Blog do Automóvel

Categoria: Salão Duas Rodas


15:40 · 10.10.2011 / atualizado às 13:06 · 11.10.2011 por

Durante o Salão Duas Rodas, a Associação Brasileira Dos Fabricantes De Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), realizou sua coletiva de imprensa para apresentar o 1º Anuário da entidade, além de mostrar os principais indicadores do mercado de motocicletas com números recentes.

Abraciclo fez balanço dos últimos anos do setor no Brasil

O presidente da entidade, Roberto Akiyama, destacou o fato de a indústria brasileira de motos estar entre as cinco maiores produtoras mundiais, emprega 40 mil pessoas diretamente no Pólo de Manaus e mais de 140 mil no País. “Isto sem contar estabelecimentos menores, em cidades de menor população”, destacou. Em franca ascensão, as motocicletas já somam 17,6 milhões de unidades circulando pelo País e representam 25% do total de veículos nas vias brasileiras.

O número de pessoas por motocicleta no Nordeste reduziu drasticamente nos últimos 10 anos. Se em 2000 era uma moto para cada 67 pessoas, hoje a proporção é de uma para 14. A China, por exemplo, possui uma moto para cada 15 habitantes; a Alemanha, 14; Brasil, 12; Tailândia, uma para cada quatro pessoas.

Foco no Nordeste

 Apesar de não ser a região com o maior número de concessionárias (551, ante as 897 no Sudeste), o Nordeste desponta como a ‘bola da vez’ no mercado. O presidente Akiyama destacou o incremento das vendas na região. “O Nordeste vem sustentando as vendas desde a crise de 2008. A região não sentiu nenhum efeito e as vendas continuam subindo”, disse.

Confira outros destaques da coletiva:

Perfil do consumidor:

Homens: 75%

Mulheres: 25%

Idade:

Até 20 anos: 7%

21 a 35 anos: 40%

De 36 a 40 anos: 25%

Mais de 40 anos: 28%

Distribuição geográfica das vendas no atacado:

Norte: 10,4%

Nordeste: 35,7%

Sudeste: 32,8%

Sul: 11,1%

Centro-Oeste: 10%

População, frota e habitantes por veículo no CE:

2000:

População: 7.430.661

Frota: 179.873

Hab x veículo: 41

2010:

População: 8.448.055

Frota: 784.019

Hab x veículo: 11

Produção de motocicletas/ano:

1975 – 5.220 unidades

1980 – 125.000 unidades

1990 – 146.735 unidades

2000 – 634.984 unidades

2005 – 1.213.517 unidades

2010 – 1.830.614 unidades

Vendas internas no atacado e exportações/ano:

1986

Vendas internas: 166.160

Exportações: –

1995

Vendas internas: 200.592

Exportações: 12.930

2000

Vendas internas: 574.149

Exportações: 60.260

2010

Vendas internas: 1.818.181

Exportações: 69.209

15:26 · 10.10.2011 / atualizado às 10:05 · 11.10.2011 por
 
 

Uma das novidades que a Yamaha apresentou no Salão Duas Rodas 2011 e que a MotoSaga traz para o nosso mercado local é XT 660Z Ténéré. Muito esperado pelos motociclistas que querem se aventurar nas rodovias ou estradas de terra, o novo modelo da linha trail chega ao País para completar a família Ténéré.

 
 

XT 660Z Ténéré

Dessa forma, o Brasil torna-se o único país do mundo onde os três modelos da linhagem aventureira da Yamaha são comercializados. Todos, inclusive XTZ 250, contam com os mesmos grafismos e adotaram a cor azul para suas versões 2012. Com visual arrojado, tanque de combustível para 23 litros de gasolina, a nova XT 660Z Ténéré da Yamaha está equipada com o vigoroso motor monocilíndrico capaz de gerar 48 cv de potência máxima a 6000 rpm. Preço:  R$30.500,00.

 

 

15:17 · 10.10.2011 / atualizado às 15:17 · 10.10.2011 por
 

Empresas anunciam durante o Salão Duas Rodas investimentos milionários e lançamentos até mesmo antes dos seus países de origem

São Paulo, Outubro 2011 – Hoje, o Brasil é o 5º maior produtor de motocicletas do mundo, sendo cerca de 2 milhões de veículos anualmente. Segundo a Abraciclo, em onze anos, a circulação de motos no país cresceu 336%. Estes dados expressivos que representam a aceitação dos brasileiros perante as motos, consequentemente, atraem para o país investimentos no setor, refletindo em um crescimento industrial de 12,4% em 2011.

Porém, nem só em números se revelou o interesse das empresas durante a feira, mas também na maneira como essas estão se relacionando com seus consumidores. As estratégias são variadas, seja por meio de lançamento mundial em primeira mão, ampliação de portfólio para atender a demanda de variadas classes sociais, no investimento em fabricação nacional ou mesmo na preocupação com as necessidades específicas e exigências do comprador interno.

A Ducati divulgou, sem data, a inauguração de sua fábrica em Manaus. Jonny Motors prevê para o segundo semestre de 2012, o funcionamento de sua fábrica em construção em Camaçari (BA). A austríaca KTM confirmou oficialmente o início de operação de nova fábrica em Manaus para 2012. Shineray anunciou para 2013, sua segunda fábrica no país localizada no Pólo Industrial de Suape/Pernambuco. Já a americana, Zero Motocycles, iniciou sua participação no mercado nacional através de parceria com grupo Izzo.

Marcas de elite reservaram grandes lançamentos para o Salão Duas Rodas. Harley Davidson apresentou a CVO Ultra Classic Electra Glide, custando R$104,9 mil. A BMW anunciou a BMW R 1200 R Classic que homenageia o tradicional modelo BMW R 1200 R. E Ducati por sua vez, possibilitou aos brasileiros o privilégio de conhecer a Streetfighter 848, em primeira mão, antes mesmo que os próprios europeus.

15:15 · 10.10.2011 / atualizado às 15:15 · 10.10.2011 por

Rodrigo Coimbra

Repórter (Direto de São Paulo, SP)

Algumas apostas trilham o caminho da Traxx para os próximos anos. Dirigentes da empresa, durante coletiva de imprensa no Salão Duas Rodas, afirmaram que três novas revendas devem chegar ao Estado ainda neste ano. Duas cidades foram citadas, Itapipoca e Quixeramobim. A terceira opção seria Fortaleza? A montadora apenas informa que serão três, oficialmente não confirmado os locais, e para 2012 outras 20 a 25 lojas no País.

Espaço da Traxx no Salão

Durante a conversa com jornalistas, enfatizaram a filosofia oriental do ‘bambu chinês’ – em que as raízes se fortalecem durante cinco anos para depois o broto subir e crescer –, para justificar sua estratégia de mercado. Em outras palavras, a Traxx está arrumando a casa.

Leng Zhi Mao, novo presidente da Traxx

Apresentou o novo presidente, Leng Zhi Mao (que até tentou conversar em português, mas de pouquíssimas palavras), e acredita que os modelos Fly, de 150cc, e a Dunna, de 600cc, são suas vedetes no evento. Esta última, que pode vir com preço abaixo de R$ 20 mil para o mercado brasileiro, segundo Aírton Pinto. Além destas novidades, a montadora trouxe a Moby 50cc, uma nova cinquentinha.

O carro-chefe da Traxx continua sendo sua linha de 50cc, representam 70% das vendas e seu estoque de peças está abastecido, segundo os dirigentes, com mais de 6 milhões de itens em estoque.

12:26 · 10.10.2011 / atualizado às 11:25 · 11.10.2011 por
Rodrigo Coimbra
Repórter (Direto de São Paulo, SP)
 
A 11ª edição do Salão Duas Rodas deixou saudades. O evento terminou ontem e contou não só com apresentação de produtos e lançamentos, mas também apresentações artísticas, test ride e muita adrenalina com pilotos de motos mostrando o que sabem fazer sob duas rodas.
A organização estima público de 250 mil pessoas entre os dias 4 e 9 deste, em um espaço de 130 mil m². Claro que não poderíamos deixar passar em branco as Musas do Salão. São dezenas de lindas garotas espalhadas pelos estandes das marcas. Você não sabe para qual máquina fixa o olhar, se as humanas ou as mecânicas.
Aprecie com moderação!!!
Esta musa estava no estande da italiana Ducati
No espaço das motos grandes KTM
Em cima de uma Harley Davidson

 Clique aqui  e veja Galeria completa com as gatas do Salão!

11:54 · 10.10.2011 / atualizado às 11:54 · 10.10.2011 por

Rodrigo Coimbra

Repórter (Direto de São Paulo, SP)

Motos de alta cilindrada, como a CBR 600F serão apresentadas em local à parte ou em lojas exclusivas no conceito Honda Dream

O vice-presidente comercial da Honda Brasil, Issao Mizoguchie, em entrevista ao suplemento Automóvel, informou que a Fort Motos será a representante oficial da marca para as motos de alta cilindrada. A montadora está adotando um novo conceito de atendimento voltado exclusivamente para o público apaixonado por motos de alta cilindrada (entende-se, acima de 450cc).

vice-presidente comercial da Honda Brasil, Issao Mizoguchie

O “Espaço Dream” será uma área reservada especial, que oferecerá atendimento personalizado e especializado para comercialização deste tipo de motocicleta. Já o “Ponto Dream” permitirá uma área exclusiva dedicada, com estrutura completa de atendimento de vendas e pós-venda, incluindo os boxes do Serviço Expresso e de lavagem. Além disso, boutique de acessórios e vestuários também entram no conceito “Dream” nas revendas Honda.
Segundo Mizoguchie, este tipo de serviço será melhor absorvido na Capital e cidades litorâneas devido ao poder aquisitivo da população. “As motos de alta cilindrada são mais robustas e têm preços diferenciados se compararmos com as de cilindrada menor. Acredito que Fortaleza estará bem representada com uma ‘Honda Dream’ e vamos acompanhar para ver se o público vai responder positivamente”, afirma.

Nordeste em alta

O vice-presidente ainda destacou como a região tem sustentado o mercado de motocicletas no país. “O Ceará e o Nordeste não sentiram nenhum efeito da crise de 2008. São mercados que estão sustentando a ascensão do setor de motocicletas no Brasil. Nossos lançamentos, por serem de cilindradas maiores, mexem com o mercado de capitais na região. Enquanto Fortaleza tem um público interessado, acredito que nas cidades que saem da faixa litorânea nosso line up até 125 cc continuará sendo melhor aceito”.
A montadora informou que até dezembro deste ano serão 100 concessionárias dentro do conceito Honda Dream de atendimento e oferta de produtos.

11:19 · 10.10.2011 / atualizado às 11:25 · 10.10.2011 por

Rodrigo Coimbra

Repórter (Diretor de São Paulo, SP)

A última das coletivas organizadas no Salão Duas Rodas foi a da Harley Davidson. Em um estande muito bonito, totalmente ambientado com diversos modelos da marca, garotas vestidas à caráter e até um show de rock, os representantes da empresa no Brasil falaram sobre a linha que chega ao país e sobre as perspectivas para 2012 quanto à abertura de novas filiais.

Não faltou mulher bonita e motos fantásticas no estande da Harley
Fortaleza já havia sido anunciada como uma das cidades do Nordeste a receber sua concessionária Harley Davidson durante coletiva realizada no primeiro semestre. A dúvida seria ‘quando’. O diretor superintendente Comercial da marca no Brasil, Longino Morawski, explicou que “até o meio do ano de 2012 a capital cearense vai contar com sua unidade. Não podemos informar com precisão o mês porque ainda estamos em negociações, mas trabalhamos para que a cidade tenha sua loja Harley Davidson entre junho e julho, ou até agosto. Isso não significa que possa sair antes, mas nossa ideia é que saia nesse período”, disse. 
Desde fevereiro deste ano, quando foi oficialmente anunciado a chegada da marca ao Brasil, com montagem de suas motocicletas na planta industrial de Manaus, já são oito concessionárias Harley Davidson, sendo: duas em São Paulo, e uma nas cidades de Belo Horizonte, Campinas, Goiânia, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre. “Até o fim deste ano Campo Grande (MT) e Brasília (DF) serão inauguradas”, reiterou. Até o fim de 2012 serão 20 lojas, e neste pool entrará não só Fortaleza, mas também Natal, Recife e Salvador – da região Nordeste -, e Belém, capital paraense, no Norte.
Para alcançar as metas propostas para 2012, a Harley Davidson investiu em uma nova estrutura comercial e vem aprimorando no relacionamento com seus clientes. Em sua sede administrativa, na capital paulista, o Centro Técnico de Treinamento permite capacitar até 250 profissionais/mês, mas a intenção é dobrar a capacidade para 2012. “Nossas lojas vão contar também com show room, motoclothes, peças e acessórios”, afirmou Morawski. Em estoque, a Harley Davidson possui hoje mais de 8 mil peças.
 
Modelos e vendas
Um destaque apontado pela equipe da Harley Davidson diz respeito às vendas. Em seis meses de atuação no Brasil, vem sendo vendidas cerca de 500 motos/mês. A linha 2012 chega mais completa e com dois lançamentos simultâneos com os Estados Unidos: a FLD Switchback, de 1600 cc; e a VRod 10th Anniversary Edition. “Serão 19 modelos Harley Davidson no portiflólio brasileiro”.
Os preços variam de acordo com o modelo e a família das motocicletas, indo de R$ 27.700,00 (Sportster 883R), até R$ 68.400,00 (Electra Glide Ultra Limited, família Touring). O modelo Classic Electra Glide, da família V-Rod, cuja oferta será de apenas 50 unidades no Brasil, está cotada em R$ 104.900,00
 
Festa
A Harley Davidson anunciou também a realização do “Rio Harley Days”, que acontece na capital carioca entre os duas 4 e 6 de novembro. Além de atrações musicais, passeios, exposição de produtos, roupas e acessórios, encontro de amantes e proprietários da marca. Outros dois encontros que também serão produzidos no próximo ano são os “Hog´s”, ou Harley Owners Group (Grupo de donos de Harley). O primeiro deve ser realizado em abril, e o segundo em agosto.
Confira os preços das motocicletas que serão ofertadas no mercado brasileiro:
Família Sportster:
XL 883R – R$ 27.700,00
XL 883N Iron – R$ 29.400,00
XL 1200C – R$ 33.100,00
XR 1200X – R$ 34.600,00
Família Dyna:
FLD Switchback (1600 cc) – R$ 43.700,00
Fat Bob (1600 cc) – R$ 40,700.00
Super Glide Custom – R$ 37.400,00
Família Softail 
Blackline – R$ 42.100,00
Fat Boy – R$ 45.600,00
Fat Boy Special (versão ‘dark’) – R$ 48.200,00
Softail Deluxe – R$ 45.600,00
Heritage Classic – R$ 50.700,00
Família Touring
Street Glide (1700cc) – R$ 61.200,00
Electra Glide Ultra Limited  – R$ 68.400,00
Road King Classic – R$ 56.000,00
Família VRSC
V-Rod 10th Anniversary – R$ 53.700,00
V Rod Muscle – R$ 48.100,00
Night Rod Special – R$ 51.200,00
Classic Electra Glide – R$ 104.900,00
11:12 · 10.10.2011 / atualizado às 11:12 · 10.10.2011 por

Rodrigo Coimbra

Repórter (Direto de São Paulo, SP)

Durante coletiva de imprensa da Kasinski, o presidente da empresa no Brasil, Cláudio Rosa Junior, apresentou alguns lançamentos, como a nova linha Comet – com destaque para o modelo GT 650 – uma naked com 89,6 cv, derivada da esportiva GT 650 R, sem a carenagem, e com preço sugerido de R$ 19.990,00. O valor a coloca como a mais barata da categoria.

Kasinski GT650R

Outra badalada foi a ‘prima rica’, a GT 650 R, mesmo ainda na versão conceitual, com fibra de carbono na carenagem. Seu preço ainda não foi divulgado, mas estima-se algo até R$ 30 mil. O assento do piloto e do passageiro continuam redesenhados, agora mais estreitos e mais altos. A alça do carona ganhou novo design, lanterna traseira com LEDs e escapamento em aço inox anodizado em preto.

Scooter Elétrica

Precursora no Brasil quando falamos de ‘scooter elétrica’, a Kasinski aproveitou a oportunidade de mostrar a Win Eletrka, construída em parceria com a concessionária carioca de energia Light. A partir de janeiro de 2012, novidades fruto da união começarão a entrar no mercado. “É a primeira ‘cub’ elétrica do país”, disse Rosa Júnior. Seu preço sugerido é de R$ 4,9 mil. Novidade elétrica também foi a bicicleta Velle – de Veículos Elétricos Leves.

Antes destas, porém, a montadora já havia lançado por aqui a Prima Electra, com potência de 2.000 watts e capaz de chegar aos 60 km/hora, vendida por R$ 5,3 mil.

Números

A Kasinski está em franca ascensão no Brasil. Chegou a vender cerca de 70 mil motocicletas em 2011, faturando mais de R$ 350 milhões. Segundo Rosa Júnior, reforçar o line up foi importante para incremento da receita. “Saímos de seis para 15 modelos em nossa linha, fecharemos o ano com 300 concessionárias exclusivas e fechamos em setembro uma parceria com a *Máquina de Vendas, fatores que vem mostrando a qualidade dos produtos e nosso foco no crescimento”, disse.

Estande da marca no Salão

A Kasinski está construindo um novo complexo industrial que, a partir de 2013, a permitirá produzir 365 mil motos/ano. Atualmente, sua capacidade é de 110 mil unidades/ano.

10:43 · 10.10.2011 / atualizado às 10:43 · 10.10.2011 por

O maior evento de motocicletas da América Latina terminou ontem. Aqui você tem a cobertura completa do que de mais importante vai acontecer no setor. Nosso repórter Rodrigo Coimbra estava presente e cobriu o Salão com fotos e entrevistas exclusivas

A Honda apresentou na segunda-feira, 03, as novidades da montadora para o mercado de motocicletas durante o dia inaugural do Salão Duas Rodas, em São Paulo.

Rodrigo Coimbra

Repórter, direto de São Paulo

Exclusivo à imprensa, o evento é aberto ao público entre os dias 4 e 9 deste mês e reuniu cerca de 250 mil pessoas. Mas voltando às novidades da marca, a Honda já havia antecipado para jornalistas em solenidade na estância mineral de Águas de Lindoia, interior do Estado, duas motocicletas que chegarão em breve às concessionárias da marca: CB 1000R Hornet e CBR 600F.

CBR600F e a CB 1000, no maior estande do evento

Na ocasião, representantes da empresa falaram sobre as características destes dois modelos, disponibilizaram motocicletas para um test ride e, por meio do gerente de Vendas Ricardo Suzini, foi mostrado em primeira mão o novo conceito de vendas para motos de alta cilindrada: o Honda Dream.

 Novidades sob rodas

 Vamos direto ao ponto. Quatro são as novidades sob rodas neste salão, além da moto-conceito V4 e todo o line up da montadora com dezenas de modelos. Estão em destaque, além das já citadas, a CB 300R Edição Especial, CBR 250 R e o modelo conceito V4.

 CB 1000R Hornet

 Ideal tanto para a cidade como para a estrada, a CB 1000R chega ao mercado brasileiro com uma nova proposta de pilotagem confortável e descontraída. O modelo reúne desempenho e potência semelhante aos modelos Super Sport, porém com mais conforto para o dia a dia. Seguindo o conceito “extreme street fighter”, possui design com linhas agressivas que remetem ao seu DNA de competições, com formas compactas e aerodinâmicas.

V4, um conceito irado!

O escapamento curto e rebaixado tem a função de direcionar o centro de gravidade para baixo e mais a frente. A rabeta de dimensões reduzidas também segue o mesmo objetivo. Com isso, um dos pontos positivos fica por conta da estabilidade em curvas. O motor da CB 1000R é composto por quatro cilindros em linha, injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection), DOHC (Double Over Head Camshaft), 16 válvulas, 998,3 cm3 e arrefecido a líquido. Reúne os benefícios do ABS (Anti-lock Brake System) e do CBS (Combined Brake System). Enquanto o primeiro evita o travamento das rodas em frenagens bruscas, facilitando o controle do veículo, o segundo distribui a força de frenagem entre as rodas dianteira e traseira.

 Disponível nas cores preta e verde metálica, a CB 1000R tem preço público sugerido é de R$ 37.800,00 para a versão Standard, e R$ 40.800,00 para a versão com freios C-ABS (valores com base no Estado de São Paulo, não incluem despesas com frete e seguro). A garantia é de um ano, sem limite de quilometragem.

 CBR 600F

Visando ampliar a sua participação no segmento de média-alta cilindrada, a Honda lança para o público brasileiro a CBR 600F. O objetivo é oferecer mais uma opção para os consumidores que desejam uma pilotagem prazerosa, com muito conforto e praticidade, aliada a performance das motocicletas esportivas. Com um design inspirado nas pistas de competições, as linhas da CBR 600F são bem definidas e protegem o motociclista dos efeitos do vento, além de contribuírem para o baixo atrito e resistência aerodinâmica. O motor de 4 cilindros em linha DOHC (Double Over Head Camshaft) e 16 válvulas proporciona maior potência e respostas rápidas na aceleração. Instalado em um quadro de alumínio fundido, é leve e compacto. A potência alcança 102 cv a 12.000 rpm e o torque máximo chega a 6,53 kgf.m a 10.500 rpm.

 O modelo estará disponível na Rede de Concessionárias Honda a partir de novembro de 2011, nas cores branca (apenas versão standard) e preta. Seu preço público sugerido é de R$ 32.500,00 para a versão Standard e R$ 35.500,00 para a versão com freios C-ABS (valores com base no Estado de São Paulo, não incluem despesas com frete e seguro).

 CB 300R Edição Especial

Para comemorar os 40 anos da Honda no Brasil, a CB 300R ganha uma edição especial. O modelo estará disponível na cor branca e com grafismos exclusivos. A motocicleta se destaca no segmento de média cilindrada e vem com design “street fight”, com linhas agressivas e visual sofisticado, que transmite esportividade e força. O motor de 291,6 cm3, DOHC (Double Over Head Camshaft), com duplo comando de válvula no cabeçote, monocilíndrico, quatro tempos, com quatro válvulas e radiador de óleo, confere à motocicleta agilidade na pilotagem urbana e desempenho superior nas estradas.

 A edição especial estará disponível nas concessionárias Honda a partir de novembro, e tem preço público sugerido de R$ 11.690,00. O valor tem com base no Estado de São Paulo e não inclui despesas com frete e seguro.

 CBR 250R

A CBR 250R alia as qualidades da potente linha CBR, como elevada performance e pilotagem prazerosa, ao objetivo de oferecer uma moto esportiva mais acessível e com baixo consumo de combustível.

 A posição de pilotagem também é um dos atrativos no modelo esportivo. O assento, a 780 mm do chão, facilita o controle da CBR 250R. Os dois semi-guidões e as pedaleiras recuadas foram projetadas para criar uma posição de pilotagem mais esportiva. O chassi é composto por tubos de aço perimetral do tipo Diamond. Outro destaque são as suspensões. Na parte dianteira são garfos telescópicos convencionais. Já na traseira, conta com sistema monoamortecida Pro-Link.

 O modelo estará disponível na Rede de Concessionárias Honda a partir do primeiro trimestre de 2012, nas cores preta metálica e azul metálica, com preço a ser definido.

Modelo V4

Apresentado no salão europeu, o modelo conceito V4 reforça o empenho da Honda em desenvolver produtos altamente tecnológicos e com design inovador. Seguindo a tendência global da marca de oferecer aos usuários umaHonda e as novidades no Salão Duas Rodas

 A Honda apresentou nesta segunda-feira, 03, as novidades da montadora para o mercado de motocicletas durante o dia inaugural do Salão Duas Rodas, em São Paulo. Exclusivo à imprensa, o evento é aberto ao público entre os dias 4 e 9 deste mês e deve reunir cerca de 250 mil pessoas durante sua realização. Mas voltando às novidades da marca, a Honda já havia antecipado para jornalistas em solenidade na estância mineral de Águas de Lindoia, interior do Estado, duas motocicletas que chegarão em breve às concessionárias da marca: CB 1000R Hornet e CBR 600F.

 Na ocasião, representantes da empresa falaram sobre as características destes dois modelos, disponibilizaram motocicletas para um test ride e, por meio do gerente de Vendas Ricardo Suzini, foi mostrado em primeira mão o novo conceito de vendas para motos de alta cilindrada: o Honda Dream.

 

12:07 · 27.09.2011 / atualizado às 12:07 · 27.09.2011 por

A Ducati vai antecipar a primeira apresentação pública da nova Streetfighter 848 para o Salão Duas Rodas, no Brasil.

Moto italiana é um dos ícones em duas rodas

A fabricante italiana mostrou à imprensa internacional as primeiras imagens dela na semana passada, anunciando sua estreia para o público no Eicma, mostra internacional de Milão. A apresentação antecipada no salão brasileiro é uma deferência da Ducati ao mercado nacional e o resultado de uma longa negociação. Sua estreia em São Paulo antes mesmo de sua apresentação na Europa é uma ação inédita da marca, para o público brasileiro.

Moto estará no maior evento do segmento no Brasil

A nova Streetfighter 848 chegará às concessionárias europeias e americanas a partir de novembro, mas ainda não tem data prevista para o início da comercialização no Brasil, o que deverá acontecer ainda no primeiro semestre de 2012. O primeiro lançamento de uma Streetfighter foi em novembro de 2008, também na mostra de Milão, mas na versão 1098. Uma moto com a alma das pistas de corrida e projetada para ser uma guerreira nas ruas, ela tem agora uma nova versão do motor Testastreta 11º, com nova cilindrada, entregue de forma mais suave e flexível. Sua nova ergonomia e também o eficiente Controle de Tração Ducati (DTC) proporcionam mais conforto na pilotagem, sem perder a agressividade característica do modelo.

Uma Ducati Streetfighter tem tudo o que há de mais avançado numa Superbike, um chassi agressivo, imensa potência, torque cavalar, eletrônica inteligente, freios Brembo Monobloco radiais, trazendo para as ruas e estradas o desempenho das motos de corrida. Ao lado das Ducati Monster, as Streetfighter são os modelos mais vendidos da marca, junto às várias versões das demais famílias, a Hypermotard, a Superbike, Multistrada e Diavel, que estarão no stand da Ducati no Salão Duas Rodas, na semana que vem, de 4 a 9 de outubro em São Paulo.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs