Busca

Categoria: Veículos comerciais


15:09 · 13.09.2018 / atualizado às 15:09 · 13.09.2018 por

A Mercedes-Benz do Brasil está representada no maior salão de veículos comerciais do mundo, o IAA 2018 de Hannover, na Alemanha, evento que estará aberto ao público até o dia 27 de setembro. Produzidos na fábrica da Empresa em São Bernardo do Campo, estado de São Paulo, o caminhão leve Accelo 815 para distribuição urbana e o semipesado Atego 1725 4×4 para operações fora de estrada estarão expostos entre vários modelos das marcas do Grupo Daimler.

“O Accelo e o Atego complementam o portfólio global da Daimler Trucks. Com base nos modelos de série, nós customizamos esses caminhões no Brasil para atender demandas específicas de regiões como África e Oriente Médio”, afirma Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina. “Para isso, contamos com larga experiência de mais de 50 anos de atendimento a países de vários continentes e também com a competência da área de Exportação e do Centro de Desenvolvimento Tecnológico, em São Bernardo, para atender cada nova demanda”.

A Mercedes-Benz do Brasil passou a contar, em maio deste ano, com seu próprio Campo de Provas no País, em Iracemápolis, no interior paulista, o que ajuda a otimizar os testes com caminhões e ônibus. “Isso nos permite simular a realidade das estradas de qualquer lugar do mundo, acelerando a entrega de soluções para os clientes da marca”, ressalta Philipp Schiemer. “Reafirmamos assim o posicionamento da Empresa como importante polo de desenvolvimento e produção de caminhões para a Daimler Trucks”.

Customização

O Accelo e o Atego operam com eficiência e produtividade tanto nas cidades e estradas, como em condições adversas, como vias não pavimentadas, desertos, temperaturas elevadas e topografia irregular, muito comuns em regiões como a África e o Oriente Médio. Além de reconhecer a qualidade dos produtos, os clientes locais dão muito valor à confiabilidade da marca e ao suporte de atendimento e assistência técnica que a Mercedes-Benz oferece em qualquer lugar do mundo, em parceria com os concessionários e os escritórios regionais da Daimler Trucks.

Os caminhões exportados pela Mercedes-Benz do Brasil são customizados para atender às solicitações específicas dos clientes e às legislações de cada país. Sob coordenação do Centro de Customização para Clientes (Custom Tailored Trucks – CTT), esse trabalho conta com o envolvimento de profissionais de Engenharia, Produção, Vendas, Marketing, Controlling e Peças & Serviços.

Como resultado da atuação do CTT, foram criadas, por exemplo, soluções como a aplicação de pneus largos super single 365/85 no Atego 1725 4×4, a fim de aumentar a eficiência nas operações fora de estrada no deserto. Do mesmo modo, foram produzidos caminhões com escape vertical, iluminação externa de emergência no teto da cabina (giroflex), entre-eixos mais curtos, dispositivo de proteção frontal e painel de instrumentos com idioma árabe.

A Mercedes-Benz do Brasil, em parceira com implementadores, também exporta veículos completos, como para o transporte de tropas, tanques de água e combustível, coletor de lixo e autossocorro.

O Accelo é um modelo totalmente desenvolvido no Brasil. Além disso, com as soluções customizadas do Atego, a Empresa amplia sua participação no atendimento a diversos mercados da Daimler Trucks, com motores Euro 3 ou Euro 5, conforme a necessidade do cliente e as legislações locais.

18:58 · 09.09.2018 / atualizado às 18:59 · 09.09.2018 por

As vendas de veículos comerciais leves da linha Sprinter cresceram 27% no acumulado de janeiro a agosto deste ano. Nesses oito meses, foram emplacadas 4.751 unidades no País, frente a 3.743 unidades do mesmo período de 2017

Assim, a Mercedes-Benz atinge a liderança do segmento de comerciais leves, entre 3,5 a 5 toneladas de PBT, com 36% de participação de mercado.
“Esse aumento de 27% nas vendas da Sprinter significa 10 pontos percentuais a mais em relação ao crescimento de 17% do mercado como um todo”, informa Jefferson Ferrarez, diretor de Vendas e Marketing Vans da Mercedes-Benz do Brasil. “Distribuição urbana, e-commerce e aplicação ambulância vêm puxando as vendas da Linha esse ano, como também o transporte executivo e o turismo”.
O executivo ressalta especialmente o excelente resultado obtido com os furgões Sprinter. “Considerando o acumulado até agosto, chegamos a 53% de crescimento no volume de vendas de furgões, com o emplacamento de 2.184 unidades, contra 1.431 unidades do mesmo período de 2017”, afirma Jefferson. “Dessa forma, a marca alcançou cerca de 33% de participação na categoria, 6 pontos percentuais a mais em relação aos 27% dos oito primeiros meses do ano passado”.


O crescimento de vendas da Sprinter continua sendo muito expressivo em 2018 no segmento de vans de passageiros, liderado com folga pela marca. A Empresa aumentou em 12% as vendas desses veículos até agosto, com o emplacamento de 2.028 unidades, ante 1.815 unidades do período anterior. Com isso, saltou de 51% de participação no acumulado de janeiro a agosto de 2017 para 57% este ano.



No segmento de chassis com cabina, o crescimento nas vendas é de 8%, com 539 unidades emplacadas este ano, o que resulta num market share superior a 18%. Os estados de São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul seguem sendo os maiores compradores dessa linha Sprinter no Brasil.


Sprinter é referência 
Com 60 versões à escolha dos clientes, a linha Sprinter é formada pelos modelos 311 CDI Street (Peso Bruto Total – PBT de 3,50 ton), 415 CDI (PBT de 3,88 ton) e 515 CDI (PBT de 5 ton). Os modelos da linha são indicados para empresas de transporte, profissionais autônomos e empreendedores.
A Linha se consolidou no Brasil como referência em qualidade, tecnologia, segurança, conforto, agilidade e excelente custo operacional. Além disso, também é reconhecida por sua ótima relação custo/benefício e valor de revenda. Com isso, os clientes têm à disposição um portfólio de produtos com diversas versões para atender uma ampla diversidade de aplicações de transporte, o que reforça a imagem da Sprinter como o veículo mais desejado da categoria.

10:01 · 10.08.2016 / atualizado às 10:01 · 10.08.2016 por

Para chegar em Honduras o caminho é bem longo. Saí de Fortaleza de avião rumo a São Paulo. Três horas e vinte minutos depois cheguei na capital paulista para esperar o voo internacional que saiu do Brasil 5 horas da manhã. Fui direto para a capital do Panamá. E em seguida para a capital da Guatemala. De Guatemala City pegamos uma van para Antigua – mais uma hora. De antigua para a cidade histórica de Copan em Honduras mais 7 horas em uma van super desconfortável. Um total de 26 mil quilômetros e 30 horas de viagem

Jornalista André Marinho em Tuc Tuc fabricado na India, testando na cidade de Copan, em Honduras
Jornalista André Marinho em Tuc Tuc fabricado na India, testando na cidade de Copan, em Honduras

Mas a maratona valeu a pena. Lá um parque com ruínas da civilização Maia renderam lembranças inesquecíveis. Mas o que me impressionou mesmo foi a quantidade de Tuc Tucs nas ladeiras e ruelas da cidade. Existem 115 na cidade de 40 mil habitantes. Um Tuc Tuc novo custa 92 mil lempiras moeda local, cerca de R$ 30 mil. Um usado custa 53 mil lempiras, cerca de R$ 17 mil. Conversei com Leonel que pilota um desses triciclos importados da India há quatro anos, 15 horas por dia. E aproveitei pra fazer um test drive, é claro. Exibimos no programa Guia Automotivo, da TV Diário, no último sábado e domingo e foi um sucesso de audiência. Confira o vídeo e as fotos.

