Busca

Tag: Américas e Caribe 2018


12:17 · 30.05.2018 / atualizado às 12:17 · 30.05.2018 por

“Top Breeders Brasil – Histórias da Cinofilia Brasileira” é o livro que será lançado nesta quinta-feira, 31, na Exposição Américas e Caribe 2018, aberta ao público até o domingo, 3. O livro é de autoria do juiz cinófilo Daniel Pinto de Oliveira, também criador da Raça Labrador e proprietário do Canil Zuo’s.

O livro reúne histórias dos principais cinófilos do Brasil, entre eles, Roberto Bezerra, do Canil SunLand Boxers, também presidente do Kennel Clube do Estado do Ceará (KCEC); Regina Lúcia Perrone, do Canil Par D’Ellas; Carlos Flaquer, do Canil Chaputepeck Mastiffs; Luiz Fernando Ribas Silva, do Canil Charleston Dobermanns; e Alessandro Prado Rodrigues, do Canil Griffin Bulldogs; entre outros, no total de 15 criadores.

A publicação também traz artigo do presidente da Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), Sérgio de Castro; e prefácio do cinófilo Fernando Bretas Viana.

Daniel de Oliveira é formado em Administração de Empresas, com especialização em Marketing Digital. Tem longa história na cinofilia brasileira. Em 1992, fundou o Canil Zuo’s, junto com sua esposa Aléxia Lage. Eles criaram as raças Basset Hound, Shar-Pei e Labrador. Atualmente cria somente Labradores. Em 2010, fundou o Conselho Brasileiro do Labrador junto com outros cinófilos. Em 2011, tornou-se árbitro de cães do Grupo 8, tendo julgado em exposições no Brasil, Argentina, México e Estados Unidos.

Mais informações: Lançamento do Livro “Top Breeders Brasil – Histórias da Cinofilia Brasileira”, quinta-feira, 31, na Exposição Américas e Caribe 2018, estande da CBKC, Centro de Eventos do Ceará. Entrada gratuita.

11:13 · 30.05.2018 / atualizado às 10:50 · 04.06.2018 por

A terceira edição da Revista Bem-Estar Animal, do Diário do Nordeste, foi lançada com sucesso na Exposição Américas e Caribe 2018, encerrada no fim de semana no Centro de Eventos do Ceará. A publicação está recheada de novidades! Entre elas, entrevistas exclusivas com as maiores autoridades da cinofilia mundial: os presidentes da Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), Sérgio de Castro; da Federação Cinológica Internacional (FCI), Rafael De Santiago; da Seccional Américas e Caribe da FCI, José Luis  Payró; e do Kennel Clube do Estado do Ceará (KCEC), Roberto Bezerra. A Revista Bem-Estar Animal já está nas principais bancas de revista da Capital cearense, pet shops e clínicas veterinárias.

Confira abaixo a íntegra dessas exclusivas:

“Esta exposição é a mais importante no hemisfério das Américas”
Rafael Santiago, presidente da Federação Cinológica Internacional (FCI)

1 – Qual a avaliação do Senhor sobre a Exposição Américas e Caribe em Fortaleza?

Rafael de Santiago, Presidente da FCI

Rafael de Santiago – A exposição das Américas e Caribe é o evento de maior importância para a FCI no hemisfério das Américas. Como presidente da FCI, espero que o Brasil obtenha absoluto respaldo de todos os países membros desta seção, sem excluir a participação de exemplares da Europa e Ásia.

2 – Como o Senhor avalia a cinofilia do Brasil no cenário mundial?

– A representação do Brasil, em diferentes exposições na América e Europa, aumentou. Os exemplares apresentados são de excelente qualidade, destacando a excelência dos criadores brasileiros.

3 – Por que é importante o criador estar com cães na pista?

– Quando o criador apresenta o melhor de suas ninhadas em exposições caninas ajuda a educar outros exibidores e futuros criadores. Um plano de criação de excelência responsável é sinônimo de uma melhor cinofilia.

“A Exposição das Americas e Caribe é uma grande festa da cinofilia mundial”
José Luis Payró, presidente da Seção das Américas e Caribe/ Federação Cinológica Internacional (FCI)

José Luis Payró, Presidente da Américas e Caribe/FCI

1 – Qual a avaliação do Senhor para a Exposição Américas e Caribe em Fortaleza?

José Luis Payró – Bom, permitam-me dizer, antes de tudo, que nós, os representantes dos 20 países que pertencem à seção das Américas e Caribe na FCI, sentimo-nos muito orgulhosos pelas conquistas que obtivemos, destacando os latinos dentro do mundo cinófilo da FCI, porque somos muito unidos, começando por nosso presidente, o Sr. Rafael de Santiago, de Porto Rico, que acaba de ser reeleito para um novo período de dois anos; o Sr. Miguel Ángel Martinez, da Argentina, que faz parte do Conselho Diretivo da FCI; o Sr. Jorge Nallen, atual presidente da Comissão de Estándares; o Sr. Adrián Landarte, presidente da Comissão de Juízes; e a Dra. Margarita Duran, integrante da Comissão Científica, todos eles do Uruguai. Como também, o Dr. Andrés Villalobos, do México, membro da Comissão Científica, e minha pessoa, como presidente da Seção das Américas e Caribe.
Agora, também comento que a Assembleia Geral da Seção que acontece no Brasil, como a Exposição das Américas e Caribe, gerou grande expectativa, já que o mundo inteiro quer visitar o Brasil, por suas praias, pela excelente organização de seus eventos, dentro dos quais se espera uma grande quantidade de exemplares de todas as raças que estarão presentes, mas, sobretudo, por sua gente.
Não devemos esquecer que o Brasil também será organizador da Exposição Mundial da FCI no ano 2022, por isso aproveito para felicitar a todos os cinófilos brasileiros e ao Comitê Organizador da CBKC, por todos estes magníficos eventos, já que esta será uma grande festa cinófila mundial.

2 – Como avalia o nível das exposições no âmbito das Américas e Caribe?

– Todos os países membros de nossa Seção, assim como agora o Brasil, caracterizam-se por serem magníficos organizadores, com um excelente registro de cães. Porém, o que é mais importante é a qualidade de seus criadores, que são de altíssimo nível. Por isso, acreditamos que há uma extraordinária qualidade nas exposições, e isso é o que mais me agrada, como também, os participantes e visitantes.
E quanto às exposições no âmbito geral da Seção das Américas e Caribe, posso mencionar que as últimas exposições da Seção foram extraordinárias. No ano de 2016, na Colômbia; e em 2017, na Guatemala, cada uma com o toque especial do país sede, às quais contaram com exemplares excelentes de todo o mundo. Agora, é a vez de Fortaleza-Ceará, Brasil 2018, e a do México em junho de 2019. Esta última acontecerá em uma das melhores praias do Mundo, Acapulco, e contará com magníficas instalações do Centro de Exposição mais moderno da América Latina, “Foro Mundo Imperial”, e com a oportunidade de também ser a sede do 2º Congresso Mundial da FCI para juízes. Em 2020, se efetuará na Costa Rica. O que já podemos assegurar é que será uma extraordinária sede como as que foram mencionadas.

3 – Como age a Seção das Américas e Caribe na promoção da cinofilia nesses países?

– Quero dizer que a Seção das Américas e Caribe conta com página web própria, na qual todos os eventos dos países membros anunciam as datas de seus eventos, sedes, juízes que oficiarão, seminários, cursos etc. Nela não só se fala de temas da América, como também, serve para que os países de outros continentes anunciem seus eventos, como é o caso da próxima exposição mundial que acontecerá em Amsterdam, em agosto, e da Assembleia Extraordinária da FCI, que se efetuará na Bélgica, também no mês de agosto. Informa-se aos visitantes assuntos importantes no âmbito da cinofilia mundial, ademais, conta com um espaço para a difusão de seus juízes que, por certo, são de alta qualidade e são respeitados em todo o mundo. Também contamos com uma área para a promoção das raças da América Latina, seus padrões, etc., e sempre apoiados pela indústria relacionada ao ramo, já que eles também colaboram para o sucesso de nossos eventos. Para concluir, gostaria de agradecer a vocês por nos oferecerem este espaço para promover nossa Seção, assim como todos os eventos que fortalecem a cinofilia na América Latina. Um forte abraço e muita sorte a todos os participantes que veremos nos próximos dias, nesse maravilhoso país, Brasil.

Sérgio de Castro, Presidente da CBKC

“Evento cinófilo é um dos maiores do Brasil”
Sérgio de Castro, presidente da Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC)

1 – Qual a expectativa do Senhor para a Exposição Américas e Caribe em Fortaleza?

Sérgio de Castro – Temos certeza de que esse evento cinófilo é o maior realizado no Nordeste em todos os tempos e, sem dúvidas, um dos maiores no Brasil. Acompanhamos de perto o trabalho e esforço que a Diretoria do Kennel Clube do Ceará fez em prol do evento e sabemos que a organização foi um dos pontos altos da Exposição.

2 – Por que a CBKC promoveu as recentes mudanças nas normas das exposições?

– A principal motivação foi a necessidade de adequação às normas da Federação Cinológica Internacional (FCI). Fico contente em dizer que o novo regulamento de exposições já está sendo bem assimilado por toda a comunidade cinófila.

3 – No Brasil, quais as raças em ascensão?

– A CBKC é destaque junto à FCI também no que se refere ao número de registro de cães. Somos o país que mais registra nas Américas há alguns anos e estamos entre os cinco maiores do mundo. Em 2017 registramos aproximadamente 150 mil cães. Destaco as cinco raças que mais registraram no ano passado: Buldogue Francês, Spitz Alemão, Shih Tzu, Pug e Yorkshire.

4 – Como a CBKC fortalece a ética nos julgamentos cinófilos?

– Esse é um tema muito importante com o qual sempre estamos muito comprometidos e engajados. Todos os árbitros da CBKC são orientados a julgar de acordo com seu conhecimento e consciência. Nós promovemos diversos seminários onde destacamos com ênfase a questão da ética e imparcialidade no julgamento. No evento das Américas e Caribe iremos, inclusive, promover mais um congresso de árbitros com palestras de renomados árbitros nacionais e internacionais.

Roberto Bezerra, Presidente do KCEC / Foto: Nilton Novaes

“A realização das Américas e Caribe 2018 em Fortaleza, Ceará, é um marco para a cinofilia do Nordeste e do Brasil” Roberto Bezerra, presidente do Kennel Clube do Estado do Ceará (KCEC)

1 – Qual a importância das Américas Caribe 2018 em Fortaleza?

Roberto Bezerra – As Américas e Caribe é uma exposição que congrega toda a cinofilia da região de sua abrangência, contando com a presença de dirigentes cinófilos desses países, handlers, criadores e os principais atores, os cães. É um marco na cinofilia do Nordeste, especialmente do Ceará. Até então, ainda não havia se realizado uma Exposição dessa abrangência no Norte/Nordeste do Brasil.

2 – Quais as repercussões deste evento para a cinofilia brasileira?

– A importância das Américas e Caribe deve-se também porque é um evento quase que preparatório para a grande realização da Exposição Mundial da Federação Cinológica Internacional (FCI), em 2022, a ser realizada no Brasil, em São Paulo.

3 – Como presidente do KCEC, como avalia a escolha de Fortaleza para sediar este grande evento da Seccional da FCI?

– A definição pela CBKC da cidade de Fortaleza como sede das Américas e Caribe 2018, acreditamos ser como resultado do crescimento da cinofilia cearense nos últimos cinco anos, no bom nível de organização de nossas exposições, bem como a garantia da ambiência e aparato logístico demonstrados na exposição dos 50 anos do KCEC, também no Centro de Eventos do Ceará.

4 – O que os cinófilos podem esperar desta edição das Américas e Caribe?

– As exposições têm como anfitriã a CBKC, que delegou ao Kennel Clube do Estado do Ceará a organização e realização do evento. Da nossa parte, damos a garantia aos dirigentes cinófilos nacionais e internacionais, aos juízes, handlers, expositores e público em geral que nosso objetivo é proporcionar uma prazeirosa participação de todos, com conforto, segurança e completa infraestrutura, ao nível da magnitude deste evento.

