Busca

UFC Rio – Só deu Brasil!

09:29 · 28.08.2011 / atualizado às 09:34 · 28.08.2011 por

Gente, nada mais previsível, não é? Os brasileiros na noite de ontem fizeram bonito e mostraram porque a vinda do Ultimate Fighting Championship para nosso país significava, de fato, o retorno ao lugar onde se forjam os campeões.

A superioridade brasileira foi esmagadora. Venceu 10 dos 12 torneios de que participou e teve apenas uma derrota para estrangeiros: Luis Cane, o banha, foi competentemente nocauteado pelo búlgaro Stanislav Nedkov. Para além da breve e até… insossa luta de Anderson Silva, algumas disputas do card principal merecem seu devido destaque.

Minotauro vence o gatinho Brendan Shaub ainda no primeiro round

Primeiro, lógico, a linda e merecida vitória de Rodrigo Minotauro, há um ano e meio afastado dos tatames. Cirurgias no joelho e no quadril o deixaram quatro meses sem andar. Teve apenas três meses e meio para treinar em prol desse evento. E conquistou a vitória sobre Brendan Schaub ainda no primeiro round.

Depois da luta, o baiano fez questão de falar primeiro em português e agradeceu à multidão que o ovacionava.

– Vim de três cirurgias no quadril e na cintura, e fiquei quatro meses e meio andando de muleta. Treinei três meses e meio para essa luta. Aceitei por vocês. Essa é minha luta de número 40 e é a primeira em casa. Muito obrigado a todos!

O nocaute foi considerado o melhor da noite e premiou Minotauro com nada menos do que R$ 100 mil.

Fiquem de olho nesse garoto: uma aula de Muai Thay no octógono

Outra que merece destaque e não por menos garantiu a quantia extra de R$ 100 mil para cada competidor por ser considerada a melhor luta da noite, foi o triunfo de Edson Barboza sobre Ross Pearson.

Fiquem de olho neste brasileiro magricela com jeitão de Dalsim (Street Fighter): assistir a uma luta de Edson é estar certo de ver lindos golpes, ainda que eles não conectem. Edson dá uma aula de Muai Thay no tatame e é bonito de ver. Na noite de ontem, a luta entre Barboza e Pearson foi a mais disputada, com muita trocação, jogo de perna, lindos chutes de Edson e bons socos voadores (os supermans) de Ross. Vale a pena ver de novo no Youtube.

Bom, quanto a luta principal da noite, o que dizer? Mais uma pobre mosca na teia do aranha. O preparo de Anderson era absolutamente superior a Okami e o fato é que a vinda do japonês não foi mais do que uma história mal contada.

Anderson comemora a vitória. Foto: Antonio Lacerda/EFE

Anderson deveria mesmo enfrentar Saint Pierre ou Chael Sonnen. Mas Pierre tinha luta marcada para abril e não conseguiria se preparar a tempo (bom, foi a desculpa que deram) e Sonnen, um arrogante de mão cheia, que tem sérios problemas com o Brasil, não veio por um movimento de veto, assinado inclusive pela Pretorian, empresa paulista de equipamentos que patrocinou Yushin Okami. Ela ameaçou cancelar sua participação caso Sonnen fosse chamado a compor o card. Sobrou para o japa, treinado por Sonnen.

O argumento colou: Okami foi o último homem capaz de vencer o Aranha, que depois da derrota para o japonês está invicto. Mas a verdade seja dita: na última luta entre os dois, o brasileiro fora, na verdade, desclassificado por um golpe ilegal. Quem sabe o teria ocorrido se Anderson não tivesse se precipitado e aplicado um chute no alto da nuca de Okami enquanto estavam em solo?

Bom, pra encurtar, a luta de Anderson contra Okami foi o que vocês já tem visto: Spider de guarda baixa, chamando adversário pra briga. O lutador golpeia, Anderson recebe na cara e mal se mexe. Depois revida. E aí, já viu, o adversário vai pro chão. Dessa vez, a cena se repetiu duas vezes, porque Anderson parecia se recusar a terminar tão cedo… É o Showbizzz, meus amigos, tudo pelo Showbiz.

E por falar nisso, pra quem chorou porque perdeu, notícia boa: o Big Boss Dana White pirou com a torcida brasileira e aparentemente já acertou que acontecerão nas terras tupiniquins pelo menos quatro lutas anuais, não só do UFC, mas dos outros torneios menores aglutinados pelo grupo. A próxima, pra quem já quiser se organizar, acontecerá em Manaus, em agosto do próximo ano. Aguardem…

Comentários 2

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Felipe Holanda

28/10/2011 as 10:0819

Foi sensacional!!!!!! O Brasil é o melhor nesse esporte não tem como os caras lutam demais.

oakley

30/12/2011 as 12:0819

Parabens aos nossos lutadores, foi sensacional.