Blog do Automóvel

Categoria: Toyota


11:55 · 22.02.2018 / atualizado às 11:55 · 22.02.2018 por

O Desafio InoveMob, realizado pelo WRI Brasil e Toyota Mobility Foundation, vai conectar participantes a gestores públicos e distribuir R$ 600 mil em prêmios para implementar as melhores soluções


Melhorar a mobilidade urbana, sobretudo o acesso a áreas de grande movimentação de pessoas, é um dos principais desafios das cidades contemporâneas. De acordo com dados do WRI Brasil, os brasileiros passam em média de dez a 15 dias ao ano presos no trânsito, o que além de causar estresse e redução da produtividade, colabora para o aumento das emissões de gases poluentes na atmosfera. Para estimular soluções inovadoras para esse problema, o WRI Brasil e a Toyota Mobility Foundation lançam hoje o Desafio InoveMob, que vai investir R$ 600 mil (US$ 200 mil) em subsídios para os melhores projetos de mobilidade urbana. A iniciativa visa selecionar soluções que promovam alternativas sustentáveis e inclusivas de deslocamento nas cidades. As inscrições ficam abertas até 9 de março, por meio do site www.desafioinovemob.org, onde também é possível acessar o edital do concurso.


Mas como inovações em mobilidade podem melhorar a conexão a áreas com intensa movimentação de pessoas? Voltado para empreendedores, pesquisadores e empresas de serviços em mobilidade, o Desafio InoveMob busca identificar soluções para o acesso aos chamados Centros de Atividades. Tratam-se de áreas ou edifícios de natureza e dimensão diversas que geram um número significativo de deslocamentos. Alguns exemplos são escolas, universidades, centros empresariais e esportivos, centros hospitalares e terminais de transporte coletivo.

Estudo ou trabalho

Até 80% dos deslocamentos nas cidades brasileiras são por motivo de estudo ou trabalho, segundo dados do WRI Brasil. Entre as características das propostas esperadas pelos organizadores estão o uso de tecnologias limpas, a promoção do compartilhamento de veículos, a contribuição para a acessibilidade de pessoas com deficiência, idosos e crianças e o fomento à equidade de gênero na mobilidade.
“É preciso proporcionar deslocamentos mais inteligentes, sustentáveis e de maior qualidade para as pessoas. As cidades que estiverem mais abertas a essa transformação serão mais competitivas e irão oferecer uma melhor qualidade de vida para seus habitantes agora e no futuro”, aponta Luis Antonio Lindau, Diretor do Programa de Cidades do WRI Brasil.
“Reconhecemos que o Brasil é um dos líderes na América Latina e está preparado para promover soluções de mobilidade inovadoras. As soluções mais robustas e duradouras são as que vêm dos inovadores que entendem as questões de mobilidade locais. Por isso, a Toyota Mobility Foundation e WRI Brasil firmaram uma parceria para criar esse desafio para inovadores em todo o Brasil”, diz Ryan Klem, diretor de Programas da Toyota Mobility Foundation.


Etapas do concurso
O Desafio terá 5 etapas, que serão realizadas ao longo de 2018. Após o fim das inscrições, o júri vai selecionar 12 projetos semifinalistas, cujos responsáveis participarão de oficinas de capacitação. Suas propostas serão então apresentadas aos gestores dos municípios que deverão declarar seu interesse em receber as iniciativas. Cada semifinalista deverá conquistar ao menos um “embaixador”, que pode ser um prefeito ou representante de uma secretaria diretamente relacionada ao projeto.
A partir daí, serão selecionados cinco finalistas para executarem o projeto-piloto. Cada um deles receberá um apoio financeiro de cerca de R$ 60 mil (US$ 20 mil) para a implementação do piloto, além de contar com mentorias de especialistas ao longo dessa etapa. Os projetos-piloto devem ser implantados entre agosto e novembro de 2018 e ficarão em operação por pelo menos oito semanas.
Em dezembro de 2018, o júri vai escolher o projeto vencedor, que receberá um apoio financeiro de cerca de R$ 300 mil (US$ 100 mil). O responsável vai trabalhar em conjunto com os organizadores do concurso para dar escala e implementar sua solução em outros centros de atividades e municípios brasileiros.
Outros concursos pelo mundo
Realizado pela primeira vez no Brasil, o Desafio é um dos vários concursos promovidos pela Toyota Mobility Foundation em todo o mundo. Atualmente, a organização também está à frente do Desafio de Mobilidade Ilimitada (Mobility Unlimited Challenge), que recebe inscrições de ideias inovadoras que busquem melhorar a mobilidade de pessoas com paralisia. A meta é ter um protótipo desenvolvido pelo vencedor até 2020. WRI Índia e Toyota Mobility Foundation realizam juntos um concurso na Índia chamado Station Access and Mobility Program (STAMP). O programa busca soluções de acesso à rede de metrô da cidade de Bangalore para incentivar o uso do transporte coletivo.


Sobre a Toyota Mobility Foundation
A Toyota Mobility Foundation (TMF) foi fundada em agosto de 2014 para estimular o desenvolvimento de uma cidade com mais mobilidade. A Fundação tem o objetivo de apoiar sistemas de mobilidade robustos, eliminando os desequilíbrios vistos nessa área. Com a expertise da Toyota em tecnologia, segurança e meio ambiente, a TMF trabalha em parceria com universidades, governos, organizações não-governamentais, instituições de pesquisa e outras empresas na busca de soluções para a mobilidade em todo o mundo. Os programas visam encontrar soluções para problemas de transporte urbano, ampliar o uso de mobilidade pessoal e desenvolver soluções para a mobilidade da próxima geração.
A TMF é vinculada diretamente à matriz japonesa da Toyota. Suas atividades no Brasil e o Desafio Inovemob não possuem ligação com a Toyota do Brasil ou com a Fundação Toyota do Brasil.
Sobre o WRI Brasil
O WRI Brasil é uma organização sem fins lucrativos, focada em pesquisa e aplicação de metodologias, estratégias e ferramentas voltadas às áreas de clima, florestas e cidades. Atua em estreita colaboração com as lideranças locais, para proteger o meio ambiente e criar soluções que contribuam para a prosperidade do Brasil de forma inclusiva e sustentável. O WRI Brasil faz parte do World Resources Institute (WRI), organização global de pesquisa, presente em mais de 50 países, com escritórios no Brasil, China, Estados Unidos, México, Índia, Indonésia, Europa e África.
Porta-vozes
Luis Antonio Lindau
Diretor do WRI Brasil, Luis Antonio Lindau é formado em Engenharia Civil pela UFRGS, com pós-doutorado na University College London, e é Ph.D. em Transportes pela Universidade de Southampton. É autor de mais de 200 capítulos de livros e artigos publicados em revistas científicas e atas de conferências nacionais e internacionais, e já apresentou mais de cem palestras para os setores público e privado, no Brasil e no mundo, abordando temas como transporte urbano, segurança viária e sustentabilidade do transporte. Lindau também é um dos fundadores da ANPET, Associação de Pesquisa e Ensino em Transportes, da qual foi presidente por dois mandatos seguidos (2002-2006). Em 1995, implementou o LASTRAN, o Laboratório de Sistemas de Transporte da Escola de Engenharia da UFRGS, onde, de meados da década de 1980 até 2015 ministrou aulas, coordenou projetos de pesquisa e orientou teses em Engenharia de Transportes. De 2006 a 2012, foi membro do Comitê de Transportes dos países em desenvolvimento (ABE90) do Transportation Research Board (TRB), e de 2003 a 2006 integrou o Conselho Diretor da Associação Nacional de Transportes Públicos (ANTP).
Guillermo Petzhold
Especialista de Mobilidade Urbana, com foco em gestão de demanda de viagens, Guillermo é formado em Engenharia Civil e Mestre em Engenharia de Transportes pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Entre suas áreas de especialidade estão a análise de dados de sistemas de transporte coletivo, implementação e preparação para o início de operação de sistemas BRT e o desenvolvimento e a avaliação de projetos de mobilidade urbana sustentável.

12:08 · 15.02.2018 / atualizado às 12:54 · 15.02.2018 por

Uma parceria improvável, um carro com edição limitada feita por um ex-jogador de futebol. É o Corolla Zico Limited Edition, automóvel da montadora japonesa que é comercializado de maneira exclusiva e em edição limitada

Sem linha de impedimento que inibisse seu processo criativo, Zico aproveitou a liberdade para atacar de design e personalizar o acabamento aplicado no já conhecido Corolla XRS, considerado um dos sedans mais vendidos no Brasil no ano passado.
“Já conhecíamos a habilidade do Zico em campo e sua capacidade de tornar o ato de jogar futebol em arte, mas realmente chamou a atenção sua criatividade que permitiu a customização de detalhes do Corolla XRS, tornando a edição limitada ainda mais especial. Esperamos que o Zico Limited Edition seja mais um golaço deste ídolo”, afirma Elvio Lupo, diretor da área de varejo automotivo da Rodobens, que desenvolveu o projeto em parceria com o Studio RSS Design.


Toque de craque
Na versão estilizada para o jogador, o Corolla XRS mantém características esportivas e a sofisticação de seu design, bem como os diferenciais mecânicos que lhe conferem potência, alto desempenho, segurança e conforto ao usuário. “Tomando como base a versão do Corolla XRS, foi desenvolvido um kit com personalizações nos acabamentos interno e externo do veículo”, explica Lupo.
Nos detalhes dianteiros, as molduras dos faróis de neblina, a grade do radiador e os frisos dos faróis receberam pintura Black Sanity, e o emblema Toyota foi revestido com a pintura Black Piano.
Algumas características da traseira do veículo também foram modificadas, como o emblema Toyota na pintura Black Sanity, a aplicação do acabamento Black Piano na ponteira da descarga e o espelho defletor com pintura Black Line, além da inserção do logotipo Zico Limited Edition como uma assinatura do ex-jogador. Também chama atenção nesta parte do automóvel a aplicação de um aerofólio e um “brake light” com pintura Black Line, que proporciona o escurecimento das lentes.

Nas laterais do Corola foram aplicadas faixas de alta resistência, que reforçam o visual esportivo do modelo e fazem referência aos três clubes defendidos por Zico ao longo da carreira (Udinese, Flamengo e Kashima) e à marca de 831 gols registrados por ele em jogos oficiais.
As rodas também foram personalizadas pelo ex-jogador, com pintura em titanium de acabamento acetinado e gravação em baixo relevo do logotipo Zico com detalhes em vermelho. Nas calotas, foi inserida a mesma logomarca, e as pinças de freio receberam acabamento com pintura em vermelho e aplique do logo XRS.
O interior do Corolla foi incrementado com pinturas em vermelho e preto, que reforçam o desenho do modelo na moldura do porta-luvas, no volante, no painel de instrumentos, console central, bancos e forros das portas.

Diferenciais mecânicos
O sedan é equipado com faróis e lanternas LED de iluminação noturna e diurna, ar-condicionado, sistema multimídia touch screen com tela de 7 polegadas, GPS integrado ao painel, computador de bordo, coluna de direção de altura e profundidade reguláveis, volante multifuncional, câmera de ré, partida por botão e sete airbags. O conjunto mecânico inclui motor 2.0 Dual VVTi 16v, de 154 cv e 4.800 rpm. É acionado por câmbio automático CVT de sete marchas e que tem opção de trocas manuais por alavanca ou pelas aletas atrás do volante.

11:36 · 16.10.2017 / atualizado às 11:36 · 16.10.2017 por

Como companhia de mobilidade, fabricante tem o compromisso com a “Liberdade de Mobilidade para Todos”. A Toyota lançou a campanha “Start Your Impossible” – uma iniciativa corporativa global que visa inspirar funcionários, parceiros e clientes da Toyota e conectá-los com as principais convicções da empresa

Em uma época marcada pela velocidade no desenvolvimento tecnológico e ambiental, “Start Your Impossible” fixa o compromisso da Toyota de apoiar a criação de uma sociedade mais inclusiva e sustentável, na qual todos possam desafiar seu impossível.
A Toyota acredita que a mobilidade vai além dos carros. Para a companhia, isso significa superar desafios e tornar sonhos em realidade. A iniciativa “Start Your Impossible” reflete esses valores e destaca o objetivo da empresa de proporcionar liberdade de mobilidade para todos. “Queremos compartilhar este pensamento com todos os nossos stakeholders, o que inclui os consumidores, para que juntos possamos enfrentar este desafio”, diz Akio Toyoda, presidente da Toyota.
Desde a sua fundação, com início da fabricação de máquinas para tear, a Toyota foi impulsionada pelo compromisso de contribuir com a sociedade. Ao longo de sua trajetória, a Toyota desenvolveu o primeiro veículo híbrido produzido em massa, c Prius, há 20 anos e, mais recentemente, o carro elétrico de célula de combustível de hidrogênio, o Mirai. A Toyota vê nos propulsores alternativos, nos carros automatizados, na mobilidade como serviço e na robótica oportunidades significativas para mover pessoas e transformar toda a companhia.


Como parceira mundial dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos, a fabricante pretende incentivar a criação de uma sociedade pacífica, sem discriminação, por meio do esporte, além de incentivar uma sociedade sustentável pela mobilidade. Os valores da Toyota, enraizados na cultura de melhoria contínua e respeito pelas pessoas, são compartilhados pelos Jogos Olímpicos, que reúne o mundo inteiro em amizade e solidariedade para celebrar a maior realização do potencial humano.
“Ao longo da nossa história, a Toyota tornou o impossível possível por meio da inovação e da paixão, desafiando continuamente a definição de impossibilidade. Hoje, a indústria automobilística está claramente em meio ao seu período de mudança mais dramático – e, durante este tempo, a Toyota continua empenhada em fazer carros cada vez melhores. O mais importante é que estamos desenvolvendo soluções de mobilidade para ajudar todos a aproveitar suas vidas, e estamos fazendo a nossa parte para criar uma sociedade melhor para os próximos 100 anos e além. Para que isso aconteça, temos que sonhar além dos veículos convencionais e criar novas formas de mobilidade que superem os limites de hoje e resolva os problemas do amanhã. Compartilhamo s este sonho e este espírito de melhoria contínua com atletas olímpicos e paralímpicos, que desafiam seus próprios limites todos os dias. Espero que os Jogos Olímpicos e Paralímpicos criem uma oportunidade para todos os afiliados à Toyota desafiarem o seu impossível e desafiarem suas limitações”, declara Toyoda.
Como primeiro parceiro de mobilidade dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, a Toyota pretende oferecer serviços de mobilidade e expertise em logística. O primeiro filme “Start Your Impossible”, chamado “Mobilidade para Todos”, apresenta soluções de transporte, mobilidade para o futuro e tecnologias avançadas. A iniciativa “Start Your Impossible” também incluirá uma variedade de programas adicionais focados em funcionários, revendedores e consumidores, além de buscar colaboração com a Toyota Mobility Foundation, que foi criada para enfrentar os desafios de transporte urbano e expandir a mobilidade pessoal para todos, inspirando as soluções de mobilidade para a próxima geração.

Site
A Toyota também está lançando um novo site – www.MobilityForAll.com. Em concordância com o Centro Nacional de Mídia Acessível (NCAM) nos Estados Unidos, o site (que será lançado em fases) é construído para ser acessível para usuários com várias deficiências e, assim, permitir que todos conheçam o conteúdo completo do site. Tanto o usuário comum, ou com deficiência visual, auditiva, de mobilidade ou cognitiva tem à disposição funções de codificação e design para tornar a experiência igualmente agradável a todos.
Para comemorar o lançamento da iniciativa “Start Your Impossible”, e sua parceria com os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, a Toyota realiza hoje a primeira etapa do “Toyota Mobility Summit”, em Atenas, Grécia, cidade anfitriã dos primeiros Jogos Olímpicos modernos. O evento apresenta uma conversa ao vivo com Akio Toyoda, bem como uma série de discussões lideradas pelo vice-presidente executivo da Toyota, Didier Leroy, com líderes globais e atletas olímpicos e paralímpicos. O evento abordará temas de mobilidade do ponto de vista do bem-estar social, físico e das perspectivas esportivas, bem como o futuro da mobilidade com os avanços tecnológicos e de pesquisa.

16:13 · 26.09.2017 / atualizado às 16:13 · 26.09.2017 por

A quinta série de resultados de 2017 do Programa de Avaliação de Veículos Novos para a América Latina e o Caribe, o Latin NCAP, divulgou resultados positivos para o Toyota Corolla e o Volkswagen Polo. Ambos os modelos conseguiram a máxima qualificação tanto para a proteção do ocupante adulto como para a proteção do ocupante Infantil

Corolla ganhou nota máxima em segurança
Novo Polo também teve excelente performance em segurança

O Volkswagen Polo, produzido no Brasil e recém-lançado, ganhou cinco estrelas tanto para a proteção do ocupante adulto como para a do ocupante infantil. O modelo foi avaliado no impacto frontal, no impacto lateral e no impacto lateral de poste. Os airbags de cabeça-tórax apresentaram um rendimento robusto em ambos os impactos laterais. O Controle Eletrônico de Estabilidade (ESC por suas siglas em inglês) cumpre com as condições do Latin NCAP. A respeito da segurança infantil, o Polo respeita a normativa i-size, oferecendo uma boa segurança em impactos para crianças, conta com ancoragens ISOFIX, interruptor para desligar o airbag do passageiro, quando um SRI é instalado aí olhado para trás, e cintos de três pontos em todas as posições, de forma padrão. Portanto, o Polo conseguiu as cinco estrelas para a proteção do ocupante infantil, proporcionando, também, proteção para pedestres, padrão. Isso fez que ganhasse o prêmio Latin NCAP Advanced Award ao oferecer essa característica de segurança tão importante.

Plataforma modular do Novo Polo

O Toyota Corolla, recém-atualizado, com sete airbags e Controle Eletrônico de Estabilidade de forma padrão, conseguiu as cinco estrelas tanto para a proteção do ocupante adulto como para o ocupante infantil. O modelo, que tinha sido previamente avaliado em 2014 e obtido cinco estrelas para a proteção do ocupante adulto, foi reavaliado conforme o último protocolo do Latin NCAP e auditado em diferentes versões de diversas plantas. O bom desempenho no impacto frontal, no impacto lateral, no impacto lateral de poste e o Controle Eletrônico de Estabilidade, que cumpre com os requerimentos do Latin NCAP, permitiram ao Corolla ganhar as cinco estrelas para a proteção do ocupante adulto.

Versão esportiva do Corolla

A Toyota demonstrou, mais uma vez, que é possível colocar o dummy de três anos de idade olhando para trás, produzindo benefícios relevantes à proteção infantil no impacto frontal. Assim, alcançava as cinco estrelas para a proteção do ocupante infantil. O Latin NCAP também auditou a versão do Corolla fabricada nos Estados Unidos no impacto frontal, testada em impacto lateral em 2014, apresentando resultados satisfatórios e conquistando as cinco estrelas. A versão fabricada nos Estados Unidos abastece alguns mercados da região. O Corolla também recebeu o prêmio Latin NCAP Advanced Award no tocante à proteção dos pedestres. O resultado do Corolla é válido para todos os Corolla desde setembro de 2017.

DEPOIMENTOS
Alejandro Furas, Secretário Geral do Latin NCAP, disse:
“Esses resultados são muito alentadores. É uma mensagem clara para os governos, os consumidores, os fabricantes de automóveis que investem em uma maior segurança e para aqueles que ainda estão adiando, em nossos mercados, a incorporação dos níveis mínimos de segurança do mundo. Esses últimos resultados são uma consequência da reação dos consumidores e da resposta dos fabricantes e do mercado, pois estão introduzindo níveis de segurança cinco estrelas além, e bem antes, de qualquer regulação governamental em toda a região. Consideramos, também, que é ótimo ter o resultado do Latin NCAP apenas um modelo é lançado à venda, e não ter que esperar meses para os consumidores contarem com essa informação. Imaginem que tão longe poderíamos chegar se todos os veículos do mercado fossem testados pelo Latin NCAP. Assim sendo, os consumidores contariam com informação sobre a segurança de cada carro ao comprar um novo. É possível e fatível. Torçamos agora por carros mais seguros na América Latina”.
Ricardo Morales Rubio, Presidente da Comissão Diretiva do Latin NCAP, disse:
“Esses dois modelos populares demonstram claramente que é possível oferecer modelos produzidos localmente com níveis de segurança de cinco estrelas em 2017. Esperamos que esse fato anime outros fabricantes a acompanharem os passos da Toyota e da Volkswagen. Os fabricantes estão mostrando seu compromisso com relação a veículos mais seguros, embora faltem regulamentações sólidas de segurança em toda a região. Esses resultados demostram aos governos a capacidade dos fabricantes, bem como que não há escusa para adiar a adoção de medidas de segurança mínimas que se foquem em salvar as vidas dos consumidores da América Latina e do Caribe”
O Latin NCAP informa que os próximos resultados serão apresentados no mês de outubro.

16:30 · 25.09.2017 / atualizado às 12:21 · 25.09.2017 por

Saiba tudo sobre o novo veículo da marca japonesa, uma espécie de irmão menor do Corolla

A Toyota do Brasil realizou hoje (25 de setembro), cerimônia em sua planta de Porto Feliz que marca o anúncio de dois grandes investimentos da empresa no País: R$ 600 milhões para a ampliação da unidade de motores de Porto Feliz, já anunciados no fim do ano passado, e R$ 1 bilhão para a fábrica de Sorocaba, onde atualmente são produzidas as versões hatchback e sedan do compacto Etios.

Mini Corolla: sedan Yaris vai custar entre R$ 68 mil e R$ 85 mil no Brasil

Os valores se referem à preparação da planta de Sorocaba para início da produção do mais novo carro da Toyota para o mercado brasileiro, o Yaris, com início de vendas no segundo semestre de 2018 e à ampliação do complexo de Porto Feliz para a fabricação de propulsores para automóveis da marca produzidos no País a partir do segundo semestre de 2019.
Durante a cerimônia também foi anunciada oficialmente a produção de um novo carro para o mercado brasileiro: o Yaris, com início de vendas previsto para o segundo semestre de 2018. Para isso, serão investidos R$ 1 bilhão para equipar a planta de Sorocaba, que passará a produzir o veículo junto com as versões hatchback e sedan do Etios. Além disso, 300 postos de trabalho diretos e indiretos serão gerados. A fábrica de Sorocaba, que celebrou cinco anos de existência em agosto deste ano, foi fruto de um investimento inicial de US$ 600 milhões, emprega atualmente 1.944 pessoas e reúne atributos das plantas mais modernas da Toyota em todo o mundo.
Com sua capacidade produtiva expandida em janeiro de 2015 para 108 mil unidades anualmente, a fábrica de Sorocaba atende a crescente demanda interna pelo modelo Etios, além de exportar o produto para diversos países latino-americanos. Hoje, o veículo brasileiro é comercializado na Argentina, Paraguai, Uruguai, Peru, Costa Rica e Honduras.
O Yaris é um sucesso onde é vendido, no México, Argentina, Uruguai, Paraguai, Tailândia, Japão, dentre outros países. Ele é vendido no México com motor 1.5 litros e 107 cavalos, o mesmo do Etios e opção de câmbio CVT. No Brasil o carro ficaria no posicionamento de preço entre R$ 68 mil e R$ 85 mil. Com 4,41 metros de comprimento, o Yaris se “encaixa” entre os outros sedans da Toyota. Ele é 21 cm mais curto do que o Corolla, mas 15 cm maior do que o Etios sedan.

No segundo semestre de 2018 carro será produzido e vendido no Brasil

Fábrica de motores de Porto Feliz
Inaugurada em maio de 2016, a planta de Porto Feliz produz os motores flex fuel e a gasolina, Dual VVTi, de 1.3L e 1.5L, que equipam o compacto Etios, comercializado no Brasil e em diversos países da América Latina, em um terreno de 872.500 m2. Gerando cerca de 320 empregos diretos e indiretos, com a ampliação e início de produção dos novos motores, cerca de 200 oportunidades de trabalho serão geradas no complexo.
A fábrica de Porto Feliz é a primeira planta de motores da Toyota na região da América Latina e Caribe e possui a mais avançada e inovadora tecnologia de processos de produção. A planta de Porto Feliz, que já recebeu investimentos de R$ 580 milhões em sua primeira fase, passa a ter um aporte total de R$ 1,18 bilhão com esta ampliação, que já começou. Considerada uma das plantas Toyota mais modernas do mundo, ela é uma das primeiras a deter todos os três processos industriais dentro de um único local – fundição, usinagem e montagem.
Neste curto período de existência, Porto Feliz já conta com um feito importante: em abril deste ano, menos de um ano de sua abertura, a planta bateu a marca de 100 mil unidades produzidas de motores 1.3L e 1.5L do Etios.

Como ficará a Fábrica da Toyota em Sorocaba com a ampliação

Investimento no Brasil
Nesta década, a Toyota vem realizando grandes investimentos no Brasil, reforçando seu compromisso para o desenvolvimento das sociedades onde faz negócios. Com a confirmação do mais recente aporte de R$ 1 bilhão na planta de Sorocaba, a empresa totaliza mais de R$ 4 bilhões investidos no Brasil desde 2012.

19:11 · 04.06.2017 / atualizado às 19:11 · 04.06.2017 por

Com 252 veículos vendidos em maio, a equipe da Concessionária Newland da Av. Washington Soares, em Fortaleza, conseguiu um grande feito: primeiro lugar em vendas do Brasil. Destaque para os resultados em vendas do Corolla, Hilux, SW4 e Etios. Focada a equipe já prepara ofensiva para tentar ser a primeira também em junho.

12:17 · 11.05.2017 / atualizado às 12:18 · 11.05.2017 por

Reconhecido nacional e internacionalmente, o projeto Arara Azul concorre a mais um prêmio.  A iniciativa referência em atividades de conservação de espécies, apoiada pela Fundação Toyota do Brasil, é finalista da segunda edição do Prêmio Nacional da Biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente, nas categorias Sociedade Civil e Júri Popular. A primeira será definida por meio de uma comissão julgadora que analisará os critérios de efetividade da ação quanto ao estado de conservação da espécie, impacto ambiental e social e inovação. A segunda categoria está aberta ao público por meio de votação eletrônica. Para votar acesse o endereço: http://pnb.mma .gov.br/juri_popular/ . A cerimônia de entrega ocorrerá em Brasília, dia 22 de maio, data de celebração do Dia Internacional da Biodiversidade.

“Ser finalista nessa premiação é uma forma de reconhecimento ao nosso compromisso diário em proteger a arara-azul, bem como, diversas outras espécies que convivem com essa ave. Pedimos o apoio de toda a população para que votem no projeto Arara Azul, será uma forma de colaborar com a nossa missão e também evidenciar para todo país a riqueza da biodiversidade de Mato Grosso do Sul”, explica a presidente do Instituto Arara Azul, Neiva Guedes.

A intensa dedicação à causa é um trabalho de 27 anos. No fim da década de 1980, especialistas estimavam apenas 1.500 indivíduos no Pantanal. Hoje, com a importante contribuição do Projeto Arara Azul, são mais de 5.000 indivíduos no Pantanal, na área que inclui os estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Bolívia. Em 2014, a arara-azul saiu da lista nacional de animais em extinção, de acordo com Ministério do Meio Ambiente. Apesar das conquistas no Brasil, a espécie ainda permanece na lista vermelha das espécies ameaçadas, elaborada pela IUCN (União Internacional para a Conservação da Natureza, na sigla em inglês), pois seu alto grau de vulnerabilidade exige cuidados especiais para a sua conservação na natureza. “Os estudos não podem parar. Para realmente mantermos a conservação é preciso continuar estudando as relações biológicas, as interações ecológicas e a dinâmica do meio em que vivemos” lembra Neiva Guedes, que é também professora doutora do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Uniderp.

No total, a iniciativa monitora aproximadamente 3.000 aves, que vivem em 745 ninhos, cadastrados por 57 fazendas, situadas em Miranda, Aquidauana e Bonito (MS) e na região de Barão de Melgaço (MT). Boa parte dos ninhos está localizada em regiões de difícil acesso, por isso a importância das picapes Hilux com tração 4X4, cedidas pela Fundação Toyota. Os veículos permitem às equipes de biólogos transportarem suprimentos e todos os equipamentos necessários à realização dos trabalhos de campo.

Sobre a Fundação Toyota do Brasil

Criada em abril de 2009, a Fundação Toyota do Brasil atua na preservação ambiental e formação de cidadãos. Além das novas iniciativas surgidas com a sua instituição, a Fundação Toyota do Brasil unificou e ampliou todos os projetos de responsabilidade social em andamento, que estavam sob a responsabilidade da montadora Toyota do Brasil.

Nacionalmente, além do Projeto Arara Azul , a Fundação Toyota do Brasil patrocina desde 2009 o Projeto Toyota APA Costa dos Corais, em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do governo federal. O projeto prioriza a conservação dos recifes de corais e ecossistemas associados ao peixe-boi marinho em uma área de 413 mil hectares nos estados de Alagoas e Pernambuco.

Neiva Guedes, responsável pelo projeto

Localmente, a entidade agrega ainda as ações sociais implantadas e mantidas nas comunidades onde a empresa possui unidades, como Indaiatuba (SP), Guaíba (RS), Porto Feliz (SP), Sorocaba (SP) e São Bernardo do Campo (SP). As iniciativas compreendem as áreas de educação, meio ambiente e cultura, e contam com o apoio dos colaboradores da empresa como voluntários.

19:33 · 23.04.2017 / atualizado às 19:33 · 23.04.2017 por

O projeto Ambientação, desenvolvido pela Fundação Toyota do Brasil, está atingindo uma parcela da população cada vez maior. A iniciativa que estimula o uso racional de recursos naturais – água e energia – chegará, neste ano, a 27 cidades da Região Metropolitana de Sorocaba

 

O Toyota Business Practices (TBP), metodologia exclusiva da montadora usada no projeto, pulou os muros das fábricas há noves anos e tem beneficiado escolas, instituições públicas e diversas entidades de Indaiatuba e Sorocaba, no interior de São Paulo, e Guaíba, no Rio Grande do Sul, resolvendo qualquer tipo de problema. A expansão do projeto foi anunciada nesta quarta-feira, dia 19, na prefeitura de Sorocaba e contou com a participação de representantes das 27 cidades e da diret ora executiva da Fundação Toyota do Brasil, Saori Yano.
Durante o ano, a expectativa é que cerca de 120 profissionais sejam capacitados a fim de multiplicar o conhecimento do Ambientação em suas área de atuação, possibilitando que mais pessoas tenham acesso à metodologia, que identifica problemas no consumo de água e energia das unidades e propõe soluções sustentáveis.
“O Ambientação traz uma metodologia ao cotidiano da comunidade que é simples, mas tem que ser aplicada de forma correta sem pular nenhum passo. Se o processo for aplicado corretamente, nós garantimos que o resultado positivo virá”, explica a diretora executiva da Fundação Toyota do Brasil, Saori Yano.

Economia
Em Sorocaba, nos últimos dois anos, o projeto gerou uma economia de mais de um milhão de reais aos cofres públicos por meio dos esforços da Secretaria de Meio Ambiente (Sema), Secretaria da Educação (Sedu), Secretaria da Cultura (Secult), Secretaria da Saúde (SES), Urbes – Trânsito e Transportes e Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae). Já em Indaiatuba, primeira cidade a receber a metodologia, além dos resultados financeiros, a conquista está na mudança de comportamento da comunidade. Em 2015, a cidade conseguiu driblar a crise hídrica em função dos esforços anteriores do projeto. Desde 2008, mais de 515 mil pessoas foram impactadas pelas ações.
“Nesses nove anos de projeto, a principal conquista da Fundação Toyota é perceber a mudança de comportamento, principalmente, quando vemos os mais jovens e crianças levando o conhecimento adquirido para casa e sendo exemplos de multiplicadores do bem. Nós temos um orgulho muito grande de poder contribuir com a comunidade”, afirma a responsável pelo projeto Ambientação, Elaine Marques.
As 27 cidades participantes somam mais de dois milhões de habitantes, representando 4,6% da população estadual. São elas: Alambari, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Jumirim, Sarapuí, Tatuí, Tietê , Itapetininga, Alumínio, Araçariguama, Ibiúna, Itu, Mairinque, Porto Feliz, Salto, São Roque; Araçoiaba da Serra, Iperó, Piedade, Pilar do Sul, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, Sorocaba, Tapiraí e Votorantim.
A nova fase do Ambientação começa em abril e será finalizada em novembro com a apresentação de resultados de todos os municípios. A cerimônia de abertura contou também com uma palestra sobre gestão ambiental para cidades sustentáveis, ministrada por Rogério Menezes, secretário do Verde de Campinas e presidente da ANAMMA – Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente do município.
Sobre a Fundação Toyota do Brasil
Criada em abril de 2009, a Fundação Toyota do Brasil atua na preservação ambiental e formação de cidadãos. Além das novas iniciativas surgidas com a sua instituição, a Fundação Toyota do Brasil unificou e ampliou todos os projetos de responsabilidade social em andamento, que estavam sob a responsabilidade da montadora Toyota do Brasil.
Nacionalmente, além do Projeto Arara Azul, a Fundação Toyota do Brasil patrocina desde 2009 o Projeto Toyota APA Costa dos Corais, em parceria com a Fundação SOS Mata Atlântica e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), do governo federal. O projeto prioriza a conservação dos recifes de corais e ecossistemas associados ao peixe-boi marinho em uma área de 413 mil hectares nos estados de Alagoas e Pernambuco.
Localmente, a entidade agrega ainda as ações sociais implantadas e mantidas nas comunidades onde a empresa possui unidades, como Indaiatuba (SP), Guaíba (RS), Porto Feliz (SP), Sorocaba (SP) e São Bernardo do Campo (SP). As iniciativas compreendem as áreas de educação, meio ambiente e cultura, e contam com o apoio dos colaboradores da empresa como voluntários.

20:39 · 15.01.2017 / atualizado às 20:39 · 15.01.2017 por

A Toyota do Brasil alcançou em 2016 sua melhor colocação no ranking nacional de vendas e a maior participação de mercado em toda a sua história de 59 anos no País. Com 180.406 unidades comercializadas e 8,8% de market share, a fabricante terminou o ano na 5ª posição do mercado e registrou crescimento de 2,6% nas vendas em comparação a 2015

 

Vendas do utilitário SW4 cresceram cerca de 40% em relação a 2015, com uma participação de mercado de quase 53% no segmento
Vendas do utilitário SW4 cresceram cerca de 40% em relação a 2015, com uma participação de mercado de quase 53% no segmento

Ao longo de 2016, a Toyota do Brasil também obteve resultados recordes em produção e exportação.
“Estou muito satisfeito com o desempenho da Toyota do Brasil, apesar da queda significativa de todo o mercado nacional. Nossa inédita participação de mercado e o aumento no volume ano a ano foram conquistados devido ao trabalho duro e desempenho do nosso time brasileiro de fornecedores e concessionárias. Eu agradeço aos clientes pela preferência e lealdade. Eu quero destacar também as melhorias que atingimos em qualidade, produtividade, gerenciamento de custos e cadeia de valor, o que contribuiu para os níveis recordes de produção, exportações e de serviços ao cliente. Continuamos comprometidos com o crescimento sustentável da operação da Toyota no Brasil, como demonstrado pelo anúncio recente de investimentos para a expansão da nossa nova fábrica de motores em Por to Feliz e a atualização contínua de nossa linha de produtos”, diz Steve St.Angelo, CEO da Toyota para América Latina e Caribe e Chairman da Toyota do Brasil.

 

Hilux fechou o ano como líder no segmento de picapes médias com 33.969 unidades vendidas
Hilux fechou o ano como líder no segmento de picapes médias com 33.969 unidades vendidas

Vendas no mercado nacional
O utilitário SW4 consolidou sua liderança na categoria de SUVs médios crescendo cerca de 40% em vendas em relação a 2015. Foram 12.175 unidades comercializadas, fechando uma participação de mercado de quase 53% no segmento.
Pela primeira vez, desde o início das vendas do modelo no Brasil, a Hilux tornou-se líder em todo o segmento de picapes médias, totalizando 33.969 unidades vendidas, cerca de 3,2% a mais que o total vendido em 2015.
O Etios manteve um bom desempenho e atingiu números recordes de produção desde que começou a ser fabricado e vendido no País, em 2012. Ao mercado nacional, foram destinadas 67.768 unidades. A evolução positiva da família Etios pode ser observada pelo aumento de market share deste produto. O modelo foi responsável por 5,8% de todas as vendas no segmento de hatches compactos (aumento de 1,6 pontos percentuais em relação a 2015). Já as vendas do Etios Sedã representaram 10,3% do total vendido na categoria de sedãs compactos (aumento de 1,1 pontos percentuais se comparado ao ano anterior).
O Corolla manteve liderança absoluta no segmento de sedãs médios. O modelo foi responsável por 48% das vendas totais na categoria. Foram 64.737 unidades comercializadas.

Corolla manteve liderança e encerrou 2016 com 48% das vendas totais no segmento de sedãs médios, com 64.737 unidades vendidas
Corolla manteve liderança e encerrou 2016 com 48% das vendas totais no segmento de sedãs médios, com 64.737 unidades vendidas

A Toyota foi uma das únicas fabricantes a atingir crescimento em 2016, um ano em que o mercado nacional recuou mais de 20%.
“A Toyota vem se consolidando, ao longo dos últimos seis anos, como um dos principais players do mercado brasileiro devido à sua competência tanto na força de vendas, como na produção e no atendimento diferenciado de pós-venda, resultando em um crescimento sustentável, mesmo em meio às dificuldades econômicas que o País atravessa”, diz Rafael Chang, presidente da Toyota do Brasil.

Compacto Etios atingiu números recordes de produção no País e mantém boa evolução com aumento de participação de mercado
Compacto Etios atingiu números recordes de produção no País e mantém boa evolução com aumento de participação de mercado

Híbridos
O híbrido Prius, que teve sua 4ª geração lançada no Brasil em junho de 2016, chegou à liderança do segmento de híbridos no País ao atingir 485 unidades vendidas no ano. Este total representa um aumento de aproximadamente 128% em relação a 2015. Desde que o modelo começou a ser vendido em território nacional, no início de 2013, foram vendidas 1.139 unidades.

