Entre as outras atrações da marca estão as apresentações mundiais do primeiro Golf GTI Cabriolet, do Polo BlueGT com desativação de cilindros, além do Beetle e do Passat com pacotes esportivos R-Line.

Volkwagen Cross Coupé

E mais: a versão quatro portas do up! e configurações diferenciadas que podem aparecer em breve como opções no compacto.

Peugeot

A marca revelará em avant-première mundial cinco novos modelos, que representam a base de sua ofensiva de produtos em 2012.  Uma das protagonistas da tradicional mostra suíça, que será palco da apresentação mundial do Peugeot 208, a Marca reafirma sua estratégia de expansão da gama e, ainda, sua vantagem tecnológica e ambiental por meio da exposição de três modelos híbrido diesel dotados da tecnologia HYbrid4. Com o 4008, a Peugeot também reforça sua nova dinâmica de globalização.

 

Conceito do 208

Entre os 30 veículos de série e concept cars expostos em uma área de 2.700 m2, os 700 mil visitantes esperados para a mostra terão a oportunidade de conhecer dez unidades do Peugeot 208 nas mais variadas configurações, dispostas num espaço reservado exclusivamente para o modelo, que representa a ampla oferta de lançamento do novo ícone da Marca.

Ford

A norte-americana apresenta no Salão de Genebra seus novos modelos para a Europa: a minivan compacta B-MAX, o esportivo Fiesta ST, o novo Kuga e o Focus 1.0 EcoBoost, com o motor a gasolina mais econômico produzido pela marca, além de exibir o inovador Focus Electric.

Ford Kuga

No Salão, que antecipa as tendências europeias, a Ford mostrou também o Tourneo Custom Concept – uma futura van com design e tecnologias avançadas.

17:13 · 24.02.2012 / atualizado às 17:13 · 24.02.2012 por

A Land Rover apresentará no Salão de Genebra, em março, uma versão conceito do Range Rover Evoque conversível. O modelo deverá explorar todo o potencial do que seria o primeiro SUV Premium conversível.

SUV conversível ficção científica? Para a Land Rover não

Este surpreendente conceito foi construído sobre o Range Rover Evoque – modelo de grande sucesso ao redor do mundo – e comprova a tradição da Land Rover como marca que cria e lidera novos segmentos de mercado. A exibição do conceito em Genebra deverá medir a reação e a aceitação do público em geral, o que permitirá à Land Rover avaliar o potencial de mercado para um espaço até então inexplorado dentro do segmento de SUVs Premium, liderado pela marca britânica.

Desenvolvimento

Para Gerry McGovern, diretor de design da Land Rover e responsável pela equipe que criou e desenvolveu o conceito, “o Evoque é um modelo em que a ideia de uma versão conversível se encaixa perfeitamente. O desenvolvimento desta versão não foi algo tradicional, como já visto em outros conversíveis. Nós trabalhamos nas linhas do Evoque de forma a manter seu formato original, ao mesmo tempo em que conseguimos criar algo único e, ao que acreditamos, bastante desejável”, afirma.
Criado sobre a versão cupê do Range Rover Evoque, o conceito traz consigo um completo sistema de segurança em casos de capotamento – Roll Over Protection System (ROPS) – que atua de forma retrátil e protege os quatro ocupantes. O modelo também combina de forma hábil quesitos como capacidade e versatilidade, com conforto e sofisticação.
O conceito traz consigo toda a alma da Land Rover, com sua excepcional capacidade off road e uma inconfundível posição de direção, características incônicas da marca. As linhas laterais em elevação e sua forma distinta foram mantidas no conceito conversível, que também traz mudanças mínimas de peso e torção de carroceria em relação ao modelo de mercado. Quando rebatido, o teto fica alojado em um compartimento logo abaixo da linha de cintura do veículo, próximo ao porta-malas.

Por enquanto carro não será vendido em escala industrial

Apesar de ser um conceito, o modelo foi equipado com toda tecnologia embarcada presente na linha Evoque, entre elas o premiado sistema Terrain Response que, ao simples giro de um botão, adapta todas as configurações de aceleração, tração, suspensão e freios de acordo com o tipo de piso em que se trafega (areia, terra, grama/neve, lama e pedras). O sistema de cinco câmeras para uma visão de 360º do veíulo também está presente, assim como a tela touch screen de 8 polegadas de tecnologia Dual View, o sistema Park Assist e o sistema de som Meridian de última geração.
Rodas de 21 polegadas – ainda maiores das usadas na linha Evoque que está no mercado – com acabamento Titan Silver e design diferenciado equipam o conceito que traz, por dentro, acabamento Ivory e Lunar, com bancos em duas tonalidades de couro contrastantes em preto e cinza chumbo, assim como as costuras do couro presente no painel e nas portas.
Sucesso absoluto desde sua chegada ao mercado de 170 países há pouco mais de seis meses – no Brasil, a linha Evoque começou a ser comercializada no último mês de Novembro – o Range Rover Evoque já é o líder absoluto em seu segmento, conquistando mais de 90 prêmios internacionais.
Para John Edwards, diretor global da Land Rover, “o conceito conversível do Evoque representa uma reviravolta na história do Evoque, por explorar o potencial e estender ainda mais o apelo presente no veículo e por oferecer aos clientes mais opções de escolha, ao mesmo tempo em que abre o modelo para uma base inteiramente nova de clientes. Estamos muito animados em observar a reação do público com este conceito e, assim, avaliar seu real potencial de produção”.
O conceito conversível do Range Rover Evoque será apresentado pela primeira vez ao público durante o Salão de Genebra como um estudo de design e engenharia. Não há confirmação sobre planos de produção do veículo.

16:00 · 23.02.2012 / atualizado às 16:00 · 23.02.2012 por

A Ford promove no Salão de Genebra, em março, a estreia global do conceito Tourneo Custom, van de linhas futuristas e tecnologias avançadas que mostra como será a futura geração de veículos comerciais da marca, a ser revelada este ano

Veículo da Ford vai dar inicio a novo design em utilitiários da marca

As linhas modernas e aerodinâmicas do conceito seguem a mesma linguagem de design Kinetic aplicada nos automóveis de passageiros da Ford, criando a sensação de movimento. Esses elementos estão presentes na grade trapezoidal, na linha de cintura forte, nos arcos de rodas salientes e nas linhas ascendentes das janelas. Grade cromada, faróis de LED e rodas de alumínio de 18 polegadas são outros detalhes de estilo.

Traseira do veículo

O Tourneo Custom Concept é baseado em uma nova plataforma global da Ford, projetada para oferecer a mesma dirigibilidade de um carro, com agilidade, conforto e baixo nível de ruído. Sua proposta é unir estilo, funcionalidade e espaço tanto para aplicações de trabalho como de lazer.
Flexibilidade
O interior do veículo traz um novo nível de sofisticação no segmento. O painel em formato de asa, de estilo cockpit, é voltado para o motorista. Os bancos traseiros, revestidos em couro e tecido, podem ser rebatidos ou removidos e permitem múltiplas configurações.

VIsão interna do carro

Seu motor 2.2 Duratorq TDCi diesel, de 155 cv, oferece excelente desempenho e economia, com sistema Auto-Start-Stop que desliga e liga automaticamente nas paradas. Ele também é equipado com sistema regenerativo de carga, airbags laterais e de cortina, câmera de visão traseira integrada ao retrovisor, alerta de mudança de faixa e sistema multimídia SYNC com assistência em emergência, que fornece a localização do veículo em caso de acidente.

Conforto nos bancos

Nova geração
A nova linha será equipada com versões aprimoradas do novo motor 2.2 Duratorq TDCi diesel, nas versões de 100, 125 e 155 cv, líderes em economia de combustível. Todas contarão com Auto-Start-Stop e transmissão manual de seis velocidades, além de várias opções de carroceria com plataforma curta ou longa.
“O ano de 2012 será muito significativo para a Ford, com o lançamento de uma linha totalmente nova de veículos comerciais”, diz Stephen Odell, presidente e CEO da Ford Europa. “Nossa linha construiu uma enorme reputação em custo-benefício e durabilidade e a nova geração foi projetada para levar sua liderança a um novo patamar.”

 

19:57 · 13.03.2011 / atualizado às 19:57 · 13.03.2011 por
19:51 · 13.03.2011 / atualizado às 19:51 · 13.03.2011 por
21:29 · 07.03.2011 / atualizado às 21:37 · 07.03.2011 por

O estande da Volkswagen no Salão de Genebra revelou um Kombi futurista: é o conceito Bulli, proposta da marca para a Kombi do século XXI. Mas esse protótipo não será vendido comercialmente, pelo menos por enquanto.

Conceito de Kombi que tem motor elétrico e muita tecnologia

Movido por um motor elétrico e equipado com seis assentos, o conceito tem potencial para estabelecer uma quinta nova marca de veículo de transporte pessoal, junto ao Caddy, Touran, Sharan e seu companheiro maior, o Caravelle. A Volkswagen está reinterpretando a forma compacta original de uma verdadeira lenda automotiva, e projetando-a para o futuro na forma do veículo-conceito Bulli, a nova geração da Kombi. Quando foi lançada, em 1950, o código interno do projeto na Volkswagen era T1 (de Transporter 1). Os alemães a chamaram de Bulli, os americanos, de Microbus. No Brasil, onde até hoje é fabricada, é a Kombi.

Interior com predominância do vermelho

Com este veículo, a Volkswagen finaliza um processo iniciado em 2001: dez anos atrás, a visão do que poderia ser uma nova Kombi levou a um inesquecível carro-conceito, chamado de Microbus. Mas certas visões precisam amadurecer antes de levar a algo de novo. Este é o momento certo para mostrar esta nova visão. O conceito foi refinado e as tecnologias sustentáveis necessárias já estão à mão.

Detalhes

Tão espaçosa como em 1950, tão inspiradora como sempre, o conceito da nova Kombi tem estilo. Mais compacta e acessível do que o conceito anterior, a nova Kombi está sendo apresentada em Genebra. A nova Kombi é movida por um motor elétrico, equipada com seis assentos e tem sistema de infotainment controlado via iPad.
A nova edição do utilitário tem 3,99 metros de comprimento, 1,75 metro de largura e 1,70 m de altura. Com 2,62 metros de distância entre eixos, o novo Bulli aproveita muito bem seu comprimento total. A bitola de 1,50 metro, bastante grande em relação à largura da carroceria, também se destaca no modelo.

Traseira da Kombi: atenção ela não será vendida!

Graças a tecnologias de propulsão altamente avançadas, a Kombi em exposição em Genebra é o que se chama de “veículo sem emissões”, movida apenas por eletricidade. Não há emissões nem cano de descarga. O motor elétrico do novo Bulli fornece 85 kW de potência e impressionantes 270 Nm de torque. Como ocorre com esse tipo de motor, sua força máxima é gerada desde a imobilidade. Silencioso, ele recebe energia de uma bateria de íon-lítio com capacidade máxima de armazenamento de 40 kWh.

Bateria

Esta combinação eletrizante possibilita uma autonomia de até 300 quilômetros – número alto para um carro puramente elétrico. Quando a bateria da nova Kombi é recarregada, num “posto de abastecimento elétrico” especialmente projetado para veículos a eletricidade, o processo toma menos de uma hora.

Ficha técnica

O novo Bulli acelera de 0 a 100 km/h em 11,5 segundos e sua velocidade máxima, limitada eletronicamente, é 140 km/h. O alcance e performance não apenas tornam o veículo compacto ideal para pequenas distâncias, mas também para a maioria dos que usam o carro para ir ao trabalho e em atividades recreacionais e desejam rodar sem emitir gases pelo escapamento.
Naturalmente, a nova Kombi poderá usar, alternativamente, os motores a diesel ou gasolina altamente eficientes feitos pela Volkswagen. Motores com 1,0 ou 1,4 litro, econômicos e limpos, mas muito fortes – a receita do que se chama downsizing. Ideal para qualquer um que queira cobrir o máximo de distância com mínimo consumo de combustível.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs