Autor: Antonio Rodrigues


08:49 · 07.12.2018 / atualizado às 08:49 · 07.12.2018 por
(Foto: Helio Filho)

A Secretaria de Desenvolvimento Agrário e Recursos Hídricos de Crato (SMDARH) lançará, na próxima segunda-feira (10), o Programa de Aração de Terras dos Agricultores Familiares. A ação deve beneficiar diretamente 352 famílias e cerca de 2 mil pessoas. A solenidade acontecerá às 8h, em frente a sede do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do Município.

De acordo com o gestor da SMDARH, Zilcélio Alves, foram licitados 450 horas trator, além de ser feito a gradagem de 206,32 hectares de terras no município e serão investidos R$ 42.532,52.

O programa será distribuído nos seguintes distritos e comunidades: Brejo dos Muniz; Sítio São José; Sítio Santa Rosa; Santa Fé; Monte Alverne; Ponta da Serra; Dom Quintino; Campo Alegre; Belmonte; Bela Vista; Baixio das Palmeiras.

‘Hora de plantar’

Na próxima semana, também será iniciado a distribuição das sementes do programa Hora de Plantar no Município. O material será entregue, prioritariamente, às pessoas que realizaram o recadastramento de adesão. Ao todo, são 8,1 mil g de milho, 200kg de feijão, 150kg de sorgo, 2000 raquetes de palma forrageira e 60 metros cúbicos de maniva de mandioca.
As sementes e mudas do programa Hora de Plantar são de elevado potencial genético, o que favorece o fortalecimento da agricultura familiar, aumentando produtividade e renda dos produtores rurais.
11:36 · 06.12.2018 / atualizado às 11:43 · 06.12.2018 por
Casarão estava posto à venda desde o mês de julho. (Fotos: Divulgação/Prefeitura)

A Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) de Juazeiro do Norte irá aplicar multa aos responsáveis pela demolição do casarão que pertenceu ao juiz Juvêncio Santana, no valor de R$ 119.996,40. A quantia estipulada se deu pela demolição irregular e sem alvará do imóvel. A edificação foi destruída no último sábado (01).

Segundo a Pasta, a demolição não estava autorizada já que a edificação era de interesse histórico cultural de Juazeiro do Norte e encaminhou o caso à Procuradoria Geral do Município (PGM) para ser tombado. Ainda no domingo, a Secretaria enviou uma equipe de fiscalização ao local para verificar o ocorrido.

De acordo com a Procuradoria, outras penalidades poderão ser fixadas como, por exemplo, indenização decorrente de ação judicial ao final do processo.

Prédio foi totalmente destruído no último final de semana.

Localizado na Rua São José, o casarão foi construído em 1920 e pertenceu ao primeiro juiz de Juazeiro do Norte, Juvêncio Santana, que era amigo pessoal do Padre Cícero. Sua fachada permanecia preservada e o imóvel estava posto à venda desde o mês de julho.

Após a demolição, um grupo de arquitetos, historiadores, estudantes e artistas formaram um grupo para desenvolver ações de preservação do patrimônio de Juazeiro do Norte. Desta mobilização, foi marcada uma audiência pública para o próximo dia 14, na Câmara Municipal, para discutir o caso.

09:11 · 06.12.2018 / atualizado às 09:30 · 06.12.2018 por
Equipes da Prefeitura tentam minimizar os danos das chuvas. (Foto: Edson Freitas)

66 municípios cearenses registraram chuvas entre as 7h de ontem e as 7h desta quinta-feira (06), segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme). A maior delas aconteceu em Farias Brito, que fica a 470 km de Fortaleza, na região do Cariri, onde ocorreu um volume de 178 milímetros – o maior do Município no ano.

Maior precipitação neste período de pré-estação, a chuva atingiu Farias Brito de madrugada e surpreendeu seus moradores. A água inundou diversas ruas no Centro da cidade e derrubou o muro de alguns terrenos. Nesta manhã, equipes da Prefeitura estão visitando alguns pontos da cidade.

Na casa do funcionário público Francisco Batista Filho, a chuva chegou a altura de quase um metro, amassando seu portão. Para diminuir o volume da água, ele teve que quebrar um dos muros do quintal. “Nunca aconteceu isso. Antes, aconteceu da água ficar só no primeiro piso. Está molhada um bocado de coisa. Não sei se a geladeira funciona mais”, desabafou.

Também foram registrados chuvas de destaque na macrorregião do Sertão Central e Inhamuns, principalmente em Arneiroz (74.5 mm), Catarina (73 mm) e Novo Oriente (70 mm). No Litoral Norte, choveu forte em Santana do Acaraú (68.8 mm).

Na macrorregião do Cariri, além de Farias Brito, choveu em 16 municípios. As maiores precipitações aconteceram em Crato (62 mm), Altaneira (46 mm), Barro (45,8 mm), Juazeiro do Norte (32 mm) e Missão Velha (28 mm).

As chuvas no Sul do Estado acontecem no período pré-estação chuvosa. Diferente do restante do Ceará, onde a quadra invernosa acontece no período de fevereiro a maio; no Cariri, o período com maior intensidade de chuvas acontece de janeiro a abril. “Na medida que vai aproximando o fim do ano, as chuvas tendem a cair mais”, explica o supervisor da Unidade de Tempo e Clima da Funceme, Raul Fritz.

A previsão da Funceme para esta quinta-feira e os próximos dois dias é de nebulosidade variável com chuvas em todas as regiões do Ceará.

16:11 · 20.11.2018 / atualizado às 16:17 · 20.11.2018 por
Camilo Santana e o ministro Pádua Andrade visitaram as obras em Salgueiro. (Foto: Divulgação/MI)

Acompanhado do governador Camilo Santana e do presidente do Congresso Nacional, Eunício Oliveira, o ministro da Integração Nacional, Pádua Andrade, visitou as obras do Projeto de Integração do Rio São Francisco (PISF), nesta terça-feira (20), em Salgueiro (PE), e confirmou a entrega do Eixo Norte no próximo dia 20 de dezembro.  

“Estamos no estágio de 97% (de avanço físico), faltando apenas alguns detalhes, mas o caminho das águas está pronto. A gente, nos próximos dias, estaremos liberando a água para o Ceará”, garantiu o ministro Pádua Andrade. O governador Camilo Santana ressaltou que a estrutura do Cinturão das Águas estará pronta para receber o recurso hídrico do “Velho Chico”. “É a maior obra do século. A maior obra hídrica do Brasil e não tenho dúvida que vai mudar o perfil econômico do nosso Estado e da região Nordeste”, garantiu.

A terceira e última estação de bombeamento (EBI-3) será acionada para encher a barragem de Negreiros, em Sagueiro (PE), no próximo mês de dezembro. Em seguida, as águas do “Velho Chico” devem chegar ao Ceará, por gravidade, até o primeiro trimestre de 2019. A equipe técnica do Ministério da Integração acredita que a água atingirá o volume necessário em fevereiro.  

A visita se estendeu até a barragem de Jati, no Ceará, onde as obras estão prontas. Antes disso, o recurso hídrico deve cruzar o Túnel Milagres, entre os municípios de Verdejante (PE) e Penaforte (CE).

Atrasos

Hoje, o Eixo Norte já tem 97% das obras concluídas, mas já sofreu quatro adiamentos de entrega. O último atraso se deu pela reparação do vazamento que aconteceu no dique da barragem de Negreiros, em Salgueiro (PE), detectado no último dia 16 de agosto. Na época, 35 famílias que vivem na Vila Produtiva Rural de Negreiros tiveram que ser retiradas de suas casas por segurança.

Após três meses do incidente, a Pasta admitiu que isso prejudicaria o cronograma da obra. A expectativa era que até o fim deste ano as águas chegassem no Ceará. Cinco dias antes, também houve um rompimento no canal, mas o Ministério da Integração afirmou que foi uma ação criminosa.   

Segundo o Ministério da Integração, os trabalhos no dique Negreiros foram intensificados. Os reparos em curso incluem injeções de cimento e argamassa na estrutura, melhor solução encontrada partir de estudos feitos por um corpo técnico de engenheiros especialistas em barragens. A estrutura foi construída entre os anos de 2013 e 2015.   

Roteiro da água

Após concluído o Eixo Norte, a água do “Velho Chico” será distribuída pelo solo cearense a partir de Jati, quando encontrará o Cinturão das Águas do Ceará (CAC), obra estadual, e seguirá pelo chamado “trecho emergencial”, que possui 53 km. De lá, deve percorrer canais, túneis e sifões até o Riacho Seco, em Missão Velha, seguindo por gravidade, em 13 km, até o Rio Salgado, desaguando no Jaguaribe, que abastece o Açude Castanhão. A expectativa é que jorre cerca 12 metros cúbicos por segundo do recurso hídrico.

22:12 · 18.11.2018 / atualizado às 22:19 · 18.11.2018 por
O incêndio começou com pequenos focos na última sexta-feira. (Foto: Edson Freitas)

Um incêndio florestal está atingindo, neste momento, o distrito de Arajara, em Barbalha, no sopé da Chapada do Araripe, no Cariri cearense. De acordo com os moradores, as chamas começaram na última sexta-feira (16), porque um agricultor colocou fogo em seu terreno para brocar. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi ao local, mas retornou por falta de acesso e visibilidade.

As chamas consumiram a parte mais densa da vegetação e já se aproxima de algumas casas. Os próprios moradores iniciaram o combate e, em seguida, acionaram o Corpo de Bombeiros. Os militares estiveram por lá, por volta das 20h deste domingo (18), mas alegaram que não conseguiriam entrar na mata fechada e que retornariam amanhã, pela manhã.

Com algumas casas tomadas pela fumaça, os moradores do distrito estão assustados. O jardineiro Francisco Hélder e mais duas pessoas tentaram apagar o fogo com pedaços de madeira e palha, abafando as chamas. Com máscaras improvisadas e pano molhado no rosto, ainda conseguiram impedir que suas casas fossem atingidas.

“É complicada a situação, porque não poderemos dormir hoje a noite, com medo do fogo chegar aqui”, conta a dona de casa Iara Xavier. Já a agricultora Irenilda Xavier viu o fogo ficar a poucos metros de sua residência. “Estou assustada. Isso prejudica todas as pessoas daqui”, garante.

Impacto ambiental

O local atingido pelas chamas faz parte da Área de Proteção Ambiental da Chapada da Araripe e está próxima de uma Unidade de Conservação, a Reserva Particular do Patrimônio Natural Arajara Park. Lá, é um dos poucos habitats do Soldadinho-do-Araripe, ave em risco de extinção e um dos símbolos da Região. Além disso, o distrito de Araraja é o único lugar onde foi encontrado o caranguejo guaja-do-araripe, espécie de crustáceo de água doce, que também corre risco de ser extinto, descoberto há dois anos. 

19:31 · 18.11.2018 / atualizado às 19:36 · 18.11.2018 por
A partida foi válida pela penúltima rodada da segunda fase. (Foto: Reprodução/TV Verdes Mares)

Crato e Campo Grande empataram em 1 a 1, na tarde deste domingo (18), no Estádio Mirandão, garantindo o acesso dos dois times à Série B do Campeonato Cearense de 2019. Invicto, o “Tigre Juazeirense” chegou a 10 pontos conquistados em quatro jogos. Já o “Azulão da Princesa” atingiu 8 pontos e também não pode mais ser alçado. O terceiro colocado, Calouros do Ar, soma apenas 4 pontos. A última rodada, no próximo sábado (24), definirá o mandante da final, que acontece em jogo único.

O Campo Grande mantinha 100% de aproveitamento até o jogo de hoje, vencendo as sete primeiras partidas. O reencontro contra o Crato, adversário na primeira fase, parecia ter o mesmo desfecho até os minutos finais: mais uma vitória. Tiago abriu o placar aos 34 minutos do primeiro tempo para o “Tigre Juazeirense”. Na segunda etapa, o “Azulão da Princesa” pressionou e conseguiu o empate, aos 41 minutos, através de Eduardo.

Nas outras partidas, o Crateús venceu o Calouros do Ar por 3 a 2, tirando as chances do time de Fortaleza conseguir o acesso. Já o empate de 1 a 1, entre Tianguá e Verdes Mares, no Estádio Presidente Vargas, na capital cearense, também confirmou a conquista dos dois times do Cariri. A classificação pode ser conferida aqui.

Com o acesso de Campo Grande e Crato, a região do Cariri amplia para quatro o número de representantes na segunda divisão do Campeonato Cearense do ano que vem. Os dois se juntam ao Icasa e União, este último está sediado em Fortaleza, mas manda seus jogos em Brejo Santo.

No próximo sábado, o Campo Grande recebe o Verdes Mares, no Estádio Romeirão, para garantir a liderança da segunda fase. Já o Crato, viaja para enfrentar o Crateús. A partida entre Tianguá e Calouros do Ar completa a última rodada.

13:54 · 16.11.2018 / atualizado às 14:03 · 16.11.2018 por
Fábrica Escola de Processamento de Cana-de-açúcar produzirá a cachaça em homenagem a Chico da Cascata. (Foto: Divulgação)

Será lançada, na próxima terça-feira (20), às 15h, em Barbalha, uma edição especial da cachaça Chico da Cascata, que homenageia um dos ícones da cultura do Cariri, falecido em fevereiro de 2017. A bebida foi desenvolvida pela Fábrica Escola de Processamento de Cana do Cariri, que irá celebrar a primeira colheita de cana-de-açúcar da safra de 2018.

Situada na Avenida José Bernardino Cavalcante Leite, km4, sítio Buriti, em Barbalha, a Fábrica Escola produz cachaça de alambique prata e ouro premium, rapadura tradicional e de sabores, pastilhas de rapadura tradicional e de sabores, melado de cana, caldo de cana e está fazendo também o açúcar mascavo.

Homenagem

Francisco Rodrigues dos Santos, mais conhecido como Chico da Cascata, nasceu em 1932, casou com dona Maria Santa, teve sete filhos e uma trajetória longa. Desenvolveu trabalhos como carpinteiro, agricultor, com destaque no cultivo de cana-de-açúcar, e, posteriormente, com o intuito de receber os amigos, abriu um balneário precursor na região. O local virou um ponto de encontro tradicional para visitantes de todo o estado e cenário de muitas histórias.

No cardápio, baião com pequi, manteiga da terra e a tradicional fruta-pão, petisco que era servido cozido e frito. O dono também se notabilizou pelas história que, de tão bem contadas e carismáticas, pouco importavam se eram verdadeiras ou não. Desde o pé de seriguela que dava cajá, até as lutas de Chico contra as cobras gigantes encontradas no local.

Entre os frequentadores, famosos como Alceu Valença, Geraldo Azevedo e Dominguinhos. Seu restaurante e balneário, situado no pé da Chapada do Araripe, possui duas piscinas e fica ao lado da famosa Cascata do Lameiro, do Rio Batateira. Tudo era administrado cuidadosamente, durante 35 anos, por Chico que, às 4h da madrugada, já estava de pé. Hoje, seus filhos mantém o lugar.

Resgate

Com intuito de valorizar a agricultura familiar fortalecendo produtores, o Instituto Agropolos do Ceará (IAC), em 2016, passou a administrar a Fábrica Escola de Processamento de Cana do Cariri, um equipamento do Governo do Estado, situado em Barbalha, desenvolvido para resgatar a cultura do plantio de cana-de-açúcar da região e capacitar produtores rurais e estudantes em todas as etapas de produção da cachaça e dos derivados da cana e na comercialização dos produtos.

 

13:15 · 16.11.2018 / atualizado às 13:25 · 16.11.2018 por
Espedito confirmou ontem (15) a participação no carnaval carioca. (Foto: Alana Soares)

O artesão de couro Espedito Seleiro será homenageado em uma das alas da escola de samba carioca União da Ilha do Governador, no Carnaval 2019. “A Moda de Espedito Seleiro”, será a 24ª ala da agremiação, que desfilará no sambódromo da Marquês de Sapucaí no dia 4 de março, na segunda-feira de carnaval. Tesouro Vivo cearense, Espedito também estará em um dos carros alegóricos, ao lado de outros dois estilistas cearenses.

Reconhecido como Mestre da Cultura cearense em 2008, Espedito autorizou que a escola desenhasse as roupas da ala inspiradas em suas peças. “Já que estão oferecendo essa homenagem, por que não aceitar com todo carinho, com todo prazer?”, garantiu o artesão. O caririense estará no carro alegórico junto com o estilista Ivanildo Nunes e do designer de moda, Lindebergue Fernandes.

Com o enredo “A peleja poética entre Rachel e Alencar no avarandado do céu”, celebrando a literatura e cultura popular do Estado, a União da Ilha promete levar para a avenida cerca de 10 mil peças de artesanato cearense. Além de homenagear Espedito Seleiro, há uma expectativa que o Mestre Noza, artesão de madeira que se notabilizou em Juazeiro do Norte, também seja lembrado. No mês de setembro, o carnavalesco Severo Luzardo visitou o Cariri.

Natural de Arneiroz, mas estabelecido desde jovem em Nova Olinda, Espedito Veloso de Carvalho, 79, começou seu trabalho com o couro aos oitos anos, ajudando seu pai na produção de selas, gibão e outros equipamentos de vaqueiros. Hoje, é um dos artesãos mais reconhecidos em todo Brasil. Suas peças como bolsas, sandálias, chinelos e carteiras já estiveram em desfiles nacionais e até em filmes.

12:34 · 15.11.2018 / atualizado às 12:34 · 15.11.2018 por
Área possui 70 hectares e contribui com a captação de boa parte da água distribuída no Município. (Foto: Antonio Rodrigues)

Criada por meio do decreto 358, de 23 de outubro de 2017, o Parque Natural Municipal das Timbaúbas foi inserido e validado com sucesso no cadastro nacional de unidades de conservação do Ministério do Meio Ambiente. Essa inserção traz contribuições determinantes para a manutenção do patrimônio natural brasileiro. Única área verde dentro da cidade, a Unidade de Conservação possui cerca de 70 hectares.

O empreendimento para a conquista da inclusão no Cadastro foi articulado pela Secretaria de Meio Ambiente e Serviços Públicos (Semasp) com a Autarquia de Meio Ambiente de Juazeiro do Norte (Amaju). “Foram quase dois anos de luta para a conquista desse reconhecimento”, disse o superintendente da Amaju, Sidney Kal-Rais.

As unidades de conservação têm um papel importantíssimo para a conservação da biodiversidade. Nesse sentido, um sistema de unidades que articula os três níveis de governo, nacional, estadual e municipal. A sociedade, considerando as Reservas Particulares do Patrimônio Natural, poderá acompanhar os resultados das ações governamentais de proteção do patrimônio biológico nacional.

O Parque se enquadra na categoria de Área de Proteção Integral (API), que busca a manutenção dos ecossistemas livres de alterações causadas por interferência humana, sendo admitido apenas o uso indireto dos seus atributos naturais de forma contemplativa ou voltada à pesquisa científica.

Revitalização

Orçado em R$ 2,8 milhões, as obras de revitalização do Parque Natural Municipal das Timbaúbas, começaram no mês de agosto. No entorno, será criada uma área de passeio público que será ampliada de 1,5m para 3m de largura. Dentro, serão criadas pistas com três extensões: 800m, 1,5m e 3km, duas academias, banheiros públicos, recuperação e instalação de iluminação. A expectativa é que seja concluída em fevereiro de 2019.

17:47 · 14.11.2018 / atualizado às 17:47 · 14.11.2018 por
São esperadas mais de 30 mil pessoas no show. (Foto: Livio Campos)

Alceu Valença, Elba Ramalho e Geraldo Azevedo darão início à 20ª edição da Mostra Sesc Cariri de Culturas. O show do projeto O Grande Encontro, formado pelo trio, acontece nesta sexta-feira (16), às 21 h, no Largo da Basílica de Nossa Senhora das Dores, em Juazeiro do Norte. Cerca de 30 mil pessoas são esperadas.

Os três artistas nordestinos comemoram vinte anos de parceria e cantam juntos em Juazeiro do Norte pela segunda vez. Há dois anos o projeto “O Grande Encontro” está em turnê pelo Brasil, tendo se apresentado em Portugal em julho. O repertório com os sucessos da cantora paraibana e dos dois cantores e compositores pernambucanos foi gravado em CD e DVD em 2016 e teve mais de quarenta mil cópias vendidas.

Na nova versão do show, os arranjos ganham a energia das guitarras, violões e da percussão, sempre coroados pela melodia da sanfona que acompanha Elba, Geraldo e Alceu em duetos, trio ou em solos.

Os fãs podem esperar as músicas: “Anunciação”, “Banho de Cheiro”, “Dia Branco”, “Tropicana”, “Moça Bonita”, “Caravana”, “Belle de Jour”, “Canção da Despedida”, “Coração Bobo”, “Táxi Lunar”, “Bicho de Sete Cabeças”, “Chão de Giz” e “Frevo Mulher”.

Retorno

Em 2016, Alceu Valença se apresentou no encerramento da Mostra Sesc Cariri de Culturas. Em 2015, Elba Ramalho cantou para mais de 15 mil pessoas no Crato, durante a abertura da 17ª edição desta que é uma das maiores iniciativas culturais do Sesc em todo o País.

“Falo por mim e com certeza em nome dos meus companheiros de palco. Já tive oportunidade de participar da Mostra Sesc Cariri de Culturas e se trata de um evento da maior grandeza para a nossa cultura. Poder participar desta ação é levar cultura, diversão e arte para onde o povo está”, diz Elba.

Nascida no sertão paraibano, a cantora lembra das tradições nordestinas  que marcaram sua infância na cidade de Conceição. “Era nas festas das Igrejas, nas quermesses, nos reisados e no São João que eu tinha contato com as festas populares, com as mais genuínas expressões culturais da nossa terra”, recorda ela.

A Mostra Sesc incentiva a cultura popular em toda a região: 108 grupos com mais de 1.800 brincantes de reisado, maracatu, bandas cabaçais, coco, maneiro pau, entre outros, são cadastrados ao Sesc Ceará e participam da Mostra, formando uma vasta rede de identidades e manifestações artísticas populares em 26 cidades, de 16 a 20 de novembro.

Circuito

Na lista de atrações musicais convidadas pelo Sesc  estão músicos nordestinos consagrados, bandas e  artistas da nova cena musical  brasileira. O circuito “Tem Forró no Cariri” faz parte da programação da Mostra e terá a participação do cantor e compositor de forró pé-de-serra Flávio Leandro, ele canta no dia 16 de novembro na cidade de Brejo Santo.

No dia 17, é a vez das cantoras Amelinha e Ana Paula Nogueira se apresentarem na cidade de Campos Sales. No dia 18, Chambinho do Arcordeon e Orquestra de Sanfonas do Ceará fazem show na cidade de Tarrafas.

No dia 19 de novembro, às 20h30, no Largo da RFFSA, no Crato, acontece o show da banda pernambucana Eddie, que comemora 30 anos de carreira. Em seguida, às 22h, a cantora paulista Tiê apresenta seu quarto álbum Gaya. Já em Juazeiro do Norte, no terreiro da Mestra Margarida, acontece, a partir das 20 h, os shows do artista caririense Luiz Carlos Salatiel & Los Fractais e do jovem maranhense Phill Veras.

Milton Nascimento canta no show de encerramento da Mostra Sesc Cariri de Culturas. “Semente da Terra” é o trabalho que o grande cantor mineiro apresenta ao público caririense no dia 20 de novembro, às 21h, no Largo da RFFSA, na cidade do Crato.

Solidariedade

Com o compromisso de estimular a solidariedade, a Mostra Sesc Cariri de Culturas estimula a doação de 2kg de alimentos para o acesso ao show de abertura e espetáculos em espaços fechados, de 16 a 20 de novembro. Uma hora antes da apresentação é dado início a entrega de ingresso e, nesse momento, o espectador poderá contribuir. Todos os alimentos arrecadados serão destinados às instituições sociais beneficiadas pelo Programa Mesa Brasil Sesc Cariri.

Mais informações

20ª Mostra Sesc Cariri de Culturas

Período: 16 a 20 de novembro

Local: Região do Cariri (Polos Juazeiro do Norte, Crato, Barbalha e Nova Olinda)

Programação: Site e no aplicativo de celular “Mostra Sesc Cariri”, disponível para Android e iOS

Pesquisar

Faça uma busca em nosso blog:

Diário Cariri

Blog da editoria Regional, do Diário do Nordeste, sobre os municípios da região do Cariri, do Ceará.

VC REPÓRTER

Flagou algo? Envie para nós

(85) 98948-8712

Tags