Busca

Tag: treinamento funcional


07:00 · 28.11.2011 / atualizado às 16:04 · 27.11.2011 por

Saúde é o que interessa! Sim, essa é a máxima da modernidade. O sedentarismo que já fez  parte da vida de tanta gente perde espaço para as novas – e sempre mais interessantes – modalidades de atividade física. O Treinamento Funcional é uma delas.

A diversidade de equipamentos utilizados no treino funcional torna a atividade dinâmica e interessante. Fotos: Divulgação

Atualmente, grupos de pessoas com deficiência física ou mobilidade reduzida descobriram os benefícios do Treinamento Funcional para a melhoria de sua qualidade de vida. As dificuldades nos movimentos, que antes criavam obstáculos na vida dos deficientes, só diminuem com a prática da atividade física adaptada. Realizar exercícios físicos com um acompanhamento profissional e com uma meta definida é uma necessidade para quem quer sair da monotonia, mesmo com limitações físicas. Este é objetivo do treinamento funcional voltados a pessoas com deficiência.

Atletas paraolímpicos descobriram o Treinamento Funcional como auxiliar em sua preparação física, independente da atividade em que se destacam. Foto: Divulgação

Para esclarecer melhor como isso funciona, especialmente para os cadeirantes e atletas paraolímpicos, o blog Belas no Esporte entrevistou o educador físico João Tavares Neto, da academia Cross Gym, em Fortaleza. Confiram a entrevista:

Belas no Esporte – Desde que o Treinamento Funcional começou a ser aplicado nas academias ele também era destinado a cadeirantes? Ou houve uma adaptação com o passar do tempo?

Professor João – “O Treinamento Funcional, como o próprio nome já diz, é um treino para melhorar as funções do seu corpo. Seu objetivo é atuar nos principais componentes de habilidades físicas, como força, coordenação, equilíbrio e resistência, respeitando as individualidades de qualquer que seja o indivíduo. Isso quer dizer que  qualquer pessoa pode praticar, independente de ser uma pessoa dita normal ou especial, não só cadeirantes como qualquer um que possua deficiência. O importante é lembrar que o aluno deve sempre passa por uma avaliação, onde vamos ver qual são seus pontos mais fracos e com isso montar o seu treino de acordo com suas limitações. Nós, professores da CrossGym, estamos habilitados para atender qualquer tipo de deficiência e atuar para melhorar as funções de nossos alunos”.

Belas no Esporte – Quais os benefícios que o cadeirante pode ter ao praticar o treino funcional?

Professor João – “Os cadeirantes vão ter todos os benefícios de qualquer pessoa dita normal, como ganho de força, resistência e mobilidade e com os treinos ele passa a melhorar também suas tarefas diárias”.

Belas no Esporte – O treinamento funcional é usado como ‘reforço’ para os atletas paraolímpicos?

Professor João – “Sim, o treinamento funcional deve primeiramente melhorar o que o atleta mais precisa, além de atuar como uma extensão e preparação para o seu treinamento. Sua rotina na academia deve lhe dar um suporte físico para melhorar os rendimentos nos treinos da modalidade que ele pratica e assim melhorar cada vez mais os resultados dentro do seu esporte”.

Belas no Esporte – Como o aluno tem mais dificuldade para sustentar o peso do corpo, os exercícios tem que ser bastante personalizados, não é?

Professor João – “O trabalho deve ser todo individualizado respeitando os limites daquele aluno. Primeiramente ele só poderá fazer um exercício que esteja de acordo com a sua condição física, e isso vai de acordo com a sua necessidade”.

Belas no Esporte – Cada cadeirante tem um treino específico ou existem aulas prontas para as pessoas com essas necessidades especiais?

Professor João – “Sim, cada aluno tem um programa de treinamento com rotinas que vão de acordo com seu objetivo e a sua necessidade, para que assim ele consiga resultados rápidos e de maneira satisfatória”.

Belas no Esporte – Os cadeirantes tem procurado mais o treino funcional?

Professor João – “Com certeza, não só em Fortaleza como em todo Brasil, as pessoas portadoras de deficiência estão cada vez mais aderindo ao treinamento funcional, e conseguindo cada vez mais resultados melhores do que conseguiam em outras modalidades”.

Belas no Esporte – Você tem alunos cadeirantes? Algum atleta? De que modalidade? Que resultados ele (ou eles) tem obtido com o treinamento?

Professor João – “Sim, nós temos na Crossgym alunos cadeirantes que estão em busca de uma melhor qualidade de vida e temos um aluno cadeirante atleta de natação, competidor de nível nacional, que depois que começou a praticar o treinamento funcional como uma extensão da sua preparação física, só tem melhorado cada vez mais seus resultados dentro da piscina e do seu dia a dia”.

(Professor João Tavares da Cruz Neto – Pós Graduado em Treinamento Esportivo pela Universidade Estadual do Ceará, Professor da Academia CrossGym em Treinamento Funcional)

 

11:26 · 27.09.2011 / atualizado às 14:47 · 27.09.2011 por

 
 
 
 
 
 
 

A cada dia mais atletas tem procurado o Treinamento Funcional para melhoria de seu desempenho. Fotos: Sérgio Sampaio (Divulgação)

 

O Treinamento Funcional,  ‘boom’ do momento nas academias de todo o País, vem conquistando, a cada dia, novos e mais preparados adeptos. Além daquelas pessoas que buscam praticar uma  atividade física ou experimentar uma modalidade diferente, atletas  de corrida, natação, voleibol, basquete, ginástica, surf, jiu-jitsu e até de futebol, estão buscando esta atividade para desfrutarem dos inúmeros benefícios que ela proporciona.  

 Como o próprio nome diz, essa atividade física tem como finalidade fazer com que o treinamento se desenvolva buscando a funcionalidade e semelhança de gestos de uma determinada prática esportiva ou de movimentos relacionados as atividades da vida diária (AVDs). No caso dos atletas de corrida, por exemplo, não é diferente, já que trata-se de uma combinação de gestos motores que podem ser aperfeiçoadas e treinadas com a prática do Treinamento Funcional.

 

 
 
 
 

Atletas de diversas categorias, como surf, corrida e jiu-jitsu, tem melhorado sua performance com treinos funcionais.

 

 Sérgio Sampaio, educador físico e preparador de atletas da academia Funcional Work, explica como isso acontece. “O Treinamento Funcional pode ser aplicado visando a melhoria de todas as valências físicas e, dentre elas, estão a velocidade e resistência, essenciais para os corredores. Na realidade são dois tipos de sistemas energéticos trabalhados: anaeróbico e aeróbico. No caso dos corredores, principalmente os fundistas, ambos estão diretamente interligados. No Treinamento Funcional a resistência é amplamente trabalhada quando aplicamos intervalos os quais chamamos de “repouso ativo”. São intervamos entre-séries em que a frequência cardíaca, através de exercícios, permanece dentro de uma zona-alvo pré-calculada de acordo com os objetivos do atleta. Nesses exercícios incluem-se deslocamentos, saltos e isometrias. A velocidade pode ser desenvolvida com a aplicação de exercícios específicos para cada gesto motor. Nesses exercícios pode-se trabalhar inclusive o aperfeiçoamento do movimento e/ou um trabalho específico de força e resistência para o grupo muscular envolvido“.

Isso tem ocorrido principalmente porque mesmo aqueles atletas com altos níveis de preparação e performance precisam treinar de forma periodizada e sistemática.  “Isso faz com que, fisiologicamente, o corpo mantenha-se em condições de absorver novas cargas de treino e adaptações no que diz respeito a manutenção e melhoria do desempenho. É o que chamamos, no Treinamento Desportivo, de Princípio da Continuidade“, explica  Sérgio Sampaio.

O grande diferencial do Treinamento Funcional aplicado aos atletas que praticam a corrida está no cuidado com as lesões. “O treino não só evita lesões mas também as trata. Quanto mais fortalecido ou trabalhado um grupo muscular ou articulação menos propenso a lesões ele está. No caso dos atletas é primordial um trabalho não só aeróbico mas também que o corpo seja treinado de forma integral“, esclarece o personal trainner.

 Outra categoria que vem buscando a modalidade como ‘reforço’ para a performance é a de atletas de luta, especialmente jiu-jitsu. “O treinamento ajuda na medida em que é aplicado visando o aperfeiçoamento e prática dos movimentos relativos ao esporte. Esse treinamento tem como objetivo fazer com que o atleta execute movimentos que simulem os gestos da uma determinada luta e até mesmo situações que imitem a própria competição. Vale a pena ressaltar que esse treinamento deve ser realizado trabalhando o atleta como um todo, já que a os segmentos corporais são interligados em cadeias musculares. Os trabalhos realizados em superfícies instáveis também tem proporcionados excelentes resultados“.

 Uma dúvida constante de quem se interessa pela atividade é se o treinamento funcional substitui a musculação. Sérgio Sampaio esclarece que  termo ‘complementa’ é o mais adequado, dependendo dos objetivos. “O Treinamento Funcional é aplicado com melhores resultados em indivíduos que buscam trabalhar o corpo de forma integral com ganhos de condicionamento aeróbico, atletas que buscam resultados em um esporte específico. Pessoas em fase reabilitação e com alguns tipos de assimetrias também podem obter bons resultados com treinos de propriocepção. Outro fator importante a ser ressaltado são os ganhos proporcionados quanto ao equilíbrio e consciência corporal“.

