Busca

Unifor concede prêmio especial aos curtas cearenses do 27º Cine Ceará

18:58 · 31.07.2017 / atualizado às 18:59 · 31.07.2017 por
Curta-metragem “Jonas Banhado em Sangue”, de Mateus Bandeira, é um dos 23 filmes cearenses que concorrem ao Prêmio Unifor de Audiovisual

A Universidade de Fortaleza (Unifor) vai conceder pelo segundo ano consecutivo o Prêmio Unifor de Audiovisual ao melhor curta-metragem da Mostra Olhar do Ceará, que faz parte da programação do 27º
Cine Ceará – Festival Ibero-Americano de Cinema, que acontecerá de 5 a 11 de agosto, em Fortaleza.

O Prêmio Unifor de Audiovisual é no valor de R$ 5.000,00 e tem o objetivo de incentivar os jovens realizadores cearenses. Ano passado, o grande vencedor do prêmio foi a obra “Antes da Encanteria”, dirigida coletivamente por Lívia de Paiva, Paulo Victor Soares, Gabriela Pessoa, Elena Meirelles e Jorge Polo.

Concorrem ao Prêmio Unifor de Audiovisual 23 filmes de curta-metragem selecionados para a Mostra Olhar do Ceará, criada na edição de 1999 como espaço para ver e discutir o audiovisual cearense. São dez filmes de ficção, nove documentários e quatro produções experimentais. Além do Prêmio Unifor, a melhor obra eleita pelo júri receberá também o Troféu Mucuripe. A exibição dos filmes acontecerá no Cinema do Dragão, entre os dias 7 e 10 de agosto, às 14h30, sempre com entrada gratuita.

A coordenadora do curso Cinema e Audiovisual da Unifor, professora Bete Jaguaribe, ressalta que o encontro do mais antigo festival do Ceará e a primeira graduação de Cinema do estado é uma parceria inspiradora e importantíssima para o fortalecimento do campo audiovisual cearense. “O Prêmio Unifor é uma iniciativa que se insere neste propósito de contribuir com os processos de invenção e formação audiovisual. A premiação de curtas dá visibilidade ao momento inicial da trajetória do realizador. É um momento importantíssimo, que nos interessa enquanto Universidade, porque é revelador de processos de criação”, frisa.

A curadoria da Mostra Olhar do Ceará desse ano foi realizada por André Bloc, Beatriz Saldanha, Camila Vieira, Diego Benevides e Érico Araújo Lima, membros da Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine), e buscou expressar uma heterogeneidade de formas e desejos na relação com o cinema.

Comentários 0

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *