Blog do Automóvel

Categoria: Yamaha


14:29 · 29.07.2015 / atualizado às 14:29 · 29.07.2015 por

image

Depois do sucesso das feiras de imóveis e carros, os Classificados, do Diário do Nordeste, promove o I Feirão de motos. O evento começa amanhã e vai até 02 de agosto, no Shopping Parangaba. O evento reunirá as maiores concessionárias da cidade e será uma oportunidade para o público conferir lançamentos e adquirir motos de diversos tipos e modelos em condições especiais.

No evento, estarão presentes marcas renomeadas como Dafra, Honda, Jonny, Shirenay, Traxx e Yamaha. Para facilitar os negócios e oferecer condições especiais para os compradores, a Embracon Consórcios oferecerá linhas de crédito para quem sonha em ter seu transporte próprio. Os concessionários irão trabalhar com bancos das suas montadoras, mas o Banco Pan também estará no local para somar nas opções das instituições financeiras.

Pollyana Brandão, gerente de Classificados do Diário, explica que a iniciativa tem como objetivo alavancar mais as vendas e “nos aproximar mais do consumidor final, levando a credibilidade dos nossos classificados, por meio de seus parceiros, oferecendo uma oportunidade aos clientes de comprar uma moto zero-quilômetro com as melhores condições do mercado local. Na prática, queremos unir o nosso anunciante com o nosso cliente mais próximo com o produto ”, salienta.

I FEIRÃO DE MOTOS

Data: De 30/07 a 02/08
Horário: De segunda a sexta, de 10h às 22h, e domingo, de 11h às 20h.
Local: Estacionamento do Shopping Parangaba (entrada principal) – Rua Germano Franck, 300 – Parangaba

14:30 · 24.06.2015 / atualizado às 14:30 · 24.06.2015 por

2013-Yamaha-VMAX-EU-Power-Black-Studio-001

A Yamaha aumentou o preço da V-Max,  fazendo o modelo alcançar o topo entre as motos de maior valor, desbancando a Harley-Davidson CVO Limited. O reajuste de preço foi de 99 mil para 130 mil reais, um aumento de 31,3%, segundo a fabricante. Importada do Japão e com 200 cavalos de potência, a V-Max é a moto mais exclusiva da Yamaha à venda.

Com visual que lembra os “muscle-cars” americanos, a moto faz uso de um poderoso motor de 4 cilindros em V com 17 kgfm de torque. Lançada no país em 2013, na edição passada do Salão Duas Rodas, a motocicleta foi desenvolvida para ter acelerações brutais e possui câmbio de cinco marchas.

10:02 · 25.05.2015 / atualizado às 15:06 · 25.05.2015 por

A Honda é a campeã de vendas em território brasileiro. A empresa detém 80,3% das unidades emplacadas em todo o País, conforme dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

E dentre as 10 motos mais vendidas no País, oito são da Honda. As outras duas são da Yamaha.

A preferida dos brasileiros, conforme os números da Fenabrave, é a Honda CG150. Em segundo lugar vem a Honda Biz, seguida pela Honda NXR150.

Confira a lista das 10 motos mais vendidas:

10º lugar
Honda PCX150
De janeiro a maio de 2015, foram 9.651 modelos do Scooter comercializados no País

hondapcx150_1

9º lugar
Honda CB300R
Ao todo, já são 11.250 unidades emplacadas neste ano

Honda_CB300R_3-4_Frente

8º lugar
Honda XRE300
Em cinco meses, 12.504 motos vendidas

XRE300

7º lugar
Yamaha YS150 Fazer
No BRasil, 14.754 proprietários optaram pelo modelo

Yamaha-YS-150-Fazer-01

6º lugar
Yamaha YBR125
O modelo mais vendido da Yamaha ficou apenas em sexto lugar, com 15.839 unidades

factor_ybr_125_2015

5º lugar
Honda CG125
A diferença do quinto para o sexto lugar é quase o dobro: foram 28.585 motos deste modelo vendidas

honda_cg125_w

4º lugar
Honda Pop 100
A diferença vai ficando cada vez maior. Aqui, foram 38.946 unidades emplacadas

nova-pop-100

3º lugar
Honda NXR150
Abrindo o pódio, são 78.219 para o terceiro colocado no ranking nacional

honda-nxr-150-bros-mix

2º lugar
Honda Biz
O Scooter soma 80.436 já vendidos neste ano

Honda-Biz-2015
1º lugar
Honda CG150
A Titan, campeão de vendas,  soma incríveis 139.149 unidades emplacadas em todo o Brasil neste ano

honda-cg-150-ficha-tecnica

 

16:00 · 18.05.2015 / atualizado às 11:16 · 18.05.2015 por

A Ténéré 250 chega ainda mais versátil em seu modelo 2016. Ela passa a ter tecnologia BlueFlex, que permite o abastecimento com gasolina, etanol ou a mistura de ambos os combustíveis em qualquer proporção. Outra grande novidade é a traseira da Ténéré 250 Blueflex, que ganhou novo bagageiro com capacidade de carga aumentada de 4,7 kg para 7,0 kg (incluindo peso do bauleto) e alças de apoio lateral mais ergonômicas, em alumínio, nova lanterna em LED e protetor de escapamento em preto fosco.

O novo desenho da chave e a introdução do moderno painel totalmente digital com iluminação branca em LED, inspirado no conjunto que equipa a Super Ténéré 1200, ainda traz outra novidade: indicador ECO, que acende quando o motor trabalha na faixa de rotação de maior eficiência, indicando uma pilotagem mais econômica.

A Ténéré 250 Blueflex chega já neste mês de maio às concessionárias Yamaha no tradicional azul, além do branco e cinza fosco e, agora também, na cor marrom metálico, pelo preço sugerido de R$ 15.015,00. O modelo tem garantia de um ano sem limite de quilometragem.

Novo motor BlueFlex

O propulsor monocilíndrico, de arrefecimento misto, uma vez que conta com o auxílio de um radiador de óleo, de 249,45 cm³, com comando simples no cabeçote (SOHC), tem potência máxima gerada de 20,7 cv quando abastecida com gasolina e de 20,9 cv em caso de o motor ser alimentado com etanol, ambos atingidos a 8.000 rpm. O torque, por sua vez é de 2,1 kgf.m quando com etanol e 2,09 kgf.m quando gasolina, disponíveis a 6.500 giros. O motor com pistão forjado em alumínio e cilindro revestido de cerâmica, material similar ao de motos de competição, que diminui o atrito e dispersa o calor com mais eficiência, o que aumenta sua confiabilidade.

O conjunto ciclístico acertado da Ténéré 250 Blueflex permanece para 2016 e conserva o garfo telescópico dianteiro com curso de 220 mm, que traz protetores de bengala emborrachados. Já a suspensão traseira faz uso de balança monoamortecida tipo monocross com link, cujo curso da roda é de 200 mm. Facilmente ajustável, a suspensão traseira tem sistema de regulagem na pré-carga da mola.

As rodas raiadas em aço oferecem segurança em vias sem asfalto. As mesmas calçam pneus Metzeler Tourance, com medidas 80/90-21 M/C 48S na dianteira e 120/80-18 M/C 62S na traseira, com aptidão também para deslocamentos em vias pavimentadas.

Confira imagens: (Clique para ampliar)

12:55 · 07.04.2015 / atualizado às 12:55 · 07.04.2015 por

Idealizado pelo Sr. Jurandir Peixoto, o grupo segue comandado pela segunda e terceira geração da família Peixoto

Um passeio pela memória em fotos, o Grupo Agências Peixoto entrou no mercado automotivo cearense em 1962 com a primeira loja de multimarcas de carros seminovos do Estado; a Agência Peixoto. Sendo o ponto de partida de todo o sucesso do grupo, a Agência entrou no mercado automobilístico cearense há 53 anos, atuando com multimarcas de carros seminovos. A loja, desde então, atua com automóveis conhecidos como “Premium”, confortáveis e de luxo. Atualmente, além dela, compõe o grupo as marcas: Land Rover, Kia, Ford e no último ano Jaguar e Yamaha Motos.

ap

ap2

ap3ap4

ap5

ap6

ap7

Presente
Inaugurada em 2014 a Terra Motos Yamaha é a mais recente concessionária que compõe as Agências Peixoto. A marca foi a escolha do diretor por apresentar qualidade, desenvolvimento e originalidade, características que vem desde sua primeira motocicleta e que compõe com as particularidades de cada loja do grupo. Após 5 meses do lançamento, a Terra Motos já conta com 3 lojas e segue em expansão.
A Starfor, representante Ford, foi inaugurada em julho de 2012 sendo a primeira com o padrão mundial da marca no Ceará. A loja de novos e seminovos, conquista vários prêmios de qualidade e satisfação com o cliente.
No ano de 2006, a Orion entrou no mercado cearense. Revendedora da coreana Kia, a concessionária reinaugurou recentemente seu showroom com aspectos que remetem modernidade e ousadia adquiridos junto a proposta de sua montadora.
Única representante Land Rover no Ceará, a Extrema agrega as Agências Peixoto desde 2002. Buscando sempre aprimorar a qualidade no atendimento, a concessionária está entre as 10 lojas que mais vendem a marca no Brasil. Em 2014, além dos modelos novos e seminovos, a Extrema passou a disponibilizar em seu showroom os modelos de luxo Jaguar.
O Grupo Agências Peixoto é formando pelas concessionárias Terra Motos, Starfor, Orion Kia, Extrema Jaguar Land Rover e Agência Peixoto.
EXTREMA

EXTREMA2

STARFOR

KIAORION

TERRAMOTOSSERVIÇO:
GRUPO AGÊNCIAS PEIXOTO
Site: http://www.agenciaspeixoto.com.br
TERRA MOTOS
Endereço 1: Av. Visconde do Rio Branco 1998
Centro
Endereço 2: Av José Bastos, 5365
José Bastos
Endereço 3:
Av. Padre José Holanda do Vale,1820
Maracanaú
STARFOR
Endereço: Av. Sen. Virgílio Távora, 2655
Dionísio Torres
Telefone:(85) 3207-8000
ORION KIA
Endereço: Rua Domingos Olímpio, 32
Joaquim Távora
Telefone: (85)3464-2000
EXTREMA JAGUAR LAND ROVER
Av. Desembargador Moreira, 3034
Dionísio Torres
Telefone: (85) 3464-3000
AGÊNCIA PEIXOTO
Endereço: Avenida Domingos Olímpio, 32
Centro
Telefone:(85) 3254-2017

16:50 · 13.03.2015 / atualizado às 16:50 · 13.03.2015 por

yamaha-motiv

Uma das principais fabricantes mundiais de motocicletas no mundo, de moto aquática e quadriciclo, a japonesa Yamaha pretende lançar um minicarro para duas pessoas, de acordo com a agência Flash de Motor. Se isso acontecer, será a primeira vez que a montadora entrará neste ramo. O modelo será feito em cima do carro conceito Yamaha Motiv, apresentado no salão de Tóquio 2013.

O carro deverá ser lançado no mercado europeu em 2019 e terá duas opções de motor, uma a combustão 1.0 e outra elétrica. Entretanto, a Yamaha não estará só para produzir seu primeiro veículo urbano com quatro rodas, pois ela contará com a parceria com a Toyota.

yamaha-motiv_tras

10:22 · 23.02.2015 / atualizado às 10:22 · 23.02.2015 por

2010-Yamaha-V-MaxVMX17d

Neste mês, a Yamaha VMax, um modelo com corpo de custom, ciclística de naked esportiva e potência quase incontrolável, faz 30 anos. Sobre o modelo, um dos maiores responsáveis pelo sucesso foi o motor V4 de 1.200 cc, herdado da touring Venture Royale. Na época, ele era capaz de gerar 143 cv de potência, nada tão absurdo, mas proporcionava aceleração impressionante ao empregar nos primeiros giros, quase a totalidade dos 8,5 kgfm de torque.

Para seu sucesso, o visual diferente, único, também contribuiu: caracterizada em todas as gerações pelas entradas laterais em formato de cornetas, a VMax mudou pouco no decorrer dos anos. Embora alguns detalhes tenham sido alterados nas reestilizações – tais quais pintura, cor das rodas e elementos mecânicos como garfo da suspensão e pistões extras inseridos nas pinças do freio dianteiro –, os traços ficaram praticamente inalterados entre 1985 e 2007, quando a VMax original deixou de existir.

Em 2005, a Yamaha apresentou no Salão de Tóquio um ousado conceito de power cruiser que, muito provavelmente, chegava para substituir a velha VMax. “Parrudo” e com linhas futuristas, que incluíam dois escapes duplos, o protótipo mantivera do projeto original apenas as tradicionais entradas de ar ao lado do tanque e o motor “V4”, porém aumentado para 1.700 cc. Após três anos de suspense, a marca japonesa enfim confirmou aquele conceito como sendo a nova geração da VMax (já sem o hífen) em 2008, lançando o modelo no ano seguinte.

A nova VMax chegou ao mercado praticamente inalterada em relação ao conceito, e trouxe novidades como o tanque abaixo do assento e com bocal escondido. O novo propulsor agora rende até 200 cv de potência (a 9.000 rpm) e 17 kgfm de torque (a 6.500 giros). Para manter o espírito de moto “crua” e arisca, controle de tração e outras assistências ficaram de fora da lista de equipamentos. Só o sistema ABS (antitravamento) nos freios foi incorporado.

Brasil no mapa

Em 2013, a Yamaha decidiu colocar o Brasil na rota da VMax e anunciou a importação de um lote com 14 unidades. Todas foram vendidas. O modelo continua na linha de produtos da montadora para o mercado brasileiro, pelo preço de R$ 99.000, e mostra que sempre há espaço para a força bruta no mundo das duas rodas.

10:26 · 09.02.2015 / atualizado às 10:58 · 09.02.2015 por

 

Yamaha-MT-07-Extreme-Yellow-2015-06Integrante da família MT, a Yamaha MT-07 desembarca com uma fórmula para enfrentar seus concorrentes (  Honda CB 500F, Suzuki Gladius 650 r Kawasaki ER-6n) no segmento de nakeds urbanas: motor moderno de 700 cc, visual ousado, comportamento “dócil” e preço sugerido em R$ 26.990 para a versão básica, sendo R$ 28.490 para aquela com freios ABS (antitravamento). Disponível em três cores – branca, cinza fosco e vermelha, o modelo chega em março às lojas. A marca japonesa estabelece meta de 350 unidades vendidas ao mês. Em Fortaleza, por causa do frete, cerca de R$ 1.000,  o modelo chegará mais caro ao consumidor cearense.

Design

Com traços agressivos, assim como os da irmã maior MT-09, a MT-07 leva ao extremo o conceito de naked: motor, quadro e outras peças ficam bem à mostra; a aparência do farol, em formato de diamante, sugere que ali havia uma carenagem que foi retirada; a cobertura do tanque, poligonal, foge ao convencional; ao lado, há duas entradas de ar com a insígnia dos três diapasões, completando o visual invocado.

Apesar de a massa estar concentrada na parte dianteira, a naked também ostenta esportividade com a rabeta alta, o assento bipartido e a lanterna de LED embutida. O escapamento curto, localizado do lado direito, ajuda na centralização de massas.

Motor bicilíndrico

A MT-07 começa a se desvincular da outra integrante da família pelo motor, um 2-cilindros paralelos (ao invés de tricilíndrico). Embora tenha menor capacidade cúbica, o propulsor de 689 cm³ privilegia torque em ampla faixa de rotações – são 6,9 kgfm, a 6.500 rpm, porém com boa parte da força sendo entregue a 2.500 giros -, tornando a pilotagem mais fácil para iniciantes e garantindo emoção com acelerações vigorosas.

Leve e divertida

Montada sobre um quadro de aço com tubos de espessura variável, a MT-07 pode ser considerada a motocicleta mais leve do segmento – pesa 179 quilos em ordem de marcha na versão de entrada, e 182 kg com ABS. Também é bastante esguia, o que faz com que seu banco estreito facilite o apoio dos pés no chão, embora a altura do assento fique a 80,5 centímetros do solo.

O guidão está mais alto e recuado que o da MT-09, e as pedaleiras foram posicionadas mais à frente e abaixo, o que deixa a postura do motociclista no padrão de uma naked urbana, porém com um guidão mais largo. Seu comportamento ciclístico é previsível e dá pistas de que a naked é fácil de pilotar na cidade e divertida na estrada.

O conjunto segue a proposta da família MT: a suspensão dianteira usa garfo telescópico convencional e não ajustável, enquanto a traseira possui monoamortecedor com ajuste na pré-carga da mola. Ambas têm 130 mm de curso. Já os freios, embora com boas especificações – disco duplo de 282 mm na dianteira, com pinças monobloco, e disco único com pinça simples na traseira -, proporcionam frenagem progressiva até demais para uma pilotagem esportiva. Em condições normais de uso, certamente funcionam melhor.

12:39 · 06.01.2015 / atualizado às 12:39 · 06.01.2015 por

2014-Yamaha-MT-07-620x348

Para 2015, a Yamaha do Brasil pretende continuar forte em seus lançamentos. Com a nova filosofia de ter um produto novo a cada seis meses, a empresa terá como principal atração a nova MT-07.

Montada em Manaus (AM),  é a “irmã menor” da tricilíndrica MT-09, com a mesma pegada de baixo peso e versatilidade para uso urbano e viagens com diversão. Equipada com motor de dois cilindros em linha e 689 cm3, a MT-07 conta com 75 cv atingidos a 9.000 rpm e torque de 6,9 kgfm a 6.500 rpm. E isso pesando apenas 179 kg na versão standard e 182 kg no modelo com ABS.
Yamaha-MT-07-2014-Carplace-Moto-11
O design lembra claramente uma versão reduzida da MT-09, assim como também deixa claro que as rivais a serem atingidas são a Honda CB 500F e a Kawasaki ER-6n, ambas também bicilíndricas de média cilindrada. Vantagem da Yamaha, ao menos na Europa, é o preço inferior ao da CB 500 (que aqui custa a partir de R$ 22 mil).

A expectativa é que o modelo chegue no primeiro semestre de 2015. A nova MT-07 faz parte de uma ofensiva da Yamaha brasileira que prevê diversas novidades até 2017. Um outro modelo cotado é o scooter X-Max 250, mas, pelo que foi sondado, ele deverá ficar somente para 2016.

12:57 · 10.12.2014 / atualizado às 13:18 · 10.12.2014 por

my documents3-001

Dando continuidade a matéria desta quarta-feira do caderno Auto, confira mais dicas oferecidas pela Yamaha. Cada linha da marca tem suas sugestões de acessórios, seja para a moto ou para o motociclista. Na Super Ténéré, por exemplo, tem mala para tanque fabricado em lona e tecido, com cinto de fixação destacável. Sua capacidade é de 25 litros e inclui uma alça de ombro. O seu preço na Crasa Motos é de R$ 984,08. Já a Ténéré, tem chaveiro em metal fundido por R$6,08 e blusas masculino e feminino por R$ 45,01.

Para a sua moto estreante: a MT-09, também já tem acessórios no catálogo. Veja abaixo e na foto acima algumas das dicas. Lembrando que todos esses produtos do lançamento têm o preço com base em São Paulo, havendo um reajuste de em média 8% ao chegar em Fortaleza, segundo a Crasa Motos.

my documents-002 my documents1-002

Pesquisar

Blog do Automóvel

Blog da editoria Auto, do Diário do Nordeste, para coberturas em test drive, lançamentos de automóveis e salões e notícias sobre carros, motos e outros veículos.
Posts Recentes

12h10mNovo Camaro vai ser destaque no Salão do Automóvel de São Paulo 2018

11h10mAudi mostra sua linha de SUVs na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

02h10mConfira detalhes do primeiro carro elétrico feito no Brasil

10h10mSalão do Automóvel de São Paulo com novo lote de ingressos disponível

10h10mSetor de locação foi responsável por 1 em cada 4 veículos emplacados no primeiro semestre de 2018

Ver mais

Tags

Categorias
Blogs