 Legal, não é? E os atletas confirmam que a comprovação prática disso está nos resultados obtidos em um reduzido período de tempo. Até os grandes clubes de futebol do Brasil já incluíram o Treinamento Funcional como parte de sua preparação física. Atletas que optam por esse tipo de treinamento relatam uma rápida melhoria de rendimento após o início dessa prática.

As Belas no Esporte já aderiram ao Treinamento Funcional! E você?

 SERVIÇO:

Sérgio Sampaio – personal trainner (sergiodesampaio@gmail.com)

Telefones: 85.99000828 e 85.8661.3788

Indicado até para idosos, o Treinamento Funcional evita e trata lesões.
08:47 · 23.09.2011 / atualizado às 08:47 · 23.09.2011 por

 

 

Quer malhar o corpo e a mente, e de quebra, ajudar alguém e deixar seu coração feliz da vida? Então conheça o projeto “Faz bem ao coração”, que em sua quinta edição vem cheinho de novidades. Durante uma semana – a partir do próximo sábado, dia 24 de setembro, até o seguinte, dia 1º de outubro, você escolhe uma atividade física – ou mais!!! – para praticar ou conhecer e doa uma lata de leite ou brinquedo. Simples assim! 

A meta do projeto, em 2011, é arrecadar 1.000 latas de leite e 1.000  brinquedos para serem doados às instituições de abrigo para crianças e adolescentes e incentivar a prática de exercícios físicos de, pelo menos, 300 pessoas.  Com a doação, você tem direito a participar de um dos eventos do projeto a seguir:

No sábado, dia 24 de setembro (abertura às 9 horas):

– TREINAMENTO FUNCINOAL E AULA DE MUAY THAI – 9h na Academia Completa – 32627220. A academia fica na Rua Nunes Valente, 1740, no bairro da Aldeota. 

 – AULÃO DE GINÁSTICA, também às 9h, no Clube do Vôlei – 32726478. Fica na Rua Joaquim Sá, 1140, no Dionísio Torres.

Na segunda-feira, dia 26 de setembro

– AULÃO DE GINÁSTICA às 19h, na  Academia Power Fitness – 30233489 – na Avenida Antônio Augusto, 2392, bairro Piedade.

Na terça, dia 27 de setembro:

– AULÃO DE GINÁSTICA, 18h, na 40 Graus Academia – 32575453. Fica na Avenida 13 de Maio, 975, Bairro de Fátima. 

Na quinta-feira, 29 de setembro:

 – AULÃO DE GINÁSTICA, às 20h30, na Faculdade Católica – 40096272. Fica na Avenida Duque de Caxias, 101, no Centro da cidade. 

 Na sexta-feira, dia 30 de setembro:

– AULÃO DE HIDROGINÁSTICA 18h, na Escola de Natação Peixinho do Mar – 32786768, na Rua Elizeu Oriá, 433, bairro Água Fria.

E no sábado, dia 1º de Outubro, dia de encerramento do projeto: 

– a grande CAMINHADA FAZ BEM AO CORAÇÃO, às 5h e às 16h, na Praça do Lago Jacarey, na Avenida Viena Weine, 1180.

Pronto! Alternativas não faltam para todo tipo de público. Mas… Quer uma dica? Não fique só em uma das opções não! Experimente tudo, participe!  Junte os amigos, familiares, a turma da academia e vamos aderir! Importante lembrar… Para cada evento, uma doação. As Belas no Esporte apoiam o projeto! 🙂

10:38 · 10.08.2011 / atualizado às 10:40 · 10.08.2011 por

Dando continuidade ao nosso post sobre Treinamento Funcional, postamos abaixo os vídeos feitos durante a aula experimental feita pelas Belas Emanuelle Lobo e Nathália Lobo.

Acompanhei as meninas e realmente deu vontade de fazer. É uma atividade dinâmica e que sempre trabalha muitos grupos musculares ao mesmo tempo.

Nos vídeos, você acompanha o circuito composto por séries de exercícios (chamadas “estações”) montado pelo professor Célio Gurgel para as Belas e ainda assiste a uma entrevista com o preparador físico sobre o que é o Treinamento Funcional, quem pode praticá-lo e os benefícios dessa atividade que está invadindo as academias!

