Busca

Autor: Valéria Feitosa


13:20 · 09.12.2017 / atualizado às 13:20 · 09.12.2017 por
Célio Studart é idealizador do evento, vereador e presidente da Frente Parlamentar de Defesa dos Animais

Neste domingo a programação já está certa! Às 7h acontece a primeira edição da Cãorrida Fortaleza, realizado pelo Movimento São Francisco de Defesa dos Animais, em benefício dos abrigos São Lázaro, Abrace e Lar Tin Tin. A organização do eventro informa que trata-se de um evento recreativo e beneficente. Os cães e seus tutores poderão correr em um trajeto simbólico de meio quilômetro.

A largada acontece no Calçadão da Praia de Iracema, em frente ao Ideal Clube. Para participar, deve-se adquirir a camisa do evento (R$ 30,00). As vendas serão revertidas em doações para os abrigos São Lázaro, Abrace e Lar Tin Tin. Ainda dá tempo de adquirir a blusa, no pet shop Alphaville Veter.

Poderão participar cachorros de todos os portes. Quem não tiver cachorro, mas quiser participar, também é permitido. “Além de ser um evento inédito, todos os “competidores” irão receber uma linda medalha. A camiseta é sustentável, feita com tecido de garrafa pet, reciclada e exclusiva da VIDABR”, destaca Célio Studart, idealizador do evento. Ele também é vereador e presidente da Frente Parlamentar de Defesa dos Animais, na Câmara Municipal de Fortaleza.

MAIS INFORMAÇÕES: 1ª Cãorrida Fortaleza, domingo, 10, 7h, Calçadão da Praia de Iracema, em frente ao Clube do Ideal. Vendas das camisas no pet shop Alphaville. (85) 9 8588.7007/ (85) 9 9661-2033

18:37 · 03.12.2017 / atualizado às 18:37 · 03.12.2017 por

O Natal está chegando para alegria de todos! Nossa e de nossos amados Pets. A lista de presentes sempre aumenta, porque eles não podem ficar de fora. Pensando nisso, aqui vão dicas de presentes pra lá de gostoso e nutritivo. A Royal Canin apresenta os novos alimentos úmidos para cães de pequeno porte (até 10kg). Já a Cãopcake lança uma linha de produtos natalinos repleta de gostosuras!

Elizabeth Gonçalves destaca a linha de alimentos úmidos da Royal Canin

Os novos alimentos úmidos da Royal Canin para cães de pequeno porte vêm em embalagens de 195g em quatro perfis: Júnior (para cães filhotes de 2 a 10 meses), próprio para favorecer o crescimento saudável; Adult Beauty, (para cães pequenos adultos), com propriedades para auxiliar a saúde da pele e beleza da pelagem; Mature+8 (cães a partir de 8 anos), com indicação para estimular o apetite e auxiliar a vitalidade; e Adult Light (para cães pequenos adultos), com calorias reduzidas para auxiliar no controle de peso. A consultora técnica da Pet Distibuidor (que representa a Royal Canin no Ceará), Elizabeth Gonçalves, destaca que os alimentos podem ser consumidos isoladamente ou combinados com o alimento seco. “As vantagens são muitas. O alimento úmido têm textura macia tornando-o mais atrativo ao cãozinho, possui baixa caloria, favorece a saúde urinária e apresenta alta palatabilidade”, afirma a consultora. Um ótimo presente não só para o Natal, mas para todos os dias!

Kit Natalino da Cãopcake tem gostosuras e enfeite para a árvore

E as gostosuras temáticas da Cãopcake estão ainda mais saborosas para este Natal. As empresárias Denise Falcão e Niobe Raposo destacam três atrações na linha natalina: o Cãonetone de banana passa ou de alfarroba com cranberry; os Cãokies natalinos de iogurte com blueberry; e a Tortinha de frango com damasco e ervas.

Denise Falcão, “Mama” e Niobe Raposo, da Cãopcake

“Chegou a época mais gostosa do ano. Natal é tempo de reunir a família, de comidinhas gostosas e de troca de presentes. Pensando nisso, a Cãopcake lançou uma linha de produtos natalinos para não deixar os peludos de fora da festa. O Cãonetone, os Cãokies natalinos e a Tortinha, além de enfeite para a árvore, são as apostas para um Natal ainda mais feliz”, afirma Denise Falcão.

MAIS INFORMAÇÕES: Royal Canin/Pet Distibuidor (85) 3275.1458- 9 9118.8484 / Cãopcake (85) 9 9912.5945.

 

 

14:59 · 01.12.2017 / atualizado às 14:59 · 01.12.2017 por

Neste sábado, 2, integrantes do Grupo Chihuahuas Fortaleza-CE visitam o Lar Amigos de Jesus para doar alimentos para as famílias atendidas pela instituição de caridade. Os alimentos foram arrecadados durante a programação do 3º Encontro de Chihuahuas Fortaleza, realizado no dia 18 passado na Barraca Arpão, Praia do Futuro.

Para participar do sorteio de brindes no Encontro, os participantes doaram 1kg ou mais de alimentos não perecíveis. Cada quilo deu direito a um cupom de sorteio. Durante a programação foram arrecadados cerca de 70 quilos. Até o dia da visita, a meta é chegar a 100kg. No grupo do Whatsapp dos criadores, o pedido de alimentos continua sendo feito e até o momento da visita os participantes podem levar.

O Lar Amigos de Jesus é uma entidade que há muitos anos dedica-se a dar assistência às famílias de crianças que necessitam de tratamento médico. A instituição presta um atendimento humanista, com muito carinho e dedicação às crianças, através de mais de 100 voluntários que trabalham com amor, daí a credibilidade e a seriedade que a casa beneficente transmite aos que acompanham o trabalho, como empresas do porte dos Grupos Pão-de-Açúcar, Shopping Iguatemi, Receita Federal e tantos outros empresários, numa prova de solidariedade ao trabalho comandada pelas irmãs Conceição, Lurdes, Rocilda e voluntária Sandra.

O 3º Encontro de Chihuahua  teve patrocínio da Barraca Arpão e apoio da Royal Canin, Cãopcake, Edukdog, Diário do Nordeste e sua Revista Bem-Estar Animal, VibeBox, Frontline, Animal Line, Sabor e Vida, Beeps, CatChorreiras Store, Roma Pet, Lucas Vinhas, e dos canis especializados em Chihuahua Bennetag’s Kennel, Carvalho Brasil e Nature’s House.

 

MAIS INFORMAÇÕES: Visita ao Lar Amigos de Jesus, neste sábado, 2, 9h. Rua Ildefonso Albano, 3052, Joaquim Távora. (85) 3067.6565. Interessados em doar alimentos podem falar com administradores do Grupo Chihuahuas Fortaleza CE. Entre eles,  Angélica Miranda (85) 8773.2647/ Romário Carvalho (85) 9 8813.7538/ Jéssica Oliveira (85) 9 8771.34.27/ Valéria Feitosa (85) 9 9996.9946/ Érika Fiquer (85) 8854.5414.

10:05 · 27.11.2017 / atualizado às 10:05 · 27.11.2017 por

Nesta terça-feira, 28, a Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil-Ceará (OAB-CE), promove audiência pública para debater casos de maus-tratos e abandono de animais, às 14h, no Auditório do Conselho Seccional da OAB, à Rua Lívio Barreto, 668. Protetores, ONGs, instituições em geral interessadas na temática estão convidados.

A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB-CE, Dra. Lucíola Cabral, afirma que a audiência também objetiva encaminhar os problemas e dificuldades vivenciados pelos abrigos e protetores independentes, assim como os casos de maus-tratos. “Pretendemos ainda encaminhar sugestões aos poderes públicos municipal e estadual”, completa ela, com discussão de propostas de políticas públicas de proteção e bem-estar animal.

A Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais vem realizado eventos em favor da proteção animal, tais como passeio ciclístico, feira de adoção e agora a audiência pública. Dra. Lucíola, juntamente com a Dra. Maria Sanford, representam a Comissão no Grupo de Trabalho em Bem-Estar e Proteção Animal do Ceará. Na última reunião do GT, as advogadas encaminharam uma minuta do Código Estadual de Bem-Estar e Proteção Animal, baseado na experiência da Prefeitura de Fortaleza. A ideia é definir uma proposta de código para o âmbito do Estado.

