Busca

Categoria: versão


12:08 · 15.02.2018 / atualizado às 12:54 · 15.02.2018 por

Uma parceria improvável, um carro com edição limitada feita por um ex-jogador de futebol. É o Corolla Zico Limited Edition, automóvel da montadora japonesa que é comercializado de maneira exclusiva e em edição limitada

Sem linha de impedimento que inibisse seu processo criativo, Zico aproveitou a liberdade para atacar de design e personalizar o acabamento aplicado no já conhecido Corolla XRS, considerado um dos sedans mais vendidos no Brasil no ano passado.
“Já conhecíamos a habilidade do Zico em campo e sua capacidade de tornar o ato de jogar futebol em arte, mas realmente chamou a atenção sua criatividade que permitiu a customização de detalhes do Corolla XRS, tornando a edição limitada ainda mais especial. Esperamos que o Zico Limited Edition seja mais um golaço deste ídolo”, afirma Elvio Lupo, diretor da área de varejo automotivo da Rodobens, que desenvolveu o projeto em parceria com o Studio RSS Design.


Toque de craque
Na versão estilizada para o jogador, o Corolla XRS mantém características esportivas e a sofisticação de seu design, bem como os diferenciais mecânicos que lhe conferem potência, alto desempenho, segurança e conforto ao usuário. “Tomando como base a versão do Corolla XRS, foi desenvolvido um kit com personalizações nos acabamentos interno e externo do veículo”, explica Lupo.
Nos detalhes dianteiros, as molduras dos faróis de neblina, a grade do radiador e os frisos dos faróis receberam pintura Black Sanity, e o emblema Toyota foi revestido com a pintura Black Piano.
Algumas características da traseira do veículo também foram modificadas, como o emblema Toyota na pintura Black Sanity, a aplicação do acabamento Black Piano na ponteira da descarga e o espelho defletor com pintura Black Line, além da inserção do logotipo Zico Limited Edition como uma assinatura do ex-jogador. Também chama atenção nesta parte do automóvel a aplicação de um aerofólio e um “brake light” com pintura Black Line, que proporciona o escurecimento das lentes.

Nas laterais do Corola foram aplicadas faixas de alta resistência, que reforçam o visual esportivo do modelo e fazem referência aos três clubes defendidos por Zico ao longo da carreira (Udinese, Flamengo e Kashima) e à marca de 831 gols registrados por ele em jogos oficiais.
As rodas também foram personalizadas pelo ex-jogador, com pintura em titanium de acabamento acetinado e gravação em baixo relevo do logotipo Zico com detalhes em vermelho. Nas calotas, foi inserida a mesma logomarca, e as pinças de freio receberam acabamento com pintura em vermelho e aplique do logo XRS.
O interior do Corolla foi incrementado com pinturas em vermelho e preto, que reforçam o desenho do modelo na moldura do porta-luvas, no volante, no painel de instrumentos, console central, bancos e forros das portas.

Diferenciais mecânicos
O sedan é equipado com faróis e lanternas LED de iluminação noturna e diurna, ar-condicionado, sistema multimídia touch screen com tela de 7 polegadas, GPS integrado ao painel, computador de bordo, coluna de direção de altura e profundidade reguláveis, volante multifuncional, câmera de ré, partida por botão e sete airbags. O conjunto mecânico inclui motor 2.0 Dual VVTi 16v, de 154 cv e 4.800 rpm. É acionado por câmbio automático CVT de sete marchas e que tem opção de trocas manuais por alavanca ou pelas aletas atrás do volante.

13:28 · 28.07.2015 / atualizado às 13:28 · 28.07.2015 por

259106_523604_0387_muriloma

A Mitsubishi apresentou uma série especial para a L200 Triton. Restrita a 300 unidades, a Chrome Edition possui kit multimídia, capota marítima e protetor de caçamba de série. Com novo para-choque e conjunto óptico, o modelo ganhou detalhes cromados nos retrovisores e maçanetas – seu preço é de R$ 87.990.

Sua base é a versão HLS e o motor segue o 2.4 flex de 4 cilindros e 16 válvulas. De acordo com a empresa, rende 142 cavalos de potência máxima a 5.000 e 22 kgfm de torque a 5.000 rpm, trabalhando em conjunto com câmbio manual de 5 marchas. A tração é 4×4 e as suspensões possuem sistema para reduzir o balanço da cabine.

259106_523606_0430_muriloma
O conjunto de suspensão tem o sistema SDS (Sport Dynamic Suspension), que reduz o movimento da carroceria e deixa o veículo ainda mais estável, tanto no asfalto como no uso off-road, que proporciona o mesmo nível de conforto e segurança com o carro vazio ou carregado com mais de uma tonelada, até em pisos irregulares.

259106_523609_painel
Segundo a montadora o pacote multimídia recebeu tela sensível ao toque de 7 polegadas e possui CD player, entrada auxiliar e USB com interface para iPod, MP3, sistema Bluetooth e rádio AM/FM. Os bancos têm um novo acabamento e a na tampa do porta-luvas existe plaqueta numerada identificando a série especial.

Cores

A L200 Triton HLS Chrome Edition está disponível nas concessionárias de todo o País em três opções de cores: Cinza Londrino, Prata Rhodium e Marrom Barroco. O veículo tem três anos de garantia e a MitRevisão com preço fixo.

11:34 · 22.07.2015 / atualizado às 11:34 · 22.07.2015 por

33261

Nossos pais com certeza foram fã dele. Basta chegar em casa e perguntar: “papai, você já viu um filme de Steven McQueen? Se você é desta geração e não o conhece, para se ter uma ideia, o ator norte-americano é considerado um dos maiores atores de todos os tempos. Em 1974, seis anos antes de morrer, era o astro de cinema mais bem pago do mundo. McQueen também era conhecido por ser um viciado em carro e moto: era piloto e dispensava o uso de dublê em cenas de alta velocidade. Com dinheiro na mão e muito bom gosto, era de se esperar que a coleção pessoal do ator fosse de ótima qualidade.

O último carro encomendado por ele antes de sua morte, um raro Porsche 911 Turbo Carrera 1976 – também conhecido pelo “codinome” 930 -, será leiloado pela Mecun Auctions em Monterrey, na Califórnia, entre os dias 13 e 15 de agosto.

33257
O esportivo traz pintura especial, bancos esportivos, teto-solar e um sistema de segurança capaz de apagar as luzes traseiras caso estivesse em uma perseguição durante a noite. O motor é o 3.0 turbo de seis canecos em linha, com injeção de combustível Borsch K-Jetronic. São 234 cv enviados às rodas traseiras pelo câmbio manual de quatro velocidades.

bullittcb
McQueen encomendou o 911 Turbo Carrera de Bob Smith Porsche, em Hollywood (EUA). O ator morreu poucos anos depois, sem ter levado outro carro para sua coleção, tornando o modelo em questão ainda mais especial. Interessado? A Mecun Auctions ainda não revela o preço pedido pela raridade. Porém, se você está de férias nos E.U.A e é fan do ator, não custa nada perguntar. Quem sabe você leva essa raridade para casa?

09:32 · 29.06.2015 / atualizado às 09:32 · 29.06.2015 por

bebe-dormindo-na-cadeirinha-do-automovel-marlon-lopez-shutterstock-0000000000004DD6

Para quem não sabe, aí vai o recado: até os dez anos de idade, as crianças devem ser transportadas no banco de trás do automóvel. Outro detalhe importante: é fundamental o uso correto dos dispositivos de retenção.  Mas você sabe qual o dispositivo de retenção (ou cadeirinha) deve ser usado em cada faixa etária? Para que você não se confunda,  destrinchamos para você: de 0 a 12 meses é destinado para bebê-conforto ou conversível,de 1 a 4 anos é cadeirinha, de 4 a 7,5 anos é assento de elevação (ou booster) e para finalizar, de 7,5 a 10 anos: cinto individual de segurança do banco traseiro

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, em todo o mundo, mais de 500 crianças morrem todos os dias em acidentes de transporte terrestre. Já no Brasil, cerca de cinco crianças por dia são vítimas fatais do trânsito.

Para os especialistas, nas grandes metrópoles, o acidente de trânsito está entre as principais causas externas que geram internações de crianças e adolescentes, de 0 a 14 anos, ficando bem à frente de situações como sufocação e afogamento.

Previsto na resolução 277 do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), o uso dos dispositivos visa reduzir o risco de lesão em casos de batida ou freada brusca repentina do veículo, pois limita o deslocamento do corpo da criança.

Comparação

Em testes realizados, o impacto de uma colisão contra um muro a 60 km/h, por exemplo, equivale à queda de um prédio de quatro andares, ou seja, a chance de provocar fatalidade e lesões sérias para quem está sem cinto é muito maior.

Duas rodas

Nas motos apenas crianças com sete anos ou mais podem ser levadas na garupa, usando capacete adequado para o seu tamanho. Ainda que tenha a idade permitida, uma criança que não tenha condições de cuidar da própria segurança não pode ser transportada em motocicleta, como, por exemplo, se ela não alcançar o apoio dos pés.

Quem descumprir essas regras está sujeito a multa de R$ 191,54, mais sete pontos na carteira (infração gravíssima). Quem for flagrado com criança em motocicleta de forma irregular responde ainda a um processo administrativo para suspensão do direito de dirigir.

Fonte:Uol

10:48 · 16.06.2015 / atualizado às 10:48 · 16.06.2015 por

subaru-wrx-brasileiro-1434385654060_615x470

Apresentado no Salão de São Paulo de 2014, o sedan esportivo WRX enfim tem prazo certo para aportar no Brasil: agosto de 2015. Com dois meses de atraso em relação ao cronograma inicial, o modelo estará nas concessionárias a partir de R$ 147.900, pela Caoa,  importadora oficial da marca no país.

Já a versão STi, (ainda) mais potente e invocada, custará R$ 194.900. A meta é vender 500 unidades ao ano, sendo 100 da versão mais cara. Encomendas já estão liberadas nas lojas.

Modelo “desmembrado” da família Impreza, o WRX tem apelo jovem e que foca, em especial, nos fãs de esportivos com toque nipônico. Não é à toa que o modelo importado ao Brasil terá visual similar àquele vendido no Japão, mais harmonioso e “purista” do que o desenvolvido para os Estados Unidos: grade dianteira sem barra superior, luzes de seta brancas e nicho dos faróis de neblina mais limpo nos detalhes.

Em termos de motor é a mesma dos WRX americanos: na versão convencional, tradicional motor boxer 2.0, de 268 cavalos de potência e 37 kgfm de torque, acoplado a transmissão automática Lineartronic, de oito velocidades; já a STi conta com um 2.5, também boxer, de 305 cv e 40 kgfm, gerenciado por câmbio manual de seis marchas e munido de tração integral.

No interior do veículo, acabamento sem frescuras, típico dos esportivos japoneses, denotando um uso muito mais para desempenho que conforto: plástico, camadas muito finas de borracha e couro preto com detalhes em vermelho. Só o uso de faixas em fibra de carbono demonstra um pouco mais de extravagância.

No capô, um chamativo e clássico duto de ar. No caso da versão STi, há também um suntuoso aerofólio traseiro pendurado sobre a tampa do porta-malas.

Fonte: UOL

subaru-wrx-sti-brasileiro-1434385619026_615x300
Apimentada versão, de 305 cv, espera-se vender 100 unidades anualmente

 

 

10:03 · 29.05.2015 / atualizado às 10:03 · 29.05.2015 por

32051

A montadora sueca jogou no mercado novas versões de entrada do sedan S60 e da perua V60 aqui no Brasil. Adotando a nova nomenclatura global da marca, as configurações Kinect e Momentum entram logo abaixo da topo de linha R-Design T6. A mais em conta Kinetic parte de R$ 136.950 no sedan. Já a Momentum, que segundo os suecos deve representar 60% das vendas do modelo, sai por R$ 146.950. Para a perua os preços são R$ 141.950 e R$ 152.950, dependendo da versão.

Segundo Luís Rezende, presidente da Volvo Cars no Brasil, a estratégia das novas versões é mostrar que um carro de entrada pode ser recheado de acessórios e equipamentos de segurança. Tudo para fazer frente o trio alemão: BMW Série 3, Mercedes Classe C e Audi A4.

Seguindo essa filosofia, a versão Kinetic traz seis air bags, bancos de couro com regulagem elétrica para o motorista, ar-condicionado digital de duas zonas, faróis de xênon direcionais, rodas de liga leve de 17 polegadas e sistema Sensus Connect, que permite a reprodução de músicas, programas e podcasts online através de aplicativos como o Rdio e o TuneIn.

Já o Momentum acrescenta a tecnologia Sensus Navigation, que oferece mapas tridimensionais, regulagem elétrica também para o passageiro, teto solar, painel de instrumentos digital personalizável de 8”, paddle shift, sensor de chuva, molduras de vidros em alumínio e rodas de liga leve de 18”.

Ambas são equipadas com a nova família de motores Drive-E: um 2.0 turbo de quatro cilindros em linha, que na configuração T5 é capaz de despejar 245 cv e 35,7 mkgf. Combinado com o câmbio automático de oito marchas, a dupla catapulta o S60 até os 100 km/h em 6,3 s – a perua é 0,1 s mais lenta.

32048

09:59 · 04.05.2015 / atualizado às 09:59 · 04.05.2015 por

fox_rock_in_riom_2015_(1)

Para quem é fan de rock e adora comprar carro de coleção, a Volkswagen relança por R$ 50.190 a edição Rock in Rio do Fox, que marca o patrocínio da empresa ao festival de música. Com produção limitada até agosto, a série vem com rodas de alumínio de 15 pol, faixas adesivas com as silhuetas de instrumentos musicais, retrovisores cromados, grade preta, lanternas traseiras escurecidas e defletor de teto.

Na parte interior do modelo, há soleiras das portas com aplique, pedais com capa de alumínio, detalhes em vermelho nas saídas de ar e na alavanca de câmbio e bancos com tecido exclusivo e costuras vermelhas.
volkswagen-fox-rock-rio-2015-04
O Fox Rock in Rio, que deriva da versão Comfortline, usa o motor de 1,6 litro e oito válvulas com potência de 101/104 cv e torque de 15,4/15,6 m.kgf, na ordem gasolina/álcool. Vem de série com ar-condicionado, volante com ajuste de altura e distância, áudio com CD/MP3 e entradas USB e auxiliar, conjunto elétrico, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, faróis e lanternas de neblina, alarme, regulagem de altura do banco do motorista, computador de bordo e direção com assistência elétrica. O câmbio automatizado I-Motion não está disponível.

10:03 · 28.04.2015 / atualizado às 10:03 · 28.04.2015 por

Serviço_estrutura-de-fibra-de-carbono_carro

Após ter induzido o material em modelos experimentais e carros de baixo apelo de vendas, a Ford, montadora de carros norte-americana, comunicou que vai buscar novas formas de uso da fibra de carbono em carros de grande volume, isto é, aqueles que têm boa saída nas concessionárias.

Vantagens

Bem mais leve do que materiais tradicionais, a fibra de carbono é usada para reduzir o peso e portanto obter maior relação peso potência nos carros, reduzindo o uso de combustível e consequentemente diminuindo também as emissões de poluentes.

Hoje em dia, a Ford está buscando reduzir os custos da fibra de carbono para que possa utilizar o material também em carros de produção em massa.

O alumínio é outro material utilizado pela indústria para redução do peso dos veículos automotores, assim como o magnésio e outros polímeros, como o GFRP (plásticos reforçados com fibra de vidro).

As exigências do mercado em relação à preservação do meio ambiente e à redução da poluição faz a indústria pesquisar materiais cada vez mais leves, que proporcionem melhorias na busca por um ambiente menos agressivo ao homem.

 

 

13:35 · 22.04.2015 / atualizado às 13:35 · 22.04.2015 por

Toyota-Corolla-Hybrid-620x382

No seu estande no Salão de Shangai, a montadora japonesa apresentou como um dos grandes trunfos a versão híbrida da nova geração do Corolla. Com o sobrenome Hybrid, o sedan  diferencia-se das demais variantes pelos detalhes visuais exclusivos que carrega, especialmente na dianteira e na traseira. No geral, as linhas são mais requintadas que as vistas nos modelos brasileiro, norte-americano e europeu, com destaque para o amplo uso de itens cromados e luzes de LED nos faróis e nas lanternas.

Exclusivo da China, o Corolla Hybrid será produzido localmente em parceria com a fabricante FAW. Sob o capô, o modelo conta com um motor 1.5 de ciclo Atkinson que trabalha associado a um bloco elétrico. O conjunto desenvolve potência de 99 cavalos e, segundo dados de fábrica, alcança média de consumo de 20,4 km/l.

09:52 · 17.03.2015 / atualizado às 09:52 · 17.03.2015 por
q7_1
Q7 está na lista para o recall

A Audi – aquela marca das argolinhas –  anunciou ontem o recall de 279 unidades dos veículos A6 Avant, A6 Sedan, A7 SPB e Q7 no Brasil por risco de incêndio. De acordo com a companhia alemã, o recall envolve modelos 2011 e 2012 dos carros e os proprietários devem agendar o serviço de reparo, que dura cerca de 6 horas, em uma concessionária da marca em sua cidade.

Os componentes envolvidos no chamado são o tubo de distribuição de combustível e elementos de vedação dos injetores do motor. De acordo com a empresa, existe a possibilidade de ocorrer um vazamento de combustível no sistema de injeção através do tubo de distribuição de combustível, o que pode resultar em incêndio e possíveis acidentes fatais.

Os chassis envolvidos são: Audi A6 Avant: 4GCN114751 (um único chassi); Audi A6 Sedan: 4GBN027752 a 4GCN121292; Audi A7 SPB: 4GBN027848 a 4GCN1129030; Audi Q7: 4LBD035932 a 4LCD026742

Para mais informações, a empresa disponibiliza o telefone 0800-777-2834 e o site www.audi.com.br.