Bem-Estar Pet

Busca


O que fazer quando acaba o leite de cadelas e gatas?

Publicado em 22/03/2011 - 14:56 por | Comentar

Categorias: Antrozoologia, Comportamento Animal, Eu e meu pet, Saúde Animal

  • Enviar para o Kindle

Os gatinhos ficam alimentados e sem perigo de apresentar diarreia

Todos sabemos que nada é melhor que o leite materno. Entretanto, em algumas situações adversas, os filhotes podem ficar sem o leite da mãe. Imagine se sua cachorrinha ou gata gera uma ninhada numerosa e não consegue amamentar todos os filhotes satisfatoriamente. O que fazer? E se os filhotes infelizmente ficarem órfãos, como alimentá-los? Quando a cadela gera um filhote menor e mais fraco que os outros, que precisa de atenção especial, como é possível ajudar? Às vezes, a cadela não forma o bico nas tetinhas e os filhotes não conseguem mamar na mãe ou então a anestesia da cesariana retarda o aparecimento do leite materno – qual seria, em todos estes casos, uma solução possível?
Foi pensando em todas estas questões que a Total Alimentos lançou o novo Big Boss Milk, para cães com até quatro semanas e gatos com até oito semanas de vida e a Papinha Desmame, para cães de três a oito semanas de idade.

O produto tem probióticos que fortalecem a flora intestinal dos filhotes

Os probióticos, presentes nos dois produtos, são microorganismos vivos que, ao serem adicionados ao alimento dos filhotes, trazem benefícios para o desenvolvimento da flora microbiana intestinal, favorecendo a absorção de nutrientes pelos cães e gatos.
O sódio e o potássio equilibram os líquidos corporais e participam do processo de produção de energia, além de também serem fundamentais para a absorção de nutrientes. Em Fortaleza (CE), os leites da Total Alimentos podem ser encontrados na Avipec.
Para fazer um bom uso do produto, é necessário prestar atenção à temperatura da água que será adicionada ao pó. Ela deve ser fervida e depois deixada para resfriar até aproximadamente 40 graus (não use água morna) e a diluição deve ser feita dentro da própria mamadeira, para uma melhor homogeneização do produto.
Ana Cláudia Andrade, do Gatil Legato, diz que até mesmo seus gatos adultos gostam do leite de substituição e não ficam com diarréia, o que acontece se tomarem leite de vaca. “O leite de substituição é mais seguro e muito mais prático do que os leites de substituição caseiros”, diz a criadora, que também é estudante de Medicina Veterinária.

Tem também o produto em papinha

Paula Vasconcellos, médica veterinária e proprietária do canil Grand Thunder Kennel, em São Paulo, dá assistência a vários canis e afirma que sempre utiliza o leite da Total quando necessário. “O leite da Total Alimentos foi uns dos primeiros a aparecer no mercado. Eu usei a primeira vez, gostei e continuei usando sempre o mesmo. Gosto do resultado e acho que o filhote se adapta bem, sem apresentar problemas de vômito e diarréia. É um produto que corresponde bem as necessidades dos filhotes e auxilia o desenvolvimento”, conta a doutora. “Até podemos fazer um leite de substituição caseiro, mas ele nunca seria completo ou seguro. É importante lembrar também que alimentar os filhotes com leite de vaca, algo que muita gente ainda insiste em fazer, pode causar diarréias muito fortes e até mesmo levar os neonatos a óbito”, explica.

Robson Bunn, do canil Love Dog’s, agradece a Total Alimentos por oferecer um produto tão prático e útil. Ele acaba de salvar a vida de um filhote de Yorkshire que não tinha força suficiente para mamar na mãe. “O leite foi de extrema importância para conseguirmos salvar este filhote. Ela está crescendo perfeitamente agora. O produto é excelente, pois é muito prático e de fácil manuseio. Não sei o que utilizaríamos se não tivéssemos esta opção”, diz ele.
Fonte: Total Alimentos/Avipec

Tags: , , , , , , ,

Comentários


Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999

teste