Autor: Valéria Feitosa


19:35 · 20.11.2018 / atualizado às 19:35 · 20.11.2018 por

Imagina um evento onde você curte uma programação variada e ainda pode levar seu pet para aproveitar também! Assim será a I Jornada de Autoconhecimento e Harmonia Social, no domingo, 25, na Casa José de Alencar, de 8 às 17h. Meditação, Reiki, Coaching, Bazar e feijoada para as pessoas. E para os animais de estimação haverá sessão de reiki, uma prática milenar japonesa de imposição das mãos que traz muita paz e relaxamento para quem recebe.

A I Jornada é uma promoção do Grupo Cristão Mãos de Luz (GCML), presidido pelo professor Ricardo Figueiredo, da Faculdade de Medicina Veterinária da Uece (Favet). Objetiva proporcionar momentos de lazer, paz e harmonia para as pessoas e seus animais, mas também busca angariar recursos e alimentos para os projetos sociais realizados pelo Grupo, junto a populações vulneráveis como crianças, idosos, famílias sertanejas, detentos, pacientes psiquiátricos e portadores de câncer e DSTs.

O Reiki será destinado tanto para as pessoas como para seus animais de estimação, especialmente cães e gatos. Será coordenado pela professora Daniele Vasconcelos Fernandes Vieira, da Favet-Uece. Para participar, será cobrada uma taxa simbólica que também será revertida para os projetos sociais do Grupo.

A palavra Reiki significa Rei – “sabedoria divina ou o poder superior” – e Ki – “energia vital”.  Trata-se de uma técnica japonesa que transmite, pela imposição das mãos, a energia vital espiritualmente guiada. É indicada para  redução do estresse e relaxamento, podendo ser observadas, nas sessões rotineiras, curas em casos de dores crônicas, pós-operatório, ansiedade, depressão, pânico, entre outros.

É uma terapia reconhecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, classifica-se entre as práticas integrativas de saúde pública. Pode ser aplicada tanto em humanos como em animais e ganha cada vez mais adeptos em unidade de saúde e consultórios veterinários.

Nos animais, a terapia tem boa indicação para tratar problemas de comportamento como agressividade, estresse, depressão e processo de cicatrização no pós-operatório. Nos animais idosos garante melhor qualidade de vida.  Já nos quadros de doenças terminais possibilita suavizar o sofrimento e dar mais conforto, aliviando a dor e facilitando a transição para a morte. Pode, por exemplo, ser um apoio a um tratamento de acupuntura, homeopatia, essências florais e todas as outras formas de cura.

Meditação e Coaching

Em parte da programação da Jornada para as pessoas, como o Curso de Meditação e a feijoada, será cobrado valor de participação e toda a renda será destinada aos projetos sociais do GCML. O Curso de Meditação será ministrado pelo professor Ricardo Figueiredo. Com o tema “Meditação: caminho para a reforma íntima em busca da felicidade universal”, a programação oferecerá as partes teórica e prática, pela manhã e à tarde (8 às 17h).

Já a palestra sobre Coaching será ministrada por Roney Vasconcelos, de 9 às 12h, com o tema “Introdução ao Coaching Integral Sistêmico”. Para participar, basta doar 3kg de alimentos não perecíveis.

O presidente do GCML, Ricardo Figueiredo, informa que os projetos sociais beneficiados com a renda e os alimentos arrecadados na Jornada serão as próximas Caravanas Solidárias junto a pacientes com câncer, idosos e crianças carentes.

Nos dias 10 e 11 de novembro passado, o GCML encerrou a 4ª edição da Caravana Solidária dos Sertões, beneficiando 125 famílias, em média 600 pessoas, com cestas de alimentos e orientações nutricionais e sanitárias, nos municípios de Quixadá, Canindé, Caridade, Palhano e Guaiúba.

“Ao longo de cerca de dois anos e meio, a Caravana dos Sertões já beneficiou uma média de 4 mil pessoas, equivalente a 800 famílias em vulnerabilidade social na zona rural do Estado”, afirma Ricardo Figueiredo.

O Grupo Cristão Mãos de Luz (GCML) reúne voluntários de diferentes segmentos sociais e religiosos (de caráter ecumênico), com o objetivo de fazer o bem junto a populações vulneráveis tais como crianças, idosos, famílias sertanejas, detentos, pacientes psiquiátricos, pacientes portadores de câncer e DST`s.

Nos 30 meses desde sua fundação o GCML, em parceria com a Favet-Uece, realizou ações sociais bimestrais, as Caravanas Solidárias, que permitiram a arrecadação e distribuição de mais de 11 toneladas de alimentos, cerca de 16 mil livros (adultos e infantis), milhares de brinquedos, diversos produtos de higiene pessoal, de limpeza , roupas e calçados, beneficiando cerca de 32.500 pessoas em situação de vulnerabilidade.

MAIS INFORMAÇÕES: Grupo Cristão Mãos de Luz (GCML), presidente, Prof. Ricardo Figueiredo. (85) 9 9998.4056 (também whatsapp). A programação da I Jornada de Autotransformação prevê vagas limitadas e os interessados devem fazer inscrição pelo site ou no local de realização (85) 9632.5670. Domingo, 25/11, na Casa José de Alencar, Av. Washington Soares, 6055.


 

20:43 · 14.11.2018 / atualizado às 20:43 · 14.11.2018 por

 

O Grupo Vira Latas Ceará está finalizando seu calendário 2019. As fotos que ilustram as páginas trazem cães e membros do grupo. E o melhor: o lucro arrecadado com as vendas será doado integralmente para a ONG Abrace – Uma Causa Animal. É o que antecipa uma das administradoras do grupo, Cris Maciel.

E no próximo dia 9 de dezembro, acontecerá, a partir das 15h, no Benévolo Sul, a festa de aniversário do grupo, bem como as comemorações de Natal.

Os tutores e amantes dos cães sem raça definida (SRDs), que formam o Vira Latas, estão cheio de novidades. Recentemente eles lançaram o site do grupo.

“O site foi lançado como mais uma plataforma de informações, dicas, curiosidades e incentivo à adoção. Lá os visitantes terão acesso a informações sobre os eventos pet, podem se encantar com os membros do grupo, ler histórias comoventes de adoção, conhecer cães filhotes e adultos disponíveis para adoção e muito mais”, explica Cris Maciel.

Além dela, integram a administração do grupo as tutoras Aline Ferreira, Janaina Mesquita, Juliana Malveira, Luana Viana, Nanny Silva, Rafaelle Marques e Ramille Marques.

Segundo destacam, o Vira Latas surgiu há três anos “para apagar a imagem negativa que algumas pessoas têm sobre os cães vira-latas. A ideia do grupo era buscar desmistificar o preconceito relacionado a adoção destes cães”.

Cris explica que o grupo promove encontros, eventos e atividades para inclusão dos cães onde os exemplares de raça já estão inseridos. “Uma das marcas registradas do grupo é o incentivo à adoção e apoio às ONGS, que resgatam e cuidam de animais abandonados em Fortaleza. Vários membros são voluntários em ONGS ou protetores independentes”.

Sobre o site, o grupo informa que está sendo mais uma plataforma de informações, dicas, curiosidades e incentivo à adoção. Os visitantes podem ter acesso a informações sobre os eventos pet, histórias comoventes de adoção e conhecer cães filhotes e adultos disponíveis para adoção.

Calendário 2018. Em breve será lançado o de 2019

“O usuário pode também enviar sua história de adoção para integrar a página. A ideia do grupo é ir além e ajudar na causa animal, incentivando a adoção e oferecendo um espaço para as ONGS se apresentarem, aumentando o número de doadores de recursos. No espaço também são contadas várias histórias emocionantes de adoções”, informam.
MAIS INFORMAÇÕES: Grupo Vira Latas Ceará 

 

 

10:08 · 12.11.2018 / atualizado às 12:16 · 14.11.2018 por

Você conhece a Síndrome de Eisenmenger, uma doença rara em felinos? Com dificuldades para diagnóstico, a enfermidade é o tema da seção Dr. Vet, desta segunda-feira (12), com a médica veterinária Paula Priscila Correia.

É muito importante que os tutores fiquem atentos a mudanças de comportamento, dificuldade respiratória e  distúrbios de crescimento para evitar a instalação da síndrome.

“Caso o defeito congênito não seja tratado cirurgicamente ou não haja nenhum tratado medicamentoso adequado, a hipertensão pulmonar tornar-se-á grave”, relata a médica.

Dra. Paula Priscila Correia é medica veterinária, autora de estudo inédito sobre doença rara em felinos no Brasil

Dra. Paula Priscila Correia: tratamento e sintomas 

“As doenças cardíacas em cães e gatos têm se tornado mais frequentes. Isto se deve a maior longevidade desses animais que está intrinsecamente ligada ao avanço que tem ocorrido na Medicina Veterinária em âmbito mundial.

Especificamente na espécie felina, as doenças cardíacas congênitas são menos comumente encontradas do que as doenças cardíacas adquiridas (Bolton,1977). Elas representam de 5 a 15% de doenças cardíacas nesta espécie (MacDonald,2006). Um estudo sobre a prevalência de doenças cardíacas congênitas em gatos relatou que em 47 de 2.935 gatinhos de 2 a 6 meses de idade , ou seja, 1,6%, foram encontrados defeitos congênitos (Schrope, 2015).

Alguns defeitos congênitos, tais como falhas no fechamento completo do septo atrial e ou ventricular e persistência do canal arterial podem levar a um aumento excessivo do fluxo sanguíneo pulmonar, levando a hipertensão pulmonar. Caso o defeito congênito não seja tratado cirurgicamente ou não haja nenhum tratado medicamentoso adequado, a hipertensão pulmonar tornar-se-á grave, ocasionando hipoxemia, cianose, fraqueza, distúrbios no crescimento, apatia, dificuldades respiratórias, hemoptise, dentre outros. Esse cenário clínico é denominado Síndrome de Eisenmenger (Scansen,2015).

Em 1897, Viktor Eisenmenger descreveu um exemplo típico da síndrome que mais tarde levaria o seu nome, com um detalhado relato anatômico e clínico de um homem com cianose e um defeito do septo ventricular (MacDonald,2006).

Em 2018, foi publicado o primeiro relato desta síndrome em felinos no Brasil por mim e colaboradores, na Revista Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia. O caso se tratava de uma gatinha de 6 meses que apresentava caquexia, temperatura baixa, pele e mucosas de cor azulada, apatia e grande dificuldade respiratória. Infelizmente, a paciente veio a óbito no tratamento emergencial , portanto, o diagnóstico foi confirmado somente após a necropsia.

O principal método diagnóstico é a ecodopplercardiografia (avaliação do defeito cardíaco e da hipertensão pulmonar) associada a outros exames auxiliares, tais como radiografia torácica. O tratamento deve ser efetuado antes que a Síndrome de Eisenmenger se instale, através de correção cirúrgica e ou terapia medicamentosa adequada. No entanto, nem sempre o diagnóstico é realizado em tempo hábil. Portanto, é muito importante que os tutores fiquem atentos a mudanças de comportamento, a dificuldade respiratória e a distúrbios de crescimento de seus pets, para que seja realizado um diagnóstico de tratamentos precoces a fim de evitar a instalação da síndrome. Em caso de dúvidas, contacte o médico veterinário que acompanha o seu pet”.

MAIS INFORMAÇÕES: Dra. Paula Priscila Correia (85) 996569812 (WhatsApp). Médica Veterinária – Cardiologia Veterinária, Mestre em Ciências Fisiológicas (UECE) e Doutoranda em Farmacologia (UFC – Laboratório de Farmacologia de Venenos, Toxinas e Lectinas- LAFAVET) – (85) 98863.8316

17:14 · 05.11.2018 / atualizado às 17:14 · 05.11.2018 por

O especialista em comportamento animal, Alexandre Rossi, que atualmente comanda um quadro no programa É de Casa, da Rede Globo, participou novamente do Encontro Anual da Associação de Treinadores Profissionais de Cachorros (APDT, na sigla em inglês), que aconteceu em outubro, nos EUA. O evento é considerado um dos maiores congressos de adestradores de cães no mundo.

No evento, Alexandre apresentou um trabalho contendo os resultados de uma pesquisa recente em que se verificou que a ansiedade de separação e a agressividade direcionada a pessoas – problemas comportamentais muito comuns -, estão associadas à distância entre os pets e seus tutores enquanto estes dormem, à noite.

Confira o resumo da pesquisa:

“É comum que os tutores estabeleçam laços bem fortes com os pets, deixando, inclusive, que seus cães permaneçam dentro de casa e até mesmo durmam em seus quartos durante a noite.

Entretanto, há uma ideia mais comum entre as pessoas de que, quando os tutores dormem próximos de seus animais de estimação, principalmente com eles no quarto, isso deve acabar facilitando o aparecimento de problemas comportamentais e indesejados nos cães.

Sabemos que expressar esses comportamentos, especialmente aqueles mais comuns, como os sintomas de ansiedade de separação e agressividade, são fatores diretamente relacionados ao abandono e até mesmo à eutanásia de cães.

Com base nisso, começamos a investigar essa questão para avaliar se, de fato, há relação entre a proximidade de cães e seus tutores enquanto dormem próximos à noite, com a ocorrência de sintomas de ansiedade de separação e de agressividade nos cães.

Para conduzir esta pesquisa, foram utilizados os dados coletados a partir de um questionário que incluiu, entre várias questões, algumas perguntas sobre onde o cão permanecia à noite enquanto o tutor dormia, ou seja, se era fora ou dentro de casa, ou dentro do quarto do tutor.

O questionário também incluiu perguntas sobre a frequência com que os cães destruíam objetos da casa, latiam muito ou faziam necessidades em locais indesejados quando deixados sozinhos em casa – sintomas esses de ansiedade de separação. Também foi questionada a frequência que os cães latiam, rosnavam ou mordiam pessoas.

Esse questionário foi disponibilizado na página do Facebook da Estopinha, de forma que os tutores que costumam acessá-la tiveram a oportunidade de participar espontaneamente da pesquisa. Com isso, mais de 60 mil pessoas responderam ao questionário, o que nos forneceu uma boa base para sustentar os primeiros resultados da pesquisa.

Com os resultados obtidos até o momento, estamos verificando que os comportamentos indicativos de ansiedade de separação e de agressividade nos cães estão, de fato, relacionados à proximidade entre eles e seus tutores enquanto dormem à noite.

Entretanto, contrariando o senso comum, no geral, cães que dormem ao menos dentro de casa exibem com menos frequência alguns dos principais sintomas de ansiedade de separação, que são destruir objetos da casa, latir muito quando ficam sozinhos e ameaças agressivas.

A destruição de objetos quando o cão é deixado sozinho aparentemente é ainda menos frequente quando eles permanecem no quarto e não apenas dentro de casa durante à noite.

Estudos futuros poderão esclarecer melhor as possíveis causas dessas associações e a razão de serem diferentes para o comportamento dos cães que fazem necessidades em locais inadequados quando são deixados sozinhos em casa (que também é um dos sintomas de ansiedade de separação) e de morder as pessoas, o que representa uma agressão mais direta dos animais.

Além disso, é muito importante lembrar que esta pesquisa ainda está em desenvolvimento, sendo que, no momento, estamos preparando uma publicação em uma revista científica internacional de credibilidade. Ou seja, por enquanto, as descobertas devem ser consideradas com muita cautela, pois os dados ainda não estão cientificamente publicados e podem sofrer alterações”.

MAIS INFORMAÇÕES:  Alexandre Rossi Estopinha

10:45 · 02.10.2018 / atualizado às 06:39 · 04.10.2018 por
Toinha Rocha, Rosânia Ramalho e equipe da Coepa lideram a organização do evento, com programação elaborada de forma coletiva com a sociedade civil organizada

O maior evento público de Fortaleza em prol da proteção e do bem-estar animal tem início nesta quinta-feira, 4. É a  I Virada Animal, uma promoção da Prefeitura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), que integra a Secretaria de Conservação e Serviços Públicos do Município (SCSP). A abertura do evento, antes marcada para a Praça do Ferreira, foi transferida para a Praça José Bonifácio (esquina das Ruas Antônio Pompeu e Assunção, Centro) nesta quinta-feira, 4, 8h, quando o prefeito Roberto Cláudio estará fazendo o Marco Zero da chipagem de animais. O VetMóvel também foi transferido para esta praça, onde ficará até sexta, 5.

No sábado, 6, durante o evento de adoção do Shopping Benfica, como parte da Virada, todos os animais que forem adotados receberão chip de identificação e Registro Animal (R.A.).

A  Virada Animal está instituída por lei municipal e sempre ocorrerá no período de 4 a 10 de outubro, na Capital cearense, conforme já destacou a titular da Coepa, Toinha Rocha, nas reuniões preparatórias para a promoção, que contou com a participação de ONGs, protetores independentes, médicos veterinários, professores, jornalistas, empresas do setor pet, consultores, artistas, entre outros.

A Virada está sendo um marco na parceria entre o poder público e a sociedade civil organizada. Na ampla programação, está previsto um grande evento de adoção, com cerca de 100 cães e gatos, a se realizar no sábado, dia 6, de 16 às 20h no Shopping Benfica, com a participação de 10 ONGs e grupos de protetores independentes – Abrace, Upac, GPA, Amor Maior, PAS e protetores independentes Silvânia, Liduína Lima, Maria dos Reis, Bárbara, Rejane e Cecília.

O inédito desta parte da programação, segundo destaca a presidente da Abrace, professora Cristiane Angélica, uma das ativas organizadoras do evento, é que, pela primeira vez no Estado, será feito o Registro Animal (RA) com chipagem de identificação dos cães e gatos adotados na ocasião.

Professora Cristiane Angélica e voluntários da Abrace lideraram a organização do grande evento de adoção

“A Abrace apoia a Virada Animal porque compreendemos que a única forma de conseguir vencer o abandono e os maus-tratos contra os animais é conscientizando a população da importância de respeitar os animais como seres sencientes, ou seja, têm capacidade de ter sensações e sentimentos de forma consciente, assim como nós seres humanos. Então a Virada é muito importante porque, além de trazer a novidade do Registro Animal e chipagem, está unindo ONGs e protetores independentes por um só objetivo. Então a Abrace, com muito carinho, organizou este evento de adoção, este grupo, com a expectativa de que seja um marco. Que daqui para a frente as pessoas compreendam que aqui em Fortaleza a proteção anda junta, de mãos dadas com o poder público, em prol dos animais”, afirma a professora Cristiane Angélica.

Outra grande novidade da programação serão as Rodas de Conversa, que acontecem todos os dias, de 16 às 17h durante o evento. Nos dias 4 e 5, a Virada é na Praça do Ferreira, e nos dias 8, 9 e 10, segue na Av. Beira-Mar. Em cada dia, um tema na Roda de Conversa: quinta-feira, 4, Saúde Animal; sexta-feira, 5, Educação Ambiental e Bem-Estar Animal; segunda-feira, 8, Adoção e Guarda Responsável; terça-feira, 9, Direitos e Políticas Públicas em favor dos animais; e no encerramento, dia 10, será apresentada a “Carta de Amor aos Animais de Fortaleza”, com as contribuições das ideias dialogadas nas Rodas de Conversa.

A Revista Bem-Estar Animal, do Diário do Nordeste, estará durante a programação, com distribuição de exemplares. A Editora da Revista e deste Blog Bem-Estar Pet, jornalista Valéria Feitosa (também integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação Ambiental Dialógica – GEAD, da Faced-UFC) participou da elaboração coletiva da programação, especialmente das Rodas de Conversa. Na sexta-feira, 5, estará mediando a conversa sobre Educação Ambiental e Bem-Estar Animal.

Toda a equipe da Coepa, sua titular Toinha Rocha, as veterinárias Rosânia Ramalho e Thaís Câmara, Alberto Thiers, os veterinários do Vetmóvel, o clínico Ricardo Ribeiro Garcia, o anestesista Thiago Antônio Rodrigues, os cirurgiões Júlio César dos Reis e Marina Frazatti Galilina, e os auxiliares administrativos Juglio César Barros, Clarice Vasconcelos e Sérgio Duarte, estão à frente deste grande evento. O VetMóvel é uma das principais atrações da Virada Animal, com a realização de consultas, exames, castrações e vacinação durante toda a programação. A Coepa recebe total apoio do titular da SCSP, secretário João Pupo.

Rosânia Ramalho informa que, como parte da mobilização desta I Virada, os veterinários Dr. Portela, Karine Leite e Míriam Marinho doaram, cada um, 12 cirurgias de castrações (totalizando 36 procedimentos) para os animais que forem adotados durante a programação.

Outra atração imperdível é o especialista em comportamento animal, Jackson Maciel. Ele vai apresentar o show de adestramento, dando dicas importantes sobre como o ser humano pode ter uma convivência harmônica com o cão. Explicar com detalhes sobre como o tutor pode ser o líder de seu animal, de forma que este seja obediente, tranquilo e feliz, por meio do Sistema Integrado de Treinamento Canino (S.I.T.), criado por ele. Também no show de adestramento, outro grande profissional, Gerfyson Dantas, da Cão Elegante.

Jackson Maciel, criador do S.I.T., está à frente do Show de Adestramento

Na quarta-feira, dia 3, a partir das 17h, o Centro Acadêmico Patativa do Assaré, do Curso de Letras da Universidade Federal do Ceará, estará promovendo uma Roda de Conversa sobre Educação Ambiental e Bem-Estar Animal no Centro de Humanidades I (Bosque da Letras), como uma prévia da Virada Animal. A Revista Bem-Estar Animal estará presente.

Confira a programação completa e gratuita da Virada Animal. Dias 4 e 5 na Praça do Ferreira e dias 8, 9 e 10 na Av. Beira-Mar.

VIRADA ANIMAL – PROGRAMAÇÃO COMPLETA

QUINTA-FEIRA, 4 DE OUTUBRO – 8h: ABERTURA OFICIAL NA PRAÇA JOSÉ BONIFÁCIO

8 às 17h: CONSULTAS E CASTRAÇÕES
8 às 15h: VACINAS E EXAMES
8 às 18h: DISTRIBUIÇÃO DE MATERIAL EDUCATIVO DA COEPA
9h: MAQUETE DE BEM-ESTAR ANIMAL
9h: APRESENTAÇÃO LÚDICA COM MARMOTA NEWS
9h: SHOW DE ADESTRAMENTO
9h: MARCO ZERO DA CHIPAGEM DOS ANIMAIS COM O PREFEITO ROBERTO CLÁUDIO
9h: CLICK PET – FOTOGRAFIA E ARTE COM SEU PET COM O FOTÓGRAFO ODIJAS FROTA
9 às 18h: DISTRIBUIÇÃO DE AMOSTRA GRÁTIS DE RAÇÃO COM ZVIEIRA DISTRIBUIDORA

NA PRAÇA DO FERREIRA
16h: RODA DE CONVERSA TEMA “SAÚDE ANIMAL”
17h: SHOW DE ADESTRAMENTO
17 às 20h: FESTIVAL DE COMIDAS VEGANA
18h: SHOWS COM A BANDA THE TEACHERS

O VetMóvel é uma das principais atrações da Virada Animal

SEXTA-FEIRA, 5 DE OUTUBRO

PRAÇA JOSÉ BONIFÁCIO

8 às 17h: CONSULTAS E CASTRAÇÕES
8 às 15h: VACINAS E EXAMES
8 às 18 horas DISTRIBUIÇÃO DE MATERIAL EDUCATIVO DA COEPA

PRAÇA DO FERREIRA

8 às 18 horas DISTRIBUIÇÃO DE MATERIAL EDUCATIVO DA COEPA

9 às 17h: DISTRIBUIÇÃO DE AMOSTRA GRÁTIS DE RAÇÃO COM ZVIEIRA DISTRIBUIDORA
16h: RODA DE CONVERSA COM O TEMA “EDUCAÇÃO AMBIENTAL E BEM-ESTAR ANIMAL”
17h: SHOW DE ADESTRAMENTO

SÁBADO, do, 6 DE OUTUBRO – PRAÇA DO FERREIRA

9 às 14h: BAZAR COM AS ONGS NA PRAÇA DO FERREIRA
16h: SHOW DE ADESTRAMENTO NA PRAÇA DO FERREIRA

NO SHOPPING BENFICA
De 16 às 20h: EVENTO DE ADOÇÃO DE CÃES E GATOS
16 às 20h: VACINAÇÃO E EXAMES

Foto do fotógrafo Odijas Frota, que estará presente na Virada Animal registrando imagens da programação

SEGUNDA-FEIRA, 8 DE OUTUBRO – AV. BEIRA-MAR

8 às 17h: CONSULTAS E CASTRAÇÕES
8 às 15h: VACINAS E EXAMES
8 às 18h: DISTRIBUIÇÃO DE MATERIAL EDUCATIVO DA COEPA
8 às 18h: MAQUETE DE BEM-ESTAR ANIMAL
9 às 17h: DISTRIBUIÇÃO DE AMOSTRA GRÁTIS DE RAÇÃO COM ZVIEIRA DISTRIBUIDORA
16h: CLICK PET – FOTOGRAFIA E ARTE COM SEU PET COM O FOTÓGRAFO ODIJAS FROTA
16h: RODA DE CONVERSA COM O TEMA “ADOÇÃO E GUARDA RESPONSÁVEL”
17H: SHOW DE ADESTRAMENTO

TERÇA-FEIRA, 9 DE OUTUBRO – AV. BEIRA-MAR

8 às 17h: CONSULTAS E CASTRAÇÕES
8 às 15h: VACINAS E EXAMES
8 às 18h: DISTRIBUIÇÃO DE MATERIAL EDUCATIVO DA COEPA
8 às 18h: MAQUETE DE BEM-ESTAR ANIMAL
9 às 17h: DISTRIBUIÇÃO DE AMOSTRA GRÁTIS DE RAÇÃO COM ZVIEIRA DISTRIBUIDORA
16h: CLICK PET – FOTOGRAFIA E ARTE COM SEU PET COM O FOTÓGRAFO ODIJAS FROTA
16h: RODA DE CONVERSA COM O TEMA “DIREITOS DOS ANIMAIS E POLÍTICAS PÚBLICAS”
17h: SHOW DE ADESTRAMENTO

Gerfyson Dantas, da Cão Elegante, também estará no grande show de adestramento da Virada

QUARTA-FEIRA, 10 DE OUTUBRO – AV. BEIRA-MAR

8 às 17h: CONSULTAS E CASTRAÇÕES
8 às 15h: VACINAS E EXAMES
8 às 18h: DISTRIBUIÇÃO DE MATERIAL EDUCATIVO DA COEPA
8 às 18h: MAQUETE DE BEM-ESTAR ANIMAL
9 às 17h: DISTRIBUIÇÃO DE AMOSTRA GRÁTIS DE RAÇÃO COM ZVIEIRA DISTRIBUIDORA
16h: CLICK PET – FOTOGRAFIA E ARTE COM SEU PET COM O FOTÓGRAFO ODIJAS FROTA
16h: AVALIAÇÃO ODONTOLÓGICA GRATUITA COM A DRA. MIRIAN MARINHO
16h: RODA DE CONVERSA – SISTEMATIZAÇÃO DO DOCUMENTO FINAL DA VIRADA ANIMAL “CARTA DE AMOR AOS ANIMAIS DE FORTALEZA”.
17h: SHOW DE ADESTRAMENTO
17h: CÃOMINHADA DA VIRADA
18h: SHOWS COM A BANDA THE TEACHERS E APRESENTAÇÃO DA “CARTA DE AMOR AOS ANIMAIS DE FORTALEZA”

MAIS INFORMAÇÕES: Virada Animal, de 4 a 10 de outubro, Praça do Ferreira e Av. Beira-Mar. Aberto ao público. Coepa – (85) 3272.3356

19:13 · 19.09.2018 / atualizado às 19:13 · 19.09.2018 por
Elizabeth MacGregor é diretora de Educação do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal (FNPDA)

O Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal (FNPDA) realiza terça-feira, 25, o curso “Educação Ambiental Humanitária em Bem-Estar Animal”, a ser ministrado pela diretora de educação da entidade, Elizabeth MacGregor. As inscrições estão abertas  com 100 vagas disponíveis. Acontecerá no Auditório 1 (Deputado Castelo de Castro), na Assembléia Legislativa do Ceará, de 13h às 18h.

O evento tem apoio da Prefeitura Municipal de Fortaleza, por meio da Coordenadoria de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), Observatório de Direitos Animais (ODA), Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB-CE, União Internacional Protetora dos Animais (Uipa), entre outras entidades e instituições. O curso é uma preparação para o grande evento municipal, Virada Animal, de 4 a 10 de outubro na Praça do Ferreira e na Av. Beira-Mar.

Elizabeth MacGregor destaca que este curso já foi realizado em mais de 85 municípios de 12 Estados brasileiros. Destina-se a professores, coordenadores e gestores do ensino fundamental e médio, educadores ambientais,
alunos e professores de cursos universitários. Em Fortaleza, também está sendo divulgado entre ONGs e protetores de animais. Ela aponta  os princípios da Educação Ambiental Humanitária em Bem-estar Animal (EAHBEA):

  • Reconhecer que os animais são seres sencientes e têm necessidades espécieespecíficas
  • Reconhecer que os seres humanos interagem com outros animais e que suas ações têm um profundo
    impacto nas vidas deles e no meio ambiente
  • Compreender como as ações humanas podem afetar os animais e outros seres vivos
  • Desenvolver e multiplicar atitudes de compaixão, respeito e responsabilidade

Segundo explica na programação do curso, “A EAHBEA pode mudar o paradigma atual da percepção dos alunos sobre o impacto das ações humanas no meio ambiente e, consequentemente, sua responsabilidade por elas, mormente na biodiversidade e nas outras espécies animais, incluindo o contexto rural e urbano, e mostrar como isso está intimamente relacionado ao bem-estar do próprio ser humano”.

O curso já foi ministrado em mais de 85 cidades brasileiras de 12 Estados

MacGregor cita a educadora americana Zoe Weil, para mostrar a relevância, no atual contexto, da Educação Humanitária: “Um amplo campo de estudo que estabelece conexões entre todas as formas de justiça social (…) explora como podemos viver com respeito e compaixão por todos os seres. (…) ensina aos jovens sobre o que está acontecendo ao planeta e dá-lhes instrumentos para realizar escolhas que vão gerar um mundo mais justo, pacífico e seguro”.

Diante da problemática cada vez mais crescente dos maus-tratos e abandono de animais, violência urbana, degradação ambiental, extinção de espécies, entre outros sinais da atual crise de civilização, relacionar a Educação Ambiental com o Bem-Estar Animal é uma forma de sensibilizar as pessoas, especialmente crianças e jovens, para a necessidade de mudanças na interação entre todas as formas de vida, sejam humanas ou não-humanas. Parabéns ao FNPDA, Coepa, ODA e todos os envolvidos nesta promoção!

MAIS INFORMAÇÕES: Curso “Educação Ambiental Humanitária em Bem-Estar Animal”, terça-feira, 25, de 13 às 18h, no Auditório 1 (Deputado Castelo de Castro), na Assembléia Legislativa do Ceará. Inscrições gratuitas e abertas  no odadireitosanimais@gmail.com

 

19:46 · 11.09.2018 / atualizado às 19:47 · 11.09.2018 por

Muito bom saber que o mercado pet está em franca expansão em Fortaleza, acompanhando tendência mundial de consolidação do chamado “fenômeno pet”, ou seja, cada vez mais os animais estão sendo tratados como membros das famílias.

E quem nos envia a boa notícia desta vez é o jornalista Fernando Maia. Confiram:

“O Bairo Damas e adjacências contam com um novo conceito em petshop. Trata-se do Ecolove, que chega ao mercado oferecendo um “serviço mais familiar” para cães e gatos. Com o slogan “Amor pelo seu pet. Carinho por você”, a Ecolove quer receber seus clientes animais pelo seu nome e dedicar um tratamento bem especial, sobretudo em relação ao banho e tosa.

“Sabemos que o mercado está bem aquecido e também que a concorrência está acirrada. Para ser mais uma loja que vende ração e medicamentos não fazia sentido para nós entrar nesse jogo. Por isso, procuramos algo que nos diferenciasse. E essa diferença está no tratamento”, explica o proprietário e administrador de empresa Mikail Coelho.

Segundo Mikail, no Ecolove, o banho e tosa conta com um ambiente climatizado e as toalhas são individuais. “Notamos que, em alguns locais, os animais sofriam um pouco no momento de secar após o banho com o calor produzido pelo secador. O ventilador não é suficiente para lhe proporcionar o frescor necessário. Daí partirmos para um ambiente climatizado. Outro detalhe é o uso de toalhas higienizadas. Usamos só uma para cada banho. Isso tem feito uma diferença. Não queremos que o animal entre aqui para banhar-se e saia infestado de pulgas ou carrapatos. Por isso, todo o espaço é limpo após cada asseio”.

Outro diferencial é a escovação dentária. “Nossas escovas são descartáveis. Após a escovação, nós a entregamos para o cliente, a fim de que ele, caso queira, possa reaproveitá-la em casa. Mesmo após o retorno desse mesmo animal, utilizaremos uma outra escova. Medidas assim garantem a saúde dos bichinhos e deixam seus “pais” satisfeitos“, aposta Mikail.

Conforme o proprietário da Ecolove, o local da loja foi estrategicamente escolhido. “Nos instalamos no Pátio Damas porque ele tem a cara da Ecolove. É bastante aconchegante. Fica localizado na Avenida João Pessoa, ao lado da Casa do Português. Tem estacionamento gratuito pelas duas entradas. O cliente pode descer tranquilamente e acompanhar o banho do seu animal. Caso queira, pode observar visualmente o banho. Além disso, pode aproveitar para escolher sua ração preferida, brinquedos, coleiras, medicamentos e outros itens que fazem a alegria dos seus filhos de quatro patas”.


MAIS INFORMAÇÕES: Ecolove Petshop, Rua Apolo, 28, esquina com Avenida João Pessoa – Bairro Damas, próximo à casa do Português, defronte ao Posto Ipiranga – Estacionamento gratuito. (85) 98732-5681 (whatsapp) (85) 3067-3873 – Instagram/Facebook: :@ecolovepetshop

12:35 · 08.09.2018 / atualizado às 12:35 · 08.09.2018 por
Dra. Rosania Ramalho está entre os homenageados na Câmara Municipal de Fortaleza (CMF)

Neste domingo, 9 de Setembro, comemora-se o Dia do Médico Veterinário! Este profissional que tanto faz bem aos nossos amados animais. Sem eles, o que seriam de nossos bichinhos? A atuação do “Dr. Veterinário” é ampla e vem crescendo cada vez mais, com a explosão do chamado “fenômeno pet” em todo o mundo, bem como com os avanços das novas áreas científicas, tais como o Bem-Estar Animal e a Antrozoologia.

Com as pesquisas científicas comprovando cada vez mais que os animais, especialmente os mamíferos, são seres sencientes, ou seja, têm capacidade de sentir sensações e sentimentos de forma consciente (dor, prazer, alegrias e tristezas), aumentam as nossas responsabilidades para com as espécies, muitas consideradas “anjos de quatro patas” por todos nós. E o que será dessa responsabilidade, se não tivermos os valorosos serviços dos médicos veterinários? Eles conhecem, como ninguém, os seus clientes, nossos amados bichinhos, sejam de grande ou pequeno porte, peludos ou com penas, quatro ou duas patas.

E para destacar esta data tão importante no calendário nacional, a Câmara Municipal de Fortaleza, por iniciativa do vereador Márcio Martins, realizará na terça-feira, 11, às 19h, Sessão Solene para homenagear alguns nomes da categoria veterinária. São eles: Rosania Ramalho, Marilac Alencar, Alexandre Rodrigues, Marcone Sampaio, Érica Lage, Maria Nilza Saraiva, José Carlos Cruz, Antônio Sérgio Pessoa, Karina Roberta da Silva, Marcondes Chaves e Flora Dutra.

Dr. Alexandre Rodrigues também ilustra a lista de homenageados pelo Dia do Médico Veterinário

Alguns destes homenageados são parceiros de nosso trabalho em favor do Bem-Estar Animal. Entre eles, a Dra. Rosania Ramalho. A homenagem é um reconhecimento nacional e internacional dos trabalhos que ela vem realizando na vida profissional, tanto na saúde pública como no bem-estar animal. Como reconhecimento internacional, ela foi indicada como profissional em destaque ao 2° Prêmio de Bem-Estar Animal pela World Veterinary Association (WVA), a maior Associação de Veterinários do mundo, representando mais de 500 mil veterinários através de 95 associações de membros veterinários em seis continentes.

“Sinto-me muito honrada pela indicação, principalmente pela parte profissional através do trabalho que exerci no Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) e agora na Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), como também pelo reconhecimento social e dos colegas de profissão. Quero muito agradecer não apenas à Câmara Municipal de Fortaleza, pela indicação de meu nome, mas também à minha família, amigos, Prefeito Roberto Cláudio, Dr. Nélio Moraes, Toinha Rocha e a todos que tornam possível que eu realize meu trabalho da melhor maneira possível”, afirma Dra. Rosania Ramalho.

No requerimento para a Sessão Solene, o vereador Márcio Martins trouxe esta bela poesia em homenagem ao médico veterinário, de autoria de Sandra Mamede! Confiram:

Dra. Marilac Alencar é mais um nome dos profissionais veterinários a receberem homenagem na Sessão Solene da CMF

Profissionais dedicados
Dos animais muito amigos
Conhecem a sua realidade
E também quando estão em perigo
Não tem galo ou papagaio
Periquito ou cachorro
Todos são seus pacientes
E tratados como gente
Como amor e afeição
Carinho e muita atenção.
Cuidando dos nossos “bichinhos”
Eles também cuidam de nós
Pois quando os vemos sadios
Ficamos felizes lambem
É uma profissão linda
E também abençoada
E a sua clientela
É um pouco complicada
Pois não sabem falar
Muito menos escrever
Mas nem por isso eles deixam
De se fazer compreender.
Parabéns veterinários
Pela sua profissão
Pelo seu dom divino
E a sua dedicação.

 

MAIS INFORMAÇÕES: Câmara Municipal de Fortaleza – (85) 3444.8300.

21:44 · 03.09.2018 / atualizado às 21:44 · 03.09.2018 por

Contagem regressiva para a Virada Animal, grande evento que acontecerá em Fortaleza, de 4 a 10 de outubro, com ampla programação em favor da proteção e do bem-estar animal. A primeira reunião com a titular da Coordenadoria de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), da Prefeitura de Fortaleza, Toinha Rocha, aconteceu nesta segunda-feira, 3, com a participação de ONGs, protetores independentes, grupos de raças, bem como com jornalistas e empresas apoiadoras do evento. Na pauta, as linhas gerais da programação, com propostas de diversas atividades, tais como evento de adoção de animais, Vetmóvel, palestras, rodas de conversa, bazar, feirinha, desfiles de animais, shows artístico-culturais, todos voltados para sensibilização, conscientização e adesão dos fortalezenses em favor dos cães, gatos e demais espécies.

A Virada Animal está prevista por lei municipal, de autoria do vereador Esio Feitosa, conforme destacou Toinha Rocha, na abertura da reunião, e que conta com amplo apoio da Prefeitura de Fortaleza. Secretarias Municipais de Saúde, Educação, AMC, entre outras instâncias do governo local, serão convidadas a compor o apoio ao evento, que deverá tornar-se um marco na mobilização pela proteção e o bem-estar animal na Capital cearense.

A abertura está prevista para a manhã do dia 4 de outubro, na Praça do Ferreira,  prosseguindo até à noite, com diversas atividades para mobilizar os diferentes segmentos sociais em favor dos animais, contra o abandono e os maus-tratos. Protetores independentes e ONGs estarão divulgando seus trabalhos, por meio de eventos de adoção e promoção de bazares, com renda revertida para as ações realizadas pelas entidades. Grupos de cães de raças, que realizam atividades beneficentes para pessoas e animais carentes, também estão na programação.

Na segunda semana da Virada, a ideia é levar as mesmas atividades para a Av. Beira-Mar, provavelmente na área correspondente ao anfiteatro. Outros locais também foram propostos para sediar a agenda de atividades, tais como o Shopping Benfica, para evento de adoção no dia 6 de outubro; e o Centro de Humanidades da UFC, para roda de conversa com os estudantes no dia anterior, 5 de outubro. A partir de agora, a Coepa deverá encaminhar ofícios, conforme explicou Toinha Rocha, para viabilizar as propostas.

A distribuidora das rações Percane e Trusty Dog/Cat, ZVieira, participou da reunião, anunciando promoções de vendas durante a Virada Animal, especialmente se a compra for para doação às ONGs. A Coepa já fechou parceria com a distribuidora, para preços especiais destinados às ONGs e protetores independentes cadastrados na Coordenadoria Municipal.

Durante as rodas de conversas sobre variados temas da causa animal, serão feitas relatorias para a elaboração de um documento final da Virada, que será denominado “Carta de Amor pelos Animais de Fortaleza”. O objetivo é sintetizar as ideias e propostas discutidas durante o evento, e encaminhá-las ao Prefeito Roberto Cláudio e demais representantes dos poderes públicos constituídos e da sociedade civil.

Desta primeira reunião participaram Toinha Rocha, coordenadora da Coepa; Cristiane Angélica, presidente da Abrace; Ana Tereza, vice-presidente da Abrace e também representante da ONG Novelo de Lã; Maria Estela Moreira de Sousa, do Abrigo da Estela; Gabriela Moreira, presidente da ONG Deixa Viver; Otávio Almeida, Laura Farias e Ítalo Ferreira, da ZVieira Distribuidora (Laura também representando o Grupo Golden Retriever Fortaleza); Felipe Ayres, do Grupo Labrador Retriever Ceará; Valéria Feitosa, editora da Revista Bem-Estar Animal, Blog Bem-Estar Pet (Diário do Nordeste), e também do Grupos de Estudos de Educação Ambiental Dialógica (Gead-UFC); Fernanda Leite, jornalista  e coordenadora da Data Center de Maracanaú; Clotilde Rocha e Vânia Gomes, da ONG RodoPet; Anderson Augusto, do Abrigo São Lázaro; Karine Rebouças, Projeto Bicho de Rua; Natália Santos e Meire Maria Verônica dos Santos, Turma do Manda Chuva; Rosane Távora e Adriana Brito, ONG Proteção Animal de Sapiranga (PAS).

MAIS INFORMAÇÕES: Virada Animal, de 4 a 10 de outubro, Praça do Ferreira. Aberto ao público. Coepa – (85) 3272.3356

20:07 · 20.08.2018 / atualizado às 20:07 · 20.08.2018 por
O VetMóvel é um marco nas políticas públicas de proteção e bem-estar animal na Capital cearense  / Fotos: Prefeitura de Fortaleza

Até a próxima sexta-feira, 24, o VetMóvel, da Prefeitura de Fortaleza, realizará os atendimentos no estacionamento da Autarquia de Paisagismo e Urbanismo de Fortaleza (URBFor), situada na Rua Marechal Deodoro, 1501, Benfica. As consultas para cães e gatos oriundos de abrigos de animais, ONGs e tutores baixa renda do bairro e adjacências, ocorrerão de 8h às 12h e de 13h às 17h. Protetores independentes interessados em encaminhar animais para castração ao longo da programação do Vetmóvel devem se cadastrar previamente na Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa).

As atividades gratuitas de consulta veterinária, vacinação antirrábica e exame para diagnóstico do Calazar são disponibilizadas aos animais de tutores do público em geral. Já as castrações são destinadas exclusivamente aos animais de tutores de baixa renda e oriundos de ONGs e protetores independentes, sendo obrigatória a apresentação do NIS, RG, CPF e comprovante de endereço dos tutores para a realização do serviço.

As castrações precisam ser agendadas pelo número (85) 3272-3356 ou presencialmente na Secretaria Municipal de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), localizada na Av. Pontes Vieira, 2391, onde está sediada a Coepa.

