Busca

Categoria: Scooter


10:03 · 07.10.2015 / atualizado às 10:03 · 07.10.2015 por

2D8A6046cgNo Salão Duas Rodas, cuja apresentação ao público começa hoje e vai até 12 de outubro, em São Paulo, a Honda apresentou O PCX 2016, que chega com nova carenagem, novo painel de instrumentos, faróis de led e nova lanterna com seta integrada, deixando o modelo mais robusto.

Outras novidades são: novo formato de banco, tomada 12V com entrada USB no porta luvas e compartimento para instalação do baú, o que permite fixar a peça sem necessidade de furar a carenagem.

Na parte mecânica o novo PCX 150 traz nova suspensão e recalibração do motor, que passou de 152,9 cc para 149,3 para atender a nova lei do Promot 4, que entra em vigor em janeiro de 2016.

A transmissão automática CVT e o sistema start-stop, que desliga o motor em paradas continuam equipando o scooter. O PCX 2016 está disponível em duas versões de acabamento e custa a partir de R$ 10,3 mil.

 

10:54 · 30.06.2015 / atualizado às 10:54 · 30.06.2015 por
Foto-7-Lançamento-Honda-PCX-Movimento-1
A Honda PCX é líder no segmento dos scooters de pequeno porte

Os scooters são práticos, econômicos e divertidos no uso urbano. Sua proposta, entretanto, é quase exclusivamente para rodar na cidade.  No entanto, existem os super scooters que podem pegar as estradas sem problemas. Mas se você não tem uma, segundo especialistas, é possível percorrer qualquer distância com o modelo normal, sem dúvida, mas o motociclista precisa tomar cuidados especiais: o equipamento vai operar muito perto de seus próprios limites.

No Brasil, é necessário passar por uma autoescola e obter a CNH tipo “A” para guiar uma Scooter, ao contrário de muitos outros países, que permitem que se guie uma scooter de até 125 cm³ com a CNH de carro. Atualmente, a líder de mercado é a Honda PCX que atingiu 19.560 mil unidades emplacadas em 2014, quase o dobro do segundo colocado no ranking, Honda Lead 110 (10.137 unidades).

Um traço comum daqueles que andam de Scooter é que estes também costumam ter motos, e usam a scooter para pequenos trajetos dentro do bairro normalmente. Outro dado importante e até vantajoso é o fato de esta ser pouco visada por bandidos, ao contrário das motos de altas cilindradas, que são os alvos favoritos dos ladrões.

Um problema que ocorre devido a esse grande número de pessoas usando scooters, é que muitos a usam como se fossem motos. Na Europa, onde também são muito populares, são usadas devido às ruas estreitas e trajetos curtos, enquanto aqui é possível ver muitos guiando scooters em avenidas expressas e estradas.

Ponto a menos

Vale alertar sobre o perigo de se fazer isso, já que são veículos pequenos e com pouca velocidade. Outro fator é a pilotagem, já que você não “monta” na scooter, sofre com a falta do uso de pernas nas irregularidades da pista.

“Mais bombada!”

Para se andar em vias expressas e estradas, já existem as maxiscooters que chegam até 650 cm³. Estas são muito mais indicadas para tais percursos, inclusive para se transitar com garupa, ainda em baixa quantidade no mercado, essa novidade está começando a esquentar, principalmente entre o público feminino. Além dessas facilidades, ambas contam com gasto energético bem mais baixo, além de já existirem modelos elétricos. Com essas dicas, basta ficar atento e seguir com segurança.

09:47 · 01.06.2015 / atualizado às 09:47 · 01.06.2015 por

SH300_1-1024x682

A montadora quer ampliar ainda mais sua participação nesse crescente segmento. O objetivo da fabricante é atrair consumidores de scooters urbanos com média capacidade cúbica, no qual a Dafra Citycom 300i impera sozinho. Para isso, a marca já realiza estudos de viabilidade e pesquisas de mercado para trazer o SH 300i ao País.

Recentemente, a notícia de que a Honda estuda trazer um scooter de 300cc agitou os grupos e páginas de scooter nas redes sociais. Há relatos de que a montadora está fazendo pesquisas de mercado em bairros de classe média alta em alguns estados. Muitos mostravam-se ansiosos com a possibilidade de um novo concorrente no segmento e tantos outros davam palpite sobre o possível lançamento.

O segmento scooter teve crescimento de 31% em 2014. Foram vendidas cerca de 40 mil unidades no ano passado. Juntando a vontade do consumidor por este tipo de produto e o histórico dos últimos lançamentos da marca da asa neste segmento, podemos deduzir que a chegada do SH 300i está realmente próxima.

Vamos aos fatos: o Lead 110, de origem asiática, por exemplo, foi ampliando gradativamente a nacionalização de seus componentes. Neste vácuo, o PCX seguiu a mesma toada. Inclusive, o modelo de 150cc teve sua produção duplicada pela Honda. A montadora sabe que o SH 300i terá boa aceitação, mas tudo dependerá da nacionalização do modelo, para que chegue aqui a um preço competitivo – o Dafra Citycom 300i está sendo vendido a R$ 16.990.

11:35 · 20.03.2015 / atualizado às 11:35 · 20.03.2015 por

BMW_C650GT-1024x682

Para quem curte scooter aí vai uma boa notícia: a maxi scooter C 650 GT, da BMW, está quase tudo pronto para aportar no Brasil por R$ 53.900. Para quem tem ou é fã do modelo, ela apresenta mais conforto para longas viagens do que o C 600 Sport e chegará aqui em três opções de cores: duas variações de preto e marrom. O 650 GT, a exemplo do C 600 Sport, será importado e já pode ser reservado na concessionária. A BMW Motorrad, por meio de sua assessoria de imprensa, confirmou o lançamento, mas por enquanto, não revelou o preço.

Equipado com o mesmo motor de dois cilindros paralelos de 647 cm³ do modelo esportivo C 600 Sport, já vendido aqui por R$ 52.000, o C 650 GT tem design mais sóbrio. Além do assento mais confortável para os ocupantes, a versão GT tem carenagem maior que oferece melhor proteção aerodinâmica nas estradas. O pacote no qual o maxi scooter será comercializado no Brasil inclui aquecedor de manoplas, controle de pressão nos pneus (RDC), cavalete central, computador de bordo e freios ABS.

12:01 · 15.12.2014 / atualizado às 12:01 · 15.12.2014 por
117642,800,80
Entre os modelos de baixa cilindrada o Honda PCX se destaca e é líder no segmento

O ano está terminando e o segmento scooter teve um crescimento acima da média no mercado nacional. Segundo números da Abraciclo, associação que reúne os fabricantes, em termos de vendas, este modelo teve um aumento de 30,8% em relação ao ano passado. Para quem gosta de números, foram vendidas 38.344 unidades entre janeiro e novembro, enquanto no mesmo período de 2013 foram comercializados 29.314 scooters.

Como a procura continua grande, algumas montadoras estão investindo mais pesado neste setor. A Honda, por exemplo, é uma delas e dobrou a produção do PCX 150. Além disso, mas só rumores – que um novo Lead com visual repaginado e motor mais forte, com 125 cc deve chegar às concessionárias em breve. A verdade é que o PCX e o Lead, a Honda lidera o segmento com folga.

A Dafra é um outro bom exemplo . Focando, aparentemente, todas suas energias no segmento scooter, a marca tem apresentado bom desempenho de vendas neste nicho específico. Em 2012 foram 2.501 unidades e no ano passado, 3.378 scooters emplacados. A Dafra pretende encerrar 2014 com 4.600 unidades comercializadas, entre o Citycom 300, Maxsym 400, o pequeno Smart 125, descontinuado para o ano que vem e já contando com as primeiras unidades do Cityclass 200i, que chega às concessionárias ainda em 2014.

2bddab346bd37218b17b7590c908fcbcLançado recentemente, o novo modelo Dafra traz boas novidades: motor de 199 cm³ de capacidade com potência máxima de 13,8 cv a 7.500 rpm, rodas aro 16” e freios combinados. Esbanjando estilo e praticidade, o Cityclass tem predicados para cair na graça do consumidor que busca mais praticidade nos deslocamentos urbanos. O novo modelo tem preço sugerido de R$ 9.390. Para o ano que vem, a Dafra deve trazer ao Brasil o Maxsym 600i, outro maxi scooter fabricado pela taiwanesa SYM e um novo produto entre 50 e 125 cc mais moderno para servir de degrau ao Cityclass.

Que estes bons ventos soprem também para a Yamaha, que pode trazer o XMax 250 e para a Suzuki, caso resolva renovar o Burgman para o modelo de 200 cc vendido na Europa. E até mesmo para a Honda, com modelos de 300 cc, como SH ou Forza. Agora é esperar os próximos lançamentos.