Busca

Crítica/PARA ROMA, COM AMOR – Ode de Woody Allen à capital italiana

15:15 · 30.06.2012 / atualizado às 15:15 · 30.06.2012 por

Woody Allen consegue, com esforço, ser bem sucedido em mais uma de suas comédias românticas mundo afora… E agora, em Roma

Roma é a nova capital europeia que Woody Allen saúda em seu mais recente filme, no qual mantém o mesmo estilo de humor crítico e refinado, mas que se perde em certos momentos por ter algumas ideias bem distintas de outras e por uma escolha de elenco bem eclético, de várias nacionalidades. Para Roma, Com Amor é uma comédia que mostra personagens distintos em situações cotidianas que envolvem o poder do romance e das escolhas e têm em comum as locações da bela capital italiana.

Começando com o elenco, o estadunidense Jesse Einseberg (A Rede Social), Alec Baldwin (Simplesmente Complicado) e o italiano Roberto Benigni (A Vida é Bela) são atores que quando estão interpretando figuras simples e cotidianos geralmente parecem interpretar o mesmo personagem. Não que suas interpretações deixem a desejar. Pelo contrário, o trio está bem como de costume, mas parecia estar em uma zona de conforto que faz com que suas atuações se assemelhem a personagens já feitos por eles em filmes anteriores.

Merecem destaques as jovens atrizes Ellen Page (Juno) e Alison Pill (Meia-Noite em Paris) e o simpático casal de atores italianos Alessandro Tiberi e Alessandra Mastonardi. Mas em meio a tantos nomes, aquele faz os espectadores reagirem de maneira positiva é ninguém menos do que… Woody Allen, que volta a atuar depois de seis anos apenas por trás das câmeras.

No roteiro, Woody Allen está mais uma vez afiadíssimo. Ele se mostra mais uma vez um excelente cronista. Porém, diferente de Meia-Noite em Paris (2011) onde era perceptível a diferença entre o plano real e o “fictício”, em Para Roma Com Amor, leva um tempo para o espectador compreender quais os planos reais e imaginários de alguns esquetes. É um pequeno problema que, digamos, dificulta, o desenvolvimento de um esquete, mas nada que comprometa o andamento geral do conjunto.

Não se vê Roma como um personagem da história como se via no filme-homenagem à Paris, em muitos momentos a cidade aparece mesmo apenas como um plano de fundo para o desenvolvimento de alguns segmentos. Mesmo assim, é lindo ver as locações italianas e os personagens em situações engraçadas, constrangedoras e inusitadas utilizando muito bem o espaço físico. Porém, se não fosse pelo personagem do próprio Allen e pelo carisma do roteiro o filme não fluiria de uma maneira natural como o diretor e roteirista já conseguiu fazer várias vezes em sua carreira.

Ficha técnica

Para Roma, com Amor (To Rome with Love, Itália, 2012), de Woody Allen. Com Woody Allen, Alec Baldwin, Jesse Einseberg, Penélope Cruz, Ellen Page, Roberto Benigni, Alison Pill. Paris Filmes. 102 minutos. 14 anos.

Comentários 2

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pedro Martins Freire

04/07/2012 as 07:0719

CARLOS, bom dia: comentário consistente, curto e… na mosca! Grande abraço, Pedro.

Carlos Rix

03/08/2012 as 20:0719

Recomendei este filme no meu FB para um grupo de 130 pessoas – uma confraria que pertenço. Achei o filme ótimo. Para mim Woody senta a pua na impressa sensacionalista, no falso moralismo e nos críticos de arte de meia pataca.