Blog de Cinema

Busca


O IMPOSSÍVEL – a família Alvarez Belón

Publicado em 07/01/2013 - 21:12 por | 10 Comentários

Categorias: HISTÓRIA

  • Enviar para o Kindle

Quando da primeira exibição pública de O Impossível, ocorrida no Festival de Toronto em setembro passado, a família Alvarez Belon esteve presente. Foram muitas as entrevistas para a imprensa. Maria esteve sempre a frente. Aos repórteres, chegou a mostrar algumas cicatrizes e disse ainda estar tratando de ferimentos e infecções – mesmo 8 anos depois da tragédia. Não há nada para reclamar, nada nos aconteceu, disse

Enrique Alvarez, Maria Belón e seus filhos Lucas, Thomas e Simão na exibição de O IMPOSSÍVEL no Festival de Toronto-2012

Ela revelou que estava dormindo quando se viu levada pelas águas e no caminho encontrou o filho Lucas, de 10 anos, que a ajudou a subir uma árvore e posteriormente, a andar, após a passagem das diversas ondas, pelo mato encharcado em busca de ajuda. Elogiou a destreza e coragem do filho: sabia que estava pedindo mais do que ele poderia dar. Ele virou adulto em dois dias, ressaltou.

Revelou, ainda, ter participado da elaboração do roteiro com sugestões e informações dolorosas, porém precisas, para Sérgio G. Sanchez, e ter acompanhado as filmagens comandadas por Juan Antonio Bayona, sempre colaborando na elaboração dos detalhes. O principal objetivo do filme é dividir com o público os presentes que você ganha nessas experiências sobre o que é voltar à vida, respondeu a um jornalista. Ao assistir ao filme disse que chorei por 50 minutos sem parar.

Outra família sobreviveu

Os 5 sobreviventes da família Alvarez Belón não foram os únicos da trágica manhã de 26 de dezembro de 2004. Na indonésia, a sueca Karin Svaerd correu em direção à onda de 10 metros de altura aos gritos de meu Deus, meus filhos não!, ao ver o marido, Lars Erickson, e os 3 filhos, Anton, de 14, Filip, de 11, e Viktor de 10, desapareceram sobre a devastadora parede de águas do mar de Krabi. Após lutar pela vida ela se agarrou a uma palmeira, ainda na praia. Passou um tempo para se resgatada antes da segunda onda. Ao chegar a lugar seguro descobriu que o marido e os filhos estavam vivos. Milagrosamente, assim como ela, vivos.

Veja um vídeo com as impressionantes imagens da devastação provocada pelo tsunami na Indonésia.

Imagem de Amostra do You Tube

 

Tags: , , , , ,

Comentários

moises

em 3 de junho de 2013

Recentemente vi o filme na TV a cabo…realmente a forca na natureza foi devastadora, todo o tempo pensei “é impossível eles sobreviverem“ mas milagrosamente todos da família sobreviveram, diante de tantas coisas que a vida coloca nos preocuparmos com coisas inúteis e o filme mostra que a coisa mais valiosa que Deus nos da é a vida, nessas horas até quem não acredita na existência de Deus, pede socorro a ele, porque o filme coloca duas escolha a luta pela vida ou a entrega a morte.

Pedro Martins Freire

em 4 de junho de 2013

MOISÉSE. Eis aí a sabedoria: o que o homem tem de mais valioso é a vida. Partindo deste princípio, tudo se torna mais leve e o entendimento das coisas do mundo cresce, não é mesmo? Sábias palavras as suas. Grande abraço, Pedro.

maria clara

em 16 de setembro de 2013

eu assiste o filme na escola jutos com uma amiga minha nos ficamos assustadas quando vimos o estado em que a perna dela ficou chorei de tristeza pelos mortos e de emoção pelos vivos e principalmente pelos que encontraram sua família pra mim a moral do filmo foi que a vida pode se acabar a qualquer momento até num momento de felicidade e que O IMPOSSIVEL pode acontecer.

Lilu

em 24 de dezembro de 2013

Incrível como as pessoas só pensam em deus quando 2 famílias inteiras foram “salvas”, as outras milhares de famílias e pessoas que ficaram nao tinham deus, é isso????
Este conceito de que deus é poderoso e misericordioso é um grande papo furado.

Pedro Martins Freire

em 24 de dezembro de 2013

LILU. A existência de Deus é inquestionável para quem acredita. Para quem não acredita é sempre questionável. Para ambos, o direito de escolha faz parte do livre arbítrio. Portanto, cada um com o sua forma de deus ou Deus. As vezes alguns tenham de passar por situações inesperadas, como a família Perez, para se decidir Aquele abraço, Pedro.

Silvia Bereta

em 30 de dezembro de 2013

Deus prova diariamente Seu poder e misericórdia ao respeitar a opinião de todos a Seu respeito. Porque se eu fosse Ele, O Criador de todas as coisas, exterminaria com os incrédulos. Além de Poderoso e Misericordioso Ele é Amor! Feliz de quem O conhece! GLÓRIAS A ELE SEMPRE.

luiza kattia estacio cavalcanti da silva

em 8 de janeiro de 2014

Eu vi o filme algumas semanas, e chorei o filme inteiro as imagens sao impressionantes.

Pedro Martins Freire

em 8 de janeiro de 2014

LUIZA. Este foi um dos grandes filmes de 2012. Um filme poderoso para nos fazer refletir sobre a fragilidade humana perante as forças da natureza. O filme conta a história de um milagre. Emocionante, não? Abraço, Pedro.

Marcelo Medeiro

em 3 de fevereiro de 2014

O filme é emocionante, tocante e impressionante. Só não entendo ainda o porquê não é passado na Tv aberta, que só tê LIXO!!!!!!!!! Este filme é para uma profunda reflexão de vida. É dela que está se falando. Deus não é culpado pelas tragédias que ocorrem no mundo. É reflexo de nós humanos pecadores, é isso que somos, mas ELe sempre nos dá uma oportunidade. Agora o querubim caído….AAAHH esse ninguém fala dele, coitadinho, nunca fez nada…

michelli silva

em 6 de novembro de 2014

O filme é impactante… chorei o filme inteiro…o real valor do ser humano é colocado a prova… e eis que o impossível pode acontecer… famílias foram dizimadas…outras reconstruídas…Realmente o filme me fez ter outra perspectiva de vida!!!!!


Páginas

Facebook

Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999

teste