Busca

Categoria: Meu ídolo e seu esporte


10:55 · 20.01.2012 / atualizado às 10:55 · 20.01.2012 por
Goleiro Marcos ganhará um documentário e um longa-metragem sobre sua vida

Após anunciar o adeus dos gramados no último dia 4, deixando os palmeirenses e amantes do futebol em geral comovidos, o goleiro Marcos ganhará duas versões sobre sua vida no cinema: um documentário e um longa.

O documentário deve ficar pronto ainda em julho deste ano e contará com imagens principalmente de suas atuações na Libertadores e pela seleção brasileira, na conquista do penta, em 2002.

O longa será um drama sobre a história do ex-jogador, relatando desde a sua infância na cidade paulista de Oeste. O filme, porém, ainda está na fase de roteiro. Depois é que serão escolhidos os atores que irão participar da história.

Segundo fontes do Palmeiras, o plano é que as filmagens sejam feitas em 2013 e que o filme entre em cartaz em 2014, ano do centenário do clube paulista.

Como homenagem ao ex-goleiro, o Palmeiras já aposentou a camisa 12 usada por Marcos no Campeonato Paulista. O clube promete ainda fazer um busto para o ídolo.

Bastante amado pelo clube e torcida, Marcos explicou que resolveu parar, e não se arrepende disso, por questões físicas. “Não consigo mais entrar em forma, fiz partidas acima do peso devido às dores no joelho, e acabei entrando em alguns jogos abaixo do esperado. Sempre fui um cara que brigou muito com a balança. Não dava mais”, declarou.

A decisão foi tomada, de acordo com ele, após conversa com o técnico Luiz Felipe Scolari e o treinador de goleiros Carlos Pracidelli, que citou como grande amigo.

17:20 · 02.12.2011 / atualizado às 17:20 · 02.12.2011 por

Começou nesta sexta-feira, em Manta, no Equador, os II Jogos Sul-americanos de Praia. Modalidades como vôlei, surf, body board, handebol, rugby, maratona aquática, vela, triatlo e esqui aquático serão disputadas até o próximo dia 7. Entre os esportes, o handebol de areia, onde a cearense Darlene Soares é destaque absoluto. A competição conta com mil atletas de dez países (Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Chile, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela).

Armadora Darlene Soares durante treinamento em Manta

O Belas no Esporte conversou com a craque brasileira que falou um pouco da carreira, seleção, títulos e dificuldades. Darlene conta que começou a jogar hadebol de quadra aos 14 anos de idade ainda no colégio. “Joguei em Osasco-SP, Ulbra-RS, Sport-PE, HCP-PB, COPM-PB, Caxias-RS… No Ceará jogui pelo Clube dos Diarios, HCC, Fortaleza (apesar de torcer Ceará!”, brinca ela. Na modalidade jogou na liga nacional e conquistou títulos. O gosto pelo handebol de praia começou mesmo há uns oito anos. “Estou na seleção brasileira desde 2004, hoje sou a atleta mais antiga que ainda serve a seleção”, conta a atleta.
Darlene já participou de quatro mundiais e se deu muito bem junto com o time nacional. “O Brasil é muito respeitado na handebol de areia no mundo. Já conquistamos fomos campeãs em um (no Brasil em 2006) e 3° colocado em dois (Espanha e Turquia), Campeã panamerica, campeão sul-americana e iberoamericana também! Ah e também já participei de dois world games, fomos campeãs em um (Alemanha em 2005)e terceiro em outro (China em 2009). Enfim foram dois títulos mundiais”, lembra.

As meninas do Brasil que disputam o título os II Jogos Sul-americanos de areia

A competição no Equador é organizada pelo Comitê Olímpico Internacional (COI). Na última edição, em 2009, no Uruguai, as meninas do handebol foram campeãs e agora lutam pelo bi-campeonato. Darlene diz que nossas principais adversárias são as uruguais. Segundo ela, esse sul-americano serve também de preparação para o mundial do ano que vem, que ainda não tem local definido. “Acredito que deve aconteceer entre junho e julho”.
Darlene é a única atleta de Fortaleza na seleção de handebol de praia atualmente. Na seleção masculina, temos dois representantes da terra. Entre as competições da modalidades no Brasil, o circuito brasileiro de handebol de praia que acontece em etapas.
Apesar de ser um dos destaques do Brasil, a cearense representa atualmente a Paraíba esse ano. “O Ceará não teve representante e eu não poderia ficar sem participar dessa competição. O apoio do Estado para a modalidade é zero”, lamenta.
“As dificuldades são grandes… Apesar da modalidade estar no topo ser a primeira no ranking mundial, o apoio ainda é muito pouco.. não temos um patrocínio que merecemos e as dificuldades existem! Mas nem por isso deixamos de nos dedicar e representar bem o país! E eu tenho muito orgulho disso”, desabafa a jogadora.
Darlene manda um recado para os cearenses: “Eu digo que apesar de muitos desconhecerem a modalidade, torcam.. o esporte é atrativo, Fascinante e muito envolvente. Que fiquem na torcida para que tudo de certo por aqui, por vou dá o melhor de mim como sempre fiz e representar bem não só país, mas também o estado! Eu tenho orgulho de ser cearense”, frisa.
Darlene tem 30 anos, é formada em Ed. Física. Mora Fortaleza e uma informação importante para os fãs: treina diariamente no aterro da Praia de Iracema com o professor Terêncio na Physicallab, fazendo a parte do treinamento funcional.

Darlene recebe flores no aniversário dos trinta anos
09:29 · 13.10.2011 / atualizado às 09:29 · 13.10.2011 por

“Nothing is absolute. Redefine concepts, redefine yourself. Barriers are in your mind. Accept no limits”. (Patrick Musimu) (Nada é absoluto. Redefina conceitos. Redefina você mesmo. Barreiras estão em sua mente. Aceite o ‘No Limits’).

Patrick Musimu fez história no Mergulho Livre. Fotos: Divulgação

Neste post, as Belas no Esporte homenageiam o apneísta Patrick Musimu, recordista mundial de mergulho em apneia. Autor da frase acima, Patrick fez história e deixou sua marca no mergulho livre mundial. Atingiu inimagináveis 209,6 metros de profundidade.

Patrick foi encontrado morto na piscina de sua casa, na região de Bruxelas, na Bélgica, em julho deste ano. Não foram divulgadas informações oficiais sobre as razões da morte do atleta, mas sabe-se que ele sofreu uma parada cardíaca.

O atleta atingiu inimagináveis 209,6 metros de profundidade sem uso de equipamentos, no Mar Vermelho.

Patrick Musimu nasceu no Congo, em 1970. Aos 7 anos aprendeu a nadar sozinho. Aos 28, trabalhando como fisioterapeuta e adepto das artes marciais, descobriu o mergulho livre após assistir a um documentário sobre o tema, que o deixou fascinado. A partir daí, desenvolveu o gosto pela modalidade esportiva e não parou mais. ele foi o primeiro homem a descer a mais de 200 metros de profundidade sem equipamentos. Em 2005, atingiu a impressionante marca dos 209,6 metros de profundidade no Mar Vermelho, no Egito.

A morte precoce do atleta comoveu toda a comunidade do Mergulho.

A perda, inestimável sem dúvida, deixa um legado importante para a história do mergulho. E fica a nossa homenagem ao grande atleta que se foi.

20:05 · 28.06.2011 / atualizado às 20:09 · 28.06.2011 por

No Campeonato Cearense de Rally, em maio último, Mariana tirou o primeiro lugar na categoria "Estreantes". Foto: Arquivo pessoal

Mariana Sasso já mergulhou em Fernando de Noronha, correu rally, dançou, fez pilates e treinamento funcional. Ela curte caminhada, mas se realiza sobre as ondas, surfando, nos fins de semana. Ficou cansado (a) só de ler? Pois é! A nossa musa da telinha é toda esportes!

Com muita simpatia, Mariana aceitou estrear nossa categoria “Meu ídolo e seu esporte”. Afinal, quem tem mais de 1.850 seguidores no Twitter tem um bocado de fãs, não é? A bela Mariana Sasso foi escolhida pelas Belas no Esporte para ser a primeira entrevistada por uma série de razões. A principal: ela arrasa na apresentação do Globo Esporte, na TV Verdes Mares. Deixa a marmanjada de boca aberta quando começa a falar sobre tudo o que é modalidade esportiva.

Mariana e seu ídolo, o lutador Minotauro. Foto: Arquivo pessoal

E como é que é ser uma mulher, no meio de tantos homens, falando sobre esportes? “No começo não foi fácil. Tem que trabalhar dobrado, mostrar competência em dobro. O preconceito era muito forte, hoje está melhor. Falar de futebol com homem, eu adoro!  Passamos o dia falando sobre esporte. É divertido. Respiro esporte na Redação e, em casa, tenho um irmão, um pai e um namorado apaixonados por esporte…  Aí já viu, né?! Agora, quando o assunto é futsal, surf e MMA, eles fogem. Poucos, na minha roda de amigos, sabem falar bem e comentar com inteligência e conhecimento sobre outro esporte que não seja o futebol. Amo isso! Falar de jiu-jítsu? Só mesmo com amigos lutadores“.

Alegria e bom humor” são os ingredientes da jornalista para manter a forma nessa rotina corrida de apresentadora de TV. “Sem um astral bom é impossível dar bons frutos. A paixão pelo trabalho tem que existir, principalmente na nossa profissão, porque a loucura é grande (risos)”. E para quem quer conhecer um pouquinho da rotina de Mariana, aí vai: “Acordo cedinho, às cinco da manhã. Vou caminhar no Cocó. Passo uma hora caminhando, cantando e conversando com minha amiga Sinara, minha companheira de caminhada. Ela já conseguiu perder 30kg. Pense numa inspiração pra mim?!  Bem… Depois, sigo para a  TV. Entro às sete da manhã, todos os dias. Quando chego ao trabalho, começa a correria que eu amo! À tarde, vou pra casa. Brinco e ensino as tarefas da Marian Clara, minha irmã de oito anos“. (mais…)