Busca

Tag: Itália


17:52 · 18.12.2011 / atualizado às 10:01 · 02.01.2012 por

Foi difícil, foi chorado, foi bom a beça! 2×1 em cima das dinamarquesas e a seleção brasileira feminina ganha o III Torneio Internacional Cidade de São Paulo, lavando a alma do torcedor depois da derrota do Santos para o Barcelona, logo cedinho.

O jogo teve um nome: Érika, camisa 13 do Brasil, que saiu da posição de zagueira e resolveu para o nosso time com dois gols, um deles, o último, coisa de cinema, um golaço de fora da área.

Depois da derrota no meio da semana para a própria Dinamarca, só a vitória interessava ao Brasil. O primeiro tempo foi todo das brasileiras, que marcaram muito bem e perderam gols incríveis. Aos 15, Fan ficou de frente com a goleira dinamarquesa, que teve reflexo para defender um chute à queima-roupa. Aos 26, Érika protagonizou o lance mais bonito do primeiro tempo, ao chutar de longe, por cobertura. Mas a bola bateu no travessão.
No segundo tempo, Nadia Nadim entrou na equipe dinamarquesa, mas quem brilhou foi Érika. Antes, porém, o Brasil teve que sofrer.

Mais organizadas, as dinamarquesas passaram a chegar com mais perigo. Na base do toque de bola e com extrema frieza, as europeias abriram o placar aos oito minutos, com Harder. O que já era difícil ficou ainda mais complicado.

Érika e Marta comemoram o segundo gol brasileiro e o que deu a vitória ao Brasil. Foto: William Volcov/News Free/AE

No segundo tempo, mais organizadas taticamente, as dinamarquesas passaram a chegar com mais perigo. Na base do toque de bola e com extrema frieza, as europeias abriram o placar aos oito minutos, com Harder. Aí, não teve Marta ou outra jogaora. Nossa arma secreta saiu da frente da zaga brasileira e partiu para cima.

Aos 20 minutios, a goleira Viskaer afastou mal a bola após escanteio e, na sobra, Érika completou para as redes. Metade da missão estava cumprida, mas o empate ainda dava o título para a Dinamarca.

Érika, porém, insistiu em aparecer na frente – e deu certo. Aos 30 minutos, a jogadora acertou um belo chute de fora da área, sem chances para Viskaer. Alívio: enfim, o Brasil conseguia o resultado que daria o título.

A Itáli ficou com o terceiro lugar da competição e o Chile, com o quarto.
Valeu, Brasil! Parabéns pelo título.

14:21 · 16.12.2011 / atualizado às 14:21 · 16.12.2011 por

Não deu para a seleção brasileira de futebol feminino. Demos moleza e a Dinamarca venceu a partida válida pela última rodada da primeira fase do III Torneio Internacional Cidade de São Paulo de Futebol Feminino por um a zero. Marta, sem ritmo de jogo e muito marcada, não foi a sombra do que costuma produzi em campo e o resto da equipe, com Cristiane perdendo gols incríveis, fizeram os torcedores roer as unhas e ficar com o grito de gol na garganta e ainda ter que engolir o tento da equipe adversária, marcado pela camisa 7 Nielsen, aos 33 minutos do segundo tempo. A derrota foi pouca coisa. Com isso, a Seleção perdeu o posto de time mais bem colocado da competição e deu às adversárias a vantagem do empate na finalíssima.
No próximo domingo, äs 17 horas, no Estádio do Pacaembu as brasileiras prometem revanche para cima das europeias. Se jogarmos um terço do que sabemos, aí sim teremos uma chance de conquistar o torneio, preparatório para Londres 2012.
Valendo o terceiro lugar, Itália e Chile também voltam a se encontrar em campo. Na partida desta quinta-feira, as italianas golearam po 6X0.

09:53 · 15.12.2011 / atualizado às 19:42 · 15.12.2011 por

O 3º Torneio Cidade de São Paulo de futebol feminino prossegue nesta quinta-feira, em rodada dupla, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Itália e Chile jogam às 19 horas (horário de Brasília) e logo em seguida, o Brasil pega a Dinamarca, na disputa pelo primeiro lugar no grupo, às 21h15min (também horário de Brasília).

Mais tranquilas e já classificadas para a final, que será disputada no domingo, às 17 horas, as brasileiras fizeram o último treino visando o jogo. Para terminar a fase na liderança, o time brasileiro joga por um empate. Já as dinamarquesas, com quatro pontos, precisam vencer ou torcer para que as italianas não vençam as chilenas.

Seleção brasileira é líder do torneio e se prepara para as Olimpíadas de Londres

O técnico Jorge Barcellos comandou um treino tático e aprimorou algumas jogadas. “A Dinamarca é uma seleção muito técnica e possui boas jogadas de bola parada. No treino desta quarta-feira, procurei passar essas orientações para as jogadoras para que elas se sintam seguras no jogo”, disse ele.

Apesar das dinamarquesas ocuparem a 14ª posição no ranking da Fifa, ficando atrás das italianas (11º lugar), a estrela Marta vê a equipe escandinava pelo seu estilo de marcação como a adversária mais forte da competição. “Vai ser a nossa partida mais difícil, precisamos melhorar muito”, concorda a lateral direita Fabi, eleita a melhor em campo no jogo contra o Chile.

Aline Pellegrino, capitã brasileira, enfatiza: “É um adversário mais graduado e acostumado a enfrentar grandes equipes como o Brasil. Por estar na Europa, onde estão as melhores seleções, elas conseguem jogar bastante contra Alemanha, Suécia e outras escolas fortíssimas do continente”.

O Belas no Esporte acompanha o torneio e torce pelo Brasil!

06:38 · 09.12.2011 / atualizado às 08:17 · 09.12.2011 por
Érika comemora com Marta o primeiro gol do Brasil. Foto Fernando Pilatos/Divulgação

Nada melhor para começar uma nova fase com uma goleada. Foi assim que a seleção feminina de futebol começou o III Torneio Internacional Cidade de São Paulo: 5X1 em cima das italianas. E não foi mole assim não! o time da Itália impressionou pela aplicação tática e técnica e no primeiro tempo botou o Brasil na roda. A partida foi realizada na noite desta quinta-feira, no Estádio do Pacaembu, em São Paulo. Além do Brasil, Dinamarca e Chile disputam a já tradicional competição. Abrindo o torneio, as dinamarquesas aplicaram 4X0 nas chilenas e aparecem como boa surpresa.
As italianas abriram o placar aos 17 minutos do primeiro tempo com Tona, após escanteio pela direita. Mas Érika, muito bem na partida, tratou de empatar com cabeçada depois de cruzamento de Fran no minuto seguinte. O Brasil foi se acertando em campo e equilibrou as ações.
No início da etapa final, Conti, camisa 10 da Itália, foi expulsa com o segundo cartão amerelo, após cometer falta dura em Formiga. Com uma adversária a menos em campo, o Brasil conseguiu conduzir melhor a partida. Aos 15 minutos, Marta fez bela jogada individual pela esquerda e cruzou para Ester marcar um golaço. Pouco tempo depois, foi a vez da atacante Cristiane empurrar pra dentro do gol e garantir o seu. No fim do duelo, Marta ainda fez o seu- e homenageou o ex-jogador Sócrates, morto no último domingo – e Pellê fechou a vitória das brasileiras no finalzinho do jogo, depois de escanteio batido por Marta.
Com a vitória, a seleção feminina assume a liderança da competição. A equipe foi aos mesmos três pontos da Dinamarca, mas leva vantagem no número de gols marcados.
O Brasil entra em campo no próximo domingo, dia 10, às 17horas, para encarar o Chile. A Dinamarca pega a Itália.

19:18 · 04.12.2011 / atualizado às 07:57 · 05.12.2011 por

A seleção brasileira feminina de futebol disputa a partir da próxima quinta-feira, dia 8 de dezembro, a última competição do ano. O terceiro Torneio Internacional Cidade de São Paulo também marcará o retorno de Marta, Cristiane e Aline ao time e a estréia do novo técnico Jorge Barcellos ao comando da Canarinha. Além do Brasil, as seleções da Dinamarca, Itália e Chile vão lutar pelo título desse ano.

Marta quer mostrar que pode conquistar pela sexta vez o título de melhor do mundo

E não tem jogo fácil, não. As brasileiras começam o torneio enfrentando as italianas, no Estádio do Pacaembu, às 21h45min. Apesar de não contar com os mesmo quatro títulos mundiais do futebol masculino, a Seleção feminina italiana ocupa atualmente a 11ª posição do ranking da FIFA e é uma das grandes favoritas ao título. Além disso, a Seleção irá contar com uma grande torcida da comunidade italiana de São Paulo.

Seleção italiana é a décima-primeira do mundo no momento e quer o título

No entanto, o Brasil não fica atrás. Com o slogan “A busca do ouro começa aqui”, o Torneio serve como preparatório para a Seleção Brasileira, uma vez que este é o ultimo campeonato oficial antes das Olimpíadas de Londres, em 2012. Campeã Sul-Americana em 2010, com duas medalhas de prata em Olimpíadas e uma nos Jogos Pan-Americanos, além de um vice-campeonato na Copa do Mundo de 2007, a Seleção Brasileira é forte candidata ao título.

Cristiane volta com tudo e diz estar muito motivada para a competição

A expectativa da CBF é superar a média de público de 10 mil torcedores por partida do ano passado. Cearenses que estejam em São Paulo no período e queiram assistir as partidas podem se programar.

Os ingressos variam de R$ 10 (arquibancada) a R$ 20 (numerada). Já podem ser encontrados nas bilheterias do Pacaembu, pelo site www.ingressofacil.com.br e nos pontos de venda físicos do portal.

Confira a tabela dos jogos
8 de dezembro (quinta-feira):

18h45 – Dinamarca x Chile
21h15 – Brasil x Itália
11 de dezembro (domingo)
14h30 – Itália x Dinamarca
17 horas – Brasil x Chile
15 de dezembro (quinta-feira)
18h45 – Chile x Itália
21h15 – Dinamarca x Brasil
18 de dezembro (domingo)
14h30 – disputa pelo terceiro lugar
17 horas – final

07:23 · 26.11.2011 / atualizado às 13:19 · 27.11.2011 por

O novo técnico da seleção brasileira de futebol, Jorge Barcellos, nem bem assumiu e já convocou as jogadoras que irão disputar o III Torneio Internacional Cidade de São Paulo, que acontecerá entre os dias 8 e 18 de dezembro, no Pacaembu. Marta e Critstiane, as grandes estrelas da equipe brasileira, voltam depois de ficar de fora do Pan-Americano. A ausencia dessa vez é da lateral Maurine, do Santos. Ela pediu para ficar com a família. A jogadora perdeu o pai recentemente.

A novidade da lista de Barcellos é a jovem Rafaelle, de 20 anos de idade e que atua na Universidade do Mississipi, nos EUA. Ela faz parte da necessária renovação do selecionado Canarinho.

Gente, o Torneio é uma preparação importante da seleção rumo ao próximo desafio que é os Jogos Olímpicos de Londres, em 2012. Além do Brasil, a competição conta com as seleções da Dinamarca, Chile e Itália.

Confira a lista das convocadas:

Goleiras
Andreia Suntaque – Santos/SP
Bárbara Micheline – Foz Cataratas/PR
Vanessa – Vasco/RJ
Zagueiras
Tânia Maranhão – Vasco/RJ
Bagé – São José/SP
Aline Pellegrino – Football Club Rossyanca/Rússia
Érika – Santos/SP
Renata Costa – Assaí/PR
Laterais
Maicon – Vasco/RJ
Fabi – Football Club Rossyanca/Rússia
Elaine – Tÿreso/Suécia
Rafaelle – University of Mississippi/EUA
Meio-campo
Débora – Lyon/França
Francielle – São José/SP
Formiga – São José/SP
Gabriela – Santos/SP
Rosana – Lyon/França
Ester – Santos/SP
Atacantes
Cristiane – Football Club Rossyanca/Rússia
Thaisinha – Vitória/PE
Grazi – América/SP
Marta – New York Flash/EUA

07:18 · 26.08.2011 / atualizado às 07:18 · 26.08.2011 por

Dar gosto de acompanhar! A seleção brasileira de volei feminino ganha mais uma e encerra a fase final do Grand Prix com 100% de aproveitamento e na liderança do grupo B. A vitória sobre as norte-americanas foi de três sets a um, com parciais de 22/25, 26/24, 25/21 e 25/20), em jogo realizado na madrugada desta sexta-feira, no Macau East Asian Games Dome (China).

Após um início muito ruim, o sexteto brasileiro, que já estava classificado para as semifinais, reagiu e obteve a 12ª vitória na competição. Também já garantida nos playoffs decisivos, a Itália foi derrotada por 3 a 0 pelo Japão (25/23, 25/23 e 25/19) na preliminar e ficou com o segundo lugar do grupo.

Na próxima fase, a seleção enfrentará a segunda colocada do Grupo A, que terá a última rodada também nesta sexta. A líder Sérvia (5 pontos) encara a Tailândia (3ª colocada, 3 pontos), enquanto a Rússia (2ª posicionada, com 4 pontos) duelará com as anfitriãs chinesas (lanternas, com apenas 1 ponto).

Boa sorte seleção! Bora, Brasil!

07:02 · 25.08.2011 / atualizado às 07:02 · 25.08.2011 por

Gente, nossas meninas estão dando aulas de volei no Grand Prix 2011. A seleção brasileira faz mais uma vítima na competição de forma indiscutível, ganha do Japão por 3X0, mantem 100% de vitórias e já se classificou para a fase semifinal da disputa. A partida realizada em Macau (China) foi incrível e as brasileiras despacharam as japonesas em parciais de 25-17, 25-22 e 25-21.Quem ficou acordado para acompanhar e torcer, não se arrependeu!

No jogo contra as japonesas, Fernanda Garay entrou como titular no lugar de Mari, poupada com dores na região abdominal. Com 17 pontos, ela foi a maior pontuadora da partida. Thaísa também teve atuação destacada e marcou 12 pontos.

O jogo começou equilibrado e, embora ficasse em vantagem, o Brasil não conseguia deslanchar. Thaisa, em um bloqueio, deu mais tranquilidade à equipe, que abriu 12-8. Sem maiores problemas, a equipe fechou com um 25-17.

O Japão reagiu no segundo set e, com boas jogadas de Takeshita, conseguiu abrir uma vantagem de 16-12. A entrada de Natália no lugar de Paula Pequeno foi fundamental para o Brasil virar o placar. Com uma boa sequência de saques da ponteira, as brasileiras ficaram à frente e contaram com erros das japonesas para fazer 25-22.

O terceiro set foi mais tranquilo para a seleção brasileira, que não enfrentou tanta resistência das adversárias. O Brasil abriu uma vantagem de 12 a 7; o Japão até reagiu, mas esbarrou na superioridade das brasileiras em quadra. Dani Lins selou a vitória.

Com o resultado, o Brasil lidera o grupo B do Grand Prix com seis pontos. Os Estados Unidos, que também ganharam suas duas partidas, vêm em segundo com cinco. Itália (terceiro, com um ponto) e Japão (sem pontos) completam a chave. Brasileiras e norte-americanas se enfrentam nesta sexta-feira e decidem o primeiro lugar.

07:16 · 24.08.2011 / atualizado às 07:16 · 24.08.2011 por

Na madrugada desta quarta-feira, a seleção brasileira feminina de volei reafirmou mais uma vez que a conquista do nono título do Grand Prix é meta bem possível. Jogando sem chances para as adversárias, as meninas brasileiras passaram fácil pela Itália por 3 sets a zero, com parciais de 25/16, 25/17 e 25/17, no Macau East Asian Games Dome, na China. A seleção continua 100% na competição!

Dani Lins, Sheilla, Fabiana, Thaisa, Mari e Paula Pequeno, além da líbero Fabi, iniciaram a partida. Entraram no decorrer Natália, Tandara e Fernanda Garay. Thaisa (17), Sheilla (13) e Fabiana (12) foram as melhores pontuadoras do quadro nacional.

As meninas brasileiras voltarão à quadra nesta quinta, também às 2h30 (de Brasília)  desta vez medindo forças com as japonesas. O time nacional encerra na sexta-feira, contra os EUA, sua participação na etapa que classificará quatro equipes (duas de cada grupo) às semifinais do Grand Prix.

As brasileira lideram o Grupo B ao lado dos Estados Unidos, que derrotaram o Japão pelo mesmo placar (25/22, 25/17 e 25/23).

08:21 · 18.08.2011 / atualizado às 08:21 · 18.08.2011 por

Um clássico do volei feminino: Brasil e Cuba farão a estreia na terceira fase do Grand Prix nesta sexta-feira, no ginásio Keelawes 1, em Bangcoc, na Tailândia, às quatro horas (horário de Brasília). A rivalidade entre as duas seleções é histórica. Na década de 90 brasileiras e cubanas fizeram duelos épicos que marcaram a história do esporte. Teve até bata boca e troca de ofensas.

Cuba e Brasil formam com Tailândia e Argentina, o grupo K do torneio. Na competição, as equipes estão em situações distintas. Enquanto as brasileiras estão invictas e ocupam a segunda colocação na classificação geral, com 18 pontos, as cubanas aparecem na modesta 11ª colocação, com uma vitória, cinco derrotas e seis pontos.

Para o técnico do Brasil, José Roberto Guimarães, Cuba será sempre um adversário a ser respeitado. “Cuba tem um time jovem que mudou um pouco nos últimos anos. A Carcaces é uma grande jogadora que merece atenção. É uma equipe que tem tradição e muita força física. Cuba não está fazendo uma boa campanha, mas será sempre um time perigoso”, afirma o treinador.

Nos outros jogos:

Ainda pelo grupo do Brasil, a Tailândia receberá a Argentina diante da sua torcida, às 6h30.

Pelo grupo I, a Polônia enfrentará o Cazaquistão, às 8h, em Hong Kong. Já a China jogará com a República Dominicana, às 10h30.

No grupo J, a Itália medirá forças com o Peru, às 2h, em Hong Kong, enquanto os Estados Unidos duelará com a Alemanha, às 4h.

No grupo L, a Rússia terá como adversário a Coreia do Sul, às 2h, no Japão. No outro jogo do grupo, as donas da casa, enfrentarão a Sérvia, às 5h.