Busca

Tag: futebol feminino


06:29 · 29.04.2013 / atualizado às 19:46 · 03.05.2013 por

A equipe feminina da Desportiva Vitória/PE enfrentou, na manhã do último sábado, o São José-SP pela primeira partida da final da Copa do Brasil de Futebol Feminino e amargou um empate em 1×1. A equipe tricolor abriu o placar com Kethlen, de penalti, e o São José empatou com um gol olímpico de Daniele, já no fim do jogo.

As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo sábado (4), desta vez em São José dos Campos. A equipe paulista joga com a vantagem de poder empatar em 0x0 para conquistar a taça.

Ao Vitória, resta vencer o jogo ou empatar o jogo em 2×2, 3×3 em diante. Novo empate por 1×1 leva a decisão para os pênaltis.

06:40 · 19.04.2013 / atualizado às 22:28 · 22.04.2013 por

O Vitória de Santo Antão, de Pernambuco, e São José, de São Paulo, fazem, no dia 27 de abril, a primeira partida da final da Copa do Brasil de Futebol Feminino. O jogo será realizado no estádio Carneirão, em Vitória de Santo Antão, às 10 horas. A segunda e decisiva partida será no sábado, 4 de maio, também as 10 horas, desta vez no estádio Martins Pereira, em São José dos Campos, São Paulo.

As duas equipes chegaram a final com méritos. O time pernambucano ganhou a semi-final com a vitória por 1X0 para o Centro Olímpico, no estádio Pacaembu. O gol foi marcado pela atacante Ketlen Wiggers aos 37 minutos do segundo tempo.Esta é a segunda vez que Vitória disputa a decisão da competição.

Já o São José eliminou o São Francisco/BA, vencendo os dois jogos da semifinal por 3 a 0. O time é o atual campeão da Copa do Brasil.

12:02 · 09.04.2013 / atualizado às 11:45 · 19.04.2013 por

Como já afirmei em post anterior: o futebol feminino no Brasil continua, apesar de todos os pesares. Ainda bem. A competição mais importante no País, a Copa do Brasil 2013, está nos finalmentes. Os primeiros jogos das semifinais da Copa foram disputados no último domingo. Em São José dos Campos, o São José derrotou o São Francisco/BA por 3 a 0. Já em Vitória de Santo Antão, a partida entre Vitória/PE e Centro Olímpico/SP terminou empatada em 1 a 1.

No Martins Pereira, em São José dos Campos, Giovânia, Bruna Benites e Francielli marcaram os gols da equipe paulista. Enquanto em Pernambuco, Gabi Zanotti abriu o placar para a equipe visitante e Carol Baiana empatou para o Vitória.

No próximo domingo, dia 14 de abril, o São Francisco recebe o São José pelo jogo de volta, às 16 horas, no Junqueira Ayres, em São Francisco do Conde. A partida no Pacaembu, entre Centro Olímpico e Vitória será na segunda-feira, 15 de abril, às 20 horas.

08:46 · 26.02.2013 / atualizado às 22:30 · 22.04.2013 por

Pois é, gente. Apesar de não ter quase nenhum holofote na mídia, o futebol feminino no país continua vivo. Prova disso é que a Copa do Brasil feminino chega às oitavas-de-final com jogos de ida e volta. Em Fortaleza, aconteceu no domingo, no Estádio Presidente Vargas (PV), a partida entre o Vitória, de Pernambuco, e o Caucaia. O time pernambucano ganhou por 2 a 0 e joga por um empate o próximo jogo que definirá quem passa para a fase seguinte da competição.

Foram quatro jogos no sábado e outros quatro no domingo. No sábado, o Sport/PE derrotou o Iranduba/AM por 2 a 1 na Ilha do Retiro, em Recife. O São Francisco/BA venceu o Força e Luz/RN por 2 a 0 em Natal. Em Belém, a partida entre Esmac Ananindeua/PA x Internacional/MA terminou empatada em 0 a 0. Em São Januário, no Rio de Janeiro, o Vasco venceu por 1 a 0 o Kindermann/SC.

No domingo, além do jogo entre Vitória e Caucaia, o São José/SP foi até Gama e empatou em 1 a 1 com Cresspom/DF. O Duque de Caxias/RJ venceu em casa o Iguaçuense/PR por 3 a 0. O Centro Olímpico/SP foi o único que já garantiu a vaga para as quartas-de-final, depois de golear por 6 a 0 a Portuguesa/SP no Canindé. Foi único a garantir vaga direto para as quartas-de-final. As partidas de volta serão no próximo fim de semana, com cinco jogos no sábado e dois no domingo.

Confira as partidas de volta:
Vitória/PE x Caucaia/CE, dia 2 de março, às 20h30, em Vitória de Santo Antão;
Iranduba/MA x Sport/PE, dia 3 de março, às 16 horas, em Rio Preto da Eva;
São Francisco/BA x Força e Luz/RN, dia 2 de março, às 16 horas, em São Francisco do Conde;
Internacional/MA x Esmac Ananindeua/PA, dia 2 de março, às 17 horas, em São Luís;
São José/SP x Cresspom/DF, dia 2 de março, às 11 horas, em São José dos Campos;
Iguaçuense/PR x Duque de Caxias/RJ, dia 2 de março, às 16 horas, em Foz do Iguaçu;
Kidermann/SC x Vasco, dia 3 de março, às 15h30, em Caçador.

07:51 · 07.08.2012 / atualizado às 09:33 · 07.08.2012 por

A craque Marta, camisa dez e capitã, pede mais investimentos nas categorias de base da categoria para revelar novos talentos
O ex-técnico da seleção brasileira de futebol feminino e atual diretor técnico do São Paulo Futebol Clube, Renê Simões, escreveu artigo sobre a eliminação das meninas para o Japão. Ele faz uma avaliação sobre mais essa derrota e diz ter projeto para tirar a categoria do atual marasmo e falta de investimentos. Leia a seguir o que Renê escreveu: Ao ver o nosso futebol feminino ser eliminado dos Jogos Olímpicos, lembrei de uma passagem que tive em 1993, quando fui campeão nacional do Qatar com o Arabi Sports Club. Naquele ano, as eliminatórias para a Copa de 94 foram em Doha, capital do Qatar, e o jornal esportivo A Bola de Portugal me convidou para fazer a cobertura do jogo entre Japão e Iraque.

Para resumir, até o último minuto de jogo, o Japão ganhava e se classificava quando o Iraque empatou e acabou com as possibilidades japonesas. Na coletiva de imprensa quem falou foi o presidente da federação e não o treinador. E ao contrário de explicar a derrota, ele falou sobre o super projeto que tinham para os próximos quatro anos. Segundo ele, não interessava o jogo, não interessava que faltava um minuto e estavam classificados, e não importava quem eram os culpados. O passado servia de lição e aprendizado, e o que importava era o futuro. Conclusão, o Japão nunca mais ficou fora de uma Copa.

Renê Simões quer mais investimentos
Hoje, me atrevo a ter a mesma atitude do presidente, não me interessa o jogo, o passado, os culpados. Me interesso pelo futuro. Em 2004 desenvolvi um projeto para o ciclo olímpico de 2008 e entreguei em mãos do presidente da CBF. Até hoje aguardo a reunião para discutí-lo. Há seis meses, o ministro dos esportes Aldo Rebelo reuniu alguns representantes do futebol, entre os quais fui incluído e solicitou um projeto eficiente para o futebol feminino. Fui nomeado relator e junto com a Michael Jackson, coordenadora de futebol, tivemos a respondsabilidade de juntar as ideias e finalizar o projeto. Abaixo segue o texto de apresentação do projeto, e aos poucos irei comentando-o com vocês.

Apresentação

Sempre discriminada e relegada a segundo plano, a mulher vem mantendo sua dignidade e perseverança ao longo do tempo. Rotulá-la como sexo frágil depois de tantas lutas, sofrimentos, derrotas temporárias e conquistas brilhantes em diversos setores e países, não faz sentido, como também, não existe maior maldade do que a perda de um talento por falta de oportunidade.

Já passou da hora de nosso país pensar mais do que seriamente na criação de fábricas de talentos em diferentes setores. Os países mais evoluídos criam essas oficinas nas escolas desde a Classe de Alfabetização até a universidade, socializando as oportunidades. Os meninos e meninas se descobrem e tem a chance de colocar suas aptidões e talentos em exposição, em feiras, desfiles, desafios, campeonatos, etc. Eles são estimulados e oportunizados a mostrarem no que são bons.

Temos que construir a mansão do futebol feminino de forma diferente da construção de qualquer casa, onde se começa pela fundação. Esta mansão terá que ser construída do telhado para a fundação, pois temos que observar o ciclo olímpico. É importante que descubramos e formemos já, uma seleção capaz de trazer as medalhas do Mundial 2015 e das Olimpíadas de 2016, e construamos ao mesmo tempo, bases duradouras na descoberta, formação e aperfeiçoamento de atletas e profissionais.

O Brasil, país dito livre de preconceitos de todos os tipos, vem demonstrando que a verdade em relação ao futebol feminino, passa bem longe de ser real nesse aspecto. Nada foi feito de forma a se tornar perpétuo, permitindo que novas gerações de futebolistas se beneficiem dessas iniciativas, quer públicas ou privadas.

Pela primeira vez uma presidente do Brasil demonstra interesse pela modalidade e pede ao seu ministro dos esportes, que é apaixonado pela modalidade, que coloque um sistema que possibilite os nossos canarinhos fêmeas, conquistar voos tão altos como os canarinhos machos, penta campeões do mundo para que se mantenham no ar. Ou fazemos agora, com a Copa do Mundo e as Olimpíadas em nosso solo ou perderemos o trem da oportunidade.

Objetivos específicos

1 – Definir as ações do Ministério dos Esportes em relação ao futebol feminino;
2 – Estimular à CBF na criação de parcerias com o Ministério dos Esportes e o COB;
3 – Estabelecer prática do futebol feminino nas aulas de Educação Física no Ensino Fundamental I, II e Médio (de acordo com o artigo 217 da Constituição Federal);
4 – Dobrar o número de praticantes brasileiras até 2015 (29 milhões de mulheres no mundo segundo dados da FIFA e 400 mil praticantes regulares de acordo com levantamento feito em 2006 pelo Atlas do Esporte);
5 – Aumentar o número de clubes que possuem futebol feminino em 50% até 2015;
6 – Inserir o futebol feminino nos JEBS e JUBS;
7 – Incluir o futebol feminino nos jogos escolares municipais em todo território nacional;
8 – Criar programas de capacitação de profissionais para trabalhar com o futebol feminino;
9 – Criar cinco (5) centros olímpicos regionais (Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste) de formação e capacitação de atletas e profissionais para o futebol feminino. (De acordo com o artigo 217 da Constituição Federal);
10 – Elaborar junto à CBF o novo calendário anual do futebol feminino, respeitando-se os anos de Olimpíadas e campeonatos mundiais;
11 – Subsidiar diretamente ou através de patrocínios privados e obrigar as Federações a realizarem os campeonatos estaduais, dentro do calendário definido pela CBF;
12 – Criar o campeonato nacional (NFB, novo futebol feminino) de equipes, respeitando-se o calendário elaborado pela CBF;
13 – Incentivar a criação e adoção permanente (4 anos) da seleção brasileira principal de futebol feminino, atendendo ao ciclo olímpico para 2016;
14 – Criar condições para a realização de quatro torneios internacionais por ano, sendo dois no Brasil e dois no exterior;
15 – Exigir que os contratantes (clubes) registrem em carteira profissional de trabalho as contratadas (jogadoras) de acordo com o art. 29 da Lei 9.615/98 – Lei Pelé;
16 – Criar a Ouvidoria dentro da Coordenaria Geral do Futebol Feminino do Ministério dos Esportes;
17- Criar o piso salarial nacional da atleta de futebol profissional.

É isso aí, gente.

21:57 · 23.05.2012 / atualizado às 21:57 · 23.05.2012 por

O treinador da seleção feminina de futebol do Brasil, Jorge Barcellos,  divulgou as 25 atletas convocadas para a penúltima etapa da preparação para a Olimpíada de Londres 2012. O anúncio foi realizado na sede da  Confederação Brasileira de Futebol (CBF).  

Oito das convocadas atuam fora do país, em times da Rússia, Suécia, Estados Unidos e França. Do total, 13 defenderam o Brasil na Olimpíada de Pequim 2008, quando a seleção perdeu a final para os Estados Unidos e ficou com a medalha de prata.

Marta, eleita a melhor jogadora do mundo cinco vezes pela FIFA, está na lista. Ela e suas companheiras ficarão concentradas na Granja Comary, em Teresópolis, entre os dias 4 e 29 de junho, para o período de treinamento.

No último dia de treino, Jorge Barcellos irá divulgar uma nova lista, composta pelos nomes das 18 atletas que irão à Londres disputar o ouro olímpico.

A estreia da seleção feminina na Olimpíada ocorre no dia 25 de julho, contra Camarões.

CONFIRA A LISTA DAS 25 ATLETAS CONVOCADAS

Aline Pellegrino – Football Club Roosiyanca (Rússia)
Andreia dos Santos – Vasco/RJ
Andreia Suntaque – Juventus/SP
Barbara Micheline – Foz Cataratas/PR
Bruna – Foz Cataratas/PR
Cristiane – Football Club Roosiyanca (Rússia)
Daiane (Bagé) – São José/SP
Dani – Quinze de Piracicaba/SP
Debinha – Centro Olímpico/SP
Elaine – Tyresö (Suécia)
Erika – Centro Olímpico/SP
Ester – Football Club Roosiyanca (Rússia)
Fabi – Football Club Roosiyanca (Rússia)
Formiga – São José/SP
Francielle – São José/SP
Gabi – Centro Olímpico/SP
Grazielle (Grazi) – Associação Portuguesa de Desportos /SP
Marta – Tyresö (Suécia)
Maurine – Centro Olímpico/SP
Rafaelle – University of Mississippi (EUA)
Renata Costa – Foz Cataratas/PR
Rosana – Olympique Lyonnais (França)
Tânia Maranhão – Vasco/RJ
Thaisinha – Vitória/PE
Thaís Picarte – Vitória/PE
08:31 · 08.04.2012 / atualizado às 18:33 · 09.04.2012 por

Desde o último dia 12 estão abertas as inscrições para a V edição da Taça Cidade de São Paulo de Futebol Feminino 2012. Esta ano o campeonato oferece além das categorias Sub-15 e Sub-17 como no ano passado traz a categoria Sub-13.

A primeira edição da taça foi em 2008 e contou com apenas sete equipes na categoria Sub-17 e o Clube Atlético Juventus foi o campeão. 2010 marcou a entrada de uma nova categoria a Sub-15 e 2011 teve recorde de participação com mais de 40 equipes e cerca de mil atletas. O Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa é o atual vencedor nas duas categorias sendo tricampeão, já que foi o vencedor também em 2009 e 2010.

As inscrições vão até o dia 12 de maio. O Congresso Técnico está marcado para dia 26 de Maio e o pontapé inicial deve acontecer dia 23 de Junho.

Para mais informações acesse:
http://www.prefeitura.sp.gov.br/seme/CGPE/TacaSaoPauloFeminino/

09:29 · 21.03.2012 / atualizado às 13:38 · 31.03.2012 por

A primeira fase da Copa do Brasil de Futebol Feminino de 2012 chegou ao fim e o nosso representante na competição, o Caucaia, se deu muito bem ao vencer seus dois primeiros jogos contra o Flamengo do Piauí (2×1 e 4×1). Agora, o time cearense se prepara para enfrentar o São Francisco (Bahia) em partida válida pelas oitavas-de-final. A CBF ainda confirmará o dia e horário do jogo que, a princípio, será na casa do time baiano.

Os outros confrontos serão:
Atlético Mineiro x Centro Olímpico/SP
Vasco da Gama x Serra/MT
Francana/SP x Foz Catararas/PR
Baré/RR x Iranduba/AM
Viana/MA x Pinheirense/PA
Vitória/PE x América/RN

O adversário do São José/SP sairá do confronto Kidermann/SC x Atlântico/RS. As partidas serão disputadas nos dias 31 de março em Caçador, e 7 de abril em Erechim.

Essa fase da competição terá jogos de ida e volta no período de 14 a 21 de abril.

Enquanto isso, as meninas do Caucaia treinam visando o São Francisco, que é um dos times mais fortes da competição. Boa sorte para as jogadoras!

10:37 · 01.03.2012 / atualizado às 10:37 · 01.03.2012 por

A edição 2012 da Copa do Brasil começa no próximo dia 10. São 32 equipes que vão disputar o título da competição. A equipe do Caucaia é a representante cearense e estreia, nesse dia, contra o Flamengo do Piauí, no Alberto Silva, em Teresina, a partir das 20h30min. Se as cearenses vencer por um placar com três gols ou mais de diferença, nem vai precisar jogar a partida de volta, em casa, marcada para o dia 16, no Estádio Presidente Vargas (PV), às 16 horas.
Ao todo, a Copa do Brasil feminina possui 32 clubes, que farão partidas de ida e volta, nos mesmos moldes da competição masculina. No ano passado, o Foz Cataratas (Paraná) se sagrou campeão, ficando o Vitória (Pernambuco) com o vice-campeonato. O vencedor representa o Brasil na Libertadores.
Boa sorte para as nossas meninas do Caucaia que em 2011 fizeram bonito na Copa!

13:41 · 22.02.2012 / atualizado às 13:41 · 22.02.2012 por

A jogadora Marta acertou sua ida para o Tyresö, da Suécia. A atacante, escolhida melhor do mundo da Fifa por cinco vezes, assinou contrato de um ano com o clube que disputa a primeira divisão do campeonato sueco. No Tyresö, Marta jogará com Elaine, zagueira da Seleção Brasileira.

Para quem não lembra, Marta já havia atuado por cinco temporadas no futebol sueco, entre 2004 e 2008, no Umea. O último clube da atacante foi o Western New York Flash, dos Estados Unidos.

Antes, ela defendeu o Santos, que, como já comentamos aqui com muito pesar em outros posts, fechou o seu time feminino alegando falta de verba.