Autor: Antonio Rodrigues


14:16 · 18.04.2019 / atualizado às 14:17 · 18.04.2019 por
Foto: Divulgação/Centec

O Instituto Centro de Ensino Tecnológico (Centec) está com inscrições abertas, até o dia 30 de maio, para o vestibular e processo seletivo 2019.2 na Faculdades de Tecnologia Centec (Fatec), em Juazeiro do Norte, e no Centro Vocacional Técnico (CVTEC), em Crato. Ao todo, são 270 vagas disponíveis. Para participar, o cadastro acontece pelo site.

Na Fatec Cariri, os participantes podem escolher entre os cursos técnicos em Eletrotécnica, Eletroeletrônica, Mecânica e Meio Ambiente. Já no CVTEC Crato há vagas para o curso técnico em Cozinha. Todos cursos são gratuitos e contam com a parceria da Secretaria Estadual da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece).

Em Juazeiro do Norte, todos os cursos acontecem no período noturno e estão disponíveis 45 vagas cada. Já no Crato, a capacitação em Cozinha acontece pela manhã, tarde e noite. Cada turma, terá 30 alunos.

Cerca de 50% das vagas são destinadas a candidatos que cursaram todo o Ensino Médio em escolas públicas; e 3% são reservadas para pessoas com necessidades especiais. A taxa de inscrição custa R$ 25 e é possível solicitar isenção do pagamento. A prova será dia 9 de junho das 9h às 13h; e as aulas estão previstas para iniciar no dia 5 de agosto.

14:01 · 18.04.2019 / atualizado às 14:01 · 18.04.2019 por
Foto: Antonio Rodrigues

Até o próximo domingo (22), o Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, deve receber 6.230 passageiros. O número representa um aumento de 5% em relação ao fluxo de viajantes registrados no feriado da Páscoa do ano passado, quando 5.930 pessoas realizaram embarques e desembarques. Nestes quatro dias, são esperadas 90 operações no terminal caririense. O levantamento leva em conta a oferta de assentos das empresas aéreas para o período. 

Para garantir a fluidez nas operações e no funcionamento de toda infraestrutura aeroportuária durante o feriadão, uma série de ações foram adotadas para atender ao aumento do fluxo de passageiros e manter o conforto e a segurança dos usuários. Equipes de segurança, operações e de manutenção foram reforçadas por meio de remanejamento das escalas de trabalho; os “amarelinhos”, funcionários de colete amarelo da Infraero com a frase “Posso Ajudar/May I Help You?” também estarão preparados para tirar dúvidas e orientar os viajantes. 

Localizado na Região Metropolitana do Cariri, Sul do estado do Ceará, o Aeroporto de Juazeiro do Norte atende municípios da região Centro Sul e também as diversas cidades do Noroeste de Pernambuco, Alto Sertão da Paraíba e Sudoeste do Piauí. 

Com capacidade para atender a até 1,7 milhões passageiros por ano, o terminal vem apresentando um crescimento constante, sendo que em 2018 foi registrado recorde histórico na movimentação de viajantes. Foram 563.548 embarques e desembarques ante 542.280 no ano de 2017, representando alta de 3,92%.  

Atualmente, o aeroporto conta com voos para Campinas, Guarulhos (SP), Fortaleza (CE) e Recife (PE). Em média são 8 operações diárias, entre pousos e decolagens comerciais regulares, de três companhias aéreas (Gol, Avianca e Azul).  

14:53 · 17.04.2019 / atualizado às 15:40 · 17.04.2019 por
Fotos: Antonio Rodrigues

A conclusão do Projeto de Integração do São Francisco (Pisf) deve, mais uma vez, atrasar. Isso porque funcionários do consórcio Ferreira Guedes – Toniolo Busnello estão em greve. Amanhã, a paralisação completa um mês. O ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, havia garantido, em fevereiro, a conclusão do Eixo Norte do Pisf – etapa que vai beneficiar o Ceará – para maio. Este é o sexto prazo dado para conclusão das obras.

Protestos
Os operários reivindicam reajuste salarial através o piso salarial estadual e abono total das faltas durante o período grevista. Ontem houve uma assembleia, mas sem acordo.

A empresa propôs reajuste retroativo a partir do mês de janeiro e abondo de 50% das faltas. Os funcionários não aceitaram a proposta. Para a próxima segunda-feira está prevista outra assembleia. Cerca de dois mil operários trabalham no Consórcio. Metade dos funcionários estão indo ao canteiro de obras, mas a grande maioria vai somente bater ponto, sem executarem nenhuma atividade.

Paralelo a isso, empresários e representantes de empresas terceirizadas que prestam serviços ao Consórcio Ferreira Guedes, bloquearam a entrada do canteiro de obras no Município de Penaforte, na região do Cariri. Alguns deles cobram dívidas milionárias, de até R$ 4 milhões. A entrada está bloqueada desde meio dia e meia desta quarta-feira (17). Representantes do consórcio, que trabalha na Meta 1 N do Projeto de Integração do Rio São Francisco, prometeram conversar com empresários e representantes que estão bloqueando a via.

O empresário Josivan Cândido, que faz manutenção mecânica e solda das máquinas das empresas, está sem receber 20 mil dos próprios fornecedores que também cobram o consórcio. “Até o final do ano passado estava recebendo, embora com dificuldade. Agora, desde o começo do ano não recebo”. Por causa disso, oito funcionários seus estão com salário atrasado.

Já o empresário José Elton Pereira, que fornece dois caminhões pipa, não recebe pagamento há sete meses. Ele cobra uma dívida de 100 mil. Por causa disso, a mensalidade da escola do seu filho está atrasada quatro meses. “Minha vida é esse caminhão”, desabafa.

As empresas que bloquearam o canteiro de obras prestam serviços como caminhão pipa, terraplenagem, gerador de energia, entre outros. Este é terceiro consórcio, em menos de três anos, trabalhando na Meta 1N. Este trecho é responsável por trazer água da transposição ao Ceará. A água chegará até Jati.

19:47 · 16.04.2019 / atualizado às 20:18 · 16.04.2019 por
Foto: Henrique Macedo

As chuvas que atingiram Aurora nos últimos meses fizeram o volume do Açude do Coxá subir e inundar a principal estrada de acesso à sede do Município, afetando cerca 50 famílias da zona rural. A lâmina de água chegou a altura de quase dois metros, ocupando cerca 100 metros de extensão da via. Inaugurado em dezembro de 2017, o reservatório já havia causado o mesmo episódio em fevereiro do ano passado. Por causo disso, os moradores se arriscam fazendo o trajeto a nado.

Apesar de não ser a única alternativa de acesso ao Centro de Aurora, o alagamento da estrada aumentou o percurso dos moradores. Se antes, na estrada inundada, eram 18 quilômetros, o trajeto atual é de 25 quilômetros. “Antes, levava meia hora de carro. Hoje, fazemos em uma hora”, conta um morador que não quis se identificar. Duas canoas que foram doadas para facilitar a travessia foram danificados. “O pessoal passa nadando ou com boias”, completa.

Foto: Henrique Macedo

Há mais 40 dias os moradores enfrentam este problema que prejudicou, principalmente, os estudantes, já que os ônibus que fazem o transporte escolar não estava atendendo a comunidade do Sítio Coxá. Para não comprometer a demanda, a Secretaria de Educação de Aurora reabriu uma antiga escola da comunidade. “Agora, os alunos que estudam no Colégio estadual tiveram que se mudar para casa de parentes, porque não tem como o ônibus vir”, acrescenta.

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura de Aurora, Wellington Cortez, classificou a reivindicação como “politicagem”, já que as estradas alternativas estão em boas condições. Porém, admitiu que a Justiça já havia pedido para que o reservatório fosse secado e construída uma ponte. “Para construí-la, sairia mais caro que o açude”, explica.

O reservatório, construído através de convênio entre a Prefeitura e o Governo Federal, tem como objetivo garantir o abastecimento de três comunidades naquela região, incluindo o Sítio Coxá. “Eles deveriam era agradecer por agora terem água”, completou Wellington.

12:31 · 16.04.2019 / atualizado às 12:50 · 16.04.2019 por
Foto: Antonio Rodrigues

A companhia aérea Avianca Brasil divulgou, na manhã desta terça-feira (16), uma nova lista com mais 150 voos cancelados em todo o País, programados entre esta quinta-feira e o sábado. Em Fortaleza, 37 partidas e chegadas não ocorrerão. Porém, no Aeroporto Orlando Bezerra de Menezes, em Juazeiro do Norte, as operações seguem normalmente. Ao todo, são quatro embarques diários: dois para a Capital cearense e dois para Guarulhos (SP).

Em março, um voo de Juazeiro do Norte para Brasília (DF) pela empresa já havia sido retirado. Um funcionário da Avianca que não quis se identificar, conta que, a partir do próximo dia 23, pode haver mudanças no horário do voo diário entre a terra do Padre Cícero e Fortaleza. O embarque que hoje acontece por volta das 8h15, passaria para o início da madrugada. Além disso, especula-se que uma das operações diárias para Guarulhos (SP) deixe de acontecer. A Infraero informou que, até agora, não recebeu nenhum pedido de alteração por parte da companhia.

Os clientes que moram na região do Cariri estão apreensivos desde que a empresa entrou em recuperação judicial reorganização econômica, administrativa e financeira, feita com a intermediação da Justiça, para evitar a sua falência. A Avianca teve voos comprometidos em todo país com decisões judiciais determinando que a companhia devolva aviões devido à falta de pagamento da empresa.

O professor Márcio Benevides, que tem passagem comprada para Fortaleza no próximo dia 25, com retorno para o mesmo dia, conta que seu maior receio são os atrasos. “Nos últimos seis voos com a Avianca, tive este problema. Estou com uma filha recém-nascida, preciso voltar logo para cuidar dela, mas não posso desmarcar o compromisso que motiva a viagem. Como só tem dois voos pra ir e dois pra voltar, qualquer problema com a empresa traz um prejuízo muito grande, de modo que não posso ser encaixado em outros voos”, afirma.

“A sensação que dá é que este voo tem os dias contados, mesmo que cada atraso seja por motivos diferentes pelo que a empresa informa”, completa Márcio.

Já o radialista Taciano Clécio Xavier, que tem a mesma rota para a Capital cearense marcada para junho, está preocupado com o cancelamento. “Minha esposa vai para um congresso em Fortaleza. Comprei as quatro passagens, ida e volta, para minha família. Essa situação causa apreensão. A gente não sabe se continua pagando, se entra em contato com a empresa para cancelar”, admite.

Como até agora os voos estão mantidos, a companhia não permitiu a possibilidade de reembolso, como acontece nos voos cancelados nesta semana. Em Fortaleza, a Avianca informou aos clientes que compraram o bilhete por meio do site, aplicativo, call center ou lojas da própria empresa, devem acessar uma página específica para pedir o dinheiro de volta. No formulário, deve ser selecionado o item “Cancelamento de voo gerado pela Avianca”. Já quem comprou a passagem numa agência ou site de viagem deve entrar procurar essas essas empresas.

12:23 · 15.04.2019 / atualizado às 12:24 · 15.04.2019 por
Foto: Divulgação

A Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) concluiu os serviços de substituição de 80 ramais de ligação de água no bairro João Cabral, em Juazeiro do Norte. O serviço, que teve início no ano passado, faz parte do Plano de Melhorias para cidade e tem o objetivo de prevenir vazamentos na rede de distribuição. Em conjunto com o serviço, a empresa realiza a recuperação asfáltica nas ruas que já receberam a ação.

As equipes da companhia estiveram concentradas no bairro João Cabral para finalizar toda a demanda de recuperação das vias. Na rua Virgínia de Mendonça, por exemplo, 30 ramais de ligação de água foram substituídos e o serviço de recuperação asfáltica já foi concluído. Além o bairro João Cabral, outras áreas da cidade também serão contempladas.

De acordo com o gerente da Cagece na região da Bacia do Salgado, Gilberto Júnior, a companhia realiza esse trabalho em toda a cidade, de forma gradativa, trocando os ramais e executando a recuperação asfáltica. “Nós vamos dar continuidade ao trabalho de substituição de ramais de ligação de água em conjunto com a recuperação asfáltica. Com isso, evitamos ocorrências de vazamentos na rede, além de transtornos nas vias da cidade”, disse.

O Plano de Melhorias para Juazeiro do Norte, lançado em junho 2018, prevê ações de médio e longo prazo para otimização dos serviços de abastecimento de água e coleta e tratamento de esgoto na cidade. Além disso, são feitas ações como mapeamento das zonas com maior incidência de vazamentos, instalação de equipamentos de monitoramento de pressão e substituição de ramais de ligação das redes de abastecimento de água.

05:30 · 12.04.2019 / atualizado às 01:23 · 12.04.2019 por
Francisco dos Santos, criador da réplica, expõe seu trabalho por quatro dias. (Foto: Alana Soares)

Depois do Trono de Ferro, da série Game of Thrones (HBO), visitar a praia de Morro Branco, em Beberibe, foi a vez do Crato, no Cariri cearense, esbanjar sua própria réplica. A peça, que pesa 150 quilos, está exposta, desde ontem, na Feira Cariri Criativo, no Largo da RFFSA, e já atraiu dezenas de fãs. Os visitantes que quiserem conhecer, fotografar ou até mesmo sentar no objeto, o trabalho ficará disponível até o próximo domingo (14).

Na série de sucesso mundial, o Trono de Ferro foi construído por Aegon I Targaryen, “o Conquistador”, primeiro rei dos Sete Reinos, que ordenou sua criação com espadas fundidas dos inimigos que venceu. Supostamente, mil lâminas foram utilizadas, aquecidas pelo fogo soprado pelo dragão Balerion. A forja levou 59 dias. Na trama, o objeto é simbolo de poder em Westeros.

Já a réplica do Cariri, saiu das mãos do artista visual Francisco dos Santos, de 48 anos, um dos coordenadores do Shanadú Ateliê Escola, de Juazeiro do Norte. A peça mede dois metros de altura e sua estrutura foi feita de madeira com fibra de vidro e rezina. Ela levou dois meses para ser concluída, incluindo a parte de pesquisa. O Trono foi confeccionado em 2017 e, agora, ele aproveitou a estreia da última temporada da série, que acontece no próximo domingo, para expor seu trabalho.

Foto: Alana Soares

“Um dos objetivos principais era que a galera jovem, que gosta da série aqui, tivesse acesso ao trono. No mesmo período, em 2017, tinha surgido em Fortaleza uma réplica. Para o pessoal não se deslocar, eu criei. Os caririenses merecem também”, justifica Francisco. Fã da cultura pop e telespectador de Game of Thrones, o artista trabalha com desenho, pintura e escultura desde a adolescência e já expôs outros trabalhos, como réplicas de dinossauros encontrados no Cariri.

Para os fãs da série, a exposição do Trono foi uma surpresa. “Eu nem sabia. Estava numa reunião. Aí um colega viu nas redes sociais e me avisou. Assim que a reunião terminou, eu vim. Eu achei legal. Tirei algumas fotos. Estou ansioso para o retorno da série”, admite o estudante Artur Dias.

#ForTheThrone

Recentemente, a HBO, canal de televisão por assinatura norte-americano que produz a série, divulgou uma campanha motivando os fãs de Game of Thrones a encontrar seis tronos escondidos ao redor do mundo. Um deles estava no Ceará, entre as falésias da praia de Morro Branco, em Beberibe. Batizada de #ForTheThrone, “a busca pelo Trono”, a publicidade tem cativado os telespectadores.

(Colaborou: Alana Maria Soares)

05:00 · 12.04.2019 / atualizado às 01:42 · 12.04.2019 por
Foto: Divulgação

Há três anos na estrada, a banda cearense Forria lança seu primeiro álbum autoral, neste sábado (13), às 19h30, no teatro do Centro Cultural Banco do Nordeste Cariri (CCBNB), em Juazeiro do Norte. Pela primeira vez na região, o grupo, natural de Fortaleza, traz no seu repertório desde o baião ao rock, passando pelo maracatu e o afrobeat. A programação é gratuita e com classificação indicativa para todas as idades.

Com nove faixas, seu primeiro álbum evidencia musicalidade genuinamente nordestina, repleto de referências da cultura popular e do imaginário fortalezense. Essa mistura de referências é fruto de constante busca pela sonoridade desejada, em um processo de investigação “para dentro e para fora”, como diz Paula Braz, uma das integrantes da banda. O álbum está disponível nas principais plataformas digitais.

Para Paula, o apelo regional surge do encontro de referências dos sete músicos com vivências distintas. Além dela, Leonardo Rio (voz), Samuel Torquato (guitarra), Eros Augustus (teclas), Mateus Torquato (baixo), Lucas Rangel (bateria), Seu Divino e Tainan Fernandes (percussão) formam o grupo.

“Descobrimos aquilo que nos atravessa: um Belchior, um Pessoal do Ceará, um manguebeat, um forró mais arrochado, um gosto por ritmos afro-brasileiros e suas manifestações, que não se encaixam na dicotomia entre o tradicional e o moderno”, afirma Paula Braz. “Essas referências passeiam pelo disco de forma bastante evidente, mas nunca engessada ou parada no tempo: queremos que nossa música seja atual, ainda que permeada de nostalgias”, completa.

Para celebrar o disco, a banda lançou também o clipe de “Desenredo”, um passeio pelas ruas dos bairros Parquelândia, Centro e Praia de Iracema, em Fortaleza. “O que nos guiou foi a própria música que tem momentos muito fortes de tensão, angústia e alívio”, diz o guitarrista Samuel Torquato. No vídeo, a personagem parte para o trajeto nas ruas ao sol do meio dia, engarrafadas e totalmente caóticas, enquanto percebe as belezas escondidas da cidade. No fim, o descanso no Passeio Público seguido do mar de Iracema.

“É interessante observar que destes conflitos surgem discussões políticas do álbum”, continua o guitarrista. “No fim das contas, o álbum acaba por ser, na minha interpretação, uma viagem pela metrópole, litoral e interior, e ao longo dessa viagem são narradas histórias que o constroem”, finaliza Samuel.

O álbum completo pode ser conferido no aqui.

Mais informações

Show da Banda Forria

Data: 13 de abril

Local: Teatro do CCBNB-CARIRI

Horário: 19:30

Ingressos: gratuito

Contato: (85) 9 9849-0953

16:55 · 11.04.2019 / atualizado às 16:58 · 11.04.2019 por
Foto: Henrique Macedo

O município de Aurora, na região do Cariri, completou oito meses sem registrar homicídio – Crime Violento Letal e Intencional (CVLI), segundo os dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS). A última ocorrência aconteceu no dia 10 de agosto de 2018, quando um adolescente de 15 anos foi encontrado morto com marcas de perfuração a bala.

Segundo o titular da Delegacia de Policia Civil de Aurora, Paulo Hernesto Pereira, os trabalhos de inteligência contra o tráfico de drogas e as operações policiais tem contribuído de forma significativa para inibir os homicídios na cidade. “As polícias Civil e Militar vem atuando com firmeza, dentro da lei, e sempre avançando em busca de acabar com a criminalidade”, acredita o delegado.

Ano passado, houveram seis crimes desta natureza no Município. Destes, apenas dois ainda não foram elucidados. Assim, a taxa de resolutividade atinge 66,66%. O número é acima da média estadual de 25% e de média nacional que não ultrapassa 20%.

“Os números expressivos demonstram o empenho da equipe, mas reconhecemos que nossos resultados também são atuação de terceiros. Nesse sentido, destacamos o trabalho desenvolvido pelo Judiciáro e pelo Ministério Público, que nos fornecem os meios jurídicos necessários para efetivar as ações policiais. Agradecemos também o apoio da Polícia Militar e do Departamento Municipal  de Trânsito que tem contribuído”, completa Paulo.

Último caso

Aurora registrou seu último homicídio no dia 10 de agosto do ano passado. Por volta das 10 horas da manhã, o corpo do adolescente Luiz Felipe Coelho Torres, de 15 anos, conhecido como “Sabiá”, foi encontrado em um terreno próximo à Escola Antônio Landim de Macêdo, no bairro Mororó. A vítima apresentava marcas de perfuração a bala. O garoto não tinha passagens policiais. Exatos dois meses, a polícia prendeu um suspeito de praticar o crime.

(Colaborou: Henrique Macedo)

16:09 · 11.04.2019 / atualizado às 16:09 · 11.04.2019 por
Foto: Alissa Carvalho

A terceira edição da Feira da Piscicultura Ornamental do Crato acontece no próximo domingo, a partir das 17h, na Praça da Sé. A programação contará com a exposição e comercialização de peixes ornamentais de espécies diversas, como betta, espada, japonês, melanésia e guppy, além de ração e outros insumos para a criação dos animais.

A ação, que já se consolida no calendário de atividades do Município, é organizada pelo campus de Crato do Instituto Federal do Ceará e pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos, faz parte do projeto “Produção de peixe ornamental: Uma estratégia empreendedora para geração de emprego e renda”. Seu objetivo é estimular a atividade econômica na região.

Segundo o coordenador da iniciativa, professor Messias Alves, a facilidade de acesso, a abundância de água de qualidade, a mão de obra capacitada e o clima favorável tornam o Cariri uma região com potencial para a piscicultura ornamental. Ao todo, cinco produtores participam da Feira. “Nosso desafio é mostrar esse novo mercado. Nós temos mão de obra capacitada, clima propício e aeroporto perto. O que falta é impulsionar”, garantiu.

Além da participação dos produtores de peixes ornamentais da região, o evento conta ainda com uma programação de ações realizadas pelo IFCE. Haverá apresentação dos cursos ofertados pela instituição, exposição do AlluGo!, um aplicativo de aluguel de livros, e oficina de jogos africanos.

 

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Cariri

Belezas naturais, fé, trabalho e cultura. Sob os pés da Chapada do Araripe, aqui você encontra as principais notícias dos municípios da região. Por Antônio Rodrigues.

VC REPÓRTER

Flagrou algo? Envie para nós

(85) 98887-5065

Tags