Circuito das Belas – Treinamento Funcional

YouTube Preview Image

Entrevista com Célio Gurgel, preparador físico da Cross Gym

YouTube Preview Image

10:37 · 10.08.2011 / atualizado às 10:43 · 10.08.2011 por
A aula de Treinamento Funcional é dinâmica e estimula os músculos de maneira global. Fotos: Mayara de Araújo e Viviane Pinheiro

Alonga, aquece, corre, empurra, puxa, levanta peso, senta e levanta, abaixa, avança, sobe e desce, agacha, segura o peso do corpo contraindo o abdome! Acabou? Não!! Agora, passa de um cone para o outro, volta correndo, segura firme uma corda e pedala vigorosamente. Seeeeeeelvaaaaaaa! E repete tudo, logo em seguida.

Essa é a sensação de quem conhece uma aula de treino funcional em forma de circuito. Marcando o tempo, o professor corrige a postura, observa, ensina o jeito certo do exercício e não deixa você parar. Tem, sim, intervalos entre um exercício e outro. Embora rápidos, necessários para a recuperação e para a funcionalidade da atividade esportiva.

E eu digo a vocês, por experiência própria: essa aula é o máximo! Eu, Nathália Lobo, e a bela Emanuelle Lobo, fomos convidadas pela academia Cross Gym para experimentarmos o treino funcional. Confesso que fiquei, assim, meio receosa. “Vocês já praticam atividade física?”, perguntou o educador físico Célio Gurgel. Como estamos alternando a caminhada com corrida, o professor graduou a aula de acordo com o nosso condicionamento físico. “Vocês vão suar um bocado, vão sentir alguns músculos que não costumam trabalhar, mas não vão ficar ‘quebradas’ não. Vão sair daqui felizes, com a sensação do dever cumprido e com vontade de fazer outra aula”. E não é que ele acertou?

O treino funcional é uma modalidade relativamente nova. A academia Cross Gym, primeira em Fortaleza a oferecer a atividade aos seus alunos, inovou com a aula “fora da sala de aula”. Num espaço grande e verde com piscina e equipamentos que vão da bola do Pilates à bicicleta ergométrica, o aluno pode escolher praticar o esporte “ao ar livre”. “As turmas foram crescendo e, a cada dia, temos procurado lançar novos horários. São aqueles alunos que não querem mais ficar fechados, na sala de musculação, mas querem resultados mais efetivos”, explica Célio Gurgel.

O treino funcional é super indicado para quem quer perder peso e melhorar o condicionamento físico.

E o professor tem razão. Foi-se o tempo em que o único motivo que tínhamos para praticar atividades físicas era a estética. Hoje, malhar é sinônimo de saúde. Isso tem levado as pessoas a procurarem modalidades cada vez mais completas e  que proporcionem boa forma e qualidade de vida. “O treinamento funcional reúne todas as ferramentas necessárias para a promoção da saúde, melhoria da estética e performance”, destaca.

E a melhor notícia para a mulherada. O treinamento funcional emagrece! Diferente da musculação convencional, que trabalha grupos musculares em cada exercício, o objetivo do treino é trabalhar o corpo de forma global. Nessa nova – e divertida- forma de malhar, o maquinário tradicional das academias cede espaço a movimentos, acessórios e estímulos diferentes. “A musculação estimula somente a força. Já o treinamento funcional trabalha outras habilidades como equilíbrio, velocidade, coordenação, flexibilidade e resistência, evitando desequilíbrios musculares e lesão”, afirma o educador físico André Bellaguarda, que também ensina a modalidade. 

De acordo com André Bellaguarda, o treinamento funcional é indicado para todas as pessoas sejam elas atletas ou não, jovens ou idosos. “Com essa metodologia de treino conseguimos adaptar os exercícios de acordo com a necessidade especifica do aluno. Os interessados em aderir a essa nova modalidade de exercícios tem que ficar atento à qualificação dos profissionais. Muita gente diz que faz treinamento funcional, mas na realidade só faz um desequilíbrio, não utiliza, de fato, o método do treinamento funcional” conclui o especialista.

Quer saber? A aula acabou e ficou um gostinho de quero mais!
Quer saber? A aula acabou e ficou um gostinho de quero mais!
Descobrimos e trouxemos, para vocês, outros benefícios do Treinamento Funcional:

– Perda de Peso;

– Melhora da Postura;

– Melhora do equilíbrio muscular;

– Melhora do desempenho nos esportes;

– Diminuição de ocorrências de lesões;

– Melhora na eficiência dos movimentos;

– Maior estabilidade da coluna vertebral;

– Melhora do equilíbrio estático e dinâmico;

– Desenvolvimento da consciência sinestésica (sensação do movimento).

As Belas no Esporte recomendam!
Serviço: CrossGym Treinamento Funcional – Rua República do Líbano, 1415. Meireles. Telefone: 3267.4795