MAIS INFORMAÇÕES: Exposição Américas e Caribe 2018 

 

 

21:25 · 28.05.2018 / atualizado às 21:25 · 28.05.2018 por

Dez ONGs de proteção animal do Ceará recebem apoio durante o grande evento cinófilo Américas e Caribe 2018, que acontece de 31 de maio a 3 de junho no Centro de Eventos do Ceará. São duas iniciativas: uma da Prefeitura de Fortaleza e sua Coordenadoria de Proteção e Bem-Estar Animal (Coepa); outra do Kennel Clube do Estado do Ceará, juntamente com seis fotógrafos especializados em cães. As ONGs beneficiadas são Abrace, Deixa Viver, Abrigo do Duda, São Lázaro, Abrigo da Estela, Novelo de Lã, Upac, Lar Tintin, GPA e Manda Chuva.

Em cada dia do evento, as ONGs se revezarão no estande oficial da Prefeitura/Coepa, divulgando seus trabalhos e realizando bazar com renda revertida para as atividades de proteção animal de cada entidade (confira cartaz ao lado). A coordenadora da Coepa, Toinha Rocha,  destaca a responsabilidade social na parceria. “Nossa parceria com as ONGs no evento internacional foi, principalmente, para dar visibilidade ao trabalho que essas instituições fazem na defesa e proteção animal. Mostrar que aqueles que criam cães de raças também podem se sensibilizar com os animais sem raça definida que estão, na sua grande maioria, sofrendo, passando fome, sede, calor e sem afeto. Um evento dessa grandiosidade tem que ter seu papel social. A Prefeitura de Fortaleza vai dividir com as ONGs seu espaço para que as mesmas mostrem seu trabalho, conquistem padrinhos e possam vender seus produtos. É a responsabilidade social do evento”.

A presidente da Abrace, Cristiane Angélica, também comemora. “Esse apoio dado pela Prefeitura de Fortaleza às ONGs, através da Coepa, e do Kennel Clube do Ceará e fotógrafos no evento internacional Américas e Caribe, é uma grande vitória para a proteção animal no nosso Estado, e porque não dizer, em nosso País. Por ser um evento de grande projeção, coloca ONGs e protetores ao lado de grandes expositores, abrindo portas para que os animais carentes tenham oportunidade de serem vistos de uma maneira digna. É importante que a proteção animal desperte a compaixão e a atitude das pessoas, e não apenas a piedade. Dessa forma, poderemos dar as mãos e aliar forças em prol do bem-estar animal, trazendo benefícios de forma duradoura e coerente, alinhada ao nosso projeto maior que é lutar em favor dos animais, contra o abandono e os maus-tratos. É a razão e o coração imbuídos de um propósito maior: o amor aos animais“.

Fotografias de arte

Outra iniciativa de grande impacto nesse apoio é a exposição de fotografias de arte, tendo os cães como tema, na autoria dos fotógrafos Nilton Novaes, Bibbo Camargo, Bruno Santana, Johnny Duarte, João Alexandre e Edmilson Reis. São 40 quadros que ficam em exposição durante os quatro dias de evento, disponíveis à venda, com renda revertida para os trabalhos das dez ONGs participantes da programação. Cada imagem configura verdadeira obra de arte em forma de fotografia. Confira a seguir uma pequena mostra, de encher os olhos!

Fotografia de Nilton Novaes

Fotografia de Bibbo Camargo

Fotografia de Bruno Santana

Fotografia de Johnny Duarte

Fotografia de João Alexandre

Fotografia de Edmilson Reis

A Exposição Américas e Caribe 2018  é promovida pela Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), presidida por Sérgio de Castro, e Federação Cinológica Internacional (FCI), que tem Rafael De Santiago como presidente, com apoio logístico do Kennel Clube do Estado do Ceará (KCEC), tendo na presidência Roberto Bezerra. A Américas e Caribe, presidida por José Luiz Payró, é uma das Seções da FCI.

MAIS INFORMAÇÕES: Exposição Américas e Caribe 2018, de 31 de maio a 3 de junho, a partir das 9h, no Centro de Eventos do Ceará. Entrada gratuita.