 


Hondurenho e piloto de Tuc Tuc Leonel e André Marinho
Hondurenho e piloto de Tuc Tuc Leonel e André Marinho

Existem 115 Tuc Tucs na cidade de apenas 40 mil habitantes
Existem 115 Tuc Tucs na cidade de apenas 40 mil habitantes

 

FICHA TÉCNICA
MOTOR: 125 Cc
POTÊNCIA: 12 CV
CAMBIO: MANUAL, 4 MARCHAS
VELOCIDADE MÁXIMA: 40 km/h
CONSUMO DIA: 8 litros
PREÇO: 92 MIL LEMPIRAS NOVO R$ 30 MIL
USADO: 53 MIL LEMPIRAS R$ 17 MIL

11:58 · 30.03.2016 / atualizado às 11:59 · 30.03.2016 por

A Mercedes-Benz está celebrando um importante marco com sua van de maior sucesso, a Sprinter. Desde seu lançamento no mercado em 1995, a Empresa entregou aos clientes 3 milhões de unidades deste seu veículo mundial, que roda hoje em mais de 130 países. Em 2015 foi o ano de maior sucesso para a Sprinter na história. Em seu 20º aniversário, as vendas subiram 4%, atingindo 194.200 unidades.

sprinter

“Três milhões de Sprinter em apenas 20 anos é um sinal de grande sucesso”, afirma Volker Mornhinweg. “A Sprinter foi a fundadora do segmento de large vans e continua com muito êxito até hoje no mundo todo. Com seis fábricas no mundo, é um exemplo brilhante de nossa estratégia de crescimento Mercedes-Benz Vans Globalizada. E ainda temos muitos planos para nosso carro-chefe no futuro. Visamos manter o sucesso da linha Sprinter em 2016”.

Líder de mercado em diversos países no mundo

A van Sprinter é um dos veículos comerciais de maior sucesso de todos os tempos e uma campeã de vendas do portfólio de produtos da Daimler. Depois de um ano de recorde em 2015, ela teve um início de 2016 igualmente promissor, conseguindo se colocar como líder de mercado em numerosos países, incluindo a Alemanha, China, África do Sul e Argentina.

Atualmente, os mercados mais importantes para a Sprinter concentram-se na Europa Ocidental, que soma 55% das vendas. Os EUA vêm a seguir, seguidos pela Alemanha. No ano passado, a Mercedes-Benz entregou por volta de 28.600 unidades aos clientes desse mercado – 11% a mais do que no ano anterior, com 25.800 unidades.

No mercado brasileiro, a Mercedes-Benz tem contribuído para a expansão mundial dos negócios da Divisão Vans do Grupo Daimler. A Empresa registrou aumento de participação de mercado em 2015, chegando a 24,5% de market share, o que significa 3 pontos a mais frente aos 21,6% do ano anterior. Desde a sua chegada no País, no ano de 1997, cerca de 120.000 unidades da Sprinter já foram comercializadas.

sprinter2

Expansão da rede mundial de produção da Sprinter

A Sprinter é produzida em seis plantas do Grupo Daimler pelo mundo: em Düsseldorf e em Ludwigsfelde, na Alemanha; em Charleston, no Estado da Carolina do Sul, nos EUA; Além da fábrica localizada na capital da  Argentina, Buenos Aires, que fornece os veículos para o mercado brasileiro. A Companhia também tem estrutura dentro da joint-venture Fujian Benz Automotive Co., Ltd., em Fuzhou, na China. A Mercedes-Benz Sprinter Classic é produzida pela parceira russa GAZ em Nizhny Nowgorod, a 100 km de Moscou.

Para maior rapidez na adequação da Sprinter da próxima geração a seus clientes da América do Norte, a Mercedes-Benz Vans deverá construir uma nova fábrica em Charleston. Para tanto, a Divisão investirá cerca de meio bilhão de dólares americanos no desenvolvimento da nova planta nos próximos anos.

sprinter3

A Sprinter da próxima geração continuará sendo produzida na Alemanha, nas plantas de Düsseldorf e Ludwigsfelde. Para tanto, a Divisão Vans da Daimler investirá 450 milhões de Euros na modernização de ambas as fábricas alemãs. Além disso, a unidade de Düsseldorf desempenhará um papel mais central na rede de produção global da Divisão, como centro de competência mundial para a produção da Sprinter. As versões Sprinter chassis (para carroçarias do tipo baú, por exemplo) e a Sprinter plataforma (para implementação de motorhomes, microônibus e outros) continuarão a ser produzidas na planta de Ludwigsfelde, que celebrou seu 25º aniversário no início de fevereiro de 2016.

sprinter4

11:46 · 22.12.2015 / atualizado às 11:47 · 22.12.2015 por

A Mercedes-Benz do Brasil alcançará o maior volume de veículos comerciais vendidos no mercado brasileiro em 2015. A Empresa encerrará o ano com o expressivo número de 33.000 unidades emplacadas entre caminhões, ônibus e comerciais leves (linha Sprinter e Vito). Isso representa cerca de 1/3 do volume de 110 mil unidades comercializadas no mercado, considerando os três segmentos

 

mercedescomerciais
Segundo Philipp Schiemer, presidente da Mercedes-Benz do Brasil e CEO América Latina, mesmo diante de um mercado altamente retraído este ano, devido a crise econômica no Pais, a Empresa projeta fechar 2015 com a comercialização de cerca de 18.000 caminhões (> 6 toneladas), 8.200 mil ônibus (>8 toneladas) e 6.800 veículos das linhas Sprinter e Vito.
Esse resultado é fruto do forte trabalho da fábrica e da rede de concessionários de ir às estradas e ouvir as demandas dos clientes. “Sem isso, não teríamos obtido a preferência dos consumidores nos principais negócios realizados no País. A escolha dos transportadores pela marca Mercedes-Benz nos permitiu crescer em todos os segmentos de veículos comerciais”, destaca Schiemer.

Participação
A Empresa alcançará 27% de participação no competitivo mercado de caminhões, cerca de 1 ponto percentual (pp) a mais ante os 26% de 2014. No segmento de ônibus, o market share será de 53,4% – próximo a 5 pp sobre os 48,8% do ano passado. Em relação aos comerciais leves (linha Sprinter e Vito), o percentual chegará a 24,7% – quase 3 pontos a mais ante os 22% do ano anterior.
Schiemer destaca, ainda, que independentemente do volume de unidades a serem comercializadas no País nos próximos anos, a Empresa não abrirá mão de ser Top of Mind em caminhões, ônibus e comerciais leves no País. Em 2015, a marca foi a mais premiada em veículos comerciais no mercado brasileiro, acumulando inúmeros prêmios, com base em pesquisas realizadas junto aos clientes e formadores de opinião do setor automotivo.

Prêmio
A Mercedes-Benz foi premiada neste ano como a melhor Central de Relacionamento em caminhões pela 6ª vez consecutiva, desde que esta categoria foi criada no Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente, principal iniciativa de reconhecimento à qualidade do atendimento ao consumidor no País, além de “Empresa do Ano” pela 5ª vez consecutiva nesta premiação.
“É com foco na satisfação dos consumidores que a Companhia seguirá o lema As estradas falam e a Mercedes-Benz Ouve, se aproximando cada vez mais do mercado e trazendo para dentro da Empresa as solicitações e sugestões de melhorias dos clientes, transformando suas necessidades em soluções rentáveis para o transporte de cargas e de passageiros, declara Roberto Leoncini, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Venda de Caminhões e Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil.

10:19 · 05.11.2015 / atualizado às 10:21 · 05.11.2015 por

Abriu mais um espaço bacana de Food Trucks em Fortaleza. Ontem a noite (4/11) foi o momento de apresentar a novidade para a mídia local. É a Imprensa Food Square com veículos de Food Truck de hamburguers, milk shakes, cervejas especiais, açaí, comida natural. Fica na Av. Desembargador Moreira, 2355, dentro de um estacionamento, vizinho ao Colégio Santo Inácio. Um dos destaques é a Sweet Street, que faz milk shakes especiais e super gostosos.

Sócias Renatta Gurgel e Nicole Rangel estão otimistas com o sucesso dos milk shakes diferenciados
Sócias Renatta Gurgel e Nicole Rangel estão otimistas com o sucesso dos milk shakes diferenciados

São 16 sabores variados, dentre eles, morango, ovo maltine, leite ninho trufado, chocolate belga, banana flambada, paçoquita, capuchino, só para citar alguns. As sócias Nicole Rangel e Renatta Gurgel equiparam um Kombi que veio de São Paulo para deliciar os clientes.

Nicole informa que são 16 sabores diferentes de milk shakes
Nicole informa que são 16 sabores diferentes de milk shakes

O detalhe é que além de aparecer na Imprensa Food Square nesta sexta, sábado e domingo, a Kombi do Milk Shake também está itinerante em alguns locais e eventos.

 

Serviço: Imprensa Food Square (Av. Desembargador Moreira, 2355)

12:59 · 04.11.2015 / atualizado às 12:59 · 04.11.2015 por
  • Novidade amplia a linha de veículos comerciais leves da Mercedes-Benz no País, formada agora pelo Vito (3.050 kg de PBT) e pela Sprinter (3.500 a 5.000 kg)
  • Furgão Vito 111 CDI turbo diesel, para transporte de mercadorias, com ou sem ar condicionado: 1.225 kg de carga útil e 6 m³ de volume de carga
  • Van Vito Tourer 119 turbo flex, para transporte de passageiros: versões Comfort (8+1) e Luxo (7+1)
  • Referência máxima em segurança, versatilidade e conforto
  • Exclusivos sistemas de assistência à condução
  • Vito por ser dirigido por motoristas com Carteira Nacional de Habilitação da categoria “B”
  • Nova linha estará disponível nos concessionários de Veículos Comerciais

VITO

A inédita linha Vito de veículos comerciais leves da Mercedes-Benz faz sua estreia no Brasil. Com PBT de 3.050 kg, o Vito chega ao mercado nos modelos furgão para transporte de cargas (Vito 111 CDI turbo diesel) e van de passageiros (Vito Tourer 119 turbo flex).

VITO2

Com a apresentação do Vito, a Mercedes-Benz amplia ainda mais a oferta de veículos comerciais leves no Brasil, mercado já atendido com a linha Sprinter no segmento de large vans (3.500 a 5.000 kg de PBT). Assim, a marca traz uma solução eficaz para mobilidade urbana, com elevado padrão de qualidade, segurança e com base na tradição e excelência Mercedes-Benz.

“O Vito é o mais novo parceiro de trabalho dos nossos clientes”, diz Carlos Garcia, gerente sênior de Vendas e Marketing de Vans no Brasil. “Um veículo versátil, com ampla disponibilidade para operar nas mais diversas aplicações a qualquer hora e em qualquer lugar. Isso porque pode circular livremente, com muita agilidade, e também ser dirigido por motoristas com carteira de habilitação da categoria ‘B’. Dessa forma, assegura sempre a máxima rentabilidade, com a qualidade já conhecida das vans Mercedes-Benz”.

vito3

De acordo com o executivo, mantendo o compromisso com a segurança, inovação e conforto, o Vito foi perfeitamente desenhado para atender aos mais diversos usos e atividades. “Todas as versões contam com exclusivos dispositivos de segurança, acompanhados de um design atrativo e alto nível de conforto, que posicionam o Vito como a referência máxima no segmento de comerciais leves”, ressalta Carlos Garcia.

Dentro da estratégia global de expansão das vendas da Divisão de Vans do Grupo Daimler, a nova geração do Vito, lançada recentemente na Europa, está sendo produzida na Mercedes-Benz Argentina para atender a América Latina. O início das vendas está previsto ainda para este ano.

vito4

Excelentes capacidades, tanto no furgão, quanto na van

O Vito chega ao Brasil nas versões furgão e van:

Furgão: Vito 111 CDI é equipado com motor turbo diesel e disponibiliza 1.225 kg de carga útil e 6 m³ de volume de carga. Além do excelente espaço para transporte de mercadorias, o Vito oferece conforto e praticidade para motorista e acompanhantes e será comercializado com ou sem ar condicionado.

vito5

Van: Vito Tourer 119 é equipado com motor turbo flex, em duas versões:

  • “Comfort 8+1” – Capacidade para oito passageiros mais o motorista, oferecendo um exclusivo pacote de segurança e conforto, com destaque para ar condicionado frontal e traseiro.
  • “Luxo 7+1” – Transporta com excepcional conforto sete passageiros e o motorista, destacando-se pelos assentos de courino com inclinação individual. Além dos equipamentos da versão “Comfort”, possui volante multifuncional, painel de equipamentos exclusivos e design diferenciado, constituído de farol de neblina, parachoque na cor do veículo e rodas de liga leve.

vito6

Versatilidade para múltiplas aplicações

O furgão Vito 111 CDI é especialmente indicado para as empresas de transporte, transportadores autônomos e empreendedores. Ele chega ao segmento de comerciais leves podendo ser utilizado para inúmeras atividades e serviços, como cargas fracionadas, cargas refrigeradas, paletes, unidades móveis, entregas de e-commerce, eventos, profissionais liberais, entre outros.

Já a van Vito Tourer 119 atende a diversas demandas de transporte de passageiros, como transfers, executivo, turismo e limusine, além do uso particular. No compartimento de passageiros, os 6 bancos são de fácil remoção, o que permite maior flexibilidade em sua utilização e pode aumentar o espaço disponível para transporte de bagagens.

Ambas as versões podem ser dirigidas por motoristas com carteira de habilitação da categoria “B”, o que amplia ainda mais as possibilidades de uso do veículo, com o aumento da rentabilidade do transportador.

vito7

Inovação que impulsiona: motor turbo diesel para o furgão e turbo flex para van

O furgão Vito 111 CDI sai de fábrica com o compacto e eficiente motor turbo diesel OM 622 LA de 4 cilindros e 1,6 litro de cilindrada, oferecendo 114 cv de potência a 3.800 rpm, com torque máximo de 270 Nm entre 1.500 e 2.500 rpm. Este motor é fruto de um programa de redução sistemática da cilindrada em prol de um baixo consumo de combustível, bem como de um peso reduzido para aumento da carga útil.

Para a van Vito Tourer 119 está disponível o motor turbo flex (gasolina e etanol) M274 de 4 cilindros e 2 litros, com 184 cv de potência a 5.500 rpm, com torque máximo de 300 Nm entre 1.250 e 4.000 rpm.

Os dois motores do Vito atendem plenamente à norma PROCONVE L6 de emissões veiculares (legislação que regulamenta os veículos da categoria de vans médias), sem a necessidade de adição de ARLA 32.

Trem de força otimizado para excelente desempenho e baixo consumo

Para a transmissão de força são aplicadas caixas de mudanças manuais de 6 velocidades. Elas oferecem uma relação equilibrada de marchas que resulta em elevado conforto de condução, com baixo nível de ruídos e operação suave, sem vibrações. Além disso, assegura agilidade e baixo consumo de combustível.

Tanto na dianteira, quanto na traseira, a suspensão do Vito é independente (tipo McPherson na dianteira), com molas helicoidais, amortecedores e barra estabilizadora. O veículo vem equipado com freio a disco em todas as rodas, sendo que os discos frontais são autoventilados.

Direção elétrica de série é outra inovação do Vito para o segmento de comerciais leves. Seu uso proporciona maior comodidade ao motorista, uma vez que aumenta a agilidade e reduz os esforços necessários para condução do veículo, especialmente em manobras em lugares apertados.

Design: síntese de modernidade com funcionalidade

O Vito causa uma impressão estética única e inconfundível. Os elementos de design, especialmente a dianteira do veículo, revelam sua forte ligação com a família de vans Mercedes-Benz.

O design arrojado, com linhas modernas, expressa a robustez do Vito, o que, em conjunto com os faróis, compõe um exemplo da síntese perfeita da forma com a funcionalidade. Além disso, o desenho proporciona uma excelente aerodinâmica ao veículo, contribuindo para a economia no consumo de combustível.

Dimensões ideais, seja externa ou internamente

As medidas externas são definitivamente um diferencial do veículo. O acesso a lugares com restrição de altura, largura ou comprimento – como, por exemplo, estacionamentos de shopping centers, hotéis, prédios ou hospitais – está garantido com o Vito, que possui 5.140 mm de comprimento, 2.249 mm de largura (incluindo retrovisores), 3.200 mm de distância entre eixos e 1.910 mm de altura.

Mesmo compacto por fora, o Vito é grande por dentro, oferecendo um excelente espaço interno. Na van, isso significa conforto para passageiros e área diferenciada para as bagagens. No furgão, resulta num ótimo volume para carga. A altura interna do Vito é de 1.392 mm no furgão e de 1.326 mm na van. O comprimento interior da área de carga do furgão chega a 2.831 mm, com volume de carga de 6 m³, enquanto o espaço para bagagem na van, atrás da última fileira de bancos, alcança 990 litros.

Vito chega ao mercado como referência incontestável em segurança

Quando o tema é segurança, o Vito não encontra concorrente à altura no segmento de comerciais leves. Ao dirigir, manobrar ou estacionar, o motorista tem à disposição sofisticados assistentes que fazem o seu trabalho muito mais seguro e confortável. Além de evitar acidentes, os sistemas de assistência propiciam a disponibilidade do veículo, garantindo assim maior produtividade e rentabilidade para o cliente.

Com base em seu DNA de inovação para segurança e conforto, o Vito, como um legítimo Mercedes-Benz, oferece, de série, um generoso pacote de itens de avançada tecnologia: assistente de monitoramento de cansaço, assistente de partida em rampa, assistente de vento lateral, a mais moderna versão do Programa Eletrônico de Estabilidade exclusivo da Mercedes-Benz, o ESP Adaptativo 9.1i® (que reúne ABS, ASR, BAS e EBV) e luzes de freio adaptativas na traseira que sinalizam uma frenagem de emergência para o condutor do veículo que vem atrás.

O Vito também se destaca por itens como airbag para motorista e acompanhantes, cinto de segurança de 3 pontos, fixações ISOFIX para cadeiras de crianças, estrutura inteligente com amplas zonas de deformação controlada, estrutura monobloco que garante menor deformação do veículo em caso de acidente e célula de sobrevivência.

Muito conforto a bordo

No interior do Vito, os ocupantes desfrutam de comodidade e praticidade, com boa ergonomia. A começar pelos bancos muito confortáveis, com ampla superfície do assento e apoio de cabeça e um ótimo espaço entre as fileiras de banco oferecendo excelente acomodação.

O posto de condução é um exemplo de funcionalidade: todos os comandos estão ao alcance das mãos, com destaque para o rádio, de série, com conexão Bluetooth, entrada USB e cartão SD e, para a versão Tourer, o volante multifuncional. A isso soma-se o conjunto de vários compartimentos, que oferece numerosas possibilidades para guardar objetos, tanto sob o painel de instrumentos, como nas bolsas das portas.

09:51 · 20.07.2015 / atualizado às 09:51 · 20.07.2015 por

Novo-Fiat-Siena-2015+(1)

O motivo dos dois? O volante que pode se soltar. A Fiat começa a atender nesta segunda-feira os proprietários dos veículos Grand Siena Attractive 1.4 MPI Flex, Grand Siena Attractive 1.4 MPI Flex Tetrafuel, Grand Siena Essence 1.6 E.Torq Flex, fabricados entre 12 de junho de 2013 e 29 de maio de 2014, e Novo Fiorino 1.4 MPI Flex, produzidos entre 02 de abril de 2014 e 18 de julho de 2014.

De acordo com o comunicado veiculado através das grandes mídias, a convocação visa conferir se a base de encaixe de volante à coluna de direção faz parte de um lote que pode apresentar trincas, o que, neste caso, acarretaria desconexão entre os componentes.

É bom salientar que o atendimento é de graça e deverá ser agendado em qualquer concessionária Fiat do território brasileiro ou através da Central de Relacionamento Fiat, pelos telefones 0800 707 1000 ou 0800 282 1001.

Confira os chassis envolvidos no comunicado:
Fiat Grand Siena: 9BD 197132E3107557 a 9BD 197132F3207529
Fiat Fiorino: 9BD 265122E9009031 a 9BD 265122F9018861

New-Fiat-Fiorino-1024x768

13:13 · 15.07.2015 / atualizado às 13:13 · 15.07.2015 por

Jeep-Renegade-Trailhawk-1

A nova rodada de crash-testes do instituto Latin NCAP, órgão independente de segurança viária, revelou o abismo entre alguns modelos vendidos no Brasil. Foram avaliados dois lançamentos recentes, o Jeep Renegade e o Chery New QQ, além da volta do Palio com modificações. SUV é o primeiro veículo nacional a receber nota máxima em proteção infantil.

Enquanto o SUV nacional obteve um dos melhores resultados desde o início dos testes da versão latina do NCAP, o QQ chinês, mesmo sendo um projeto novo, obteve nota zero em todos os quesitos – a observar que o modelo estava sem airbags, recurso exigido nas versões vendidas no Brasil.

Cinco estrelas

O Renegade é o segundo SUV avaliado pelo Latin NCAP – o primeiro foi o rival Ecosport -, e só não superou o Golf VII com sete airbags. Foram cinco estrelas em proteção a adultos e crianças, com 16,12 pontos de 17 possíveis no primeiro caso, e 43,54 pontos de 49 possíveis no segundo.

No choque frontal a 64 km/h, houve perfeita proteção dos ocupantes, sejam os adultos ou crianças, de 18 meses em assento voltado de costas, e três anos, de frente. No impacto lateral, houve um leve contato da cabeça do motorista com o vidro, mas dentro do esperado, de acordo com o instituto.

O Renegade também traz informações importantes sobre a instalação dos assentos infantis, exigidos pelo Latin NCAP. Chamou a atenção do órgão a resistência da carroceria do SUV, que é mais pesada que a de concorrentes. Foi a primeira vez que um modelo nacional obteve as cinco estrelas para crianças.

Fonte: IG

14:03 · 14.07.2015 / atualizado às 14:03 · 14.07.2015 por

volkswagen-amarok-2011-1436891068490_615x300

A Volkswagen do Brasil anunciou hoje um recall envolvendo unidades da picape média Amarok, ano-modelo 2015, fabricadas entre 29 de setembro de 2014 e 8 de abril deste ano.

Segundo a fabricante, foi detectada uma “falha nos elementos de fixação do suporte das pinças do freio dianteiro”, que podem se soltar e gerar ruídos ou mesmo danos nas rodas. Em casos extremos, o problema pode provocar travamento das rodas, com risco de acidentes graves ou até fatais, e danos materiais e/ou físicos aos ocupantes do veículos e terceiros.

O chamado engloba unidades com numeração de chassis não sequenciais de FA005972 até FA033148.De acordo com a marca, a inspeção e possível substituição das peças com defeito já pode ser agendada em todas as concessionárias. O tempo estimado para execução do serviço é de 30 minutos. Mais informações podem ser obtidas por meio do telefone 0800 019 8866, ou pelo site www.vw.com.br.

Fonte: UOL