Busca

Tag: São Francisco


11:14 · 26.07.2018 / atualizado às 11:14 · 26.07.2018 por

Os abrigos Abrace, São Lázaro e Lar Tin Tin serão os beneficiados com parte das vendas das camisas da 5ª Cãomiada, que acontece neste domingo, 29, às 16h, na Av. Beira Mar, com saída em frente ao Boteco Praia. O evento é realizado pelo Movimento São Francisco de Defesa Animal e, nesta edição, reivindica um Hospital Público Veterinário e uma Delegacia contra os maus tratos aos animais.

A Cãomiada, evento idealizado por Célio Studart, reúne multidões em Fortaleza e cidades do interior do Ceará

O objetivo é reunir cães e gatos, acompanhados de seus tutores, além de defensores da causa animal. “A Cãomiada é o evento que consagra o amor que nós temos pelos animais. Um evento simples, mas que passa uma mensagem forte: os animais merecem respeito e que não toleramos mais casos de maus tratos”, afirma o idealizador do evento, Célio Studart.

A presidente da Abrace, professora Cristiane Angélica, fica feliz com mais este apoio à entidade. “A Ong Abrace – uma causa animal, está muito grata por ser beneficiada por essa ação do Célio Studart e Movimento São Francisco de Defesa Animal. Essa ajuda é muito importante, especialmente pelo momento difícil e bastante delicado que a Abrace está passando, pois, as doações que já eram poucas, caíram para menos da metade”, declara Cristiane Angélica.

Presidente da Abrace, Cristiane Angélica

“Para que os animais não passem necessidades, nós estamos tendo que comprar ração parcelada em cartão de crédito dos voluntários e pagar clínicas com cheques pré-datados para depois juntar o dinheiro com rifas e bazares. Então, toda ajuda é bem vinda, pois não gostaríamos de fechar as portas da Abrace, que tem bravamente lutado pelo bem-estar animal e pela causa animal como um todo, proporcionando lares e dignidade a centenas de animais que estavam fadados a morrer em situação de rua e estado de abandono”, alerta a presidente da Abrace.

A 5ª Cãomiada contará com a distribuição de rações da Magnus e brindes da Nexgard. Também haverá um PetTruck, com serviços gratuitos como corte de unhas, penteados e lacinhos para os pets.

O evento conta com a venda de camisas (confeccionadas pela Vida BR) durante a programação, no valor de R$ 20,00. Parte das vendas vai para doação às ONGs. A camisa traz como slogan a frase “Animais são lindos. Feio é ter preconceito”. O primeiro lote já está à venda antecipada nas lojas Alfhaville Veter.

A Cãomiada já foi realizada também em cidades do interior do Ceará, como Sobral, Paracuru, Quixadá e Juazeiro do Norte. Participe!

MAIS INFORMAÇÕES: 5ª Cãomiada Fortaleza, domingo, 29, 16h, Av. Beira Mar, em frente ao Boteco Praia. (85) 3278.2334/ 3224.9130.

06:00 · 14.03.2012 / atualizado às 06:59 · 14.03.2012 por
Mamãe Jaguatirica e filhotinhos: novos bebês no zoológico de Canindé/ FOTOS: ANTÔNIO CARLOS ALVES

Esta é do colaborador do Diário do Nordeste em Canindé, Antônio Carlos Alves (texto e fotos). Confiram!

 

Canindé. O Zoológico São Francisco, neste Município, tem dois novos hóspedes. Trata-se de “Sandy” e “Júnior”, um casal de Jaguatirica, espécie que encontra-se na lista dos animais ameaçados de extinção. Os filhotes são os primeiros que nasceram em cativeiro no criatório. A reprodução seguiu todas as exigências do Ibama. Os novos “xodós” do veterinário Henrique Weber ainda se alimentam do leite da mãe. Quando conseguirem comer sozinhos, vão passar por monitoramento de rotina para, depois, seguirem viagem para uma Organização Não Governamental que faz trabalho de reintrodução dos bichos na natureza em São Paulo, ou para um zoológico nas Filipinas.
Na manhã de ontem, a reportagem teve acesso com exclusividade ao local onde estão hospedados os animais.
O nome popular dos pais é Jaguatirica ou Gato do Mato Grande, que cientificamente é chamado de Leopardus Paradalis. Sua distribuição geográfica acontece no sudoeste do Texas, Oeste do México e Norte da Argentina, por onde entra no Brasil se espalhando por todo continente da América do Sul.
Sua reprodução é de 1 a 4 filhotes após 70 a 85 dias de gestação. Se alimenta de pequenos vertebrados, como roedores, marsupiais, aves, lagartos e serpentes. Como um quilo de alimento por dia, em média.
“A espécie está ameaçada devido à agressão do homem, aos desmatamento,  especulações imobiliárias, e ao tráfico descontrolado da espécie”’, explica Henrique Weber. O pai dos filhotes está há três anos no zoológico e a fêmea há um ano. “Nosso trabalho aqui é buscar essa reprodução para garantirmos a preservação desse animal”, afirma.

Henrique Weber é biólogo do Zoológico de Canindé / FOTOS: ANTÔNIO CARLOS ALVES

A outra grande expectativa de Henrique Weber agora é com um casal de onça pintada. A onça pintada macho veio de João Pessoa na Paraíba e é chamado carinhosamente de Baré e a fêmea da mesma espécie batizada por Luluca já estão em processo de acasalamento. Na relação dos animais, o casal tem como nome popular onça pintada ou jaguar (nome científico é Panthera onca). Na distribuição geográfica, localiza-se nas planícies costeiras do México até o Norte da Argentina. Seu Habitat natural se concentra na Amazônia, Cerrado, Caatinga, Pantanal, Mata Atlântica e Campos Sulinos.
Se alimentam de veados, capivaras, catetos, pacas, entre outros mamíferos de pequeno porte e até peixes. A reprodução acontece entre 1 e 4 filhotes, após 90 e 110 dias de gestação. Também está na relação dos animais em extinção no planeta. O casal que encontra-se no zoológico de Canindé apresenta idades variadas. A onça pintada fêmea tem 5 anos. Já o macho completou 7 anos. Eles comem em média 3 quilos de alimentos pro dia. “Estamos satisfeito com o sucesso do projeto, porque todos os animais que chegam para acasalamento estão se adaptando muito bem”, comemora  Weber.
No zoológico de Canindé existem 56 espécies divididas em 400 animais. O consumo diário chega a média de 50 quilos, além da alimentação nutricional como banana, melancia, mamão, girassol, gengibre, queijo, mel, maçã, pera, uva, entre outros produtos. Para algumas espécies, grilos e baratinhas são selecionados como ração animal,  e entram no cardápio.
Nas aves que não possuem dimorfismo sexual, nos casos dos papagaios, araras, jandaias e alguns passerifomes, são feitos exames de DNA para saber o sexo. Segundo Henrique Weber já nasceram bichos como pavão, guaxinim, quati, macaco prego, cobra jiboia, soim, cutia, cágados muçuam, pescoço de cobra e tracajá.

MAIS INFORMAÇÕES
ZOOLÓGICO DE SÃO FRANCISCO DAS CHAGAS
PRAÇA DO ROMEIRO
CENTRO DE CANINDÉ
FONE: 085 – 3343-1811

 

09:59 · 04.03.2011 / atualizado às 09:59 · 04.03.2011 por
Franciscano abençoa cachorrinho em igreja em São Paulo

Na véspera do feriadão, uma pausa para lembrar daquele que, como nós, ama os animais e todas as criaturas de Deus:São Francisco, um dos cristãos mais fiéis, que praticou o ensinamento maior de Jesus, “Amai ao próximo como a si mesmo”, não só entre os seres humanos, mas junto a todas as criações divinas.

Conta-se que o jovem Francisco era tido como “doido” em sua época porque falava com os passarinhos, o Sol, a Lua, o vento… Um dia, à beira de um rio, ouvia a lamentação dos peixes: “Por que temos que morrer sem ar, na ponta de um anzol?”. E Francisco, calmamente, respondeu: “Paciência, irmãos, há de chegar o tempo em que nossos irmãos humanos terão a sensibilidade para reconhecer também como irmãos todas as criaturas de Deus!”

Todo dia 4 de cada mês, vale lembrar deste verdadeiro cristão. O Dia de São Francisco é comemorado em todo o mundo no dia 4 de Outubro.

E atenção: se for dirigir, não beba! Só, água!

16:20 · 04.02.2011 / atualizado às 16:20 · 04.02.2011 por
São Francisco foi o verdadeiro cristão ao amar todas as criaturas de Deus

Hoje é dia de louvar o santo protetor dos animais, São Francisco. A data de comemoração é  4 de Outubro, mas, como amo os animais, assim como ele, sempre nos dias 4 me lembro deste verdadeiro cristão. Ele praticou o maior ensinamento de Cristo, “Amai ao próximo como a si mesmo”, não só entre os seres humanos mas junto a todas as criaturas de Deus. O próximo não é só seu pai, mãe, marido, esposa, filho, namorada, amigo… é também o cão, o gato e todas as criaturas de Deus.

Confira uma das belas passagens da vida de São Francisco.

Sermão das aves

Certo dia, Francisco saiu para uma missão. Entre Cannara e Bevagna, num local silvestre, onde havia um pequeno descampado e ao redor muitas árvores de todas as espécies.

Em cima das árvores, voando em revoadas e espalhadas pelo chão no descampado, muitas aves, que cantavam e se confraternizavam com grande alarido.

São Francisco falava com os animais porque tinha amor por eles

O Santo falou a seus discípulos: “Esperem um momento, vou pregar às nossas irmãzinhas aves!”

Entrou no campo indo de encontro às aves que estavam no chão. E mal começou a pregar, as que estavam nas árvores desceram. Nenhuma se mexia, embora andando ele passasse perto e mesmo chegasse a roçar nelas com a extremidade de sua veste! E dizia às aves:

“Minhas irmãzinhas aves, vocês devem muito a DEUS, o CRIADOR, e por isso, em todo lugar que estiverem devem louva-LO, porque ELE lhes permitiu que voassem para onde quisessem, livremente, da mesma forma que devem agradecer o alimento que ELE lhes dá, sem que para isso tenham que trabalhar; agradeçam ainda a bela voz que o SENHOR lhes proporciona, que lhes permitem realizar lindas entonações! Vejam, minhas queridas irmãzinhas, vocês não semeiam e não ceifam. É DEUS quem lhes apascenta, quem lhes dá os rios e as fontes, para saciar a sede; quem lhes dá os montes e os vales, para o seu refúgio e lazer, assim como lhes dá as árvores altas, para fazerem os ninhos. Embora não saibam fiar e nem coser, DEUS lhes concede admiráveis vestimentas para todas vocês e seus filhos, porque ELE lhes ama muito e quer o bem estar de vocês. Por isso, minhas irmãzinhas, não sejam ingratas, procurem sempre se esforçarem em louvar a DEUS.”

São Francisco usava a linguagem do coração para entender os animais

Acabando de dizer-lhes estas palavras, todas as aves num gesto quase uniforme, começaram a abrir os bicos e esticar os pescoços, à medida que abriam as asas e inclinavam reverentemente a cabeça até a terra, cantando, demonstrando assim que Francisco lhes havia proporcionado uma grande satisfação!

Finalmente, São Francisco lhes fez o Sinal da Cruz e deu-lhes licença de se retirarem. Então, todas aquelas aves se levantaram no ar com um maravilhoso canto, e logo se dividiram em revoadas e desapareceram atrás das colinas e das matas.

Fonte: www.angelfire.com

15:12 · 01.11.2010 / atualizado às 15:12 · 01.11.2010 por
São Francisco é verdadeiro cristão ao amar todas criaturas de Deus/Foto: Antonio Carlos Alves

1º de Novembro é dia de todos os santos. Nada mais justo do que lembrar daquele que figura entre os verdadeiros cristãos. São Francisco de Assis, protetor dos animais e da natureza, que tratava todas as criaturas de Deus como irmãos.  “Irmão Sol”, “irmã Lua”, “irmão pássaro” e tantos outros que o jovem Francisco se referia com respeito e amor, assim como fazia com os seres humanos.

É um verdadeiro cristão ao praticar as palavras de jesus: “Amai ao próximo como a si mesmo”. Para São Francisco, o próximo não era somente seus familiares e amigos, eram todas as manifestações de vida na terra, criação de Deus.

Hoje, podemos fazer o mesmo, ao considerar como próximos tantos animais errantes que sofrem fome, sede, violência. Muitas vezes só temos olhos para os nossos iguais humanos. Não entendemos outra linguagem que não seja a nossa. Daí, como podemos amar quem não conhecemos?

Mas se damos um breve tempo para perceber o que dizem os olhinhos brilhantes de um animalzinho, seja cão, gato, pássaro, podemos perceber que eles também falam de nossos próprios sentimentos: amizade, amor, compaixão, solidariedade, companheirismo.

No dia de todos os santos, podemos nutrir no coração o sentimento franciscano de amor a todas as criaturas de Deus. Afinal, a Terra não foi criada apenas para o deleite dos seres humanos. Durante muito tempo se pensou assim e agora sofremos as consequências do aquecimento global, das chuvas ácidas, da falta de chuvas, da extinção de espécies vegetais e animais.

Como São Francisco, podemos aprender a amar mais ainda nossos bichinhos de estimação, mas também tantos cães e gatos abandonados nas ruas, que precisam de um lar. Adotar um animalzinho pode trazer mais alegria para sua casa e fazer florescer nos corações novas sementes de amor .