Busca

Categoria: Eu e meu pet


11:28 · 14.11.2017 / atualizado às 11:28 · 14.11.2017 por

“Pesquisas científicas nas mais diversas áreas comprovam a cada dia os benefícios da interação entre seres humanos e animais. Está comprovado cientificamente que afagar um bichinho provoca no ser humano sensações de bem-estar, saúde, alegria, tranquilidade e amor”. Assim informa a segunda edição da Revista Bem-Estar Animal, do Diário do Nordeste, na reportagem “Terapia com Animais – os cães são os “doutores””, feita a partir de entrevista com a psicóloga Giselle Sucupira Mesquita, idealizadora e coordenadora do Instituto Cão Vida Lui, especializado em Cinoterapia, ou Terapia Assistida por Cães. Confira mais informações sobre esse tema apaixonante na entrevista abaixo. Para ser um cão terapeuta não basta ser dócil e saudável. E o tutor interessado deve ser capacitado para o trabalho. Nos próximos dias 16 e 17 de dezembro, o Instituto Cão Vida Lui realiza novo curso em Terapia com Animais. Aproveitem!

Instituto Cão Vida Lui leva Cinoterapia para diferentes públicos, sejam crianças ou adultos FOTOS: Instituto Cão Vida Lui

Blog Bem-Estar Pet- O que é a Terapia com Animais?

Dra. Giselle Sucupira Mesquita – Terapia assistida por animais é uma modalidade terapêutica onde se utiliza o cão como facilitador do processo. Atualmente vem sendo bem utilizada na área da saúde e educação, por profissionais capacitados no trabalho com o cão. Podemos separar em três vertentes. AAA (Atividade Assistida por Animais), TAA (Terapia Assistida por Animais) e EAA (Educação Assistida por Animais). A AAA é uma atividade pontual, planejada, que tem um intuito mais recreativo, mas que no fundo não perde sua característica terapêutica já que é planejada e proporciona bem-estar, diminuição do estresse e mobiliza emoções. A TAA é uma terapia, onde os atendimentos são regulares, planejadas pelos profissionais de Saúde e com foco para a necessidade do paciente e/ou grupo atendido e requer uma continuidade do processo e avaliação dos resultados. A EAA é uma atividade voltada para educação de saúde ou pedagógica, que utiliza o cão para facilitar o processo e interesse da pessoa ou grupo focal. Quando utilizamos apenas dos cães como facilitadores, podemos também utilizar Cinoterapia como nomenclatura.

Blog – Em que casos os animais podem ser utilizados como terapeutas?

Dra. Giselle – Os cães podem ser utilizados em diversos processos, seja com crianças, adolescentes, adultos ou idosos. Praticamente, não existe contra indicação. Os únicos impedimentos são no caso do cliente/paciente ter medo de cão; ou contra indicação médica por causa de alergias graves ou baixa imunidade – nesta última, não existem estudos que comprovem que o cão seja transmissor de doenças se o mesmo estiver saudável e higienizado; ou o cão não ser preparado para o serviço.

Blog – O que é preciso para um cão ser terapeuta?

Dra. Giselle – O ideal é que o cão seja escolhido desde a ninhada com esse objetivo, pois deve ter o temperamento o mais equilibrado possível. Existem protocolos que nos ajudam nessa escolha. Depois de avaliados em seu temperamento, esses cães devem ser dessenssibilizados e socializados, ou melhor dizendo, devem ser apresentados a diversas situações e pessoas, inclusive estressoras e reforçados positivamente para quando vivenciar a situação real, reagir de maneira equilibrada. São cães que devem ser treinados exclusivamente de forma positiva para que o serviço seja para ele prazeroso e nunca uma imposição. Só assim o processo será bom para todos. Para isso, devemos sempre observar os “calms signals” que ele apresentam, para que não tenhamos surpresas desagradáveis.

Blog – Um cão dócil e saudável não é o suficiente para ser um cão terapeuta?

Dra. Giselle – Para ser um cão terapeuta, não basta ser um cão dócil. Todos os cães devem ser dóceis com seus tutores e cães conhecidos. Porém, o cão terapeuta deve ser dócil com estranhos e outros cães e, através do treinamento básico, deve ter consciência de que no momento da terapia, ele deve apresentar o comportamento desejável. Os cães treinados para terapia, quando colocam o colete de serviço, mudam seu comportamento pois sabem que estão em serviço. Eles não latem, não fazem necessidades fisiológicas nos locais do serviço e respondem ao comando do seu tutor. É interessante observar que, quando estão sem seus coletes, facilmente se confundem com qualquer outro cão no que se refere ao comportamento. Os cães são extremamente inteligentes e compreendem quando estão no serviço.

Para ser um cão terapeuta, é preciso uma rigorosa seleção para o trabalho. Com o colete de serviço, o cão sabe quais atividades desempenhar

Blog – Quanto ao tutor do cão, o que ele deve saber?

Dra. Giselle – Quanto ao tutor, esse deve treinar seu cão desde filhote para o serviço, ressaltando que, mesmo com o treino, nem todos vão se tornar terapeutas, pois como já disse, o temperamento é um fator fundamental para tal. O cão deve estar sempre acompanhado do seu tutor que se torna a base segura para ele, o que faz com que o cão fique tranquilo e seguro e não modifique o comportamento. Há varias funções as quais o tutor pode desenvolver. Ele pode ser um profissional de saúde que adéqua o atendimento utilizando o cão como facilitador, ou pode ser o condutor, que junto com o profissional de saúde se harmonizam para alcançar o resultado final. Em um trabalho com cães, nunca deve haver mais cães que condutores, porém, pode haver mais profissionais que cães. Se o atendimento exigir sigilo, então o profissional deve atender em lugar reservado com o seu cão.O trabalho com Cinoterapia pode ser particular, como também voluntário. O importante é estar ciente que o profissional é quem conduz o processo e não o cão.

Blog – Para quem quer trabalhar com cão terapia o que deve fazer:

Dra. Giselle – Se for alguém que pretenda trabalhar com seu cão, o ideal é primeiro preparar seu cão e certificá-lo ou ter certeza de que ele apresenta todos os requisitos para o serviço, sendo ideal a aplicação do protocolo para observar a reação do cão. Para isso, o condutor deve ter conhecimento sobre o que é a TAA e AAA, assim como, sobre temperamento, comportamento, socialização e adestramento básico e ter domínio sobre a observação dos “calms signals” para saber quando o cão não está bem para o serviço. Mesmo o cão terapeuta experiente, pode, em algum momento, não estar disposto para o trabalho, e isso deve ser respeitado, em primeiro lugar por respeito ao cão e, em segundo lugar, para evitar incidentes.

Blog – A Sra. idealizou e coordena o Instituto Cão Vida Lui. Como é este trabalho?

Inscrições abertas para o curso de Terapia Assistida por Cães, do Instituto Cão Vida Lui

Dra. Giselle – O Instituto Cão Vida Lui atende a diversas demandas, desde as dificuldades emocionais, psicológicas, físicas e cognitivas. Tem um cuidado todo especial na avaliação dos cães utilizados na terapia e na capacitação dos profissionais dentro da Cinoterapia. Quase todos os cães são trabalhados dentro do Instituto, ou orientando ao tutor do filhote que deseja torná-lo um cão terapeuta sobre as etapas a serem cumpridas e de como utilizar as janelas de socialização para ter mais êxito no processo. As vezes, apenas alguns ajustes podem fazer um cão já adulto se tornar um terapeuta. É necessário muito empenho e compromisso do seu tutor. O Instituto busca mostrar que Cinoterapia não é apenas uma brincadeira recreativa qualquer. Ela tem foco e objetivos a serem alcançados, o que faz com que se torne um trabalho profissional. Antigamente, no Brasil, só a equoterapia era reconhecida e recomendada pelos médicos e outros profissionais. Hoje, cresce a cada dia os pacientes encaminhados por profissionais da saúde que passaram a reconhecer os benefícios dessa modalidade. Além dos atendimentos individuais, temos sido solicitados por alguns hospitais e outras instituições e as devolutivas são extremamente gratificantes.

Revista Bem-Estar Animal, segunda edição, já nas bancas, traz reportagem especial com o Instituto Cão Vida Lui

Blog – O Instituto Cão Vida Lui também capacita profissionais interessados na Cinoterapia?

Dra. Giselle – Sim. Hoje o Instituto também se propõe a preparar pessoas interessadas na área através de cursos. As pessoas que participam dos cursos e passam a ter conhecimento dessa modalidade, podem ou não se candidatarem para atuar através do Instituto, sendo feito uma seleção. Nem todo profissional ou voluntário do Instituto possui cão, mas contribuem de forma valorosa para o mesmo dentro de suas áreas, pois atuam em parceria com um condutor e cão.

MAIS INFORMAÇÕES: Instituto Cão Vida Lui, Dra Giselle Sucupira Mesquita, (85) 9 9694.4222/ 9 9671.4188. Inscrições abertas para o Curso

14:08 · 11.11.2017 / atualizado às 14:08 · 11.11.2017 por

Acontecerá no próximo sábado, 18, o 3º Encontro de Chihuahuas Fortaleza, a partir das 8h30, na Barraca Arpão, Praia do Futuro. Haverá café da manhã em área reservada da barraca, espaço para socialização dos Chihuahuas e muitos brindes. Para participar do café da manhã, basta doar um alimento (entrar em contato com a organização do evento).

Já para participar do sorteio dos brindes, basta doar 1kg de alimento não perecível. Cada quilo dará direito a um cupom a ser sorteado. Os alimentos serão em prol do Lar Amigos de Jesus.

O evento tem patrocínio da Barraca Arpão e apoio da Royal Canin, Cãopcake, Edukdog, Diário do Nordeste e sua Revista Bem-Estar Animal, VibeBox, Frontline, Animal Line, Sabor e Vida, Beeps, CatChorreiras Store, Roma Pet, Lucas Vinhas, e dos canis especializados em Chihuahua Bennetag’s Kennel, Carvalho Brasil e Nature’s House.

Para marcar este 3º Encontro, o Bennetag’s Kennel levará, entre outros brindes, um bolo temático de três andares, feito especialmente para o evento pela confeiteira Ângela Miranda Bolos. O bolo será para os papais e mamães dos Chihuahuas.

A organização do encontro orienta que, para a socialização dos pequeninos cães ocorrer de forma harmoniosa, os Chihuahuas devem estar vacinados, vermifugados, com controle de pulgas e carrapatos, enfim, com a saúde em dia.

MAIS INFORMAÇÕES: 3º Encontro de Chihuahuas Fortaleza. Sábado, 18. A partir das 8h30. Barraca Arpão, Praia do Futuro. (85) 3262.1946. Angélica Miranda (85) 8773.2647/ Romário Carvalho (85) 9 8813.7538/ Jéssica Oliveira (85) 9 8771.34.27/ Valéria Feitosa (85) 9 9996.9946.

 

14:41 · 09.11.2017 / atualizado às 14:41 · 09.11.2017 por

A Mundo Pet Fortaleza realiza nesta sexta-feira, 10, às 19h30, e no sábado, 11, às 15h30, o Concurso Halloween. A premiação está imperdível!!  O 1° lugar ganhará um mês de banho, uma hidratação, um kit banho e uma saca de 10kg de ração Premier. O 2° lugar levará dois banhos, um kit banho, um kit beleza e 3kg de ração Premier. Já o 3° lugar será presenteado com um banho, um kit banho, um kit beleza e 1kg de ração Premier.

Também no sábado, a partir das 10 horas, a Mundo Pet Fortaleza realiza Evento de Adoção de cães e gatos com a ONG Grupo de Proteção Animal (GPA), presidida pela protetora Renata Machado; e Campanha de Vacinação Antirrábica gratuita, das 8 às 17 horas, em parceria com a Prefeitura de Fortaleza, por meio da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ).

A Mundo Pet, capitaneada pelos empresários Luís André Nóbrega e Alain Michael, entende que, foi-se o tempo em que o cliente ia numa loja apenas para comprar. Muito mais do que adquirir produtos, hoje as pessoas desejam ter experiências sensoriais nos pontos de venda e identificação com o ambiente e a filosofia do negócio, seja ele de qual tipo for.

Em um setor que cresce a cada ano, como o mercado PET, proporcionar essa experiência combinada à oferta de produtos e serviços variados e bom atendimento é um dos objetivos principais da Mundo Pet, marca cearense que já conta com duas lojas, uma em Fortaleza (CE) e outra em Salvador (BA).

O sucesso empresarial da Mundo Pet integra uma das reportagens da segunda edição da Revista Bem-Estar Animal, do Diário do Nordeste, já nas principais bancas da Capital cearense, pet shops, clínicas veterinárias e eventos pet em geral.
Sobre a Mundo Pet

Com a primeira loja aberta em fevereiro de 2017, em Salvador (filial), e a segunda em Fortaleza (matriz), em abril, a Mundo Pet encontrou em seus primeiros meses de atuação um mercado de muitas oportunidades e bastante receptivo. Com a proposta de ser um lugar para a vivência de momentos inesquecíveis entre donos e pets, oferecendo um mundo completo em produtos – com o maior mix do Norte e Nordeste, venda de pets, serviços exclusivos, eventos semanais gratuitos, parceria com ONGs e experiências positivas diversas, a loja tem apresentado um crescimento de 5 a 7% por mês desde que abriu suas portas e pretende fechar o ano de 2017 com um crescimento de 10 a 15%. Hoje, já são 62 colaboradores em Fortaleza e 53 em Salvador, totalizando uma equipe de 115 pessoas. Em 2018, três novas lojas devem fazer parte do projeto de expansão da rede, com duas novas praças em vista – Recife e Lauro de Freitas – e mais uma loja em Fortaleza.

MAIS INFORMAÇÕES: Mundo Pet, Av. Virgílio Távora, 1.400. Aldeota. (85) 3263.3223.

13:41 · 09.11.2017 / atualizado às 13:41 · 09.11.2017 por

Neste fim de semana, a ONG Abrace Uma Causa Animal, presidida pela professora Cristiane Angélica, está com calendário cheio de eventos em prol dos animais resgatados do estado de abandono. A Abrace sempre faz parcerias com a ONG Deixa Viver (gatos), presidida pela protetora Gabriela Moreira, e a Cão Cidadão, representada no Ceará pela adestradora Priscila Furlan.

A Abrace informa que está aberta a receber novos voluntários fixos para o grupo de eventos; e voluntários para serem treinados para coordenação de eventos e para entrevista de adoção. Vale destacar que esta ONG, juntamente com a Deixa Viver, são referência no Estado em eventos de adoção.

Para ser aprovado à adoção de um dos animais das duas ONGs, o interessado faz uma entrevista onde comprova dados pessoais, endereço e condições de criar o novo membro da família. Isto para que a adoção seja realmente um sucesso, evitando que, futuramente, aquele animalzinho seja abandonado de novo.

Os cães e gatos disponibilizados para adoção são saudáveis, vacinados, vermifugados e castrados (caso já esteja na idade certa para este procedimento). O “final feliz” para estes bichinhos, uma vez em nova família, é o coroamento do trabalho de proteção animal sério e responsável feito pela Abrace e Deixa Viver. Parabéns aos protetores!!

Confiram nos cartazes os eventos de adoção: Nesta sexta-feira, 10, acontece no Pet Shop Patas e Manhas, de 16 às 20h. No sábado, 11, são dois eventos: No Makro, de 9 às 14hs; e na Baby Dog, de 16 às 20h. No domingo, 12, será no grande evento promovido pelo PugNic, I Expo Pug, no Iguatemi, de 16 às 20hs.

Em alguns dos eventos também acontecem lojinha, com souvenirs das ONGs, e bazar de novos e usados. A renda será toda revertida para o trabalho de proteção animal. Para tanto, a Abrace aceita doação de roupas, calçados, acessórios e utensílios em geral que possam ser vendidos em seus bazares. E também aceita doação de ração, medicamentos e utensílios para cães e gatos.

MAIS INFORMAÇÕES: Eventos de Adoção da Abrace(85) 9 8812.8654/ 9 9988.3699

 

13:57 · 31.10.2017 / atualizado às 13:57 · 31.10.2017 por

A primeira exposição voltada para a raça Pug acontecerá no próximo dia 12 de novembro, no Estacionamento do Shopping Iguatemi. Numa parceria do Grupo PugNic Fortaleza com o Iguatemi, será realizada a partir das 16h a I Expo Pug Fortaleza, que contará com 20 expositores do segmento pet. O evento trará uma diversidade de produtos e marcas voltados para o mundo animal, segundo destacam os organizadores Diego Costa, Luciana Costa, Deborah Fontenele e Ederson Ramos, também administradores do PugNic.

A programação está bem atrativa, não só para quem cria Pug mas para todos os apaixonados por pets. Contará com palestras do veterinário Gustavo Coser sobre o tema: “Outubro Rosa & Novembro Azul – Uma luta até para os pets”. O objetivo é explicar sobre a prevenção e tratamento do câncer de mama e próstata em animais.

Também haverá palestras sobre a raça com os criadores especializados em Pug, Cláudio Cruz, que juntamente com sua esposa Ivna Fontenele mantém o canil Special Show Dog Kennel; e Antônio Rodrigues Júnior, criador do Canil Fonteles.

O legal desta I Expo Pug é que terá um caráter beneficente com entidades de proteção animal. Como parte da programação, as ONGs Abrace, presidida pela professora Cristiane Angélica; e GPA, com Renata Machado como presidente, estarão com cães e gatos para adoção responsável.

“Teremos a participação dos principais canis de Fortaleza especializados em Pugs que explicarão sobre o padrão da raça, cuidados e criação responsável”, destaca Diego Costa.

A I Expo Pug tem como subtema “PugNic Fantasy”. Daí uma das grandes atrações do evento será o desfile à fantasia dos Pugs. Os organizadores informam que os participantes das mídias sociais do grupo têm se mobilizado para criar as mais diversas fantasias. Após o desfile, haverá sorteios e premiações para o vencedor do desfile.

Vale destacar que o evento será aberto ao público. Como acontecerá na área do estacionamento do Iguatemi, a programação poderá ser prestigiada por todas as raças, até aquelas que o shopping restringe em suas parte interna.

Em pouco mais de 2 anos de existência, o grupo PugNic Fortaleza tem reunido diversos amantes e criadores da raça Pug. Já são mais de 3 mil membros somente na Capital cearense, fora o “Grupo Loucos por Pug” (administrado pelos mesmos moderadores) com mais de 64 mil amantes da raça espalhados pelo Brasil.

MAIS INFORMAÇÕES: I Expo Pug Fortaleza.  12 de novembro. 16h. Estacionamento do Shopping Iguatemi. (85) 99604-2037/ 99994-2037/ 98703-8824 @pugnicfortaleza Facebook.com/pugnicfortaleza

13:14 · 19.10.2017 / atualizado às 13:14 · 19.10.2017 por
Prefeito Roberto Cláudio deu posse à titular da nova Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal, Toinha Rocha

Fortaleza está de parabéns nos avanços para o Bem-Estar Animal. Prefeito Roberto Cláudio deu posse ontem à nova titular da Coordenadoria Especial de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa), Toinha Rocha. Ela é ex-vereadora e, quando estava na Câmara Municipal de Fortaleza, a luta em defesa dos animais pautou a sua atuação parlamentar, inclusive com a apresentação de vários projetos neste sentido. Com exclusividade para o Blog Bem-Estar Pet, Toinha Rocha, concede a entrevista abaixo, durante a primeira reunião oficial com sua equipe.

Blog Bem-Estar Pet – Com a nova Coordenadoria Especial (Coepa), o que muda na proteção animal em Fortaleza?

Toinha Rocha: Com a Coordenadoria os animais, protetores, tutores e ONGs terão um canal oficial para traçar políticas públicas. Para traçar políticas de Estado e não de Governo na garantia de seus direitos.

Blog Bem-Estar Pet – Quais as prioridades da Coodenadoria?

Toinha Rocha: 1. Castração: Colocar o Vetmóvel na rua e castrar os animais de tutores com baixa renda.
2. Estimular que todas as praças tenham espaços de convivências entre humanos e animais. 3. Acompanhar a Emenda de Desafetação do Abrigo de São Lazaro e sua reforma com para a primeira Clínica Popular Veterinária.

Médicas veterinárias Thais Câmara e Rosânia Ramalho na primeira reunião da nova Coordenadoria realizada hoje

Blog Bem-Estar Pet – Como está integrada a sua equipe?

Toinha Rocha: Conto com a médica veterinária Rosânia Ramalho, Coordenadora das Clínicas e gerenciamento do Vet Móvel; Thais Câmara, médica veterinária também que vai ficar na fiscalização dos casos de maus-tratos junto com a Agefis. Ela também dará o apoio na questão da Educação e apoio técnico nos casos de animais de gr5ande porte; o juiz de Cinofilia José Alberto Thiers nos dará apoio administrativo atuando também na parte de movimentação e eventos nos cachorródromos.

Blog Bem-Estar Pet – Todos perguntam pelo Vetmóvel. Quando reiniciará as atividades?

Toinha Rocha: O Vetmóvel está sendo equipado conforma solicitação do Conselho Regional de Medicina Veterinária. Para isto a licitação está em andamento. Mas estamos correndo para colocá-lo em atividades até o dia 20 de novembro. Com isto, devemos fazer, até o fim do ano, em torno de 600 castrações, além de 1.500 consultas veterinárias.

Alberto Thiers e Toinha Rocha durante a primeira reunião da Coordenadoria hoje

Blog Bem-Estar Pet – Como serão as parcerias com as ONGs de proteção animal?

Toinha Rocha: Temos o dever de andar de mãos dadas com todas ONGs que são parceiras já na prática. As ONGs já são parceira de fato e agora serão parceiras de direito.

Blog Bem-Estar Pet – Como serão as parcerias com as Clínicas Veterinárias particulares?

Toinha Rocha: As Clínicas serão credenciadas pela Prefeitura de Fortaleza para atender às demandas por Regionais. Toda a parte clínica veterinária pública também fica sob nosso gerenciamento.

Blog Bem-Estar Pet – Novo Hospital Veterinário ou parceria com o Hospital Veterinário da UECE? Ou as duas propostas igualmente?

Toinha Rocha: Haverá um credenciamento com o Hospital da UECE para castração dos animais das ONGs e será disponibilizado recurso por animal castrado, além de encaminhamentos para animais de grande porte.
A Coepa vai trabalhar para se expandir as clínicas veterinárias da Prefeitura de Fortaleza. Vamos trabalhar, neste primeiro momento, para a criação da Clínica Popular do Abrigo de São Lázaro, para atender os animais do próprio Abrigo e também da comunidade a preços populares, como forma de ajudar no custeio do Abrigo. Faremos o mesmo com outros abrigos, assim que terminarmos o Projeto Piloto.

Blog Bem-Estar Pet – Como fica a Coepa no Grupo de trabalho de Bem-Estar Animal criado recentemente pelo  Estado?

Toinha Rocha: Fazemos parte do GT do Estado e vamos contribuir para que o Governo Camilo Santana se inspire em nossas ações e crie a Secretaria de Bem Estar Animal do Estado do Ceará, estimulado que todas as Prefeituras criem suas secretarias ou coordenadorias para traçarem políticas públicas.

Blog Bem-Estar Pet – Quais outras ações serão implementadas?

Toinha Rocha: Vamos trabalhar pelo Carnaval Solidário (para arrecadar ração, medicamentos entre outros apoios para os animais abandonados) em ajuda aos Abrigos; pela criação do Conselho Municipal de Proteção e Bem Estar Animal de Fortaleza; e vamos correr pelo Fundo Municipal de Proteção e Bem Estar Animal para angariarmos recursos para cumprirmos as metas impostas. É um desafio que juntos vamos enfrentar. Plantamos a semente. Vamos agora cuidar para que tenhamos um grande crescimento e, com isso, colhermos frutos. É Fortaleza se tornando uma cidade que ama e protege os animais. Já estamos em parceria com a Secretaria de Turismo para transformar Fortaleza na cidade “PET TURISMO”.  Enfim, educar nossas crianças hoje para que, amanhã, elas possam proteger os animais. Daqui a 50 anos, Fortaleza não terá animais abandonados. Vamos plantar conscientização para isto.

 

18:48 · 15.10.2017 / atualizado às 18:58 · 15.10.2017 por

O debate sobre o Bem-Estar Animal chega em nível de Estado. Por iniciativa da Secretaria Estadual do Meio Ambiente (Sema-CE), e com a participação de representantes de diversos órgãos e ONGs, foi criado o Grupo de Trabalho para o Bem-Estar e Proteção Animal. Um grupo no Wahtsapp mobiliza os participantes e já aconteceram duas reuniões no Cineteatro do Parque Estadual do Cocó, com a presença do secretário do Meio Ambiente, Artur Bruno.

Um dos coordenadores do grupo, Sérgio Mota, da Sema, explica o objetivo do GT. “A questão do Bem-Estar e Proteção Animal vem ganhando destaque no mundo quando se fala em meio ambiente. Aqui no Ceará ainda estamos muito atrasados nesse contexto. Assim, diante de alguns episódios que ocorreram recentemente, como a inclusão da vaquejada como patrimônio cultural na Constituição Federal, e o caso do Abrigo São Lázaro, a Sema decidiu tomar a frente, com o secretário Artur Bruno solicitando a criação de um Grupo de Trabalho – GT”, afirma ele.

Conforme complementa, o GT não abrangerá apenas os animais domésticos e sim, toda fauna cearense. “O GT tem como objetivo discutir, propor e acompanhar políticas públicas sobre o tema. Se reunirá mensalmente”, diz Sérgio Mota. Ele também observa que, dentre as experiências que norteará a atuação do GT Estadual estão o projeto contra abandono de animais no Parque Estadual do Cocó, legislações de outros Estados e Municípios brasileiros e o GT de Fortaleza.

Vale destacar que o GT criado no âmbito da Capital cearense resultou pela oficialização, pelo prefeito Roberto Cláudio, da Coordenadoria Municipal de Proteção e Bem-Estar Animal, que tem a ex-vereadora Toinha Rocha como coordenadora, com data de posse prevista para o próximo dia 18.

Nós, da Revista Bem-Estar Animal e do Blog Bem-Estar Pet, do Diário do Nordeste, estamos entre os participantes convidados.

O Grupo de Trabalho para o Bem-Estar e Proteção Animal do Estado tem como participantes:

  • Sérgio Mota, Sema-CE
  • Paulo Lira, gerente do Parque Estadual do Cocó
  • Rosania Ramalho, coordenadora do Centro de Controle de Zoonoses de Fortaleza (CCZ)
  • Anderson Cavalcante, da União Internacional Protetora dos Animais (UIPA-CE)
  • Toinha Rocha, titular da Coordenadoria de Proteção e Bem-Estar Animal de Fortaleza
  • Lucíola Cabral, presidente da Comissão de Bem-Estar Animal da OAB e procuradora do Município
  • Célio Studart, vereador de Fortaleza
  • Cláudia Gomes, vereadora de Fortaleza
  • Valéria Feitosa, editora da Revista Bem-Estar Animal/Blog Bem-Estar Pet ( Diário no Nordeste)
  • Marilac Alencar – Ouvidoria da UECE
  • Jane Cris Cunha, médica veterinária do Nuvet Sesa -CE
  • Gabriela Moreira, representante das ONGs Deixa Viver e Viva Bicho
  • Marta Synara Duarte, agente de Endemias do CCZ de Maracanaú
  • Thais Câmara, da Seuma
  • Maria Sanford, da Procuradoria Geral do Município (PGM)
  • Leonardo Borralho, da Sema-CE
  • Cecília Licarião, coordenadora de Educação Ambiental do Parque do Cocó
  • Ana Teresa, representante das ONGs de Fortaleza
  • Emerson, Nuvet Sesa -CE
  • Andre Ricardo, da ONG São Francisco de Assis
  • Arlinne Brasil, protetora independente
  • Sandra, representante da ONG Apata
  • Cláudia Lopes, protetora independente e Ouvidora da Ceasa

 

09:11 · 03.10.2017 / atualizado às 09:11 · 03.10.2017 por
Raquel Gondim, Felipe Aires, Silvana Barros, Davi Lima e Sâmia Araújo, coordenadores do Labradores Ceará

A Raquel Gondim, uma das coordenadoras do Grupo Labrador Retriever Ceará (LRC – também coordenado por Felipe Aires, Davi Lima, Sâmia Araújo e Silvana Barros), nos envia esta maravilhosa informação:

“O Grupo Labrador Retriever Ceará foi convidado a participar do Dia das Crianças do Centro de Atendimento Educacional Especializado (Caeesp), que atende crianças especiais. Os integrantes do grupo LRC farão um momento diferente com as crianças, promovendo socialização e brincadeiras entre elas e os cães, além da distribuição de guloseimas. O evento acontecerá na quarta-feira, dia 04 de outubro de 2017 em dois horários: de 8h às 10h e de 14h às 16h.

As crianças do Caeesp, além de especiais, são carentes. Então os administradores do grupo LRC se mobilizaram para ajudar uma criança que precisa muito de uma cadeira de rodas e cujos pais não têm condições financeiras para custear nem o modelo mais barato.

Por acreditar que juntos somos capazes de realizar o sonho desta criança de se locomover melhor, estamos arrecadando doações para a compra da cadeira de rodas. A intenção do LRC é fazer a entrega no dia do evento”.

A mensagem de Raquel Gondim é finalizada com este lindo pensamento: “Dar um pouco não representa nada para quem tem muito. Para quem não tem nada, receber um pouco representa tudo”.

Para quem quiser e puder auxiliar, a conta para doação de valores para a compra da cadeira de rodas é:

Titular: Raquel Freire Gondim
CPF: 836.632.583-00
Banco: Bradesco
Agência: 1017
Conta Corrente: 19300-3

MAIS INFORMAÇÕES: Centro de Atendimenbto Educacional Especializado (Caeesp) fica na Rua Filomeno Gomes, 289 – Jacarecanga, (85) 3238.1915. Facebook: Caeesp Acapd. Labrador Retriever Ceará Instagram: @labradorretrieverceara Facebook: Labrador Retriever Ceará E-mail: labradorretrieverceara@gmail.com

15:04 · 30.09.2017 / atualizado às 15:04 · 30.09.2017 por

O 3º Festival de Cães 2017 do Kennel Clube do Estado do Ceará (KCEC) acontece hoje e amanhã, dias 30 e 1º, no Ginásio Paulo Sarasate, com muitas novidades. Esta é a última exposição antes do grande evento cinófilo internacional que acontecerá em Fortaleza, a Américas e Caribe, em maio de 2018, no Centro de Eventos do Ceará.  E, mais uma vez, o KCEC bate recorde de cães inscritos em sua terceira edição do ano: 311 cães de 62 raças.

Neste sábado, aconteceu as exposições especializadas das raças Golden Retriever, American Cattle Dog e American Pit Bull pela manhã. À tarde, realizam-se as exposições gerais, que seguem amanhã, a partir das 9h. Segundo explica o vice-presidente do KCEC, Luiz Eduardo Matos Mendes, o 3º Festival de Cães já obedece a modalidade das Américas e Caribe, para os participantes já sentirem uma prévia de como será o grande evento cinófilo no próximo ano.

Coordenadora do CCZ, Rosânia Ramalho (à direita), e Veterinário do CCZ, Dr. Sérgio Franco, com voluntários do Abrigo São Lázaro no Ginásio Paulo Sarasate

“Os eventos no Brasil ocorrem com três exposições julgadas por juízes diferentes, mas que acontecem ao mesmo tempo. Como na Américas e Caribe isso não será possível, devido ao grande número de cães participantes, nosso evento acontecerá nos novos moldes, ou seja, teremos vários juízes julgando uma mesma exposição, e só depois de encerrada a mesma, com a escolha dos melhores cães, iniciaremos a exposição seguinte”, explica Luiz Eduardo.

A nova edição da Revista Bem-Estar Animal será distribuída durante o 3º Festival de Cães neste domingo

A Revista Bem-Estar Animal, do Diário do Nordeste, estará presente ao evento neste domingo, 1º, com a distribuição de sua nova edição, que traz como reportagem especial de capa o grande evento cinófilo, Américas e Caribe. O presidente do KCEC, Roberto Bezerra, concedeu entrevista exclusiva para a revista, informando todos os detalhes desta exposição, que deverá contar com mais de mil cães de 100 raças, em média. A revista traz também entrevista exclusiva com o vice-presidente da Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), Fábio Amorim.

Para julgamento das pistas deste 3º Festival de Cães 2017 foram convidados os juízes Linda Buckley (Austrália); Athanasios Garivaldis (Grécia); Ricardo Bentes Lima (Brasil); Marcelo Santos (Brasil); e José Alberto (Brasil). Como árbitro reserva está Gutemberg Soares. O evento tem como superintendente Rafael Moreno, e como veterinário responsável, Dr. Evilázio Fernandes Filho.

Equipes do CCZ atendem à população e seus cães, oferecendo vacinação anti-rábica e teste rápido do calazar gratuitamente

Entre as novidades do Festival está a participação do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), da Prefeitura de Fortaleza. Em stand especial, equipe do CCZ oferece vacinação anti-rábica e teste rápido da leishmaniose (calazar). A coordenadora do CCZ, Rosânia Ramalho, informa que médicos veterinários e agentes de endemias estão à disposição da população com os serviços gratuitos no Ginásio Paulo Sarasate. “A Prefeitura de Fortaleza, cada vez mais, amplia sua ações em favor dos animais, disponibilizando meios para imunizar e diagnosticar zoonoses”, destaca ela.

Outra novidade é a participação do Abrigo São Lázaro no evento cinófilo do KCEC. Voluntários da ONG estão no ginásio recebendo doação de rações para seus animais, bem como vendendo souvenirs da entidade, com renda revertida para seus trabalhos de proteção animal.

MAIS INFORMAÇÕES: O 3º Festival de Cães 2017 do KCEC. Hoje, 30, e amanhã, 1º, de 9h às 17h, Ginásio Paulo Sarasate. Entrada gratuita. Vacinação anti-rábica e exames do calazar pelo CCZ no local.

13:33 · 30.09.2017 / atualizado às 13:33 · 30.09.2017 por

Neste domingo, 1º, a partir das 8h, acontece Passeio Ciclístico promovido pela Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da Ordem dos Advogados do Brasil-Ceará (OAB-CE), com o objetivo de angariar alimentos para dois abrigos de proteção animal de Fortaleza (Abrigo São Lázaro e Arca de Noé).

O passeio sai da Praça Luíza Távora e contará com batedores e carros de apoio. A inscrição acontece na Loja Bike Viva, da Av. Senador Virgílio Távora, vizinho ao restaurante Casa Nostra. Para se inscrever, basta doar 2kg de ração. Os interessados também podem se inscrever na hora do passeio.

A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB-CE, Dra. Lucíola Cabral, afirma que o passeio é o primeiro de alguns eventos que a Comissão pretende fazer para angariar alimentos para os animais em situação de abandono. “A ideia é fazer outras campanhas para também beneficiar outros grupos de proteção animal”, diz ela.

Para o próximo mês, segundo ela adianta, está prevista a realização de uma audiência pública para discutir a problemática dos abrigos de animais, bem como debater o problema dos animais abandonados nas ruas e logradouros públicos. A data e o local da audiência será definido brevemente.

MAIS INFORMAÇÕES: Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais da OAB-CE. (85) 3216.1600