MAIS INFORMAÇÕESComissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB-CE. (85) 3216.1600

10:04 · 21.11.2017 / atualizado às 10:04 · 21.11.2017 por
As crianças no Polo Dr. Bezerra de Menezes não matam mais passarinhos. Agora, elas têm amor pelos animais. FOTOS: Arquivo de Antônio Monteiro

Um oásis no deserto! Assim pode ser considerado o Polo Dr. Bezerra de Menezes, do Grupo Espírita Paulo e Estevão (Gepe), em pleno sertão do Município de Jaguaretama, no Vale Jaguaribano do Ceará. E o que é mais interessante é que, além de ser uma luz para as famílias de agricultores da região, o Polo também ilumina a proteção de diversas espécies animais. Mantém um zoológico e também cria soltos mais de 5 mil bichos, entre pássaros, peixes, tartarugas, coelhos, patos, galinhas, camaleões, pavões, cachorros, gatos, entre outros.

“Aqui não se mata nada”, afirma um dos fundadores do Polo Bezerra de Menezes, Antônio Monteiro. Ele relembra que, quando foi iniciado o trabalho de educação e evangelização dos adultos e crianças da região, era comum ver baladeiras entre a garotada. Atualmente, o amor e o respeito aos animais fazem parte das atividades comunitárias no Polo.

Antônio Monteiro e Cristina Pereira explicam o trabalho feito no Polo para voluntários que periodicamente visitam o lugar para ações beneficentes

Agora, com tantos animais para cuidar, o Polo Bezerra de Menezes precisa de apoio para a compra de rações. A presidente do Centro Espírita Benvindo Melo (que funciona dentro do Polo), Cristina Pereira Vasconcelos, faz um apelo às pessoas interessadas em colaborar financeiramente, uma vez que a ração pode ser comprada a baixo custo em distribuidoras da própria região.

Ela também é auxiliar pedagógica pelo Lar Fabiano de Cristo, parceira do Polo na Educação Infantil, e confirma que a Evangelização das crianças sensibilizou todas para a preservação e o amor às espécies animais.
O lugar é considerado um oásis porque, em pleno sertão seco de Jaguaretama, o verde das árvores e jardins enchem os olhos de quem chega no Polo. Diversas espécies de pássaros, entre Sabiá, Pica-Pau, Beija-Flor, Galo de Campina, Tisiu, Casaco de Couro, Bem-Te-Vi, Anum e muitos outros, se multiplicam no arvoredo, até mesmo nos pés de Nim, provando que esta espécie não é nociva aos animais, como muitos pensam.

Quem foi Bezerra de Menezes

O Polo também é um oásis espiritual, uma vez que origina-se de uma homenagem ao Dr. Bezerra de Menezes, nascido no lugar em 29 de agosto de 1831. Ele ficou conhecido como “Médico dos Pobres” pelo trabalho de caridade que fez junto às famílias carentes quando em vida. O Polo começou com o Museu em sua memória, no local onde foi a sua casa natal.

Depois vieram o Centro Espírita, que homenageia em seu nome um dos fundadores do lugar, Benvindo de Melo, então presidente da Federação Espírita do Estado do Ceará; escola; espaços para eventos; zoológico e áreas verdes, cantina, tanques, uma lagoa e um açude (seco devido às últimas secas no Estado).

Recebe visitas de pessoas do mundo inteiro. Atualmente, realiza atividades de beneficência junto às famílias carentes da região. Sempre no mês de agosto, por ocasião do aniversário de nascimento do Dr. Bezerra de Meneses, acontece uma caravana com voluntários do Gepe e de outras casas espíritas, com atendimentos em saúde (médico, enfermeiros, dentistas), assistência social, e atividades culturais e de lazer para crianças e adultos.

O ponto alto da programação são as apresentações artísticas dos grupos dos centros espíritas da região, e distribuição de cestas de alimentos para cerca de mil famílias. Os voluntários fazem valer o ensinamento maior do codificador da Doutrina Espírita, Allan Kardec, “Fora da caridade não há salvação”.

MAIS INFORMAÇÕES: Polo Bezerra de Menezes, Cristina Vasconcelos (88) 9 9904.5242.

11:28 · 14.11.2017 / atualizado às 11:28 · 14.11.2017 por

“Pesquisas científicas nas mais diversas áreas comprovam a cada dia os benefícios da interação entre seres humanos e animais. Está comprovado cientificamente que afagar um bichinho provoca no ser humano sensações de bem-estar, saúde, alegria, tranquilidade e amor”. Assim informa a segunda edição da Revista Bem-Estar Animal, do Diário do Nordeste, na reportagem “Terapia com Animais – os cães são os “doutores””, feita a partir de entrevista com a psicóloga Giselle Sucupira Mesquita, idealizadora e coordenadora do Instituto Cão Vida Lui, especializado em Cinoterapia, ou Terapia Assistida por Cães. Confira mais informações sobre esse tema apaixonante na entrevista abaixo. Para ser um cão terapeuta não basta ser dócil e saudável. E o tutor interessado deve ser capacitado para o trabalho. Nos próximos dias 16 e 17 de dezembro, o Instituto Cão Vida Lui realiza novo curso em Terapia com Animais. Aproveitem!

Instituto Cão Vida Lui leva Cinoterapia para diferentes públicos, sejam crianças ou adultos FOTOS: Instituto Cão Vida Lui

Blog Bem-Estar Pet- O que é a Terapia com Animais?

Dra. Giselle Sucupira Mesquita – Terapia assistida por animais é uma modalidade terapêutica onde se utiliza o cão como facilitador do processo. Atualmente vem sendo bem utilizada na área da saúde e educação, por profissionais capacitados no trabalho com o cão. Podemos separar em três vertentes. AAA (Atividade Assistida por Animais), TAA (Terapia Assistida por Animais) e EAA (Educação Assistida por Animais). A AAA é uma atividade pontual, planejada, que tem um intuito mais recreativo, mas que no fundo não perde sua característica terapêutica já que é planejada e proporciona bem-estar, diminuição do estresse e mobiliza emoções. A TAA é uma terapia, onde os atendimentos são regulares, planejadas pelos profissionais de Saúde e com foco para a necessidade do paciente e/ou grupo atendido e requer uma continuidade do processo e avaliação dos resultados. A EAA é uma atividade voltada para educação de saúde ou pedagógica, que utiliza o cão para facilitar o processo e interesse da pessoa ou grupo focal. Quando utilizamos apenas dos cães como facilitadores, podemos também utilizar Cinoterapia como nomenclatura.

Blog – Em que casos os animais podem ser utilizados como terapeutas?

Dra. Giselle – Os cães podem ser utilizados em diversos processos, seja com crianças, adolescentes, adultos ou idosos. Praticamente, não existe contra indicação. Os únicos impedimentos são no caso do cliente/paciente ter medo de cão; ou contra indicação médica por causa de alergias graves ou baixa imunidade – nesta última, não existem estudos que comprovem que o cão seja transmissor de doenças se o mesmo estiver saudável e higienizado; ou o cão não ser preparado para o serviço.

Blog – O que é preciso para um cão ser terapeuta?

Dra. Giselle – O ideal é que o cão seja escolhido desde a ninhada com esse objetivo, pois deve ter o temperamento o mais equilibrado possível. Existem protocolos que nos ajudam nessa escolha. Depois de avaliados em seu temperamento, esses cães devem ser dessenssibilizados e socializados, ou melhor dizendo, devem ser apresentados a diversas situações e pessoas, inclusive estressoras e reforçados positivamente para quando vivenciar a situação real, reagir de maneira equilibrada. São cães que devem ser treinados exclusivamente de forma positiva para que o serviço seja para ele prazeroso e nunca uma imposição. Só assim o processo será bom para todos. Para isso, devemos sempre observar os “calms signals” que ele apresentam, para que não tenhamos surpresas desagradáveis.

Blog – Um cão dócil e saudável não é o suficiente para ser um cão terapeuta?

Dra. Giselle – Para ser um cão terapeuta, não basta ser um cão dócil. Todos os cães devem ser dóceis com seus tutores e cães conhecidos. Porém, o cão terapeuta deve ser dócil com estranhos e outros cães e, através do treinamento básico, deve ter consciência de que no momento da terapia, ele deve apresentar o comportamento desejável. Os cães treinados para terapia, quando colocam o colete de serviço, mudam seu comportamento pois sabem que estão em serviço. Eles não latem, não fazem necessidades fisiológicas nos locais do serviço e respondem ao comando do seu tutor. É interessante observar que, quando estão sem seus coletes, facilmente se confundem com qualquer outro cão no que se refere ao comportamento. Os cães são extremamente inteligentes e compreendem quando estão no serviço.

Para ser um cão terapeuta, é preciso uma rigorosa seleção para o trabalho. Com o colete de serviço, o cão sabe quais atividades desempenhar

Blog – Quanto ao tutor do cão, o que ele deve saber?

Dra. Giselle – Quanto ao tutor, esse deve treinar seu cão desde filhote para o serviço, ressaltando que, mesmo com o treino, nem todos vão se tornar terapeutas, pois como já disse, o temperamento é um fator fundamental para tal. O cão deve estar sempre acompanhado do seu tutor que se torna a base segura para ele, o que faz com que o cão fique tranquilo e seguro e não modifique o comportamento. Há varias funções as quais o tutor pode desenvolver. Ele pode ser um profissional de saúde que adéqua o atendimento utilizando o cão como facilitador, ou pode ser o condutor, que junto com o profissional de saúde se harmonizam para alcançar o resultado final. Em um trabalho com cães, nunca deve haver mais cães que condutores, porém, pode haver mais profissionais que cães. Se o atendimento exigir sigilo, então o profissional deve atender em lugar reservado com o seu cão.O trabalho com Cinoterapia pode ser particular, como também voluntário. O importante é estar ciente que o profissional é quem conduz o processo e não o cão.

Blog – Para quem quer trabalhar com cão terapia o que deve fazer:

Dra. Giselle – Se for alguém que pretenda trabalhar com seu cão, o ideal é primeiro preparar seu cão e certificá-lo ou ter certeza de que ele apresenta todos os requisitos para o serviço, sendo ideal a aplicação do protocolo para observar a reação do cão. Para isso, o condutor deve ter conhecimento sobre o que é a TAA e AAA, assim como, sobre temperamento, comportamento, socialização e adestramento básico e ter domínio sobre a observação dos “calms signals” para saber quando o cão não está bem para o serviço. Mesmo o cão terapeuta experiente, pode, em algum momento, não estar disposto para o trabalho, e isso deve ser respeitado, em primeiro lugar por respeito ao cão e, em segundo lugar, para evitar incidentes.

Blog – A Sra. idealizou e coordena o Instituto Cão Vida Lui. Como é este trabalho?

Inscrições abertas para o curso de Terapia Assistida por Cães, do Instituto Cão Vida Lui

Dra. Giselle – O Instituto Cão Vida Lui atende a diversas demandas, desde as dificuldades emocionais, psicológicas, físicas e cognitivas. Tem um cuidado todo especial na avaliação dos cães utilizados na terapia e na capacitação dos profissionais dentro da Cinoterapia. Quase todos os cães são trabalhados dentro do Instituto, ou orientando ao tutor do filhote que deseja torná-lo um cão terapeuta sobre as etapas a serem cumpridas e de como utilizar as janelas de socialização para ter mais êxito no processo. As vezes, apenas alguns ajustes podem fazer um cão já adulto se tornar um terapeuta. É necessário muito empenho e compromisso do seu tutor. O Instituto busca mostrar que Cinoterapia não é apenas uma brincadeira recreativa qualquer. Ela tem foco e objetivos a serem alcançados, o que faz com que se torne um trabalho profissional. Antigamente, no Brasil, só a equoterapia era reconhecida e recomendada pelos médicos e outros profissionais. Hoje, cresce a cada dia os pacientes encaminhados por profissionais da saúde que passaram a reconhecer os benefícios dessa modalidade. Além dos atendimentos individuais, temos sido solicitados por alguns hospitais e outras instituições e as devolutivas são extremamente gratificantes.

Revista Bem-Estar Animal, segunda edição, já nas bancas, traz reportagem especial com o Instituto Cão Vida Lui

Blog – O Instituto Cão Vida Lui também capacita profissionais interessados na Cinoterapia?

Dra. Giselle – Sim. Hoje o Instituto também se propõe a preparar pessoas interessadas na área através de cursos. As pessoas que participam dos cursos e passam a ter conhecimento dessa modalidade, podem ou não se candidatarem para atuar através do Instituto, sendo feito uma seleção. Nem todo profissional ou voluntário do Instituto possui cão, mas contribuem de forma valorosa para o mesmo dentro de suas áreas, pois atuam em parceria com um condutor e cão.

MAIS INFORMAÇÕES: Instituto Cão Vida Lui, Dra Giselle Sucupira Mesquita, (85) 9 9694.4222/ 9 9671.4188. Inscrições abertas para o Curso

14:08 · 11.11.2017 / atualizado às 14:08 · 11.11.2017 por

Acontecerá no próximo sábado, 18, o 3º Encontro de Chihuahuas Fortaleza, a partir das 8h30, na Barraca Arpão, Praia do Futuro. Haverá café da manhã em área reservada da barraca, espaço para socialização dos Chihuahuas e muitos brindes. Para participar do café da manhã, basta doar um alimento (entrar em contato com a organização do evento).

Já para participar do sorteio dos brindes, basta doar 1kg de alimento não perecível. Cada quilo dará direito a um cupom a ser sorteado. Os alimentos serão em prol do Lar Amigos de Jesus.

O evento tem patrocínio da Barraca Arpão e apoio da Royal Canin, Cãopcake, Edukdog, Diário do Nordeste e sua Revista Bem-Estar Animal, VibeBox, Frontline, Animal Line, Sabor e Vida, Beeps, CatChorreiras Store, Roma Pet, Lucas Vinhas, e dos canis especializados em Chihuahua Bennetag’s Kennel, Carvalho Brasil e Nature’s House.

Para marcar este 3º Encontro, o Bennetag’s Kennel levará, entre outros brindes, um bolo temático de três andares, feito especialmente para o evento pela confeiteira Ângela Miranda Bolos. O bolo será para os papais e mamães dos Chihuahuas.

A organização do encontro orienta que, para a socialização dos pequeninos cães ocorrer de forma harmoniosa, os Chihuahuas devem estar vacinados, vermifugados, com controle de pulgas e carrapatos, enfim, com a saúde em dia.

MAIS INFORMAÇÕES: 3º Encontro de Chihuahuas Fortaleza. Sábado, 18. A partir das 8h30. Barraca Arpão, Praia do Futuro. (85) 3262.1946. Angélica Miranda (85) 8773.2647/ Romário Carvalho (85) 9 8813.7538/ Jéssica Oliveira (85) 9 8771.34.27/ Valéria Feitosa (85) 9 9996.9946.

 

14:41 · 09.11.2017 / atualizado às 14:41 · 09.11.2017 por

A Mundo Pet Fortaleza realiza nesta sexta-feira, 10, às 19h30, e no sábado, 11, às 15h30, o Concurso Halloween. A premiação está imperdível!!  O 1° lugar ganhará um mês de banho, uma hidratação, um kit banho e uma saca de 10kg de ração Premier. O 2° lugar levará dois banhos, um kit banho, um kit beleza e 3kg de ração Premier. Já o 3° lugar será presenteado com um banho, um kit banho, um kit beleza e 1kg de ração Premier.

Também no sábado, a partir das 10 horas, a Mundo Pet Fortaleza realiza Evento de Adoção de cães e gatos com a ONG Grupo de Proteção Animal (GPA), presidida pela protetora Renata Machado; e Campanha de Vacinação Antirrábica gratuita, das 8 às 17 horas, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ).

A Mundo Pet, capitaneada pelos empresários Luís André Nóbrega e Alain Michael, entende que, foi-se o tempo em que o cliente ia numa loja apenas para comprar. Muito mais do que adquirir produtos, hoje as pessoas desejam ter experiências sensoriais nos pontos de venda e identificação com o ambiente e a filosofia do negócio, seja ele de qual tipo for.

Em um setor que cresce a cada ano, como o mercado PET, proporcionar essa experiência combinada à oferta de produtos e serviços variados e bom atendimento é um dos objetivos principais da Mundo Pet, marca cearense que já conta com duas lojas, uma em Fortaleza (CE) e outra em Salvador (BA).

O sucesso empresarial da Mundo Pet integra uma das reportagens da segunda edição da Revista Bem-Estar Animal, do Diário do Nordeste, já nas principais bancas da Capital cearense, pet shops, clínicas veterinárias e eventos pet em geral.
Sobre a Mundo Pet

Com a primeira loja aberta em fevereiro de 2017, em Salvador (filial), e a segunda em Fortaleza (matriz), em abril, a Mundo Pet encontrou em seus primeiros meses de atuação um mercado de muitas oportunidades e bastante receptivo. Com a proposta de ser um lugar para a vivência de momentos inesquecíveis entre donos e pets, oferecendo um mundo completo em produtos – com o maior mix do Norte e Nordeste, venda de pets, serviços exclusivos, eventos semanais gratuitos, parceria com ONGs e experiências positivas diversas, a loja tem apresentado um crescimento de 5 a 7% por mês desde que abriu suas portas e pretende fechar o ano de 2017 com um crescimento de 10 a 15%. Hoje, já são 62 colaboradores em Fortaleza e 53 em Salvador, totalizando uma equipe de 115 pessoas. Em 2018, três novas lojas devem fazer parte do projeto de expansão da rede, com duas novas praças em vista – Recife e Lauro de Freitas – e mais uma loja em Fortaleza.

MAIS INFORMAÇÕES: Mundo Pet, Av. Virgílio Távora, 1.400. Aldeota. (85) 3263.3223.

13:41 · 09.11.2017 / atualizado às 13:41 · 09.11.2017 por

Neste fim de semana, a ONG Abrace Uma Causa Animal, presidida pela professora Cristiane Angélica, está com calendário cheio de eventos em prol dos animais resgatados do estado de abandono. A Abrace sempre faz parcerias com a ONG Deixa Viver (gatos), presidida pela protetora Gabriela Moreira, e a Cão Cidadão, representada no Ceará pela adestradora Priscila Furlan.

A Abrace informa que está aberta a receber novos voluntários fixos para o grupo de eventos; e voluntários para serem treinados para coordenação de eventos e para entrevista de adoção. Vale destacar que esta ONG, juntamente com a Deixa Viver, são referência no Estado em eventos de adoção.

Para ser aprovado à adoção de um dos animais das duas ONGs, o interessado faz uma entrevista onde comprova dados pessoais, endereço e condições de criar o novo membro da família. Isto para que a adoção seja realmente um sucesso, evitando que, futuramente, aquele animalzinho seja abandonado de novo.

Os cães e gatos disponibilizados para adoção são saudáveis, vacinados, vermifugados e castrados (caso já esteja na idade certa para este procedimento). O “final feliz” para estes bichinhos, uma vez em nova família, é o coroamento do trabalho de proteção animal sério e responsável feito pela Abrace e Deixa Viver. Parabéns aos protetores!!

Confiram nos cartazes os eventos de adoção: Nesta sexta-feira, 10, acontece no Pet Shop Patas e Manhas, de 16 às 20h. No sábado, 11, são dois eventos: No Makro, de 9 às 14hs; e na Baby Dog, de 16 às 20h. No domingo, 12, será no grande evento promovido pelo PugNic, I Expo Pug, no Iguatemi, de 16 às 20hs.

Em alguns dos eventos também acontecem lojinha, com souvenirs das ONGs, e bazar de novos e usados. A renda será toda revertida para o trabalho de proteção animal. Para tanto, a Abrace aceita doação de roupas, calçados, acessórios e utensílios em geral que possam ser vendidos em seus bazares. E também aceita doação de ração, medicamentos e utensílios para cães e gatos.

MAIS INFORMAÇÕES: Eventos de Adoção da Abrace(85) 9 8812.8654/ 9 9988.3699

 

20:48 · 07.11.2017 / atualizado às 20:48 · 07.11.2017 por

Caça, tráfico e criação irregular de animais; abandono e maus-tratos de animais domésticos, nativos ou exóticos; exploração e abandono de animais de tração; falta de uma rede de saúde animal; pesca predatória; e fiscalização ineficiente. Estes foram alguns dos principais problemas apontados por integrantes do Grupo de Trabalho (GT) em Bem-Estar e Proteção Animal do Ceará, em sua terceira reunião. O secretário estadual do Meio Ambiente, Artur Bruno, esteve presente na primeira fase da reunião, manifestando total apoio ao GT.

Artur Bruno informou que o governador Camilo Santana lançará um pacote de medidas na área de fiscalização ambiental. Ele destacou o desejo de criar uma delegacia especializada em denúncias sobre crimes ambientais. Os maus-tratos a animais é um desses crimes. O secretario também falou sobre a criação de um setor para tratar do bem-estar animal no governo estadual. Vale destacar que a Prefeitura de Fortaleza já partiu na frente, com a criação da Coordenadoria Especializada em Proteção e Bem-Estar Animal, que tem a ex-vereadora Toinha Rocha como titular. Toinha é uma das integrantes do GT Estadual.

Os presentes à terceira reunião do GT pautaram as discussões em três pontos: Quais os principais problemas no Estado referentes à proteção e bem-estar animal; quais as políticas públicas existentes ou em andamento em favor dos animais no Estado e na Capital; quais leis federais, estaduais e municipais que tratam sobre a temática; e quais as instituições que vem participando das discussões sobre o tema no Estado.

Entre as políticas públicas, a mais expressiva no âmbito da Capital é a nova Coordenadoria Especializada em Proteção e Bem-Estar Animal, e suas ações como o Vetmóvel, em fase de reativação; e os cachorródromos, em fase de melhoramento e ampliação. Também em fase de implementação foram apontados os convênios com clínicas veterinárias particulares, para ampliar o atendimento de animais em estado de abandono ou de famílias carentes; e o registro e chipagem de animais domésticos.

Como encaminhamento para a quarta reunião do GT Estadual, marcada para o próximo dia 21, no auditório da Sema, a presidente da Comissão de Bem-Estar Animal da OAB, Lucíola Cabral, repassará ao grupo a minuta do Código Estadual de Bem-Estar e Proteção Animal, baseado na experiência da Prefeitura de Fortaleza. A ideia é definir uma proposta de código para o âmbito do Estado.
Integrantes do Grupo de Trabalho em Bem-Estar Animal e Proteção Animal do Ceará

Adriana Pessoa, FAVET/UECE; Ana Teresa, ONGs de Fortaleza; Anderson Cavalcante, UIPA; Andre Ricardo Kiron, Movimento São Francisco; Arline Brasil, Protetora independente; Cecília Licarião, SEMA / Cocó; Célio Studart, Câmara dos Vereadores Fortaleza; Cláudia Gomes, Câmara dos Vereadores Fortaleza; Cláudia Lopes, Ouvidora da Ceasa; Dimitri Tulio, Jornal O Povo; Gabriel Aguiar, UFC; Gabriela Moreira, ONGs Deixa Viver e Viva Bicho; Hugo Fernandes, UECE; Israel Joca, SEMA; Jane Cris Cunha, SESA/Nuvet; Leonardo Borralho, SEMA; Lucíola Cabral, OAB; Maria Sanford, OAB; Marilac Alencar, UECE/Ouvidoria; Marina Fernandes, SEMA; Marta Synara Duarte, CCZ de Maracanaú; Patricia Gondim, SEMACE; Paulo Lira, SEMA / Cocó; Rosânia Ramalho, CCZ de Fortaleza; Sandra Alves, ONG Apata; Sérgio Mota, SEMA; Thais Câmara, SEUMA; Toinha Rocha, Coordenadoria Bem-estar e proteção animal/Fortaleza; Valéria Feitosa, Revista Bem-Estar Animal/Blog Bem-Estar Pet, do Diário do Nordeste.