Busca

Categoria: Salão de Pequim


16:17 · 30.04.2018 / atualizado às 16:17 · 30.04.2018 por

A Lexus apresentou a nova geração do sedã médio de luxo ES. Totalmente renovado, o modelo traduz o compromisso da marca na criação de veículos com design altamente sofisticado e um toque fino para transmitir empolgação e emoção. A estreia da sétima geração do Lexus ES acontece no Salão Internacional do Automóvel de Pequim, na China, que ocorre esta semana no país asiático


Esta nova geração do Lexus ES é a demonstração de um novo e ambicioso caminho trilhado pela fabricante. O sedã, mundialmente reconhecido por seu compromisso com o conforto, obteve, em sua sétima geração, reforços importantes devido à incorporação de um novo chassi. Com ele, o ES pôde ousar ainda mais no design externo, além de melhorar a dinâmica e desempenho de condução.
Outros importantes e tradicionais atributos foram ampliados: espaço interno, silêncio a bordo e nível de equipamentos de segurança.
Design e dimensões
Construído sob a novíssima plataforma GA-K (Arquitetura Global – K), a sétima geração do ES expressa um patamar mais sofisticado no quesito design na categoria sedãs de luxo de médio porte. Ele ficou 6,6 cm mais comprido, obteve perfil 0,4 cm mais baixo e ainda ganhou 4,5 cm em largura. No entre eixos, o novo ES ficou 5 cm maior. O modelo também ganhou em estatura na banda de rodagem dos pneus, com 1 cm a mais nos dianteiros e 3,8 cm nos traseiros. Os aumentos dimensionais ajudaram o sedã a aprimorar seu desempenho, além de obter aparência atraente.
Para criar uma forma dinâmica, porém fluida, a Lexus usou capô baixo, o que só foi possível devido à nova plataforma. Assim, a silhueta do novo ES é enfatizada por uma inclinação agressiva. Na parte frontal, a face do ES é drasticamente diferente.
Em uma ruptura com as últimas gerações, o desenho da sétima geração tem um teto com um contorno arrojado, para enfatizar sua posição mais baixa e aerodinâmica ágil. A extremidade limpa e acentuadamente modelada é destacada pelas luzes de LED da traseira, causando um efeito de envolvimento dos painéis.


Design interno – elegância e tecnologia
O projeto visual do interior do novo ES foi orientado pelo conceito Lexus Future Interior (Futuro Interior da Lexus). Inspirado neste estilo, a cabine provê um cockpit com foco no condutor e uma área espaçosa e confortável para o passageiro dianteiro. No ES, o foco do condutor é facilmente mantido na estrada, colocando a tela central, o painel de instrumentos e o head up display justamente agrupados no campo de visão do motorista. Ajustes no ângulo e posição do volante e localização do pedal de freio fornecem ao condutor uma posição de condução natural.
O nível de conforto do passageiro do banco traseiro sempre foi um marco no ES, algo que foi igualmente priorizado no modelo da sétima geração. Com pontos de apoio do quadril mais baixo e um revestimento cuidadosamente configurado preservam o espaço superior. O passageiro do banco traseiro ganha, ainda, mais espaço para as pernas, devido ao maior entre eixos do modelo.


Uma nova era de desempenho
A equipe de engenharia da Lexus tinha o objetivo claro de transformar a imagem do ES, mundialmente reconhecido pelo conforto e silêncio, em um líder no quesito dirigibilidade esportiva e potência na categoria.
O ponto de partida foi o chassi GA-K recém-desenvolvido. A estrutura prevê tração nas rodas dianteiras. Em termos de rigidez torcional, a plataforma se equipara à plataforma GA-L, com tração nas rodas traseiras, mesma estrutura equipada nos cupê LC 500 e no sedã LS 500. Variações de aços de alta resistência foram utilizadas para reduzir o peso. Também foram aplicadas melhorias na suspensão multilink. A nova plataforma foi primordial para ampliar e aprimorar toda a estrutura do veículo, a fim de tornar suas proporções mais baixas e largas, resultando em um centro de gravidade menor e aerodinâmica singular.
Para a equipe de engenharia do chassi do ES, o objetivo era claro: criar uma sensação de previsibilidade confortável combinada com uma sensação de resposta rápida a cada movimento.
Os modelos F-SPORT oferecerão uma suspensão variável adaptativa (AVS) similar à encontrada no cupê LC. Isso adiciona amortecedores ajustáveis com 650 níveis de força de amortecimento para obter o controle definitivo em qualquer superfície. O uso de solenoides lineares resulta em controle de amortecimento mais preciso. Outra exclusividade do F SPORT é um modo Sport+ para o sistema de seleção de modo de condução, que especifica as configurações mais agressivas de motor, transmissão e suspensão para o máximo em desempenho. Um novo recurso de reforço do som do motor também é ativado no modo Sport+.