 

Prius tornou-se líder na categoria de híbridos e, após o lançamento de sua 4ª geração no País, obteve crescimento de 128% em relação às vendas de 2015
Prius tornou-se líder na categoria de híbridos e, após o lançamento de sua 4ª geração no País, obteve crescimento de 128% em relação às vendas de 2015

Produção
A Toyota do Brasil encerrou o ano de 2016 com produção recorde de 175.901 unidades, um aumento de 1,1% em relação ao ano anterior.
O compacto Etios, fabricado na planta da Toyota em Sorocaba (SP), teve 93.598 unidades produzidas. O sedã médio Corolla registrou 82.303 veículos produzidos no período.

Exportação
Em 2016, a Toyota do Brasil exportou 43.561 de seus veículos produzidos no Brasil para outros mercados da América Latina, desempenho 16% superior ao total registrado em 2015, com 37.496 unidades.
O grande destaque para a operação brasileira da Toyota no comércio internacional ao longo de 2016 foi o compacto Etios, nas carrocerias sedã e hatchback, que confirmou a boa aceitação nos seus mercados de destino (Argentina, Paraguai, Uruguai e Peru) e fechou o ano com aumento de 17,5% no total exportado, atingindo 26.424 unidades comercializadas entre os países vizinhos, contra 22.480 em 2015.

15:06 · 06.01.2017 / atualizado às 15:14 · 06.01.2017 por

Veículo foi projetado para promover uma experiência amigável ao usuário
Sua Inteligência Artificial avançada aprende com o motorista
Novo veículo será testado no Japão nos próximos anos
Imagine se os veículos do futuro fossem amigáveis e focados em você. Essa é a visão por trás do Concept-i da Toyota, anunciado ontem na CES – Consumer Electronics Show de 2017, em Las Vegas. O inovador carro conceito demonstra a visão da Toyota para o futuro: os veículos devem priorizar as pessoas. O Concept-i foi criado em torno da filosofia do “calor cinético”, uma teoria que prega que a tecnologia de mobilidade deve ser acolhedora e, acima de tudo, divertida. O veículo foi desenhado pela CALTY Design Research, em Newport Beach; aliada à tecnologia de usabilidade desenvolvida pelo Innovation Hub, em São Francisco – laboratórios de desenvolvimento de tecnologia da Toyota, localizados na Califórnia, EUA. Como resultado, o carro conceito foi criado com foco na construção de uma experiência de usuário imersiva. Além disso, o Concept-i traz um avançado sistema de Inteligência Artificial (IA) que antecipa as necessidades dos motoristas. Veja vídeo clicando abaixo:

clique aqui
“Na Toyota, reconhecemos que a questão em relação aos veículos do futuro não é se eles serão ou não equipados com tecnologias automatizadas ou conectadas”, diz Bob Carter, vice-presidente sênior de operações automotivas da Toyota. “Para nós, o futuro é sobre a experiência das pessoas que se envolvem com esses veículos. Com o Concept-i e o poder da Inteligência Artificial, acreditamos que o carro do futuro poderá interagir com a vida do motorista”.
Construído em torno da relação veículo e motorista
O coração do Concept-i é uma IA poderosa, que aprende com o motorista e constrói um relacionamento com ele. Mais do que apenas seguir padrões de caminhos e horários, o carro foi projetado para aprender com as emoções dos passageiros, mapeando os melhores caminhos por onde o motorista viaja. Essa combinação dá ao Concept-i uma capacidade excepcional de melhorar a qualidade de vida de seus usuários.
Além disso, o conceito traz uma avançada tecnologia de direção autônoma que, aliada à IA, melhora a segurança da condução – combinando estímulos visuais e táticos que diminuem o tempo de resposta do veículo. Os motoristas terão as opções de direção automática ou manual, de acordo com suas preferências, ao mesmo tempo em que o Concept-i monitora continuamente a atenção do motorista e as condições da estrada. O objetivo do novo veículo é auxiliar o motorista a trafegar em condições cada vez menos perigosas.
Projetado para tornar a tecnologia mais humana
Para garantir que a tecnologia permaneça acolhedora e acessível, os designers do laboratório CALTY construíram o Concept-i de dentro para fora, pensando primeiro na interface do usuário, a IA apelidada de “Yui”.
Yui foi desenhada para se relacionar com diferentes culturas ao redor do globo. O painel central é o foco de Yui dentro do veículo, mas seu interior com linhas fluídas que abraçam todos os ocupantes também foi projetado para aumentar a capacidade de comunicação da Inteligência Artificial. Yui usa luz, sons e até o toque para se comunicar com todos a bordo.
Na verdade, o Concept-i tenta evitar mostrar seus avisos e informações apenas na tela principal do console central. A comunicação do motorista com Yui é feita por meio de luzes coloridas e pequenas projeções, que são posicionadas de acordo com a mensagem que está sendo passada. Luzes acenderão na coluna lateral para chamar a atenção do motorista, se outro veículo estiver no ponto cego do retrovisor, por exemplo. Essa nova tecnologia ajudará o motorista a manter sua total atenção na estrada.
O Concept-i também foi desenvolvido para reagir com o mundo ao seu redor. Yui aparece nos painéis exteriores da porta para cumprimentar motoristas de outros veículos e pedestres, na medida em que eles se aproximam. A traseira do carro também é interativa e avisa aos outros motoristas da estrada sobre a direção da próxima curva, ou mesmo se existe um perigo potencial à frente. A parte dianteira sinaliza se o Concept-i está na direção automatizada ou manual.

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs