Busca

Categoria: Seminovos


01:49 · 01.01.2018 / atualizado às 15:54 · 28.12.2017 por

Um automóvel em bom estado vale mais. Saiba como, seja na direção ou manutenção, deixar seu veículo bem cuidado

 


Ano novo, carro novo? Esse é o plano de muitos condutores brasileiros para 2018. Mas, na hora de fazer as contas, nem sempre parece possível. Por isso vale a pena se atentar a alguns cuidados simples, seja na direção ou manutenção, que podem manter o veículo em melhor forma e valendo mais na hora da venda ou troca. Confira algumas dicas.

Manutenção em dia do veículo e alguns cuidados farão a diferença na hora de vender no mercado de seminovos

Manual e revisões
Nem todo mundo se atenta as valiosas informações disponibilizadas no manual do veículo, mas ele é extremamente importante para o uso e manutenção adequada, que fazem toda a diferença no momento da venda ou troca. “As recomendações apontadas pelas montadoras são vitais para que, por exemplo, o motorista respeite o momento de revisar ou trocar determinadas partes e fluídos”, explica Leandro Richter, a frente do Varejo da DPaschoal, rede de serviços automotivos nacional. “Outra dica importante são as revisões, sejam as programadas pela montadora, para manter a garantia de fábrica, ou as do dia a dia – antes de pegar a estrada, por exemplo”.

Calibrar semanalmente o pneu é fundamental

Pneus calibrados
Cuidar das rodas precisa ser rotineiro e periódico. Se programe para calibrar, se atentando a pressão recomendada pelo fabricante, pelo menos a cada duas semanas e sem se esquecer do estepe. “É importante ficar atento ao aparecimento de rasurar ou ao desgaste irregular dos pneus também. Isso pode indicar problemas na suspensão ou no alinhamento”, destaca Leandro. Falando em alinhamento, balanceamento e suspensão – se atente a esses detalhes também. Além de respeitar as recomendações da montadora, tente realizar uma revisão de segurança quando notar irregularidades como o carro puxando para um lado, ou vibrações no volante.

Filtro de óleo

Troca de filtros e fluídos
Economizar ou retardar a substituição desses itens não é uma boa ideia, ao contrário do que muita gente recomenda. Segundo Richter, se os filtros e fluídos necessários ao bom funcionamento do veículo não forem trocados dentro do prazo previsto, podem gerar imensos prejuízos. “A lubrificação inexistente ou comprometida tende a diminuir o desempenho do veículo, além de aumentar o consumo de combustível. Outro perigo, ainda mais sério, é fundir o motor e ter de gastar uma fortuna para trocá-lo”. Portanto, siga a recomendação de fábrica e cheque, trocando quando necessário, os fluídos e filtros.
Óleo de qualidade
Um lubrificante de qualidade inferior ou duvidosa por colocar em risco o motor do seu veículo, afetando ou anulando completamente seu desempenho. “Se a montadora sugerir o uso de óleos sintéticos, é recomendável que o dono do carro invista um pouco mais no momento da troca”. Um conselho para quem está em busca de melhor custo-benefício é se atentar aos óleos modernos e de boa qualidade – a maioria não precisa de aditivos para desempenhar bem sua função.


Suavidade nos primeiros quilômetros
Se o carro é zero, especialistas recomendam que a direção nos primeiros 1.500 km seja feita com mais parcimônia. Ou seja, sem pisar demais nas primeiras semanas. “Isso garante um funcionamento mais adequado do motor, bem como a troca das marchas, que pode ser antecipada um pouco, de forma a não ultrapassar os 3.500 rpm”, recomenda Leandro.
Benefícios, diferenciais e uma oficina de confiança
Investir e cuidar de um veículo é muito mais fácil e econômico quando as revisões e manutenções são feitas num lugar adequado

10:40 · 21.11.2016 / atualizado às 10:40 · 21.11.2016 por

Para evitar fraudes relacionadas à adulteração do hodômetro é importante investir no serviço de vistoria veicular, garante o perito automobilístico e diretor da Procemax, Matheus de Almeida
O setor de automóveis usados está aquecido. Segundo dados recentes da Cetip, a compra a prazo desses veículos (com 9 a 12 anos de uso) avançou 6,9% de janeiro a junho deste ano, em comparação com o mesmo período do ano passado. Com o mercado em alta, cresce também o número de pessoas que tentam camuflar os defeitos do carro para conseguir vendê-los. Uma prática comum é a adulteração do hodômetro, equipamento utilizado para medir a distância percorrida por um veículo.

Fique atento ao golpe do hodômetro adulterado
Fique atento ao golpe do hodômetro adulterado

Existem dois tipos de hodômetro: os analógicos e os digitais. Os hodômetros digitais, em substituição aos analógicos, são muito mais utilizados nos dias de hoje, principalmente porque diminuem as probabilidades de adulteração do aparelho. No entanto, nem a tecnologia impede a fraude. “A adulteração dos hodômetros digitais é feita de maneira bem simples e não leva mais do que 20 minutos. Vale lembrar que a adulteração somente ocorre no painel de instrumentos deixando, muitas vezes, a central eletrônica do veículo ainda registrando a quilometragem original. Dessa forma, a detecção da fraude se dá pela leitura da central eletrônica, e não do painel de instrumentos”, explica o perito automobilístico e diretor da Procemax, Matheus de Almeida.
A prática da adulteração do hodômetro não segue um padrão. “Geralmente veículos adulterados são aqueles que são bem conservados, mas que possuem alta quilometragem. Veículos que trafegam mais em rodovias tendem a sofrer um desgaste 4x menor do que um veículo que trafega mais no trânsito urbano. Ao contrário do que muitos pensam, o que vale para determinar o desgaste dos componentes mecânicos de um veículo é o número de horas de trabalho e não sua quilometragem”, salienta Almeida.

Digital ou analógico, o hodômetro pode ter fraudes para aumentar o valor do veículo no mercado
Digital ou analógico, o hodômetro pode ter fraudes para aumentar o valor do veículo no mercado

Para ajudar as pessoas a efetuarem uma compra segura, evitando que caiam em armadilhas como a do hodômetro adulterado, a empresa mineira Procemax oferece um serviço especializado em vistoria veicular, avaliando mais de 150 itens do carro. Na vistoria completa, por exemplo, é realizada a leitura da central eletrônica do veículo em busca de divergências com os dados apresentados no manual de manutenção e no hodômetro. Além disso, é verificada a causa para o desgaste acentuado de componentes mecânicos que se mostram incompatíveis com a quilometragem informada no hodômetro.

Serviço:
Procemax
Endereço: Av. Guarapari, 37, sala 20 – Santa Amélia – Belo Horizonte/MG
Site: www.procemax.com.br

10:22 · 08.01.2016 / atualizado às 12:45 · 08.01.2016 por
foto
Sandero RS pelas ruas de Fortaleza

Janeiro está só no começo e você descobre com o Guia Automotivo quais foram os carros mais vendidos de 2015, além do balanço do ano e as perspectivas para 2016 nos segmentos de novos, usados, peças e reparação automotiva. E nesse cenário, veja quais os planos da Nissan para o Brasil e o seu próximo produto que entrará na sua linha de produção em Resende, no Rio de Janeiro.

//

Espero vocês neste sábado!!! Os carros mais vendidos em 2015! Líderes do setor falam das perspectivas para 2016! Testamos o SANDERO Esportivo! O novo HONDA Accord! Arte em pneus usados! Conheça o novo carro da Nissan!!! Sábado 10h30min na TV Diário! #guiaautomotivo

Publicado por Andre Marinho em Sexta, 8 de janeiro de 2016

Quer mais? Tem test-drive com Sandero RS pelas ruas de Fortaleza, apresentação do Honda Accord 2016 em São Paulo e um vídeo com uma picape feita para enfrentar tornados. Além disso, tem uma história curiosa de um artesão que transforma pneus em móveis, brinquedos infantis e vasos para jardins verticais. É amanhã, às 10h30, na TV Diário, canal 22.

Downloads
Pedro e os balanços feitos com pneus usados
11:35 · 15.07.2015 / atualizado às 11:35 · 15.07.2015 por

Dados publicados pela Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores – FENAUTO – mostram a evolução das vendas de veículos seminovos (automóveis, comerciais leves e pesados, motos e outros), durante o mês de Junho de 2015

Feirões ajudaram no bom resultado de vendas de veículos usados no semestre
Feirões ajudaram no bom resultado de vendas de veículos usados no semestre

Pelo relatório divulgado, o mercado de veículos seminovos manteve, no mês de Junho de 2015, um moderado crescimento, com um movimento 3,1% superior ao mês de Maio de 2015. Em relação ao mês de Junho de 2014, o aumento nas vendas foi de 18,5%.
No acumulado dos primeiros seis meses deste ano, foram comercializados 6.415.118 veículos no país, representando um aumento de 4,8% em relação ao mesmo período de 2014. O segmento de veículos seminovos (entre 0 e 3 anos de uso), foi o que mais se destacou na evolução de vendas, com um crescimento de 38,2%, no acumulado dos seis primeiros meses deste ano, em relação ao mesmo período de 2014.
A entidade confirma que o ritmo de comercialização vem se mantendo estável em patamares positivos. Ilídio dos Santos, Presidente da FENAUTO, registra que a “entidade está satisfeita com os resultados obtidos, em meio a um cenário econômico difícil, enfrentado por praticamente todos os segmentos da Sociedade.”

14:51 · 11.06.2015 / atualizado às 14:51 · 11.06.2015 por

Para alavancar mais as vendas e fortalecer o segmento de veículos no Ceará, começa amanhã o Feirão Veículos Classificados, no Estacionamento da Arena Castelão. Na ocasião, o cliente poderá levar para a casa, tanto um carro zero-quilômetro (direto das concessionárias) como um seminovo (das revendedoras de usados) de sua preferência, marca, modelo e ano.

Se preferir, o cliente poderá levar seu carro como entrada para trocar por um “novo bala” ou mesmo um outro usado de maior valor. No Feirão, onde estarão 30 empresas automotivas, o consumidor poderá financiar o veículos em até 48 vezes, com taxa de 0,99%.

Everton Fernandes, vice-presidente do Sindicato dos Revendedores Automotores do Estado do Ceará (Sindivel) e um dos parceiros do evento pela Via Verde, calcula que nos três dias deverão passar cerca de 20 mil pessoas. Segundo ele, no estacionamento serão ofertados carros de diversos tipos, ano, modelo e várias formas de pagamento. Na prática, incentivo é o que não vai faltar para você colocar mais um veículo na sua garagem.

Mais informações:

Local: estacionamento do Arena Castelão

Dias: 12, 13 e 14 de junho

Horário: sexta e sábado ( 8 às 18 horas) e domingo (8 às 17horas)

 

 

10:08 · 22.04.2015 / atualizado às 10:08 · 22.04.2015 por

Honda_CG_150

Diante da crise, não é novidade que o mercado de motos zero-quilômetro busca recuperação após alguns meses de queda nas vendas, afetadas principalmente pela má fase da economia e a limitação de crédito por parte dos bancos. Mas enquanto as facilidades não vêm, o mercado de motos usadas acaba sendo uma boa alternativa para quem não tem dinheiro para comprar uma OK à vista.

Entretanto, se as pequenas dominam o mercado de novas, no de usadas este mercado é promissor e está a léguas de distância. Querem uma prova? Na lista, não há nenhuma moto grande entre as mais vendidas no mercado de usadas. A maior delas é a CBR300R, que não chega a ser nem média. A CBR 300 é a sexta moto mais vendida entre as usadas, segmento que tem a liderança absoluta das pequenas.

As quatro mais vendidas são da Honda, que domina também o segmento de motos novas de baixa cilindrada. A líder é a CG 150 (foto acima), que vendeu 57.638 unidades em março, seguida pela sua irmã menor, a CG 125, que comercializou 47.274 motos no mês e a Biz, que vendeu 25.656 unidades.

A quarta moto usada mais vendida no Brasil é a NXR 150,com 21.928 unidades em março; em quinto aparece a YBR 125, da Yamaha, mas com um volume bem menor, foram 10.720 motos comercializadas no mês passado.

Na sexta colocação temos outra moto da Honda, a CB 300R, que vendeu 8.311 unidades e a sétima posição também é da Honda, com a CBX 250 Twister, que teve 7.787 motos vendidas. Portanto, quem está na dúvida se a hora é de compra ou não, para a usadas, a hora é esta!

10:08 · 10.04.2015 / atualizado às 10:08 · 10.04.2015 por

Mega Feirão Fiat

Para quem gosta de comprar um seminovo, parecido com zero-quilômetro e ainda economizar dinheiro, parece que a hora é essa. O setor de usados começou uma recuperação em março, depois de passar os dois primeiros meses do ano em situação difícil, com queda de vendas acompanhando o mercado de novos.

Para quem gosta de detalhes, na comparação com fevereiro, as vendas de carros usados cresceram 22,8%, com 1.137.621 unidades comercializadas, contra 926.678 em fevereiro. Para especialistas, é verdade que essa comparação provoca uma avaliação arriscada, já que o mês de fevereiro teve apenas 17 dias úteis, enquanto março teve 22. Em suma, é natural que março tenha tido um volume maior de vendas.

Entretanto, a grande notícia é que também houve crescimento na comparação com março do ano passado, que teve o mesmo número de dias úteis, o que é um indicador que o mercado de usados está tendo um crescimento real, ao contrário dos novos, que, pelo terceiro mês consecutivo, apresentou queda de vendas. Na comparação março 2015 contra março 2014 houve um aumento de 21,8%, com vendas de 1.137.621 veículos.

Vantagens

Para quem é do ramo,  o fatores como custos menores de IPVA e do seguro foram decisivos para a recuperação das vendas no mercado de usados. O IPVA fica mais barato com o passar dos anos, por isso, na compra de um veículo usado, você terá uma economia na hora de renovar a documentação. Outra vantagem é que o seguro, em muitos casos, tem o valor mais baixo que o de um carro 0K.

11:30 · 25.02.2015 / atualizado às 10:33 · 25.02.2015 por

Captura de tela inteira 2522015 101018Os financiamentos de veículos no Brasil somaram 497.447 unidades em janeiro. Destes, 223.610 unidades representam modelos novos e 273.837 usados. O volume representa uma queda de 20,4% em relação a dezembro de 2014 e de 10,8% na comparação anual. Os números levam em consideração automóveis de passeio, comerciais leves, motos e pesados.

O levantamento é da Unidade de Financiamentos da Cetip, que opera o Sistema Nacional de Gravames (SNG), base integrada de informações que reúne o cadastro das restrições financeiras de veículos dados como garantia em operações de crédito em todo o Brasil. O SNG impede que o processo de financiamento de veículos seja suscetível a fraudes sistêmicas.

Captura de tela inteira 2522015 101845Separando por categoria, em janeiro foram financiados 146.689 automóveis leves novos. Isso representa um recuo de 16,2% em relação ao mesmo mês em 2014. Já os financiamentos de leves usados somaram 253.343 unidades, queda de 4% na mesma base de comparação. A união das duas diminuiu 22,3%, na comparação mensal e somaram 400.032 unidades.

As motos, entre novas e usadas, apresentaram o menor recuo em janeiro deste ano em relação a dezembro de 2014. Foram financiadas 80.375 motos, queda de 3,3% ante dezembro. No caso dos pesados, com 15.927 unidades (entre novos e usados), apresentou uma queda de 34,9% comparado a dezembro de 2014 e 25,2% a menos que janeiro do ano passado.

Captura de tela inteira 2522015 101901Dentre as modalidades de financiamento de veículos, entre autos leves, motos e pesados, o consórcio apresentou a menor queda em janeiro. Foram financiados 66,6 mil unidades por meio de cotas de consórcio contempladas, mas não quitadas, queda de 3,1% em relação a dezembro, e de 4,9% na comparação anual. O menor recuo da modalidade foi impulsionado pelo bom desempenho dos automóveis leves usados, que somaram 18,6 mil unidades comercializadas por meio do consórcio, representando um aumento de 13,4% em relação a janeiro de 2014.

Captura de tela inteira 2522015 101924

08:24 · 09.01.2015 / atualizado às 08:27 · 09.01.2015 por
0,,69765407,00
De janeiro a dezembro, o Gol foi o carro mais vendido entre os seminovos

O ano passado não poderia ter sido melhor para o mercado de seminovos. Enquanto o de novos reclama de crise nos emplacamentos, o de usados está comemorando o crescimento de 5,52%, segundo dados da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Foram vendidos 8.207.837 carros, enquanto em 2013 foram 7.778.723. Combinado com comerciais leves, o total sobe para 10.051.296 em 2014 e o crescimento para 6,54%. Mesmo com a queda do acumulado de ônibus (-7,99%) e caminhões (-1,53%), o balanço com as quatro categorias ainda terminou em alta com 6,18%.

A versão mais escolhida foi a bicombustível, com 56,61% da preferência e 453.525 unidades. Quanto ao modelo mais procurado, o Gol liderou 2014 todo. Só em dezembro foram 105.790 unidades vendidas. No geral, a Volkswagen fechou como a marca com maior participação, foi de 24,58%.

Ranking

Participação de mercado 2014

1º Volkswagen 24,58%
2º Fiat 22,48%
3º GM 21,41%
4º Ford 10,45%
5º Renault 3,59%

Mais vendidos em dezembro

1º Gol (105.790 unidades)
2º Uno (62.372 unidades)
3º Palio (61.051 unidades)
4º Celta (36.239 unidades)
5º Corsa (34.750 unidades)

10:23 · 19.11.2014 / atualizado às 09:28 · 19.11.2014 por

 

Avaliar o bom momento do mercado de veículos seminovos, as razões do seu crescimento, projeções para 2015 e outras tendências serão temas abordados durante a terceira edição do grande encontro das revendas de veículos – o Congresso Nacional de Seminovos e Usados, e da ExpoFENAUTO’2014

 

Promovido pela Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores – Fenauto, neste ano, o congresso acontece no Centro de Convenções do Sauipe Park, entre 3 e 5 de dezembro, com parcerias já confirmadas e com grandes players desse mercado como o Banco PAN, Cetip, CNseg e Mapfre.
Reconhecido como o mais importante evento do segmento de seminovos, a programação temática desta edição contará com dois roteiros principais, um para discussões sobre assuntos estratégicos, destinados a proprietários de revendas e o segundo com foco em temas voltados à comercialização de veículos, com técnicas e experiências para aprimorar as vendas. O quadro de expositores contará com novidades de peso, com a presença do norte-americano Peter Mac Wheels e dos portugueses Ricardo Oliveira e Manuel Madeira, profissionais de renome internacional na área de veículos.
O quadro de protagonistas que estarão presentes é completado pelo jornalista e comentarista econômico Luis Nassif, além de especialistas como Nailor Marques Junior, José Onofre de Araújo Neto e Pedro Furquim (consultores do mercado), além do Presidente da Anfavea, Luiz Moan, que abordará as perspectivas do setor automotivo.

Como participar

Segundo o presidente da Fenauto, Ilídio dos Santos, “a escolha do local e dos temas das apresentações e workshops está em sintonia com as pesquisas que fizemos em nosso mercado, unindo uma programação qualificada com um local que oferece muitas opções de lazer para os participantes e suas famílias. É uma excelente oportunidade para que lojistas e outros profissionais ligados ao setor de revendas atualize sua metodologia de trabalho, troque experiências com outros revendedores, antecipe-se às tendências do mercado, esteja preparado para o cenário do próximo ano, e ainda desfrute de um ambiente paradisíaco oferecido pelo complexo hoteleiro”.
Interessados em participar podem fazer suas inscrições pelo site www.congressofenauto.com.br, que apresenta informações detalhadas sobre a programação, as palestras e a feira. Mais detalhes sobre o evento também podem ser obtidos pelo e-mail: congresso@congressofenauto.com.br ou pelo tel. (11) 3125-3200.

Informações:
Site: www.congressofenauto.com.br
E-mail: congresso@congressofenauto.com.br
Fone:  (11) 3125-3200