Potência V6 e câmbio direto A/T de 8 marchas
Todos os ES 350 são movidos por um motor V6 de 3.5 litros, projetado para fornecer aceleração dominante e som revigorante. Com uma atualização para a injeção de combustível D4-S, o motor agora desenvolve 308 cv de potência e 389 kgfm de torque, o que significa um ganho de 32 cv e 20 kgfm em comparação com a geração anterior.
O reforço na potência também é beneficiado pela adoção de nova transmissão automática de oito marchas com câmbio direto. Ela usa um conversor de torque extremamente fino e uma embreagem de bloqueio multidisco para transferir potência de maneira mais eficiente para as rodas dianteiras. Houve ajuste na caixa, o que resulta em trocas suaves e sincronização precisa, com resposta rápida do pedal. A nova caixa pode usar marchas de torque elevado para partida rápida.


Sistema híbrido de 4ª geração
Não ficando para trás de seus irmãos a gasolina, o ES300h é capaz de oferecer altíssima eficiência de combustível, desempenho responsivo e emissões mínimas para um sedã de luxo deste porte. Um novo sistema de condução híbrido de quarta geração rompe com a imagem tradicional dos híbridos, com potência, economia de combustível e elimina a sensação de elasticidade associada a sistemas híbridos anteriores. Ele combina um motor a gasolina com ciclo Atkinson ultra eficiente, de 2.5L e quatro cilindros, com um motor elétrico mais leve, compacto e potente e sistema híbrido com carregamento autônomo. Juntos, eles oferecem um potência combinada de 207 cv.
O novíssimo motor de 2.5L e quatro cilindros incorpora a tecnologia de combustão com queima rápida que faz dele um dos motores termicamente mais eficientes em produção. O resultado é mais potência sem aumento de emissões ou do consumo de combustível. Para chegar a esta configuração, foram adotados diversos métodos, tal como adoção de portas de admissão retas, maiores ângulos de válvulas e base das válvulas com revestimento a laser. Uma bomba de óleo com capacidade variável, injetores de múltiplos orifícios, VVTi-E nas válvulas de admissão e um sistema de resfriamento variável juntamente contribuem para o impressionante gerenciamento de calor e combustão do motor.
A capacidade de condução geral do ES 300h foi melhorada devido a um sistema de controle computadorizado híbrido mais sofisticado, com melhor capacidade para simular a sensação e a transmissão de potência de um motor a gasolina normal.

18:10 · 27.04.2016 / atualizado às 18:10 · 27.04.2016 por

A Citroën confirma sua ofensiva na China, seu maior mercado, com mais de 300.000 vendas realizadas em 2015 – ou um quarto de suas vendas globais. Para a 14ª edição do Salão Internacional de Pequim, a Dongfeng Citroën reserva várias surpresas para o público chinês

Sedan grande Citroën C6
Sedan grande Citroën C6

Um primeiro passo concreto no campo do carro elétrico na China, com o Citroën E-Elysée
impulsionado por sua excelente imagem no FIA WTCC (Campeonato Mundial de Carros de Turismo) com os seus dois títulos mundiais, o C-Elysée confirma seu estatuto de best-seller da Dongfeng Citroën na China, com 90.000 vendas registradas em 2015. Apoiando-se nesta dinâmica, a Marca escolheu ir além, apresentando pela primeira vez uma versão 100% elétrica de seu sedã: o Citroën E-Elysée. Comercializado na China a partir de 2017, este modelo demonstra a vontade da Dongfeng Citroën em assumir um papel de destaque na oferta de veículos elétricos neste grande país. Equipado com uma bateria de tecnologia lítio-íon, o E-Elysée oferece uma autonomia de até 250 km, podendo ser recarregado em apenas 30 minutos no modo de recarga rápida (ou 6,5 horas em modo de recarga normal).
Esta ênfase dada à motorização elétrica é também uma oportunidade para a Marca apresentar, pela primeira vez ao público chinês, seu recém-criado E-MEHARI, um conversível de quatro lugares, 100% elétrico e com personalidade única.
Uma ofensiva no topo de gama com o Citroën C6
Após uma notável presença no segmento C sedã em 2015, a Dongfeng Citroën lança sua ofensiva sobre o principal segmento três volumes apresentando o novo porta-estandarte da gama: o Citroën C6. Este sedã estatutário do segmento D “Upper Business” de 4,96 m será comercializado localmente no final do ano. Desenhado pelo centro de Estilo da marca em Paris, em estreita colaboração com o escritório de Xangai, este novíssimo modelo será produzido em Wuhan. Além de seu estilo fluido e moderno, o Citroën C6 oferece prestações internas do mais alto nível, com uma atenção especial dada ao interior (espaço, ambiente, materiais), aos assentos e às tecnologias, a serviço de um “ultra conforto” para todos os passageiros.
Citroën Advanced Comfort », um programa que assegura uma assinatura de conforto Citroën única
A revelação do Citroën C6 é também uma oportunidade para a Marca apresentar seu programa “Citroën Advanced Comfort”. Um conceito diferenciador para a Citroën, que é objeto de uma atenção e de investimentos específicos em cada um dos seus desenvolvimentos. Com o programa “Citroën Advanced Comfort”, a Marca torna esta assinatura mais legível, por meio de quatro pilares de desenvolvimento. São eles:
– Filtrar todas as vibrações, sentindo a sensação de estar dentro de um verdadeiro casulo. Isso significa o desenvolvimento de soluções nas áreas de suspensões, assentos, acústica etc.;
– Facilitar a vida a bordo, com um espaço generoso e prático, porta-objetos astuciosos, comandos acessíveis;
– Racionalizar o uso graças a uma tecnologia intuitiva, ajudas úteis à direção/condução no dia a dia, uma continuidade entre o universo digital do cliente e de seu carro;
– Deixar a mente mais livre para acomodar os passageiros, oferecendo mais serenidade, exibindo apenas as informações realmente úteis, trabalhando sobre a luminosidade e os materiais…

16:42 · 26.04.2016 / atualizado às 16:43 · 26.04.2016 por

Todos os olhos do mundo automotivo estão voltados para a China, onde acontece o Salão Internacional de Pequim. As portas para a imprensa abriram hoje. Um dos maiores eventos do setor abre para o público nesta sexta (29/4) e prossegue até o dia 4 de maio. Confira o que uma japonesa (Honda), uma alemã (Audi) e uma norte-americana (Ford) estão levando de atrações

 

Honda Avancier
Honda Avancier

Honda

Uma subsidiária totalmente controlada pela Honda na China, realizou hoje durante o Salão Internacional de Pequim a apresentação mundial de dois novos SUVs; o Honda Avancier e o Acura CDX. O novo Avancier será o modelo topo de linha da Honda na China enquanto o CDX, por sua vez, é o primeiro modelo da Acura produzido localmente.
Totalmente novo, o Avancier oferecerá uma espaçosa cabine e uma experiência de direção de alta qualidade. Entre os modelos vendidos na China, o Avancier é o primeiro veículo equipado com um motor 2.0 turbo. O novo utilitário esportivo também possui o Honda SENSING, um conjunto de tecnologias avançadas de segurança e assistência ao motorista, que proporcionam ao condutor uma experiência prazerosa ao volante.

Traseira do Avancier
Traseira do Avancier

“Estamos muito satisfeitos por nossas vendas na China terem alcançado a marca de um milhão de unidades em 2015. Encaramos 2016 como um ano em que poderemos dar outro salto à frente. Vamos iniciar a produção local de nosso veículo híbrido e de motores turbo e acelerar ainda mais a nacionalização de nossos negócios. A Honda continuará a assumir novos desafios na China,” explica Takahiro Hachigo, presidente, CEO e diretor da Honda Motor Co., Ltd.
Outro produto revelado globalmente no Salão é o Acura CDX, primeiro automóvel Acura produzido na China. Trata-se de um utilitário esportivo compacto, projetado prioritariamente para o mercado chinês. O SUV é uma fusão do design preciso e emocional do Acura Precision Concept, um modelo de estilo conceitual da Acura, com tecnologias inovadoras e a praticidade típica dos utilitários esportivos. O novo CDX adota um inédito, entre todos os modelos da Acura vendidos na China, motor turbo 1,5 litro e a exclusiva transmissão 8DCT (com dupla embreagem, oito velocidades e conversor de torque), um conjunto mecânico que permite uma intensa experiência de condução.

Acura CDX não virá ao Brasil
Acura CDX não virá ao Brasil

O Acura CDX será produzido na fábrica de ZengCheng da Guangqi Honda Automobile Co. (localizada na cidade de Guangzhou) e o início de suas vendas está previsto para o mês de julho. O novo Honda Avancier, por sua vez, começará a ser vendido na China até o final de 2016. Nenhum dos dois chegará ao Brasil.

Acura CDX
Acura CDX

Ford

Marca norte-americana tem obtido um expressivo crescimento no mercado chinês, o maior do mundo, e para avançar ainda mais preparou uma série de lançamentos. No Salão de Pequim 2016, que abre para o público na próxima sexta-feira, mostra a importância da marca com o lançamento da F-150 Raptor, do Ford GT e do Focus RS.
Além de apresentar esses superesportivos para diferentes segmentos, a Ford reforça seu portfólio de produtos com a família de híbridos e elétricos formada pelo Mondeo e C-Max Energi. A linha de utilitários esportivos é representada pelo Kuga, Explorer, Everest e EcoSport, além do Novo Edge, este último em breve também no Brasil.

F-150 Raptor
F-150 Raptor

A Ford apresenta ainda no mercado chinês a nova versão do seu sistema de conectividade, o SYNC 3, e a plataforma de serviços Ford Pass, que faz parte da sua transformação como empresa automobilística e de mobilidade.
Veículos de performance
A nova F-150 Raptor será lançada em 2017 na China para criar um novo segmento, com uma combinação sem igual de desempenho, agilidade e versatilidade off-road. Suas novidades incluem carroceria em liga de alumínio de nível militar, uma versão especial do motor 3.5 EcoBoost, transmissão de 10 marchas e sistema de transferência de torque sob demanda.
O novo Ford GT, supercarro de 600 cv que será produzido para um número limitado de consumidores chineses no final do ano, também tem destaque no salão e será visto nas 6 Horas de Xangai, em novembro, dentro do Campeonato Mundial de Endurance. O Focus RS, de 350 cv, é outro esportivo que chega ao mercado chinês este ano.

Focus RS
Focus RS

Elétricos e SUVs
A Ford está ampliando as opções de energias alternativas no mercado chinês. O C-Max Energi será o primeiro híbrido plug-in da marca no país, com motor a gasolina e motor elétrico a bateria. O Mondeo Híbrido – como é chamado o Fusion Hybrid na região – também será oferecido pela primeira vez localmente no final de 2016.
Com a exposição da linha completa de utilitários esportivos, a Ford mostra sua força no segmento. Outras novidades são o Taurus LTD e o Edge V6 Flagship, um SUV de alto padrão com design, materiais, construção e especificações premium.

Ford GT
Ford GT

Conectividade e serviços
A Ford também lança na China o SYNC 3, nova versão do seu sistema de conectividade. Além de desempenho mais rápido e tela de 8 polegadas com botões maiores para facilitar a operação, ele tem sistema AppLink com suporte para aplicativos chineses. Sua tela de toque funciona da mesma forma que os smartphones e reconhece caracteres chineses.
Na área de soluções de mobilidade, a novidade é o FordPass, plataforma que inclui loja virtual e assistentes de mobilidade dia e noite, recompensas de fidelidade e os FordHubs, centros de experiência e eventos exclusivos para clientes. Um dos quatro FordHubs globais será instalado em Xangai.
“A Ford mostra no Salão de Pequim a gama de inovações que estamos trazendo para a China, desde veículos de alto desempenho e energias alternativas a soluções de mobilidade com tecnologia de ponta”, diz John Lawler, presidente da Ford China. “São ferramentas que estão nos ajudando a desenvolver soluções para os desafios de transporte do futuro e tornar a vida das pessoas melhor.”

Audi

Três novos modelos de produção e um carro conceito inteligente – a Audi reforça sua posição no mercado de carros premium no Salão de Pequim 2016. A marca apresenta ao público, pela primeira vez, o TT RS Coupé e o TT RS Roadster. A mostra automotiva vai de 25 de abril a 4 de maio, em Pequim. Também estreiam no salão o A4 L e o conceito Audi connected mobility.

Audi TT RS Coupé
Audi TT RS Coupé

Desempenho impressionante: o novo TT RS
O motor de cinco cilindros do TT RS disponibiliza nada menos que 400 cv de potência. Juntamente com o sistema quattro, ele possibilita uma condução esportiva extremamente prazerosa com o máximo de tração. Um júri internacional de jornalistas especializados na área automotiva elegeu o motor 2.5 TFSI como “Motor do Ano” por seis anos consecutivos. A Audi desenvolveu ainda mais seu propulsor em todas as áreas, com medidas de construção com peso reduzido, diminuição do atrito interno e maior entrega de potência. O torque máximo do motor, de 480 Nm, está disponível entre 1.700 e 5.800 rpm.
O TT RS Coupé acelera de 0 a 100 km/h em 3,7 segundos, e o Roadster, em 3,9 segundos – desempenho equivalente ao de um supercarro. A velocidade máxima chega a 250 km/h ou, opcionalmente, a 280 km/h.

Audi TT RS Roadster
Audi TT RS Roadster

A fantástica dirigibilidade do TT RS se deve, além do seu baixo peso, ao chassi esportivo. A direção direta proporciona um contato íntimo com a estrada e torna prazerosa a condução em trechos sinuosos desafiadores. Pela primeira vez em um modelo de produção em série, a tecnologia Matrix OLED (diodos orgânicos emissores de luz), que emite uma luz extremamente homogênea de alto contraste, é oferecida como opção nas lanternas traseiras. Além disso, proporcionam aos designers possibilidades inteiramente novas ao lidar com a iluminação.

Audi TT RS Roadster, Audi TT RS Coupé
Audi TT RS Roadster, Audi TT RS Coupé

Alta tecnologia, elegância e supremo conforto: o novo A4 L
Maior espaço com menor peso é um dos importantes diferenciais do novo A4 L. Com 4,81 metros de comprimento e uma distância entre eixos aumentada para 2,91 m – 4 cm a mais que o modelo anterior –, os passageiros do sedã alongado usufruem do conforto de mais espaço interno.

Audi A4 L (oferecido apenas no mercado chinês)
Audi A4 L (oferecido apenas no mercado chinês)

Apesar de maior, seu peso líquido caiu significativamente, sendo reduzido em até 110 kg, comparado ao de seu antecessor. O formato altamente fluido da carroceria deste sedã médio, com coeficiente de arrasto de 0,23 (Cx), também contribui para sua eficiência.
O modelo traz muitas tecnologias inteligentes. Todos os dados importantes podem ser mostrados no Audi Virtual Cockpit, disponibilizado como equipamento opcional. A variedade de sistemas de assistência estabelece novos parâmetros na categoria. Pela primeira vez na história, a Audi oferece no A4 L a tecnologia Matrix LED com indicadores de direção dinâmicos. De série, o carro é equipado com unidades xenon plus para iluminação dianteira.

Audi A4 L
Audi A4 L

Dois motores TFSI são oferecidos para o novo A4 L na China. Os clientes podem optar entre duas versões do 2.0 TFSI, com 190 cv ou 252 cv.

 

Audi Q3
Audi Q3

Mobilidade inteligente para megacidades: o Audi connected mobility
O conceito Audi connected mobility, que está sendo apresentado pela primeira vez no Salão de Pequim, é baseado no novo Q3, que será lançado neste ano no mercado chinês. O carro oferece mobilidade esportiva e multifuncional para metrópoles com milhões de habitantes e foi especialmente desenvolvido para países com urbanização crescente, como a China.

Detalhe do Audi Q3 com conceito de mobilidade
Detalhe do Audi Q3 com conceito de mobilidade no patinete

Integrada ao para-choque traseiro há uma plataforma extensível que traz embutido um patinete elétrico com 1,05 m de comprimento. O sistema de informação e entretenimento do protótipo é capaz de calcular a combinação de mobilidade mais rápida disponível com base em informações de trânsito em tempo real que levam em conta o destino e o horário de chegada planejado pelo usuário. Se o patinete elétrico for o meio de transporte mais veloz para chegar ao destino, o sistema recomenda que o motorista o utilize para continuar a viagem. A bateria do patinete tem mais de 12 km de alcance, a uma velocidade máxima de 30 km/h.