Toinha Rocha, Rosânia Ramalho e equipe da Coepa

A titular da Coepa, Toinha Rocha, diz que já foram atendidos os animais encaminhados pelos protetores independentes e ONGs, atuantes nas áreas do Parque do Cocó, Papicu, Adahil Barreto, Aerolândia, Tancredo Neves, Barra do Ceará, Parque Iracema, Cidade dos Funcionários, Cambeba, Damas, Jardim América, Bom Jardim, Centro da Cidade, Jacarecanga e Praia de Iracema.

“Na próxima semana, o VetMóvel vai para o Cuca Jangurussu, onde serão castrados apenas cães e cadelas, inclusive animais com calazar”, adianta Toinha Rocha.

Para 2019, até o mês de abril, o VetMóvel programa atender áreas no Parque Genibau, Moura Brasil, Paupina – Curva do S, Vila União, SESC/Mercado São Sebastião, Adahil Barreto, UFC-Pici, Pirambu, Passeio Público, UFC – Porangabussu, Montese, Conjunto Ceará. “Para o próximo ano, os agendamentos só serão liberados a partir de dezembro”, explica ela.

O VetMóvel faz parte do plano de ações programadas para 2018, com o objetivo de conscientizar a população de Fortaleza e envolvê-la no combate aos maus tratos, cuidados e abandono de animais.

Atuam no VetMóvel quatro médicos veterinários, sendo um clínico geral, um anestesista e dois cirurgiões. O equipamento também oferece, gratuitamente, registro geral animal e distribuição de material educativo com informações sobre bem-estar animal e guarda responsável.

Toinha Rocha explica que a Coepa considera como protetor independente  a pessoa que presta serviço voluntário de proteção de animais em algum ponto de abandono em Fortaleza. “O protetor cuida dos animais, alimenta, medica e faz trabalho com outros voluntários para adoção e castrações. Os protetores interessados em se cadastrar podem procurar a Coepa, onde preenchem uma ficha de cadastro, ficando responsável pelo pré e pós operatório, no caso das castrações”, diz ela.

“Além de preencher o cadastro, o protetor participa de uma entrevista. A equipe da Coepa visita o local público onde ele atua para averiguar as informações. Esse trabalho é acompanhado por uma veterinária especialista em comportamento animal”, esclarece Toinha Rocha. “Já as ONGs precisam apresentar na Coepa cópia do CNPJ, do estatuto da entidade e último aditivo. Os cadastros são feitos na sede da Coepa, de segunda a sexta-feira, de 8 às 12h, e de 13 às 16h30”.

Já como tutor, a Coepa considera aquela pessoa que detém a guarda responsável do animal, considerado membro da família. “O tutor tem o dever de cuidar e zelar pelo bem-estar de seu pet. Ele não pode abandoná-lo e deve estar ciente que vai ter que cuidar e amar na saúde e na doença até o fim da vida do animal. Que não poderá abandoná-lo sob nenhuma hipótese”, alerta.

Toinha Rocha explica que, quando ocorrer o credenciamento das clínicas, o Vetmóvel será exclusivo para os tutores de baixa renda. As clínicas ficarão responsáveis pelos animais encaminhados pelos protetores independentes e ONGs.

“Com apenas um VetMóvel no momento, e diante da grande demanda pelo serviço, ficou acertado limitar a castração a um animal por semestre a cada NIS cadastrado. Estamos trabalhando para que, em futuro próximo, possamos castrar todos os animais que procurarem o serviço público”, aposta ela. Para 2019, a Coepa prevê os agendamentos também pela internet. O programa já está em teste na Gerência de TI da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos.

Duranre a semana, o Vetmóvel realiza a seguinte programação:

– Segunda-feira

Atendimento clínico para animais de tutores e atendimento cirúrgico para os animais de protetores de felinos (gatos);

– Terça-feira

Atendimento cirúrgico previamente agendado para caninos (cães) de tutores de baixa renda;

– Quarta-feira

Atendimento clínico para animais com tutores e atendimento cirúrgico para os animais de ONGs de felinos (gatos);

– Quinta-feira

Atendimento cirúrgico previamente agendado para felinos (gatos) de tutores de baixa renda;

– Sexta-feira

a) Atendimento cirúrgico previamente agendado para felinos (gatos) de tutores de baixa renda;

b) Acompanhamento pós-cirúrgico no local da semana anterior.

Documentação e regras para atendimento:

I – As atividades de consulta veterinária, vacinação antirrábica e exame para diagnóstico do Calazar são disponibilizadas aos animais do público em geral;

II – As castrações são destinadas exclusivamente aos animais de tutores de baixa renda e oriundos de ONGs e protetores independentes. É obrigatório a apresentação do NIS, RG, CPF e comprovante de endereço do tutor;

III – O retorno para o acompanhamento pós-cirúrgico será feito por um médico cirúrgico-veterinário no local da semana anterior, sempre das 8h às 10h. Caso o animal não seja levado ao local marcado para avaliação, o tutor poderá levá-lo aonde o VetMóvel estiver em atividade, tendo prioridade no atendimento. Durante a semana, os animais que precisarem retornar ao VetMóvel para avaliação pós-cirúrgica, poderão ir ao equipamento ou entrar em contato para orientação pelo telefone da Coepa: (85) 3272-3356;

IV – O VetMóvel irá atender os animais oriundos das ONGs e protetores independentes cadastrados na Coepa, cujo controle está sendo feito por meio de parceria com a ONG Deixa Viver, no sentido de encaminhar os animais para serem castrados, enquanto não for feito o chamamento público para credenciamento das clínicas veterinárias. Os protetores independentes cadastrados encaminharão suas demandas diretamente à Coepa;

V – Os animais deverão ter jejum alimentar de 12 horas e jejum hídrico (água) de 6 horas para as castrações previamente agendadas;

VI – Os animais de ponto de abandono só serão castrados se tiverem protetor independente que ofereçam lar temporário para o pós-operatório e assinem termo de responsabilidade, após passarem por avaliação clínica e exames complementares.

MAIS INFORMAÇÕES: VetMóvel no estacionamento da URBFor, até sexta-feira, 24 de agosto. Rua Marechal Deodoro, 1501 – Benfica, de 8h às 12h e de 13h às 17h. As castrações precisam ser agendadas pelo número (85) 3272-3356 ou presencialmente na Coepa, Av. Pontes Vieira, 2391.

 

 

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Bem-Estar Pet

Blog sobre animais, mundo pet, veterinária, zootecnia...

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags