Blog do Kempes

Busca


Estrela de Marcelo Chamusca volta a brilhar e empolga tricolores

Publicado em 04/03/2015 - 9:17 por | Comentar

Categorias: Futebol Cearense
  • Enviar para o Kindle
Treinador leonino vibra com o primeiro gol do time sobre o River (Foto: Kid Júnior/Diário do Nordeste)

Treinador leonino vibra com o primeiro gol do time sobre o River (Foto: Kid Júnior/Diário do Nordeste)

Depois de impor pressão por praticamente todos os 96 minutos, com o domínio da partida e várias chances desperdiçadas, seria uma injustiça (apesar de muitos não concordarem com o termo), se o Fortaleza não saísse do Castelão, nessa terça-feira, com uma vitória sobre o River.

Apesar do discurso humilde de que não fez muita coisa, só motivou o grupo, e de responsabilizar os jogadores pelo triunfo, Marcelo Chamusca teve sim, sua parcela de “culpa” na atuação e no resultado tricolor.

Como aconteceu ano passado, se preocupou com o sistema defensivo para que não tomasse gol e fosse sólido. Para quem não lembra, em 2014, o Fortaleza foi a defesa menos vazada do Brasileiro.

Se não bastasse, mudou peças e o esquema tático da equipe. Do tradicional 4-4-2 com Nedo Xavier, o time atuou no 4-5-1, ou como os modernos apontam 4-2-1-2-1. Daniel Sobralense e Samuel (depois Everton) municiando Lúcio Maranhão e caindo pelos lados foi um de suas ótimas sacadas.

Para fechar, quando a pressão e o domínio do jogo não conseguiam traduzir em eficiências as chances criadas, tirou o volante Vinícius Hess para a entrada do meia Márcio Diogo e ainda trocou o meia marcador Auremir pelo meia-atacante Maranhão.

Por coincidência ou estrela, ambos que entraram começaram o contra-ataque que deram a Lúcio Maranhão a chance de fazer o segundo gol e sacramentar a vitória tricolor.

Vai impedir o Penta do Ceará? Vai ganhar a Copa do Nordeste? Impossível saber com apenas um jogo realizado e uma vitória suada com um adversário, que jogou fechado e buscava um erro leonino.

Mas é preciso ser coerente e afirmar que as pequenas mudanças feitas por Chamusca surtiram efeito. E querendo, ou não, uma vitória nos acréscimos depois de tanto martelar, anima, empolga e passa confiança para todos os tricolores.

Só que o treinador leonino ainda vai passar por outros desafios, o mais próximo, logo neste sábado, diante do maior rival. Teste perfeito para uma equipe que nos últimos dois jogos contra o Ceará foi 8 e 80.

O mais difícil nessa retomada de Marcelo Chamusca ao Pici vai ser justamente encontrar o equilíbrio do time, que consegue animar e desanimar com a mesma intensidade.

Tags: , , , , ,

O inesperado retorno de Marcelo Chamusca ao Fortaleza

Publicado em 02/03/2015 - 9:08 por | 22 Comentários

Categorias: Futebol Cearense
  • Enviar para o Kindle
Marcelo Chamusca já comanda treino nesta segunda no Pici (Foto:  Nodge Nogueira/Fortalezaec.net)

Marcelo Chamusca já comanda treino nesta segunda no Pici (Foto: Nodge Nogueira/Fortalezaec.net)

A surpreendente saída de Marcelo Chamusca no dia 31 de dezembro de 2014 é semelhante ao seu retorno neste dia 2 de março. A diretoria do Fortaleza confirmou a volta do treinador, que substitui Nedo Xavier.

Três questões serão facilmente feitas na coletiva de imprensa de apresentação do “novo” comandante Tricolor.

1ª) Por que saiu?

2ª) O motivo da saída já foi resolvido?

3ª) Por que retornou?

É inegável que Chamusca fez um bom trabalho no Fortaleza em 2014, tanto que continuou e renovou contrato, mas não ficou.

Se o objetivo do Fortaleza for mesmo acabar com o flagelo da Série C e o que vier no Cearense e na Copa do Nordeste for lucro, acho que a diretoria acertou. Chamusca terá tempo para planejar e montar o elenco ao seu modo e não cometer o erro do ano passado.

Por outro lado, se os dirigentes tricolores não suportarem mais outra derrota para o Ceará, se a classificação à segunda fase do Nordestão não aparecer e se o time não for às finais do Estadual, dá para segurar o homem?

Chamusca tem o apoio do elenco. O líder do grupo, o volante Corrêa, é defensor e foi um dos que indicaram e pediram o retorno do treinador. Se não bastasse, conselheiros, funcionários e dirigentes do clube também gostam do comandante.

O problema é que futebol tem um negocinho chamado “o que vale é dentro de campo”. Chamusca podia ser um tirano fora das quatro linhas, mas se conseguisse os resultados, seria endeusado.

Talvez, os tricolores roguem para que o carisma do agora novo treinador fora dos gramados, neste ano, contribua para que os objetivos lá no gramado sejam alcançados.

A aposta feita pela diretoria foi gigante. A consequência em caso de fracasso ou mesmo de sucesso será enorme.

A tarefa será árdua, e a bola de neve está só aumentando.

 

PS: sobre a postagem no Instagram em que o treinador responde a um torcedor de que para voltar ao Pici, o Fortaleza tem de pagar o que deve a ele, o Blog apurou que a diretoria acertou o pagamento referente ao mês de outubro, sim. Essa dívida havia ficado pendente, desde a gestão passada, devido a um problema para a emissão de nota fiscal, em que o treinador esperava o clube emitir, e do outro lado os dirigentes aguardavam pelo técnico. Agora, tudo resolvido.

 

Tags: , , , , , ,

Borderô do Clássico aponta desconto da justiça trabalhista ao Ceará; clube explica o motivo

Publicado em 02/03/2015 - 7:32 por | 18 Comentários

Categorias: Futebol Cearense
  • Enviar para o Kindle
Torcida do Ceará presente ao Castelão no último Clássico-Rei (Foto: Christian Alekson / CearaSC.com)

Torcida do Ceará presente ao Castelão no último Clássico-Rei (Foto: Christian Alekson / CearaSC.com)

 

Diferentemente de outros jogos em que tem direito à renda da partida, o Ceará teve descontado da receita liquida do Clássico-Rei, do último dia 28, 15% da Justiça do Trabalho.

Como se sabe, a diretoria alvinegra, ano passado, havia divulgado que o clube tinha zerado todas as suas dívidas, inclusive as ligadas às causas trabalhistas.

O departamento de comunicação do Ceará enviou a explicação sobre o motivo do desconto de 15% na renda do Clássico:

A vara de execuções fez uma triagem em todos os processos do Ceará e em um processo antigo, dos primeiros acordos que o Ceará fez, não localizou os comprovantes de pagamento. Por isso mandou reter, mas amanhã (terça-feira, 03) já estamos informando para liberar.

Porque tinha sido tudo pago, mas os comprovantes não tinham sido juntados, até porque o acordo não determinava isso.

 

Borderô oficial do Clássico-Rei do último dia 28 de fevereiro

Borderô oficial do Clássico-Rei do último dia 28 de fevereiro

Tags: , , , , , ,

1×0 foi pouco para o Ceará. Vitória no Clássico-Rei poderia ter sido bem maior

Publicado em 01/03/2015 - 9:50 por | 8 Comentários

Categorias: Futebol Cearense
  • Enviar para o Kindle
Magno Alves deu o passe para o gol de William, após falha de Corrêa (Foto: Kléber A. Gonçalves)

Magno Alves deu o passe para o gol de William, após falha de Corrêa (Foto: Kléber A. Gonçalves)

Alguns torcedores do Ceará afirmam categoricamente que o Fortaleza, quando tem a oportunidade de massacrar o rival dentro de campo, não perdoa. Enquanto que o Vovô se contenta com um placar menor.

Só para constar, quem diz isso são alguns torcedores do Ceará.

No Clássico-Rei desse sábado, em que o Alvinegro venceu por 1×0, o placar não representou o que foi a partida. O Ceará foi bem melhor e ainda contou com um Fortaleza (digamos) desorientado, sem aquela volúpia (que palavra) do clássico anterior. A equipe do técnico Silas parecia estar disputando uma final, enquanto os comandados do técnico Nedo Xavier uma partida da fase de classificação.

Se não bastasse tudo isso, as boas atuações do volante Uilliam Correia, do zagueiro Gilvan e do meia Ricardinho foram a base para um primeiro tempo em que os alvinegros poderiam ter alcançado os 2×0. No segundo tempo, talvez, depois de um grande puxão de orelha de Nedo Xavier, os tricolores até conseguiram equilibrar a partida. Mas nada que fizesse ou mostrasse que o Fortaleza pudesse sair de campo com o triunfo.

E não esqueçamos que o técnico Silas tirou um meia (Marcos Aurélio) e colocou um atacante. A equipe passou a atuar com três homes de frente (Magno Alves, Robinho e William) e ainda liberou Ricardinho para armar as jogadas.

É óbvio que o volante Corrêa poderia não ter errado e com isso o gol de William não ter saído. Mas isso só prova também que é preciso ter um banco forte, ter jogadores capacitados e decisivos para no momento de uma bobeada do rival não vacilar. Todo mundo já está cansado de saber que clássico se vence nos detalhes.

O Ceará poderia nem ter precisado desse “detalhe” para ter vencido a partida, poderia ter decidido tudo já no primeiro tempo. Mas, diferentemente do que ocorreu no jogo passado, quando o Fortaleza poderia ter ganho com merecimento, desta vez, quem deveria ter ganho, ganhou e merecia mais.

Tags: , , , , , , , ,

Coluna De Primeira Nº 77

Publicado em 01/03/2015 - 9:16 por | 14 Comentários

Categorias: Colunas
  • Enviar para o Kindle

Banco…
A vitória do Ceará por 1×0 sobre o Fortaleza, nesse sábado, mostrou, ou melhor, comprovou mais uma vez que ter um elenco forte é primordial para não só vencer um clássico, mas também seguir confiante na luta para conquistar um campeonato.

… Forte
Qual elenco pode ter entre os seus suplentes um atacante do nível do William? E olhe que o Ceará não contou com o zagueiro Sandro e o volante João Marcos. Duas peças fundamentais na liderança do grupo, no esquema e no time titular de Silas.

Público
O horário das 18h de um sábado foi incomum para todos os cearenses. O público pagante de pouco mais de 24 mil torcedores até que não foi ruim. Final de mês, insegurança, primeiro jogo de três em sequência… Devem ter pesado para não romper a barreira dos 30 mil.

Estrela
O atacante William é mais um que entrou para a história do futebol cearense. Ao marcar um gol sobre o Fortaleza com a camisa do Ceará, ele se junta a outros raros atletas, que conseguiram balançar as redes pelos dois maiores clubes do Estado em Clássicos-Rei. Em 2007, William já havia feito o gol da vitória do Tricolor sobre o Alvinegro, pela Série B do Brasileiro.

Hombridade
O volante Corrêa, do Fortaleza, admitiu ao final da partida que errou e foi o culpado pela jogada, que iniciou e resultou no gol do atacante William. Melhor jogador do elenco tricolor, o camisa 5 leonino só mostra o quanto é o líder do grupo. Enquanto alguns tentaram por a culpa na arbitragem, na juventude do garoto Uilliam ou no medo do time atacar, Corrêa assumiu o erro e pediu desculpas. O recado é assim: Se é pra bater em alguém, batam em mim.

Alívio
Em entrevista coletiva após o clássico, o presidente do Ceará, Evandro Leitão, não escondia a satisfação e o alívio pela vitória. Com um investimento de cerca de R$ 1 milhão por mês para manter o atual elenco, o mandatário alvinegro admitiu que o triunfo sobre o maior rival foi a melhor partida do time na temporada e que, enfim, com Silas, o time tem tudo para provar seu (alto) valor. “Saímos de alma lavada”, disse Evandro.

Jejum
Já são 13 partidas sem o Ceará saber o que é derrota para o Fortaleza. São sete vitórias e seis empates. Ainda faltam mais duas neste mês, uma pelo Estadual e outra pela Copa do Nordeste. Além é claro do risco de pelo menos mais duas em fases seguintes das duas competições. O recorde é do Tricolor de 16 jogos sem perder. E por mais que os alvinegros relutem em esconder, o desejo de todos em Porangabuçu é não só igualar, mas ultrapassar a marca.

#Reflita
“Fui eu que errei. Peço desculpas aos meus companheiros e à torcida. A culpa foi minha pelo gol ter saído. É trabalhar e tentar não errar mais”, volante Corrêa, após o Clássico-Rei sobre o gol, que deu a vitória ao Ceará.

Tags: , , , , , , ,

A nota de repúdio do zagueiro Sandro sobre os boatos nas redes sociais

Publicado em 23/02/2015 - 10:41 por | 18 Comentários

Categorias: Futebol Cearense
  • Enviar para o Kindle
Zagueiro Sandro e o meia Marcos Aurélio (Foto: Reprodução/Facebook)

Zagueiro Sandro e o meia Marcos Aurélio (Foto: Reprodução/Facebook)

No início da semana passada, surgiu um boato no Twitter e no Facebook que o zagueiro Sandro, do Ceará, teria brigado com o seu companheiro de clube, o meia Marcos Aurélio, nos vestiários do Estádio Presidente Vargas, após a vitória do Vovô por 4×3, no sábado de carnaval.

Apenas um boato que, obviamente, foi divulgado e debatido por vários torcedores, principalmente do Fortaleza. Não li em nenhum jornal, site e nem muito menos ouvi sequer algum programa de rádio comentar o assunto. TV? Pior ainda.

Claro que alguns torcedores tricolores para provocar outros fãs alvinegros usam da teoria da conspiração para alavancar os boatos e apontavam que ninguém comemorava os gols com o Marcos Aurélio. Após a rodada da Copa do Nordeste (18 e 19/02), o assunto praticamente tinha evaporado. E repito, nenhum veículo de imprensa deu atenção para nada sobre o assunto.

Só que, inacreditavelmente, o zagueiro Sandro divulgou em seu perfil no Facebook uma nota, escrita pela sua assessoria, lamentando e criticando “a calúnia” e chamou de irresponsável quem inventou a suposta briga.

Eu nunca vi nenhuma celebridade (jogador, ator, diretor, atleta, atriz) desmentir um boato, que nem sequer foi cogitado pela mídia. E detalhe que esse boato ainda foi criado por torcedores do clube rival ao do jogador.

Enfim, há uma pergunta que fica no ar: Será que toda vez que alguém inventar um boato sobre o zagueiro Sandro, ele irá se pronunciar?

Lembro que ano passado, Sandro foi assaltado, na via expressa de Fortaleza, e nem por isso (não vi) ele foi às redes sociais confirmar ou negar o ocorrido ou simplesmente acalmar os seus fãs. Lembro que a assessoria de imprensa do Ceará, ao ser questionada, se pronunciou sobre o ato, confirmou e disse que estava tudo bem.

O que achei é que o camisa 3 do Ceará ficou tão assustado com assunto e a repercussão, que preferiu ir a público negar qualquer indisposição com o colega. Talvez, algum familiar viu o fato o questionou, e ele quis se pronunciar para acabar com qualquer fofoca.

Mesmo que tivesse ocorrido, Sandro não precisava disso. Nem ele e nem qualquer jogador. Abriu margem para outros boatos serem inventados à espera de que ele volte a se pronunciar para negar.

Na assessoria de imprensa, aprendemos que não devemos nos pronunciar sobre boatos, nem quando a mídia questiona (apesar de que a mídia responsável não divulga boato), muito pior ainda, quando os veículos de comunicação nem sequer cogitam tal boato.

O problema é que quando se divulga uma resposta, aí sim, a mídia cai em cima.

Por outro lado, Sandro achou por bem ultrapassar essa barreira. Agora, é saber se não vão aparecer outras.

 

Confira a nota divulgada no perfil do zagueiro:

Vivemos época de grande crise não só no futebol, como fora dos gramados.
Crise política, crise financeira, crise de relacionamentos.
Há 3 dias atrás, um irresponsável divulgou um fato totalmente inventado de que o atleta Sandro Silva teria se indisposto nos vestiários com o também atleta do clube, Marcos Aurélio.
Como podem ver na foto, não há sequer 0,0001% de chance de coisas assim terem sequer cogitado a acontecer.
O futebol do nordeste vive crises. São pouquíssimos clubes na elite. Fortaleza e Ceará são rivais, não inimigos.
Não seja inimigo de seu amigo somente porque ele torce para outra agremiação.
O mundo já conta com inúmeras, centenas de milhares, de injustiças.
Não há necessidade de se criar mais.
Calúnias como esta são irresponsáveis, e pré meditadas sempre nas vésperas e ante-vésperas de grandes jogos ou clássicos.
Deixamos claro que a pessoa que espalhou o boato, de nada tem a ver com o clube Fortaleza. Clube pelo qual possuo inteiro respeito e nunca tive um motivo sequer para falar algo.
Futebol é paz. Futebol é alegria. Onde podemos fugir por alguns instantes, da triste realidade que o país nos assola.
Repudiamos qualquer atitude que visa trazer inimizades entre as pessoas, ou incitar brigas nos estádios.
 
Forte abraço,
Sandro Silva de Souza
 
‪#‎assessoria

Tags: , , , , , , ,

Coluna De Primeira Nº 76

Publicado em 22/02/2015 - 6:21 por | 11 Comentários

Categorias: Colunas
  • Enviar para o Kindle

Após quatro meses, retorno com a Coluna. Ela continuará aos domingos e conto com a leitura e colaboração de todos vocês.

Caixa…
Se a indefinição sobre o cenário político e econômico da Caixa estava impedindo a diretoria do Ceará de tentar fechar acordo de patrocínio com o banco estatal, a situação a partir desta segunda-feira poderá ser resolvida.

… Forte
A nova presidente da Caixa, Miriam Belchior, tomará posse no comando da estatal e já deve estabelecer o teto de patrocínio que o banco utilizará para o ano de 2015. O primeiro a acertar renovação deverá ser o Corinthians. Essa é a hora dos políticos cearenses mostrarem se realmente têm força.

Lei Seca
A resistência e o conservadorismo de alguns políticos não deverão nem sequer deixar o projeto de liberação da venda de bebida alcoólica nos estádios cearenses ser apresentado em plenário. A idéia que partiu do deputado estadual e presidente do Ceará, Evandro Leitão, foi repudiada veementemente por parlamentares na Assembléia Legislativa, na última sexta-feira.

Badalados
Pelo Ceará, o atacante Willian e o meia Marcos Aurélio foram as contratações mais badaladas do elenco. No Fortaleza, Deola e Dudu Cearense. Hora de os quatro reforços mostrarem e comprovarem o enorme investimento que os clubes fizeram. Até agora (claro que é cedo) ainda não deram o retorno esperado.

Sesportes
A inesperada indicação para o Deputado David Durand assumir a Secretaria de Esportes, talvez, teve o mesmo peso com a sua anunciada saída na última sexta-feira. Sem entrar no mérito dos seus respectivos mandatos, mas Lúcio Bomfim, André Figueiredo, Ferruccio Feitosa e Gony Arruda pelo menos sempre tiveram afinidade com a pasta. Bem que o Governador Camilo poderia, dessa vez, ajudar o esporte cearense com uma pessoa do ramo.

Haja Paz
Três Clássicos-Rei em 19 dias. Dois pelo Campeonato Cearense (28/02 e 07/03) e um pela Copa do Nordeste (18/03). Que bom seria se os dirigentes de Fortaleza e Ceará pudessem criar alguma ação para promover os jogos, principalmente, a cultura de paz. Num momento de tanta violência, bem que o futebol poderia dar o exemplo.

Cara Nova
Longe da mídia e se preparando para disputar a 2ª Divisão Cearense, o Ferroviário acabou mudando o visual do seu site oficial. O status de primeiro clube do Estado a possuir endereço no mundo virtual talvez inspirou os criadores da nova página. Ficou realmente muito “clean” e de fácil acesso. Parabéns!

#Reflita
“Eu preciso do torcedor cobrando mesmo. Porque quando o torcedor cobra,  o jogador aqui dentro não relaxa. E isso é bom para o trabalho”, Silas, técnico do Ceará, em entrevista após a vitória por 1×0 sobre o Botafogo/PB, no PV.

 

Tags: , , , , , ,

Em jogos da Libertadores, torcedor embriagado não pode entrar no Estádio

Publicado em 20/02/2015 - 9:43 por | 2 Comentários

Categorias: Futebol
  • Enviar para o Kindle

 

Se não é permitido beber dentro dos Estádios e Arenas brasileiras em jogos de futebol, fora, pelo jeito, tem de ser com bastante moderação.

Pelo menos na Copa Libertadores – 2015, onde cinco clubes brasileiros (Internacional, Corinthians, São Paulo, Atlético-MG e Cruzeiro) disputam o torneio, é proibido entrar no Estádio em estado de embriaguez.

A determinação partiu da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol). Em uma circular publicada no seu site oficial encaminhada aos clubes, a entidade explicita no artigo 2, parágrafo II, letra a o que é proibido de entrar nos estádios.

No documento há outras determinações, como também não poder entrar com armas, rolos de papel higiênico e também sob efeitos de substâncias psicotrópicas.

A circular estabelece que as normas são uma responsabilidade de segurança do clube mandante e que, caso desobedeça, sofrerá punições conforme o regulamento do Torneio.

Fico imaginando se a moda pega aqui no futebol cearense, o prejuízo iria ser grande para comerciantes (ambulantes) fora dos estádios, porque há uma galera que exagera mesmo antes de entrar para acompanhar os jogos.

conmebol

Tags: , , ,

Ceará estaciona e Fortaleza tem queda em número de sócios-torcedores

Publicado em 19/02/2015 - 14:38 por | 18 Comentários

Categorias: Opinião
  • Enviar para o Kindle

Os principais clubes do Brasil descobriram que com os sócios-torcedores as receitas podem se tornar até maiores que o dinheiro recebido pela transmissão da TV.

Assim, virou obsessão para muitos times buscarem uma forma de atrair os torcedores comuns para virarem sócios.

No futebol cearense essa obsessão existe. No entanto, transformá-la em realidade é uma distância enorme e é necessário uma mudança de 180º para conseguir chegar ao patamar, por exemplo, de clubes como Chapecoense, que tem mais de 11 mil sócios.

O Ceará, que desde 2008 (colocou uma publicidade nas camisas rumo aos 20 mil torcedores oficiais) tenta ampliar seu número de sócios, ano passado, em seu centenário, queria porque queria alcançar a marca de 10 mil, mas não conseguiu.

O Vovô, que no final de 2013 estava com pouco mais de 7 mil sócios, chegou a Junho de 2014 com 9.200, mas de lá pra cá estacionou. Não saiu mais da casa dos nove.

No Fortaleza, o número de sócios-torcedores teve seu melhor momento ano passado, quando superou a marca de 5 mil torcedores oficiais. Só que começou 2015 com uma queda e hoje tem pouco mais de 4 mil.

Este assunto, eu já escrevi aqui várias vezes. Mas eu não consigo entender como é que a Chapecoense, Joinville e Grêmio Osasco (isso mesmo Grêmio Osasco) podem ter mais sócios que o Ceará. Assim como é difícil imaginar o Santo André e o Juventus/SP (da Rua Javari) estarem à frente do Fortaleza.

Não querendo desmerecer os outros clubes, mas dava, ou melhor, era possível acreditar que Ceará e Fortaleza tivessem, por baixo, pelo menos 15 mil sócios. Lembrando que o Sport tem 18 mil e o Bahia 24 mil.

O otimista vai dizer que o Náutico tem 3 mil e que o Botafogo tem 8 mil. Se a discussão for para saber quem tem mais, ou a ineficiência do MKT dos clubes, não precisa nem debater o assunto.

Ceará e Fortaleza, que levaram ao Castelão os dois maiores públicos do futebol brasileiro em 2014, não têm de provar pra ninguém que possuem grandes torcidas. Se são torcedores modistas, mistos, pobres, ricos, apaixonados, doentes ou que só vão em jogos de grande apelo, não interessa.

Há um público gigante que gosta de consumir, que quer gastar, mas os dois principais clubes do Estado parecem ficar apenas observando e fazendo a tradicional campanha: “Seja Sócio, ajude seu clube do coração”.

Sério! Você vai pagar 60 reais por mês para algo que não lhe dá nada de volta? Apenas pelo amor ao clube do coração? Parabéns a você por isso. Mas há milhares que pagariam muito mais que 60 reais, mas que queriam alguma compensação. Um retorno. Mas é um retorno que lhe façam acreditar que o dinheiro pago trará algo que, em determinado momento, vai ajudar.

Há pelo menos cinco anos, a principal atração para convencer o torcedor cearense a aderir a algum programa de sócio é entrar de grátis nos jogos do clube. Mesmo com o “Movimento Por um Futebol Melhor” e as inúmeras promoções, nada disso fez o número de sócios decolar.

Só que se o time não estiver bem, quem é que quer ir para o Estádio? O torcedor fica com raiva, aí desiste de renovar o sócio. Ou pior, o que poderia aderir, nem cogita a ideia de fazer: “Eu vou lá fazer sócio, o time não ganha nada”, já ouvi essa lamentação de vários amigos.

Agora, mostra pra ele que ao fazer o sócio-torcedor, ele também pode ganhar milhas de viagem, desconto na conta de energia, ingresso para o zoológico ou Beach Park com a família, almoço grátis para duas pessoas, viagem com o time com tudo pago para ir a um jogo fora do Estado (os clubes recebem 26 passagens e 26 hospedagens da CBF), … Enfim, muitas outras alternativas para “prender” o (futuro) sócio. (São só exemplos, tá!?)

O tempo está passando e cada vez mais vão aparecendo outras formas de o torcedor consumir ou gastar com outros atrativos fora do futebol. O que preocupa é que não há um debate e nem há demonstração de preocupação por parte dos clubes.

Imagine um shopping center, que tem um potencial incrível para receber clientes ávidos para gastar. O que ele faz? Quais as alternativas que os empresários criariam para “beliscar” esses consumidores?

O futebol cearense tem esse potencial, mas não sabe ou não quer explorar essa riqueza.

Tags: , , , , , , , , ,

Marketing do Fortaleza inova e lança publicidade nas redes sociais

Publicado em 19/02/2015 - 11:39 por | 1 Comentário

Categorias: Futebol Cearense
  • Enviar para o Kindle

 

gatorade-blog-do-kempes

Quem acompanhou a partida River 2×2 Fortaleza pelo Twitter e Facebook, nessa quarta-feira, 18, deve ter se surpreendido com a publicidade feita pelos perfis do clube tricolor.

Durante o intervalo, foi postada a seguinte propaganda: o intervalo do jogo é patrocinado por Gatorade.

A nova ação de marketing da diretoria do Fortaleza é apenas o início de várias outras que o chefe do setor, Bruno Bayma, espera lançar nos próximos dias.

“Vai haver outras em todos os nossos perfis nas redes sociais e também em nosso site. Neste primeiro momento, queremos privilegiar nossos atuais patrocinadores, mas queremos expandir e abrir espaço para novos parceiros”, declarou Bayma.

Vale lembrar que o Fortaleza possui mais de 400 mil seguidores no Facebook e 52 mil no Twitter.

Quem deve ter gostado foi a Gatorade e, pelo jeito, quem souber aproveitar a visibilidade poderá lucrar com a ação.

Tags: , , , , ,

Página 1 de 14112345...102030...Última »

Autores

Editora Verdes Mares Ltda.

Praça da Imprensa, S/N. Bairro: Dionísio Torres

Fone: (85) 3266.9999